Você está na página 1de 19

Manual de FORMAÇÃO

4879 - Massagem manual - conceitos básicos

FORMADOR
Joana Ratola
NOME DA UFCD – Manual de Formação

Objetivos da Formação

• Tomar conhecimento da evolução cronológica das técnicas de massagem


manual.
• Distinguir as diferentes técnicas de massagem manual.
• Reconhecer e interpretar os principais efeitos terapêuticos associados a
cada técnica de massagem manual.
• Executar uma massagem de relaxamento recorrendo às técnicas mais
adequadas para cada situação.
Competências a Desenvolver
• Conhecer os conceitos básicos da massagem de relaxamento
• Identificar os efeitos benéficos da massagem
• Aplicar os princípios básicos da massagem
• Reconhecer a importância do ambiente na massagem
• Dominar as técnicas da massagem de relaxamento

Página 1 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

ÍNDICE

1 História da introdução e evolução das técnicas de massagem manual -


pág. 3
1.1- Conceito de Massagem – pág. 4
2 Técnicas básicas da massagem Manual – pág. 5
2.1– Amassamento palmo digital – pág. 5
2.2– Amassamento nudilar - pág. 5
2.3– Amassamento palmar - pág. 5
2.4– Pressão palmar - pág. 6
2.5– Fricção circular - pág. 6
2.6– Retorcimentos- pág. 6
2.7– Esvaziamentos - pág. 7
2.8– Movimentos Neurosedantes – pág. 7
2.9– Toques de coluna – pág.7
3 Combinação de técnicas e variações – pág. 8
4 Principais efeitos terapêuticos da massagem manual no organismo –
Pág. 11
5 Posicionamento do doente e do técnico durante a massagem - pág. 11
6 Lubrificação, local de trabalho e equipamentos – pág. 13
6.1 – Sala de Massagem – pág. 13
7 Indicações e contra-indicações da massagem – pág. 14
8 Cuidados a observar - pág. 16
9 Bibliografia Utilizada - pág. 17
10 Anexo – pág. 18

Página 2 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

ENQUADRAMENTO

1. História da introdução e evolução das técnicas de


massagem manual

A história da massagem é muito antiga e os registros mais remotos datam de há mais de 5000
anos. Nas civilizações antigas já se praticava o ritual da massagem para aliviar as dores e
proporcionar o bem-estar, além de aliviar as tensões e infeções. A massagem era realizada de
uma forma bem diferente daquela que é realizada hoje. Provavelmente, a massagem é uma das
formas mais antigas para tratar os músculos e o esqueleto.

Nas culturas antigas da Grécia e de Roma, o massagista normalmente era médico, com um
status elevado na sociedade. O próprio pai da medicina, Hipócrates (460AD - 370AD), disse
que um bom médico devia saber amassar. Os chineses, tibetanos e indianos desenvolveram ao
longo dos tempos, técnicas e reconheceram na massagem as suas propriedades curativas,
buscando na fricção das mãos o alívio para doenças e males emocionais.

Na história existem duas vertentes distintas de massagem: a ocidental e a oriental. A ocidental


segue mais ou menos as regras da medicina ou da ciência ocidental, isto é, tratamentos
comprovados cientificamente. Quem trabalha com massagem ocidental quase sempre teve
estudos de anatomia e fisiologia para poder entender um parecer médico ou tratar músculos
específicos. Entre as massagens ocidentais você encontra a massagem sueca ou clássica,
drenagem linfática, quiropraxia, massagem desportiva, etc.
A massagem oriental visa mais o equilíbrio energético, equilibrando os chacras ou os
meridianos do corpo humano. Entre essas massagens você encontrará Ayurveda, shiatsu,
reflexologia, massagem tailandesa, tibetana, etc.
Assim, o ocidente e o oriente fazem em geral o mesmo tipo de massagem, mas com ideias
fundamentais diferentes. O ocidente vendo a anatomia e fisiologia humana como o principal
objeto de estudo e o oriente visando mais as energias vitais.

Página 3 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

1.2 - Conceito de Massagem

A palavra massagem tem a sua origem no francês massage, que por sua vez, deriva do idioma
árabe (“mass”: tocar, manusear, apalpar), mas também podemos associá-la ao grego
“massein”= amassar que significa o processo de “amassamento” que se executa nos músculos,
mediante uma técnica. No entanto, independentemente da técnica, o objetivo último é a
promoção do bem-estar da pessoa.

A massagem é o ato de friccionar com as mãos ou por meio de aparelhos específicos as partes
do corpo proporcionando o bem-estar, alívio de dores musculares, das tensões e do sistema
emocional de forma terapêutica, relaxante, desportiva e estética e a prática de aplicar força ou
vibração sobre tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões,
ligamentos e articulações para estimular a circulação, a mobilidade, a elasticidade ou alívio de
determinadas dores corporais.

Por ser uma forma de terapia, também pode ser conhecida como massoterapia. Pode ser
aplicada a partes do corpo ou continuamente a todo o corpo, para curar traumas físicos, aliviar
o stress psicológico, controlar a dor, melhorar a circulação e aliviar tensão. Pode também ser
desempenhada por movimentos nas articulações, alongamentos e aplicações de argilas, pedras, calor ou
frio.

De uma maneira mais clara, podemos considerar como a reunião de várias técnicas holísticas
(é uma somatória de técnicas milenares e modernas, sempre suaves e naturais, proporcionando
harmonia, autoconhecimento, etc.) de origem oriental e ocidental, realizadas por meio de
toques, proporcionando uma sensação de bem-estar. Ajuda no conhecimento do próprio
psíquico e físico, proporcionando a valorização da respiração, o desenvolvimento de uma
melhor perceção corporal, aumentando a consciência e dando a devida importância ao
equilíbrio para o dia-a-dia.

Hoje em dia existem massagens aplicada para inúmeros resultados.


Desde massagens cosméticas, de rejuvenescimento localizado, massagem para bebés e idosos,
etc. No entanto, apesar de haver muitos tipos de massagem, existem apenas alguns tipos básicos
e primordiais. E há dois grupos que se destacam: as massagens com óleos e
as massagens “secas”.

Página 4 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

As massagens hoje em dia estão cada vez mais enraizadas nas culturas chegando até mesmo às
empresas. Cada vez mais, grandes organizações incorporam as massagens nos seus pacotes de
incentivos, inclusive no próprio local de trabalho.

2 - Técnicas básicas da massagem manual


2.1 Amassamento digital/ palmo digital
• Digital: só com o apoio dos dedos
• Palmo-digital: apoio com dedos e palma da mão
• Dedos:
a) Arqueados não exageradamente e ligeiramente separados
• Realização do movimento:
a) Os dedos realizam-se de forma independente, pequenos círculos mobilizando a
fáscia e o músculo.
• Funções e efeitos:
a) Amassamento superficial a médio
b) Mobilização dos tecidos
c) Relaxamento

Nota: iniciar sempre o movimento com o 5º dedo

2.2 Amassamento Nudilar


• Posição das mãos e dedos:
a) As mãos em posição ligeiramente oblíqua relativamente à parte que se está a
massajar. Os pulsos semifletidos. Os dedos flexionados e apoiados na falange
distal.
• Realização do movimento:
a) Rotação individual de cada dedo
• Funções e efeito:
a) Amassamento profundo
b) Estiramento muscular efeito estimulante

2.3 Amassamento Palmar

• Posição das mãos e dos dedos:

Página 5 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

a) As mãos estendidas, sem rigidez e com os dedos juntos.


• Realização do movimento:
b) Realiza-se um movimento de “ agarrar e espremer” uma porção de músculo de forma
arredonda. Entrevêem todos os dedos e a palma da mão.
c) Ambas as mãos movem-se a um compasso rítmico, cada uma na parte concomitante
da outra, exercendo pressão e descompressão.
• Funções e efeito:
d) Mobilização de grandes tecidos musculares
e) Aumento de irrigação sanguínea
f) Relaxamento/ estimulação (dependendo do ritmo)

2.4 Retrocimentos
• Esta técnica tem grande variedade de execuções dependendo da zona em que se aplique.
Pode utilizar-se tanto em massagem desportiva como na de relaxamento, variando a
intensidade e ritmo da aplicação.
• Funções e efeito:
a) Relaxante
b) Mobilização dos tecidos

2.5 Pressão palmar

• A realização desta técnica consiste em pressionar as distintas zonas onde está a realizar
a massagem com as palmas das mãos.

• Funções e efeito:
a) Unir movimentos

2.6 Fricções

• As fricções podem ser:


b) Lineares (membros inferiores e superiores/ massagem desportiva)
c) Circulares (relaxamento das costas para abdómen e para os seios)
• Funções e efeitos:

Página 6 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

a) Favorecer a circulação de retorno


b) Vasodilatação
c) Provocar no paciente sensações agradáveis

2.7 Esvaziamentos

• Existem distintos tipos de vasoconstrição, dependendo da zona de trabalho (massagem).


Mas em todos eles devemos e conseguimos as mesmas.

Funções e efeito:

a) Favorecer a circulação de retorno;


b) Renovação venosa;
c) Descarga muscular;
d) Relaxamento;

2.8 Movimentos neurosedantes

• Também chamados “ Carinhos” ou “carícias” são movimentos muito suaves que se


realizam em toda a zona massajada no início e no fim dos tratamentos.
• Não existe uma forma determinada para a sua realização e cada terapeuta cria estes
movimentos por si mesmo.
• Funções e efeito:
a) Relaxar a derme
b) Psicorelaxante

2.9 Toques de coluna

• Trata-se de pressões e toques ao largo dos músculos eretores da coluna.


• Existe uma grande variedade de toques, a maior parte são criados pelos massagistas.
Aconselhamos que cada um faça o que se sentir mais à vontade!
• Funções e efeito:
a) Relaxante
b) Agradável sensação
c) Estimulante nervoso.

3 - Combinação de Técnicas e variações


Página 7 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

3.1 - Tipos de Massagens

Massagem Sueca

Também apelidada de massagem terapêutica é um dos tipos de massagens ocidental mais


conhecida e praticada. Consiste em movimentos longos, lisos e movimentos circulares nas
camadas superficiais do músculo usando loção de massagem, ou óleo. É aconselhável para
libertar a tensão muscular e aumentar a circulação do sangue.

Massagem Terapêutica

A massagem terapêutica parcial e profunda tem fins específicos de tratamento ou prevenção


de patologias. A pressão usada neste tratamento pode ser bastante elevada dependendo da
patologia apresentada. Incide sobre os tecidos musculares mais profundos de modo a curar,
prevenir ou melhorar traumas físicos. Deste modo aumenta a circulação sanguínea e o fluxo
linfático, reduz as tensões e espasmos musculares. É um tratamento com objetivo de reduzir a
dor crónica, recuperar músculos cansados, reduzir o stress e melhorar a postura.

Massagens Pedras Quentes

O que caracteriza estes tipos de massagens: pedras lisas e aquecidas são colocadas
estrategicamente em determinados pontos do corpo, com o objetivo de aquecer e soltar os
músculos tensos, bem como equilibrar os centros de energia do mesmo. O massagista recorre
também a óleo quente para massajar o paciente. O calor é reconfortante para quem o recebe. É
óptimo para pessoas com tensão muscular e que sofrem de insónia.

Massagem Deep Tissue

Trata-se de uma massagem profunda, pois atinge as camadas mais profundas do tecido muscular
sendo que, pode ser combinada com outros tipos de massagens. Isto é conseguido através de
movimentos lentos e /ou técnicas de fricção. Costuma ser uma massagem muito procurada por
pessoas que têm músculos cronicamente tensos, problemas de postura, dores, ou estão a
recuperar de lesões. Por vezes, quem experimenta, sente-se dolorido, um ou dois dias, após a
massagem.

Shiatsu

Página 8 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

Traduzindo para português shiatsu significa “pressão do dedo”. Este é um dos tipos de
massagens japonesas que é normalmente realizado numa esteira no chão. O massagista
pressiona os dedos nos chamados pontos de acupuntura e ao longo dos meridianos de energia
do corpo do paciente (2-8 segundos) para equilibrar o fluxo de “ki” (ou força vital universal).
Também existe o hábito de utilizar neste tipo de massagens, outras técnicas, como
alongamentos. É uma massagem excelente para o corpo recuperar o equilíbrio. É muito
relaxante.

Massagem Tailandesa

Dizem que este tipo de massagem é como fazer yoga, mas sem fazer qualquer esforço. Inclui
compressões e alongamentos, todavia é muito semelhante à shiatsu, pois também trabalha com
as energias do corpo, usando uma leve pressão em pontos específicos. Dizem que é mais
energética que outros tipos de massagens, sendo também muito vantajosa no que toca a reduzir
o stress e a melhorar a flexibilidade do corpo.

Massagem Gravidez /Massagem pré-natal

Cada vez mais popular entre as mulheres grávidas. É utilizada para reduzir o stress, diminuir o
inchaço, aliviar as dores e ainda reduzir a ansiedade e a depressão. Consiste em uma massagem
personalizada conforme as necessidades de cada mulher. Acredita-se que se este tipo de
massagem for feito de forma regular durante a gravidez, o trabalho de parto será mais curto.

Massagem Desportiva

Indicado para desportistas. O que não significa que estes tipos massagens não sejam igualmente
benéficos a pessoas muito activas, ou que trabalham muito. O foco não é o relaxamento e sim
a prevenção, ou/e tratamento de lesões, de modo a melhorar o desempenho atlético. O
alongamento é uma técnica comum. Ajuda a soltar os músculos e a aumentar a flexibilidade.

Quick Massage

Massagem rápida em cadeira, que dura de 10 a 30 minutos. A técnica não usa óleos e é aplicada
diretamente sobre as roupas das pessoas. Muito comum em centros comerciais, aeroportos,
empresas, casamentos, parques ou em escritórios, é uma forma muito popular de profilaxia e
relaxamento.

Página 9 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

Reflexologia

Pressão nas zonas reflexas do pé ou da mão para estimular e desbloquear a energia dos órgãos
internos das pessoas. Cada ponto tem um órgão correspondente, como se o pé fosse um mini
mapa do corpo todo. A sola, os lados e a parte de cima do pé englobam todos os órgãos do
corpo. Por meio de pressões (acupressura), é possível estimular e desbloquear a energia dos
órgãos e relaxar o corpo. A reflexologia sempre começa com uma massagem relaxante nos pés
antes do tratamento.

Massagem de Relaxamento

Usa deslizamentos e amassamentos no corpo todo para relaxar a musculatura e diminuir o


estresse acumulado no corpo. Estimula, principalmente, a liberação de ocitocina, uma hormona
de anti stress. Normalmente a massagem relaxante é feita de forma mais leve e lenta para o
paciente não sentir dores. A massagem relaxante é muito parecida com a massagem anti stress.
A técnica usa óleos essenciais e música suave no fundo para aumentar o relaxamento. É muito
usada em Spas, consultórios de massagens e muitas pessoas aprendem a técnica para usar em
casa como uma forma alternativa de tratamento e para gerar mais bem-estar.

Shantala

Massagem relaxante para recém-nascidos e bebês. Esta massagem traz o aumento da circulação,
relaxamento, ajuda no crescimento, melhora intestinal e auxilia gradativamente o
desenvolvimento dos movimentos, tornando-os mais harmônicos e coordenados. A técnica foi
criada na Índia, onde é usada como um tratamento muito comum em bebês

Massagem Ayurvédica

A técnica mistura métodos de Yoga e Ayurveda. “Segundo o indiano Keshav, especialista na


técnica, o tipo de massagem Ayurvédica é baseado em três princípios: energia vital,
circulação sanguínea e respiração”. A massagem é feita por meio de toques profundos e
vigorosos e utiliza produtos naturais, como o óleo vegetal. “Essa técnica oferece um grande
estado de relaxamento, melhora a circulação do sangue e da energia, relaxa e estimula os
músculos.

Página 10 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

4 - Principais efeitos terapêuticos da massagem manual no organismo

4.1 - Benefícios/efeitos das Massagens

Eles podem proporcionar benefícios físicos, mentais, emocionais e terem efeitos calmantes,
estimulantes, descongestionantes e neurotónicos:

▪ Melhorar os sistemas circulatórios, muscular e nervoso


▪ Ajudar o corpo a assimilar os alimentos e a eliminar os produtos residuais.
▪ Fortalecimento do sistema imunológico
• Relaxamento físico;
• Alívio da ansiedade e da tensão
• Alívio da dor
• Sensação geral de bem-estar e conforto;
• Tonificação muscular
• Estimulação física;

5 - Posicionamento do cliente e do técnico durante a massagem


• Antes de começar a massagem, é importante tirar qualquer acessório – como joias e
relógios – e prestar atenção no tamanho das suas unhas porque podem machucar
bastante a pele e acabar com o propósito da massagem.
• A massagem deve ser realizada num colchão ou marquesa. Leve o cliente para a sala de
massagem. Mostre onde ele pode pendurar as roupas e oriente-o a ficar com a roupa de
baixo ou roupa de praia. Explique a posição inicial e (barriga para baixo ou para cima
consoante o tipo de massagem) que o cliente deve ficar e como ele vai ser coberto.
• Deixe claro, também, que ela pode reclamar da intensidade e dizer se quer movimentos
mais fortes ou mais leves.
• Ligue uma música bem tranquila antes de posicionar e de cobrir o cliente.
Pergunte se o uso de música é adequado ao cliente.
• Mostre ao cliente onde fica o banheiro.

Página 11 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

• Pergunte ao cliente sobre cremes ou óleos, se é alérgico a algum, e faça o teste sobre a
pele dele. Explique que você sairá da sala para permitir que o cliente tenha privacidade
ao tirar a roupa.
• Instrua o cliente como subir na marquesa de massagem. Caso seja fixa, peça para que
sente no centro antes de deitar. Caso seja portátil, sente-se entre a extremidade e área de
dobradiça.
• Dê uma ideia geral do fluxo da massagem. Por exemplo: “a massagem começará nos
pés em seguida serão as pernas”, etc.
• Verifique se o cliente tem alguma dúvida.
• Explique que você irá lavar as mãos e se preparar para a massagem enquanto o cliente
se apronta. Diga ao cliente que baterá na porta antes de entrar, confirmando se o cliente
está pronto para a massagem.
• Posicionar é ajudar o cliente a ficar na posição mais confortável possível, posições
básicas para a massagem são: supino (cliente virado de barriga pra cima, deitado na
maca) e pronação (cliente virado de barriga para baixo). Se for necessário, use toalhas
pequenas para deixar a posição do cliente mais confortável, como por exemplo: dobrar
uma toalhinha pequena e colocar sobre o pescoço do cliente, isso alivia as tensões dessa
região e deixa mais confortável para relaxar.
• O cliente deve ser mantido aquecido durante todo o tratamento e qualquer parte que
não esteja sendo massageada deve ficar coberta, quando possível, com um lençol ou
toalha.

É muito importante que em todas as ocasiões da massagem seja preservada a privacidade do


cliente, por isso ele deve ficar adequadamente coberto nas partes do corpo que não estão sendo
massageadas, deve ficar exposta somente a área que está sendo massageada. Usar óleos básicos
extraídos por pressão a frio. O óleo de amêndoa doce é o mais comum. Mas podem usar outros
como grainha de uva, coco, sésamo, etc.

Página 12 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

6 - Lubrificação, local de trabalho e equipamentos


6.1 - Sala de Massagem

Deve ter as seguintes características:

• Cores: O branco deve ser predominante em uma sala de massagem. Caso prefira outra
cor, dê preferência a tons claros. Lençóis e toalhas também deverão ter cores claras.
• Limpeza: A limpeza é fator primordial em uma sala de massagem. O ar tem de ser puro,
sem “cheiros”, pois poderá atender pacientes alérgicos.
• Velas: se velas (não aromáticas) para dar um toque especial à sala de massagem.
• Música: Um fator importantíssimo para se realizar um tratamento satisfatório, isto é,
para atingir o relaxamento do paciente, é a música. O som deve ser relativamente baixo,
com músicas específicas de massagem, canto de pássaro, natureza, orquestrada, bastante
suave. Evite músicas populares para não trazer lembranças a seu paciente e sim
relaxamento.
• Marquesa: As marquesas são prioridade para se realizar um bom trabalho de
massagem. É importante que ela permita a regulação da altura para o bem-estar do
profissional. Devem, de preferência, ter uma abertura para o rosto, facilitando a posição
quando o paciente estiver em decúbito ventral (bruços). Se o atendimento for domiciliar,
o melhor é optar por uma marquesa portátil ou uma cadeira de massagem, porque são
facilmente transportadas para qualquer local.
• O ambiente deve ser preparado com antecedência. Não se esqueça de abastecer sua sala
com lençóis e toalhas (de preferência brancos ou cores mais escuras) e óleo para
massagem suficiente.
• Verifique a temperatura da sala, ela deve estar quente o suficiente para promover um
relaxamento físico e mental sem ser sufocante. Saiba que se você ficar com calor e suar
enquanto está aplicando a massagem, a temperatura do corpo de sua paciente também
cai enquanto a tensão é liberada. Os benefícios da massagem serão anulados se os
músculos ficarem tensos e rígidos em relação ao frio.
• É ideal que não exista nenhuma corrente de ar na sala, mas ela deve ser bem ventilada
para permitir a circulação saudável do ar.

Página 13 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

• A luz natural é preferível/ cromoterapia, ou a chama de uma vela pode proporcionar um


clima especial. O ambiente tem que ser limpo e acolhedor, de fraca luminosidade, e com
música em baixo volume que induza ao relaxamento.
• Desligue televisão, abafe o som do ambiente externo (trânsito, dependendo da
localização de seu ambiente de massagem) e coloque uma música relaxante para que o
ambiente se complete.
• Material: Loção de massagem ou óleos; colchão ou marquesa, toalhas de rosto e banho;
lençol para forrar a marquesa, papel lençol; rolinho para os tornozelos (decúbito ventral
e rolo para a região poplítea (decúbito dorsal);
• Caso necessite usar luva: por doenças contagiosas em pequena parte do corpo do cliente,
não massagear o local, e caso for no corpo todo é contra-indicado. E quando houver
alguma ferida seja na mão do massagista ou no corpo do cliente, usar também;
• Uma boa dica: quando for usar um óleo ou creme novo em seu cliente, passe em uma
região bem pequena no corpo, enquanto faz anamnese e depois observe se teve reação
na pele, caso tenha ficado um vermelhidão ou coceira, evite usá-los.

7 - Indicações e contra-indicações da massagem


As indicações gerais da massagem são:
▪ Alívio do Stress;
▪ Perturbações digestivas;
▪ Perturbações cardíacas, no caso de edema, auxiliam no retorno venoso, diminuindo o
inchaço;
▪ Entorses, contusão, dores;
▪ Enxaquecas, pois diminui a tensão;
▪ Problemas na coluna vertebral;
▪ Problemas emocionais e sequelas.
▪ Dores musculares e contracturas
▪ Dores vasculares
▪ Edemas (nas primeiras horas não se deve fazer qualquer massagem só após 24h/48 h)
▪ Luxações (é indicada pós luxação e mediante indicação do profissional que segue esta
situação)
▪ Entorses

Página 14 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

▪ Cicatrizes
▪ Hematomas
▪ Fibroses
▪ Obstipação
▪ Cervicalgias, dorsalgias, lombalgias
▪ Coxartroses (artrose da anca)
▪ Gonartroses (artrose do joelho)
▪ Debilidade física
▪ Insuficiência respiratória
▪ Obesidade (mas neste caso serve como apoio em conjunto com outros tratamentos
para a pele recuperar elasticidade)

As contra indicações gerais das massagens:


• Embolias;
• Flebites, inflamação das veias,
• Infeções;
• Febre;
• Gânglios inchados;
• Fraturas ósseas não consistentes,
• Osteoporose grave, pelo risco de haver fratura dos ossos;
• Gravidez nos três primeiros meses de gestação. No tempo restante da gravidez, as
massagens se realizarão de lado. Existem indicações que a massagem serve para acalmar o
bebe e no pré parto, auxilia a posicionar o feto;
• Hipertensão arterial. Caso for realizar massagens relaxantes não há contra indicações,
portanto se estimulantes, a massagem está contraindicada;
• Quando existam reações alérgicas à massagem;
• Quando a pessoa sofre muita dor, no caso de doenças graves, como cancro;
• Doenças de pele;
• Pessoas com taquicardia, aumento da frequência do batimento do coração;
• Pessoas com hematomas graves;
• Imediatamente após operações cirúrgicas;

Página 15 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

8 -Cuidados a observar

• O massagista deve usar roupas discretas, se possível com cores neutras como branco
ou preto, sem decotes e que não marque muito o corpo, passando uma postura mais
séria e profissional,
• Evite comprimentos com beijos ou abraços, isto pode causar uma maior intimidade,
um aperto de mão já é uma boa forma de receber (pelo menos para os clientes que
estão atendendo pela primeira vez).
• É muito importantes os massagistas preencherem uma anamnese primeiro para que
possam conhecer melhor o estado de saúde do seu cliente, mesmo que seja aplicada só
uma massagem relaxante, estas informações são sempre importantes
• Pergunte ao cliente se ele já fez massagem alguma vez, e explique a técnica de
massagem que será aplicada, tomando sempre cuidado com a forma de expressar, o
cliente estará ciente que se trata de uma massagem com fins terapêuticos.
• Ser simpática e empática com seu cliente.
• Muitos clientes gostam de conversar durante uma massagem, até mesmo na relaxante,
tente contornar a conversa para um lado profissional,
• Evite falar de sua vida pessoal. Só comece uma conversa se for para saber se dói
quando você aplica a massagem, a intensidade da dor e se está a melhorar.
• Cuidado com atendimentos ao domicílio, prefira sempre as indicações de amigos
próximos.
• Lembre-se que não precisa atender se o seu cliente não se comportar.

Página 16 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

9 - Bibliografia Utilizada
RUFFIER J.E Doutor, 1984. Manual prático de massagem: Indicações e práticas das diversas
massagens, higiénica, médica, estética, auto massagem, ginástica passiva. Litexa editora, Lda

Maxwell-Hudson Clare, 1999. Guia Ilustrado Completo. Livraria civilização editora.

Página 17 de 18
NOME DA UFCD – Manual de Formação

10- Anexo

Massagem de Relaxamento – SEQUÊNCIA

Massagem costas (sequencia de movimentos - 30 minutos)

1. Espalhar o óleo utilizando movimentos neurosedantes e pressões palmares


2. Amassamento palmo digital (3x)
3. Amassamento nodilar (3x)
4. Amassamento palmar (3x)
5. Pressão palmar
6. Fricção circular
7. Esvaziamento
8. Pressão palmar
9. Retorcimentos (2x)
10. Pressão palmar
11. Toques de coluna
12. Pressão palmar
13. Repetir passos 2,3 e 4
14. Pressão palmar
15. Movimentos neurosedantes
16. Secar e terminar

Massagem corpo inteiro (sequência da massagem – 55 a 60 minutos)

1. Iniciar na posição ventral


2. Ombros e cervical
3. Cara
4. Membros superiores
5. Pés
6. Membros inferiores
7. Passar para a posição dorsal
8. Pés
9. Membros inferiores
10. Costas

Página 18 de 18