P. 1
10-ARQUITETURA_NEOCLÁSSICA

10-ARQUITETURA_NEOCLÁSSICA

|Views: 1.736|Likes:
Publicado pornesanti

More info:

Published by: nesanti on Jun 07, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2012

pdf

text

original

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Neoclassicismo (aproximadamente entre 1750-1830) Características Neo-clássicas Reformulação da herança clássica através de uma expressão universal; Utilização de elementos clássicos; Temas históricos, mitológicos, alegóricos, naturalistas e ordens arquitetônicas clássicas; Simetria, proporções, Simetria proporções ordem e ritmo ritmo; Simplicidade, austeridade, monumentalidade e despojamento; Objetivo de ser uma arte com expressão universal; Interesse na arte do passado, especialmente de Roma. No campo técnico formal procurou o virtuosismo e a beleza idealizada dos Antigos, alcançados através de aprendizagens rigorosas, feitas nas academias. No campo conceitual e temático, os conteúdos “elevados” (eruditos, abstratos ou moralizantes, baseados na História, na religião, na mitologia e na literatura), nos quais o Belo se confunde com o Útil e a Estética se aproxima da Ética; Imitação e recriação dos clássicos.

HISTÓRIA DA ARQUITETURA E URBANISMO
12- Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica
Houve um primeiro grupo de criadores interessados no retorno ao classicismo, no restabelecimento do passado clássico e num conhecimento mais profundo da Antiguidade. Um segundo grupo, menos numeroso, pretendeu a racionalização da forma. Em terceiro lugar, houve artistas de tendência já romântica, atraídos pelos mundos oriental e medieval. As primeiras tentativas sérias de reavaliação do período clássico da Grécia e de Roma datam de fins do século XVII, ainda que o processo de resgate não se conclua senão na segunda metade do século XVIII e início do XIX. O mundo grego-romano chegou aos homens do século XVIII, inicialmente, por meio das obras de Vitrúvio, Serlio, Scamozzi e Palladio. Entretanto, à medida que o século avançava, ia-se incrementando a informação sobre a Antiguidade. Logo aqueles arquitetos que haviam sido tomados por paradigmas do classicismo romano desde o Renascimento perderam influência. Começou-se a duvidar de suas soluções compositivas a partir do momento em que se teve contato com os elementos remanescentes dos autênticos monumentos clássicos.

Arquitetura Neoclássica
Os projetistas procuravam combinar o ideal da "nobre simplicidade" com a aplicação racional dos elementos clássicos. O estudo dos monumentos dessa tendência permite reduzir suas características comuns a basicamente duas: a pretensão de internacionalizar a arte, superando limitações locais, e a insistência num retorno à pureza clássica. A arquitetura deve possuir caráter universal e definir-se ideologicamente nesse q p g sentido, para não ser o produto de um determinado país, de um núcleo ou de uma escola. A arquitetura neoclássica, direcionada para a consecução de uma arte intencional, dispôs de um ideário adequado a esse propósito, constituído por fórmulas, ensinamentos, normas e raciocínios lógicos. A arquitetura neoclássica propôs soluções interiores dos edifícios diferentes das exteriores. No exterior, impunha-se a necessidade de comunicar sensações de grandiosidade e de força, enquanto no interior buscava-se a comodidade e o bemestar.

Arquitetura Neoclássica
O desejo de transmitir solidez e poder deu lugar à construção de edifícios de dimensões consideráveis. Ao projetar, torna-se patente que a impressão de autoridade caminha ao lado do efeito de grandiosidade. O caráter político toma-se, assim, nitidamente presente nesta arquitetura. Bonaparte apropriou-se ideologicamente desse estilo, que já havia servido à causa p p p g ,q j da revolução e que, mais tarde, foi utilizado pelas monarquias de diferentes países. As fachadas neoclássicas, reflexo da preocupação representativa dos arquitetos do período, estão condicionadas pelo fato de que, na Antiguidade, os edifícios públicos resumiam-se ao templo. Assim, a tipologia do templo converteu-se em tipologia fundamental. Todos os edifícios, fossem igrejas, palácios, teatros, bolsas mercantis ou câmaras parlamentares, adotaram formas exteriores próprias dos templos clássicos.

Arquitetura Neoclássica
As linhas volumétricas dominantes são as horizontais; as verticais passam a desempenhar papel secundário. Fazendo desaparecer elementos arquitetônicos isolados que, como os campanários, rompem os limites das figuras rígidas, a arquitetura tende a ser compacta. Contrapondo-se à arquitetura do barroco, que buscava a confusão e a diversidade p p p g , p e propendia aos efeitos expansivos e centrífugos, a neoclássica caracterizou-se por uma tendência à coesão. O neoclassicismo se propôs a recuperação da nitidez do contorno, tanto na pintura e na escultura, como na criação de volumes arquitetônicos: nas elevações, nas plantas e nas seções. Nas plantas, revalorizam-se as formas quadrada, retangular ou centralizada; as plantas irregulares desaparecem, marginalizam-se as soluções arredondadas e retornam os módulos compositivos.

1

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
A arquitetura neoclássica, em oposição à barroca, mostra uma clara tendência a dar autonomia aos elementos decorativos. Tudo nela está bem delimitado: pintura, escultura e arquitetura têm seus próprios lugares, sem se mesclarem. A escultura se integra à arquitetura por meio dos relevos, que se utilizam tanto em , interiores, como em exteriores. Os materiais empregados devem preencher a condição de não dar lugar a nenhum engano visual. No neoclassicismo, valoriza-se o material em si: o tijolo, a pedra, o mármore branco, a pedra calcária e o granito. A arquitetura neoclássica não busca contrastes cromáticos, nem efeitos pictóricos. Aspira alcançar, por meio da nobre simplicidade, a estabilidade, a solidez e a consistência de volumes.

Arquitetura Neoclássica
JacquesGermain Soufflot. Panteon. 1752. Paris

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica

Soufflot. Panteon. 1752. Paris

Soufflot. Panteon. 1752. Paris

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica
Soufflot Hotel Dieu – Hospital, Lyoun, França. Soufflot Le Temple du Change dans le Vieux Lyon

Soufflot. Panteon. 1752. Paris

2

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
O Petit Trianon é um palácio construído no século XVII pelo Rei Luis L is XV para a sua amante, a Madame de Pompadour. Fica localizado no interior do parque do Palácio de Versailles.

Arquitetura Neoclássica
A obra foi confiada a Jacques Ange Gabriel durou 6 anos entre 1762 e 1768. O estilo Neoclássico do edifício entra em total ruptura com o estilo rocaille do Pavilhão Francês, construído pelo mesmo arquiteto em 1750. O edifício, de planta quadrada, coroado por uma balaustrada, se eleva em três pisos. O andar térreo, acessível somente pelo pátio Sul devido ao desnível do terreno abriga as áreas comuns terreno, comuns. No primeiro andar encontram-se as áreas de recepção e o Apartamento da Rainha. No segundo andar situa-se o Apartamento do Rei e dos convidados. Todas as fachadas do palácio são diferentes, sendo a do Oeste, virada para o jardim francês, a principal. Pela escada exterior alcança-se imediatamente o andar nobre.

Arquitetura Neoclássica
A obra foi confiada a Jacques Ange Gabriel durou 6 anos entre 1762 e 1768.

Arquitetura Neoclássica
A obra foi confiada a Jacques Ange Gabriel durou 6 anos entre 1762 e 1768.

Arquitetura Neoclássica
The Place was designed by Ange-Jacques Gabriel in 1755 as a moat-skirted octagon between the Champs-Élysées to the west and the Tuileries Gardens to the east. Filled with statues and fountains, the area was named Place Louis XV to honor the king at that time.

Arquitetura Neoclássica
The Place de la Concorde seen from the Pont de la Concorde; in front, the Obelisk, behind, the Rue Royale and the Church of the Madeleine; on the left, the Hôtel de Crillon.

O Obelisco de Luxor se sustenta sobre um pedestal que conta a técnica empregada e o trabalho manual de transportá-lo e como deixar de pé.

3

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Hittorf's fountain (1838) on the Place de la Concorde. Behind: the Hôtel de Crillon; to the left: the embassy of the United States of America.

Arquitetura Neoclássica
O mais importante obelisco de Paris, com 23 metros de altura, está locado desde 1836 no centro da Praça da Concórdia, no cruzamento do eixo que liga a Assembléia Nacional à Igreja da Madeleine com o eixo que vai do Arco do Triunfo ao Louvre. A história remonta aos tempos de Luis XV quando, em 1748, foi lançado um concurso para a edificação de uma place royale, no intuito de seguir o sucesso da Place des Voges, de Henrique IV, ou da Place Vendôme, de Luis XIV. O arquiteto Jacques-Ange Gabriel foi o responsável pelo desenho original do espaço – todo q q g p p g p ç ele delimitado por fossos, balaustradas e guaritas. Após a queda da Bastilha, em 1789, o local foi renomeado Praça da Revolução, sendo a estátua central do rei substituída, em um ato de forte simbolismo, pela guilhotina. Por fim, no intuito de sinalizar a paz entre os franceses, foi rebatizada como Praça da Concórdia. Entre 1830 e 1844, o arquiteto Jacques-Ignace Hittorff propôs a sua remodelação e ampliação, substituindo alguns de seus elementos originais por duas fontes, oito estátuas e o famoso obelisco. E não poderia ser diferente, o monumento veio do Egito em 1831, tendo sido subtraído ao templo originalmente construído por Amenhotep III e dedicado a Amon-Re, em Luxor – presente um tanto a contragosto feito por um governante egípcio, deixando seu gêmeo solitário e o transformado em objeto de eterna querela entre os dois países.

Arquitetura Neoclássica

Escola Militar de Paris

Arquitetura Neoclássica

A École Militaire (Escola Militar) é um complexo de edifícios, abrigando as instalações de diferentes instituições de ensino militar, localizado em Paris, França, a sudeste do Campo de Marte. Foi fundada em 1750 por Luís XV. Com projeto de Jacques Ange Gabriel, a construção começou em 1752. Apenas em 1760 o local passou a funcionar como escola.

Igreja de Santa Maria Madalena, Paris – La Madeleine. Projetada por Pierre Vignon em 1804-1809.

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica

Igreja de Santa Maria Madalena, Paris – La Madeleine. Projetada por Pierre Vignon em 1804-1809.

4

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Huvé, filho do arquiteto, Jean-Jacques Huvé, de quem recebeu ensinamentos. Foi nomeado supervisor dos trabalhos na igreja La Madeleine in 1808. Com a doença do arquiteto Pierre-

Arquitetura Neoclássica

Alexandre Barthélémy Vignon , em 1828, Huvé
foi contratado para completar a obra. Com tenacidade pressionou o governo para liberar recursos a fim de que a igreja pudesse estar pronta em 1842.

Robert Smirke – British Museum

Arquitetura Neoclássica

St George is a church in the Brandon Hill Arquitetura Neoclássica area of
Robert Smirke-Building of King's College London, on the Strand (1831)
Smirke - St George's Church, Brandon Hill, Bristol, England. It was built between 1821 and 1823 by Sir Robert Smirke. It is now used as a concert Hall.

Sydney Smirke – British Museum Reading Room - Panorama

Arquitetura Neoclássica
Robert Smirke East Wing-Somerset_House Robert Smirke General Post Office building in St Martins-le-Grand in the City of London (1825-1829, but demolished c. 1910)

Arquitetura Neoclássica
Chiswick House is a neoPalladian villa in Burlington Lane, Chiswick, in the London Borough of Hounslow, England. The "architect earl" designed it with William Kent

5

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Richard Boyle, Third Earl of Burlington and Fourth Earl of Cork, was born in Yorkshire in 1694. In 1714 he began his Grand Tour of Italy. This tour, in conjunction with his study of Palladio's Four Books, influenced Burlington's decision to revive what he considered the true architecture of Vitruvius as interpreted by Andrea Palladio.

Arquitetura Neoclássica
By the early 1720s Burlington had become a practicing architect, employed mostly by fellow members of the aristocracy. His influence on architecture stems mostly from his political connections. A L d li i l i As Lord Treasurer of Ireland, Lord Lieutenant of the East and West Ridings of Yorkshire, a Privy Councillor and a Director of the Royal Academy of Music, he managed to push his architectural views into the forefront. Through his efforts, Palladionism became the leading style in England.

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica

Leo von Klenze – Gliptoteca de Munique – 1816-34
Leo von Klenze. Gliptoteca. 1816. Múnich.

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica
The Walhalla Hall of Fame and Honor is a neo-classical hall of fame located on the Danube River 10 km east of Regensburg, in Bavaria, Germany

Klenze The Königsplatz is a square at Munich, Germany. The square was designed at the command of Crown Prince Ludwig of Bavaria by Karl von Fischer and laid out by Leo von Klenze with the "Doric" Propylaea (Propyläen; created as memorial for the accession of Otto of Greece)

Klenze Ruhmeshalle, Munique, Bavaria

Whereas the Valhalla of Norse mythology was home to those gloriously slain in battle, Ludwig's Walhalla was intended not only for warriors but also for scientists, writers, clerics and specifically also for women.

6

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica

Langhans. Porta de Brandemburgo. Berlín.

Porta de Brandemburgo. Berlin. Construída por Carl Gotthard Langhans de 1788 a 1791.

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica

Langhans. Porta de Brandemburgo. Berlín. Langhans. Porta de Brandemburgo. Berlín.

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica

Villanueva. Museo do Prado. 1785. Madrid.

Karl Friedrich Schinkel , exterior, fachada principal · Altes Museum · Berlin

7

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica

Arquitetura Neoclássica
Schinkel Berlin Neue Wache

Karl Friedrich Schinkel – projeto para a Casa de Concertos de Berlin.

Karl Friedrich Schinkel – Casa de Concertos de Berlin – 1818-1824.

Arquitetura Neoclássica
Friedrich August Stüler Alte Nationalgalerie Berlin, Berlin 1862-1876

Arquitetura Neoclássica

Monticello, Charlottesville, Virginia. Foi propriedade de Thomas Jefferson, o terceiro P id i Presidente dos Estados Unidos da América, principal autor da Declaração da Independência dos Estados Unidos da América e fundador da Universidade da Virginia.

Arquitetura Neoclássica
O palácio possui o desenho do próprio Jefferson e situa-se num cume com 850 pés de alt ra da altura parte Sul da Rivanna Gap, nas Southwest Mountains. Monticello, em italiano significa "pequena montanha".".

Arquitetura Neoclássica

Capitólio dos Estados Unidos, em Washington

8

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Capitólio dos Estados Unidos, em Washington, projeto de William Thornton, iniciada em 1793.

Arquitetura Neoclássica
Capitólio dos Estados Unidos, em Washington. Ampliação e cúpula de Thomas Walter (1851-65).

Arquitetura Neoclássica
Thomas Jefferson Memorial. Edifício neoclássico foi concebido por John Russell e construído de 1939-1943.

Arquitetura Neoclássica
Teatro de Varsóvia 1825-1833 Projeto de Antonioa Corazzi. Demolido em 1939.

Arquitetura Neoclássica
Teatro de Varsóvia, em 1900.

Arquitetura Neoclássica
Entre as características fundamentais da arquitetura revolucionária está a busca da plena valorização da forma: os projetos baseiam-se em formas geométricas puras — a esfera, o cone, o cilindro, a pirâmide — despidas de toda decoração. É também manifesto o desejo de grandiosidade, que, somado à imaginação criadora dos arquitetos, resultou em obras inovadoras, com espaços bem delimitados, a partir de uma valorização da ordem e da potencialidade geométrica, e de um marcante repúdio à irregularidade. Interessava, sobretudo, que o edifício projetado passasse uma impressão de magnificência. Apesar de despojada de ornamentação, essa arquitetura perseguirá efeitos sublimes nas massas dos corpos e nos contrastes de luminosidade. Essa tendência encontra os exemplos estruturais mais audaciosos nas composições de Boullée e Ledoux.

9

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Louis Etienne Boullée (1728-1799), considerado o principal expoente do movimento, fundamentou suas obras, textos e desenhos, na plena convicção de que o arquiteto podia evocar sentimentos por meio das formas dos corpos. Acreditava que os corpos circulares agradavam pela suavidade dos seus contornos, enquanto os ângulos suscitavam sensações opostas. Sustentou, também, q as formas inclinadas p , , que para o solo provocam tristeza e p angústia e as que se elevam no ar arrebatam e emocionam, transmitindo nobreza e majestade. As composições de Boullée influíram nas academias européias da época, como a de Roma, cujos estudantes produziram numerosas imitações. Provavelmente, a elaboração formal que mais peso teve sobre a geração posterior foi um projeto do Cenotáfio de Newton (1784), no qual o arquiteto procurava evocar, por meio da forma esférica, a imensidão do universo, uma sensação celestial.

Arquitetura Neoclássica
Étienne-Louis Boullée, (1728-1799) 1784 O melhor exemplo desse estilo foi o projeto de um cenotáfio para Isaac Newton, que teria a forma de uma esfera com 150m de diâmetro firmemente incrustada numa base circular ornada com ciprestes. Embora nunca executado, esse projeto circulou entre os principais círculos profissionais da época. A grandiosidade em seus desenhos levou a que ele fosse caracterizado como visionário e megalomaníaco. Mas seu uso da luz e da sombra era inovador e influenciou arquitetos de várias épocas.

Arquitetura Neoclássica
Projeto de um cenotáfio para Isaac Newton. Foi como teórico e professor da École Nationale des Ponts et Chaussées , entre 1778 e 1788 que Boullée causou impacto impacto, desenvolvendo um estilo geométrico e abstrato, inspirado nas formas clássicas. Sua característica principal foi remover toda ornamentação desnecessária , aumentando as formas geométricas para uma escala imensa e repetindo elementos como colunas de forma colossal.

Étienne-Louis Boullée (Paris, 12 de fevereiro de 1728 – 4 de fevereiro de 1799) foi um visionário arquiteto neoclássico francês, que teve grande influência em sua geração..

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux (1736-1806), seguidor de Boullée, cuja influência sobre si torna-se evidente quando se compara a Casa para pastor, do primeiro, com o Cenotáfio de Newton, do segundo. Ledoux iniciou suas atividades com projetos tradicionais para a burguesia francesa, mas logo sentiu-se atraído pela tendência revolucionária. O encargo de construir as barrières de Paris pôs à prova sua imaginação, g p p g ç , considerada, posteriormente, tão instigante e potente quanto a de Piranesi. Ledoux propôs-se à realização de uma cidade industrial utópica, detalhadamente estudada e totalmente expressa em projetos arquitetônicos. Também colocou a necessidade de serem elaborados projetos representativos da ideia causal: a prisão de Aix devia ser projetada como um quadrilátero de paredes lisas e com um peristilo de colunas tão baixas que, para entrar, se devesse, obrigatoriamente, baixar a cabeça. Os edifícios comerciais deveriam possuir magníficos propileus; uma casa para uma bailarina tinha de ser a abstração do templo de Terpsícore.

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux Hotel d'Hallwyll, Paris, 1766. Élévation de la façade sur la rue Michel-le-Comte. Claude-Nicolas Ledoux Château de Mauperthuis, 1763 (demolished)

10

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux Pavillon de Mme du Barry Louveciennes

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux Projet de palais de justice – Aix-en-Provence

Claude-Nicolas Ledoux Hôtel de Mlle Guimard - Elevation

Claude-Nicolas Ledoux Hôtel de Thélusson, 1778.

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux - Maison de surveillants de la source de la Loue

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux - Projet de ville de Chaux – Abri des gardes agricoles

Arquitetura Neoclássica
Claude-Nicolas Ledoux – Projeto de um cemitério

Arquitetura Neoclássica

Claude-Nicolas Ledoux Koenigliche Saline in Arc-et-Senans

Claude-Nicolas Ledoux Paris Rotonde de la Villette

11

26/5/2009

Arquitetura Neoclássica

Claude-Nicolas Ledoux Teatro Besançon

Claude-Nicolas Ledoux Teatro Besançon

Ledoux - Plano urbanístico da Salina de Chaux.

Ledoux - Plano urbanístico da Salina de Chaux.

Arquitetura Neoclássica

12

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->