Você está na página 1de 29

GESTÃO DE GRANDES

GERADORES DE
RESÍDUOS

Gustavo Puppi
Lei Municipal nº 3.273
6 de setembro de 2001
Lei de Limpeza Urbana

Março de 2013
Grupo Interdisciplinar
CINGAPURA
FISCALIZAR É EDUCAR CORRECTIVE WORK ORDER (CWO)

Os infratores devem realizar um determinado número de horas de

serviço apanhando lixo em locais públicos. São obrigados a


usar uma camisa brilhante que os identifica
como pessoas que estão sendo punidas por
jogarem lixo na rua. Através do constrangimento público
se espera que eles não repitam seus atos novamente.
FISCALIZAR É EDUCAR

"Ser um Eco Policial de Limpeza (eco


police litter warden) é a certeza de que o
pátio da escola ficará livre de lixo.
Também é uma forma de
ter certeza que nenhum
aluno vai abandonar seu
lixo pelos cantos
ou mentir sobre ele. A escola
encoraja os alunos a pegar seu próprio
lixo e algum outro próximo e coloca-los na
lixeira. Este trabalho ajuda a lembrar a
todos para colocar o lixo no lixo!"
FISCALIZAR É EDUCAR

A figura do Litter Warden no Reino Unido reúne em uma mesma pessoa a


dedicação exclusiva á questão dos resíduos nos logradouros, a autoridade
policial capaz de fazer uma lei ser cumprida (enforcement) e a visibilidade do
uniforme necessário á uma fiscalização ostensiva.
GRUPO DE FISCALIZAÇÃO

Guarda Municipal com a Agente de Limpeza Urbana Policial Militar do PROEIS com
função de garantir a ordem treinado em fiscalização capaz uniforme da corporação com a
do espaço próximo à de identificar não função de garantir o poder de
abordagem dos outros conformidades específicas polícia no momento da
agentes. sobre a Lei de Limpeza abordagem e identificação de
Urbana. pessoas físicas infratoras
20 DE AGOSTO DE 2013
Decreto nº 37.128, de 13 de
maio de 2013 – Regulamentou o
Programa Lixo Zero e
estabeleceu competências
concorrentes para a Guarda
Municipal atuar na fiscalização
das atividades contrárias à
gestão do Sistema de Limpeza
Urbana na cidade do Rio de
Janeiro;

Quantidade de Agentes de Fiscalização: 225


MULTA PARA QUEM URINAR NAS RUAS
Projeto de Lei Municipal nº 1.305/2015, sancionado pelo Poder
"Urinar ou
Executivo do Município do Rio, inclui o art. 103-A
defecar em vias públicas constitui infração punida
com multa no valor de R$ 516,00", na Lei de Limpeza
Urbana nº 3.273/2001.
ÊNFASE NA PESSOA FÍSICA EM LOGRADOURO
2017
LIXO ZERO 2.0
ÊNFASE NA PESSOA JURÍDICA
GRANDES GERADORES
RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

PORTARIA “N” Nº 038 DE 29 DE JUNHO DE 2017.


Norma Técnica de Credenciamento
Estabelece as diretrizes para o credenciamento de pessoas jurídicas que
desejam prestar serviços de coleta e remoção de resíduos sólidos especiais
na Cidade do Rio de Janeiro.
Lei Municipal nº 2.687, de 26 de novembro de 1998, que instituiu a Taxa de Coleta
Domiciliar de Lixo (TCDL), exigida em função da utilização efetiva ou potencial do serviço
público, prestado ou posto à disposição, de coleta de lixo ordinário, a qual reúne o conjunto
das atividades de recolhimento de lixo relativo ao imóvel, do transporte de lixo e de sua
descarga, bem como que o Artigo 9º da Lei que rege a exigência do tributo em tela
estabelece que o recolhimento da TCDL não exclui o pagamento de preços ou tarifas

pela prestação de serviços especiais, assim compreendidas a remoção de


entulhos de obras, de bens móveis imprestáveis, de lixo extraordinário, a
capinação de terrenos e a limpeza de prédios e terrenos, a disposição de lixo em aterros e a
destruição ou incineração de material em aterro ou usina, como também o tratamento de
resíduos infectantes e oriundos de unidades de saúde.
Decreto Municipal nº 21.305, de 19/04/02, que regulamenta a Lei Municipal nº
3.273/01, atribuindo à Companhia Municipal de Limpeza Urbana - COMLURB,
na qualidade de órgão municipal competente, a responsabilidade pela Gestão
do Sistema de Limpeza Urbana do Município do Rio de Janeiro, bem como a
elaboração de Normas Técnicas e de Portarias específicas que visem a Regulamentar as
atividades de Limpeza Urbana, além da obrigatoriedade alusiva à concessão da
autorização administrativa a ser disciplinada na Norma Técnica de Credenciamento,
precisamente no que diz respeito à execução por particulares dos serviços relativos à
gestão dos Resíduos Sólidos Especiais, de acordo com os tipos definidos nos incisos I, III e
VI do Artigo 8º de Lei de Limpeza Urbana - Lei Municipal nº 3.273/01.
LEI N.º 3.273 de 06/09/2001 - Dispõe sobre a Gestão do Sistema
de Limpeza Urbana no Município do Rio de Janeiro.

Art. 7.º Os resíduos sólidos urbanos, identificados pela sigla RSU,


abrangem:
IX - o lixo que possa ser tipificado como domiciliar produzido em
estabelecimentos comerciais, de serviços ou unidades industriais ou
instituições/entidades públicas ou privadas ou unidades de trato de
saúde humana ou animal ou mesmo em imóveis não residenciais, cuja
natureza ou composição sejam similares àquelas do lixo domiciliar e
cuja produção esteja limitada ao volume diário, por
contribuinte, de cento e vinte litros ou sessenta quilogramas.
OPORTUNIDADES DE REGULAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E ARRECADAÇÃO

CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E FROTAS PRIVADAS

CONTRATAÇÃO DE COLETA PRIVADAS DE GRANDES GERADORES

CONTROLE DA COLETA PRIVADA DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA E ATERRO SANITÁRIO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NEGOCIADOS

RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS
CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E FROTAS PRIVADAS
QUANTIDADE DE EMPRESAS Credenciamento anual referente
CREDENCIADAS ao valor de um dia de vazamento
EXTRAORDINÁRIO 52 no sistema de transporte e
BIOLÓGICO 36 destino final
RECICLÁVEIS 26
INERTES 199
CONTRATAÇÃO DE COLETA PRIVADAS DE GRANDES GERADORES

Operação Redução SICOR


Comlurb Reciclagem
Sistema Integrado
de Coleta e Remoção

Grande
Gerador

Secretaria Fiscalização
da Fazenda Comlurb

Credenciada
CONTROLE DA COLETA DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL

Operação
COLETAS ON LINE
Comlurb

Nota de Transporte
de Resíduos NTR

Gerador
RCC

Fiscalização
Comlurb

Credenciada
CONTROLE DA COLETA DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL
MULTAS FISCALIZAÇÃO GRANDE GERADOR e RCC
7000

5999
6000
250 % de aumento de
2016 para 2017
5000

4000

3000

2000 1713
1061
1000
430
0

2014 2015 2016 2017


Mapa Arrecadação Coordenação de Fiscalização 2017
Valor Arrecadado Valor a Recuperar
Total de Multas Valor Emitido
(R$) (R$)

Coleta e RCC 5.999 R$ 5.296.719,00 R$ 2.120.393,00 R$ 3.176.326,00

Logradouro 47.872 R$ 9.613.390,00 R$ 3.542.549,00 R$ 6.070.841,00

Total 53.871 R$ 14.910.109,00 R$ 5.662.942,00 R$ 9.247.167,00


Mapa Arrecadação Coordenação de Fiscalização 2017
Valor a Recuperar
Total de Multas Valor Emitido Valor Arrecadado (R$)
(R$)

Coleta 5.999 R$ 5.296.719,00 R$ 2.120.393,00


40,0%

Logradouro 47.872 R$ 9.613.390,00 R$ 3.542.549,00


36,8%

Total
12,5% 55,1% 59,9%
UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA E ATERRO SANITÁRIO

OBRIGATORIEDADE
DE USO DO
SISTEMA DE
TRANFERÊNCIA E
ATERRO SANITÁRIO

CONCESSÃO COM VALOR MENSAL FIXO


UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA E ATERRO SANITÁRIO
Deputado estadual e ex-secretário do Ambiente,
são os grandes
Carlos Minc destaca que
geradores e as empresas contratadas
por eles que normalmente despejam o
lixo em vazadouros clandestinos, a
maioria na Zona Oeste, na Baixada e em São Gonçalo.
Muitas dessas áreas, diz, são controladas por
traficantes.

— Do ponto de vista ambiental, o que interessa é que


o lixo tenha a melhor destinação possível. O ideal é
que o aterro se localize perto de onde é produzido.
Se o objetivo da medida da Comlurb
for controlar a disposição ilegal nos
vazadouros clandestinos, pode ser
interessante. Mas, na minha opinião,
seguramente tem um viés arrecadador. Logo, pode
ter mirado num alvo e ter acertado outro — afirma
Minc.
DESTINAÇÃO FINAL DE GRANDE GERADOR – RESÍDUOS ESPECIAIS

2.016 R$ 2.468.790,17
2.017 R$ 11.544.072,88
368%

Em junho de 2016, a nossa Em Julho editamos a


maior concorrente, a Haztec, Portaria de
realinhou seus preços Credenciamento
CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS NEGOCIADOS
Busca de novos negócios – coleta (eventos e clientes pontuais com volume
considerável e estratégico) e destinação de resíduos
Parcelas Receita 2017
Serviço Valor Mensal Valor Anual
2017
Cooeteq Cooperativa Mista Coleta e
de Trabalho e Consumo da
Orla Ecológica RJ
destinação de
resíduos
R$ 13.898,31 R$ 111.186,48 8 R$ 111.186,48 CONTRATADO
Coleta e EM 2017
Orla Rio Associados Ltda destinação de R$ 43.010,09 R$ 516.121,08 12 R$ 516.121,08
resíduos R$ 2.131.499,00
Coleta e
Casa da Anchova Alimentos
destinação de R$ 716,52 R$ 5.732,16 8 R$ 5.732,16
Ltda
resíduos

Associação Comercial dos


Destinação de
Produtores e Usuários do R$ 120.000,00 R$ 1.440.000,00 7 R$ 840.000,00
resíduos
CEASA Grande Rio
TOTAL R$ 177.624,92 R$ 2.131.499,04 R$ 1.473.039,00
CONTRATOS RECENTEMENTE FECHADOS COM PENDÊNCIAS A SEREM FINALIZADAS
Parcelas
Serviço Valor Mensal Valor Anual STATUS
2017
Aeroporto Internacional do Destinação de
R$ 150.000,00 R$ 1.800.000,00 ---
Rio de Janeiro - Galeão resíduos FECHADO
Associação dos Quiosques da Coleta e
Ilha do Governador - AKI- destinação de R$ 14.633,44 R$ 175.601,25 4 FECHADO
ILHA resíduos

R$ 164.633,44 R$ 1.975.601,25
TOTAL
RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

ARRECADAÇÃO PARCELAMENTO MULTAS LIXO ZERO


R$2.041.683,55

R$581.446,23
R$97.163,93 R$202.737,23
R$1.100,54 R$32.982,13

2012 2013 2014 2015 2016 2017

Arrecadação Valores atrasados 2017 e expectativa de recuperação


para os exercícios subsequentes
R$2.041.683,55

R$1.214.620,56

R$244.257,25
R$100.879,19 R$57.895,80 R$20.439,78

2017 2018 2019 2020 2021 2022


Resultados

1. Aumento da arrecadação própria e ISS para o município


2. Melhor eficiência da frota Comlurb
3. Regulação do Sistema de Coleta Privada
4. Fiscalização do Sistema de Coleta Privada
5. Melhor eficiência na Concessão do Aterro Sanitário
6. Busca de novos negócios
7. Recuperação de dívidas
Paulo Macedo

Luiz Eduardo Igor


GUSTAVO PUPPI

PERCOLADO.BLOGSPOT.COM