Você está na página 1de 14

TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO

DISCIPLINA: TIC’s

Nome dos alunos:

1. Cheila Carols João, n°6


2. Fidelina Jobrino, n°9
3. Jacilene Jailesse Caunda, n°16
4. Notice devissane, n°55
5. Helízio Albertino, n°84
6. Jacinta Lacerda José, n°85
7. Dulce Custódio Sembuleiro, n°86
8. Edmilsa Berta, n°87

Turma 𝐴7 Classe:11ª curso:diurno

Professor: Aide
índice

Tópicos página
1. Introdução ................................................................................................................................ 1
2. Objectivos: ............................................................................................................................... 2
2.1. Gerais: .............................................................................................................................. 2
2.2. Específicos: ...................................................................................................................... 2
3. Rede de computador ................................................................................................................ 3
4. Componentes de redes de computadores ................................................................................. 3
4.1. Software de comunição .................................................................................................... 3
4.2. Cliente de acesso .............................................................................................................. 4
4.3. Servidor ............................................................................................................................ 4
4.4. Estação de trabalho........................................................................................................... 4
4.5. Meios de comunicação ..................................................................................................... 4
4.6. Placas de rede ................................................................................................................... 5
4.7. Cabeamento ...................................................................................................................... 5
4.7.1. Cabo coaxial: ............................................................................................................ 5
4.7.2. Fira óptica ................................................................................................................. 6
4.7.3. Par trancado .............................................................................................................. 6
4.8. Equipamentos activos ....................................................................................................... 6
4.8.1. HUB .......................................................................................................................... 6
4.8.2. O SWITCH ............................................................................................................... 7
4.9. Tipologias ......................................................................................................................... 7
4.9.1. Tipologia anel ........................................................................................................... 8
4.9.2. Tipologia barramento ................................................................................................ 8
4.9.3. Tipologia em estrela .................................................................................................. 9
4.9.4. Tipologia em malha .................................................................................................. 9
4.9.5. Tipologia em árvore .................................................................................................. 9
5. Conclusão .............................................................................................................................. 11
6. Bibliografia ............................................................................................................................ 12
1. Introdução
O presente trabalho é referente a disciplina de TIC’s debruça em torno dos componentes de rede
que uma das extremas áreas quando o assunto são as tecnologias de informação e comunicação
pois é aqui onde se entende como é que os computadores se conectam em redes para a troca de
dados, ou seja, redes de computadores constituem-se de um conjunto de dois ou mais
computadores interligados com o objetivo de compartilhar recursos e trocar informações.

1
2. Objectivos:

2.1.Gerais:
Conceitualizar a redes de computador;

Identificar os componentes de redes de computador.

2.2.Específicos:
Caracterizar os componentes de redes de computador;

Diferenciar os componentes de redes de computador;

Explicar a função de cada componentes de redes do computador;

Explicar a importançia de estudar o tema em causa para um profissional de informática.

2
3. Rede de computador
Uma rede de computadores é formada por um conjunto de máquinas eletrônicas e outros
dispositivos interligados entre si, com processadores capazes de trocar informações e partilhar
recursos.
As redes de computadores estão cada vez mais presentes no dia-a-dia das pessoas, as redes de
computadores estão espalhadas em diversos locais: grandes e médias empresas, pequenos
escritórios ou até mesmo em casa.

4. Componentes de redes de computadores


Uma rede de computadores é formada por diversos dispositivos, equipamentos, entre outros, para
que a mesma possa funcionar corretamente e cumprir o objetivo geral de uma rede: a troca de
informações e o compartilhamento de recursos, sejam eles recursos de hardware ou software.
Uma rede de computadores trona-se operacional quando existe uma interligação dos
computadores de forma local ou remota. Para faze-la, são necessárias placas de rede, cabos,
conectores, concentradores ou comutadores, sistema operacional e o cliente de acesso. A seguir
estão descritos os principais componentes de rede.

4.1.Software de comunição
O Sistema Operacional de Rede (SOR) é o responsável por garantir que o servidor de rede se
mantenha estável, respondendo a todos os pedidos dos usuários de form rápida e segura. Esse
software deve garantir, por exemplo um usuário omente ecesse arquivos sido liberados para uso
e que somente tenham acesso à rede usuários previamente cadastrados. A escolha do sistemas
operacional é um dos pontos mais importante na implantação de uma rede e deve considerar
vários factores tais como: quais os serviços deverão ser oferecidos à rede, quais aplicativos
deverão ser implantados, qual a necessidade de de integração com outros sistemas operacionais,
segurança, performance, suporte nacional e internacional, estabilidade de administração.
Muitos quando pensam em sistema operacional, levam em consideração somenteno factor
segurança e esta características não nos garantem um sistema adequado, ou seja, todos os
factores comentados influênciam para a obtênção de um ambiente seguo. Os sistemas
operaionais mais usados são; o Unix (de vários fabricantes), as diferentes versoes do Windows e
o Linux. As estações clientes, em sua maioria utilizam os sistemas operacionais Window ou
Linux.

3
4.2.Cliente de acesso
Este é o sofware que permite a comunicação da estação de trabalho com o servidor e também
com a internet.

4.3.Servidor
O servidor está presente somente nas redes que seguem a filosofia das redes clientes-servidor,
nas quais os servidores ficam o tempo todo à disposição da rede, apenas para fornecer recrusos
compartilhados aos usuários como: impressoras, discos e acesso à outras redes. Naturalmente
eses são dimensionados para esta tarefa, com bastante espaço em disco, grande capacidade e
memória RAM, boa capacidade de processamneto, bons componentes, boa ventilação, sistema
inteligente de backupe tolerância a falhas. A perfomance dos recursos compartilhados fica
optimizada, pelo facto de que, além de o servidor ser dimensionado para a tarefa em questão, tem
todo seu poder de processamento destinado a tarefa de rede.
O uso de servidores dedicdos permite também um melhor gerenciamento dos usuários e do uso
dos recursos, podendo controlar quem entra no sistema e quais recursos pode acessar.

4.4.Estação de trabalho
Também chamada de workstation ou PC (Personal Computer) Desktop, são computadores que
faxem parte da rede e são dedicados aos usuários da rede local. Geralmente fazem papel de
cliente, sendo eles os componentes que irãosolicitar recursos ao servidor. Uma colocação de
estações de trabalho pode tmabém formar uma rede de computadores independente da presença
de um servidor, a qua chamamos de rede, mas tmabém são clientes ou usuários dos recursos
fornecido pelos outros computadores. Normalmente, a perfomance e confiabilidade do sistema é
menor do que quando se tem um servido dedicado, porém é uma solução que garantem um bom
faproveitamento dos recursos disponíveis e possui um custo mais baixo, bastante acessível para
redes utilizadas em pequenas empresas, escolas ou até mesmo em residência.

4.5.Meios de comunicação
O nome meio de comunicação á dado aos cabos que conduzirão as tensões elétricas pentre o
comutador origem eo o destino, no caso de cabos de cobre ou luminosidade, quando falamos de
fibras ópticas.

4
4.6.Placas de rede
A placa de rede é um dos principais componentes dentro de uma rede de computadores. Ela pode
estar integrada à placa mãe de um computador ou separada dela. É o componente que toma a
informação do computador e a envia pelo cabo de rede, ou pelo ar no caso de uma rede sem fio.
As placas de redes são equipamentos internos nos computadores para tornar possível a
comunicação entre as estações de trabalho e entre as estações e o servidor. As placas de rede são
também conhecidas por NIC ( Network Interface Card).

Fig 1. placa de reda

4.7.Cabeamento
Trata de conjunto de cabos, podendo ser coaxial, fibra óptica ou cabo par trancado dos tipos UTP
ou STP.

4.7.1. Cabo coaxial:

Cabo coaxial

5
4.7.2. Fira óptica

Fira óptica

4.7.3. Par trancado

Par trancado

4.8.Equipamentos activos
Os equipamentos activos para a interligação das estações de trabalho a outros computadores de
rede são os concentradores também conhecidos por HUB e os comutadores chamados SWITCH.

4.8.1. HUB
Esse componente é o responsável de mover o sinal da rede de um cabo para outro. No caso de
um "hub" básico, o sinal de um computador é enviado para todos os outros; cada placa de rede
decide se a informação recebida é para ela, e a descarta em caso negativo. O HUB tem
características de formar dentro de seus cicrcuitos em barramentos Ethernet que permite a todos
os computadores conectados a ele comunicarem-se entre si e ainda faz a regeneração do sinal

6
digital transmitido. Esta característica é importante em virtude de o sinal degradado no caminho
entre o computador origem e o destino.

HUB

4.8.2. O SWITCH
Os switches são hubs inteligentes, pois podem criar tabelas que lhe permitem saber qual
computador está conectado a cada uma das portas. Com essa inteligência, um switch não
transmite toda a informação para todos os outros computadores conectados a ele, e sim apenas ao
computador destino. A tecnologia de switching ajuda a reduzir a congestão de uma rede e deve
ser utilizada em redes de 10 ou mais computadores. O switch também permite que os
computadores ligados a ele se comuniquem entre si e ainda regenera o sinal recebido. Cada
conexão oferecia pelo switch é novo barramenti Ethernet e sendo desta forma oferece para cada
equipamento conectado a ele uma banda passante exclusiva, excluido o problema de colisão, o
que não acontece com os HUBs.

O SWITCH

4.9.Tipologias
A topologia de rede é o canal no qual o meio de rede está conectado aos computadores e outros
componentes de uma rede de computadores. Essencialmente, é a estrutura topológica da rede, e

7
pode ser descrito física ou logicamente. A topologia de uma rede de comunicação irá, muitas
vezes caracterizar seu tipo, eficiência e velocidade.

4.9.1. Tipologia anel


Como o próprio nome diz tem um formato circular. Hoje, esse modelo é mais utilizado em
sistemas de automação industrial

Tipologia anel

4.9.2. Tipologia barramento


Rede em barramento é uma topologia de rede em que todos os computadores são ligados em um
mesmo barramento físico de dados. Quando um computador estiver a transmitir um sinal, toda a
rede fica ocupada e se outro computador tentar enviar outro sinal ao mesmo tempo, ocorre uma
colisão e é preciso reiniciar a transmissão.

Tipologia barramento

8
4.9.3. Tipologia em estrela
As conexões partem de um ponto central (concentrador), normalmente um hub ou switch. É o
modelo mais utilizado atualmente. Neste tipo de rede, todos os usuários comunicam-se com um
nó central, tem o controle supervisor do sistema, chamado host.

Tipologia em estrela

4.9.4. Tipologia em malha


Todos os nós estão atados a todos os outros nós, como se estivessem entrelaçados. Já que são
vários os caminhos possíveis por onde a informação pode fluir da origem até o destino, neste tipo
de rede, o tempo de espera é reduzido e eventuais problemas não interrompem o funcionamento
da rede.

Tipologia em malha

4.9.5. Tipologia em árvore


A topologia em árvore é essencialmente uma série de barras interconectadas. Geralmente existe
uma barra central onde outros ramos menores se conectam. Esta ligação é realizada através de

9
derivadores e as conexões das estações realizadas do mesmo modo que no sistema de barra
padrão. Atualmente não se usa a topologia em árvore, por que caso haja falha, a rede pode ser
comprometida

Tipologia em árvore

10
5. Conclusão
Depois do feito o trabalhoo grupo conclui que o estudo das redes de computadores é de extrema
importância para todo usuário das tecnologias de informaçao e comunicação, pois ela apresenta
uma vasta gama de vantagens apresentadas posteriormente: compartilhamento de arquivos de
trabalhos, compartilhamento de progamas, compartilhamentos de periféricos,
compartilhamemento de impressoras e até mesmo ao acesso à internet mais isto não significa que
o uso das redes de computadores não apresenta desvantagens (ataque de vírus, problemas
generalizados, invasão de hckers internos e externos...) mais que as desvantagens são menos
relevantes quando comparados com as vantagens.

11
6. Bibliografia
COMER, Douglas E. Redes de computadores e internet. Porto Alegre: Bookman, 2007.85-
60031367.
DAVIE, Larry L. Peterson; BRUCE, S. Redes de computadores: uma abordagem de sistemas.
Rio de Janeiro: Campus, 2004. 8535213805.
KUROSE, Keith W. Ross; JAMES F. Redes de computadores e a internet: uma abordagem
top-down. [S.l.]: Addison-Wesley, 2010. 8588639971.
MENDES, Douglas Rocha. Redes de computadores – Teoria e prática. São Paulo: Novatec,
2007. 9788575221273.
MORAES, Alexandre Fernandes de; CIRONE, Antonio Carlos. Redes de computadores – Da
Ethernet a internet. São Paulo: [s.n.], 2003. 8571949573.
_______. IrDA. Guia do hardware. [Online] 26 jun. 2005. Disponível em: <http://www.
hardware.com.br/termos/irda>. Acesso em: 09 junh. 2017.
_______. Redes, guia prático. 2. ed. Guia do hardware. [Online] 01 abr. 2008a. Disponível em:
<http://www.hardware.com.br/livros/redes/categorias-cabos.html>. Acesso em: 09 junh. 2017.

12