Você está na página 1de 3

TRANSFERÊNCIA DE CALOR E MASSA: ALETAS

Kelvin Castro Lacerda 142011043


Alex Sousa Santos 181010517
3 de junio de 2019

Aletas: suas funções e mecanismos de troca de calor com devido equacionamento

1. Introdução
Aletas são extensões acrescentadas à uma
superfície para incrementar a área de trans-
missão de calor, aumentando a quantidade
total de calor transmitida.

Pode-se aumentar a taxa de transferência de


calor de um corpo através do aumento de h –
coeficiente convectivo ou simplesmente pelo
aumento de área.
Figura 1: Análise de volume de controle
Existem vários tipos de aletas com perfis di- Para a análise do volume de controle de-
ferenciados sendo as mais comuns: Aleta lon- vemos trabalhar com as seguintes hipóteses:
gitudinal de perfil retangular, tubo cilíndrico
com aletas de perfil retangular, aleta longitu- Regime permanente;
dinal de perfil trapezoidal, aleta longitudinal
de perfil parabólico, tubo cilíndrico equipa- Temperatura uniforme na seção trans-
do com aleta radial, tubo cilíndrico equipado versal;
com aleta radial com perfil cônico truncado,
pino cilíndrico, pino cônico truncado, pino Propriedades constantes;
parabólico, entre vários.
1.1.1. Balanço de energia
Para os dados destes trabalho, como fim de
estudo analisemos apenas as equações gerais dT
qx = −kAx (1)
para aleta. dx

1.1. Equações Gerais dqx


qx+dx = qx + dx + o(dx2 ) (2)
dx

1
1.2.1. Desempenho da aleta
qc = hAL (T − T ∞) = hP dx(T − T ∞) (3) O uso de aletas nem sempre aumenta a
Onde "P": perímetro “molhado”, isto é, o taxa de transferência de calor de uma super-
perímetro da superfície externa (área lateral, fície, pois a própria aleta aumenta sua re-
AL) da aleta que se encontra em contato com sistência condutiva. Por isso a utilização de
o fluido. Substituindo-se as equações acima aletas apenas são justificadas para coeficien-
no balanço global de energia, vem: tes de transferência de calor por convecção
dqx baixo. O desempenho de uma aleta é medido
qx = qx + dx+hP dx(T −T ∞) (÷dx) (4) por parâmetros que validam a sua utilização,
dx
como efetividade e eficiência:
dqx
+ hP (T − T ∞) = 0 (5)
dx Efetividade: Parâmetro definido como
Ou, substituindo a lei de Fourier da con- a razão entre a taxa de transferência de
dução: calor pela aleta e a taxa de transferên-
  cia de calor que existiria sem a aleta.
d dT
−k A + hP (T − T ∞) = 0 (6)
dx dx

qf
ξf = (10)
Sendo:θ = T − T ∞ ⇒ dθ = dT hAc,b θb
 
d dθ hP
A − θ=0 (7) Eficiência: Uma outra medida do desem-
dx dx k
penho de uma aleta é fornecida pela
Sendo esta a equação geral da aleta. Onde: eficiência da aleta nf . O potencial mo-
θ = θ(x) que é a distribuição de temperatu- triz máximo para a convecção de calor
ras ao longo da aleta; é dado pela diferença entre as tempera-
A = A(x) que depende da geometria da aleta turas de sua base e do fluido. Assim, a
(deve ser conhecida) taxa máxima de dissipação de energia
é aquela que existiria caso toda a su-
perfície da aleta se encontrasse à tem-
1.2. Mecanismos de troca peratura de sua base. Entretanto, uma
A hipótese utilizada para o desenvolvi- vez que toda aleta é caracterizada por
mento das medições é a de que há troca possuir uma resistência térmica condu-
de calor por convecção na ponta da aleta tiva, há necessariamente um gradiente
e esta troca tem a mesma transferência de de temperatura ao longo da aleta e a
calor por condução. O desenvolvimento da condição proposta é apenas uma idea-
equação X para esta hipótese leva a seguin- lização. Uma definição razoável da efi-
te distribuição de temperatura: ciência da aleta é, por isso:
cosh(m)L + (h/m ∗ k)cosh(m)L qf
T (x) = ηf = (11)
cosh(m)L + (h/m ∗ k)sinh(m)L hAf θb
(8)
e a taxa de calor Referencias
sinh(m)L + (h/m ∗ k)cosh(m)L
qf = M
cosh(m)L + (h/m ∗ k)sinh(m)L [1] B. G. L. A. Pedro, S. Mauricio,
√ (9) “Estudo do comportamento e desem-
em que M = hP kAc θb penho de aleta tipo pino.” http:

2
//www.ufrgs.br/medterm/trabalhos/
trabalhos-2007/lusa.pdf, 2007.
Acesso em 2 de maio de 2019.

[2] S. autor, “Aletas.” https:


//edisciplinas.usp.br/pluginfile.
php/4429804/mod_resource/content/
1/Aletas.pdf, *. Acesso em 2 de maio
de 2019.