Você está na página 1de 4

Tecnologia dos Processos Industriais I

Professores: Cíntia / Marcos – 3º Química


Fluxograma de processos
É um diagrama que representa processos ou fluxos de materiais e operações. Possui um início, um
sentido de leitura ou fluxo e um fim.
Alguns símbolos básicos são usados para confecção na construção de qualquer fluxograma:

Os fluxogramas podem ser:


Blocos
Vertical

Sintético

Organograma
Também denominado por Diagrama Organizacional, ou Organigrama, é um diagrama que representa a
estrutura de uma Organização e mostra como estão dispostas as unidades funcionais, a hierarquia e as
relações entre os seus membros. Pode ser bastante útil pois facilita as decisões relacionadas com a gestão e
comunicação entre os departamentos ou membros da Organização.
Diagramas
a. Pareto
É um recurso gráfico utilizado para estabelecer uma ordenação nas causas de perdas que devem ser
sanadas, ou seja, prioriza a ação que trará o melhor resultado. Ele consiste num gráfico de barras que ordena
as freqüências das ocorrências da maior para a menor e permite a localização de problemas vitais e a
eliminação de perdas.

100%
% DE DEFEITOS

80%
60%
40%
20%
0%
A B C D E D
Tipo de defeito

b. Ishikawa
O Diagrama de Causa e Efeito, também conhecido como diagrama espinha de peixe ou de Ishikawa
(Kaoru Ishikawa, 1943), consiste de uma técnica visual que interliga os resultados (efeitos) com os fatores
(causas). É a representação gráfica das causas de um fenômeno, um instrumento muito usado para estudar os
fatores que determinam resultados que desejamos obter (processo, desempenho, oportunidade) e as causas
de problemas que precisamos evitar (defeitos, falhas, variabilidade).
Para auxílio na elaboração deste tipo de diagrama, usam-se os “7M”: mão de obra, método, material,
máquina, meio ambiente, medição e "Management" (gestão).
1. Gráficos de controle:
Também chamado de Cartas de Controle, é um método para a análise e ajuste da variação de um processo
em função do tempo, pois quando um produto é fabricado suas características irão apresentar uma
variabilidade inevitável, devido a variação sofrida pelos fatores que compõem o processo produtivo, como
diferença entre máquinas, mudanças nas condições ambientais, variação entre lotes de matérias-primas
diferença entre fornecedores, entre outras. Embora haja controle da variabilidade em cada um desses fatores,
existirá sempre a variabilidade no produto acabado de cada processo de uma empresa. Portanto, é importante
que esta variabilidade também seja controlada, para que possam ser fabricados produtos de boa qualidade.