Você está na página 1de 102

@@ Diversidade na Biosfera; @@ @@ Obtenção de Matéria@@

– Heterotrofia e Autotrofia; @@ Distribuição de@@ Matéria; @@ Transformação e Utilização de Energia@@

Regulação nos Seres Vivos.@@

Seres Vivos; @@pelos

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com Preparar o Exa me Nacional de Biologia

netxplica@hotmail.com

Preparar o Exa me Nacional de Biologia e Geologia

Biolo gia e Geologia 10|11

Te stes de Avali ação

ANO I - resoresoresoreso lvidoslvidoslvidoslvidos

ação ANO I - resoresoresoreso lvidoslvidoslvidoslvidos Com a tipologia dos Exam es Nacionais EDIÇÃO 1 –

Com a tipologia dos Exam es Nacionais

EDIÇÃO 1 revista a 3 d e Junho de 2010

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com Tes te de Avaliação de Biologia e

netxplica@hotmail.com

Tes te de Avaliação de Biologia e Geologia

10.º Ano de Escolaridade

4 – Diversidade na

Biosfera

VERSÃO ÚNICA

Duração do Te ste: 120 minutos

Na folha de respostas, indica de forma legível a versão do Teste.

A ausência dessa indicação impl ica a classificação com zero pontos das respostas ao s itens do

Grupo I (1, 2, 3, 4 e 5), do Grupo 5, 6 e 7).

II (1, 2, 3, 4 e 5), do Grupo III (1, 2, 3, 4, 5 e 6) e do Grupo IV (1, 2, 3, 4,

Utiliza apenas caneta ou esferog ráfica de tinta indelével, azul ou preta.

Não é permitido o uso de corre ctor. Em caso de engano, deves riscar, de forma ine quívoca, aquilo que pretendes que não seja classific ado.

Escreve de forma legível a nume ração dos grupos e dos itens, bem como as respectiv as respostas.

As respostas ilegíveis ou que nã o possam ser identificadas são classificadas com zero pontos.

Para cada item, apresenta apen as uma resposta. Se escreveres mais do que uma re sposta a um mesmo item, apenas é classificada a res posta apresentada em primeiro lugar.

Para responder aos itens de esc olha múltipla, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica a única alt ernativa correcta.

Para responder aos itens de ass ociação, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica cada afi rmação e o número que identifica o único elemento corresponde.

da chave que lhe

Para responder aos itens de ord enamento, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a sequência de letras que ident ificam os elementos a ordenar.

As cotações dos itens encontram -se no final do enunciado da prova.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO I C omunidade biótica do solo A

netxplica@hotmail.com

GRUPO I

Comunidade biótica do solo

A vida no solo é surpreende ntemente diversificada, encontrando-se organism os de dimensões

microscópicas, unicelulares

Considerando a fonte e ca rbono que os organismos utilizam, podem es tabelecer-se dois grandes grupos de seres vivo s: os produtores, que utilizam uma fonte de carb ono inorgânica, e os consumidores, que obtêm energia a partir de fontes de carbono orgânicas.

Nos solos, como em todos o s ecossistemas, os organismos autotróficos, na sequência da sua

actividade fotossintética ou

energética pelos

organismos heterotróficos, qu e incluem os macroconsumidores e os microcon sumidores - estes

na conversão da

matéria orgânica morta em e lementos inorgânicos como, por exemplo, os nit ratos, o cálcio, os fosfatos, o potássio, o dióxid o de carbono, que constituem nutrientes minerai s para as plantas. Estas retiram-nos do solo e c onvertem-nos em elementos constituintes dos te cidos.

As cadeias alimentares que

cuja manutenção

integram a comunidade biótica do solo inserem -se em cadeias e

últimos responsáveis pela m ineralização da matéria orgânica, que consiste

quimiossintética, são responsáveis pela conv ersão da matéria

inorgânica em matéria org ânica. Esta é, então, utilizada como fonte

ou pluricelulares, a par de outros de ma iores dimensões.

teias alimentares mais ampla s, características dos diferentes ecossistemas,

do estado de equilíbrio depen de da acção conjunta dos produtores e dos deco mpositores.

de da acção conjunta dos produtores e dos deco mpositores. Extraído d e: http://www.blm.gov/ Figur a

Extraído d e: http://www.blm.gov/

Figur a 1 – Teia alimentar

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Na teia alimentar da figura 1, os decompositores estão representados por…

(A)

…vermes, fungos e b actérias.

(B)

…protozoários, fungo s e bactérias.

(C)

…fungos e bactérias.

(D)

…bactérias.

2. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

As bactérias representadas n a teia alimentar são seres….

(A)

…heterotróficos por a bsorção e microconsumidores.

(B)

…autotróficos por fot ossíntese e produtores.

(C)

…heterotróficos por i ngestão e microconsumidores.

(D)

…autotróficos por qui miossíntese e produtores.

3. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Os protozoários representado s na teia alimentar são seres…

(A)

…autotróficos por fot ossíntese e produtores.

(B)

…heterotróficos por a bsorção e microconsumidores.

(C)

…heterotróficos por i ngestão e macroconsumidores.

(D)

…heterotróficos por a bsorção e ingestão e consumidores.

4.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A

entra através d os produtores, flui através dos consumidore s, e abandona o

irrecuperável, e a

continuamente, passando do s seres vivos para o meio abiótico, e deste para

ecossistema de uma forma

entra através dos

(A)

energia … matéria … consumidores

(B)

energia … matéria … produtores

(C)

matéria … energia … consumidores

(D)

matéria … energia … produtores

e circula os seres vivos.

5. Ordena as letras de A a F, relacionadas com diferentes níveis hierárquic os em que a vida

de manifesta, de acordo

A. Biosfera.

B. Comunidade biótica.

C. Célula.

D. Organismo.

E. População.

F. Ecossistema.

com um aumento crescente de complexidade.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 6. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

6. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

como fonte de carbono e, normalmente, o s animais obtêm

As plantas utilizam o energia, directamente, a parti r

(A)

amido … do glicogén io

(B)

amido … da glicose

(C)

CO2 … do glicogénio

(D)

CO2 … da glicose

7. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Os consumidores utilizam os proteínas que fazem parte elaboram…

aminoácidos presentes na sua dieta alimenta r para fabricar as

da estrutura de todos os seus constituintes c elulares, ou seja,

(A)

…matéria orgânica a partir matéria inorgânica.

(B)

…matéria inorgânica a partir matéria orgânica.

(C)

…matéria orgânica a partir matéria orgânica.

(D)

…matéria inorgânica a partir matéria inorgânica.

8. As transferências de e nergia ao longo das cadeias alimentares

envolvem perdas

significativas, de modo q ue só uma pequena parcela da energia que faz parte de um nível trófico é incorporada nos organismos do nível trófico seguinte.

Refere a consequência dest as perdas no número de seres vivos que ocup am os sucessivos níveis tróficos das cadeias ali mentares, e no número de níveis tróficos que as constituem.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO II diversos tipos de

netxplica@hotmail.com

GRUPO II

diversos tipos de

metabolismo. Alguns plastos efectuar várias sínteses. A encontrado no seu interior.

Os cloroplastos são geralme nte ovóides e contêm pigmentos fotossintético s, nomeadamente clorofilas, e daí a sua cor ve rde. Em certas algas verdes filamentosas, os cl oroplastos podem ter forma de fita, estrelada e outras. Os cromoplastos encerram pigmentos d e diversas cores, como cor de laranja, amare los ou outras. Por exemplo, no tomate, este s plastos contêm grânulos ou agulhas de uma substância vermelha, o licopénio. Os leucoplast os são os plastos não coloridos, como os ami loplastos (contêm amido), os oleoplastos (con têm lípidos) e os proteoplastos (contêm proteín as).

tipo de material

dão cor a flores e frutos; também podem re servar glícidos ou

Os plastos constituem um g rupo de organelos dinâmicos, onde ocorrem

classificação dos plastos tem em conta o

Nas células muito jovens, a inda indiferenciadas, não existem plastos. Eles

desenvolvem-se

gradualmente a partir de pe quenas vesículas chamadas proplastos. Há a

possibilidade de

conversão dos plastos entre si. Observa-se com frequência, por exemplo, a base de cenouras

ou zonas da batata ficarem e sverdeadas.

intoxicações por A solanina é um

sabor amargo, que apresenta fórmula molecul ar C 45 H 73 NO 15 . É

formado por um alcalóide, a solanidina, e por uma cadeia lateral de um hidr ato de carbono. É

em algumas plantas, que a sintetizam para s e protegerem dos

encontrado de modo natural insectos e outros predadores .

solanina, caracterizadas por glicoalcalcalóide tóxico, de

São precisamente estas ba tatas esverdeadas que estão na origem de

alterações gastrointestinais e neurológicas.

na origem de alterações gastrointestinais e neurológicas. Figura 2 – Formação dos diferen tes tipos de

Figura 2 – Formação dos diferen tes tipos de plastos.

As interrogações referem-se a vias sobre as quais não exi stem dados concretos.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Nos

das folhas da b atateira são elaborados monossacarídeos (glico se e frutose), que

são convertidos em

(dissacarídeo).

(A)

cloroplastos … sacar ose

(B)

cloroplastos … celulo se

(C)

amiloplastos … malto se

(D)

amiloplastos … amid o

2. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Nos tubérculos da batateira,

a glicose é polimerizada em

atravé s de reacções de

(A)

amido … hidrólise

(B)

amido … condensaçã o

(C)

celulose

hidrólise

(D)

celulose … condensa ção

3.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Os

contêm um co mposto ternário de carbono, hidrogénio e oxig énio, os

contêm compostos quaterná rios de carbono, hidrogénio, oxigénio e azot o, e os contêm compostos constituíd os por ácidos gordos e glicerol.

(A)

amiloplastos … prote oplastos … oleoplastos

(B)

proteoplastos … amil oplastos … oleoplastos

(C)

oleoplastos … proteo plastos … amiloplastios

(D)

amiloplastos … oleop lastos … proteoplastos

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 4. Faz corresponder a cada uma das

netxplica@hotmail.com

4. Faz corresponder a cada uma das letras das funções de A a E a designa ção do respectivo componente celular, indic ada na chave.

Afirmações

A. Contém o material ge nético.

B. Respiração aeróbia.

C. Fotossíntese.

D. Protecção e suporte.

E. Controlo da entrada e

saída de substâncias.

Chave

I.

Cápsula

II.

Parede celular

III.

Membrana celular

IV.

Núcleo

V.

Nucleóide

VI.

Mitocôndria

VII.

Cloroplasto

VIII.

Vacúolo

5.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

As células da batateira poss uem parede constituída principalmente por essencialmente constituída p or

(A)

amido … fosfolípidos

(B)

amido … triglicerídeo s

(C)

celulose … trigliceríd eos

(D)

celulose … fosfolípid os

e membrana

6. Se as batatas forem colhi das e armazenadas num local quente e exposto à luz, começam a desenvolver manchas ve rdes e um gosto amargo.

Explica o aparecimento des tas alterações nas batatas, utilizando o diag rama da figura 2 quando possível.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO III Açores – um laboratório

netxplica@hotmail.com

GRUPO III

Açores

– um laboratório de Ciências da Terra (I)

As Ilhas vulcânicas do arqu ipélago açoriano situam-se num enquadrament o tectónico muito particular – a Junção Tripla dos Açores. Os Açores localizam-se numa zo na de contacto de três placas tectónicas: as p lacas Norte-americana, Euroasiática e African a. A geodinâmica associada ao arquipélago do s Açores está, assim, condicionada pela junção tripla entre estas três placas.

É uma junção em forma de T , sendo um dos ramos constituído pela Crista

Dorsal Médio-Oceânica (DM O) e o outro denominado Rifte da Terceira

Média Atlântica ou (RT). O Rifte da

Terceira, uma zona de expan são oceânica perpendicular à Dorsal Médio-Oce ânica, passa pela ilha Graciosa, pela ilha Terce ira e pela parte ocidental da ilha de São Miguel.

O Rifte da Terceira faz parte

limite entre estas

de um limite tectónico mais amplo – a fronteir a entre as placas

Euroasiática e Africana – d esignada Fractura (Falha) Açores-Gibraltar. O

duas placas é complexo e ap resenta características tectónicas distintas, pelo que é subdividido

troço mais oriental, designado Banco de Gorrin ge (BG); um troço

de deslocamento

em três troços distintos: um central, designado Falha de

relativo entre as placas Eur oasiática e Africana, da ordem dos 3,39 cm/an o; um troço mais ocidental, o Rifte da Terceir a (RT), que apresenta uma velocidade de afas tamento entre as

placas da ordem dos 0,76 cm /ano.

Por sua vez, a Dorsal Médio- Oceânica ou Dorsal Médio-Atlântica é cortada p or diversas falhas activas.

Glória (FG), onde se verifica uma velocidade

activas. Glória (FG), onde se verifica uma velocidade Ext raído de: Porto Editora Figura 3 –

Ext raído de: Porto Editora

Figura 3 – Enquadramento tectónico do Arq uipélago dos Açores

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

é uma superfície de fractura, ao longo da qual o correu movimento

ao longo do plano d e falha pode ser

convergente, divergente ou tr ansformante.

Por definição, uma relativo entre os dois blocos

que separa. O

(A)

falha … limite

(B)

falha … movimento

(C)

placa … limite

(D) placa … movimento

2.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

 

localizam-se na Pla ca Norte-americana;

,

na placa Africana ;

situam-

se

sobre o Rifte da Terceira,

com localização mais expressiva na Placa Euroa siática.

 

(A)

Flores e Corvo … S. Jorge, Faial, Pico e Santa Maria … Graciosa, Te rceira e S. Miguel

(B)

Flores e Corvo … Gr aciosa, Terceira e S. Miguel … S. Jorge, Faial, P ico e Santa Maria

(C)

S. Jorge, Faial, Pico

e Santa Maria … Flores e Corvo … Graciosa, Te rceira e S. Miguel

(D)

Graciosa, Terceira e S. Miguel … Flores e Corvo … S. Jorge, Faial, P ico e Santa Maria

3.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

 

,

as placas converge m, verificando-se uma subducção incipiente da

placa Africana sob

a

placa

Euroasiática

e

,

verifica-se uma divergência das pl acas Africana e

Euroasiática.

 
 

(A)

No Banco de Gorring e … Crista Média Atlântica

 

(B)

No Banco de Gorring e … no Rifte da Terceira

(C)

Na Fractura Açores-G ibraltar … Crista Média Atlântica

 

(D)

Na Fractura Açores-G ibraltar … no Rifte da Terceira

 

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

O grupo Ocidental (Flores e Corvo) apresenta

sismicidade do que os grupos Central

(Terceira, Graciosa, S. Jorge , Pico e Faial) e Oriental (S. Miguel e Santa Ma ria) porque o seu

enquadramento tectónico é

afectado por falhas activas.

(A)

maior … mais

(B)

maior … menos

(C)

menor … mais

(D)

menor … menos

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

5. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

O Rifte da Terceira e o siste ma de falhas activas associadas constituem os p rincipais sistemas

geradores de actividade

mais afastadas estiverem da Crista Média Atlântica.

quanto

do arquipélago, cujas ilhas são tanto mai s

(A)

vulcânica … recentes

(B)

sísmica … recentes

(C)

vulcânica … antigas

(D)

sísmica … antigas

6. Explica, com base na Te oria do Ressalto Elástico, o mecanismo que dese ncadeia a intensa actividade sísmica nos A çores, tendo em conta o seu enquadramento tect ónico.

7. Explica o mecanismo ger ador dos movimentos das placas litosféricas.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO IV Açores – um laboratório

netxplica@hotmail.com

GRUPO IV

Açores – um laboratório de Ciências da Terra (II)

Dado o seu enquadramento vulcânica (e sísmica), bem meados do século XV.

Assim, existem registos de 2 6 importantes erupções vulcânicas que ocorrera m nas ilhas de S.

Miguel, Terceira, S. Jorge,

ilhas, a partir de

geotectónico, a região dos Açores apresenta imp ortante actividade

documentadas desde o povoamento destas

Pico, Faial e no mar entre elas. Destas 26 er upções, 12 foram

subaéreas (São Miguel, Ter ceira, São Jorge, Pico e Faial), de natureza pr edominantemente efusiva. Contudo, há registo de erupções de natureza explosiva, nomeadam ente as erupções

subaéreas ocorridas na ilha

erupções de 1444 e 1630, loc alizadas na Caldeira das Furnas.

nomeadamente, a

de São Miguel, em 1439, nas Sete Cidades , em 1563, e as

As últimas erupções importa ntes ocorridas nos Açores foram submarinas,

erupção dos Capelinhos, em 1957/58, na extremidade ocidental da ilha do Fa ial e a erupção do

“Vulcão Oceânico da Serreta ”, entre 1998 e 2000, a cerca de 8,5 km para Serreta, ao largo da ilha Terc eira.

NW da Ponta da

O vulcanismo “tipo serretian o” representa um tipo de actividade vulcânica

submarina muito

particular. Este modelo eru ptivo nunca tinha sido observado nem des crito na literatura

científica, antes de ocorrer n a Serreta. A lava origina blocos ocos que ascen dem à superfície.

Estes autênticos balões de

minutos antes de afundarem para sempre.

lava, por vezes tamanho de secretárias, flutua m durante alguns

por vezes tamanho de secretárias, flutua m durante alguns Bloco de lava que sobe para a
por vezes tamanho de secretárias, flutua m durante alguns Bloco de lava que sobe para a

Bloco de lava que sobe para a superfície

por ser oco.

Balões de lava flutuando à superfície.

por ser oco. Balões de lava flutuando à superfície. Balão de lava que liberta uma fumarola
por ser oco. Balões de lava flutuando à superfície. Balão de lava que liberta uma fumarola

Balão de lava que liberta uma fumarola br anca.

Vidro vulcânico da superfície exterior de um balão de lava.

Extraído de: http://se rreta-creminer.fc.ul.pt/

F igura 4 - Erupção submarina da Serreta, Ilha Ter ceira (1998-2000).

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Com base no enquadrament o tectónico dos Açores, podemos classificar o vulcanismo deste arquipélago como…

(A)

…de vale de rifte.

(B)

…de subducção

(C)

…intraplaca

(D)

…residual

2. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

As erupções subaéreas ocorr idas na ilha de São Miguel, em 1439, nas Sete C idades, em 1563, e as erupções de 1444 e 163 0, localizadas na Caldeira das Furnas, emitiram l avas com…

(A)

…teor em sílica inferi or a 50% e temperaturas entre 1100 ºC e 1200 º C.

(B)

…teor em sílica inferi or a 50% e temperaturas entre 800 ºC e 1000 ºC .

(C)

…teor em sílica supe rior a 70% e temperaturas entre 1100 ºC e 1200 ºC.

(D)

…teor em sílica supe rior a 70% e temperaturas entre 800 ºC e 1000 º C.

3. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Nas 12 importantes erupçõe s vulcânicas subaéreas registadas em São Mig uel, Terceira, São Jorge, Pico e Faial, ter-se-ão originado

(A)

…domas ou cúpulas e agulhas vulcânicas.

(B)

…piroclastos de qued a e/ou piroclastos de fluxo.

(C)

…nuvens ardentes.

(D)

…mantos de lava e c orrentes de lava.

4. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

No vulcanismo “tipo serretian o”, a lava origina blocos que ascendem à superfí cie por…

(A)

…serem globalmente menos densos do que a água.

(B)

…conterem lava no s eu interior.

(C)

…conterem água do mar no seu interior.

(D)

…a sua percentagem

em sílica ser muito reduzida.

5. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

No vulcanismo “tipo serretian o”, o fumo branco libertado dos balões de lava in clui

(A)

…os gases libertados

pelo balão de lava.

(B)

…os gases libertado s pelo balão de lava e o vapor de água produzid o pelo choque de

temperaturas.

(C)

…o vapor de água pr oduzido pelo choque de temperaturas.

(D)

…o vapor de água p roduzido pelo choque de temperaturas e os ga ses libertados por fumarolas assentes n o fundo oceânico.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 6. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

6. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

No vulcanismo “tipo serreti ano”, a superfície dos balões apresenta-se vulcânico devido à…

(A)

…sua forma arredon dada.

(B)

…rápida consolidaçã o da lava.

(C)

…composição químic a da lava.

(D)

…libertação dos gase s.

7. Explica como ocorreu a enquadramento tectónico .

formação do arquipélago dos Açores, tendo

coberta de vidro

em

conta o seu

FIM

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com   COTAÇÕES GRUPO I 1.

netxplica@hotmail.com

 

COTAÇÕES

GRUPO I

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

5 pontos

6.

5 pontos

7.

5 pontos

8.

10 pontos

Subtotal

45 pontos

 

GRUPO II

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

10 pontos

5.

5 pontos

6.

20 pontos

Subtotal

50 pontos

 

GRUPO III

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

5 pontos

6.

20 pontos

7.

10 pontos

Subtotal

55 pontos

 

GRUPO IV

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

5 pontos

6.

5 pontos

7.

20 pontos

Subtotal

50 pontos

 

TOTAL

200 pontos

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com PROPOSTA DE CORRECÇÃO GRUPO I VERSAO

netxplica@hotmail.com

PROPOSTA DE CORRECÇÃO

GRUPO I

VERSAO 1: 1-C; 2-A; 3-C; 4- B.

VERSAO 1: 5. C-D-E-B-F-A

VERSAO 1: 6-D; 7-C.

8. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 2 NO FINAL):

o número de seres vi vos vai diminuindo de nível trófico para nível trófi co;

o número de níveis tr óficos numa cadeia alimentar nunca pode ser m uito elevado.

GRUPO II

VERSAO 1: 1-A; 2-B; 3-A

VERSAO 1: 4. A–IV; B–VI; C –VII; D–II; E–III.

TABELA 1

1: 4. A–IV; B–VI; C –VII; D–II; E–III. TABELA 1 VERSAO 1: 5-D 6. A resposta

VERSAO 1: 5-D

6. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 3 NO FINAL):

A luz e o calor estim ulam as células das batatas a produzirem cloro plastos, organelos celulares responsáve is pelas manchas verdes, dado possuírem clo rofilas (pigmentos verdes).

das batatas, e a

Os cloroplastos form am-se a partir de proplastos das células jovens partir de amiloplastos nas restantes células.

batata, cujo gosto

A luz e o calor estim

ulam a síntese de solanina pelas células da

amargo minimiza o a taque de insectos e outros predadores.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO III VERSAO 1: 1-B; 2-A; 3-B; 4-

netxplica@hotmail.com

GRUPO III

VERSAO 1: 1-B; 2-A; 3-B; 4- D; 5-D.

6. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 3 NO FINAL):

Os Açores localizam- se numa zona de contacto entre três placas lito sféricas – Junção Tripla dos Açores.

A tensão associada ao movimento relativo entre estas placas, perm ite a acumulação gradual de energia el ástica nesta zona de fronteira.

Quando é ultrapassa do o limite de acumulação de energia, esta liber ta-se subitamente originando sismos.

7. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 2 NO FINAL):

A ascensão lenta de material fundido, oriundo de zonas profundas da correntes de convecç ão.

geosfera, origina

Uma vez na astenos fera, estes movimentos de convecção geram a para arrastar as plac as litosféricas.

força necessária

GRUPO IV

VERSAO 1: 1-A; 2-D; 3-D; 4- A; 5-B; 6-B.

7. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 3 NO FINAL):

Os Açores localizam- se junto da Dorsal Médio-Oceânica e do Rifte d a Terceira, zonas geologicamente activ as, de expansão oceânica.

que pode originar

Nestes limites diverg entes, verifica-se a ascensão de magma, o erupções vulcânicas.

A acumulação dos

materiais vulcânicos emitidos durante as eru pções permitiu a

construção das ilhas deste arquipélago.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com

netxplica@hotmail.com

TABELA 2

aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 17 / 101

TABELA 3

aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 17 / 101
aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 17 / 101
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com Tes te de Avaliação de Biologia e

netxplica@hotmail.com

Tes te de Avaliação de Biologia e Geologia

10.º Ano de Escolaridade

5 –

Obtenção de matéria | He terotrofia

VERSÃO 1

Duração do Te ste: 120 minutos

Na folha de respostas, indica de forma legível a versão do Teste.

A ausência dessa indicação impl ica a classificação com zero pontos das respostas ao s itens do

Grupo I (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7), do 2, 3, 4, 5 e 6).

Grupo II (1, 2, 3, 4 e 5), do Grupo III (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7) e do Grupo IV (1,

Utiliza apenas caneta ou esferog ráfica de tinta indelével, azul ou preta.

Não é permitido o uso de corre ctor. Em caso de engano, deves riscar, de forma ine quívoca, aquilo que pretendes que não seja classific ado.

Escreve de forma legível a nume ração dos grupos e dos itens, bem como as respectiv as respostas.

As respostas ilegíveis ou que nã o possam ser identificadas são classificadas com zero pontos.

Para cada item, apresenta apen as uma resposta. Se escreveres mais do que uma re sposta a um mesmo item, apenas é classificada a res posta apresentada em primeiro lugar.

Para responder aos itens de esc olha múltipla, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica a única alt ernativa correcta.

Para responder aos itens de ass ociação, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica cada afi rmação e o número que identifica o único elemento corresponde.

da chave que lhe

Para responder aos itens de ord enamento, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a sequência de letras que ident ificam os elementos a ordenar.

Para responder aos itens de V erdadeiro/Falso não transcrevas as afirmações e e screve, na folha de respostas:

• o número do item;

• as letras (A), (B), (C), etc. e um

afirmações que considerares Fal sas.

V para as afirmações que considerares Verdadeiras e um F para as

As cotações dos itens encontram -se no final do enunciado da prova.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO I Relaç ões entre o RER e o

netxplica@hotmail.com

GRUPO I

Relaç ões entre o RER e o complexo de Golgi

Algumas experiências têm

endoplasmático rugoso (RER ) e o complexo de Golgi.

posto

em

evidência

as

relações

funcionais

Numa delas, foi colocada um a porção de tecido do epitélio intestinal, de um sujeito a jejum num, meio d e cultura que continha leucina (um aminoácido) monossacarídeo) marcadas r adioactivamente.

entre

o

retículo

rato previamente e galactose (um

Após algum tempo de exposi ção, fez-se a localização das substâncias radio activa nas células,

tendo sido seguidamente o galactose não radioactivas.

tecido transferido para um meio de cultura co ntendo leucina e

O exame das células em te mpos sucessivos após o fornecimento das subs tâncias marcadas permitiu a elaboração dos grá ficos da figura 1.

A análise do produto final m ostrou tratar-se de um constituinte das membr anas plasmáticas, envolvido em mecanismos d e reconhecimento de substâncias do meio envo lvente, de acordo com o modelo proposto por S inger e Nicholson, em 1972

Leuci na radioactiva

Complexo de Golgi Vesículas de secreção RER Teor de radioactividade
Complexo de Golgi
Vesículas de secreção
RER
Teor de radioactividade

Tempo

Galactose rad ioactiva

Teor de radioactividade
Teor de radioactividade

Tempo

Extraído d e: http://netxplica.com

Figura 1 – Localização dos sinai s de radioactividade

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

, onde é u tilizada na síntese

A leucina radioactiva foi rapid amente incorporada a nível do

de

 

(A)

complexo de Golgi …

proteínas

(B)

complexo de Golgi …

polissacarídeos

(C)

RER …proteínas

(D)

RER …polissacaríde os

2.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

O

decréscimo do teor de l eucina radioactiva no RER, elevando-se conc omitantemente no

complexo de Golgi, indica q ue houve

complexo de Golgi e eleva ção progressiva nas vesículas de secreção di z-nos que houve

, enquanto a diminuição da r adioactividade no

(A)

síntese de proteínas no RER … transformação de proteínas

(B)

síntese de proteínas no RER … síntese de proteínas no complexo de Golgi

(C)

digestão de proteína s no RER e formação de proteínas no comp lexo de Golgi …

digestão de proteína s no complexo de Golgi e formação de proteínas secreção

nas vesículas de

(D)

transferência de pro teínas do RER para o complexo de Golgi … proteínas do complex o de Golgi para as vesículas de secreção

transferência de

3. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A variação dos níveis de ga lactose radioactiva sugere que esta foi inicialm ente incorporada

no

, tendo sido transferida , posteriormente, para metabolismo deste açúcar.

, e que não há parti cipação

(A)

no complexo de Golg i … o exterior das células … das vesículas de se creção

(B)

nas vesículas de sec reção … o complexo de Golgi … do RER

(C)

no RER … o complex o de Golgi … das vesículas de secreção

(D)

no complexo de Golg i … as vesículas de secreção … do RER

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

que

aí se sintetizaram para forma rem

Esta experiência permite veri ficar que no complexo de Golgi,

associa m-se a

, que saem das células por um proces so de exocitose.

(A)

os polissacarídeos …

proteínas … glicoproteínas

(B)

os polissacarídeos …

lípidos … glicolípidos

(C)

as proteínas … poliss acarídeos … glicoproteínas

(D)

as proteínas … lípido s … lipoproteínas

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Ordena as letras de A a F , de

netxplica@hotmail.com

5. Ordena as letras de A a

F, de modo a reconstituíres a sequência dos loc ais onde foi sendo

detectada leucina radioac tiva, ao longo da experiência. Inicia a ordenação pela a firmação A.

A. Região basal da célu la, ao nível do RER.

B. Vesículas que se for mam e despegam dos sáculos de Golgi.

C. Sáculos do complexo de Golgi.

D. Vesículas localizadas entre o RER e o complexo de Golgi.

E. Exterior das células.

F. RER, nas proximidad es dos dictiossomas do complexo de Golgi.

6. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

, se ndo normalmente

Na maioria dos seres heter otróficos multicelulares a digestão é

,

constituindo muitos fu ngos uma excepção, dado possuírem digestão

(A)

extracelular … extrac orporal … intracorporal

(B)

extracelular … intrac orporal … extracorporal

(C)

intracelular … extrac orporal … intracorporal

(D)

intracelular … intraco rporal … extracorporal

7. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A digestão da hidra inicia-se

e termina

,

sendo

e

, r espectivamente.

(A)

na cavidade gastrova scular … nas células digestivas … extracelular

intracelular

(B)

na cavidade gastrova scular … nas células digestivas … intracelular …

extracelular

(C)

nas células digestiva s … na cavidade gastrovascular … extracelular

intracelular

(D)

nas células digestiva s … na cavidade gastrovascular … intracelular …

extracelular

8. Explica a afirmação: “A e ficácia do processo digestivo aumenta da amiba para a planária, e desta para a minhoca”.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO II O sistema radicular contribui

netxplica@hotmail.com

GRUPO II

O sistema radicular contribui de um modo especial para a fixação da planta , desempenhando

também outras importantes

nutrientes do solo.

funções, como a absorção de água e a capt ação selectiva de

A maior parte da água e do s solutos necessários às actividadas das planta s são absorvidos

pelo sistema radicular.

A eficiência da captação de á gua pela raiz é devida à presença de pêlos radic ulares, extensões

de células epidérmicas que

aumentam muito a área da superfície da raiz e m contacto com a

solução do solo, que é uma solução mais ou menos rica em iões presente e ntre as partículas

do solo.

A água e os solutos, consti tuídos principalmente por iões minerais, uma

xilema da raiz, vão ascende r, constituindo a seiva xilémica, com cerca de numerosos iões dissolvidos.

vez chegados ao 99% de água e

numerosos iões dissolvidos. vez chegados ao 99% de água e Extraído de: htt p://wheat.pw.usda.gov/ Figura 2

Extraído de: htt p://wheat.pw.usda.gov/

Figura 2 – Raiz e pêlos radiculares.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Os iões minerais que estão

que no interior das células e pidérmicas da raiz podem membrana, por difusão

presentes na solução do solo em concentração

mais elevada do

nestas célula s, através da sua

(A)

entrar … simples

(B)

entrar … facilitada

(C)

sair … simples

(D)

sair … facilitada

2. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A solução do solo é usualme nte muito diluída e verifica-se que as raízes pod em acumular iões

minerais em concentrações movimento destes iões da raiz por

energia, ent rando nas células

que são centenas de vezes maiores – nes tas condições, o

gradiente de concentração

(A)

a favor do … requer

… transporte activo

(B)

a favor do … não req uer … difusão simples

(C)

contra o

requer … transporte activo

(D)

contra o … não reque r … difusão facilitada

3. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Em regra, a concentração de soluto é maior dentro das células da raiz do qu e no exterior, pelo que

(A)

…a água tende a ent rar na planta por osmose.

(B)

…a água tende a sai r da planta por osmose.

(C)

…o soluto tende a en trar na planta por difusão.

(D)

…o soluto tende a sa ir da planta por transporte activo.

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Quando, por exemplo, uma

dose excessiva de adubo torna a solução do

solo hipertónica

relativamente às células epi dérmicas da raiz, o movimento da água leva

do volume

vacuolar, ficando as células

(A)

ao aumento … plasm olisadas

(B)

ao aumento … túrgid as

(C)

à redução … plasmol isadas

(D)

à redução … túrgidas

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Faz corresponder a cad a uma das

netxplica@hotmail.com

5. Faz corresponder a cad a uma das letras das afirmações de A a E, respectivo processo de tr ansporte transmembranar, indicado na chave.

a designação do

Afirmações

A. Expulsão de substâ ncias para o exterior da célula por um pro cesso inverso da endocitose.

em que as substâncias entram em sol ução através de

B. Processo endocítico

invaginações da mem brana.

C. Transporte passivo

de substâncias a favor do gradiente de co ncentração, com

intervenção de proteí nas transportadoras (permeases) da membrana.

D. Deslocação de gase s e pequenas moléculas lipossolúveis, a favor

do gradiente de

concentração e sem i ntervenção de transportadores.

E. Inclusão de macrom oléculas ou agregados moleculares em qu e a célula emite

pseudópodes que rod eiam o material.

Chave

I.

Osmose

II.

Difusão simples atrav és da bicamada fosfolipídica

III.

Difusão simples atrav és de canais proteicos

IV.

Difusão facilitada

V.

Transporte activo

VI.

Fagocitose

VII.

VIII.

Pinocitose Exocitose

6.

Explica a afirmação: “Exi ste uma analogia estrutural e funcional entre os pêlos radiculares

das raízes das plantas

conferem vantagens aos organismos que as possuem”.

e as microvilosidades intestinais dos animai s, estruturas que

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO III Rochas sedimentares

netxplica@hotmail.com

GRUPO III

Rochas sedimentares detríticas

Conforme o tipo predomina nte de sedimento, formam-se diferentes roch as sedimentares, nomeadamente, rochas detrít icas, rochas quimiogénicas e rochas biogénicas.

As rochas sedimentares det ríticas constituem mais de 75% do total de roc has sedimentares existentes à superfície da Ter ra.

Na maior parte dos casos, o s sedimentos foram transportados antes de se rem depositados.

Durante este transporte, os

duração da corrente que os tr ansportou e depositou.

sedimentos são arredondados e calibrados, ref lectindo a força e

Os sedimentos detríticos são classificados em função do seu tamanho: balast ros, com diâmetro

2 mm; silte, com

superior a 2 mm; areias, c om diâmetro compreendido entre 1/16 mm e

diâmetro compreendido entre 1/256 mm e 1/16 mm; argila, com diâmetro infer ior a 1/256 mm.

A consolidação destes sedim entos detríticos, por diagénese, origina as roc has sedimentares detríticas consolidadas como , por exemplo, os conglomerados e as brechas.

como , por exemplo, os conglomerados e as brechas. 1,5 cm Extraído de: http://flexiblele

1,5 cm

Extraído de: http://flexiblele arning.auckland.ac.nz/

Figura 3 – Brecha (esquerda) e cong lomerado (direita)

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

As rochas sedimentares detr íticas formam-se a partir de fragmentos sólidos, obtidos a partir de outras roc has pré-existentes, por processos de…

(A)

…meteorização física

e meteorização química.

(B)

…sedimentogénese

e diagénese.

(C)

…transporte e sedim entação.

(D)

…meteorização e ero são.

isto é, de detritos

2. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Os depósitos de balastros, ar eias, siltes e argilas classificam-se como rochas sedimentares…

(A)

…quimiogénicas.

(B)

…biogénicas.

(C)

…detríticas consolida das.

(D)

…detríticas não cons olidadas.

3. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

da consolidação de

Os conglomerados resultam

(A)

…balastros que sofre ram transporte prolongado.

(B)

…balastros que sofre ram transporte curto.

(C)

…argilas que sofrera m transporte prolongado.

(D)

…areias que sofrera m transporte curto.

4. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Os siltitos resultam da consol idação de siltes, depositados por….

(A)

…correntes de baixa energia, como lagos e planícies de inundação flu vial.

(B)

…correntes de baixa energia, como rios de montanha e praias de fort e ondulação.

(C)

…correntes de alta e nergia, como lagos e planícies de inundação fluv ial.

(D)

…correntes de alta e nergia, como rios de montanha e praias de forte ondulação.

5. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

No caso das rochas sedimen tares quimiogénicas, os sedimentos resultam da …

(A)

…actividade dos sere s vivos.

(B)

…precipitação de sub stâncias químicas dissolvidas numa solução aq uosa.

(C)

…meteorização quím ica.

(D)

…evaporação de águ as.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 6. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

6. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Após a formação de rochas

afundamento continuem, o au mento da pressão e da temperatura origina roch as…

sedimentares detríticas consolidadas, caso a

compactação e o

(A)

…sedimentares quim iogénicas.

(B)

…sedimentares biog énicas.

(C)

…metamórficas.

(D)

…magmáticas.

7. Classifica como verdadei ra (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afir mações, relativas às rochas sedimentares.

(A)

Após a deposição, o s sedimentos vão-se acumulando, dando origem ou menos da mes ma espessura, designadas por estratos, que, apresentam numa po sição próxima da horizontal.

a camadas mais inicialmente, se

(B)

Para o estabelecim ento de uma cronologia relativa de acontecim entos geológicos

aplica-se, além dos

fósseis,

o

princípio

da

sobreposição

dos

estratos, usado

principalmente para d atar rochas sedimentares.

 

(C)

O princípio da sobrep osição pode ser aplicado a rochas sedimentares , mesmo quando, posteriormente, exp erimentaram deformações, desde que não ex ista inversão da posição dos estratos, como acontece em muitas cadeias montanhosa s.

(D)

Na datação absoluta são importantes alguns fósseis, designados fóss eis de idade.

(E)

Os fósseis de idade

correspondem a restos ou vestígios deixado s por seres vivos

contemporâneos da

formação da rocha em que aparecem, que

existiram durante

intervalos de tempo

relativamente longos à escala geológica e que

apresentam uma

reduzida distribuição geográfica.

8. Tendo como base os m ecanismos responsáveis pela formação dos d iferentes tipos de rochas sedimentares, d á um exemplo de duas das três seguinte s relações entre subsistemas terrestres: G eosfera-Atmosfera, Geosfera-Biosfera e Geosfe ra-Hidrosfera.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO IV Processos violentos e

netxplica@hotmail.com

GRUPO IV

Processos violentos e tranquilos

A Ciência, em geral, e a Ge ologia, em particular, faz-se de avanços e recuo s, de teorias hoje aceites e amanhã abandona das, de ideias dogmáticas para uns e de princí pios baseados na observação, para outros.

se deparou aos

astronautas foi impressionan te – a superfície da Lua apresentava inúmeras crateras. Quando outros astronautas, nas miss ões seguintes, puderam caminhar na Lua, rec olheram amostras

esférulas vítreas

De facto, quando em 1968

a Apollo 8 orbitava a Lua, o espectáculo que

da sua superfície, onde vie ram a ser identificados estilhaços de rocha e resultantes de fusões de roch as.

Assim, em pleno século XX, o Neocatastrofismo.

ressurgem teorias catastrofistas no âmbito de u ma nova corrente,

Pensou-se, nesta altura, que nascido com James Hutton, o nascimento da Geologia uniformitarista, estava a ser placas.

o catastrofismo se iria sobrepor ao gradualis mo uniformitarista, cujas observações lhe permitiram deduzir as ide ias que marcaram moderna. No entanto, outra revolução, est a sim de cunho operada nas ciências geológicas – a revoluçã o da tectónica de

ciências geológicas – a revoluçã o da tectónica de Extraído de: http:// openlearn.open.ac.uk/ Figura 4 –

Extraído de: http:// openlearn.open.ac.uk/

Figura 4 – Descon tinuidade de Hutton

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Na Lua, como consequênc ia de alguns impactos meteoríticos, resultara m fenómenos de

, com subida de magm as basálticos que preencheram as depressões r esultantes desses

impactos, originando os

após consolidarem.

(A)

vulcanismo … mares

(B)

vulcanismo … contin entes

(C)

plutonismo … mares

(D) plutonismo … contine ntes

2. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A missão Apollo revelou a ex istência, na crosta lunar, de

resultantes da

(A)

esférulas vitrificadas … erosão e meteorização hidráulica e eólica

 

(B)

esférulas vitrificadas meteorítico

consolidação rápida de rochas fundidas

após o impacto

(C)

estilhaços de rocha …

erosão e meteorização hidráulica e eólica

(D)

estilhaços de rocha meteorítico

consolidação rápida de rochas fundidas

após o impacto

3.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

O

é uma teoria que re conhece o

como o guia principal que pe rmite entender os

processos geológicos, mas

contribuído para eventuais alt erações localizadas na superfície terrestre.

não exclui que fenómenos catastróficos o casionais tenham

(A)

Neocatastrofismo … Catastrofismo

(B)

Neocatastrofismo … Uniformitarismo

(C)

Catastrofismo … Unif ormitarismo

(D)

Uniformitarismo … C atastrofismo

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

No século XVIII, James H utton reconheceu que as montanhas

,

mas que foram

esculpidas e desgastadas p ela actualidade.

acção dos agentes erosivos que

actuam ainda na

(A)

não são imutáveis … lenta

(B)

não são imutáveis … rápida

(C)

são imutáveis … lent a

(D)

são imutáveis … rápi da

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

5.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A

terrestre está divid ida em placas que se deslocam lentamente,

na crusta

oceânica ao nível das dorsais

e

nas zonas de subducção.

(A)

astenosfera … destru indo-se … formando-se

(B)

astenosfera … forma ndo-se … destruindo-se

(C)

litosfera … destruind o-se … formando-se

(D)

litosfera … formando -se … destruindo-se

6. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

que, gerando a força necessária para a rrastar as placas

tectónicas, geram também a acumulação de tensões e energias responsáve is pela ocorrência

São os movimentos de

de

e pela formação de

 

(A)

subducção … vulcõe s … sismos

(B)

subducção … sismos

… vulcões

(C)

convecção … vulcõe s … sismos

(D)

convecção … sismos … vulcões

7.

Estabelece a cronologia

relativa dos acontecimentos geológicos que lev aram à formação

da “descontinuidade de H utton”, representada na figura 4.

FIM

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com   COTAÇÕES GRUPO I 1.

netxplica@hotmail.com

 

COTAÇÕES

GRUPO I

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

10 pontos

6.

5 pontos

7.

5 pontos

8.

10 pontos

Subtotal

50 pontos

 

GRUPO II

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

10 pontos

6.

20 pontos

Subtotal

50 pontos

 

GRUPO III

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

5 pontos

6.

5 pontos

7.

10 pontos

8.

10 pontos

Subtotal

50 pontos

 

GRUPO IV

1.

5 pontos

2.

5 pontos

3.

5 pontos

4.

5 pontos

5.

5 pontos

6.

5 pontos

7.

20 pontos

Subtotal

50 pontos

 

TOTAL

200 pontos

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com PROPOSTA DE CORRECÇÃO GRUPO I 1-C;

netxplica@hotmail.com

PROPOSTA DE CORRECÇÃO

GRUPO I

1-C; 2-D; 3-D; 4-C;

5. A-F-D-C-B-E

6-B; 7-A.

8. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 2 NO FINAL):

A digestão extracelu lar da planária é mais eficaz do que a digest ão intracelular da

amiba dado que lhe

refeição, que é arma zenado e vai sendo lentamente digerido, não de estar continuame nte a captar alimento;

permite ingerir quantidades significativas de a limento em cada

necessitando esta

Um tubo digestivo incompleto (planária

completo (minhoca) é mais eficaz do que u m tubo digestivo

) porque

os

alimentos se desloca m num só sentido e as substâncias digeridas não se misturam com os resíduos não diger idos.

permite uma digestão sequencial,

uma vez que

GRUPO II

1-A; 2-C; 3-A; 4-C.

5. A–VIII; B–VII; C–IV; D–II; E –VI.

TABELA 1

4-C. 5. A–VIII; B–VII; C–IV; D–II; E –VI. TABELA 1 6. A resposta deve abordar o

6. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 3 NO FINAL):

os pêlos radiculares

os pêlos radiculares

são extensões das células epidérmicas das r aízes de algumas

plantas e as microv ilosidades intestinais são extensões das célu las epiteliais que

delgado de alguns animais (analogia estrutural);

são estruturas especializadas na absorção da so lução do solo e as

das substâncias

revestem o intestino

vilosidades intestinai s são estruturas especializadas na absorção

resultantes da digest ão (analogia funcional);

ambas as estruturas

ampliam consideravelmente as superfícies o nde se inserem,

facilitando os respect ivos processos de absorção.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO III 1-D; 2-D; 3-A; 4-A; 5-B;

netxplica@hotmail.com

GRUPO III

1-D; 2-D; 3-A; 4-A; 5-B; 6-C.

7. A-F; B-V; C-V; D-F; E-F.

TABELA 1

3-A; 4-A; 5-B; 6-C. 7. A-F; B-V; C-V; D-F; E-F. TABELA 1 8. A resposta deve

8. A resposta deve abordar, p or exemplo, 2 dos seguintes tópicos (VER TABE LA 2 NO FINAL):

GEOSFERA-ATMOS FERA: os materiais resultantes da meteoriz ação podem ser removidos por acção do vento (erosão);

GEOSFERA-BIOSFE RA: da actividade de alguns seres vivos pode re sultar a formação de rochas sedimenta res biogénicas, como os corais;

os minerais das

GEOSFERA-HIDRO SFERA: a água altera física e quimicamente rochas (meteorização );

GRUPO IV

1-A; 2-B; 3-B; 4-A; 5-D; 6-D.

7. A resposta deve abordar o s seguintes tópicos (VER TABELA 3 NO FINAL):

1º - deposição, e m meio aquático, dos materiais que constituíra m os estratos de

baixo, que se aprese ntavam, inicialmente, numa posição próxima da

horizontal;

2º - actuação de

forças

que

deslocaram

os

estratos

da

posi ção

horizontal

e

provocaram a sua em ersão, tendo havido erosão na zona superior;

3º - imersão das form ações geológicas e deposição dos materiais qu e constituíram os estratos de cima, que ainda se apresentam na posição horizontal em que se formaram;

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com

netxplica@hotmail.com

TABELA 2

aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 34 / 101

TABELA 3

aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 34 / 101
aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com TABELA 2 TABELA 3 http://netxplica.com • PÁGINA 34 / 101
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com Tes te de Avaliação de Biologia e

netxplica@hotmail.com

Tes te de Avaliação de Biologia e Geologia

10.º Ano de Escolaridade

7 – Transformação e utilização de energia

VERSÃO 1

Duração do Te ste: 120 minutos

Na folha de respostas, indica de forma legível a versão do Teste.

A ausência dessa indicação impl ica a classificação com zero pontos das respostas ao s itens do

Grupo I (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7), do Grupo II (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7), do Grupo III (1, 2, 3, 4,

IV (1, 2, 3, 4, 5 e 6).

5, 6 e 7) e do Grupo

Utiliza apenas caneta ou esferog ráfica de tinta indelével, azul ou preta.

Não é permitido o uso de corre ctor. Em caso de engano, deves riscar, de forma ine quívoca, aquilo que pretendes que não seja classific ado.

Escreve de forma legível a nume ração dos grupos e dos itens, bem como as respectiv as respostas.

As respostas ilegíveis ou que nã o possam ser identificadas são classificadas com zero pontos.

Para cada item, apresenta apen as uma resposta. Se escreveres mais do que uma re sposta a um mesmo item, apenas é classificada a res posta apresentada em primeiro lugar.

Para responder aos itens de esc olha múltipla, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica a única alt ernativa correcta.

Para responder aos itens de ass ociação, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a letra que identifica cada afi rmação e o número que identifica o único elemento corresponde.

da chave que lhe

Para responder aos itens de ord enamento, escreve, na folha de respostas:

• o número do item;

• a sequência de letras que ident ificam os elementos a ordenar.

Para responder aos itens de V erdadeiro/Falso não transcrevas as afirmações e e screve, na folha de respostas:

• o número do item;

• as letras (A), (B), (C), etc. e um

afirmações que considerares Fal sas.

V para as afirmações que considerares Verdadeiras e um F para as

As cotações dos itens encontram -se no final do enunciado da prova.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO I planta devido à dos estomas

netxplica@hotmail.com

GRUPO I

planta devido à dos estomas está

associado a alterações de tur gescência das células estomáticas, ou células-gu arda. Um dos mecanismos actual mente mais aceites para explicar as variaçõe s da pressão de

turgescência das células-guar da relaciona-se com a concentração de iões no s eu interior.

A variação de turgescência d as células estomáticas depende, igualmente, d e outros factores,

como a intensidade luminosa , a concentração em CO₂ e o pH.

Os estomas podem contro lar a quantidade de água perdida por uma capacidade que têm de abri r e fechar. O mecanismo de abertura e fecho

A

acção das enzimas que act uam na síntese e na degradação do amido influ encia a abertura e

o

fecho dos estomas. Esta s enzimas são muito sensíveis a vários facto res. É o caso da

fosforilase que, em condiçõe s alcalinas, catalisa a reacção pela qual o amido (açúcar insolúvel)

catalisa a reacção

inversa, transformando a g licose em amido. Na natureza, a acidificaçã o da água é um fenómeno frequente. Por exe mplo, o CO₂ atmosférico pode reagir com a águ a, formando ácido

carbónico (H₂CO₃). Para estudar o efeito da i ntensidade luminosa, da concentração em C O₂ e do pH no funcionamento dos estomas, colocou-se uma planta à luz e na obscuridade.

é hidrolisado em glicose (açú car solúvel). Em condições ácidas, esta enzima

(açú car solúvel). Em condições ácidas, esta enzima Extraído d e: http://plantphys.info/ Figura 1 – Estoma
(açú car solúvel). Em condições ácidas, esta enzima Extraído d e: http://plantphys.info/ Figura 1 – Estoma

Extraído d e: http://plantphys.info/

Figura 1 – Estoma fechado (esquerd a) e aberto (direita).

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

, o conteúdo em C Odo ar existente

nos espaços intercelulares do

Em condições de obscuridad e, como a fotossíntese

mesófilo e do interior das células-guarda

(A)

não se realiza … aum enta

(B)

não se realiza … dim inui

(C)

se realiza … aument a

(D)

se realiza … diminui

2. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A diminuição do conteúdo em interior das células-guarda fa z nestas células.

o pH

do mesófilo e do

COdo ar existente nos espaços intercelulares

a concentração do ácido carbónico, o q ue faz

(A) diminuir … diminuir

(B) diminuir … aumentar

(C)

aumentar … diminuir

(D)

aumentar … aumenta r

3. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

solutos no interior

células.

das células-guarda, o que pro voca a

Em condições ácidas, a acç ão da fosforilase faz

a concentração de

(A)

aumentar … entrada de água nestas

(B)

aumentar … saída de

água destas

(C)

diminuir … entrada d e água nestas

(D)

diminuir … saída de

água destas

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Quando as células-guarda ga nham água tornam-se

túrgidas, e o estom a

(A)

mais … fecha-se

(B)

mais … abre-se

(C)

menos … fecha-se

(D)

menos … abre-se

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Ordena as letras de A a F , de

netxplica@hotmail.com

5. Ordena as letras de A a

F, de acordo com a hipótese da tensão-coesão-a desão.

Inicia a ordenação pela a firmação A.

A. As células do mesófi lo perdem água, que evapora e se difunde para o exterior através dos estomas.

B. A concentração de s oluto torna-se maior dentro das células da raiz d o que na solução do solo, levando a ág ua entrar na planta.

C. Devido a forças de

umas às outras, for mando uma coluna contínua e aderindo às pa redes dos vasos

coesão e de adesão, as moléculas de água m antêm-se unidas

xilémicos.

D. Passam moléculas d e água do xilema para as células do mesófilo,

gerando-se uma

tensão na parte supe rior da planta que provoca a ascensão de água.

E. Aumenta a concentra ção de soluto nas células do mesófilo, que fica m hipertónicas em

relação ao xilema.

F. Cria-se um défice de xilema.

água no xilema da raiz, fazendo com que a á gua passe para o

6. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

De acordo com a hipótese consequência, ocorre a planta.

xilema e, em

, não ocorrendo qualquer dispêndio de ene rgia por parte da

da

,

a

faz ascender a água

no

(A)

pressão radicular …

absorção … transpiração

(B)

pressão radicular … t ranspiração … absorção

(C)

tensão-coesão-adesã o … absorção … transpiração

(D)

tensão-coesão-adesã o … transpiração … absorção

7. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

De acordo com a hipótese

consequência do aumento da

,

, o movimento da água para o int erior da planta é

da

concentração de soluto nas células da raiz, res ultante da

por

,

o que implica gast o energético por parte da planta.

 

(A)

pressão radicular …

acumulação de iões … transporte activo

(B)

pressão radicular… s aída de água … osmose

(C)

tensão-coesão-adesã o … acumulação de iões … transporte activo

(D)

tensão-coesão-adesã o … saída de água … osmose

8.

A transpiração das plant as é influenciada por vários factores ambientais como a radiação

solar, a temperatura do

concentração interna em CO.

ar, a humidade, o vento, o conteúdo de á gua no solo e a

Explica de que forma a

influencia a transpiração foliar.

própria estrutura da folha constitui um factor (n ão ambiental) que

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO II Colocou-se uma planta ver de

netxplica@hotmail.com

GRUPO II

Colocou-se uma planta ver de numa estufa fechada com dióxido de car bono radioactivo

foram colocados

vários afídeos em jejum há 2 4 horas. Os afídeos são insectos que introduzem um estilete (peça

bucal) nas plantas, de modo

Após seis dias, anestesiaram -se vários dos afídeos que se alimentavam, aos quais se cortou o

estilete, tendo-se recolhido

analisadas, tendo sido de tectada a presença de compostos orgânic os (aminoácidos, nucleótidos, hormonas e sac arose) e iões. Por cromatografia, verificou-se qu e algumas destas substâncias estavam marcad as radioactivamente com 14 C. Igualmente após as 6 horas, s eccionou-se o caule da planta e colocou-se uma película de raio-X

película de raio-X

ficou escurecida nas regiõe

radioactivamente.

s que estiveram em contacto com as subst âncias marcadas

amostras do conteúdo que por eles saía. Esta s amostras foram

( 14 CO 2 ), gerado a partir de N aH 14 CO 3 sólido e um ácido fraco. Sobre a planta

a extraírem a seiva açucarada de que se alimenta m.

em contacto com a região s eccionada, às escuras, durante vários dias. A

Anestesiaram-se afídeos, aos quais se cortou o estilete, t endo- se recolhido amos tras do conteúdo do q ue deles saía.

Colocou-se uma película de raio-X em c ontacto com a região do caule seccionada, às e scuras durante vários dias (autoradiografia).

Feixes vasculares As amostras recolhidas dos estiletes cortados fora m analisadas por cromatografia, tendo sido
Feixes
vasculares
As amostras recolhidas dos estiletes cortados fora m analisadas por
cromatografia, tendo sido detectada a presença de aminoácidos,
nucleótidos, hormonas, sacarose e iões.

Secção do caule

Floema

Xilema

Efectuou-se um raio-X ao caule, que ficou escurecido nas regiões que estiveram em contacto com as substâncias radioactivas.

Extraído de: http://?

origem desconhecida

Figura 2 – Ilustra ção da experiência.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

1.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Os

detectados nas a mostras recolhidas dos estiletes dos afídeos sã o monómeros de

 

,

respectivamente.

(A)

aminoácidos e os nu cleótidos … proteínas e ácidos nucleicos

(B)

aminoácidos e a saca rose … proteínas e hidratos de carbono

(C)

nucleótidos e a sacar ose … lípidos e hidratos de carbono

(D)

nucleótidos e as horm onas … ácidos nucleicos e lípidos

2.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A

análise por cromatografia

ao conteúdo

que exsudava dos estiletes dos pulgões terá

permitido detectar radioactivi dade nos

(A)

floémico … aminoác idos, nos nucleótidos e na sacarose

(B)

floémico … iões e na

sacarose

(C)

xilémico … aminoáci dos, nos nucleótidos e na sacarose

(D)

xilémico … iões e na sacarose

3.

Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, seq uencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

O

14 CO 2 captado pela planta

reagiu com moléculas com cinco carbonos (5 C) existentes

dos cloroplastos, resultando moléculas com três carbonos (3 C), que são antes de originarem compost os orgânicos.

(A)

na membrana dos tila cóides … oxidadas

(B)

na membrana dos tila cóides … reduzidas

(C)

no estroma … oxidad as

(D)

no estroma … reduzi das

pelo NADPH

4. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A experiência realizada perm itiu analisar a composição da seiva

e ide ntificar os tecidos

responsáveis

(A)

bruta … pela sua for mação

(B)

bruta … pelo seu tran sporte

(C)

elaborada … pela su a formação

(D)

elaborada … pelo se u transporte

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

5. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

Nos órgãos

,

a sacaros e é convertida em glicose, que pode ser utilizada

na respiração ou

polimerizar-se em

e no s órgãos

a glicose produzida é convertida

em sacarose.

(A)

de consumo ou de re serva … amido … fotossintéticos

(B)

de consumo ou de re serva … celulose … fotossintéticos

(C)

fotossintéticos … ami do … de consumo ou de reserva

(D)

fotossintéticos … cel ulose … de consumo ou de reserva

6. Selecciona a única altern ativa que contém os termos que preenchem, se quencialmente, os espaços seguintes, de m odo a obteres uma afirmação correcta.

A sacarose é enviada ou reti rada dos tubos crivosos por gradiente de concentração

, deslocando -se nestes

(A)

difusão simples … a favor do

(B)

difusão simples … co ntra o

(C)

transporte activo … a favor do

(D)

transporte activo … c ontra o

7. Faz corresponder a cada uma das letras das afirmações de A a E, um nú mero da chave.

Afirmações

A. Fotólise da água.

B. Formação de ATP e

C. Formação de compo stos orgânicos.

D. Absorção de luz pelo s pigmentos.

E. Oxidação de um sub strato mineral.

NADPH.

Chave

I.

Fotossíntese

II.

Quimiossíntese

III.

Ambos os processos

IV.

Nenhum dos process os

8. Identifica e resume os do is processos que levaram à formação de sacaros e radioactiva.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com GRUPO III iga. As formigas

netxplica@hotmail.com

GRUPO III

iga. As formigas

alimentam-se da solução açu carada excretada pelo ânus dos pulgões (afídeo s) e protegem-nos

de predadores. Foi realizada uma experiência de cinco anos de exclusão de f ormigas das copas de árvores cítricas de um b osque orgânico em La Selva del Camp (Tarra gona), como um

possível método de controlo de uma substância pegajosa

foram contados, por amostra gem, mensalmente. Esperava-se que as árvore s com livre acesso

das formigas tivessem níveis excluídas de formigas, onde

No entanto, os resultados fo ram surpreendentes: a exclusão das formigas au mentou, ao invés de reduzir, a quantidade de p ulgões.

mais elevados de ataques de pulgões, ao con trário das árvores

os níveis de pulgões fossem controlados por pre dadores naturais.

biológico de pulgões. As formigas foram excluí das pela aplicação no tronco da árvore. Os insectos da copa, incl uindo os pulgões,

São bem conhecidas dos agr icultores e cientistas as interacções pulgão-form

dos agr icultores e cientistas as interacções pulgão-form Controlo Formigas excluídas Extraído de: http://www.uab.es

Controlodos agr icultores e cientistas as interacções pulgão-form Formigas excluídas Extraído de: http://www.uab.es Figura 3

Formigas excluídase cientistas as interacções pulgão-form Controlo Extraído de: http://www.uab.es Figura 3 – Resultad os da

Extraído de: http://www.uab.es

Figura 3 – Resultad os da experiência

(Coccinellidae, Neuroptera e Heteroptera são

insectos voadores)

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 1. Classifica como verdad eira ( V )

netxplica@hotmail.com

1. Classifica como verdad eira (V) ou falsa (F) cada uma das segu intes afirmações, relacionadas com a expe riência efectuada em La Selva del Camp.

(A)

A aplicação da subst ância pegajosa no tronco das árvores não só e xcluiu as formigas das copas como excl uiu igualmente outros insectos voadores.

(B)

A dissecação de ex emplares de Dermaptera capturados nas árv ores controlo não revelou a existência d e pulgões no seu intestino.

(C)

Numa árvore com fo rmigas, o consumo de pulgões pelas populaçõe s de Coccinelidae

(a), Neuroptera (b)

e Heteroptera (c) juntas é inferior ao consumo

de pulgões pela

população de Derma ptera (d).

(D)

A explicação mais pr ovável para o aumento da quantidade de afídeo s em árvores com formigas excluídas é a quase ausência de Dermaptera da copa das m esmas.

(E)

Os Dermaptera têm biológica.

um papel importante como controladores de pra gas na agricultura

2. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Os pulgões parasitam as plan tas, extraindo-lhes a seiva…

(A)

…xilémica rica em gli cose

(B)

…xilémica rica em sa carose

(C)

…floémica, rica em g licose

(D)

…floémica, rica em s acarose

3. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Tendo em conta a interac ção nos ecossistemas e o tipo de nutrição, respectivamente,…

os pulgões são,

(A)

…microconsumidore s e heterotróficos por absorção.

(B)

…microconsumidore s e heterotróficos por ingestão.

(C)

…macroconsumidore s e heterotróficos por absorção

(D)

…macroconsumidore s e heterotróficos por ingestão

4. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

De acordo com a posição oc upada pelos pulgões nas cadeias alimentares, p odemos classificá- los como consumidores

(A)

…primários, dado qu e pertencem ao primeiro nível trófico.

(B)

…primários, dado qu e pertencem ao segundo nível trófico.

(C)

…secundários, dado que pertencem ao segundo nível trófico.

(D)

…secundários, dado que pertencem ao terceiro nível trófico.

NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa
http://netxplica.co
m
NetxplicNetxplicNetxplicNetxplic aaaa http://netxplica.co m netxplica@hotmail.com 5. Selecciona a única altern ativa

netxplica@hotmail.com

5. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Coccinelidae (a), Neuropter a (b), Heteroptera (c) e Dermaptera (d), tal c omo os pulgões, possuem digestão…

(A)

…intracelular em tub o digestivo incompleto.

(B)

…intracelular em tub o digestivo completo.

(C)

…extracelular em tub o digestivo incompleto.

(D)

…extracelular em tub o digestivo completo.

6. Selecciona a única altern ativa que permite obter uma afirmação correcta.

Em todos os Insectos existe u m sistema…

(A)

…de transporte abe rto, assim designado porque o fluido circulató rio abandona os vasos e passa para a s lacunas.

(B)

…de transporte aber to, assim designado porque todo o percurso do fluido circulatório se faz dentro de vaso s.

(C)

…circulatório fechad o, assim designado porque o fluido circulatório a bandona os vasos e passa para as lacu nas.