Você está na página 1de 2

Lorena Vaz Leme

Principais características:
Filha de fazendeiros, culta, fina, aristocrática, descende de
bandeirantes.
Estuda Direito (e nessa mesma linha, vive citando coisas inteligentes,
em várias línguas)
Por outro lado, consegue unir bem citações de cultura popular às mais
eruditas, como filósofos, escritores e músicos
volta muito ao passado por conta de um trauma profundo: em uma
brincadeira, seu irmão Rômulo morre com um tiro de Remo, também
irmão.
por conta de tudo isso, o pai de Lorena é internado em um sanatório, o
irmão vive traumatizado (e diplomata no norte da áfrica) e a mãe
perdida em fantasias
Lorena tem a pensão Pensionato N. Senhora de Fátima) como seu
refúgio, ou concha, como o livro cita: lê, faz chá, ginástica, recebe
presentes do irmão (como o caviar e lagostim no início da obra) e faz
visita a amigos, sempre isolada em uma bolha elitista Segundo Lia,
trata-se de uma burguesa alienada, apesar da bondade e do carinho
com que recebe e ajuda a todos.)
O mundo insiste em invadir sua privacidade – as amigas, as freiras,
Fabrízio, Guga, (sente atração por ambos durante a obra) o amor
impossível pelo médico mais velho M.N.) colocam-na em frequente
conflito com o mundo exterior.
Uma reviravolta se dá em sua vida depois da morte de Ana Turva.
Consegue definir-se e agir positivamente, encontrando, por um lado,
solução para o problema imediato; por outro, um possível desfecho
para sua alienação: voltará para a casa da mãe, acabará por perceber
a impossibilidade de um compromisso com M.N. e se abrirá para o
amor de Guga enquanto resolve enfrentar o mundo.
"Ai, meu pai!" é uma frase típica dessa personagem, quase um bordão
é virgem, porém divaga muito sobre masturbação durante a obra

Lorena Vaz Leme 1


Por vezes é chamada somente de Lena
tem um gato chamado Astronauta, que preferiu o mundo depois que
cresceu
Adora Jimi Hendrix e dedica a música a Jesus
Coisas que estão nos slides:
1. por conta de sua elevada cultura, cita, por exemplo, Hamlet e
Drummond A Máquina do Mundo)
acho que ela vai ficar feliz que a gente lembrou do que ela
própria passou em aula
2. Durante toda a obra, é possível reconhecer Lorena por sua paixão
por MN Marcos Nemézius, o médico) e perceber como todas as
suas atitudes e decisões giram em torno dele
representa a alienação de uma parte da população da época
em relação a ditadura
diálogos, como esse do 1 capítulo, mostram uma disparidade
latente entre Lorena (rica e refinada) e Lia, apelidada de Lião
pela amiga.

Lorena Vaz Leme 2