Você está na página 1de 43

GAMETOGÊNESE HUMANA

Gametogênese

Gênese de gametas = produção de gametas

a) Espermatogênese = produção de espermatozoides

a) Ovogênese ou Ovulogênese = produção de óvulos


Meiose
Sistema Reprodutor Masculino
ESPERMATOGÊNESE:

Testículos

Dezenas de lóbulos que contêm de 1 a 4


túbulos seminíferos enovelados – túbulos são
revestidos por epitélio constituído por 2 tipos de
células:
-Células de Sertoli: nutrição dos espermatozoides;
-Células germinativas ou espermatogônias:
produção de espermatozoides.
Espermatozóides são
formados e lançados
Tubos Seminíferos no espaço do tubos

Epidídimo

Testículo
Células em divisão
(mitose x meiose)
Tubulos Seminíferos

Células em Meiose

Espermatozóides liberados
no espaço dos tubulos
Espermatogônias = células diplóides (2n) – via mitose –
células 2n = novas espermatogônias = espermatócitos
primários (ou de 1ª ordem)

Espermatócito primário – via meiose (após meiose I) = 2


espermatócitos secundários (ou de 2ª ordem) =
haplóides (n)

Espermatócitos secundários = completam a meiose =


originando espermátides haplóides (n)

Cada espermatócito primário (2n) origina:


4 espermátides haplóides (n)
Espermátides (n) –
processo de
diferenciação =
espermiogênese =
alterações morfo-
funcionais =
espermatozóides !!

Formação do
acrossomo (a partir
do Complexo
Golgiense) + longo
filamento
(locomoção)
Espermatogênese
Fases da ESPERMATOGÊNESE:

1- Fase de multiplicação: divisões mitóticas das


espermatogônias;

2- Fase de crescimento: crescimento das


espermatogônias originando espermatócitos
primário;

3- Fase de maturação: desde o início de meiose no


espermatócito primário até a formação dos
espermatozoides.
Espermatogênese
CÉLULAS GERMINATIVAS (2N)

ESPERMATOZÓIDES
Espermatogênese
(60 micrômetros)
OVOGÊNESE ou OVULOGÊNESE

Ocorre no interior dos ovários

Ovogênese inicia-se na vida intra-uterina (fase de


multiplicação das ovogônias (2n) começa no 4º mês de
desenvolvimento embrionário)

Fase de crescimento (3 a 5 anos ) = transformação das


ovogônias em ovócitos primários ou de 1ª ordem (2n)
Sistema Reprodutor Feminino

Tubas uterinas Ovidutos

Ligamento dos ovários

Útero

Colo do útero

Aparelho
reprodutor
Vagina feminino
Fase de maturação: ovócitos primários entram em meiose
Final da prófase I – ovócitos entram em dormência até a
puberdade

Mulher – maturação sexual – meiose prossegue sob


estímulo hormonal

A cada ciclo, um ovócito completa a fase de maturação =


óvulo fértil

Cada ovogônia origina apenas 1 óvulo funcional após a


meiose = as outras 3 células (corpúsculos polares)
degeneram
Maturação – folículo ovariano = folículo de Graaf
Cresce e rompe a parede ovariana = óvulo expelido do ovário
= ovulação – após capturado pelas fímbrias uterinas

Óvulo (130 m) – envolvido e protegido por células = coroa =


corona radinata
Ovogênese
Ovogênese
Ovogênese
Importante !!
Diferenças entre ESPERMATOGÊNESE e OVOGÊNESE

Espermatogênese Ovogênese
Mais significativa Restrita á vida intra-
após a maturidade uterina ou termina
Fase de sexual até toda a pouco após o
multiplicação vida nascimento

Menos longa Mais longa


Fase de Acúmulo de vitelo
crescimento

Cada Cada ovogônia


espermatogônia origina apenas 1
Fase de origina 4 óvulo
maturação espermatozóides
FECUNDAÇÃO
FECUNDAÇÃO

Fusão dos núcleos masculino e feminino dos gametas


(haplóides – n),formando a célula ovo ou zigoto
(diplóide – 2n)
Ejaculação: 300 milhões de espermatozóides – canal
vaginal – colo uterino – útero – tuba uterina = local onde
o óvulo é fecundado

Envoltório ovular c/ glicoproteína ZP3 !!


Acrossomo: libera enzimas (hialuronidase) que
desfazem a corona radiata + ação de enzimas
proteolíticas = perfuração do óvulo e penetração !!
Óvulo c/ membrana vitelina + zona pelúcida
(glicoproteínas)

Espermatozóide penetra no óvulo – liberação do líquido


perivitelínico – membrana vitelina enruga-se = bloqueio
da entrada de outros espermatozóides !!

Obs:
Monospermia = 1 espermatozóide penetra no óvulo
Polispermia = vários espermatozóides penetram no óvulo
Membrana do espermatozóide c/ fertilizinas (ligação c/
proteínas receptoras da memb do óvulo) !!

Fusão de membranas = alteração na permeabilidade da


membrana ovular aos íons Na+ e K+ (onda de
despolarização) + ação dos grânulos corticais (alteram
os receptores ZP3) !!

Espermatozóide ao penetrar no óvulo = perde o flagelo


+ degeneração da peça intermediária + crescimento do
núcleo com formação do pronúcleo masculino
Óvulo = forma o pronúcleo feminino

Fusão dos 2 núcleos haplóides = formação da célula-


ovo ou zigoto (2n) – restabelecendo o nº de
cromossomos

Zigoto origina o embrião – percorre a tuba uterina –


instala-se no endométrio (útero) = nidação
Fecundação

Fecundação

Óvulo

Ovulação

Útero

Espermatozóides
Vagina
Condições de fecundação
Presença de espermatozóides nas
vias genitais femininas
Condições de fecundação
Durante o período de ovulação, o colo do útero
fica bem aberto com um muco alcalino
abundante onde é mais fácil a deslocação dos
espermatozóides
Condições de fecundação

A estreita entrada
para as trompas,
apesar de se
encontrar
permanentemente
aberta, só permite a
passagem de muito
poucos
espermatozóides de
cada vez.
O encontro dos gametas

Ovócito libertado pelo Espermatozóides


folículo... rodeiam o ovócito...
1º glóbulo polar
1º glóbulo polar
Zona pelúcida

2º glóbulo
polar

Corona
radiata Ovócito II
Óvulo
O encontro dos gâmetas
A fixação do
espermatozóide
na zona
pelúcida.

Reação acrossômica
O encontro dos gametas

1º glóbulo polar
2º glóbulo
polar

Óvulo
Fecundação Trompa de falópio

Fecundação
Ovári
o
Ovulação Útero
Zona pelúcida
Cervix
Células foliculares Vagina

Grânulos

Fusão dos núcleos


Zigoto