Você está na página 1de 30

Linhas de Influência

Viga de Referência
Vamos utilizar a viga abaixo como referência para exemplificar como
achar os valores picos e como saber qual o diagrama para cada
ponto.
S é um ponto qualquer localizando entre B e D; “m” é a distância
entre A e B, “a” é a distância entre B e S; “b” é a distância entre S e D
“m” é a distância entre D e E
Linhas de Influência
Ponto S
Vamos começar analisando pelo ponto S. Lembrando que o ponto S
é um ponto que pode estar em qualquer lugar entre os apoios B e D.
O ponto S possui dois diagramas: um de força cortante e outro de
momento fletor
Possíveis Trem Tipo
Existem quatro possibilidades de trem tipo:
Possíveis Trem Tipo

Este trem tipo indica que a carga distribuída


está sendo aplicada em toda a viga,
INCLUINDO entre as cargas pontuais. É o trem
tipo que iremos utilizar em nossas atividades
e no dimensionamento de pontes.

Este trem tipo indica que a carga distribuída


está sendo aplicada em toda a viga MENOS
entre as cargas pontuais.
Possíveis Trem Tipo

Este trem tipo indica que a carga distribuída


está sendo aplicada em toda a viga, PORÉM
possui valores diferentes entre a carga pontual
e fora da carga pontual.

Este trem tipo indica que a carga distribuída


está sendo aplicada SOMENTE entre as cargas
pontuais.
Possíveis Trem Tipo
Resumindo, nós iremos trabalhar com o
seguinte estilo de trem tipo:
Cargas pontuais sendo aplicadas na pior
situação na linha de influência (maiores
valores de Y) e carga distribuída em toda a
viga, entre a carga distribuída e fora da carga
distribuída.
Lembrando que as cargas pontuais se aplicam
somente uma vez na parte positiva (abaixo)
das vigas e uma vez na parte negativa (acima)
dos diagramas.
Exemplo de aplicação do Trem tipo
É possível observar que
as cargas pontuais estão
𝑌𝐸 = 0,375
sendo aplicada apenas 𝑌𝑠1 = 0,375
uma vez nos maiores
valores na parte
negativa (cima) e na
parte positiva (baixo) e
𝑌𝐴 = 0,375
a carga distribuída está 𝑌𝑠2 = 0,625
sendo aplicada em toda
a viga
Linhas de Influência
Viga de Referência
Vamos utilizar a viga abaixo como referência para trabalhar um
exemplo semelhante a atividade avaliativa que foi passada.
Também contem o trem tipo abaixo.
Linhas de Influência
Viga de Referência
Vamos utilizar a viga abaixo como referência para exemplificar como
achar os valores picos e como saber qual o diagrama para cada
ponto.
Linhas de Influência
Viga de Referência
Vamos calcular os diagramas de esforços cortantes e de momento
entre os apoios B e D para pontos S. Estes pontos podem estar em
qualquer lugar entre os apoios.
Linhas de Influência
Viga de Referência
Posicionaremos o ponto S a 2 metros do apoio B e abaixo estão as
cotas da viga até o ponto S.
Linhas de Influência
Viga de Referência
Para realizar os cálculos de linha de influência para o ponto S de
nossa viga, vamos utilizar o seguinte formato com as seguintes
incógnitas:
Linhas de Influência
Viga de Referência
Após acharmos os valores para cada incógnita no formato de viga,
podemos proceder para os cálculos. Inicia-se com uma viga base sem
nenhum diagrama. Vamos calcular os diagrama de esforço cortante
para o ponto S.
Ponto S – Esforço Cortante
Para o diagrama de cortante em um ponto S qualquer, ele SEMPRE vai
possuir este formato como base, podendo alterar seus picos conforme
suas medidas. Próximo aos picos estão as formulas de como calcular
cada pico.
𝑛
𝑎 𝑌𝐸 =
𝑌𝑠1 = 𝐿
𝐿

𝑚
𝑌𝐴 = 𝑏
𝐿 𝑌𝑠2 =
𝐿
Linhas de Influência
Esforço Cortante
Com as fórmulas de nosso picos, nós pegamos e calculamos os
valores para cada pico:

𝑚 2 𝑎 2 𝑏 3 𝑛 2
𝑌𝐴 = = = 0,4 𝑌𝑠1 = = = 0,4 𝑌𝑠2 = = = 0,6 𝑌𝐸 = = = 0,4
𝐿 5 𝐿 5 𝐿 5 𝐿 5
Linhas de Influência
Esforço Cortante
Sabendo o formato base do diagrama de cortante, nós posicionamos
cada ponto baseado em seu valor de Y. É recomendado que se faça
em escala para evitar confusão sobre suas alturas.
𝑌𝑠1 = 0,4 𝑌𝐸 = 0,4

𝑌𝐴 = 0,4
𝑌𝑠2 = 0,6
Linhas de Influência
Esforço Cortante
Em seguida traçamos o
diagrama conforme os pontos
que nós posicionamos
anteriormente. Com suas
𝑌𝑠1 = 0,4 𝑌𝐸 = 0,4
alturas (valores de Y), já é
possível saber aonde aplicar
as cargas pontuais.

Iremos aplicar cargas pontuais


nos pontos S1 e S2, pois são 𝑌𝐴 = 0,4
os maiores valores de Y em 𝑌𝑠2 = 0,6
cima (negativo) e em baixo
(positivo).
Linhas de Influência - esforço cortante

Com as cargas distribuídas


posicionadas sobre toda a viga e as
𝑌𝐸 = 0,4
cargas pontuais posicionadas nos 𝑌𝑋1
𝑌𝑠1 = 0,4
maiores valores de Y, o próximo
passo é descobrir os valores de Y
nos locais aonde estão sendo
aplicada as cargas pontuais aonde
não sabemos o valor de Y sobre as
cargas pontuais. 𝑌𝐴 = 0,4 YX2
𝑌𝑠2 = 0,6
Estes locais estão representados
com uma bola vermelha.
Linhas de Influência - esforço cortante

Em seguida, calcula o valor de cada


Y novo com as seguintes fórmulas:
𝑌𝑠1 = 0,4 𝑌𝐸 = 0,4
𝑌𝑋1
𝑋1 1
𝑌𝑋1 = = = 0,2
𝐿 5

𝑋2 2 X1=1 X2=2
𝑌𝑋2 = = = 0,4
𝐿 5
𝑌𝐴 = 0,4 YX2
𝑌𝑠2 = 0,6
Cálculo das solicitações
Finalizando a determinação de todos os picos e alturas os quais
contem forças pontuais, agora se calcula as solicitações. Para isso se
segue as seguintes regras:
1. Quando há forças pontuais, o valor da solicitação é igual ao “valor
da força pontual vezes a altura”.
2. Quando há forças distribuída, o valor da solicitação é igual ao
“valor da força distribuída vezes a área da figura”
Efetuasse o cálculo duas vezes, uma para a seção positiva (inferior) e
outra para a seção negativa (superior).
Linhas de Influência - esforço cortante
Encontrado a altura nos pontos sobre as
cargas pontais e calculado a cortante
utilizando as cargas pontuais e cargas
distribuidas: 𝑌𝑠1 = 0,4 𝑌𝐸 = 0,4
𝑌𝑋1 = 0,2
, ∗ , ∗

X1=1 X2=2

𝑌𝐴 = 0,4 YX2 = 0,4


, ∗ , ∗ 𝑌𝑠2 = 0,6
Linhas de Influência
Momento Fletor
Agora iremos fazer o cálculo para o momento fletor. Primeiramente
nós localizamos o modelo base do diagrama de momento fletor
entre apoios.
Ponto S – Momento Fletor
Para o diagrama de momento em um ponto S qualquer, ele SEMPRE vai
possuir este formato como base, podendo alterar seus picos conforme
suas medidas. Próximo aos picos estão as formulas de como calcular
cada pico.

Para calcular em
um ponto entre S
e o lado esquerdo,
Para calcular em
é só utilizar
um ponto entre S
formula do YA e
e o lado direito, é
substituir “m” pela
só utilizar formula
distancia até o
do YA e substituir
ponto.
“n” pela distancia
até o ponto.
Linhas de Influência
Momento Fletor
Agora iremos fazer o cálculo para o momento fletor. Primeiramente
nós localizamos o modelo base do diagrama de momento fletor
entre apoios.
Linhas de Influência
Momento Fletor
Sabendo o formato base do diagrama de momento fletor, nós
posicionamos cada ponto baseado em seu valor de Y. É
recomendado que se faça em escala para evitar confusão sobre suas
alturas.
Momento Fletor em S
Em seguida traçamos o
diagrama conforme os pontos
que nós posicionamos
anteriormente. Com suas
alturas (valores de Y), já é
possível saber aonde aplicar
as cargas pontuais.

Iremos aplicar cargas pontuais


nos pontos YS e YA, pois são
os maiores valores de Y em
baixo (positivo) e em cima
(negativo).
Momento Fletor em S
Com as cargas distribuídas
posicionadas sobre toda a viga e as
cargas pontuais posicionadas nos
maiores valores de Y, o próximo
passo é descobrir os valores de Y
nos locais aonde estão sendo 𝑌𝑋1
aplicada as cargas pontuais aonde
não sabemos o valor de Y sobre as
cargas pontuais.
Estes locais estão representados
com uma bola vermelha.
YX2
Momento Fletor em S

Em seguida, calcula o valor de cada


Y novo com as seguintes fórmulas:

𝑌𝑆 ∗ 𝑋1 1,2 ∗ 1 𝑌𝑋1
𝑌𝑋1 = = = 0,6
𝑎 2

𝑌𝑆 ∗ 𝑋2 1,2 ∗ 2
𝑌𝑋2 = = = 0,8 X2=2
𝑏 3 X1=1

YX2
Cálculo das solicitações
Finalizando a determinação de todos os picos e alturas os quais
contem forças pontuais, agora se calcula as solicitações. Para isso se
segue as seguintes regras:
1. Quando há forças pontuais, o valor da solicitação é igual ao “valor
da força pontual vezes a altura”.
2. Quando há forças distribuída, o valor da solicitação é igual ao
“valor da força distribuída vezes a área da figura”
Efetuasse o cálculo duas vezes, uma para a seção positiva (inferior) e
outra para a seção negativa (superior).
Momento Fletor em S
Encontrado a altura nos pontos sobre
as cargas pontais e calculado a
cortante utilizando as cargas pontuais
e cargas distribuídas:
𝑌𝑋1 = 0,6
, ∗ , ∗

X1=1 X2=2

, ∗ , ∗ YX2=0,8