Você está na página 1de 2

FICHAMENTO 01

Disciplina: Teoria e Prtica do Ensino Superior

AZEVEDO, Fernando et al. Manifesto dos pioneiros da Educao Nova (1932) e dos
Educadores (1959). Editora Massangana, 2010.

O Manifesto dos pioneiros da Educao Nova de 1932 o documento resultante da IV


Conferncia Nacional de Educao (1931) organizada pela Associao Brasileira de Ensino
e representa um marco na renovao educacional do pas. Assinado por 26 intelectuais da
poca, o Manifesto de autoria de Fernando de Azevedo e teve como principal objetivo
apontar os caminhos que a educao deveria tomar para o pas chegar modernidade.
Escrito em um clima de insatisfao da intelectualidade brasileira, o Manifesto tem fortes
razes no Movimento Escolanovista e defende uma educao gratuita, igualitria e
obrigatria. Alm disso proposto a unificao da educao, na qual no haveria separao
de alunos por sexo, classe ou outra caracterstica e assim, ento, todos os alunos estariam
igualmente envolvidos no processo educacional.
a educao nova que, certamente pragmtica, se prope ao fim de servir
no aos interesses de classes, mas aos interesses do indivduo, e que se
funda sobre os princpios da escola com meio social, tem o seu ideal
condicionado pela vida social atual, mas profundamente humano, de
solidariedade, de servio social e cooperao.(1932)
E ainda
a obrigatoriedade que, por falta de escolas, ainda no passou do papel, nem
em relao ao primrio, e se deve estender progressivamente at a idade
concilivel com o trabalho produtor, isto , at aos 18, mais necessria
ainda na sociedade moderna em que industrialismo e o desejo de
explorao humana sacrificam e violentam a criana e o jovem, cuja
educao frequentemente impedida ou mutilada pela ignorncia dos pais
ou responsveis e pelas contingncias econmicas (1932).
A nova poltica proposta pelo Manifesto tambm contava com forte embasamento cientfico
e, nessa linha, defendia uma educao laica e sob responsabilidade do Estado, sempre
pautada nos princpios de igualdade, respeito a diversidade, liberdade e solidariedade.
Vinte sete anos depois, em 1959, foi lanado o Manifesto dos Educadores (Mais uma vez
convocados). Ele foi uma reafirmao do Manifesto de 1932. Novamente de autoria de
Fernando de Azevedo, o novo manifesto contou com assinatura de 189 intelectuais e se
posicionava, principalmente, contra a interveno da Igreja Catlica sob o ensino,
defendendo a proposta inicial dos pioneiros de uma educao laica, como bem pblico e
dever do estado.