Você está na página 1de 36
Rua Padre João Crippa, 1695 - Centro Cep: 79002-390 Campo Grande – MS Fone.: (67)
Rua Padre João Crippa, 1695 - Centro Cep: 79002-390 Campo Grande – MS Fone.: (67)

Rua Padre João Crippa, 1695 - Centro

Cep: 79002-390

Campo Grande – MS

Fone.: (67) 3382-1075 / 9956-2494 mario@cursodomario.com.br

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

REPRODUÇ‹O ANIMAL
REPRODUÇ‹O ANIMAL

O que é reprodução?

Reprodução é o processo biológico que permite aos seres vivos a conservação da espécie, pelo aumento do número de indivíduos ou por modificação genética dos mesmos. Difere de todas as outras funções realizadas pelos seres vivos por ser necessária a conservação da espécie e não a sobrevivência do indivíduo em si.

Tipos de Reprodução

Reprodução Gâmica ou Sexuada: reprodução que se verifica com a participação de gametas. A reprodução gâmica aumenta a probabilidade de adaptação e sobrevivência através da recombinação genética.

Reprodução Agâmica ou Assexuada: Reprodução que se verifica sem a participação de gametas. Como não ocorre recombinação gênica, as probabilidades de adaptação ao meio são bem menores, pois os indivíduos serão quase sempre iguais.

Conceitos fundamentais

Gônadas: Órgãos especializados na produção de gametas. Nos animais podem ser os ovários, gônadas femininas onde se formam os óvulos, e os testículos, gônadas masculinas onde se formam os espermatozóides. Nos vegetais, a “gônada” feminina é o ovário e o arquegônio, e a masculina, a antera e o anterídio.

Certos animais não possuem gônadas, mas apresentam gametas. Isto acontece com os poríferos ou espongiários e com os vermes poliquetas, mais conhecidos por minhocas marinhas. Nestes casos, células especiais transformam-se avulsamente em gametas, suprindo assim a ausência de gônadas.

Seres Monóicos, Bissexuados ou Hermafroditas: Os dois tipos de gônadas são encontradas no mesmo

indivíduo, sendo ambos funcionais (embora, normalmente, em diferentes épocas). Exemplo: Minhoca, caracol-de-jardim, sanguessuga, planária, solitária.

Seres Dióicos ou Unissexuados: os dois tipos de gônadas estão situados em indivíduos distintos. Exemplo: A maioria dos animais, como os vertebrados, insetos, aracnídeos, crustáceos, equinodermos, etc.

Gametas: São células especializadas, portadoras de genes, responsáveis pela transmissão das características hereditárias da espécie. Entre os seres mais simples, há espécies que possuem gametas idênticos no aspecto e no comportamento, os isogametas, enquanto na maioria dos organismos as duas células são bem diferentes, ditas anisogametas. De modo geral, os gametas femininos são grandes, imóveis e quase sempre possuem reservas nutritivas, são denominados, por isso mesmo de macrogametas ou óvulos, nos animais, e oosferas nos vegetais.

Por outro lado, os gametas masculinos são muito pequenos, geralmente móveis e constituídos quase que exclusivamente de material nuclear, são chamados microgametas ou espermatozóides, nos animais e anterozóides na maioria dos vegetais.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

Células Haplóides (n): Células que apresentam a metade da carga cromossômica, pois são oriundas do processo de meiose. Também são designadas por células germinativas. Exemplos: gametas (espermatozóides e óvulos).

Células Diplóides (2n): Células que apresentam a carga genética completa, pois são oriundas do fenômeno da fecundação ou do processo de mitose. Também são designadas por células somáticas. Exemplos: Células epiteliais, musculares, nervosas, conjuntivas.

Zigoto: Célula diplóide resultante da fecundação.

Fecundação: É o fenômeno biológico que consiste na penetração do espermatozóide no interior da célula feminina, o óvulo, ocorrendo, logo após, a singamia ou cariogamia. Assim, cada gameta colabora com 50% dos genes na formação do zigoto.

Singamia ou Cariogamia: É a união dos núcleos masculinos presentes no espermatozóide e feminino presente no óvulo.

Monospermia: Entrada de um só espermatozóide no óvulo.

Polispermia: Penetração de vários espermatozóides no óvulo.

Observação: Mesmo quando ocorre polispermia, apenas um espermatozóide é que realiza a singamia.

Tipos de Fecundação:

- Autofecundação: Acontece quando o gameta masculino fecunda o gameta feminino do próprio ser, portanto, só pode ocorrer em indivíduos monóicos ou hermafroditas. Exemplo: a solitária Atenção para o detalhe: O fenômeno da autofecundação é raro, em razão da dicogamia.

O que é dicogamia? É o processo que faz com que os bissexuados amadurecem primeiro um tipo de gônada, por exemplo, o testículo e, depois, a outra, o ovário. Exemplo: Planária, minhoca, caracol, etc.

- Fecundação Cruzada: É aquele que possibilita as trocas de gametas e a recombinação de genes. Pode ocorrer tanto em monóicos como em dióicos.

- Fecundação Interna: É aquela na qual a fecundação ocorre no interior do organismo. Exemplo: Répteis, aves, mamíferos. É um processo mais seguro que a fecundação externa e, por isso mesmo, um pequeno número de gametas femininos é suficiente para a perpetuação da espécie.

- Fecundação Externa: Quando a fecundação ocorre fora do organismo, em geral, no habitat aquático.

Nesse caso, há necessidade de um grande número de gametas para a conservação da espécie, tendo em vista os riscos que o meio oferece. Exemplo: peixes, anfíbios, estrela-do-mar.

Classificação dos Animais quanto aos Ovos e Crias:

OVÍPAROS: (ovi: ovo) Quando a fêmea já elimina o ovo resultado da fecundação interna, que irá se desenvolver externamente. Exemplos: Insetos, aracnídeos, répteis, aves.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA AULA 004

VIVÍPAROS: (vivi: vivos, paros: botar) Quando a fêmea retêm o embrião no útero até o desenvolvimento

VIVÍPAROS: (vivi: vivos, paros: botar) Quando a fêmea retêm o embrião no útero até o desenvolvimento

completo. Neste caso, o organismo materno contribuiu no crescimento do embrião, não só proporcionando

completo. Neste caso, o organismo materno contribuiu no crescimento do embrião, não só proporcionando

proteção como também cedendo alimentos e gases, através da placenta e cordão umbilical (função trófica).

proteção como também cedendo alimentos e gases, através da placenta e cordão umbilical (função trófica).

Exemplo: Mamíferos.

Exemplo: Mamíferos.

Observação: dentre os mamíferos, fazem exceção os monotremados. Já os marsupiais, como canguru e o gambá, dão cria, porém com a particularidade da precoce expulsão do embrião, que acaba terminando o seu desenvolvimento no interior de uma bolsa ventral, denominada marsúpio.

OVOVIVÍPAROS: Quando a fêmea retém os ovos em seu corpo sendo os embriões “chocados”

OVOVIVÍPAROS: Quando a fêmea retém os ovos em seu corpo sendo os embriões “chocados”

internamente ocorrendo pouca ou nenhuma relação trófica entre ambos. Portanto, são animais de transição

internamente ocorrendo pouca ou nenhuma relação trófica entre ambos. Portanto, são animais de transição

entre os ovíparos e vivíparos. Exemplos: tubarões, escorpiões e cobras venenosas.

entre os ovíparos e vivíparos. Exemplos: tubarões, escorpiões e cobras venenosas.

OVULÍPAROS: (ovuli: óvulo, paros: botar) Quando a fêmea elimina os óvulos, normalmente no meio

OVULÍPAROS: (ovuli: óvulo, paros: botar) Quando a fêmea elimina os óvulos, normalmente no meio

aquático, e o macho realiza uma descarga espermática para fecundá-los. Exemplos: peixes e anfíbios.

aquático, e o macho realiza uma descarga espermática para fecundá-los. Exemplos: peixes e anfíbios.

Observação: O importante é a postura de uma grande quantidade de gametas femininos por parte da fêmea, para garantir a perpetuação da espécie, já que são múltiplos os perigos encontrados no mundo aquático, e que trazem risco a perpetuação da espécie.

PHYLUMPHYLUM ANNELIDAANNELIDA

Anelídeos são animais de vida livre ou parasitas, com o corpo metamerizado (segmentado) e coberto

Anelídeos são animais de vida livre ou parasitas, com o corpo metamerizado (segmentado) e coberto

por uma delgada cutícula. São vulgarmente denominados vermes anelados ou vermes segmentados.

por uma delgada cutícula. São vulgarmente denominados vermes anelados ou vermes segmentados.

CaracterísticasCaracterísticas gerais:gerais:

Apresentam metameria, ou seja, a segmentação em anéis que se observa externamente, corresponde a

Apresentam metameria, ou seja, a segmentação em anéis que se observa externamente, corresponde a

uma segmentação interna.

uma segmentação interna.

Musculatura com feixes longitudinais, transversais e circulares, que permitem movimentos em ondas de

Musculatura com feixes longitudinais, transversais e circulares, que permitem movimentos em ondas de

contrações.

contrações.

RespiraçãoRespiração cutâneacutânea indireta,indireta, istoisto é,é, oo oxigêniooxigênio éé distdistribuídoribuído pelopelo sangue.sangue.

TuboTubo digestivodigestivo completo,completo, comcom diferenciaçãodiferenciação dede órgãos.órgãos.

Primeira evidência evolutiva de aparelho circulatório. O sistema é do tipo fechado, composto por um

Primeira evidência evolutiva de aparelho circulatório. O sistema é do tipo fechado, composto por um

vaso dorsal e outro ventral, ligado por vários vasos laterais.

vaso dorsal e outro ventral, ligado por vários vasos laterais.

SistemaSistema excretorexcretor porpor nefrídios.nefrídios. SistemaSistema nervosonervoso ganglionar.ganglionar.

Sistema reprodutor bem desenvolvido, existindo espécies monóicas (com desenvolvimento direto) e

Sistema reprodutor bem desenvolvido, existindo espécies monóicas (com desenvolvimento direto) e

espécies dióicas (desenvolvimento indireto).

espécies dióicas (desenvolvimento indireto).

ClassificaçãoClassificação (Sistemática)(Sistemática)

O O

quais

quais

filo dos anelídeos divide-se em três classes, Polychaeta, Oligochaeta e Achaeta ou Hirudínea, as

filo dos anelídeos divide-se em três classes, Polychaeta, Oligochaeta e Achaeta ou Hirudínea, as

se

se

diferenciam

diferenciam

principalmente

principalmente

pela

pela

quantidade

quantidade

de

de

cerdas

cerdas

locomotoras

locomotoras

apresentadas

apresentadas

pelos

pelos

representantes:

representantes:

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

Polychaeta Constitui a maior classe dos anelídeos com aproximadamente 8.000 espécies. São marinhos podendo ser encontrados em grandes profundidades dos oceanos, flutuando próximos da superfície ou enfiados em rochas ou na areia das praias. Diferenciam-se das outras classes pela presença de tentáculos na cabeça e em cada anel, um par de parapódios de onde saem inúmeras e longas cerdas quitinosas, utilizando para locomoção.

Exemplo: Nereis virens é um anelídeo marinho que representa os poliquetos (muitas cerdas), pois seu corpo deprimido dorso-ventralmente apresenta expansões laterais – os parapódios – onde se implantam muitas cerdas córneas. Pela movimentação dos parapódios com as cerdas, dá-se o seu deslocamento no fundo do mar.

co m as cerdas, dá-se o seu deslocamento no fundo do mar. Exemplo de um organismo

Exemplo de um organismo bentônico

no fundo do mar. Exemplo de um organismo bentônico Figura mostra a morfologia e expansões laterais
no fundo do mar. Exemplo de um organismo bentônico Figura mostra a morfologia e expansões laterais
no fundo do mar. Exemplo de um organismo bentônico Figura mostra a morfologia e expansões laterais

Figura mostra a morfologia e expansões laterais e mandíbula de um poliqueta

Hirudínea Classe com aproximadamente 500 espécies. São anelídeos sem cerdas e sem parapódios. Apresentam ventosas para a fixação e locomoção. Geralmente vivem na água doce ou lugares úmidos. Muitos são ectoparasitas hematófagos de vertebrados incluindo o homem. Produzem na saliva uma substância denominada hirudase ou hirudina utilizada na medicina em cirurgia da pele e vasculares como anticoagulantes, vasodilatador e anestesio local.

como anticoagulantes, vasodila tador e anestesio local. Exemplo: Hirudo madecinalis (sanguessuga). Direitos

Exemplo: Hirudo madecinalis (sanguessuga).

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA AULA 004

Oligochaeta – é um anelídeo terrícola que exemplifica a caracteriza os oligoquetas (poucas cerdas). Seu deslocamento se dá pelas contrações do corpo. São hermafroditas de fecundação cruzada e desenvolvimento direto. Sua atividade sexual começa aos 50 dias de idade e dura por toda a vida, que pode variar de 2 a 4 anos. A taxa de reprodução é altíssima: diariamente, a minhoca põe de um a dois casulos contendo de 2 a 10 ovos. Com base no crescimento populacional geométrico, os pesquisadores estimam que uma minhoca se transforme em 3 mil minhocas/ano. São importantes na produção do húmus.

Exemplo: Lumbricus terrestris (minhoca), Pheretima hawaiana (minhoca-louca), Glossoscolex giganteus (minhocoçu), etc.

(minhoca-louca), Glossoscolex giganteus (minhocoçu), etc. Figura: a anatomia de uma minhoca PHYLUM ARTHROPODA São

Figura: a anatomia de uma minhoca

PHYLUM ARTHROPODA

São invertebrados providos de apêndices articulados. É o filo mais numeroso e polimorfo dentre todos. São animais de simetria bilateral, corpo segmentado e revestido por uma cutícula de quitina que representa o seu exoesqueleto. Algumas espécies realizam mudas periódicas do tegumento (ecdises). Alguns crustáceos apresentam uma carapaça calcária por fora do esqueleto quitinoso.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

ou em partes – ℓ ei 9.610 PRÉ – VESTIBULAR • O tubo digestivo é completo

O tubo digestivo é completo e com glândulas anexas.

A circulação é aberta.

A respiração é branquial nos de habitat aquáticos e traqueal ou filotraqueal nos de vida terrestre.

O sistema nervoso é ganglionar, com uma dupla cadeia ventral de gânglios.

Os órgãos do sentido são muito especializados e situados na cabeça (olhos, órgãos auditivos e antenas sensoriais).

A reprodução é sexuada com fecundação interna (ovíparos). Desenvolvimento geralmente ocorre por meio de metamorfose completa ou incompleta.

Principais classes: aracnídeos, insetos, crustáceos, quilópodos e diplópodos.

Classe Aracnídea: seres terrestres, corpo dividido em cefalotórax e abdome, com quatro pares de patas (octópodos) e sem antenas. São portadores de palpos (apêndices parecidos com patas) destinados à função sexual e á apreensão de alimentos. Muitos causam doenças no homem. A classe se divide em diversas ordens, das quais as principais são os aracnídeos, ácaros e escorpiões.

as principais são os aracnídeos, ácaros e escorpiões. Figura: estrutura externa de um escorpião e a

Figura: estrutura externa de um escorpião e a anatomia de uma aranha

Classe Insecta: É a classe mais numerosa, seres terrestres, aéreos e aquáticos. Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. Um par de antenas (sensorial), um par de mandíbulas (nutrição) e três pares de patas (hexápodes). A maioria possui asas (dípteros ou tetrápteros) embora algumas espécies sejam ápteras como a traça, a pulga, o piolho e as formas mais comuns de formigas. A metamorfose pode ser completa (ovo, larva, pupa e imago) ou incompleta (ovo, ninfa e imago).

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

II O OO L LL O OO G GG I II A AA A U L

Figura: metamorfose da mosca

Compreendem diversas ordens como: dípteros (moscas e mosquitos), lepidópteros (borboletas e mariposas), hemípteros (percevejos), coleópteros (besouros), ortópteros (baratas, gafanhotos e grilos), himenópteros (formigas, abelhas e vespas) entre outras.

Alguns insetos têm importância médica por atuarem como vetores ou transmissores de doenças infecto- contagiosa como a malária, a doença do sono, o mal de Chagas, a febre amarela, a dengue, a filariose, a leishmaniose, etc. as moscas berneiras, na fase de larva, parasitam a pele de mamíferos, causando a berne ou bicheira.

a pele de mamíferos, causando a berne ou bicheira. Figura: diferentes tipos de peças bucais e
a pele de mamíferos, causando a berne ou bicheira. Figura: diferentes tipos de peças bucais e

Figura: diferentes tipos de peças bucais e uma larva do mosquito Culex

Classe Crustáceos: seres aquáticos, com exceção do tatuzinho. Podem apresentar uma crista calcária, corpo dividido em cefalotórax e abdome, na grande maioria. Apresentam dois pares de antenas, olhos pedunculados em alguns e sésseis em outros, um par de mandíbulas, cinco pares de patas ambulacrárias no cefalotórax (decápodas) e número variável de patas natatórias no abdome. Geralmente utilizados na alimentação. São exemplos: camarão, lagosta, siri, etc.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

ou em partes – ℓ ei 9.610 PRÉ – VESTIBULAR Figura: a anatomia externa de um

Figura: a anatomia externa de um camarão

Classe Quilópodas e Diplópodas: seres terrestres, corpo cilíndrico, vermiforme, longos, com cabeça e tronco segmentados em muitos anéis. Um par de antenas.

Os quilópodes (lacraia) têm um par de patas em cada anel, onde o primeiro serve para injetar veneno. Os diplópodos (embuá ou piolho-de-cobra) possuem dois pares de patas por anel.

ou piolho-de-cobra) possuem dois pares de patas por anel. (a) Diplópodes (b) Quilópodes PHYLUM MOLLUSCA Animais

(a) Diplópodes

possuem dois pares de patas por anel. (a) Diplópodes (b) Quilópodes PHYLUM MOLLUSCA Animais de corpo

(b) Quilópodes

PHYLUM MOLLUSCA

Animais de corpo mole não segmentado podem ser aquáticos (maioria) ou terrestres. O Corpo apresenta simetria bilateral às vezes é protegido por uma concha calcária; são constituídos de cabeça, pé e massa visceral. Na cabeça se encontram os órgãos dos sentidos: olhos, tentáculos táteis e receptores de gosto e olfato. A massa visceral é o conjunto de órgãos destinados à digestão, respiração, circulação, excreção e reprodução. O pé é especializado para a locomoção, fixação e escavação. O corpo é envolvido por uma prega dorsal da epiderme, o manto, que secreta a concha, a qual funciona como esqueleto.

Características:

O sistema digestivo é completo.

A circulação é aberta.

A respiração pode ser branquial, cutânea (lesmas) ou pulmonar (caracóis).

O sistema nervoso é ganglionar.

A

reprodução

é

sexuada

por

fecundação

externa

(pelecípodos)

ou

gastrópodes).

interna

(cefalópodes

e

100.000 espécies, sendo a maioria marinha, alguns terrestres e outros dulcícolas.

Principais representantes: Caramujo, polvo, lula, mexilhão, ostra, lesma.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

II O OO L LL O OO G GG I II A AA A U L

Figura: anatomia de um gastrópode

A U L A 0 0 4 Figura: anatomia de um gastrópode Figura: tubo digestivo e

Figura: tubo digestivo e detalhe do funcionamento da rádula

As principais classes:

I. Gastrópodes: conhecidos como caramujos, caracóis e lesmas, possuem concha univalva (exceto a lesma), dois pares de tentáculos (um olfativo e um com olhos), corpo dividido em cabeça, massa visceral (com manto) e pé. Possuem rádula, língua áspera com dentes quitinosos, que raspa os alimentos.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

ou em partes – ℓ ei 9.610 PRÉ – VESTIBULAR Figura: Diferentes tip os de gastrópodes

Figura: Diferentes tipos de gastrópodes

II. Pelecípodos: são as ostras, mexilhões, mariscos e outros. Possuem concha bivalva, cabeça pouco distinta
II.
Pelecípodos: são as ostras, mexilhões, mariscos e outros. Possuem concha bivalva, cabeça pouco
distinta da massa visceral e pé em forma de lâmina de machado. São geralmente fixo às pedras do
fundo através do bisso (estruturas produzidas por glândulas do pé). Algumas espécies produzem
pérolas.
III.
Cefalópodes: são exclusivamente marinhos e desprovidos de concha (exceto o nautilus e a fêmea
do Argonaura). Abrangem o polvo, a lula, o nautilus e o argonauta. Apresentam tentáculos com um
bico córneo no centro (boca) para triturar os alimentos.

Muitas cefalópodes apresentas células cromatóforos, que lhes permite mudar de cor e camuflar-se no ambiente, tornando-se pouco visíveis a predadores e presas. Ainda como mecanismo de defesa, polvos, lulas e sépias são dotados de uma bolsa de tinta que contém um pigmento negro, eliminando em situação de perigo. A tinta forma na água uma “cortina” que encobre a visão do atacante. No passado, a tinta dos cefalópodes foi utilizada pelos chineses em escritas e pinturas.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

II O OO L LL O OO G GG I II A AA A U L

Figura: anatomia interna de um polvo

Anatomia e fisiologia dos moluscos

Os moluscos têm simetria bilateral, são triblásticos e possuem celoma, uma novidade evolutiva em relação aos nematelmintos.

Revestimento corporal da concha

O corpo dos moluscos é revestido por uma epiderme rica em glândulas. Além de glândulas produtoras

de muco, a maioria das espécies apresenta glândulas epidérmicas responsáveis pela fabricação da concha,

estrutura resistente que protege e dá sustentação esquelética ao animal.

Estrutura da concha

A concha da maioria dos moluscos é constituída principalmente por carbonato de cálcio (CaCO 3 ) e

possui três camadas principais. A camada mais interna, diretamente em contato com a epiderme que a secretou é a camada nacarada ou nácar, de aspecto liso e brilhante. O nácar foi muito utilizado, antes do advento dos produtos sintéticos, na fabricação de botões de roupa. A camada intermediária, mais espessa que a nacarada, é denominada camada camada prismática, sendo formada por cristais de carbonato de cálcio dispostos perpendicularmente à concha. A camada mais externa, a mais fina das três, é constituída principalmente por material orgânico, sendo chamada camada orgânica ou perióstraco; ela protege o calcário da concha, evitando que ele se dissolva devida acidez da água do mar.

Formação da pérola

Certas espécies de ostra podem formar pérolas. Uma pérola origina-se de algum objeto estranho, como uma larva ou um grão de areia, que se interpõe entre a concha e o manto. A partícula estranha é englobada pelo manto, permanecendo em seu interior envolta por uma camada de células epidérmicas que secretam sobre ela inúmeras camadas de nácar, originando a pérola.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

PHYLUM ECHINODERMATA

Exclusivamente marinhos, simetria radial no adulto e bilateral na larva. Dotados de endoesqueleto calcário com projeções espinhosas, recoberto por uma epiderme fina.

O sistema digestivo é completo com boca ventral e ânus dorsal.

Podem ser carnívoros e predadores ou herbívoros e dentritívoros.

A respiração é branquial, nas estrelas-do-mar há centenas de delicadas expansões situadas entre os espinhos – as papilas respiratórias – comparáveis a brânquias. Nos holotúrias há um conjunto de tubos ramificados internos, denominado árvore respiratória, responsável pela respiração e excreção.

Sistema nervoso e sistema sensorial consiste num anel nervoso situado em torno da boca, do qual partem cinco nervos radiais, que se ramificam e atingem todo corpo. O sistema sensorial é reduzido, composto de uns poucos receptores químicos e táteis situados ao redor da boca e nos pés ambulacrais.

O equinodermos são dióicos (sexuada), com fecundação externa e desenvolvimento indireto (desenvolvimento por metamorfose), podendo haver formas larvais. Apresentam capacidade de regeneração. Ouriços por exemplo, regeneram continuamente seus espinhos e pedicelárias. Estrela- do-mar podem regenerar braços perdidos.

Possuem um sistema aqüífero, substituto do sistema circulatório, e que também ativa os pés ambulacrários, pequeninas formações na base desses animais que lhes permite o deslocamento sobre o fundo do mar sem movimentar os braços.

Principais representantes: estrela-do-mar, pepinos-do-mar, ouriço-do-mar e lírios-do-mar.

pe pinos-do-mar, ouriço-do-mar e lírios-do-mar. A C B Figuras: A – Vista dorsal externa de uma

A

pe pinos-do-mar, ouriço-do-mar e lírios-do-mar. A C B Figuras: A – Vista dorsal externa de uma

C

pe pinos-do-mar, ouriço-do-mar e lírios-do-mar. A C B Figuras: A – Vista dorsal externa de uma

B

Figuras: A – Vista dorsal externa de uma estrela-do-mar; B – Estrutura interna de um ouriço-do-mar; C Sistema ambulacrário de uma estrela-do-mar e em detalhe as ampolas e pés ambulacrais.

Ápteras: sem asas C C C U U U R R R S S S

Ápteras: sem asas

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

Glossário

Coleópteros: coleo: estojo; ptera: asas. Besouros, joaninhas e carunchos.

Dióicos: do grego oikos, que significa casa àquela em que os sexos se encontram separados em indivíduos diferentes, como na maior parte dos vertebrados.

Dípteros: caracterizada pelo tamanho reduzido das asas traseiras e pela proeminência das asas dianteiras.

Hemípteros: hemi: meio, metade. Insetos com dois pares de asas.

Hexápodes: são os artrópodes que possuem apenas três pares de pernas (hexa=seis, podos=pé).

Himenópteros: hymen: membrana; ptera: asas. Abelhas, vespas e formigas. Insetos com asas membranosas, anteriores maiores e unidas às posteriores por diminutos ganchos.

Lepidópteros: lepido: escamas; ptera: asas. Borboletas e mariposas. Insetos quatro asas membranosas.

Ortópteros: orthos: retas; pteras: asas. Gafanhotos, esperanças e grilos. Insetos com asas anteriores do tipo tégminas e asas posteriores membranosas, às vezes reduzidas e ausentes.

Respiração cutânea: ocorre em animais que não apresentam estruturas especializadas para a realização de trocas gasosas (a respiração pulmonar pode representar 70% e a respiração cutânea pode chegar a contribuir com 30% do total).

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

EXERC¸CIOS
EXERC¸CIOS

01. (UCDB-MT) - O que é que a minhoca tem e a solitária também tem?

A) corpo coberto de cerdas.

B) ambas são parasitas.

C) hermafroditismo.

D) ambas são de vida livre.

E) ambas vivem em simbiose com raízes.

02. (UFMS-2005-i) - Sobre as características de diferentes grupos de Invertebrados, é correto afirmar que

(01) os nematelmintos são considerados vermes com o corpo achatado e sistema digestório completo. (02) o corpo de um molusco está dividido em cabeça, pé e massa visceral. (04) algumas espécies de cnidários apresentam ciclo de vida complexo (denominado metagênese), em que se alternam as gerações de pólipo e a de medusa. (08) a sanguessuga apresenta muitas cerdas distribuídas pelo corpo e uma única ventosa na porção mediana do corpo. (016) os pinacócitos são células achatadas que revestem externamente o corpo da esponja. (032) os aracnídeos apresentam o corpo dividido em cefalotórax e abdome e possuem quatro pares de patas.

03. (UFMS-2003-v) - O quadro a seguir mostra uma série de características/estruturas encontradas em 5

diferentes organismos invertebrados:

encontradas em 5 diferentes organismos invertebrados: Esses organismos (1, 2, 3, 4 e 5) poderiam pert

Esses organismos (1, 2, 3, 4 e 5) poderiam pertencer, respectivamente, aos seguintes filos:

(A)

Mollusca, Porifera, Echinodermata, Cnidaria, Arthropoda.

(B)

Annelida, Porifera, Echinodermata, Cnidaria, Nematoda.

(C)

Echinodermata, Mollusca, Porifera, Cnidaria, Annelida.

(D)

Annelida, Mollusca, Porifera, Cnidaria, Platyhelminthes.

(E)

Porifera, Arthropoda, Echinodermata, Cnidaria, Mollusca.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

04. (UIFMS-2005-v) - Assinale a(s) proposição (ões) correta(s) relativa(s) ao sistema excretor de invertebrados.

(01) A minhoca realiza a excreção através das glândulas verdes. (02) A planária remove os excretas através das células-flama ou solenócitos. (04) O mexilhão possui um par nefrídios para realizar a excreção. (08) No caranguejo, a excreção é realizada pelas glândulas antenais. (016) O besouro elimina as excretas através das glândulas coxais. (032) A estrela-do-mar realiza a excreção através dos metanefrídios.

05. (UFMS-2004-i) - A respeito do sistema digestivo dos invertebrados, é correto afirmar que

(01) na esponja o alimento é digerido no citoplasma dos coanócitos, ou seja, a digestão é intracelular. (02) a anêmona-do-mar tem o sistema digestivo completo e a digestão é totalmente extracelular. (04) a planária tem o sistema digestivo incompleto e a digestão é extra e intracelular. (08) a lula tem o sistema digestivo incompleto e a digestão é predominantemente intracelular. (016) a minhoca tem o sistema digestivo completo com órgãos diferenciados, como papo, moela e intestino, e a digestão é extracelular. (032) a borboleta tem o sistema digestivo completo, aparelho bucal do tipo lambedor-sugador e digestão extracelular.

06. (UFMS-2004-v) - Quando um determinado organismo é triblástico, celomado, com simetria bilateral e o

corpo segmentado em metâmeros, é correto afirmar que esse animal pertence ao Filo

(A)

Annelida.

(B)

Porifera.

(C)

Nematoda.

(D)

Platyhelminthes.

(E)

Cnidária.

07.

(UFMS-2006-i) - Assinale a(s) afirmação (ões) correta(s).

(01) Os Poríferos ou espongiários são animais sésseis. (02) Os Celenterados ou cnidários apresentam simetria radiada ou radial. (04) Os Platelmintos têm solenócito, mas não têm células-flama. (08) Os Asquelmintos têm dois tipos de sistema excretor: simples e duplo. (016) Os Moluscos têm sistemas com dois pares de gânglios: cerebróides e viscerais. (032) Os Artrópodes não apresentam apêndices nem patas articuladas.

08. (UFES) – As minhocas participam ativamente da produção de húmus, e quando maior o número desses

animais, maior é a fertilidade do solo. Sobre as minhocas, pode-se dizer que:

A) São animais dióicos, com dimorfismo sexual, fecundação interna e desenvolvimento direto.

B) Têm um sistema reprodutor masculino bem desenvolvido, que apresenta testículos, receptáculos

seminais e glândulas prostáticas.

C) Emparelham-se, no processo reprodutivo, mas apenas uma transfere esperma para a outra, separando-se logo em seguida.

D) Armazenam nas vesículas seminais os esperma recebido de outra minhoca no momento da copila.

E) Liberam o esperma quando o casulo contendo óvulos passa pelas aberturas dos receptáculos seminais, momento que ocorre a fecundação.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

09. (MACK-SP) - Indique a alternativa que apresenta uma característica não pertencente aos insetos.

A) Celomados.

B) Sistema respiratório traqueal.

C) Triblásticos.

D) Sistema circulatório fechado.

E) Sistema excretor por túbulos de Malpighi.

10. (UEPA) - “Os manguezais foram declarados áreas de preservação permanente pela Lei 4.771 de 15 de setembro de 1965. Os manguezais paraenses, localizados no município de Bragança e ao norte da Ilha de Caratateua, são fundamentais para o equilíbrio ecológico do litoral paraense, pois muitos animais, como o camarão branco, põem seus ovos no mar e os filhotes penetram no manguezal, onde se alimentam, crescem e então voltam para o mar. Do mangue o homem retira seu alimento: caranguejo, peixes e moluscos. É necessário, portanto, proteger os manguezais contra a destruição, caso contrário, destrói-se a fonte de alimento para o homem e a área de proteção de muitas espécies.” (Adaptado de:

Nosso Pará - O homem e a natureza.)

Nos crustáceos e moluscos a excreção é realizada respectivamente por:

A) glândulas coxais e metanefrídios.

B) metanefrídios e glândulas verdes.

C) glândulas verdes e metanefrídios.

D) glândulas verdes e túbulos de Malpighi.

E) túbulos de Malpighi e metanefrídios.

11. (UFRS) - Os animais conhecidos popularmente como “tatuíras”, comuns nas praias do litoral gaúcho,

pertencem ao grupo dos Crustáceos. Indique a alternativa que apresenta somente animais que fazem parte

deste grupo taxonômico.

A) ostra - caramujo - lula

B) siri - tatuzinho-de-jardim - camarão

C) craca - lagostim - marisco

D) centopéia - mexilhão - lacraia

E) ouriço-do-mar - caranguejo - anêmona

12. (Unesp-SP) - Existem nos filos animais estruturas que os caracterizam e os identificam. Coanócitos, cnidoblastos, células-flama ou solenócitos, sistema ambulacrário e rádula são algumas estruturas encontradas, respectivamente, em:

A) platelmintos, celenterados, poríferos, equinodermos e moluscos.

B) poríferos, celenterados, equinodermos, platelmintos e moluscos.

C) poríferos, celenterados, platelmintos, equinodermos e moluscos.

D) poríferos, celenterados, platelmintos, moluscos e equinodermos.

E) equinodermos, moluscos, poríferos, celenterados e platelmintos.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

13. (UFMS-2003-i) – Quanto aos tipos de desenvolvimento em insetos (direto e indireto), é correto afirmar

que:

(A)

os insetos holometábolos apresentam as fases de larva e de pupa durante o desenvolvimento.

(B)

os insetos que apresentam desenvolvimento direto são denominados hemimetábolos.

(C)

a mosca doméstica é um inseto holometábolo, pois apresenta as fases de ninfa e de pupa durante o desenvolvimento.

(D)

o gafanhoto é um inseto ametábolo, pois apresenta a fase de ninfa durante o desenvolvimento.

(E)

os insetos ametábolos, holometábolos e hemimetábolos apresentam metamorfose incompleta.

14.

(UFMS-2002-i) - Na tabela abaixo, estão indicados alguns organismos artrópodes, bem como suas

características.

s organismos artrópodes, bem como suas características. A identificação correta dos organismos I , II ,

A identificação correta dos organismos I, II, III e IV é, respectivamente:

(A)

camarão gafanhoto aranha piolho-de-cobra.

(B)

aranha camarão gafanhoto piolho-de-cobra.

(C)

gafanhoto piolho-de-cobra aranha camarão.

(D)

aranha gafanhoto camarão piolho-de-cobra.

(E)

piolho-de-cobra camarão gafanhoto aranha.

15.

(UFMS-2002-i) Os Isoptera (cupins) e os Hymenoptera (formigas, abelhas e vespas) são duas ordens de

insetos sociais. A figura abaixo mostra as diferentes castas de uma espécie de cupim, cada qual com a sua

forma e função na colônia.

castas de uma espécie de cupim, cada qual com a sua forma e função na colônia.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

De acordo com o exposto acima e com o seu conhecimento sobre o assunto, é correto afirmar que:

(A)

os soldados atuam na sustentação e na manutenção da colônia.

(B)

os soldados e os machos são os responsáveis pela fecundação da rainha.

(C)

as diferentes castas originam-se partenogeneticamente.

(D)

as operárias atuam na manutenção e na sustentação da colônia.

(E)

a rainha é a responsável pela nutrição dos representantes das diferentes castas.

16.

(UFMS-2007-v)- “Os ácaros formam um verdadeiro batalhão. Para você ter uma idéia, um único

grama de poeira pode abrigar mais de mil desses microscópicos organismos. São eles os responsáveis por oito em cada dez casos de problemas respiratórios que atingem cerca de 30% dos brasileiros” (Moço, A.,

Artigo: Ácaro sai do armário. In: Revista Saúde é Vital. 2006, junho, página 55). O texto acima se refere a um organismo

pertencente ao filo Chelicerata. Sobre esse filo, é correto afirmar:

(01) O corpo dos organismos pertencentes a este filo é revestido externamente por um exoesqueleto que se constitui de proteínas e de um polissacarídeo, a quitina. Apresenta sistema digestivo incompleto com digestão intracelular e a excreção ocorre através de estruturas especiais denominadas glândulas verdes. (02) Os ácaros, juntamente com as aranhas e os escorpiões, são representantes da classe Arachnida que pertence ao filo Chelicerata. Os aracnídeos não têm antenas e o corpo geralmente é dividido em cefalotórax e abdome. (04) Os quelicerados apresentam o primeiro par de apêndices (quelíceras) com a função de capturar o alimento. O segundo par de apêndices é denominado pedipalpos e executa diversas funções. (08) O filo engloba organismos que vivem em ambiente terrestre e aquático. Alguns representantes produzem veneno que é utilizado para imobilizar a presa. (016) A reprodução dos aracnídeos é sexuada com fecundação somente externa; o desenvolvimento pode ser direto ou indireto com metamorfose ou não. No desenvolvimento indireto, os ovos desenvolvem- se em formas jovens semelhantes aos pais. (032) O sistema nervoso dos quelicerados consiste de um anel nervoso situado na parte anterior do corpo do qual partem nervos radiais que se ramificam e atingem todo o corpo. Os quelicerados não possuem sistema sensorial.

17. (UFMS-2001-i) - O cultivo de mexilhões é conhecido como miticultura. Teve seu início há muito

tempo, na França, e tornou-se atividade econômica importante a partir de 1940, não só nesse país como em outros países da Europa. No Brasil, o litoral do Estado de Santa Catarina possui muitos locais propícios para o cultivo desses animais. Leia, atentamente, o texto que segue, e observe as lacunas que deverão ser preenchidas (adaptada).

“Mexilhões são moluscos

(1) da família Mytilidaea sendo conhecidos no Brasil por diversos

A espécies mais abundante no litoral

Devido ao seu tipo de alimentação esses animais possuem alto valor

noimes populares, entre os quais

brasileiro é a

alimentício, por causa de seu elevado teor de

(2)

e

(3).

(4).

(5)”.

Dentre as alternativas abaixo, indique aquela (s) que preenche (m), corretamente, as lacunas indicadas.

01.

(1) bivalve, (2) marisco, (5) proteína;

02.

(1) bivalves, (2) nautilus, (5) lipídeos;

04.

(1) gastropodos, (2) marisco, (5) carboidratos;

08.

(4) Crassostrea rhyzophorae, (3) sururu, (5) lipídeos;

16.

(4) Pinctada imbricata, (3) sururu, (5) lipídeos;

32.

(4) Perna perna, (3) nautilus, (5) lipídeos;

64.

(4) Perna perna, (3) sururu, (5) proteínas.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

18. (UFMS-2003-v) - Os insetos são, atualmente, o grupo mais representativo de animais na Terra e ultrapassam em número todos os outros animais terrestres. Uma grande variedade de peculiaridades estruturais, fisiológicas e de adaptações a diferentes condições de vida permitiram o estabelecimento desses animais nos mais diferentes habitats. Considerando-se essa grande diversidade podemos afirmar que

(01) geralmente a cabeça dos insetos contém os olhos, as antenas e as peças bucais. (02) o tamanho e a forma das antenas são variados e, geralmente, funcionam como órgãos táteis e olfativos. (04) o principal produto de excreção, nas formas terrestres, é a amônia, eliminada com as fezes. (08) a maioria das espécies de insetos reproduz-se partenogeneticamente. (016) nos hemípteros, as asas anteriores e posteriores são inteiramente coriáceas. (032) o sistema digestório varia consideravelmente conforme os diferentes tipos de alimentos consumidos.

19 - Associe as características com o nome do animal e assinale a alternativa correta.

com o nome do animal e assinale a alternativa correta. (A) I-F, II-C, III-G, IV-E (B)

(A)

I-F, II-C, III-G, IV-E

(B)

I-B, II-D, III-A, IV-F

(C)

I-G, II-D, III-E, IV-C

(D)

I-B, II-G, III-A, IV-G

(E)

I-D, II-F, III-B, IV-F

20. (UFMS-2001-v) - Assinale a(s) alternativa(s) correta(s) em relação à importância dos Moluscos.

(01) Na indústria, as conchas são utilizadas para fabricar adubo e confeccionar botões e bijuterias. (02) Os mariscos, siris e mexilhões constituem valiosa fonte de alimentos, rica em cálcio, fosfato e outras substâncias. (04) Possuem propriedades analgésicas, diuréticas, antibióticas e anti-reumáticas de valor já comprovado, apesar das pessoas reagirem com aversão à idéia de utilizá-los na alimentação. (08) Algumas espécies podem produzir pérolas, cuja origem se deve à penetração de "objetos" estranhos em seu corpo e ficam entre o manto e a concha. (16) As lulas são consideradas uma iguaria no preparo de diversos pratos devido ao sabor e valor nutritivo; muitas, também, são criadas visando à extração do nanquim. (32) A classe gastrópode é considerada a mais diversificada; nela estão incluídos os animais que vivem só no ambiente aquático (água doce e no mar) e que constituem os moluscos mais evoluídos, apresentando carne muito macia, suave e saborosa.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

21. (UFMS-2003-i) – O filo Arthropoda engloba organismos bem sucedidos, com um grande número de

espécies e que ocupam uma significativa diversidade de habitats. Os artrópodos se caracterizam por apresentar apêndices corporais articulados e exibirem um exoesqueleto constituído por proteínas e quitina.

Nas alternativas apresentadas abaixo, estão relacionadas uma série de outras características de organismos do filo. Assinale a(s) proposição (ões) correta(s).

(01) os Aracnídeos são desprovidos de asas, têm dois pares de antenas, respiração filotraqueal e a excreção é realizada por tubos de Malpighi. (02) os Crustáceos têm o corpo geralmente dividido em cefalotórax e abdome, dois pares de antenas e a excreção é realizada por glândulas verdes. (04) os Diplópodos têm um par de antenas, excreção realizada por tubos de Malpighi, respiração traqueal e corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. (08) os Insetos têm um par de antenas, três pares de patas, respiração traqueal, excreção por tubos de Malpighi e corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. (016) os Quilópodos têm dois pares de antenas, dois pares de patas por segmento, respiração filotraqueal e excreção por glândulas verdes. (032) os Insetos têm um par de antenas, respiração filotraqueal, excreção por glândulas verdes e corpo dividido em cabeça, tórax e abdome.

22. (UFMS-1999) – De acordo com o esquema abaixo, assinale a(s) alternativa(s) que associa (am)

corretamente os números às estruturas por eles indicadas.

os números às estrutur as por eles indicadas. (01) 1 – Quelícera, 2 – Pe dipalpo,

(01) 1 – Quelícera, 2 – Pedipalpo, 3 – Olhos simples. (02) 1 – Pedipalpo, 2 – Quelícera, 4 – Cefalotórax. (04) 1 – Pedipalpo, 4 – Cefalotórax, 5 – Abdome. (08) 1 – Quelícera, 4 – Abdome, 5 – Cefalotórax. (16) 2 – Pedipalpo, 4 – Cefalotórax, 5 – Abdome. (32) 1 – Quelícera, 3 – Olhos simples, 4 – Abdome.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

23. (UFMS-2002-i) Os moluscos representam um dos grupos mais notáveis dentre os invertebrados,

exibindo uma diversidade de formas superada somente pelos artrópodes. Embora a maioria das espécies viva no ambiente marinho, o grupo tem representantes de água doce e terrestre, ou seja, vivem em praticamente todos os ambientes. Moluscos bastante conhecidos são as ostras, os mexilhões, a lula, o polvo, entre outros. Assinale a(s) característica(s) mais comum (ns) dos moluscos.

(01) Todas as espécies conhecidas são protegidas por uma concha externa muito resistente, constituída de carbonato de cálcio. (02) A maioria dos moluscos tem sistema circulatório aberto, com exceção de lulas e polvos, que apresentam sistema circulatório fechado. (04) Representantes de algumas espécies de moluscos cefalópodes são reconhecidos como os de maior tamanho entre os invertebrados. (08) O sistema excretor dos moluscos é constituído por um par de glândulas verdes localizadas próximo ao manto. (016) A rádula, presente em muitas espécies de moluscos, é dotada de pequenos dentes de quitina e é utilizada para raspar alimentos.

24. (UFMS-2002-v) - Os escorpiões assim como as aranhas, pertencem ao Filo Arthropoda da Classe

Arachnida, são animais carnívoros, de hábitos noturnos e causam sérios problemas ao homem. A respeito

desses animais, é correto afirmar que:

(01) o fogo é eficiente no seu combate, porque faz com que eles se suicidem. (02) o uso de inseticida, no combate a esses animais, é bastante eficiente. (04) os escorpiões que podem causar perigo para o homem pertencem, principalmente, ao gênero Tityus, sendo os mais freqüentes, no Brasil, os de cores marrom e amarela. (08) lugares como pedras, troncos podres, areia de região seca, madeiras empilhadas são locais onde os escorpiões podem viver e, portanto, devem ser examinados com cuidado. (16) geralmente, são imunes ao próprio veneno; o veneno do gênero Tityus tem ação neurotóxica. (32) em caso de picada de escorpião, principalmente em criança menor de 07 anos, deve-se procurar socorro médico, porque, na criança, sua picada pode causar arritmia cardíaca, edema agudo de pulmão e até morte.

25. (UFMS-2003-i) – O Reino Animal compreende vários grupos de organismos que têm como

característica comum o fato de serem heterótrofos multicelulares. A evolução desses grupos foi marcada

pelo aumento da complexidade corporal e o surgimento de sistemas de órgãos especializados. No quadro a seguir, são mostradas algumas características desses organismos e as formas variantes que podem ser consideradas para elas, nos diferentes grupos de animais. Veja o quadro.

que podem ser consideradas para elas, nos diferentes grupos de animais. Veja o quadro. www.cursodomario.com.br -

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

As alternativas a seguir correspondem a uma série de associações dessas características, em diferentes grupos de animais. Assinale a(s) correta(s).

em diferentes grupos de animais. Assinale a(s) correta(s). 26. (UFMS-2006-v) - O esquema abaixo representa as

26. (UFMS-2006-v) - O esquema abaixo representa as várias fases do desenvolvimento de um gafanhoto.

as várias fases do desenvolvimento de um gafanhoto. A respeito do desenvolvimento desse inseto, é correto

A respeito do desenvolvimento desse inseto, é correto afirmar que:

(01) o gafanhoto é um exemplo de inseto holometábolo. (02) as crisálidas estão representadas pelas fases C e D. (04) as ninfas estão representadas pelas fases C, D, E, F e G. (08) as pupas estão representadas pelas fases A e B. (016) o gafanhoto apresenta desenvolvimento com metamorfose incompleta. (032) a crisálida está representada pela fase B.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

27. (UFMS-2006-v) - A chave dicotômica abaixo refere-se a um determinado grupo animal.

1a – Mais de 5 pares de patas locomotoras

siga

para 2

1b – 5 pares de patas locomotoras ou menos

siga

para 3

2a – Um par de patas em cada segmento do corpo

I

2b – 2 pares de patas em cada segmento do corpo

II

3a – Presença de antenas

siga

para 4

3b – Ausência de antenas

III

4a – Um par de antenas

IV

4b – Mais de um par de antenas

V

Com relação aos animais da chave dicotômica, é correto afirmar que

(01) o número I corresponde a um quilópodo. (02) o número II corresponde a um diplópodo. (04) o número III corresponde a um inseto. (08) o número IV corresponde a um crustáceo. (016) o número V corresponde a um aracnídeo. (032) a chave refere-se à classificação biológica de representantes do filo Arthropoda.

28.

(UFSC -2005) - Assinale a(s) proposição (ões) que completa (m) de forma CORRETA a tabela abaixo.

Filos

Características

Poríferos

Artrópodes

Equinodermos

Habitat

Aquáticos, fixos

A

B

Esqueleto

C

Exoesqueleto de quitina

D

Excreção

Difusão

E

Difusão

Reprodução

F

Fecundação interna

Fecundação externa

Digestão

Intracelular

Tubo digestório

completo

G

01.

02.

04.

08.

16.

32.

64. G – Intracelular.

A – Grande diversidade.

E – Glândulas especiais e túbulos de Malpighi.

C – Espículas e fibras de espongina.

D – Exoesqueleto de placas calcáreas e espinhos.

B – Águas doces, salgadas e salobras.

F – Fecundação interna.

29.

01.

02.

04.

08.

16.

(UFSC – 2007) - Com relação ao Reino Animal, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

Formado por animais sésseis e geralmente hermafroditas, a maioria das espécies do filo Poríferos são aquáticas, apesar de existirem algumas espécies terrestres.

A lombriga e a solitária (tênia), parasitas do intestino humano, pertencem aos filos Platelmintos e Nematelmintos, respectivamente.

Animais cujo corpo é formado por numerosos anéis repetidos (metâmeros) pertencem ao filo Anelídeos, do qual a minhoca é o representante mais conhecido.

O filo Cnidários é formado, basicamente, por dois tipos morfológicos de indivíduos, que são: pólipos, cujo principal representante é a água-viva, e medusas, representadas pelos corais.

No filo Moluscos existem indivíduos com concha externa, como é o caso das ostras e mexilhões, e também indivíduos sem ela, como é o caso da lula e do polvo.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

32.

De todo o reino animal, o filo Artrópodes é o que apresenta o maior número de espécies.

64.

No filo Cordados, somente a classe Mamíferos apresenta circulação dupla e completa.

30.

(UFSC – 1999) - As figuras abaixo representam animais pertencentes a diferentes filos.

abaixo representam animais pertencentes a diferentes filos. 01. A figura 1 refere-se a um platelminto. 02.
abaixo representam animais pertencentes a diferentes filos. 01. A figura 1 refere-se a um platelminto. 02.
abaixo representam animais pertencentes a diferentes filos. 01. A figura 1 refere-se a um platelminto. 02.
abaixo representam animais pertencentes a diferentes filos. 01. A figura 1 refere-se a um platelminto. 02.

01.

A figura 1 refere-se a um platelminto.

02.

Os filos, representados por 1 e 2, apresentam simetria bilateral.

04.

A principal característica do filo representado na figura 3 é o corpo segmentado em anéis.

08.

As moscas também fazem parte do filo representado pela figura 4.

16.

Todos os filos apresentados pertencem ao grupo dos vertebrados.

32.

O animal representado na figura 3 é hermafrodita.

64.

Todos os animais pertencentes aos filos representados por 2 e 4 são parasitas.

31.

(PUC – PR) - Qual das alternativas a seguir justifica a classificação das esponjas no Sub-Reino

Parazoa?

A)

A inexistência de órgãos ou de tecidos bem definidos.

B)

Reprodução unicamente assexuada.

C)

Ausência de epiderme.

D)

Ocorrência de coanócitos

E)

Habitat exclusivamente aquático.

32.

(PUC – SP) - Nas esponjas, são encontrados três tipos de organização da parede do corpo e de

complexidade diferente. A ordem crescente de complexidade dessas estruturas é:

A) Sicon, ascon, leucon.

B) Ascon, sicon, leucon.

C) Sicon, leucon, ascon.

D) Leucon, sicon, ascon.

E) Ascon, leucon, sicon.

33. (UFSM – RS) - A localização de coanócitos em câmaras vibráteis ou flageladas restritas caracteriza um

dos diversos tipos de organização estrutural dos poríferos. Esta característica é encontrada no:

A) Tipo sicon.

B) Tipo leucon.

C) Tipo ascon.

D) Os itens A e B estão corretos.

E) Todas as afirmativas estão erradas.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

34.

(CEUCEL – RJ) - As esponjas apresentam habitat:

A)

Totalmente marinho.

B)

Totalmente aquático.

C)

De água doce e terra úmida.

D)

Totalmente de água doce.

E)

Totalmente terrestre.

35.

(PUC – PR) - Por que os Spongiaria não são reais Eumetazoa?

A)

Por terem crescimento arborescente.

B)

Por não terem estruturas celulares

C)

Por não terem células intimamente ligadas a formarem um tecido.

D)

Por possuírem pigmentos clorofiliano.

E)

Por não terem reprodução sexuada.

36.

(UFPR) - Qual o significado do termo aneuromiário e a que animais se aplica?

A)

Ausência de tecido nervoso e muscular; Cnidária.

B)

Ausência de tecido nervoso e ósseo; Invertebrados.

C)

Ausência de tecido parenquimatoso e mesodermal; Spongiaria.

D)

Ausência do folhetos mesodermal; doploblásticos.

E)

Ausência de tecido nervoso e muscular; Spongiaria.

37. (PUC – RS) - Em janeiro deste ano, na Ilha Hamilton, no norte da Austrália, um turista britânico

faleceu em decorrência de envenenamento por uma água-viva (ou mãe-d’água ou medusa sem véu – figura a seguir) do tamanho de um amendoim, conhecida por Irukandji. Antes de morrer, o turista apresentou taquicardia e hipertensão, e não pôde ser salvo pois não há antídoto conhecido para o veneno deste animal.”

há antídoto conhecido para o veneno deste animal .” As águas-vivas são celenterados pertencentes à classe

As águas-vivas são celenterados pertencentes à classe dos está presente em células denominadas

O veneno desses animais

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

A)

Antozoários – pinacócitos.

B)

Cifozoários – cnidócitos.

C)

Cifozoários – pinacócitos.

D)

Hidrozoários – cnidócitos.

E)

Hidrozoários – pinacócitos.

38.

Com relação aos cnidários, analise as frases e marque os itens corretos:

01) Possuem 2 tipos morfológicos: o pólipo e a medusa. 02) O sistema digestório é do tipo incompleto, apresentando apenas boca e cavidade gastrovascular.

04) Geralmente, não possuem esqueleto (exceto os corais, que possuem exoesqueleto de 08) O sistema nervoso é ausente. 16) Podem apresentar uma larva ciliada denominada plânula.

CaCO

3

).

39. Os cnidários são os primeiros metazoários. Com relação a esses animais, marquem os itens corretos:

01) São todos aquáticos. 02) Possuem simetria radial e são diblásticos. 04) A principal célula é o cnidoblasto. 08) Podem realizar metagênese, com as medusas reproduzindo-se assexuadamente e os pólipos, sexuadamente. 16) A Physalia sp. É um hidrozoário pelágico formado por uma colônia heteromórfica. 32) São os principais animais que apresentam sistema nervoso.

40. Com relação ao ciclo de vida do animal a seguir, responda:

Com relação ao ciclo de vida do animal a seguir, responda: A) Classe que pertence: B)

A) Classe que pertence:

B) Tipo de sistema digestório:

C) Célula típica:

D) Nome da larva:

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

41. (UEPG – PR) - No rol dos animais ameaçados de extinção, que cada vez mais se amplia, estão agora

incluídos também os corais. Há vários anos, em diversos pontos dos mares, os corais vêm perdendo a cor tornando-se brancos. Alguns se recuperam, outros sucumbem definitivamente. Sobre esses animais, assinale

o que for correto:

01) Pertencentes à classe Hydrozoa do filo celenterados. 02) Estrabelecem com as algas zooxantelas uma relação de mútua cooperação. 04) Os recifes de coral abrigam em seu redor uma grande diversidade de vida marinha. 08) São geralmente formados por pólipos grandes de até um metro de altura. 16) Podem ser diferenciados pelo tipo de estrutura que apresentam: calcária ou córnea.

42. (PUC – SP) - Uma colônia de pólipo forma, por brotamento, pequenas medusas. Estas liberam gametas

no ambiente, onde ocorre a fecundação. Do zigoto, surge uma larva ciliada, que dá origem a nova colônia de pólipos.

A descrição acima refere-se a um:

A)

Cnidário que apresenta alternância de gerações.

B)

Cnidário que apresenta exclusivamente reprodução sexuada.

C)

Espongiário que apresenta exclusivamente reprodução sexuada.

D)

Espongiário que apresenta alternância de gerações.

E)

Platelminto que apresenta reprodução sexuada e assexuada, sem alternância de gerações.

43.

(UEL – PR)

sem alternância de gerações. 43. (UEL – PR) Nesse ciclo, a reprodução assexua da é realizada

Nesse ciclo, a reprodução assexuada é realizada por meio de:

A) Brotamento.

B) Estrobilização.

C) Fissão longitudinal.

D) Esporulação.

E) Laceração pedal.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

44. (PUCCAMP – SP) – Na história evolutiva aceita pela maioria dos zoólogos, o primeiro grupo de animais a apresentar a simetria bilateral acompanhada do processo de cafalização é o dos:

A. Poríferos

B. Cnidários

C. Artrópodes

D. Platelmintes

E. Equinodermes

45. A planária pertence a classe:

A. Cestoda

B. Trematoda

C. Turbellaria

D. Anthozoa

E. Scyphozoa

46. Animais triblásticos, acelomados e sistema excretor protonefridiano encontramos no filo dos:

A. Poríferos

B. Cnidários

C. Artrópodes

D. Platelmintos

E. Equinodermos

47.

(FURG – RS) – A reprodução sexuada nas planárias caracteriza-se pela participação, durante a cópula,

de:

A.

Um único indivíduo hermafrodita com autofecundação;

B.

Dois indivíduos hermafroditas com trocas recíprocas de espermatozóides

C.

Dois indivíduos hermafroditas em que apenas um comporta-se como macho

D.

Dois indivíduos de sexo diferentes por heterogamia

E.

Dois indivíduos por isogamia

48. Os platythelminthes são animais:

A. triblástico acelomado;

B. triblásticos celomados;

C. triblásticos e pseudocelomados

D. diblásticos

E. aneuromiários

49. Qual a sentença correta para definir o Phylum Platyelmintos?

A. Diploblásticos, bilatéria e acelomados.

B. Animais de simetria bilateral, triploblásticos, celomados e protonefrídeos.

C. Triploblásticos, de simetria bilateral, acelomados e protonefrídiais.

D. São animais pseudocelomados, de simetria bilateral, triploblásticos e hermafroditas.

E. Animais pseudocelomados, triploblástico, radiais, protonefrídiais e hermafroditas.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

50. (MED. Itajubá – MG) – Nos animais acelomados, como a planária, a única cavidade do corpo é:

A. A cavidade do coração Hemocele.

B. A bexiga.

C. A cavidade pleural.

D. A cavidade peritonial.

E. O tudo digestivo.

51. (Vunesp – SP) – As células-flama são:

A. os elementos constituintes dos órgãos luminescentes de certos coleópteros;

B. Os elementos constituintes dos omatídeos dos olhos compostos dos insetos;

C. Correspondem aos coanócitos das esponjas,

D. Células pertencentes aos órgãos excretores das planárias;

E. As alternativas C e D estão corretas.

52. (MED. SANTOS – SP) – Os Platyhelmintes:

A. Apresentam mesogléia;

B. são todos parasitas;

C. Apresentam sexos separados;

D. Apresentam sistema nervoso com gânglios dilatados e cordões nervosos ao longo do corpo;

E. Apresentam gônadas internas com dutos reprodutores permanentes, mas não apresentam órgãos

copuladores.

53. Assinale a alternativa que apresenta a associação correta:

I. Células- flama

II. Coanócitos

III. Cnidoblasto

(

) Anthozoa

(

) Turbellaria

(

) Porífera

A.

I, II, III

B.

III, II, I

C.

III, I, II

D.

II, I, III

E.

I, III, II

54.

Sobre os Platyhelminthes, dê a soma dos itens corretos:

01.

Excretam por célula-flama ou solenócitos;

02.

Possuem um intestino ramificado para suprir a falta de um sistema circulatório;

04.

Não possuem esqueleto;

08.

As trocas gasosas são realizadas por brânquias;

16.

Apresentam apenas um tipo de músculo.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

55. (PUC – RS) – São vermes parasitas os platelmintos:

A. Trematódeos e céstodeos

B. Turberlários e cestódeos

C. Turbelários e trematódeos

D. Só Trematódeos

E. Só cestódeos

56.

(UFPR) – No que concerne ao Filo Platyhelminthes, enumere as proposições corretas:

01.

São vermes achatados dorsoventralmente, acelomados, bilaterais e todos parasitas.

02.

Helmintos isentos de celoma, com o corpo achatado, de simetria bilateral, com espécies livres e parasitas;

04.

Vermes achatados, providos de cílios na epiderme, acelomados, bilaterais e com tubo digestivo completo.

08.

Animais bilaterais, triploblástico, isentos de celoma, insetos de ânus, alguns representantes sem tubo digestivo, com espécies que vivem livremente no meio aquático e terrestre e outros parasitas;

16.

Helmintos achatados dorsoventralmente, providos de pseudoceloma e tudo digestivo completo, com boca, intestino e ânus.

57.

Com relação à planária, assinale a soma das verdadeiras:

01.

É um animal triblástico e acelomado;

02.

Possui sistema digestivo incompleto com intestino ramificado para facilitar a distribuição de nutrientes pelo corpo;

04.

Não apresenta os sistemas esqueléticos, respiratórios, circulatórios e excretor;

08.

O sistema nervoso é o tipo ganglionar;

16.

Trata-se de um verme achatado com sistema bilateral.

58.

Assinale a alternativa que indica uma característica comum a cnidários e platelmintos:

A.

Diblásticos

B.

Simetria radial

C.

Sistema digestória incompleto

D.

Sistema nervoso ganglionar

E.

Presença de célula-flama

59. (UFF – RJ) – Os platelmintos pertencem ao primeiro grupo de animais a possuir um sistema excretor. Este é bastante primitivo, formado por células-flama. A principal função dessas células é:

A. Remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do sangue e lança-los para o intestino;

B. Remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do sistema circulatório e lança-los para o exterior;

C. Remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do tecido epitelial e lança-los para o intestino;

D. Remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do ectoderma e lança-los para os túbulos de Malpighi

E. Remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do mesoderma e lança-los para o exterior.

60. Como as planárias suprem a ausência de sistema circulatório?

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

61. Os platelmintos são animais mais evoluídos que os cnidários. Apresente pelo menos três justificativas.

62. (UERS) – As pérolas que se formam dentro dos moluscos bivalvos originam-se de:

A. Partículas ingeridas e não-ingeridas pelos moluscos marinhos;

B. Tumores benignos que crescem após mutações induzidas por radiações

C. Gânglios linfáticos que secretam anticorpos sob a camada nacarada da concha;

D. Pequenos corpos estranhos que se alojam entre o manto e a concha;

E. Cristais de carbonato que depositam sob o perióstraco dos gastrópodos.

63. (UFBA) – Animais de corpo mole, não segmentado, coberto por um manto fino que comumente secreta

uma substância calcária; simetria bilateral, tendendo à assimetria; respiração branquial ou pulmonar; corpo compreendendo cabeça e pé e massa visceral; a maioria habita água salgada ou doce, e alguns são terrestres. As características enunciadas identificam animais que pertencem ao filo:

A. Anelida

B. Platelminto

C. Celenterado

D. Molusca

E. Equinoderma

64. (Unicastelo – SP) – Animais segmentados e com cerdas pares, cutícula fina não quitinosa, trato digestivo completo; há espécies terrestres, marinhos e de água doce. As características acima referem-se aos:

A. Nematelmintos

B. Moluscos

C. Platelmintos

D. Artrópodes

E. Anelídeos

65. (UFOP – MG) – A rádula, presente nos moluscos gastrópodes e cefalópodes, tem por função:

A. Defendê-los do ataque de outros animais.

B. Digerir os alimentos.

C. Favorecer a locomoção.

D. Ralar os alimentos.

E. Secretar a concha.

66. (Vunesp – SP) – Ausência de órgão respiratório, epiderme delgada, úmida e densamente vascularizada

para facilitar as trocas gasosas são características de:

A. Caracol

B. Hidra

C. Inseto

D. Minhoca

E. Ouriço-do-mar

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

67. (Fuvest – SP) – O que é que minhoca te, e a mosca também?

A. Sistema circulatório fechado

B. Metameria

C. Respiração cutânea

D. Hermafroditismo

E. Desenvolvimento direto

68. (Fuvest – SP) – Todas as características abaixo pertencem ao filo Mollusca, excreto:

A. Presença de brânquias

B. Presença de concha externa

C. Presença de rádula

D. Presença de manto

E. Ausência de celoma

69. (PUC – MG) – Os moluscos que apresentam a cavidade paleal adaptada à respiração aérea são os (as):

A. Polvos

B. Ostras

C. Aranhas

D. Caracóis

E. Mexilhões

70. (PUC – BA) – Parápodes com cerdas, rádula e cavidades gastrovascular são estruturas que ocorrem,

respectivamente, em:

A. Anelídeos, moluscos e insetos;

B. Platelmintos, artrópodes e moluscos;

C. Anelídeos, cnidários e crustáceos;

D. Anelídeos, moluscos e cnidários;

E. Anelídeos, moluscos e diplópodes.

71. (UEMS) – As afirmativas a seguir referem-se a fenômeno ou estrutura de diferentes tipos de moluscos.

Assinale a associação errada:

A. Caracol: cavidade do manto funcionamento como pulmão;

B. Ostra: cabeça como sede dos órgãos sensoriais;

C. Mexilhão: brânquias importantes na obtenção de alimentos;

D. Caracol: rádula com função alimentar;

E. Polvo: pé transformado em tentáculo.

72. (FM. ABC – SP) – As brânquias dos moluscos bivalves e moluscos cefalópodes diferem, funcionalmente, entre si, porque as dos primeiros citados são:

A. somente respiratórias e as dos últimos, apenas relacionadas com a alimentação;

B. somente relacionadas com a alimentação e as dos últimos, apenas respiratórias;

C. relacionadas com a respiração e a alimentação e as dos últimos, apenas respiratórias;

D. somente respiratórias e as dos últimos relacionadas com a respiração e a alimentação;

E. somente relacionada com a alimentação e as últimas relacionadas com a alimentação e a respiração.

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

73. (Cesgranrio – RJ) – A quitina, substância formadora do exoesqueleto dos insetos, atua nesses animais também garantindo a:

A. Rapidez do seu crescimento

B. Diminuição da perda de água

C. Eficiência da respiração lacunar

D. Adaptação à reprodução gâmica

E. Adaptação a circulação aberta.

Não é permitida a reprodução no total ou em partes ei 9.610

PRÉ – VESTIBULAR

01. C

02. (002+004+016+032) = 54

03. C

04. (002+004+008) = 14

05. (001+004+016+032) = 53

06. A

07. (001+002+008) = 11

08. E

09. D

10. C

11. B

12. C

13. A

14. D

15. D

16. (002+004+008) = 14

17. (001+064) = 65

18. (001+002+032) = 35

19. B

GABARITO
GABARITO

20. (001+008+016) = 25

21. (002+004+008) = 14

22. (001+016) = 17

23. (002+004+016) = 22

24. (004+008+016+032) = 60

25. (001+016+032) = 49

26. (004+016) = 20

27. (001+002+032) = 35

28. (001+002+004+032) = 39

29. (004+016+032) = 52

30. (004+008+032) = 44

31. A

32. B

33. B

34. B

35. C

36. E

37. B

38. (001 + 002 + 004 + 016) = 23

39 (001 + 002 + 004 + 016 + 032) = 55

40. Resolvida em sala pelo professor

41. (002 + 004 + 016) = 22

42. A

43. B

44. D

45. C

46. D

47. B

48. A

49. C

C C C U U U R R R S S S O O O

CCCUUURRRSSSOOO DDDEEE BBBIIIOOOLLLOOOGGGIIIAAA

AULA 004

50. E

51. B

52. D

53. D

54. (001+002+004) = 07

55. A

56. (002+008) = 10

57. (001+002+008+016) = 27

58. C

59. E

60. Apresentando um intestino ramificado que se estende pelo corpo todo para facilitar a distribuição de

nutrientes.

61.

1. São triblásticos, enquanto os cnidários são diblásticos.

2. Platelmintos apresentam simetria bilateral cefalização, enquanto os cnidários apresentam simetria radial

sem cefalização.

3. Platelmintos possuem sistema excretor formado por célula-flama, enquanto os cnidários não apresentam tal sistema.

4. O sistema nervoso dos Platelmintos é do tipo ganglionar centralizados e o dos cnidários é difuso descentralizado.

62. D

63. D

64. E

65. D

66. D

67. B

68. E

69. D

70. D

71. B

72. C

73. B