RESUMO

ESTATUTO E REGIME JURÍDICO ÚNICO DOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL – Lei Complementar nº 10.098/94

-

Servidor Público: pessoa legalmente investida em cargo público.

-

Cargo Público: criado por lei; em número certo; denominação própria; conjunto de atribuições e responsabilidades cometidas a um servidor (mediante retribuição pecuniária paga pelos cofres públicos). Provimento efetivo e em comissão: a) Efetivo: investidura mediante aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos; organizados em carreira; promoções de grau a grau (critérios alternados de merecimento e antigüidade). b) Em comissão: livre nomeação e exoneração; cargos de confiança; não organizados em carreira.

-

Investidura: ocorre com a posse.

-

Requisitos para ingresso no serviço público:

a) nacionalidade brasileira; b) quitação das obrigações militares e eleitorais; c) idade mínima 18 anos; d) aptidão física e mental; e) estar em gozo dos direitos políticos; f) atendimento às condições prescritas para o cargo. (Poderão ser exigidos outros requisitos – estabelecidos em lei – , conforme atribuições peculiares ao cargo) Comprovação do preenchimento dos requisitos dar-se-á por ocasião da posse. Realização de inspeção médica, através de órgão de perícia oficial.

reintegração: retorno do demitido ao cargo anteriormente ocupado. não será aberto novo concurso. no interesse da administração (artigo 14).- Exames suplementares: podem ser exigidos (nos termos da lei). conforme natureza de cada cargo. (Disponibilidade: decorre da extinção do cargo ou declaração de sua desnecessidade. ou ao resultante de sua transformação . decorre de reprovação em estágio probatório em outro cargo ou reintegração do anterior ocupante do cargo (artigo 54). - . - Formas de provimento: nomeação: aprovação em concurso para provimento em cargo efetivo ou em comissão quando se tratar de cargo de confiança de livre exoneração (artigo 16). reversão: retorno do aposentado por invalidez (deverá tomar posse e exercício igual à nomeação) – (artigos 44 a 48).: Enquanto houver candidatos aprovados e o prazo de validade não tiver expirado. servidor fica disponível até seu aproveitamento em outro cargo – artigo 49) Concurso Público – artigos 12 a 15: Validade do concurso: até 02 anos. recondução: retorno do estável ao cargo anteriormente ocupado. OBS. readaptação: para cargo mais compatível com a aptidão/vocação ou limitações físicas e mentais do servidor (artigos 39 a 42). por igual período. aproveitamento: retorno do que se encontrava em disponibilidade – (artigo 51). - Exame psicológico: possui caráter informativo. - Candidatos julgados temporariamente inaptos: podem requerer nova inspeção no prazo de 30 dias (contados da data que dela tiverem ciência).com ressarcimento dos prejuízos (artigo 43). podendo ser prorrogado uma única vez.

Deve ocorrer até 30 dias contados da posse (senão ficará sem efeito a nomeação). pode dar-se mediante procuração específica. * Redistribuição: deslocamento com o respectivo cargo de um quadro de pessoal para outro do mesmo Poder para ajustamento de quadros de pessoal às necessidades dos serviços. * Remoção: a pedido ou ex officio.- Lotação (artigo 17): força de trabalho qualitativa e quantitativa de cargos em que devam ter exercício os servidores. o prazo para a posse dar-se-á a partir do término do afastamento. observados os limites fixados para cada repartição ou unidade de trabalho. emprego ou função pública. . prorrogável por igual período a pedido do interessado) – a não observância desse prazo torna sem efeito a nomeação. as atividades específicas da repartição e as características individuais apresentadas pelo servidor. terá prazo de 15 dias para entrar em exercício (já incluído neste prazo o tempo necessário de deslocamento) – artigo 23. - Exercício: é o desempenho das atribuições do cargo. COM ou SEM mudança de sede. dentro de uma mesma repartição – artigo 58. de uma repartição para outra ou de uma unidade de trabalho para outra. no ato da posse o servidor deverá apresentar declaração quanto ao exercício ou não de outro cargo. com exercício em outra localidade. NOMEAÇÃO ► 15 dias ► POSSE ► 30 dias ► EXERCÍCIO - Remoção e Redistribuição: quando for “ex-officio”. observará a relação entre as atribuições do cargo. planos de cargos e vencimentos idênticos nos dois quadros – artigo 60. sempre que possível. a indicação do órgão. assinatura do termo no prazo de 15 dias (a contar da nomeação. para servidor legalmente afastado do exercício do cargo. - Posse (artigo 18): aceitação expressa do cargo.

responsabilidade.- Interrupção do exercício do serviço por mais de 30 dias consecutivos: demissão! (após a devida apuração em inquérito administrativo) – artigo 26. 6 falecimento - Tempo de serviço: conta-se em DIAS. - Vacância do cargo (artigo 55): 1 exoneração (a pedido do servidor ou ex officio – neste caso. - Estágio probatório: 3 anos Avaliar-se-á: disciplina. apurados na forma do regulamento. 3 readaptação.artigo 57. para cargos em comissão. . eficiência. - Promoção: passagem de um grau para o imediatamente superior (dentro da respectiva categoria profissional) – artigos 35 a 38. por critério da autoridade) – artigo 56. que serão convertidos em anos. quando insatisfeitas as condições do estágio probatório e. cumprido o estágio probatório – artigo 30. 4 aposentadoria. Perda do cargo somente em virtude de sentença judicial transitada em julgado ou mediante processo administrativo em que lhe tenha sido assegurada ampla defesa – artigo 31.Regime de Trabalho: hora extra e hora noturna – artigos 32 a 34. produtividade e assiduidade (podendo ser desdobrados em outros). . Em 30 meses acaba a avaliação (os últimos 6 meses serão sem avaliação) - Estabilidade: após 3 anos de efetivo exercício. 2 demissão (decorrente de aplicação de pena disciplinar). 5 recondução.

art. - Férias: 30 dias. Servidor que opera diretamente com raios x ou substâncias radioativas. Perda do direito às férias: quando o servidor tiver mais de 30 dias de faltas não justificadas ao serviço no ano antecedente àquele em que deverá gozálas. honorários e jetons). - Remuneração: vencimento + vantagens estabelecidas em lei É irredutível -> o vencimento com as vantagens de caráter permanente - Reposições e indenizações devidas pelo servidor ao Erário: na falta de bens que assegurem a execução pela via judicial. sob pena de inscrição em dívida ativa. - Tempo para aposentadoria e disponibilidade: incisos do art.: indenizações. . terá direito a 20 dias consecutivos de férias por semestre. avanços. 65 do Estatuto. gratificações e adicionais. 64 do Estatuto. não inferiores a 10 dias consecutivos. - Vantagens: pagas além do vencimento (ex. Se o servidor for demitido ou exonerado deverá quitar o débito no prazo de 60 dias. quando no efetivo exercício da profissão. - Vencimento: é a retribuição pecuniária devida ao servidor pelo efetivo exercício do cargo. não acumuláveis e intransferíveis. podendo ser divididos em 2 períodos.Contam-se como de efetivo exercício os afastamentos do serviço em virtude de: incisos I a XVI. correspondente ao padrão fixado em lei – artigo 78. importâncias somente podem ser descontadas diretamente em folha de pagamento através de parcelas mensais não excedentes à 5ª parte da remuneração ou provento.

quando ocorrer mudança de domicílio permanente. para alimentação e pousada.1. 3. pagamento até dia 20 de dezembro. Gratificação por regime especial de trabalho. na forma da lei. * transporte: devida quando o servidor utilizar-se de veículo próprio a serviço do cargo. Para quem ingressou após tal data. perigosas ou penosas: o servidor que fizer jus às três gratificações deverá optar por uma delas. Gratificação por exercício de atividades insalubres. o acréscimo é de 3%. cumulativamente ao vencimento do cargo de provimento efetivo. Gratificação Natalina: concedida ao servidor no desempenho de suas funções. . * diárias: por afastamento temporário do serviço e em função deste. exame médico a cada 6 meses de exercício. corresponde a 1/12 da remuneração a que fizer jus o servidor no mês de dezembro. assistência ou assessoramento. Indenizações: * ajuda de custo: para compensar despesas do servidor decorrentes de instalações em nova sede. DAS GRATIFICAÇÕES E ADICIONAIS Gratificação por exercício de função: devida pelo exercício de chefia. servidor exonerado e inativos também recebem. valor não excedente a 3 meses de remuneração. deverá ser ressarcida ao erário pelo servidor quando este não se apresentar na nova sede em 30 dias. sem prejuízo da remuneração e demais vantagens. Avanços: acréscimo de 5% por triênio de efetivo exercício no serviço público para servidores que ingressaram no serviço público até 30 de junho de 1995. é devida ao servidor afastado de suas funções. 2.

filho estudante. – dependente inválido ou excepcional: abono será pago pelo triplo. mas sua permanência no desempenho das funções é conveniente para o serviço público. em valor equivalente a 10% do menor vencimento básico inicial do Estado. desde que não exerça atividade remunerada. pelos dependentes: filho menor de 18 anos. que seja comprovadamente incapaz. enquanto permanecer em exercício. na forma da lei. Gratificação de permanência em serviço: quando o servidor já adquiriu direito à aposentadoria. Será incorporada aos vencimentos do servidor à razão de 4% ao ano. .Gratificação por exercício de serviço extraordinário: acréscimo de 50% em relação à hora normal de trabalho. que não perceba remuneração. até a idade de 24 anos. Adicional por tempo de serviço: o servidor que completar: 15 anos de serviço público = adicional de 15% 25 anos de serviço público = adicional de 25% (faz cessar o anterior) Abono familiar: para servidor ativo ou inativo. Gratificação por serviço noturno: valor-hora acrescido de 20%. cônjuge inválido. contado do primeiro mês do quarto ano de sua percepção. comprovadamente incapaz. filho inválido ou excepcional de qualquer idade. exceto quando o serviço noturno corresponde ao horário normal de trabalho. visa atender às situações excepcionais e temporárias. por ato do Governador poderá ser concedido gratificação de 20% das importâncias que integrariam o provento da inatividade. acréscimo de mais 20% sobre o valor da hora de serviço extraordinário prestado à noite. Gratificação de representação.

treinamento de pessoal. DAS LICENÇAS: Licença para tratamento de saúde: concedida a pedido ou ex officio. na impossibilidade de realização de perícia por órgão oficial. excepcionalmente poderá ser aceito atestado médico particular. Jetons: a título de representação. mediante autorização. execução ou atividade auxiliar de concurso. poderá ser realizada na residência do servidor ou no estabelecimento médico em que se encontrar. se necessário. Assistência a filho excepcional: possibilidade de afastamento do servidor por período de até 50% da carga horária normal cotidiana. planejamento. que deverá ser . professor. quando o servidor estiver no desempenho do encargo de membro de órgão de deliberação coletiva legalmente instituído (artigo 122). 4. Honorários: serão devidos quando o servidor tiver de exercer. devidamente comprovadas. sem prejuízo da remuneração. em cursos legalmente instituídos (artigo 121). função de membro de banca de concursos. tutelados e menores que. DAS CONCESSÕES: Vantagens ao servidor estudante ou participante de cursos. estejam submetidos à guarda do servidor. fora do horário de expediente a que estiver sujeito.Estende-se aos enteados. precedida de inspeção médica realizada por órgão de perícia oficial do Estado. gerência. congressos e similares: assegurado o afastamento sem prejuízo da remuneração em dias de provas finais do ano ou semestre letivo (estudantes de 1º e 2º graus) e durante dias de provas em exames supletivos e de habilitação a curso superior. 5.

1) de zero a dois anos: 120 dias b. Licença à gestante. Se a ausência exceder a 30 dias. não retornar ao trabalho em 30 dias. Licenças pela mesma moléstia. Licença por motivo de doença em pessoa da família: por motivo de doença do cônjuge.2) de mais de dois até quatro: 90 dias b. sem remuneração: no período que exceder 365 dias até o máximo de 730 dias. enteado e colateral consangüíneo. Será com remuneração total até 90 dias.validado pelo órgão competente. finda a licença. com 1/3 no período excedente a 180 dias e não ultrapassar 365 dias. pena de demissão por . à adotante e à paternidade: a) Gestante: 120 dias.3) de mais de quatro até seis anos: 60 dias b. de ascendente. desde que menor: 30 dias c) Paternidade: 8 dias consecutivos (inclusive adoção) Licença para prestação de serviço militar: deve reassumir imediatamente após a conclusão do serviço militar.4) de mais de seis. até o 2º grau. tratamento integral custeado pelo Estado. sujeita-se à demissão o servidor que. sem prejuízo da remuneração b) Adotante: a partir da concessão do termo de guarda ou da adoção. Licença por acidente em serviço: remuneração integral até o total restabelecimento. proporcional à idade do adotado: b. sob pena de perda do vencimento. com intervalos inferiores a 30 dias serão consideradas prorrogação. descendente. com 2/3 no período que exceder 90 dias e não ultrapassar 180 dias. desde que comprovada sua indispensável assistência e que esta não possa ser prestada simultaneamente ao serviço.

associação de classe ou entidade fiscalizadora da profissão. de âmbito estadual ou nacional. prazo para apresentação é de 10 dias) Licença para tratar de interesses particulares: até 2 anos consecutivos. federação. necessidade de renovação a cada 2 anos. avanços e adicionais. por um qüinqüênio ininterrupto. afasta-se do exercício do cargo a partir da posse. núcleos ou delegacias. Nova licença somente após decorridos 2 anos do término da anterior. Licença para acompanhar o cônjuge: mediante pedido do servidor. não se afastou do exercício de suas funções. contados da data em que reassumiu o exercício do cargo. para servidor que. sem remuneração. como tempo de serviço para efeitos de aposentadoria. com todas as vantagens do cargo. O número de servidores em gozo simultâneo de licença-prêmio não poderá ser superior a 1/3 da lotação da respectiva unidade de trabalho. ficará sem remuneração. pode ser gozada total ou em parcelas não inferiores a 1 mês ou contada em dobro. poderá ser negada se o afastamento for inconveniente ao interesse do serviço. confederação. período não será computado como tempo de serviço para qualquer efeito. vedada a desconversão. continua percebendo a remuneração (exceto para efeito de promoção por merecimento). .abandono do cargo (em caso de desincorporação fora da sede. Licença-prêmio por assiduidade: 3 meses. Licença para desempenho de mandato classista: em central sindical. sindicato. também será concedida ao servidor removido que desejar permanecer no domicílio do cônjuge. Licença para concorrer a mandato público eletivo e exercê-lo: observância da legislação eleitoral.

proventos proporcionais nos demais casos. permanece contribuindo para o órgão da previdência e assistência do Estado. Servidor investido em mandato eletivo: a) mandato federal. b) mandato de prefeito: afastado do cargo. compulsória: aos 70 anos de idade. por idade: com proventos proporcionais ao tempo de serviço. estadual ou distrital: afastado do cargo. estendendo-se benefícios ou vantagens posteriormente concedidos aos servidores em atividade. contagiosa ou incurável (especificadas em lei). podendo optar pela remuneração. não pode ser removido ou redistribuído ex officio para localidade diversa daquela onde exerce o cargo. poderá iniciar após 30 dias da data em que protocolou o requerimento de aposentadoria.1) horário compatível: percebe as vantagens do cargo.2) horário incompatível: será afastado do cargo. Licença especial para fins de aposentadoria: será remunerada. . sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo. O provento da aposentadoria será revisto na mesma proporção e na mesma data em que se modificar a remuneração dos servidores em atividade. voluntária: por tempo de serviço: com proventos integrais ou proporcionais. c) mandato de vereador: c. Aposentadoria: por invalidez permanente: proventos integrais nos casos de acidente em serviço. com proventos proporcionais ao tempo de serviço. conta-se tal período como de efetivo exercício para todos os efeitos legais. salvo notícia de indeferimento do pedido. podendo optar pela remuneração. c.mesmo afastado. moléstia profissional ou doença grave.

191 do Estatuto) . o servidor será cientificado para optar por uma das posições ocupadas. 177 do Estatuto Proibições do servidor: incisos I a XXV do art. Deveres do servidor: incisos I a XIV do art. penal e administrativamente pelo exercício irregular de suas atribuições. possibilidade de responsabilização em ação regressiva da Fazenda Pública contra o servidor por dano causado a terceiros. Verificada a acumulação. excetuadas as hipóteses previstas em dispositivo constitucional. Penalidades disciplinares: repreensão: por escrito (falta do cumprimento do dever funcional ou procedimento público inconveniente – ex. Transcorrido o prazo de 30 dias sem a opção pelo servidor. 178 do Estatuto Da acumulação: é vedada a acumulação remunerada de cargos públicos. perda de vantagens do cargo. Permanece em serviço! demissão: falta grave (incisos do art.Responsabilidades: o servidor responde civil.Direito de petição: arts.: assédio sexual) suspensão e multa: não superior a 90 dias. empresas públicas. sociedades de economia mista e fundações mantidas pelo Poder Público. podem acumular-se e são independentes entre si. abrange autarquias. será sustada a remuneração do cargo de última investidura ou admissão. 167 a 176. . estende-se a empregos e funções. se for do interesse da Administração poderá ser convertida em multa . na base de 50% por dia de remuneração.

Prescrição: a) repreensão: 6 meses b) suspensão ou multa: 12 meses c) faltas sucessivas ao serviço ou abandono de cargo: 18 meses d) cassação da aposentadoria ou disponibilidade. Será conduzido por comissão composta por 3 servidores estáveis. Acusado possui direito à ampla defesa. Apuração deve ser imediata.cassação da disponibilidade e cassação da aposentadoria: se praticar falta punível com demissão. dirigentes de autarquias e de fundações de direito público e os titulares de órgãos diretamente subordinados ao governador: até a pena de suspensão e multa (limite 30 dias). se estiver aposentado mas exercer função pública. com formação superior. Prazo 10 dias para instauração. se não entrar no exercício em 30 dias Competência para aplicação das penalidades: 1 – Governador do Estado: em qualquer caso. mediante meios sumários ou processo administrativo disciplinar. sob pena de se tornar co-responsável. e demissão: 24 meses Processo administrativo disciplinar: inicia quando a autoridade administrativa toma conhecimento de irregularidade no serviço público estadual ou prática de infração funcional. 2 – Secretários de Estado. . sendo pelo menos 1 com titulação em Ciências Jurídicas e Sociais. designados pela autoridade competente. 4 – Titulares de órgãos (nível de supervisão e coordenação): até suspensão por 5 dias. em caso de repreensão. 3 – Titulares de órgãos diretamente subordinados aos Secretários de Estado. dirigentes de autarquias e de fundações de direito público: até suspensão por 10 dias. 5 – As demais chefias.

Se o relatório concluiu que a infração praticada constitui um ilícito penal. se houver. mas. ou ainda. Forma sumária: deve ser concluída no prazo máximo de 30 dias úteis. sendo determinado o servidor. Sindicância: insuficiência de dados para determinação do fato ou para apontar o servidor faltoso. serão encaminhadas cópias dos autos ao Ministério Público. quando na sindicância ficar comprovada a ocorrência de irregularidades ou falta funcional grave. Denúncias: para que sejam averiguadas deverão conter a identidade do denunciante e ser formuladas por escrito. documentalmente provada ou manifestamente evidente. demissão. assegurada ao acusado ampla defesa e utilização de todos os meios de prova em direito admitidos. . Obedece ao princípio do contraditório. Incumbe a servidor de hierarquia igual ou superior à do implicado. independentemente da imediata instauração do processo disciplinar. não tenha a falta sido confessada. Inquérito administrativo: quando a gravidade da ação ou omissão torne o servidor passível das penas disciplinares de suspensão por mais de 30 dias. a denúncia deve ser arquivada por falta de objeto material passível de ensejar punição. contados da data da publicação do ato que constituir a comissão. cassação de aposentadoria ou de disponibilidade. mesmo sem indicação de autoria. prorrogável por igual período.Conclusão: em prazo não superior a 60 dias. para fins de confirmação da autenticidade. podendo ser prorrogado por até igual período. Inquérito administrativo precedido de sindicância: o relatório desta integrará a instrução do processo como peça informativa. Se o fato narrado não configurar evidente infração disciplinar ou ilícito penal.

o exercício do seu cargo. a comissão terá 10 dias para apresentar minucioso relatório. que deverá concluir pela inocência ou responsabilidade do indiciado. Caso a aplicação das penalidades e providências indicadas não incumba à autoridade instauradora. Se houver 2 ou mais acusados: prazo comum e de 20 dias. o indiciado ou seu defensor serão intimados para. provas e oitiva de testemunhas (máximo 8) poderão ser requeridas pelo indiciado no prazo de 5 dias úteis após o interrogatório Ultimada a instrução do processo. publicado no órgão oficial por 3 vezes. hora e local para audiência inicial Citação do indiciado: pessoalmente ou por via postal. O prazo para defesa poderá ser suprimido pela comissão se concluir pela inconteste comprovação da inocência do indiciado. contados da data da intimação. apresentar defesa por escrito.Atos e Termos processuais: O presidente da comissão instala os trabalhos. automaticamente. onde aguardará o julgamento. . no prazo marcado para julgamento. com prazo de 15 dias úteis. estas deverão ser propostas a quem de direito competir. Nesse caso. autua portaria e demais peças existentes. Havendo fundada suspeita de ocultação do indiciado: citação por hora certa (arts. designando dia. antecedência mínima de 5 dias úteis da data marcada para audiência Indiciado em local incerto e não sabido: citação por edital. Caso a autoridade instauradora do processo não o encaminhe à autoridade competente no prazo de 30 dias. o prazo para julgamento final será de 20 dias. 227 a 229 do CPC) Diligências. O relatório deverá ser encaminhado à autoridade que determinou sua instauração para apreciação final no prazo de 30 dias. no prazo de 10 dias. ou não seja julgado definitivamente no prazo de 20 dias pela autoridade competente. Decorrido o prazo para defesa. o indiciado poderá reassumir.

ausência ou desaparecimento deste.Sindicância por faltas sucessivas ao serviço: número de faltas não justificadas: + de 30 consecutivas ou 60 intercaladas durante 1 ano. a qualquer tempo ou ex officio. Benefícios: * abono familiar * licença tratamento saúde * licença-gestante. possibilidade de propositura de demissão. fatos novos (justificativa de inocência ou penalidade inadequada) Não possui efeito suspensivo e não pode agravar a pena. Previdência e Assistência: alcançada pelo Estado ao servidor e dependentes. Regulado por lei . sendo assegurado prazo de 5 dias para defesa. coação ilegal ou circunstância ligada ao estado físico ou psíquico do servidor: tentativa de solução. à adotante e licença-paternidade * licença por acidente em serviço * aposentadoria mediante contribuição obrigatória. Pode ser requerido por qualquer familiar do servidor em caso de falecimento. contados do recebimento do processo. Prazo de 60 dias para conclusão pela comissão revisora e 20 dias para julgamento pela autoridade que aplicou a penalidade. específica. Julgada procedente: torna sem efeito a penalidade e restabelece todos os direitos do servidor. Ônus da prova incumbe ao requerente. * Inexistência dessas situações: instauração de inquérito administrativo. * Se for constatado motivo de força maior. Revisão do processo administrativo-disciplinar: possibilidade 1 única vez.

na forma da lei.* auxílio-funeral (pago à família do servidor ativo ou inativo. em atividade. ou montante das despesas.atendimento gratuito de filhos e dependentes (de zero a 6 anos) de servidores em creches e pré-escola Contratação temporária de excepcional interesse público: contrato por prazo determinado. quando promovido por terceiros) – processo com prazo de 48 horas para conclusão * complementação de pensão . . atender a situações de calamidade pública. equivalente a 1 mês de remuneração ou provento. deslocarse do local de trabalho .auxílio-transporte: para o servidor que necessite. atender a outras situações de urgência que vierem a ser definidas em lei.auxílio-refeição . respeitado o valor anterior. contratações destinadas a: combater surtos epidêmicos.