P. 1
Avaliação de Desempenho Docente..-2)

Avaliação de Desempenho Docente..-2)

4.4

|Views: 2.582|Likes:
Publicado porAgostinho
As Dinâmicas organizacionais da Escola e o Modelo ADD - Acção de Formação no Centro de Formação Tomás Ribeiro - Tondela
As Dinâmicas organizacionais da Escola e o Modelo ADD - Acção de Formação no Centro de Formação Tomás Ribeiro - Tondela

More info:

Published by: Agostinho on Oct 04, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

Avaliação de Desempenho Docente

As dinâmicas organizacionais da Escola e o modelo de ADD

Acção 3
Módulo 6
José Maria Martins

Objectivos
• • • • • • •
Compreender conceitos básicos para aplicar o modelo de ADD; Reconhecer elementos indispensáveis à aplicação eficaz do modelo de ADD; Analisar orientações para a gestão de projectos educativos; Construir instrumentos de apoio à gestão de projectos; Reflectir sobre o papel das lideranças na condução do processo de ADD; Conceptualizar a autonomia profissional no quadro da autonomia de escola; Identificar estratégias para a promoção da mudança.

Conteúdos
• Os projectos educativos:
• • • Representação das dinâmicas de escola Metodologias de trabalho de projecto – afectação de recursos humanos Implementação de projectos educativos – da construção à concretização Gestão de Projectos Modelos de gestão de projectos Constituição de equipas de trabalho Definição de consensos A obtenção de consensos pelo envolvimento dos intervenientes Escola Eficaz Grupos de liderança na escola Gestão da Mudança Avaliação de escola / Avaliação do Desempenho dos docentes

Liderança, práticas colaborativas e avaliação do desempenho:
• • • • •

Avaliação de Escola / Avaliação do Desempenho dos Docentes:
• • • •

Avaliação do desempenho como elemento da avaliação de escola

Avaliação
Avaliação do desempenho Docente
Critérios de classificação
Formadores: Aníbal Sousa, A. João Nunes, Jorge Azevedo, José Albuquerque, José Maria Martins

Nível de desempenho
Itens Indicadores % Sempre/ Muito bom 6 6 8 8 6 6 Por Vezes/ Bom 4 4 6 6 4 4 Rara mente/ Suf. 3 3 4 4 3 3

• Participação • Realização das Tarefas nas Sessões • Assiduidade • Pontualidade (40%)

• • • • • •

Assiduidade (1) Pontualidade (2) Participação activa nos momentos de reflexão Pertinência da participação Cooperação nas tarefas em equipa Cumprimento do tempo estabelecido para a realização das tarefas.

6 6 8 8 6 6

Nível de desempenho
Itens Indicadores • Clareza • Rigor • Pertinência • Inovação • Qualidade • Apresentação % 10 10 10 10 10 10 Muito Bom 10 10 10 10 10 10 Bom 7 7 7 7 7 7 Suf. 5 5 5 5 5 5

• Produção de Trabalhos e/ou Materiais

(60%)
(1)

(2)

Os formandos que não participem, pelo menos, em 2/3 do número total de horas de formação presencial conjunta, não obterão aprovação. Sem faltas 6%; Faltas até 3h - 4%; entre 3 e 5 h – 3% Pontual – 6%; até 2 atrasos - 4%; 3 ou 4 atrasos - 3%

Notas:
1) Será utilizada a escala de 1 a 10 valores (coerência com a escala usada no ECD, art.º 46º);

Sumário
• Dimensão reflexiva
• Introdução, constituição de grupos de trabalho

– Os projectos educativos. – Metodologia de trabalho de projecto – afectação de recursos humanos. – Implementação de projectos educativos – O exemplo do PEE

• Dimensão prática
– Actividades 1 e 2
• Preparação de um guião para a elaboração de projectos educativos • Planificar o processo de ADD como projecto de Escola

Projectos educativos • Nas sociedades modernas, democráticas, a existência de um propósito comum, o sentido de comunidade e a participação colaborativa dos profissionais são indicadores de qualidade das organizações.
• Capucha, L. (2008)

Representação das dinâmicas da Escola

Representação das dinâmicas da Escola
Vertente estratégica: formulação de políticas gerais

Vertente táctica: elaboração de planos e programas específicos

Vertente técnica: execução de rotinas e procedimentos

Ventura, s/d

Projectos educativos, algumas definições
• Metodologia de trabalho de projecto:
– Actuar na lógica de projecto consiste, resumidamente, em operar com base na mobilização de conhecimento para identificar as acções necessárias à projecção estruturada e organizada de uma mudança face a uma situação diagnosticada que se pretende alterar dentro de um prazo definido e mobilizando um conjunto determinado d recursos.

• Projecto
– Nível concreto de planeamento que define uma intervenção direccionada para a concretização de um conjunto de objectivos e para o qual foram afectados meios.

• O Plano:
– Define os contornos do que se pretende que seja a nova situação, antecipando-a conceptualmente …

Planeamento do projecto

Etapas do planeamento (desenho do projecto) 1 • Diagnóstico inicial

Etapas do planeamento (desenho do projecto) • Orientações gerais / finalidades (objectivos gerais)

Matrizes sinergias

Etapas do planeamento (desenho do projecto) • Recursos e orçamento

Etapas do planeamento (desenho do projecto)

Matriz sinergias

Etapas do planeamento (desenho do projecto)

Animação e execução
Critérios de avaliação •Controlo de realização e desempenho •Participação •Negociação processual •Integração sectorial •Apuramento de resultados •Devolução e replicação de resultados •Transferência de resulatdos Eficiência Eficácia

Avaliação

Avaliação, objectivos, dimensões do impacto • Objectivos:
– Prestação de contas – Construção de mecanismos de auto-correcção

• Dimensões de incidência
– Impactos (mudanças duráveis): – realização; (níveis de execução) – operacionalização; – concepção da intervenção (adequação do processo de planeamento)
voltar

Avaliação, dimensões

Voltar

Gestão de projectos: Swot, objectivos
Este tipo de análise permite:
– Efectuar uma síntese das análises internas e externas; – Identificar os elementos chave para a gestão da organização, permitindo estabelecer prioridades de actuação; – Preparar opções estratégicas - a análise Swot permite ver claramente quais são os riscos a ter em conta e quais os problemas a resolver, assim como as vantagens e as oportunidades a potenciar e explorar; – Constituir um elemento fundamental para fazer e planificar estratégias, em articulação com as condições do ambiente externo e com as capacidades da organização.

Gestão de projectos: Swot, utilidade • No final da análise SWOT pretende-se definir as relações existentes entre os pontos fortes e fracos com as tendências mais importantes que se verificam na envolvente da organização, seja a nível global, específico, da conjuntura tecnológica, social e demográfica, bem como das imposições legais.

Análise SWOT / FOFA
PONTOS FORTES
Impacto na organização
Elevado Médio Fraco

Projecto Educativo da Escola, evolução
• noções como as de procura de sentido, direcção a seguir, análise estratégica, prospectiva, projecto começam a ocupar o lugar do tradicional plano minucioso .... Mais do que planear a acção, parece ser prioritário planear o sentido da acção, constituindo, então, o projecto, a expressão colectiva do sentido dessa acção ou, na terminologia de Sérieyx (1993, p. 220), o “holograma do sentido organizacional”
• Costa, AJ, 2005

Projecto Educativo da Escola, evolução
• “valoriza mais o processo que o produto, coloca no centro desta reflexão questões como os valores, a missão, a cultura, a visão partilhada e assumem o risco, a inovação e a flexibilidade como “chaves do sucesso organizacional” (Nolan et al., 1993). • “do PEE será de esperar, mais que de uma moda ou de um decreto, um papel estratégico na melhoria das organizações escolares em ordem à construção de efectivas comunidades educativas”
(Formosinho, 1989).

PEE, Instrumento de planificação da acção educativa Projecto educativo
• Contexto, resultados do anterior PEE. • Pontos fortes e pontos fracos da Escola. (autoAv) • Oportunidades e desafios de desenvolvimento organizacional. • Enunciado de prioridades e seu faseamento. • Objectivos e metas • Metodologia de avaliação

Plano anual

Objectivo 1 Prioridade 1 Objectivo 2 Objectivo 3 Prioridade 2 Objectivo 4

Acção 1 Acção 2 Acção 3 Acção 3

PEE, Instrumento de planificação da acção educativa • Resultados do ano anterior
– Reflexão inicial sobre os resultados alcançados com o anterior PEE – académicos, atitudes, competências e saídas dos alunos.

• Diagnóstico rigoroso e objectivo da situação actual, identificando pontos fortes e fracos da organização escolar:
– – – – – – Recursos humanos e materiais Organização e a gestão escolar Ensino aprendizagem Ligação à comunidade Cultura de Escola Resultados escolares

PEE, Instrumento de planificação da acção educativa • Análise do contexto educativo local e nacional perspectivando as dificuldades e oportunidades:
– As opções de política educativa (ex: CNO) – Opções e orientações de desenvolvimento local (formação e qualificação) – Expectativas de pais e EE, alunos, Professores …

• Prioridades
– Melhoria do ensino aprendizagem – Resultados escolares –…

PEE, Instrumento de planificação da acção educativa

• Objectivos e metas, características:
• Derivados de uma prioridade de melhoria da Escola • Relevantes quanto à educação dos Alunos e às finalidades da Escola. • Serem expressos em termos de aprendizagens e resultados escolares a alcançar pelos Alunos. • Serem mensuráveis em termos de desempenho e das aprendizagens esperadas. • Serem atingíveis. • Serem datados.

PEE, Instrumento de planificação da acção educativa

• Metodologia de avaliação, especificando de forma clara:
– Critérios e indicadores – Fontes e instrumentos de recolha de dados. – Momentos em que é efectuada – Responsáveis – Forma de divulgação da informação
Sanches, M. Professores, novo estatuto e avaliação de desempenho, Ed. Fundação Manuel Leão, 2008

Construção do PEE, análise • Requisitos essenciais à elaboração do PEE:
– Participação – Estratégia – Liderança

PEE, requisitos essenciais • Participação
– O projecto implica sempre a contratualização entre as pessoas nele envolvidas – A ausência de participação pode levar á elaboração de:
• Projecto-plágio • Projecto do chefe • Projecto sectário

PEE, requisitos essenciais • Estratégia
– a dimensão estratégia não poderá perder de vista o real, o conhecimento efectivo das situações e dos limites da acção a desenvolver, ou seja: o diagnóstico correcto das forças e fraquezas e o estudo de viabilidade do projecto – A falta de indicadores de decisão claros e adequados ante o futuro - pode levar a:
• Projecto-manutenção • Projecto vago (anárquico) • Projecto ficção

PEE, requisitos essenciais • Liderança
– Líderes na qualidade de facilitadores dos processos de inovação e mudança, que envolvem os restantes membros do grupo na consecução de determinados objectivos e que se responsabilizam por esses processos, torna-se fundamental ao desenvolvimento do projecto educativo da escola.

– A não valorização dos processos de liderança pode levar a:
• Projecto-ofício • Projecto cerimónia • Projecto inconsequente

Tarefa 1 • Elaborar um guião para a elaboração de projectos educativos, tendo em conta:
– as dimensões da autonomia, da mudança e da ADD; – os planos do “processo” e do “produto”. – Concatenar o guião com o “regime de autonomia, administração e gestão” (DecretoLei n.º 75/2008).

Guião, um exemplo
Modelo de Estruturação de Projectos Educativos
Objectivo: Identficar as diferentes componentes de um modelo de projecto educativo. Sub-temas: . A - Contextualização do projecto. 1. Caracterização do contexto. (ver anexo 1) 1.1 - Instituição. 1.2 - Contexto humano. 1.3 - Contexto material. 1.4 - Contexto situacional (espaço / tempo). 2. Identificação / formulação do problema. (ver anexo 2) 3. Motivação do autor do projecto. (ver anexo 3) 4. Fundamentação teórica. (ver anexo 4) B - Organização do projecto. 1. Definição de prioridades. 2. Objectivos Gerais. 3. Levantamento de recursos. 4. Etapas de realização (cronograma)

ACÇÃO 3- Módulo 6- Dinamização de processos organizativos relacionados com a avaliação de desempenho Guião para a elaboração de projectos educativos, tendo em conta: - as dimensões da autonomia, da mudança e da ADD; - os planos do “processo” e do “produto” Concatenar o guião com o “regime de autonomia administração e gestão” (Dec. Lei n.º 75/2008)
“Projecto Educativo” o documento que consagra a orientação educativa do agrupamento de escolas ou da escola não agrupada, elaborado e aprovado pelos seus órgãos de administração e gestão para um horizonte temporal de três anos, no qual se explicitam os princípios, os valores, as metas e as estratégias segundo os quais o agrupamento de escolas ou escola não agrupada se propõe cumprir a sua função educativa” Dec. Lei n.º 75/08 ( Art.º 9º, nº 1, al) a)

C - Implementação do projecto; Explicitação das etapas e das condições de realização do projecto. 1ª etapa: • Objectivos • Intervenientes • "conteúdos" • Metodologia / actividades a desenvolver • Recursos a utilizar • Avaliação da etapa 2ª etapa: • Objectivos • Intervenientes • "conteúdos"

O Projecto Educativo de Escola não é uma moda. Também a escola, como organização educativa, num quadro de autonomia e de mudança, tem de ter uma visão prospectiva, mas, para que esse projecto seja realista tem de conhecer o seu contexto externo e interno, reflectir sobre referentes externos para poder construir referentes internos que tenham em consideração todas estas variáveis. Dentro dessa perspectiva este documento terá que ter em consideração os normativos sobre avaliação de desempenho tendo em vista a adequação desta nova exigência legal à escola e aos respectivos docentes. Na concepção, elaboração e implementação do Projecto Educativo de Escolas deverão ser tomadas em consideração três dimensões essenciais: a participação, a estratégia e a liderança, tendo sempre presente que é importante o projecto enquanto “produto” mas mais importante é, o projecto enquanto “processo”, para que exista um sentido de pertença de todos os actores educativos a esse projecto, para que com esse sentimento se envolvam desde a sua concepção, à implementação e à avaliação.

Liderança, o que é?

Apresentação do Microsoft PowerPoint

Planificar ADD

Planificar ADD

Tarefa 2 • Planificar o processo da ADD como projecto de Escola.
Adobe Acrobat Document

• Alternativa:
– Delinear a estratégia para a elaboração do PEE.

Constituição de equipas de trabalho
Análise da situação actual: diagnóstico Definição das acções de melhoria a implementar Constituição de equipas de trabalho

Planeamento e implementação das acções de melhoria

Avaliação

Reformulação/ Correcção

Definição de consensos

Definição de consensos

Definição de consensos

Tarefa 3 • Definição dos grupos de liderança da Escola e as estratégias para optimizar as suas competências no quadro do PEE.

Fim

Matriz de sinergias

Voltar

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->