Você está na página 1de 25

Redutores de Velocidade

Aplicando Corretamente

Amauri Dellallibera – Cestari S/A – 2005


Redutores, por quê precisamos deles?

• Existem aplicações nas mais diversas áreas


de nossa vida cotidiana
• Principais grupos de aplicação
• 1 – Movimentação de materiais
• 2 – Processos e Automação
• Praticamente todo tipo de atividade industrial
utiliza redutores
Redutores, por quê precisamos deles?

• A principal função do redutor é reduzir a


velocidade de um motor, aumentando o
torque
• Existe uma ampla gama de tipos de
redutores, com suas vantagens e
desvantagens, de acordo com a sua
aplicação
Redutores, por quê precisamos deles?
• Os principais exemplos são:
• Redutores Coroa e Rosca Sem Fim: simplicidade, baixo
custo, reduções elevadas com um único estágio, facilidade de
manutenção, baixo rendimento, baixa capacidade térmica,
baixa relação entre torque transmitido/peso
• Redutores de Engrenagens Helicoidais: Relativa
simplicidade, médio custo, consegue-se baixas reduções para
transmitir altas potências, facilidade de manutenção, alto
rendimento, alta durabilidade, boa capacidade térmica, peso
elevado para grandes reduções com alto torque
• Redutores Planetários: Alta capacidade de torque, ótima
relação entre torque transmitido/peso, alto custo, baixa
capacidade térmica, média facilidade de manutenção
Redutores, por quê precisamos deles?

• Os principais exemplos são:


• Redutores Coroa e Rosca Sem Fim:

• Redutores de Engrenagens Helicoidais:

• Redutores Planetários:
Como selecionar um redutor?

• Devemos considerar os seguintes itens:


• Capacidade/Rendimento: Potência consumida/instalada;
torque; fator de serviço; capacidade térmica; rendimento do
redutor; verificação de capacidade de carga radial e axial
• Fatores de Projeto: Informações a respeito dos equipamentos
acionadores (motor) e acionado (máquina); tipo de acoplamento
na entrada e saída; montagem mais adequada; disposição dos
eixos do redutor; como será montado no equipamento;
elementos de transmissão (polias, correias, etc)
• Condições Ambientais: Ambiente empoeirado; temperatura;
ao tempo ou coberto; agentes corrosivos ou explosivos;
umidade; etc
Exemplos de seleção

• Elevador de carga (montacargas)


• Dados:
• Carga a ser elevada: 300Kg;
• Motor acionador – 1750 rpm;
• Trabalho – 24hs/dia; Vel. – 20m/min;
• Tambor de acionamento – diâm. 300mm;
• ambiente empoeirado;
• Temperatura ambiente – 35ºC;
• acoplamento direto entre motor/redutor e redutor/carga
Exemplos de seleção
• Determinação das características:
• Torque = F.r
• Temos que T=300.0,15 = 45kgf.m
• Velocidade = 20m/min; d = 300mm = 0,3m
• V = π.d.n D n = v/(π.d)
• Rotação = n = 20/(π.0,3) D n = 21rpm
• Redução necessária
• i = ne/ns ; velocidade entrada/velocidade saída
• i = 1750rpm/21rpm = 83,3 D i = 83,3
Exemplos de seleção
• Fator de Serviço
• Considerando o tipo de acionamento e regime de trabalho, o
Fator de serviço recomendado pelo fabricante = 1,5

• Recálculo da Capacidade Necessária


• Torque do redutor = Torque requerido x Fator de serviço

• MR = MS x FS
• MR = 45 x 1,5 D MR = 67,5Kgf.m
Exemplos de seleção
• Seleção do Redutor
• Temos a redução i = 1:83,3, então optamos, no catálogo Magma,
pela redução mais próxima, que é 1:80
• Verificamos na tabela de 1750 rpm na entrada, na redução 1:80,
temos que o momento de torção na saída, que atende às
necessidades calculadas, é de 78,7Kgf.m, e corresponde ao
redutor tamanho 12, sendo esta, portanto, a nossa escolha
• Para escolhermos o motor mais indicado, podemos considerar a
capacidade do mesmo redutor na entrada (4,45Cv), e dividimos
pelo fator de serviço considerado (1,5), temos então:
Pmotor = 4,45 / 1,5 = 2,97Cv
• Aproximando o resultado, podemos então utilizar um motor de
3Cv, 4 polos
Exemplos de seleção

• Diluidor de Açúcar - Agitador


• Potência consumida no eixo do agitador – 1,9CV;
• Motor elétrico de 1750rpm;
• Trabalho 24 hs/dia;
• Rotação do eixo – 30 rpm;
• Ambiente industrial, 30ºC;
• Acoplamento direto entre motor/redutor e entre
redutor/carga
Exemplos de seleção
• Redução necessária
• i = ne/ns ; velocidade entrada/velocidade saída
• i = 1750rpm/30rpm = 58,33 D i = 58,33
• Fator de serviço
• Considerando o tipo de acionamento e regime de trabalho, o
Fator de serviço recomendado pelo fabricante FS = 1,25
• Recálculo da potência necessária
• Potência do redutor = Potência requerida x Fator de serviço

• NR = NS x FS
• NR = 1,9CV x 1,25 = 2,375CV
Exemplos de seleção
• Seleção do Redutor
• Em função do torque e potência relativamente baixos, optamos
por Redutor de Coroa e Sem fim Linha Magma
• Considerando a potência para acionamento, 2,365CV,
selecionamos o redutor Magma Tam. K-10, com redução i = 60,
cuja capacidade é de 2,38CV na saída.

• Seleção do motor
• Conforme tabela, o redutor selecionado tem um rendimento de
0,58, então para definirmos o motor a ser usado, temos
• Nmotor = NR/η = 1,9/0,58 D Nmotor = 3,27CV, como não existe,
usaremos um motor de 4CV
Exemplos de seleção
• Diluidor de Açúcar - Agitador
• Com os mesmos dados do exemplo anterior podemos selecionar um
motorredutor da Linha Vertimax
• Como o rendimento dos redutores com engrenagens helicoidais é de
aproximadamente 98% por par de engrenagens, e este redutor deverá
ter 3 pares de engrenagens, então seu rendimento será de 94%.
Assim, o motor de que necessitaremos deverá ser de 1,9/0,94 =
2,02CV (ou 1,5Kw)
• No catálogo Vertimax, página 21, escolhemos, no motor de 1,5Kw, a
redução 1:66,73, próxima ao que necessitamos, e o redutor tamanho
V-06 3 36, com fator de serviço 1,3 (que atende nossa especificação)

• Assim, temos 2 opções: K-10 1 36 ou V-06 3 36, e vamos escolher a


que for mais econômica
Exemplos de seleção

• Elevador de Canecas
• Potência consumida no eixo do elevador – 2,6CV;
• Trabalho 24 hs/dia;
• Rotação do eixo – 45 rpm;
• Ambiente industrial, 30ºC;
• Motor elétrico, 1750 rpm, com redução por polias entre
motor/redutor, relação 1:2;
• Montagem direta entre redutor/carga
Exemplos de seleção
• Determinação das características
• Como temos uma redução por polias na entrada, então
precisamos determinar a RPM de entrada no redutor
• ne = nmotor/i = 1750/2 = 875rpm

• Redução necessária
• i = ne/ns = 875/45 = 19,44

• Fator de serviço
• Considerando o tipo de acionamento e regime de trabalho, o
Fator de serviço recomendado pelo fabricante FS = 1,5
Exemplos de seleção
• Recálculo da potência necessária
• Potência do redutor = Potência requerida x Fator de serviço

• NR1 = NS x FS
• NR1 = 2,6CV x 1,5 = 3,9CV

• Seleção do Redutor
• Em função do torque e potência relativamente baixos, optamos
por Redutor de Coroa e Sem fim Linha Magma
• Considerando a potência para acionamento, 3,9CV, com 875
rpm de entrada, porém as tabelas de capacidades da Linha
Magma são para 1750 rpm de entrada, então necessitamos
fazer uma conversão.
Exemplos de seleção

• Fator de conversão = 875/1750 = 0,5


• NR = NR1 / Fator = 3,9 / 0,5 = 7,8CV

• Utilizamos a redução 1:20, mais próxima da redução definida, e


verificamos nas tabelas que o redutor tamanho K-12 tem uma
capacidade na saída de 10,08CV, o que atende a nossa
condição
• Para sabermos a capacidade desse redutor a 875RPM na
entrada, basta utilizar o mesmo fator de cálculo
• NR875 = NR1750 X Fator = 10,08 X 0,5 = 5,04CV
Exemplos de seleção

• Seleção do motor
• Conforme tabela, o redutor selecionado tem um rendimento de
0,80, então para definirmos o motor a ser usado, temos
• Nmotor = NR/η = 3,9/0,8 D Nmotor = 4,875CV, como não existe,
usaremos um motor de 5CV
Exemplos de seleção

• Esteira Transportadora
• Potência consumida no eixo da esteira – 0,35CV;
• Trabalho 24hs/dia;
• Cargas intermitentes;
• Rotação 60 rpm;
• Motor elétrico com 1750 rpm;
• Ambiente industrial, T= 30ºC;
• Acoplamento direto entre motor/redutor e redutor/carga
(eixo vazado)
Exemplos de seleção

• Determinação das características


• Redução
• Uma vez que o motor está acoplado direto, e temos a rpm de
saída, então podemos calcular
i = rpm entrada/rpm saída D 1750/60 = 29,17 D i = 29,17
• Fator de serviço
• Considerando o tipo de acionamento e regime de trabalho, o
Fator de serviço recomendado pelo fabricante = 1,5
• Daí, temos que a capacidade mecânica do redutor no eixo de
saída deverá ser
NS = NR x FS D 0,35 x 1,5 = 0,53CV
Exemplos de seleção
• Seleção do redutor
• Em função do baixo torque e potência requeridos, vamos
escolher um redutor da linha Alumag
• Vamos utilizar a tabela do catálogo, considerando a redução
1:30
• Não temos, nas tabelas, a potência de saída dos redutores,
mas temos seus rendimentos, e podemos, assim, calcular a
potência de saída. Vejamos:
• L-03, cap. 0,30CV a 1750rpm de entrada, rendimento 0,56
NS = NE X η D 0,30 x 0,56 = 0,17CV
• L-04, cap. 0,56CV a 1750rpm de entrada, rendimento 0,59
NS = NE x η D 0,56 x 0,59 = 0,33CV
• L-05, cap. 0,89CV a 1750rpm de entrada, rendimento 0,61
NS = NE x η D 0,89 x 0,61 = 0,55CV
Exemplos de seleção
• Seleção do redutor
• Dessa forma, como necessitamos de um redutor com 0,53CV,
então a escolha cai no redutor L-05, redução 1:30, que tem
0,55CV de capacidade na saída.

• Seleção do motor
• Seguindo o princípio inverso, como necessitamos de 0,39CV na
saída, temos que

Nmotor = NR / η D 0,39/0,61 = 0,64CV

• Como não existe motor nessa capacidade, escolhemos a


potência acima mais próxima, no caso, motor de 0,75CV
Fator de Serviço
Fator de Serviço