Você está na página 1de 9

Projecto Escola da

Energia

PROTÓTIPOS COM ENERGIA

RELATÓRIO DE PROJECTO- 2010

1
IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO

Nome do protótipo - AVEITEC

Estabelecimento de ensino – Escola EB23 João Afonso de Aveiro - Aveiro

Professor responsável – Fernando Paulo Cardoso Valor

Cacilda Maria Morais Sarmento Pato de Macedo

Equipa - AVEITEC

Estimativa de alunos envolvidos - 15

Nível(is) de ensino envolvido(s) 7º E 8º Ano

Disciplinas envolvidas Educação Tecnológica e Ciências Fisico-Químicas

2
DESCRIÇÃO E APLICABILIDADE DO PROJECTO
(Descreva de forma sucinta como funciona o protótipo, ou seja, como é
efectuado o aproveitamento do recurso renovável de energia em relação à
função que o mesmo pretende desempenhar)

O protótipo é um carro movido a energia solar adaptado para pista de


concursos de carros solares. Utiliza um modulo solar construido com restos de
células fotovoltaicas regeitadas de unidade de produção de modulos
fotovoltaicos. Utiliza também pequenos módulos fotovoltaicos que podem ser
adquiridos no mercado. O módulo tem os componentes ligados em série e em
paralelo por forma a adequar a tensão e corrente fornecida às características
do motor eléctrico escolhido. Do aproveitamento das células e dos módulos
miniatura é possível produzir 10 volts e 0,7 amperes. O motor eléctrico
utilizado é reaproveitado de uma impressora. Foram realizados testes em carga
ao motor e com 10 volts de alimentação consome 0,5 amperes. Para fazer
funcionar o protótipo em túnel foram ligados 7 condensadores de 10000
µFarad o que prefaz um total de 70000 µFarad, ou seja 0,07 Farad.

3
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Descreva, de forma sucinta, os passos da construção do protótipo)

O início da construção do protótipo deparou-se com a forma como iriam ser utilizadas as
células fotovoltaicas com 16x16 cm 0,5 (V) de tensão e 4 amperes de corrente. Com
estas características não seria possível uma relação tensão / corrente adequada aos
motores eléctricos testados. Foi necessário cortar as células para posteriormente as ligar
os pedaços cortados em série aumentado a tensão e diminuindo a corrente na mesma
proporção. As células têm uma espessura de 0,3 mm de espessura e são de extrema
fragilidade. Foram realizadas experiências com x-acto, guilhotina, dobragem… Todos
resultaram estilhaços da células. Procurou-se o apoio do Departamento de Física da
Universidade de Aveiro para teste de corte em laser. O teste só não foi realizado porque
o laser se encontra em manutenção. Será realizado mais tarde. Encontrou-se a solução
em corte por jacto de água na empresa CEI ( Companhia de Equipamentos Industriais)
em São João da Madeira. Numa visita à CEI a empresa acedeu à utilização de uma das
máquinas de corte por jacto de água que produz, e na qual se conseguiu cortar as
células nas dimensões pretendidas.
Resolvido o problema da dimensão das células utilizou-se K-Line / cartão espuma,
reaproveitado de cartazes já não utilizados pela Disciplina de Oficina de Artes, para
construir o módulo onde se colaram as células e se efectuaram as ligações eléctricas.
Definido o tamanho do módulo solar passou a procurar-se solução para o chassis e
estrutura lateral. Para o chassis utilizou-se placa de poliéster entretanto comprado.
4
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Descreva, de forma sucinta, os passos da construção do protótipo)

Resolvido o problema da dimensão das células utilizou-se K-Line / cartão espuma,


reaproveitado de cartazes já não utilizados pela Disciplina de Oficina de Artes, para
construir o módulo onde se colaram as células e se efectuaram as ligações eléctricas.
Definido o tamanho do módulo solar passou a procurar-se solução para o chassis e
estrutura lateral. Para o chassis utilizou-se placa de poliéster entretanto comprado.
Foram cortadas placas de k-line para as paredes e para evitar o uso de colar e adesivos
foram utilizados restos de calha para instalações eléctricas, cortados, para formar uma
estrutura em forma de “L”. Estas estruturas em “L” juntamente com parafusos M2
serviram de união entre o chassis e as paredes laterais. O mesmo procedimento foi
utilizado para utilizado para criar o suporte do módulo fotovoltaico nas paredes laterais.
Foi utilizado um motor com roda dentada retirado do tractor de papel de uma
impressora HP série 700. Para o suporte do eixo utilizou-se varão roscado M4, que com
porcas fixa as rodas cortadas em acrílico de aparas foram cedidas pela Vidraria Almeida
em Aveiro. O suporte do motor e eixo foi construído com estruturas plásticas de um Kit
didáctico de mecânica existente na sala de Educação Tecnológica. Para as guias foram
utilizados rolos de nylon com 20mm de diâmetro fixos ao chassis com parafusos e porcas
M3 . Depois de tudo montado foram ligados o motor o interruptor e sete condensadores
de 10000µF em paralelo com o motor.
5
METODOLOGIA UTILIZADA NA ELABORAÇÃO DO PROTÓTIPO
(Registo fotográfico das diferentes fases do projecto)

Fotografia <- Uma das experiencias de corte das células com Fotografia

disco abrasivo em alta velocidade.

Experiencia realizada com sucesso de corte das


células em máquina de corte por jacto de água ->

Fotografia Pormenor da estrutura de suporte do motor, transmissão mecânica e roda.


Todo o sistema é destacável do chassis. Está fixo com quatro parafusos /
porca M4.

Fotografia Ligações eléctricas entre módulo fotovoltaico, interruptor motor e


condensadores.

6
ENVOLVIMENTO DOS ALUNOS
(Breve descrição do nível de participação/interesse dos alunos no
desenvolvimento do projecto. Pode fazer-se acompanhar de fotografias)

Os alunos das três turmas do 8 º ano construíram maquetas em cartão com as suas soluções para a construção do
carro. Foram experimentadas várias formas, tipos de montagens, de encaixe e materiais.
As dimensões para o carro foram escolhidos depois de se montarem as células em módulo. Nesta fase estão
estudadas soluções para a construção do chassis, montagem do motor e de transmissão. Já se realizou um teste
do módulo fotovoltaico com as células ligadas em série tendo-se obtido 8 (V) e 0,7 (A) limitado em corrente por
células mais pequenas.

O projecto está a ser realizado segundo a metodologia


de resolução de problemas, característica da disciplina
de Educação Tecnológica. No decorrer da evolução do
projecto foram estudados conceitos, como por
exemplo tensão, corrente, resistência eléctrica e a sua
relação num circuito eléctrico. Também foi estudada a
associação em série e em paralelo de geradores,
células fotovoltaicas.

Estão também a ser estudados os conceitos relativos à


conversão Fotovoltaica da Energia Solar e
armazenamento de energia em condensadores. Estão
a ser desenvolvidas práticas de manipulação de
materiais e construção de estruturas bem como a
utilização de ferramentas e técnicas diversas,
enriquecedores das competências dos alunos.
7
TEMPO DE EXECUÇÃO
(Tempo percorrido desde o início dos trabalhos até à conclusão do protótipo,
fazendo referência às diferentes fases do projecto)

A realização do projecto decorreu entre Fevereiro e Maio faseadamente de acordo com


a descrição já realizada do projecto. Este projecto também, antes de algumas alterações
finais também foi a concurso no RaliSolar organizado pelo Ciência Viva.

CUSTOS DO PROJECTO

Células fotovoltaicas – oferecidas pela Martifer Solar. Deslocações – Por conta do professor.
Dois módulos miniatura – oferecidos pelo concurso RaliSolar
Corte das células - oferecido pela CEI. Deslocações – Por conta do professor.
Acrílico – aparas oferecidas Vidraria Almeida, Aveiro
Placa de poliéster 0,6 x 1 m – 8€
Interruptor ON-OFF – 0,7 €
K-Line – Reutilizado de cartazes existentes na Escola
Motor e engrenagens – Impressora avariada
Parafusos, porcas, varão roscado, varão de Nylon, material para O-ring ~= 5€
7 condensadores 10000 µF – 1 existente, 6 - 7,5 € TOTAL: 21,2 €
8
FILME(S) - FACULTATIVO
(Filme demonstrativo do processo de elaboração do protótipo, com
apresentação do trabalho final tal como será apresentado a concurso.