Você está na página 1de 20

Anatomia do Sistema Respiratório Humano

Anatomia do Sistema Respiratório Humano

Fossas nasais: filtração e aquecimento

Apresentam duas aberturas anteriores(narinas) que se comunicam com o meio externo. Pode se constatar a presença de pelos curtos e mucosa. Rica em vasos sanguíneos, fato que permite um aquecimento prévio do ar,facilitando, consequentemente, a difusão de oxigênio para o sangue.

permite um aquecimento prévio do ar,facilitando, consequentemente, a difusão de oxigênio para o sangue.

Continuando o caminho do ar

Faringe: comum tanto ao sistema digestório como ao sistema respiratório, comunica se com a boca e as fossas nasais.

Fisiologicamente a faringe não tem ação simultânea, que o ato da deglutição inibe automaticamente a atividade respiratória.

Laringe: conduto cartilaginoso situado na parte anterior do pescoço;se comunica com a faringe através da glote.Durante a deglutição, a glote é fechada por uma válvula reguladora, epiglote.

Traqueia

Conduto dotado de uma armadura cartilaginosa, de maneira a manter o tubo traqueal sempre aberto. Inferiormente, bifurca se, formando os brônquios. Revestida por mucosa rica em cílios, importante para a filtração das impurezas presentes no ar atmosférico.

por mucosa rica em cílios, importante para a filtração das impurezas presentes no ar atmosférico.

Grupo de cílios da traqueia

Grupo de cílios da traqueia

Brônquios e Bronquíolos

Os brônquios também apresentam cílios, promove a filtração. Os bronquíolos são ramificações dos brônquios.

também apresentam cílios, promove a filtração. Os bronquíolos são ramificações dos brônquios.

Anatomia do pulmão humano

Envolto por pleura Os pulmões envolvem o conjunto de brônquios, bronquíolos e alvéolos.

pulmão humano Envolto por pleura Os pulmões envolvem o conjunto de brônquios, bronquíolos e alvéolos.

Divisões do pulmão

Divisões do pulmão

Importância da pleura

Nas situações normais, a cavidade pleural ou espaço pleural é ocupado por uma pequena quantidade de

líquido para a lubrificação das pleuras denominado de líquido pleural.

A função do líquido seroso que é segregado pela pleura

é a lubrificação e facilitação dos movimentos dos pulmões durante a mecânica da ventilação pulmonar.

As pressões que agem sobre o pulmão nas diversas fases do ciclo necessário à ventilação pulmonar são também transmitidas à cavidade pleural.

Movimentos respiratórios:

processos mecânicos

Ventilação pulmonar: entrada de ar

respiratórios: processos mecânicos Ventilação pulmonar: entrada de ar Ventilação pulmonar: saída de ar

Ventilação pulmonar: saída de ar

respiratórios: processos mecânicos Ventilação pulmonar: entrada de ar Ventilação pulmonar: saída de ar

Mecanismo de inspiração e expiração

Inspiração: contração do diafragma; contração dos músculos intercostais;diminuição da pressão do ar no interior dos pulmões; aumento do volume pulmonar.

Expiração: relaxamento do diafragma;relaxamento dos músculos intercostais; aumento da pressão pulmonar; diminuição do volume pulmonar.

»

FISIOLOGIA DA RESPIRAÇÃO

Hematose

Transporte de gases respiratórios

Controle do ritmo respiratório

HEMATOSE

HEMATOSE

Transporte de gases respiratórios

Transporte de gases respiratórios
Transporte de gases respiratórios
98% do oxigênio é transportado pela Hb. Cada molécula de Hb transporta 4 moléculas de
98% do oxigênio é
transportado pela Hb.
Cada molécula de Hb
transporta 4 moléculas
de oxigênio, formando
um composto,
oxiemoglobina.
2% de oxigênio restante
é transportado pelo
plasma.

Hemoglobina

de oxigênio, formando um composto, oxiemoglobina. 2% de oxigênio restante é transportado pelo plasma. Hemoglobina

O gás carbônico eliminado das células, difundese para o plasma sanguíneo e, daí para as hemácias.

7% do gás carbônico: dissolvido no plasma. 23% : transportado pela Hb, formando um composto,
7% do gás carbônico: dissolvido
no plasma.
23% : transportado pela Hb,
formando um composto,
carboemoglobina.
70% : transformado em ácido
carbônico, sob a ação da
anidrase carbônica,no interior
das hemácias.O ácido carbônico
então, ioniza ‐se, e forma íon
Hidrogênio e íon bicarbonato,
que difunde ‐ se para o
plasma,sendo por ele
transportado até os pulmões.
Íons Hidrogênio associam ‐se à hemoglobina e outras proteínas das hemácias. O fenômeno ocorrido é
Íons Hidrogênio associam ‐se
à hemoglobina e outras
proteínas das hemácias. O
fenômeno ocorrido é
denominado tampão.
Nos pulmões: íon
Hidrogênio associa ‐ se ao
bicarbonato, sob a ação da
anidrase carbônica,
formando gás carbônico e
água, que serão difundidos
para os alvéolos.

Controle do ritmo respiratório

Controle do ritmo respiratório O ritmo respiratório é especialmente influenciado pela variação da

O ritmo respiratório é especialmente influenciado pela variação da concentração de gás carbônico no sangue.Com o aumento de gás carbônico no sangue, provoca uma redução do pH sanguíneo. O centro respiratório, então,é estimulado e descarrega impulsos nervosos no diafragma e nos músculos intercostais.

Bulbo: centro cardiorrespiratório;regula o ritmo respiratório e as pulsações cardíacas. O ritmo respiratório intensifica se, promovendo uma eliminação mais rápida de gás carbônico e uma maior captação de oxigênio pelo sangue .