Você está na página 1de 2

Leitura

Lê o poema com atenção e, de seguida, responde às questões com frases completas:

Ao ver o neto a brincar,


Diz o avô, entristecido,
«Ah, quem me dera voltar
A estar assim entretido!

Quem me dera o tempo quando


Castelos assim fazia,
E que os deixava ficando
Às vezes p´ra outro dia;

E toda a tristeza minha


Era, ao acordar p´ra vê-lo,
Ver que a criada já tinha
Arrumado o meu castelo.»

Mas o neto não o ouve


Porque está preocupado
Com um engano que houve
No portão para o soldado.

E, enquanto o avô cisma, e triste


Lembra a infância que lá vai,
Já mais uma casa existe
Ou mais um castelo cai;

E o neto, olhando afinal


E vendo o avô a chorar,
Diz, «Caiu, mas não faz mal:
Torna-se já a arranjar.»

               Fernando Pessoa,1926

1. Faz a análise formal (ou externa) do poema, referindo-te ao tipo de estrofes, à rima e à
métrica.

2. O que sente o avô ao ver o neto brincar?

2.1.             Explica, por palavras tuas, aquilo que o avô diz, nos versos 3 a 12.

2.2.             A partir das palavras do avô, faz a sua caracterização.

3. Por que razão o neto não o ouve?

4. Finalmente, a criança repara nas lágrimas do avô. Como as interpreta? Como tenta
consolá-lo?
5. Este poema mostra-nos mais qualquer coisa do que um neto que brinca e um avô que
chora ao vê-lo brincar, ou seja, mostra-nos as duas maneiras diferentes como crianças
e idosos veem o mundo e a realidade. Comenta esta afirmação.

Gramática:

1.       Identifica o tempo e modo dos verbos compostos nas frases seguintes (associa um


número a uma alínea):

a.       pretérito perfeito
do Indicativo
1.       Já te tinha avisado antes!
b.       pretérito mais-que-
2.       Tendo lavado dos dentes, finalmente deitei-me.
perfeito do Indicativo
3.       Ela já terá cumprido o serviço comunitário?
c.        futuro do presente
4.       Se me tivesses ouvido não estavas nesta do Indicativo
situação!
d.       gerúndio
5.       Tenho falado todos os dias com a Margarida.
e.      pretérito mais-que-
perfeito do Conjuntivo

3.       Divide e classifica as orações seguintes:

a)      O avô chorava porque tinha saudades da infância.

b)      Como a criança estava distraída, não viu o acidente.

c)       Logo que chegues a casa, manda-me uma mensagem.