Você está na página 1de 4

Colégio Estadual Profª Delzair Nascimento Galvão

Turma: EJA

Disciplina: Artes Laborais

Profª Juliana Almeida

APOSTILA DE ARTES LABORAIS I UNIDADE


ggggg
EMPREGO X TRABALHO

1. Emprego e Trabalho

A maioria das pessoas associa as palavras trabalho e emprego como se fossem


a mesma coisa, não são. Apesar de estarem ligadas, essas palavras possuem
significados diferentes. O trabalho é mais antigo que o emprego, o trabalho existe
desde o momento que o homem começou a transformar a natureza e o ambiente
ao seu redor, desde o momento que o homem começou a fazer utensílios e
ferramentas.
Durante muitos anos, a forma predominante na relação das pessoas com o
ggg trabalho foi a escravidão. Tratava-se de uma relação de propriedade em que o
trabalhador era um escravo propriedade do seu patrão. O proprietário podia usar
o escravo ou vendê-lo por sua única vontade e, obviamente, apropriar-se do fruto
do seu trabalho.
A partir do século XIX, a escravidão deixou de ser a forma dominante de
emprego, num processo relacionado com o avanço do sindicalismo e da
democracia.
Por outro lado, o emprego é algo recente na história da humanidade. O emprego
é um conceito que surgiu por volta da Revolução Industrial, se propagando com
a evolução do capitalismo. É uma relação entre homens que vendem sua força
de trabalho por algum valor, alguma remuneração, e homens que compram essa
força de trabalho pagando algo em troca, algo como um salário ou remuneração,
podendo ser pago diariamente, semanalmente, quinzenalmente, mensal e até
mesmo por hora.
Ter emprego é ter carteira assinada, direitos trabalhistas, cumprir horários, ter
dia certo para receber e etc.
Ter trabalho é se comprometer com a função desenvolvida. Uma pessoa pode
ter ao mesmo tempo emprego e trabalho (comprometimento).

Obra os “operários” de Tarsila do Amaral


Trabalho:
De acordo com a definição do Dicionário do Pensamento Social do Século XX,
trabalho é o esforço humano dotado de um propósito e envolve a transformação
da natureza através do dispêndio de capacidades físicas e mentais, com o
objetivo de atingir uma meta. É o resultado de um conjunto de atividades
realizadas. O trabalho é uma tarefa que não necessariamente confere ao
trabalhador uma recompensa financeira.

Emprego:
É a relação, estável, e mais ou menos duradoura, que existe entre quem
organiza o trabalho e quem realiza o trabalho. Emprego é o cargo que o indivíduo
ocupa em uma empresa ou instituição, onde o seu trabalho (físico e/ou mental)
é devidamente remunerado.

O Trabalho na vida do homem


O trabalho sempre fez parte da vida dos seres humanos. Foi através dele que
as civilizações conseguiram se desenvolver e alcançar o nível atual. O trabalho
gera conhecimentos, riquezas materiais, satisfação pessoal e desenvolvimento
econômico. Por isso ele é e sempre foi muito valorizado em todas as sociedades.

Por quê estudar o Trabalho e o Emprego?


O trabalho é essencial para o funcionamento das sociedades. O trabalho é
responsável pela produção de alimentos e outros produtos de consumo da
sociedade. Sendo assim, sempre existirá o trabalho. O conceito, a classificação
e o valor atribuído ao trabalho são sempre questões culturais. Cada sociedade
cria um conceito próprio, divide o trabalho em certas categorias e atribui-lhe um
determinado valor. Quando essas condições se alteram, o trabalho também se
altera, seja pela forma como se realiza (manual, mecânico, elétrico, eletrônico,
etc.), seja pelos instrumentos-padrão que utiliza e assim por diante. Da mesma
forma, a sociedade e seus agentes também variam na forma como organizam,
interpretam e valorizam o trabalho.
A forma como uma sociedade decide quem vai organizar o trabalho e quem o
realizará; e a forma como o produto, a riqueza, produzida pelo trabalho é
distribuída entre os membros da sociedade, determina as divisões de classes
sociais. O trabalho é, talvez, o principal fator que determina a sociedade, suas
estruturas e funcionamento. Assim, enquanto existir uma sociedade, existirá
trabalho, pois aquela não pode existir sem esta (o mesmo pode não ser
verdadeiro em relação ao emprego).
Fica claro que compreender o trabalho e o emprego é importante em qualquer
ocasião e época; mas é mais importante ainda entender o trabalho quando a
sociedade está em um processo de mudança, de revolução; pois o trabalho
certamente será influenciado e influenciará as mudanças e a sociedade.
Faremos um estudo sobre o que está ocorrendo com o trabalho e os empregos
nesta revolução, que, supomos, seja inevitável, que se se vislumbra com o
advento da sociedade da informação.
Os efeitos da tecnologia no mercado de trabalho
Antes de analisarmos a fundo a questão dos empregos, é preciso ter uma base
de como os avanços tecnológicos influíram até hoje na vida do homem. Em seu
livro, Jeremy Rifkin dividiu a história dos meios de produção em três períodos
(Primeira, Segunda e Terceira Revolução Industrial).
O termo "Revolução Industrial" talvez seja um exagero no caso da terceira pois
atualmente essas grandes mudanças englobam muito mais do que a indústria.
No caso da primeira e segunda o termo ainda se aplica pois tratavam de épocas
em que a sociedade e o progresso da humanidade giravam em torno de fábricas
ou indústrias.
Primeira Revolução Industrial:
Na Primeira Revolução Industrial, a energia movida a vapor foi usada para a
extração de minério, na indústria têxtil e na fabricação de uma grande variedade
de bens que anteriormente eram feitos à mão. O navio a vapor substituiu a
escuna e a locomotiva a vapor substituiu os vagões puxados a cavalo,
melhorando significativamente o processo de transporte de matéria-prima de
produtos acabados. Substituindo assim, muito do trabalho físico.
Segunda Revolução Industrial:
A Segunda Revolução Industrial ocorreu entre 1860 e a I Guerra Mundial. O
petróleo começou a competir com o carvão e a eletricidade foi efetivamente
utilizada pela primeira vez, criando uma nova fonte de energia para operar
motores, iluminar cidades e proporcionar comunicação instantânea entre as
pessoas. A exemplo da revolução do vapor, o petróleo a eletricidade e as
invenções que os acompanharam na Segunda Revolução Industrial continuaram
a transferir a carga da atividade econômica do homem para a máquina.
Terceira Revolução Industrial:
A Terceira Revolução Industrial surgiu imediatamente após a II Guerra Mundial
e somente agora está começando a ter um impacto significativo no modo como
a sociedade organiza sua atividade econômica. Robôs com controle numérico,
computadores e softwares avançados estão invadindo a última esfera humana –
os domínios da mente. Adequadamente programadas, estas novas "máquinas
inteligentes" são capazes de realizar funções conceituais, gerenciais e
administrativas e de coordenar o fluxo da produção, desde a extração da
matéria-prima ao marketing e à distribuição do produto final e de serviço.

Ética no Trabalho
O que é

A ética profissional é um conjunto de atitudes e valores positivos aplicados no


ambiente de trabalho. A ética no ambiente de trabalho é de fundamental
importância para o bom funcionamento das atividades da empresa e das
relações de trabalho entre os funcionários.
Vantagens da ética aplicada ao ambiente de trabalho:

- Maior nível de produção na empresa;

- Favorecimento para a criação de um ambiente de trabalho harmonioso,


respeitoso e agradável;

- Aumento no índice de confiança entre os funcionários.

Exemplos de atitudes éticas num ambiente de trabalho:

- Educação e respeito entre os funcionários;

- Cooperação e atitudes que visam à ajuda aos colegas de trabalho;

- Divulgação de conhecimentos que possam melhorar o desempenho das


atividades realizadas na empresa;

- Respeito à hierarquia dentro da empresa;

- Busca de crescimento profissional sem prejudicar outros colegas de trabalho;

- Ações e comportamentos que visam criar um clima agradável e positivo dentro


da empresa como, por exemplo, manter o bom humor;

- Realização, em ambiente de trabalho, apenas de tarefas relacionadas ao


trabalho;

- Respeito às regras e normas da empresa.