Você está na página 1de 24

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIFAVIP

WYDEN
Curso de Engenharia
Disciplina: Fenômenos de Transportes

Aula 1: Transferência de Calor

Professor: Marcélio Alves Teotônio


marcelio.teotonio@unifavip.edu.br
Transferência de calor
O que é?

Transferência de calor é a energia térmica em trânsito


devido a uma diferença de temperatura no espaço.

Sempre que existir uma diferença de temperatura em um


meio ou entre dois meios, haverá, necessariamente
transferência de calor.
Transferência de calor
Não confundir:

Transferência de Transporte de energia


Calor térmica devido a gradientes
de temperatura
Calor Quantidade de energia Q J
térmica transferida num
intervalo de tempo 𝛥t>0
Taxa de Energia térmica transferida q W
transferência de por unidade de tempo
calor
Fluxo de calor Energia térmica transferida q’’ W/m²
por unidade de tempo e por
unidade de área
Modos de transferência de calor

Condução: Transferência de calor num sólido ou fluido estático (gás ou líquido)


devida ao movimento aleatório dos seus átomos, moléculas e/ou elétrons
constituintes.

Convecção: Transferência de calor devida ao efeito combinado do movimento


aleatório (microscópico)e do movimento macroscópico (advecção)do fluido sobre uma
superfície.

Radiação: Transferência de calor na ausência de um meio interveniente emitida por


ondas eletromagnéticas entre duas superfícies em diferentes temperaturas.
Condução
• Mencionando a palavra condução, devemos imediatamente
visualizar conceitos das atividades atômicas e moleculares,
pois são processos nesses níveis que mantem este modo de
transferência de calor.

• A condução pode ser vista como a transferência de energia


das partículas mais energéticas para as menos energéticas
de uma substancia devido as interações entre partículas.

• Considere um gás no qual exista um gradiente de


temperatura e admita que não haja movimento global, ou
macroscópico.
Condução
• O gás pode ocupar o espaço entre duas superfícies que são
mantidas a diferentes temperaturas como mostrado na
figura 1.2.
Condução
• É possível quantificar processos de transferência de calor
em termos de equações de taxa apropriadas.
• Forma geral (vectorial) da Lei de Fourier:

• Para a parede plana unidimensional,


mostrada na figura 1.3
Fluxo de calor(W/m2):

′′
𝑑𝑇 𝑇2 − 𝑇1
𝑞 𝑥 = −k = −𝑘
𝑑𝑥 𝐿
Taxa de transferência de calor(W): 𝑞𝑥 = 𝑞′′ 𝑥*A
Condução
• Exemplo 1 -A parede de um forno industrial é construída
em tijolo refratário com 0,15 m de espessura, cuja
condutividade térmica é 1,7 W/(m.K). Medidas efetuadas
ao longo da operação em regime estacionário revelam
temperaturas de 1400 e 1150 K nas paredes interna e
externa, respectivamente. Qual é a taxa de calor perdida
através de uma parede que mede 0,5 m por 1,2 m?
Condução
Condução
Convecção
• O modo de transferência de calor por convecção abrange
dois mecanismos. Além de transferência de energia
devido ao movimento aleatório, a energia também é
transferida através do movimento global, ou
macroscópico do fluido.

• Em um instante qualquer, um grande número de


moléculas está se movendo coletivamente ou como
agregado. Tal movimento, na presença de um gradiente
de temperatura, contribui para a transferência de calor.

• Estamos interessados na transferência de calor por


convecção, que ocorre com o contato entre um fluido
em movimento e uma superfície, estando os dois a
diferentes temperaturas.
Convecção
• Considere o escoamento de um fluido sobre a superfície
aquecida da figura 1.4.
Convecção
• A transferência de calor por convecção pode ser
classificada de acordo com a natureza do escoamento do
fluido.

• Forçada

• Livre ou natural

• Ebulição

• Condensação
Convecção
• Independente da natureza específica do processo de
transferência por convecção, a equação para a taxa de
transferência possui a forma:

𝑞′′ = ℎ(𝑇𝑠 − 𝑇∞) Lei do resfriamento de Newton

𝑞′′ = Fluxo de calor por convecção (W/m²)


𝑇𝑠 = temperatura da superfície
𝑇∞ = temperatura do fluido
ℎ = coeficiente de transferência de calor por convecção
Radiação
• Radiação térmica é a energia emitida pela matéria
que se encontra a uma temperatura não-nula. Ainda
que voltemos nossa discussão para a radiação a partir de
superfícies sólidas, a emissão também ocorre a partir de
gases e líquidos.

• Independentemente da forma da matéria, a emissão pode


ser atribuída a mudanças nas configurações eletrônicas
dos átomos ou moléculas que constituem a matéria.

• A energia do campo de radiação é transportada por


ondas eletromagnética. Enquanto a transferência de
energia por condução ou convecção requer a presença de
um meio material, a radiação não necessita dele.
Radiação
• Considere os processos de transferência de calor por
radiação na superfície da figura abaixo

lei de Stefan-Boltzmann (radiador ideal)

𝐸𝑏 = σ𝑇 4 𝑠

Fluxo de energia que sai devido a


emissão é:
𝐸 = 𝜀𝐸𝑏 = 𝜀𝜎𝑇 4 s
E [W/m2]: Poder emissivo da superfície
ε (0 ≤ ε ≤ 1): Emissividade da superfície
Eb [W/m2]: Poder emissivo de um corpo
negro (emissor perfeito)
σ : 5,67×10-8 [W/m2.K4]
Radiação
• Considere os processos de transferência de calor por
radiação na superfície da figura abaixo

Fluxo de energia absorvida devida à


irradiação:

𝐺𝑎𝑏𝑠 = 𝛼𝐺
Gabs [W/m2]: Radiação incidente
absorvida
𝛼 (0 ≤ 𝛼 ≤ 1): Absortividade da superfície
G [W/m2]: Irradiação
Radiação
• Caso especial de uma superfície exposta a uma
envolvente de grandes dimensões com temperatura
uniforme

Para o caso particular a


Irradiação é:
G= 𝜎𝑇 4 viz

• Se α = ε, o fluxo radiativo útil a partir da superfície


devido às trocas de calor por radiação com a envolvente
é:
q’’rad = 𝜀𝐸𝑏 − 𝛼𝐺 = 𝜀𝜎(𝑇 4 s−𝑇 4 viz )
Radiação
• Se α = ε, o fluxo radiativo útil a partir da superfície
devido às trocas de calor por radiação com a envolvente
é:
q’’rad = 𝜀𝐸𝑏 − 𝛼𝐺 = 𝜀𝜎(𝑇 4 s−𝑇 4 viz )

• A taxa de transferência por radiação pode ser escrita

𝑞𝑟𝑎𝑑 = ℎ𝑟 𝐴(𝑇𝑠 − 𝑇𝑣𝑖𝑧 )

• Onde hr é o coeficiente de transferência de calor por


radiação hr
ℎ𝑟 = εσ(𝑇𝑠 + 𝑇𝑣𝑖𝑧 )(𝑇 2 s +𝑇 2 viz)
Radiação
Exemplo 2 - Uma tubulação de vapor d’água sem
isolamento térmico atravessa uma sala na qual o ar e as
paredes se encontram a 25ºC. O diâmetro externo do tubo
é 70mm, a temperatura de sua superfície é de 200ºC e esta
superfície tem emissividade igual 0,8. Quais são o poder
emissivo da superfície e a sua irradiação?
Sendo o coeficiente
associado à transferência
de calor por convecção
natural da superfície para
o ar 15 W/(m²/K), qual é
a taxa de calor perdida
pela superfície por
unidade de comprimento
do tubo?
Resistência térmica
• Definida como a razão entre um potencial motriz e a
correspondente taxa de transferência

• Da mesma maneira que uma resistência elétrica está


associada à condução de eletricidade, uma resistência
térmica pode ser associada à condução de calor.

∆𝑇
𝑅𝑡 =
𝑞

𝑅𝑡 = resistência térmica
𝛥𝑇= diferença de temperatura
q = taxa de transferência de calor
Resistência térmica
• A grandeza Rt é chamada de resistência térmica e assume
diferentes formas para os três modos de transferência de
calor.
∆𝑇
𝑅𝑡 =
𝑞

• a resistência térmica na condução em uma parede plana


é:
𝑇𝑠, 1 − 𝑇𝑠,2 𝐿
𝑅𝑡, 𝑐𝑜𝑛𝑑 =
= 𝑞𝑥 𝐾𝐴
Resistência térmica
• a resistência térmica na convecção é:
𝑇𝑠 − 𝑇∞ 1
𝑅𝑡 , 𝑐𝑜𝑛𝑣 =
= 𝑞 ℎ𝐴

• a resistência térmica na radiação é:

𝑇𝑠 − 𝑇𝑣𝑖𝑧 1
𝑅𝑡, 𝑟𝑎𝑑 =
= 𝑞𝑟𝑎𝑑 ℎ𝑟𝐴
Exemplo 3
Uma câmara de congelador é um espaço cúbico de lado
igual a 2 m. Considere que a sua base seja perfeitamente
isolada. Qual é a espessura mínima de um isolamento à
base de espuma de estireno (k = 0,030 W/(m · K)) que
deve ser usada no topo e nas paredes laterais para garantir
uma carga térmica menor do que 500 W, quando as
superfícies interna e externa estiveram a −10 e 35°C?