O Jogo Competitivo e o Jogo Cooperativo O jogo competitivo e o jogo cooperativo diferenciam -se pela relação social que se estabelece entre

os participantes.

O Jogo Competitivo A essência de competir não é externa ao jogo, pelo que a competição é um estímulo e motivação inerentes a muitos jogos. O Animador assume uma realidade educativa face ao jogo, fazendo entender o que perder ou ganhar não interessa, há que saber desfrutar do jogo, sem que exista batotice. Se se optar por jogar jogos competitivos à que propor diferentes tipos de jogos que requerem habilidades distintas para as superar, como jogos intelectuais, jogos que requerem reflexos rápidos, jogos de estratégia, entre outros. Um dos problemas deste tipo de jogos é que quando se colocam os i ndivíduos em situação de rivalidade, se eles sentirem que a sua aceitação depende de vencer ou perder, provocam altos níveis de angústia e agressividade. Como educadores, no jogo competitivo se deveria evitar: -a competição sistemática como única motivação -propor repetidamente o mesmo tipo de jogos -a discriminação do sexo, do físico« -a valorização excessiva dos vencedores e dos perdedores -premiar os vencedores -a eliminação Existem alguns recursos que podem substituir os prémios para os vencedores: -pode-se dar como prémio uma recordação de participação a todos os participantes pelo modo como jogaram, pelo seu interesse e colaboração (como diplomas, medalhas, t-shirts «); -prémios-recordação para todos as equipas ou jogadores salientando as qualidades da equipa ou da pessoa: pelo seu esforço, simpatia, colaboração« -os vencedores receberem um prémio que tenham de partilhar com todos os participantes (como guloseimas, bolos«).

esta situação pode provocar passividade. -incluir no desenvolvimento do jogo alguma actividade paralela que tenham de levar a cabo os participantes eliminados durante o tempo em que estão fora do jogo. O Jogo Cooperativo Denomina-se assim o jogo em que todo o grupo colabora combinando as diferentes habilidades dos indivíduos para conseguir um objectivo comum. sentimento de fracasso. -os participante se verão como companheiros de jogo.Por outro lado. Como educadores. com relações de igualdade e não como rivais. exclusão do grupo« Para evitar situações deste tipo. de modo a que se jogue mais relaxadamente. e o que pode sair (ou ser expulso). Especialmente tem -se que evitar a eliminação naqueles jogos em que tradicionalmente o que falha é o menos hábil. tanto dos melhores como dos mais fracos. onde a sociedade é muito competitiva e individualista. -poder salvar de algum modo os eliminados. . inibição. aborrecimento. já que: -se joga por prazer de jogar e não só para se conseguir a vitóri a. baixa auto -estima. sendo o jogo o reflexo da própria cultura. -se elimina a pressão de vencer. pode -se: -dar vidas suficientes para que durante o jogo. fazendo com que desaparece o medo do fracasso e o medo de criar baixa autoestima. deve-se potenciar este tipo de jogo. nenhum participante as perca todas. todos ganham ou todos perdem se não se consegue alcançar o objectivo proposto. -o jogo se viverá como uma actividade conjunta e não individualizada. também existem alguns recursos que se podem usar para evitar a eliminação no jogo competitivo. Os jogos genuinamente cooperativos são mu itos raros no mundo ocidental. -os participantes tentarão se superar a si mesmo e não superar os outros. -se favorece a participação de todos. -criar grupos paralelos de modo a que quando um falha se troca com um componente do outro grupo.

Jares. para compreender o seu ponto de vista. hoje em dia. -a apreciação positiva e auto-imagem (permitindo desenvolver uma imagem positiva de si e dos outros). Jogos cooperativos e jogos competitivos Um dos temas palpitantes da prática educacional. assim todos serão protagonistas. é o dos jogos competitivos e cooperativos. A própria capacidade cooperativa . as sensações.a alegria ( que se manifesta ao desaparecer a rejeição e o fracasso). -a empatia (é a capacidade se colocar na situação do outro. é importante difundir jogos que vão de encontro aos valores de igualdade. de participação numa comunidade.potenciando a solidariedade. Os jogos transmitem e potenciam um código de valores através do qual se estrutura um determinado tipo de pessoa. -a comunicação ( baseada no desenvolvimento da própria capacidade para expressar o estado de animo. as emoções«). X. -a participação de todos os membros ( gerar um clima de confiança e de mutua implicação necessários para uma autentica comunicação humana). Po r outro lado. . de empatia e de cooperação. as suas preocupações«). as relações entre os jogadores e uma forma de entender a diversão. de participação. relaciona os valores e destrezas educativos que se estimulam ao jogar os jogos cooperativos: -a cooperação (onde o grupo resolve situações através da reciprocidade. aprendendo a partilhar e socializar). -todos terão o seu papel e a sua tarefa. -a construção de uma realidade social positiva ( mudar atitudes dos participantes para o jogo e para si e incentivando a criação de um clima de apreciação recíproca). vem transformando profundamente o estilo de se trabalhar em grupo. O aumento da conscientização da necessidade de incentivar e desenvolver o espírito de cooperação.

as grandes invenções eram atribuídas a uma pessoa. O quadro abaixo nos dá uma idéia das principais características dos dois tipos de jogos. Projeto Cooperação). a . ninguém é isolado ou rejeitado porque falhou. pois trabalham respeito. que significa agir em conjunto para superar um desafio ou alcançar uma meta. Os jogos competitivos. é uma oportunidade para que as crianças passem a lidar com a realidade do mundo competitivo de maneira mais serena e equilibrada. administração de empresas e serviços comunitários. também têm seu papel educacional. com a lâmpada.: marcar gols. a aceitação. são as equipes que trabalham em conjunto. levando a perceber a interdependência entre todas as criaturas. Há muito que os jogos estão presentes nas atividades educacionais. A idéia difundiu -se e hoje diversos autores desenvolvem jogos cooperativos aplicados à educação. enquanto que nos jogos competitivos. quando nos ensinam a lidar com a competitividade existente dentro de nós. ninguém perde.é um quesito valorizado na hora de conseguir emprego. harmonizar o desenvolvimento da habilidade física com o desenvolvimento das potencialidades pessoais e coletivas dos alunos. JOGOS COOPERATIVOS JOGOS COMPETITIVOS Visão de que "tem para todos" Visão de que "só tem para uns" Objetivos comuns Ganhar COM o outro Jogar COM Descontração A vitória é compartilhada Objetivos exclusivos Ganhar DO outro Jogar CONTRA Tensão A vitória é somente para alguns As atividades que privilegiam os aspectos cooperativos são importantes por contribuírem para o desenvolvimento do sentido de pertencer a um grupo. Ex. No Brasil. no espaço da aprendizagem. Quando há cooperação todos ganham. Orlick questionou as regras dos jogos tradicionais e adaptou -os para transformá-los em jogos cooperativos. Nelas. para a formação de pessoas conscientes de sua responsabilidade social. fraternidade e solidariedade de forma lúdica e altamente compensatória. Antigamente. A comunicação e a criatividade são estimuladas para se alcançar um objetivo comum. ao invés de uns CONTRA outros. porque as pessoas estão descobrindo que não dá para ir muito longe sozinhas. mas a maioria dos jogos tradicionais no Ocidente são competitivos. Hoje. pesquisador canadense que. Compreender a competição e as emoções relacionadas a ela num ambiente assistido. e unir-se de maneira eficiente tornou-se muitíssimo importante. desenvolveu o princípio destas atividades físicas cujos elementos primordiais são: a cooperação. cumprir um percurso em menor tempo. a partir de estudos iniciados nos anos 70. Neles o confronto é eliminado e joga-se uns COM os outros. baseados num sistema de ajuda mútua. cada pessoa ou time tenta atingir um objetivo melhor do que o outro. etc. O conceito de jogos cooperativos teve início com Terry Orlick. Nos jogos cooperativos existe cooperação. por sua vez. Foi assim com o telefone. é um dos precursores desse novo enfoque que visa. o envolvimento e a diversão. Afinal. Fábio Otuzi Brotto. segundo ele. autor do livro "Jogos Cooperativos" (Ed.

visando o equilíbrio. ao sentimento de vitória ou de derrota. quando bem encaminhadas.competição pode gerar diversos conflitos e emoções desagradáveis. podem contribuir para ajustar a percepção destes momentos à sua verdadeira dimensão íntima. . a superação de limites e a amizade. frustração. e as situações de aula. Pode levar à comparação. à exclusão. No ambiente competitivo bem administrado também estão presentes a necessidade do respeito.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful