Você está na página 1de 21

1

AULA DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES – PARTE I e II

Questões autorais

QUESTÃO 01

Gabriel teve o seu desligamento realizado na empresa onde trabalhava por acordo entre
as partes. Ele recebeu pela metade das verbas indenizatórias e de forma integral as
demais verbas, bem como pode sacar apenas 50% do saldo da sua conta do FGTS e
não teve direito ao seguro desemprego.

Nessa situação:

A) Está correto a porcentagem do valor autorizado para levantamento do FGTS de


Gabriel? Justifique.

B) O fato de Gabriel não ter acesso ao seguro desemprego está correto? Justifique.

QUESTÃO 02

Carlos é um advogado que ajuizou uma demanda trabalhista contra a empresa do ramo
de alimentação BEM SERVIDOS LTDA. na cidade do Rio de Janeiro posterior a reforma
trabalhista, e em um dos pedidos requereu a concessão de honorários advocatícios.

Diante a situação narrada:

A) Existe a possibilidade de êxito do pedido de honorários feito por Carlos? Justifique.

B) No caso se a Reclamada fosse a Fazenda Pública, haveria possibilidade de êxito no


pedido de Carlos? Justifique.

QUESTÃO 03

Paulo após a sua demissão, foi até o seu escritório para realizar uma consulta e sanar
algumas dúvidas referente ao seu último emprego. Informou que ganhava em torno de
20 mil reais por mês e que assinou um termo para que em eventual conflito posterior ao
contrato de trabalho deveria ser solucionado através da arbitragem, bem como deu
quitação do último ano do contrato de trabalho no sindicato da categoria.

A) Segundo a sua análise, a cláusula de arbitragem possui valor? Justifique.

B) Analise a quitação anual do contrato de trabalho do empregado e justifique se há


validade?

2
QUESTÃO 04

Mariano é um renomado advogado trabalhista que recebeu em seu escritório vários


clientes querendo ajuizar ações com idênticos pedidos contra a mesma empresa. Todas
as audiências de conciliação foram marcadas 3 dias após o protocolo dos processos.

Neste caso:

A) Indique se está correto a realização do agendamento das audiências?

B) Informe se poderia Mariano ajuizar apenas uma ação com todos os ex-empregados
da empresa juntos?

QUESTÃO 05

A empresa JBLM, com 4 mil empregados, para estar de acordo com a legislação
trabalhista vigente realizou uma eleição para escolher aos seus funcionários 3 (três)
representantes pessoais com o objetivo de promover o diálogo e o entendimento no
ambiente de trabalho com o fim de prevenir conflitos entre o empregador e os
funcionários.

A) A postura da empresa JBLM, mediante a eleição dos representantes pessoais, está


de acordo com a legislação trabalhista? Justifique.

B) Os membros escolhidos nessa eleição terão estabilidade no emprego? Justifique.

QUESTÃO 06

Carlos foi contratado por uma empresa em regime de teletrabalho, após a sua demissão
entrou com uma ação trabalhista pedindo horas extras sob a alegação que trabalhava
mais de 8 horas por dia e comparecia a empresa eventualmente sendo que, de acordo
com o princípio da primazia da realidade, diante esse fato não estava preenchido os
requisitos para a caracterização do teletrabalho. Requereu também o ressarcimento
com a internet gasta para realizar o trabalho em sua residência. Em resposta a empresa
informou que o comparecimento era apenas uma vez por mês para reunião geral da
empresa e que o valor da internet era responsabilidade do empregado conforme
previsão contratual.

A) Diante desta situação, você como advogado entende que o empregado teria ou não
direito as horas extras?

B) Conforme a situação narrada, o empregado tem direito ao ressarcimento do valor


gasto com a internet utilizada para realizar o serviço?

3
QUESTÃO 07

Uma empresa ao ser notificada da execução de um processo trabalhista requereu que


seu advogado solicitasse ao juízo compensação do valor em razão do ex-empregado
estar devendo o aluguel do imóvel que pertence a diretora da empresa.

Frente ao exposto:

A) Há possibilidade do requerimento de compensação no momento da execução do


processo?

B) Qual a possibilidade da compensação na justiça do trabalho de verbas que não tem


relação ao contrato de trabalho?

QUESTÃO 08

Paula, funcionária da Instituição Estudos Mais, foi chamada como testemunha em


processo trabalhista, mas está com muito receio de que a faculdade privada lhe
desconte o dia de trabalho em razão da sua ida até a Justiça do Trabalho, tendo em
vista que tem muito trabalho acumulado. Já Marcela, militar, que também foi chamada
a um processo, está com receio que o seu chefe no quartel não autorize a sua ida até a
Justiça do Trabalho.

Mediante as situações expostas:

A) Paula poderá ter o dia em que compareceu em audiência descontado pela Instituição
Estudos Mais, a qual trabalha?

B) Já para Marcela, qual o procedimento correto a ser adotado quando a testemunha


for funcionária militar?

QUESTÃO 09

Mariana foi procurada pelo advogado do seu ex-empregador para realizar um acordo
extrajudicial com a empresa. No acordo ele daria quitação geral ao contrato de trabalho
e receberia a quantia de R$ 15.000,00. O advogado da empresa informou para Mariana
que ela não iria precisar contratar advogado, pois a homologação do acordo seria
possível somente com a assinatura do advogado da empresa.

Mediante a afirmação do advogado:

A) É possível a realização de um acordo extrajudicial trabalhista?

4
B) Está correta a colocação do advogado sobre a possibilidade da realização do acordo
sem que a ex-empregada esteja representada por um advogado?

QUESTÃO 10

Um funcionário aposentado, de um banco privado, possui uma ação contra seu ex-
empregador, ao qual requer pagamento de horas extras realizadas durante o período
em que estava trabalhando. Em outro processo, também versando sobre discussão de
concessão de horas extras, este funcionário é convocado pelo reclamante como
testemunha. O advogado do banco solicita ao juiz que indefira o depoimento do ex-
funcionário, sobre a alegação de o mesmo ter um processo contra o banco com o
mesmo tema.

A) Frente ao descrito nessa situação, que atitude deve tomar o juiz? Justifique sua
resposta.

B) No processo do trabalho, poderá a parte solicitar que o juiz notifique as testemunhas


para comparecerem em juízo na petição inicial? Justifique sua resposta.

QUESTÃO 11

A empresa Sabor Melhor, que atua na área de alimentação, possui dois empregados,
Marcelo com 17 anos e Paulo com 67 anos de idade. A empresa lhe procura para lhe
prover a assessoria jurídica neste caso, pois está com dúvida com relação a concessão
das férias desses empregados, mediante a situação responda:

A) Poderá a empresa Sabor Melhor realizar o parcelamento das férias de ambos os


empregados? Justifique.

B) Qual é o prazo que a empresa tem para efetuar o pagamento das férias dos
empregados.

QUESTÃO 12

A empresa Móveis de Norte a Sul, que atua no ramo de móveis, acordou com os seus
empregados de uma filial a realização de banco de horas de 8 meses, e negociou com
o sindicato para uma outra filial um banco de horas de 12 meses.

Segundo a legislação trabalhista em vigor, responda os questionamentos


a seguir:

A) Está correto o banco de horas negociado com os empregados? Justifique.

5
B) O banco de horas negociado com o sindicato está de acordo com a legislação?
Justifique.

QUESTÃO 13

O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região proferiu sentença normativa em razão do


ajuizamento de Dissidio Coletivo por parte do Sindicato dos Bancários em um Banco.
Ocorre que as condições da economia no país mudaram muito e se tornou inviável para
o Banco atender a todos os direitos concedidos aos bancários na sentença normativa.

A) Você como advogado do banco o que poderá fazer para atender os direitos do seu
cliente?

B) Qual o prazo máximo que uma sentença normativa pode vigorar?

QUESTÃO 14

Marcelo é empregado de um hospital, exercendo jornada diária de 8 horas, e


trabalhando em contato agentes insalubres. Paulo é empregado de uma indústria,
exercendo a jornada 12 x 36 e trabalhando em contato com agentes insalubres.

Nessa situação, verifique:

A) Poderá Marcelo fazer horas extras sem prévia autorização do órgão competente em
matéria de medicina e segurança do trabalho?

B) Paulo poderá fazer horas extras sem prévia autorização do órgão competente em
matéria de medicina e segurança do trabalho?

QUESTÃO 15

Você é um advogado que atua prestando consultoria jurídica trabalhista para diversas
empresas em sua cidade. No mesmo dia, recebeu o mesmo questionamento de duas
empresas: Qual seria a penalidade, caso ambos não registrassem um empregado
conforme determina a legislação trabalhista.

Nesse sentido:

A) Como deverá ser a resposta caso a empresa seja uma sociedade LTDA?

B) Sendo a empresa uma microempresa qual será a resposta adequada?

6
QUESTÃO 16

Joerberth, que foi contratado e trabalhava na cidade de Santa Maria-RS, ajuizou


demanda trabalhista no valor de R$ 30.000,00 contra sua ex-empresa, na cidade de
Porto Alegre-RS, ao qual está atualmente morando.

Nesse sentido:

A) Qual deve ser o rito do presente processo?

B) Você contratado como advogado da empresa, o que poderá ser feito e em qual prazo
em razão do ajuizamento da ação em Porto Alegre?

QUESTÃO 17

Augusto, sempre após sua jornada de trabalho, fica de sobreaviso por 4 horas. Já
Eduardo, sempre após a sua jornada de trabalho, fica de prontidão por 4 horas. Tendo
em vista em que ambos trabalham na mesma empresa, pergunta-se:

A) Como deverá ser realizado o pagamento ao empregado Augusto durante o período


de sobreaviso?

B) Como deverá ser realizado o pagamento ao empregado Eduardo durante o período


de prontidão?

QUESTÃO 18

José é empregado de uma empresa do ramo da alimentação, na empresa recebia, além


de seu salário, gorjetas pagas por clientes. No ato de sua rescisão, como o empregado
estava devendo para a empresa, ocorreu a compensação de sua dívida, bem como a
empresa se perdeu no prazo do pagamento das verbas rescisórias, foi realizado o
pagamento previsto em lei pelo atraso ao empregado.

Segundo exposto, responda:

A) O valor máximo que a legislação permite na compensação no ato da rescisão está


incluído o valor das gorjetas que o empregado recebia?

B) Se no valor da multa paga pelo atraso no pagamento está incluído o valor das
gorjetas?

QUESTÃO 19

7
Em um processo trabalhista ajuizado posterior a reforma, foi julgado o pedido
parcialmente procedente, tanto na ação principal, quanto na reconvenção. Nesse
sentido:

A) Segundo sua análise, como deverá proceder o juiz do processo quanto aos
honorários?

B) Seria possível a cobrança de honorários sucumbenciais na Reconvenção? Justifique.

QUESTÃO 20

Henrique foi demitido da empresa na qual trabalhava durante muitos anos. Com
interesse em entrar com ação trabalhista contra seu ex-empregador, mas sem querer
gastar dinheiro com advogado, pois não tinha condições para arcar com as despesas,
resolve entrar com o processo pessoalmente, sem contratar um advogado, pois foi
informado por um amigo que faz faculdade de direito sobre essa possibilidade.
Conforme sua análise:

A) Henrique poderá atuar em todo o processo sem a presença do advogado? Justifique.

B) Para ajuizamento da ação, Henrique deverá entrar com a ação no local da prestação
do serviço ou em seu domicilio?

QUESTÃO 21

Bressan, é um empregado, que trabalha em regime de tempo parcial em uma empresa.


Ele foi contratado para trabalhar 30 horas semanais, fazendo em média 4 horas extras
por semana na empresa. Segundo a situação, analise e responda:

A) Se a contratação está de acordo com a legislação atual trabalhista?

B) É possível que o empregado em regime de tempo parcial venda as suas férias?

QUESTÃO 22

O sindicato dos empregados bancários do Rio Grande do Sul, entabulou convenção


coletiva, contemplando diversos direitos para os trabalhadores, dentre os quais a
entrega de uma cesta básica mensal. Porém, logo após, iniciou-se divergência sobre a
quantidade e a qualidade dos produtos, que deveriam integrar a referida cesta básica,
tendo o sindicato dos empregados decidido ajuizar ação na Justiça do Trabalho.

Diante desse quadro, responda aos itens a seguir:

8
A) De acordo com a lei, é necessário, ou não, comum acordo para que seja instaurado
dissídio coletivo de natureza jurídica?

B) De acordo com a lei, qual é o prazo máximo de vigência de uma sentença normativa?
Justifique sua resposta.

QUESTÃO 23

Andrei por muitos anos foi sócio da empresa Jóia Rara, mas buscando novos objetivos
profissionais resolveu vender sua parte da empresa e se dedicar profissionalmente em
outra área. Mediante a situação em tela, responda:

A) Por quanto tempo Andrei ainda pode ser responsabilizado caso um empregado da
ex empresa ajuíze uma ação?

B) A responsabilidade do sócio retirante é subsidiária ou solidária?

QUESTÃO 24

João é um advogado meio distraído, que volta e meia esquece-se dos prazos em suas
ações. Ocorre que, em um processo de alto valor, João perdeu o prazo para interposição
de recurso ordinário, sendo que a outra parte interpôs o recurso ordinário.

A) Diante o exposto, existe ainda algum recurso cabível para atacar o disposto na
sentença de primeiro grau?

B) No direito do trabalho é possível a aplicação das regras do Direito Processual Civil?


Caso a resposta seja positiva, indique os requisitos necessários para sua aplicação.

QUESTÃO 25

Dália prestou serviços suplementares com habitualidade para sua empregadora, a


empresa X, durante 15 meses consecutivos.

Nesse sentido analise.

a) Conforme jurisprudência sumulada do TST, a supressão pelo empregador deste


serviço suplementar, pode gerar a empregada o direito a pagamento de alguma
indenização?

b) Para calcular o valor das horas extras, deve se utilizar o salário básico do empregado
ou todo o seu complexo salarial?

9
QUESTÃO 26

Marcelo trabalha para uma empresa que após a visita de um delegado regional do
trabalho foi interditada, tendo em vista que não respeitava as regras mínimas de
segurança aos seus empregados.

Nesse sentido:

A) O que acontecerá com o contrato de trabalho de Marcelo durante o período de


interdição da empresa?

B) Caberia por parte da empresa recurso da decisão de interdição da mesma?

QUESTÃO 27

O sindicato dos comerciários e a empresa X, não chegaram a um acordo na negociação


coletiva e diante este fato, resolveram ajuizar um dissidio coletivo para que a Justiça do
Trabalho resolva o conflito. Após o ajuizamento do dissidio, ambas as partes não
compareceram na audiência de conciliação.

Nesse sentido analise:

A) Como deverá proceder o Presidente do Tribunal diante da ausência de ambas as


partes na audiência?

B) Qual o prazo máximo de vigência de uma sentença normativa na Justiça do


Trabalho?

QUESTÃO 28

Foi marcada a audiência de conciliação entre as partes de um processo trabalhista. No


dia da audiência da empresa que era uma sociedade anônima, ficou sem nenhum
empregado disponível para atuar como preposto em audiência, tendo ido como preposto
um conhecido do diretor da empresa que tinha conhecimento dos fatos do processo. Já
o empregado estava comprovadamente doente não conseguiu ir até a justiça do
trabalho, tendo solicitado ao sindicato de sua categoria o representasse.

Diante das narrativas, analise:

A) Deverá ser decretada a revelia da Reclamada, visto que o preposto não era
empregado?

10
B) Deverá ser arquivado o processo, visto que o reclamante não compareceu em
audiência, mas sim o sindicato de sua categoria?

QUESTÃO 29

Josivaldo ajuizou Reclamatória Trabalhista na 3ª Vara do Trabalho de Santa Cruz do


Sul, em face de sua ex-empregadora, postulando o pagamento de horas extras e
adicional noturno. Após a instrução processual, foi prolatada sentença de improcedência
total da ação, sendo concedido benefício da justiça gratuita ao reclamante.
Inconformado, Josivaldo lhe procura para que recorra da decisão, considerando isso,
responda:

a) Qual o recurso que deve ser proposto e em que prazo?

b) Josivaldo precisará recolher custas e fazer depósito recursal?

QUESTÃO 30

Manuel, 56 anos, portador de doença grave, cardiopatia grave, pretende ajuizar


reclamação trabalhista contra a empresa Super Mais Ltda, empresa sediada no mesmo
município do Reclamante e em pleno funcionamento. Relata que foi dispensado sem
justa causa, tendo inclusive recebido uma via do Termo de Rescisão do Contrato de
Trabalho, que soma a quantia de R$ 14.500,00. Entretanto, até o presente momento
não houve o pagamento do referido valor. Manuel tem pressa em receber as verbas,
pois possui dívidas e ainda não conseguiu novo emprego.

A) Na qualidade de advogado de Manuel, qual rito deverá ser adotado e por quê?

B) Seria possível fazer pedido de tramitação preferencial?

QUESTÃO 31

Carlos litiga com a empresa SSS Alimentos Ltda, sendo que foi designada audiência
inicial para o dia 10/11/2016. No dia 09/11/2016, Carlos sentiu-se mal e foi levado ao
Pronto Atendimento, sendo constatado que teve um AVC, e que precisará ficar internado
por alguns dias.

O gerente da empresa soube por sua esposa, que é enfermeira do Hospital em que
Carlos foi internado, que o reclamante não iria para a audiência devido ao seu estado
de saúde, e decidiu por não comparecer também, já que seria uma perda de tempo.

Considerando isso, responda:

11
A) Na qualidade de advogado de Carlos, considerando que a audiência ainda não
ocorreu, qual medida adotaria para evitar prejuízo ao seu cliente pelo não
comparecimento na audiência?

B) Agiu corretamente o gerente da empresa em não comparecer na audiência?

QUESTÃO 32

Juliana, técnica administrativa da sociedade empresária SCJN, pretende usufruir 15


dias de férias, pois decidiu converter 15 dias de férias em dinheiro. Taís sua auxiliar, irá
assumir de forma plena as tarefas. Nesse caso, sobre o período de férias e de acordo
com o entendimento do TST responda:

A) Juliana poderá converter o período pretendido em dinheiro?

B) Tais receberá o mesmo salário de Juliana durante a substituição?

QUESTÃO 33

Numa metalúrgica, há a seguinte situação: Marcela é empregada no setor de vendas e


engravidou; Inácio, que atua no setor de faturamento, foi eleito suplente de dirigente
sindical; Júlia, que atua no setor fabril, foi indicada como representante do empregador
na CIPA.

Considerando a situação apresentada, responda:

A) Inácio possui garantia de emprego?

B) Júlia possui garantia de emprego?

QUESTÃO 34

Sandra trabalhava na empresa JLG Ltda., porém, em conversa com o empregador, em


comum acordo, resolveram rescindir o contrato de trabalho.

Nesse caso, responda considerando as normas em vigor:

A) Sandra terá direito a indenização de 40% sobre o saldo do FGTS?

B) Sandra poderá receber seguro desemprego?

QUESTÃO 35

12
Em uma reclamatória trabalhista que tramita na 22ª Vara do Trabalho de Livre Verde, a
reclamada foi notificada para comparecer em audiência e apresentar defesa. Porém, ao
analisar a petição inicial, o advogado constatou que havia incompetência territorial, já
que a ação deveria ter sido ajuizada no local da contratação, mas o reclamante a ajuizou
no seu atual domicílio.

Diante da situação apresentada, responda:

A) Como advogado, qual a providência que deveria ser adotada?

B) Nada sendo feito pelo advogado naquele momento. Tal questão poderia ser
suscitada como nulidade em momento posterior?

QUESTÃO 36

Jussara pretende contratar uma empregada doméstica para lhe ajudar com as tarefas
da casa. Jussara então faz um anúncio, e no dia de marcado aparecem apenas duas
candidatas, Marilene, com 17 anos de idade, e Janaína, 36 anos de idade, que está de
mudança para a cidade e se disponibiliza a residir na casa de Jussara.

Nesse caso, responda:

A) Jussara poderia contratar Marilene?

B) Caso a empregadora contrate Janaína, e as partes decidam que Janaína residirá na


casa da empregadora, poderia a empregadora fazer desconto no salário da empregada
a título de moradia?

QUESTÃO 37

Matheus Severo foi dispensado sem justa causa pelo seu empregado. Recebeu todas
as verbas da rescisão, mas entendia que fazia jus ao pagamento de valores a título de
horas extras e a devolução de descontos que teriam sido feitos em seu salário, sem
autorização. Em razão disso, procurou um advogado que realizou contato com o
advogado da empresa.

Após esse contato, o advogado da empresa começou a tratar diretamente com o ex-
empregador, e lhe informou que poderia dispensar seu advogado, e que lhe outorgando
uma procuração, poderia peticionar para solicitar a homologação do acordo realizado.
Sobre a situação acima, responda:

A) As partes poderão estar assistidas pelo mesmo advogado?

B) Como fica o prazo prescricional para o empregado a partir do momento em que for
peticionado solicitando a homologação do acordo?

13
QUESTÃO 38

Nos autos da reclamatória trabalhista 8765-9, que tramita pelo rito ordinário, foi
designada audiência de prosseguimento, com a devida intimação das partes para
comparecer, pois nela seriam tomados os depoimentos pessoais. No dia designado, o
reclamante não compareceu, pois anotou errado o dia da audiência, estando, contudo,
presente o seu advogado, a parte reclamada, e duas de suas testemunhas. A reclamada
informou que uma das testemunhas não compareceu, requerendo a sua intimação.

Diante dessa situação:

a) Diga qual se o não comparecimento do reclamante leva ao arquivamento da ação?

b) Como deve agir o juiz, quanto ao pedido da reclamada?

QUESTÃO 39

Joana lhe procura, na qualidade de advogada para sanar algumas dúvidas. Ela relata
que trabalha para a Fábrica Canecas Ltda., e que, no ano anterior realizou uma licença
remunerada de 35 dias, pois estava concluindo um curso profissionalizante. Informa
que, agora, foi informada que não terá direito a férias do período aquisitivo do
mencionado ano. Ademais refere que recebeu ajuda de custo para pagamento do seu
curso, mas que tal valor não integrava para qualquer fim.

A) Como você orientaria Joana, sobre suas férias?

B) Como seria sua orientação sobre o pagamento do curso?

QUESTÃO 40

Géssica, empregada da empresa Super Mais, descobriu que estava grávida, e, com
receio de perder o emprego, lhe procura, para tirar algumas as seguintes dúvidas:

A) Informa que ficou sabendo que tem garantia de emprego, mas quer saber até quando
essa garantia se estende.

B) Quer saber como ficará sua jornada de trabalho nos dias que precisar realizar de
consultas e realização de exames?

QUESTÃO 41

14
Mariela ajuizou reclamação trabalhista pelo rito sumaríssimo em face de sua
exempregadora, pleiteando a condenação da reclamada ao pagamento de horas
extraordinárias. Na audiência designada a reclamante informa que havia convidado sua
ex-colega de trabalho Ariele, mas não entende a razão do não comparecimento da
mesma. Diante disso, seu advogado pleiteia a intimação da testemunha. A reclamada,
por sua vez, empresa com 16 empregados, junta aos autos controle com horários
variando 5 minutos para mais ou 5 minutos para menos, sustentando que a reclamante
nunca lavorou em horários extraordinários.

A) O juiz deve intimar a testemunha da reclamante?

B) A quem compete o ônus da prova das horas extraordinárias no caso

QUESTÃO 42

Joel, empregado recebeu o contracheque de determinado mês com desconto, a título


de contribuição confederativa. Por não ser sindicalizado, reclama junto ao empregador
contra ambas as subtrações e este encaminha o caso ao setor jurídico para análise.

A) Análise a validade da cobrança das contribuições.

B) Indique se o empregado é obrigado a se filiar ao sindicato da categoria.

QUESTÃO 43

João é um advogado meio distraído que volta e meia esquece dos prazos em suas
ações. Ocorre que um processo de alto valor João perdeu o prazo para interposição de
Recurso Ordinário, sendo que a outra parte interpôs o Recurso Ordinário.

A) Diante o exposto existe ainda algum recurso cabível para atacar o disposto na
sentença de primeiro grau?

B) Quando um recurso não é aceito na Justiça do Trabalho, qual recurso poderá ser
interposto pela parte para buscar resolver a negativa do juízo de admissibilidade?

QUESTÃO 44

Rubinho trabalha em uma empresa cumprindo a seguinte jornada de trabalho: na


primeira semana do mês, de segunda-feira a sexta, de 08:00h às 16:00h; na segunda
semana, de segunda-feira a sexta-feira, de 16:00h às 24:00h; na terceira, de segunda-
feira a sexta-feira, de 24:00h às 8:00h e na quarta semana, de segunda-feira a sexta-
feira das 08:00h às 16:00h e assim sucessivamente em cada mês, sempre com intervalo

15
de 1 hora para refeição. Não existe acordo coletivo nem convenção coletiva regrando a
matéria para sua categoria profissional.

Com base no caso apresentado, responda aos itens a seguir.

A) Analise se há sobrejornada, justificando em qualquer hipótese.

B) Informe sobre que horário Rubinho receberá adicional noturno na jornada cumprida
de segunda-feira a sábado, das 16:00h às 24:00h.

QUESTÃO 45

Paulo é empregado na sociedade empresária Produtos Ltda., exercendo a função de


montador nível I. No ano em que completou 18 anos, Paulo se alistou e foi convocado
para prestar serviço militar, permanecendo no quartel por 1 ano. Findo esse período,
deu a respectiva baixa e retornou ao serviço junto ao empregador.

a) Qual o efeito jurídico da prestação do serviço militar no contrato de trabalho de Paulo?

b) Haverá recolhimento do FGTS no período em que Paulo permaneceu no quartel?

QUESTÃO 46

Jeferson é professor de Educação física da Escola Aprendendo, que pertence a rede


particular de ensino, pelo turno da manhã. Durante o contrato de trabalho, faleceu sua
esposa. E, após o término do ano letivo, a empregadora pretende lhe contratar por mais
um turno.

Nessa situação responda:

A) Por quantos dias Jeferson poderia se ausentar ao trabalho em razão da morte de sua
esposa?

B) O professor poderá lecionar em um mesmo estabelecimento por mais de um turno?

QUESTÃO 47

Nos autos de uma execução trabalhista foi proferida uma decisão que julgou
improcedente os embargos à execução. Em face da decisão, a executada interpôs
recurso, e, posteriormente, foi proferida pelo Tribunal Regional do Trabalho uma decisão
que, na visão do recorrente, ofende diretamente a Constituição Federal.

Nesse caso, responda:

16
A) Qual foi o recurso usado pelo executado para atacar a decisão que julgou
improcedente os embargos à execução?

B) Seria cabível algum recurso? Em caso positivo, mencione qual.

QUESTÃO 48

Em um processo que tramita na 12ª Vara do Trabalho de Pintado, foi proferida sentença
condenatória ao pagamento das verbas rescisórias no valor de R$ 20.000,00, e
reconhecida a responsabilidade subsidiária da União aos créditos, já que, embora
tivesse contratado a empresa prestadora de serviço por processo licitatório, não havia
fiscalizado o contrato.

Diante disso responda:

A) A União, inconformada pretende recorrer da decisão. Como fica a situação dos


pagamentos, das custas processuais e do depósito recursal?

B) Não havendo recurso de nenhuma das partes, o processo estaria sujeito ao duplo
grau obrigatório de jurisdição?

QUESTÕES DA 1ª FASE ADAPTADAS – XXVI EXAME

QUESTÃO 49

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Lucas trabalhava em uma empresa estatal, cuja norma interna regulamentar previa a
necessidade de sindicância administrativa para apuração de falta e aplicação de
suspensão. Após quatro anos de contrato sem qualquer intercorrência, em determinada
semana, Lucas faltou sem qualquer comunicação ou justificativa por dois dias
consecutivos.

Diante disso, logo após o seu retorno ao trabalho, seu superior hierárquico aplicou a
pena de suspensão por três dias.

A) Na qualidade de advogado de Lucas, que tem interesse em manter o emprego, você


deverá requerer qual medida?
B) Qual o prazo máximo que um empregado pode ser suspenso pelo seu empregador?

17
QUESTÃO 50

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Em 2018, um sindicato de empregados acertou, em acordo coletivo com uma sociedade


empresária, a redução geral dos salários de seus empregados em 15% durante 1 ano.

A) Nesse caso, conforme dispõe a CLT, teriam os funcionários alguma garantia? Qual
seria?
B) Qual o prazo máximo de vigência de um acordo coletivo de trabalho?

QUESTÃO 51

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Felisberto foi contratado como técnico pela sociedade empresária Montagens Rápidas
Ltda., em janeiro de 2018, recebendo salário correspondente ao mínimo legal. Ele não
está muito satisfeito, mas espera, no futuro, galgar degraus dentro da empresa. O
empregado em questão trabalha na seguinte jornada: de segunda a sexta-feira, das 10h
às 19h48min com intervalo de uma hora para refeição, tendo assinado acordo particular
por ocasião da admissão para não trabalhar aos sábados e trabalhar mais 48 minutos
de segunda a sexta-feira.

A) Com base na situação retratada e na Lei, Felisberto teria o direito a horas extras?
B) Se a empresa negociar banco de horas diretamente com Felisberto, qual será o prazo
máximo do banco de horas?

QUESTÃO 52

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Considerando a grave crise financeira que o país atravessa, a fim de evitar a dispensa
de alguns funcionários, a metalúrgica Multiforte Ltda. pretende suspender sua produção
por um mês. O Sindicato dos Empregados da indústria metalúrgica contratou você para,
como advogado, buscar a solução para o caso.

A) Segundo o texto da CLT, qual a opção que apresenta a solução de acordo mais
favorável aos interesses dos empregados?
B) Analise a possibilidade da empresa reduzir o salário dos empregados em negociação
direta com os empregados?

QUESTÃO 53

18
Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Paulo é policial militar da ativa da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Como policial
militar, trabalha em regime de escala 24h x 72h.Nos dias em que não tem plantão no
quartel, atua como segurança em uma joalheria de um shopping center, onde tem que
trabalhar três dias por semana, não pode se fazer substituir por ninguém, recebe
remuneração fixa mensal e tem que cumprir uma rotina de 8 horas a cada dia laborado.
Os comandos do trabalho lhe são repassados pelo gerente-geral da loja, sendo que
ainda ajuda nas arrumações de estoque, na conferência de mercadorias e em algumas
outras funções internas. Paulo não teve a CTPS anotada pela joalheria.

A) Diante dessa situação, à luz das normas da CLT e da jurisprudência consolidada do


TST, estão preenchidos os requisitos da relação de emprego?
B) Qual o prazo que um empregador tem para assinar a CTPS de um empregado após
o início das atividades?

QUESTÃO 54

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Jorge era caixa bancário e trabalhava para o Banco Múltiplo S/A. Recebia salário fixo
de R$ 4.000,00 mensais. Além disso, recebia comissão de 3% sobre cada seguro de
carro, vida e previdência oferecido e aceito pelos clientes do Banco, o que fazia
concomitantemente com suas atividades de caixa, computando-se o desempenho para
suas metas e da agência. Os produtos em referência não eram do banco, mas, sim, da
Seguradora Múltiplo S/A, empresa do mesmo grupo econômico do empregador de
Jorge.

A) Diante disso, observando o entendimento jurisprudencial consolidado do TST, bem


como as disposições da CLT, os valores recebidos a título de comissão devem integrar
a remuneração de Jorge?
B) Pode um empregador pagar bebida alcoólica aos seus funcionários como salário
utilidade?

QUESTÃO 55

Adaptada 1ª fase do XXVI Exame – OAB/FGV

Uma sociedade empresária ajuizou ação de consignação em pagamento em face do


seu ex-empregado, com o objetivo de realizar o depósito das verbas resilitórias devidas
ao trabalhador e obter quitação judicial da obrigação. No dia designado para a audiência
una, a empresa não compareceu nem se justificou, estando presente o ex-empregado.

19
A) Indique, de acordo com a CLT, o instituto jurídico que ocorrerá em relação ao
processo?
B) Pode o juiz suspender uma audiência?

20
21