Você está na página 1de 161

1.

° SEMESTRE

MARCELO CRIVELLA
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

TALMA ROMERO SUANE


SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

MARIA HELENA DOS SANTOS PRAZERES COSTA


SUBSECRETARIA DE ENSINO

ANA PAULA GOMES GONZALEZ – PI CIÊNCIAS


ANA PAULA MANÇANO GUIMARÃES – PI CIÊNCIAS
HILDA VIEIRA DE ARAÚJO – PI MATEMÁTICA
IVES MAURO SILVA DA COSTA JUNIOR – PI HISTÓRIA
JOEL CARLOS ALVES DE PAIVA – PI MATEMÁTICA
LIANA LUZ PEREIRA MONTAGNER – PI LÍNGUA PORTUGUESA
MILTON ROBERTO PEREIRA DA SILVA – MATEMÁTICA
SIMONE DE PAIVA SANTANA GUIMARÃES – PI GEOGRAFIA
ELABORAÇÃO

MARIANA VERA CRUZ PEREIRA


WELLINGTON MARTINS MACHADO
REVISÃO

MARIA INACIA DE ALVARENGA COUTINHO DA SILVA


ROSILENE ADRIANO MATTOS
ORGANIZAÇÃO E SUPERVISÃO DA PRODUÇÃO DE MATERIAL

ROSILENE ADRIANO MATTOS


ELABORAÇÃO DO MATERIAL DE ARTES

MARCELO LACERDA GÓES TELLES – PI MÚSICA


COLABORADOR NA ELABORAÇÃO DO MATERIAL DE MÚSICA

EDIGRÁFICA
EDITORAÇÃO E IMPRESSÃO

MIGUEL PAIXÃO
SUPERVISÃO GRÁFICA

CONTATOS E/SUBE
Telefones: 2976-2301 / 2976-2302
subesme@rioeduca.net
materialcarioca@rioeduca.net
1.° SEMESTRE

Prezado Aluno, Prezada Aluna,


Sejam bem-vindos(as) ao ano letivo de 2019!

Esse material foi preparado com cuidado e carinho para apoiar seus
estudos. Desejo que você o utilize com responsabilidade, empenho e prazer.
A cada página lida, cada tarefa realizada, pense que você estará mais
próximo de novas conquistas. E, assim, consequentemente, colherá os frutos
de sua dedicação.

Nosso ano será de muito trabalho. Estamos comprometidos com a oferta


de uma educação pública de qualidade. Esse é o nosso compromisso. Para
isso, você está recebendo o Volume I do Material Didático Carioca, composto
por atividades integradas, contemplando as diversas disciplinas que
compõem o nosso currículo.

É importante que você também se comprometa a cuidar desse material,


realizando as atividades com capricho e zelando pela organização. Ao longo
do primeiro semestre de 2019, você já perceberá as vantagens da dedicação
investida. Conte com o apoio do seu professor ou da sua professora.

A educação carioca, a partir desse momento, estabelece novos rumos


voltados para o progresso de toda a população. Aproveite bem esse material
e seja mais uma história de sucesso em nossa Rede!

Com carinho,

PROFESSORA TALMA SUANE


Secretária Municipal de Educação
1.° SEMESTRE

Carta ao aluno

Prezado aluno,

Prezada aluna,

Bem-vindo/a ao projeto CARIOCA II!

Você faz parte deste projeto que vai acelerar os seus estudos, para que, em

2020, você ingresse no Ensino Médio!

Este é o primeiro material didático do projeto CARIOCA II.

Neste material você encontrará atividades integradas com as diferentes

disciplinas relacionadas aos 8º e 9º anos escolares, que orientarão você nos seus

estudos. Você vai conhecer contos e histórias, curiosidades e informações, que irão

auxiliá-lo na observação, na percepção do mundo e na construção do conhecimento.

No projeto CARIOCA II, você vai ter a oportunidade de trabalhar em equipes,

registrando suas impressões sobre o que foi observado e debatido, além de pensar e

pesquisar sobre muitos temas, com a orientação de seus professores.

Queremos que você, aluno/aluna do projeto, juntamente com seus colegas,


CARIOCA II

adquiram informações e conhecimentos significativos para a sua vida e que, mais

tarde, possamos todos nos orgulhar das mudanças ocorridas em sua turma e em você!

Bom estudo!

Equipe dos Projetos de reforço escolar

4
1.° SEMESTRE

https://ak2.picdn.net/shutterstock/videos/6208802/thumb/1.jpg
Meu ideal seria escrever...

Meu ideal seria escrever uma história tão


engraçada que aquela moça que está doente naquela
casa cinzenta quando lesse minha história no jornal
risse, risse tanto que chegasse a chorar e dissesse 
"Ai meu Deus, que história mais engraçada!".

E então a contasse para a cozinheira e telefonasse para duas ou três amigas para contar a
história; e todos a quem ela contasse rissem muito e ficassem alegremente espantados de vê-la
tão alegre. Ah, que minha história fosse como um raio de sol, irresistivelmente louro, quente,
vivo, em sua vida de moça reclusa, enlutada, doente. Que ela mesma ficasse admirada ouvindo o
próprio riso, e depois repetisse para si própria  "Mas essa história é mesmo muito engraçada!".

Que um casal que estivesse em casa mal-humorado, o marido bastante aborrecido com a
mulher, a mulher bastante irritada com o marido, que esse casal também fosse atingido pela
minha história. O marido a leria e começaria a rir, o que aumentaria a irritação da mulher. Mas
depois que esta, apesar de sua má vontade, tomasse conhecimento da história, ela também risse
muito, e ficassem os dois rindo sem poder olhar um para o outro sem rir mais; e que um, ouvindo
aquele riso do outro, se lembrasse do alegre tempo de namoro, e reencontrassem os dois a
alegria perdida de estarem juntos.

Que nas cadeias, nos hospitais, em todas as salas de espera a minha história chegasse  e
tão fascinante de graça, tão irresistível, tão colorida e tão pura que todos limpassem seu coração
CARIOCA II

com lágrimas de alegria; que o comissário do distrito, depois de ler minha história, mandasse
soltar aqueles bêbados e também aquelas pobres mulheres colhidas na calçada e lhes dissesse 
"Por favor, se comportem, que diabo! Eu não gosto de prender ninguém!". E que assim todos
tratassem melhor seus empregados, seus dependentes e seus semelhantes em alegre e
espontânea homenagem à minha história.

5
1.° SEMESTRE

E que ela aos poucos se espalhasse pelo mundo e fosse contada de mil maneiras, e fosse
atribuída a um persa, na Nigéria, a um australiano, em Dublin, a um japonês, em Chicago  mas
que em todas as línguas ela guardasse a sua frescura, a sua pureza, o seu encanto surpreendente;
e que no fundo de uma aldeia da China, um chinês muito pobre, muito sábio e muito velho
dissesse: "Nunca ouvi uma história assim tão engraçada e tão boa em toda a minha vida; valeu a
pena ter vivido até hoje para ouvi-la; essa história não pode ter sido inventada por nenhum
homem, foi com certeza algum anjo tagarela que a contou aos ouvidos de um santo que dormia, e
que ele pensou que já estivesse morto; sim, deve ser uma história do céu que se filtrou por acaso
até nosso conhecimento; é divina".

E quando todos me perguntassem  "Mas de onde é que você tirou essa história?"  eu
responderia que ela não é minha, que eu a ouvi por acaso na rua, de um desconhecido que a
contava a outro desconhecido, e que por sinal começara a contar assim: "Ontem ouvi um sujeito
contar uma história...".

E eu esconderia completamente a humilde verdade: que eu inventei toda a minha história


em um só segundo, quando pensei na tristeza daquela moça que está doente, que sempre está
doente e sempre está de luto e sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro.
BRAGA, Rubem. Meu ideal seria escrever...In Crônicas 3 (Para Gostar de Ler). São Paulo: Ática, 2011.

SOBRE O AUTOR:
https://npdiario.com/wp-content/uploads/2016/06/brah.jpg

Rubem Braga dedicou-se exclusivamente à crônica, que o


tornou popular. Como cronista mostrava seu estilo
irônico, lírico e extremamente bem humorado. Sabia
CARIOCA II

também ser ácido e escrevia textos duros defendendo os


seus pontos de vista. Fazia crítica social, denunciava
injustiças e combatia governos autoritários. Rubem Braga
(1913-1990) nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, no
Espírito Santo, no dia 12 de janeiro de 1913.

(Adaptado:https://www.ebiografia.com/rubem_braga/)

6
1.° SEMESTRE

“Meu ideal seria escrever...”, este é o título da crônica de Rubem Braga que acabamos de ler.

Você sabe o que é crônica?

GÊNERO TEXTUAL: CRÔNICA


A CRÔNICA é um texto breve, escrito para jornal ou revistas, sobre qualquer assunto (em geral,
temas do cotidiano), podendo ser de base narrativa. Pode-se dizer, atualmente, que tudo “cabe” no
gênero CRÔNICA. A característica básica da crônica é ser um texto escrito para ser publicado em um
periódico (jornal ou revista, digital ou impresso). A periodicidade é que localiza a crônica em uma
atualidade histórica. Por isso CRÔNICA, de CRONOS > tempo. A informalidade, o tom coloquial (como
se o cronista conversasse com o leitor) é outra característica do gênero CRÔNICA.

CRÔNICA NARRATIVA
http://lider-design3d.blogspot.com.br/2012/07/atencao.html

• É um texto de base narrativa que aborda um fato do cotidiano.


• Tem a finalidade de divertir os leitores e/ou levá-los a refletir
criticamente sobre a vida cotidiana e os comportamentos humanos.
• Os temas vêm do noticiário jornalístico.
• O texto é, geralmente, curto e leve, podendo ser irônico.
• A linguagem é pessoal, simples, direta, informal, próxima do leitor.
• Normalmente é publicada em jornais, revistas (impressos ou digitais),
sites da internet, podendo aparecer depois, reunidas em um em livro.

1- Na crônica narrativa, que conta uma história, os fatos podem ser narrados por um narrador-
observador (quem conta e não participa da história, apenas narra o que sabe em 3ª pessoa) ou
CARIOCA II

por um narrador-personagem (quem conta e participa da história, é um dos personagens).

Qual é o tipo de narrador na crônica “Meu ideal seria escrever...”? Copie uma passagem do texto
que justifique a sua resposta.

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

7
1.° SEMESTRE

2 - Leia as informações a seguir e reescreva, nas linhas abaixo, aquelas que são características
presentes na crônica “Meu ideal seria escrever...”.

A. Apresenta um registro informal.


B. Apresenta um registro formal.
C. Os fatos são do cotidiano.
D. Os fatos não se relacionam ao dia a dia.
E. É um texto longo.
F. É um texto curto.
G. É um texto que apresenta fatos, tempo, lugar e
personagens.
H. Não é um texto de base narrativa.
I. É um texto de base narrativa.

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

3 - Na CRÔNICA narrativa, os personagens são pessoas comuns e os fatos da vida cotidiana são
CARIOCA II

narrados em uma linguagem simples, informal. Exemplifique essas características da crônica com
uma passagem do texto “Meu ideal seria escrever...” de Rubem Braga.

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

8
1.° SEMESTRE

4 - Qual é o tema da CRÔNICA “Meu ideal seria escrever...”, de Rubem Braga?


________________________________________________________________________________

5 - O CRONISTA é um escritor sempre atento ao que se passa no dia a dia. Acompanha as notícias
nos jornais falados e escritos e as transforma em crônicas com sensibilidade e humor, levando o
leitor a uma reflexão crítica sobre o cotidiano.

Na crônica que você leu, o que aconteceria à moça doente assim que ela lesse a história do
cronista no jornal?_________________________________________________________________

6 - Releia o 1º parágrafo da crônica “Meu ideal seria escrever...” e justifique o uso das aspas nas
seguintes passagens:
“Ai meu Deus, que história mais engraçada!”
“Mas essa história é mesmo muito engraçada!”

________________________________________________________________________________

7 - Releia o seguinte trecho do 2º parágrafo:

“Que um casal que estivesse em casa mal-humorado, o marido bastante aborrecido com a
mulher, a mulher bastante irritada com o marido, que esse casal também fosse atingido pela
minha história.”

Que sentido tem a expressão “atingido pela minha história”, sublinhada no trecho?
________________________________________________________________________________
CARIOCA II

8 - No título da crônica, “Meu ideal seria escrever...”, que ideia é reforçada pelo uso das
reticências?
________________________________________________________________________________

9 - Que fato cotidiano dá origem à sequência dos acontecimentos da crônica “Meu ideal seria
escrever...”? _____________________________________________________________________

9
1.° SEMESTRE

10 - Explique o efeito de sentido causado pela repetição da palavra risse no trecho: “(...) que
aquela moça risse, risse tanto que chegasse a chorar (...)”.
________________________________________________________________________________

11 - Observe a obra de arte de Cândido


Portinari e imagine uma história a partir

http://www.portinari.org.br/
da cena pintada, preenchendo o quadro
abaixo. Depois, escreva a história que
você imaginou. Dê um título para sua
história. Seja criativo/a!

Título:

Que fato dá origem à história?

Onde se passa a história?

Quando a história acontece?

Quem são os personagens?

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
CARIOCA II

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

10
1.° SEMESTRE

Cândido Portinari foi um dos pintores brasileiros mais


famosos. Este grande artista nasceu na cidade de Brodowski
(interior do estado de São Paulo), em 29 de dezembro de
1903. Destacou-se também nas áreas da poesia e
política. Durante sua trajetória, estudou na Escola de Belas
Artes do Rio de Janeiro; visitou muitos países, entre eles a
Espanha, a França e a Itália, onde finalizou seus estudos. No
ano de 1935, recebeu uma premiação em Nova Iorque por
sua obra "Café". Desse momento em diante, sua obra passou
a ser mundialmente conhecida.

http://www.portinari.org.br/
Fonte:7 dasartes.blogspot.com.br

Leia o poema abaixo, de Luís Fernando Veríssimo.

http://www.ebc.com.br/sites/_portalebc2014/files/atoms_image/verissimo_121123_divulgacao.jpg
IDEAL
Como este que
Poema
Quer dizer o mesmo
Ideal
De baixo para cima
Éo
De cima para baixo
Que
Que
De cima para baixo
Éo
De baixo para cima
Ideal
Quer dizer o mesmo
Poema.
Poesia numa hora dessas? Rio de Janeiro: Objetiva, 2002, p. 84
CARIOCA II

12 - A palavra ideal aparece na crônica de Rubem Braga e no poema que você acabou de ler. Qual o
significado da palavra ideal

a) no poema de Luís Fernando Veríssimo?


_________________________________________________________________________________

b) na crônica “Meu ideal seria escrever...”, de Rubem Braga?


_________________________________________________________________________________

11
1.° SEMESTRE

13 - Você já sabe que PRONOME é a palavra que substitui ou acompanha um nome (substantivo).
Releia o poema “IDEAL” e responda.

a) Que pronome aparece no terceiro verso? ____________________________________________

b) Que palavra esse pronome está substituindo no texto? _________________________________

Faça uma pesquisa sobre a vida e a obra de Luís Fernando Veríssimo e anote, em
seu caderno, tudo o que você descobriu sobre esse escritor, escrevendo, depois,
uma nota biográfica como a que você leu sobre Cândido Portinari, na página
anterior.

Você sabia que muitos artistas plásticos também denunciam injustiças, combatem governos
autoritários e levam o leitor a refletir criticamente sobre o cotidiano, como fazem os cronistas? Eles
fazem tudo isso através de suas obras de arte. Observe as obras de Cândido Portinari, abaixo, e reflita
sobre elas. Faça uma pesquisa para numerá-las de acordo com os títulos abaixo.

1- Criança morta 2- Morro 3- Casamento na roça 4- Café 5- Colheita da cana 6 - Retirantes

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1377/imagens/colheita_de_cana.JP
G

CARIOCA II

Imagens retiradas de http://www.portinari.org.br/

12
1.° SEMESTRE

“E eu esconderia completamente a humilde verdade: que eu inventei toda a minha história em um


só segundo, quando pensei na tristeza daquela moça que está doente, que sempre está doente e
sempre está de luto e sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro.”

Você sabia que quando estamos doentes, milhões de células chamadas glóbulos brancos se
preparam para destruir qualquer invasor que ameace a saúde do ser humano?

A célula é a menor unidade que forma os seres vivos ou parte deles. Ela contém material
necessário para realizar as funções vitais do ser. Basicamente, a célula é formada por três estruturas:

Envoltório que seleciona as substâncias que entram e saem, de acordo com as


Membrana plasmática
necessidades da célula.

Material gelatinoso onde se encontram estruturas que desempenham as funções


Citoplasma
vitais da célula.

Regulador das atividades da célula e portador dos fatores transmitidos de pais


Núcleo
para filhos.

lisossoma membrana nuclear

citoplasma
mitocôndria

http://3.bp.blogspot.com/-5o52F4SG_sA/Uaze2UuIutI/AAAAAAAAADw/UJco_xc_A3U/s1600/celula+animal+eucariotida.jpg
citocentro
CARIOCA II

núcleo
Célula eucariota animal
retículo
endoplasmático
rugoso

aparato de Golgi

Vacúolo digestivo
membrana ribossoma retículo
plasmática endoplasmático liso

13
1.° SEMESTRE

Estruturas do
Função
citoplasma

Responsável pela produção de proteínas nas células. Tanto pode estar isolado
Ribossomos
no citoplasma, como grudado ao retículo endoplasmático.

Mitocôndria Responsável pela respiração celular.

Aparato de Golgi Armazena parte das proteínas produzidas pela célula.

Lisossomos Contêm substâncias necessárias à digestão celular.

Retículo Sistema de canais e bolsas achatadas que tem várias funções, dentre as quais
endoplasmático facilitar o transporte e a distribuição de substâncias no interior da célula.

Vamos assistir aos vídeos para aprender mais sobre células?


https://youtu.be/EEPcsml-w6A https://youtu.be/vR0TNsT3RGU https://www.youtube.com/watch?v=gyGWN_Vk2ps

TAREFA
1 - Pesquise a diferença entre a célula animal e a célula vegetal.
2 - Construa um modelo de célula com suas estruturas e funções. Histologia? ? ?
???
? ? ?
3 - Organize uma exposição e socialize seu conhecimento.

http://1.bp.blogspot.com/-9LN5dREmnRo/VQ9i6mGI0LI/AAAAAAACgwc/Dv_2xCzdqIU/s1600/meninoqq.gif

Você já ouviu falar em histologia?


CARIOCA II

HISTOLOGIA - É a ciência que estuda os tecidos do corpo humano.

A célula é a unidade fundamental do corpo; os tecidos são a associação de várias células


semelhantes; os órgãos são a junção de vários tecidos que realizam uma determinada função; os
sistemas são a união de vários órgãos (sistema nervoso, esquelético, respiratório, circulatório etc.); e
o organismo, a união de todos os sistemas.

14
1.° SEMESTRE

O corpo humano é formado por 4 tipos de tecidos: tecido epitelial, tecido conjuntivo (adiposo,
cartilaginoso, ósseo e sanguíneo), tecido muscular (liso, estriado esquelético e estriado cardíaco) e
tecido nervoso.

TECIDO FUNÇÃO

EPITELIAL Revestimento do corpo, sensibilidade e secreção de substâncias.

CONJUNTIVO Sustentação, preenchimento e o transporte de substâncias.

Receber estímulos e conduzir a informação para outras células, através do impulso


NERVOSO
nervoso.

MUSCULAR Promovem a contração muscular, o que permite os diversos movimentos do corpo.

O TECIDO CONJUNTIVO DIVIDE-SE EM:

TECIDO TECIDO
TECIDO CARTILAGINOSO TECIDO SANGUÍNEO
ADIPOSO ÓSSEO

Função:
Função: Função:
sustentação e revestimento (por exemplo, Função:
isolamento defesa do organismo e
a orelha, o nariz e a traqueia), além de sustentação
térmico do transporte de
amortecer o impacto dos movimentos na do corpo.
corpo. nutrientes.
coluna vertebral.

Tecido muscular,
feito de fibras que
se contraem
Tecido epiletial, Tecido nervoso, consiste de
recobre a células com projeções que
superfície do corpo transmitem sinais elétricos
CARIOCA II

http://www.sobiologia.com.br/figuras/Histologia/tecidos2.jpg

Fibras protéicas
Matrix extracelulares
Células

Tecido conjuntivo frouxo, Tecido ósseo Tecido Tecido


serve como assoalho para o cartilaginoso sanguíneo
epitelio e outros tecidos

15
1.° SEMESTRE

CAÇA-PALAVRAS:

N C O Q C M E D V E O D G Y O
M T A J R C S A N G U I N E O
T D L R N K Q O S S E O L N C
H O V I T N U J N O C C Z A P
O K E O S I E M T D U V R U C
O J B M C O L C E N I D X I M
M M B O D M E A W M I A T L L
U O O S H Q T K G A B O O A O
S S G S Q Q I G C I P R I T P
C O Q O S Q C O L L N L A A A
U P V S F O O G A H E O P N O
L I H I Y R B S O T B T S Z A
A D H L X G M I I M E L H O U
R A G K C A O P R R B L T R R
D H M H R Z E O S O V R E N T

1 - Envoltório que seleciona as substâncias que entram e saem na célula.


CARIOCA II

2 - Material gelatinoso com estruturas que desempenham as funções vitais da célula.

3 - Regulador das atividades metabólicas da célula.

4 - Responsável pela produção de proteínas nas células.

5 - Contém substâncias necessárias à digestão celular.

6 - O corpo humano é formado por 4 tipos de tecidos.

7 - Nomes dos quatro tipos de tecido conjuntivo.


16
1.° SEMESTRE

2 - Observe o desenho de uma célula. Coloque os nomes de suas estruturas e nomeie as sentenças
abaixo, fazendo a correspondência das partes da célula com suas funções e características.

A
B

https://cdn.thinglink.me/api/image/902882219436015618/1240/10/scaletowidth

( ) Responsável pela nutrição da célula. Constitui a maior parte da célula e fica entre a membrana
e o núcleo.

( ) Responsável pela reprodução celular. Nele estão armazenadas as unidades hereditárias, ou


seja, as informações genéticas dos indivíduos.

( ) Envolve e protege a célula. Por ela, entram substâncias como água, oxigênio e alimentos.

3 - Um grupo de células semelhantes e que realizam a mesma função no organismo é chamado de


TECIDO. Escreva a função dos tecidos que estudamos.

a) Tecido epitelial (células da pele).


CARIOCA II

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

b) Tecido muscular (células dos músculos).

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

17
1.° SEMESTRE

c) Tecido conjuntivo (células do sangue, dos tendões e dos ossos).

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

d) Tecido nervoso (células dos neurônios).

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

Vamos reler mais um trecho da crônica de Rubem Braga e pensar no que o levou a inventar sua história.

“...eu inventei toda a minha história em um só segundo, quando pensei na tristeza


daquela moça que está doente, que sempre está doente e sempre está de luto e
sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro.”

Você sabia que o que comemos influencia diretamente na saúde do nosso corpo? Pois é, a
alimentação é importante em todos os momentos da nossa vida. Uma alimentação saudável
fortalece o nosso sistema imunológico, principalmente quando estamos doentes.

OS ALIMENTOS COMO VEÍCULOS DE NUTRIENTES


http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/upload/conteudo_legenda/59fcb45b74a1b1ccc5a077c3bc7f975c.jpg

Para fornecer energia e todos os ingredientes necessários ao


CARIOCA II

bom funcionamento do organismo, a alimentação do indivíduo


deve ser equilibrada, pois cada nutriente desempenha funções
específicas no nosso organismo.

É muito importante para a saúde e também para a qualidade


de vida das pessoas que se tenha uma alimentação saudável.

A quantidade de calorias (energia) necessária varia de uma pessoa para outra de acordo com
vários fatores, tais como: a idade, o peso, o sexo, a altura, a atividade física.

18
1.° SEMESTRE

FIQUE Alimentos: são os produtos que ingerimos.


LIGADO! Nutrientes: são as substâncias que os alimentos contêm.
http://www.mamaeursa.com/2016/06/3-alimentos-saudaveis-para-criancas.html

Não existe nenhum alimento que, sozinho, contenha todos


os nutrientes necessários ao organismo. Por isso, devemos
ter uma alimentação variada.

NUTRIENTE FUNÇÃO FONTES

Principal fonte energética, responsável por Pães, cereais (arroz, milho, trigo,
CARBOIDRATOS fornecer, no mínimo, 50% da energia de aveia), tubérculos e raízes (batata,
que necessitamos. inhame, mandioca, cará etc.).

Gordura animal, sementes


Além de fornecer energia para o corpo,
oleaginosas (nozes, castanhas,
ajudam no transporte das vitaminas A, D, E
LIPÍDIOS amendoim etc.), óleos vegetais
e K através do organismo. Devem ser
(azeite de oliva, canola, soja, milho,
consumidos com moderação.
girassol).

Tem função construtora, ou seja, função


Carnes, ovos, leite e derivados,
de formar e manter os músculos, ossos,
leguminosas (feijão, lentilha, grão
PROTEÍNAS sangue, órgãos, unhas e cabelo.
de bico, ervilha e soja).
Importante para o crescimento e para o
sistema imunológico.

VITAMINAS E São chamados reguladores, pois ajudam Frutas, legumes, verduras.


MINERAIS no bom funcionamento do organismo.

Auxiliam no bom funcionamento intestinal


Frutas, verduras, legumes, cereais
CARIOCA II

FIBRAS e na prevenção e tratamento do colesterol


integrais e farelos.
elevado.

Trabalho de grupo
1 - Organize-se em grupo. Cada grupo pesquisará um assunto sobre alimentação saudável,
transtorno alimentar (anorexia e bulimia), doenças nutricionais ou obesidade.
2 - Com as informações e imagens coletadas, preparem a apresentação para os outros grupos da
turma. Não se esqueça de que cada grupo precisa fazer uma síntese sobre o tema pesquisado.

19
1.° SEMESTRE

No ano passado, nós estudamos o conjunto dos números naturais e o conjunto dos números
inteiros relativos:
N = { 1 , 2 , 3 , 4 , 5 , 6 , 7 , 8 , 9 , 10 , 11 , ... } O conjunto dos números inteiros relativos é uma
Z = { ... -5 , -4 ,- 3 ,-2, -1 , 0 , 1 , 2 , 3 , 4 , 5 , ...} ampliação do conjunto dos números naturais.

Você sabia que todos esses números


inteiros são resultados de divisões exatas?
Z
Vejam:
N
24 : 3 = 8 -18 : 6 = -3

Você vê, no dia a dia, números que não são inteiros. Pesquise no seu bairro onde esses números
aparecem, anote e leve para sala de aula. Veja três exemplos para ajudá-lo.

INGREDIENTES:
http://static.assimsefaz.com.br

http://www.correiodoestado.com.br/
2 xícaras (chá) de açúcar;
3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
4 colheres (sopa) de margarina
3 ovos;
1 e 1/2 xícara (chá) de leite;
1 colher (sopa) bem cheia de
fermento em pó.

Antes de falar desses números, vamos conhecer outra história:

No Egito, por volta de 3 000 a.C., com a cheia do rio Nilo, havia a necessidade de se reconstruir, a cada
ano, as cercas de pedra que os agricultores usavam para demarcar os limites de seus terrenos. Para isto,
eles tinham uma unidade de medida marcada por nós numa corda. A unidade de medida usada, porém,
dificilmente cabia um número inteiro de vezes nos lados do terreno. Por isto, eles criaram as frações.
Adaptado de http://repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/8551/1/Dissertacao_SurgimentoTrigonometriasDiferentes.pdf
CARIOCA II

Foi assim que o conjunto Z foi ampliado com números não


http://imaginematematica.blogspot.com.br/

inteiros. Esse conjunto ampliado é chamado de conjunto dos


números racionais e é representado pela letra Q, da palavra
quociente.
Os números racionais podem ser obtidos através da razão
(divisão) entre dois números inteiros.

20
1.° SEMESTRE

O conjunto Q é formado por quocientes de números inteiros, cujo divisor é diferente de zero.
1 1 2 3
‒ é um número racional, pois ‒ =‒ =‒ .
2 2 4 6

7 17
1,70 é um número racional, pois 1,70 = 1,7 = 1 = .
10 10

3
+3 é um número racional, pois +3 = + 9 ou + 15 ou + (número inteiro também é número racional).
3 5 1

1 - Alguns dos números racionais abaixo são também números inteiros. Quais são eles?

( a ) ‒ 16 (b) 9 ( c ) ‒ 30 ( d ) 63
4 18 15 21

1
(e)‒ ( f ) 12,00 ( g ) 1,49 ( h ) 13
2

2 - Uma avó quer distribuir igualmente R$ 17,00 entre seus dois netinhos. É possível isso?

17 : 2 = Como represento esse número racional?


CARIOCA II

17 2
-16 8, 5 Um número decimal exato é resultado de
10 uma divisão cujo resto é zero.
-10
0

A avó daria igualmente para cada netinho R$ 8,50.


21
1.° SEMESTRE

17 3 E se a avó tivesse 3 netinhos? Como faria a divisão?


-15 5,666 ...
20
-18 Nesse caso, a avó não poderia dividir igualmente. Isso acontece porque
20 o resto da divisão, a partir de um certo momento, é sempre 2.
- 18
20 Dizemos que 5,666... é uma dízima periódica simples e o período é 6.
-18 Assim, cada netinho receberia igualmente R$5,66 e sobrariam R$0,02.
2

Q
Veja como fica o gráfico, com a ampliação do conjunto Z!
N Todo número natural e inteiro relativo é um número racional.
Z

3
(A)
8
( ) - 0,444 ...
4
(B) -9 ( ) - 0,4

3 - Relacione cada número racional 61


(C) ( ) 0,375
a sua escrita numérica decimal. 10

2
(D) -5 ( ) - 1,3636
15
(E) - 11
( ) 6,1 CARIOCA II

4 - Represente, na reta desenhada, os números racionais. Dica: Transforme as frações em número decimal,
dividindo o numerador pelo denominador.
- 1,5 -
1
2
- 34 - 0,5 - 5
2

-3 -2 -1 0 1 2 3

22
1.° SEMESTRE

Recordando: A fração decimal pode ser transformada em número decimal sem precisar efetuar a
divisão do numerador pelo denominador.

9 317
= 0,9 = 3,17
10 1 casa decimal 100 2 casas decimais
1 zero 2 zeros

5 - Transforme as frações decimais em 6 - Transforme os números decimais em


números decimais. frações decimais.

7
a) = a) 0,27 =
10
23
b) = b) 0,123 =
100

c) 347 = c) 3,9 =
1000
3 d) 6,17 =
d) =
100

As DÍZIMAS PERIÓDICAS pertencem ao conjunto dos números RACIONAIS. São aqueles números
que repetem uma sequência de algarismos da parte decimal infinitamente. O algarismo ou
algarismos que se repetem infinitamente constituem o período dessa dízima. As dízimas
CARIOCA II

periódicas ora são apresentadas na forma de fração, ora na forma decimal.

• Dízimas periódicas simples: quando o período apresenta-se logo após a vírgula.

Exemplos:
15
a) = 0,15151515... (Período: 15)
99

23
1.° SEMESTRE

2
b) = 0, 666666… (Período: 6)
3
• Dízimas periódicas compostas: quando há uma parte não periódica (não repetitiva) entre o
período e a vírgula.

Exemplos:

a) 44 = 0,9777777 … (Período: 7; parte não periódica: 9)


45

b) 34 = 0,972222 … (Período: 2 ; parte não periódica: 97)


35

Números racionais podem ser escritos na forma de fração.

Número decimal exato e dízima periódica são números racionais.

Representação decimal de um número racional sempre é finita ou infinita periódica.

7 - Marque as sentenças verdadeiras.


Moleza!!!
( ) Todo número natural também é número racional.

( ) – 2,75 é um decimal exato e é um número natural.

( ) Todo número negativo é um número inteiro.


CARIOCA II

( ) Todo número que pode ser representado na forma de fração é um número racional.

( ) Toda dízima periódica é um número racional.

( ) Todo número natural é um número inteiro.


https://br.pinterest.com/pin/296533956689912867/

( ) 2,333 ... é uma dízima periódica e também é um número racional.

24
1.° SEMESTRE

8 - Vamos relembrar as operações com números inteiros e racionais. Calcule:

a) – 3 + 5 – 2 – 9 = ______________________ j) 72 – 24 – 56 + 13 = ____________________

b) 7 + 8 – 6 – 4 – 3 =_____________________ k) 68 – 34 – 54 + 43 = ___________________

c) – 5 + 4 – 2 – 7 + 3 =____________________ l) – 27 – 35 – 68 – 98 = __________________

d) 23 – 45 – 12 + 67 = ___________________ m) 27 – 74 – 31 + 38 = __________________

e) ( + 6 ).( – 12 ).( + 1 ) = _________________ n) ( – 3 ).( – 1 0).( + 4 )= __________________

f) ( + 45 ) : ( + 9 ) = ______________________ o) ( – 24 ) : ( + 4 )= ______________________

1 4 3 11 4 7
g) + − = ________________________ p) − + = ______________________
6 6 6 5 5 5

1 3 6 3
h) + = ____________________________ q) − = ___________________________
3 2 5 4

1 5 11 10
i) + . − = _____________________ r) − . − = ____________________
4 6 2 5

Um aluno teclou, na sua calculadora, 2 e se espantou, pois o número não é decimal, não é
CARIOCA II

dízima periódica e não podia ser escrito na forma de fração.

2 = 1,424213562373...

Acontece que existem números com infinitas casas decimais, sem período, e não podem ser
escritos como divisão de dois números inteiros. Esses números são chamados de NÚMEROS
IRRACIONAIS (I).
25
1.° SEMESTRE

9 - Usando uma calculadora, escreva o resultado de

3 _________________________________ 7 _________________________________

5 _________________________________ 8 _________________________________

6 _________________________________ 10 _________________________________

As raízes exatas são números racionais.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

10 - Assinale os números irracionais.

( ) 5 ( ) 2,76542389... ( ) 3,717171... ( ) ‒ 1,76

15 19
( )‒ 36 ( ) ( ) ‒ 45 ( )‒
20 100

( ) 1,732050807... ( ) 0, 21666... ( ) ‒ 35 ( ) 3,14159265...

Reunindo os conjuntos racionais e irracionais em um só conjunto, temos o conjunto dos números reais (R).
CARIOCA II

R
Q I
Z N

26
1.° SEMESTRE

História da Matemática
Em 1700 a.C., os egípcios perceberam que a razão (divisão) entre o comprimento de uma
circunferência (C) e o seu diâmetro(d) é o mesmo para qualquer circunferência, e que seu valor
era um número um pouquinho maior que 3, mas a curiosidade está no número de casas decimais
desse número. Em 1988, um matemático japonês, com o auxílio de um computador, calculou o
número com mais de 200 milhões de algarismos decimais. Esse número foi indicado por uma letra
grega (lê-se pi).

C = circunferência

d d = diâmetro (o dobro do raio)


𝜋 é 𝑢𝑚 𝑛ú𝑚𝑒𝑟𝑜 𝑖𝑟𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑙
C : d = 3,1415926535...

C:d=𝜋

A medida do comprimento de uma circunferência é o produto . diâmetro

Na maioria dos cálculos, usamos o = 3,14. C = . d , onde C = comprimento e d = diâmetro.

11- O diâmetro do aro de uma cesta de basquete mede 45 cm. Qual é o comprimento do aro?
https://pt.dreamstime.com
CARIOCA II

12 - Uma pessoa que faz caminhadas, dá 5 voltas em torno de uma praça circular de 130 m de
diâmetro. Qual é, aproximadamente, a distância percorrida por essa pessoa?
http://mdmat.mat.ufrgs.br/PEAD/banco_de_a
tividades/extras/imagens/extras_10_01.jpg

27
1.° SEMESTRE

Vamos lembrar a crônica lida no início deste caderno.

Para Rubem Braga, o ideal seria escrever uma história engraçada, motivado pela tristeza da
moça doente, na casa cinzenta.
Para a turma do Projeto Carioca II, o ideal será cursar o Ensino Médio em 2020.
Que legal que você chegou aqui no Projeto Carioca II para, juntos, alcançarmos esse ideal!
Para isso, porém, vamos ter que estudar muito! Que tal começarmos resolvendo algumas
equações do 1º grau? Você se lembra? Vamos rever esse conhecimento.

O dobro de um número mais 5 é igual a 13. Que número é esse?

• Número: X

• Escrevendo a equação do problema: 2X + 5 = 13


1º membro 2º
• Resolvendo: 2X + 5 = 13 membro

http://www.ticsnamatematica.com
2X = 13 – 5

2X = 8

8
X= X = 4 (É a raiz da equação.)
2

Agora que relembramos, é sua vez de resolver.

13 - Que sentenças são equações?

( ) 5x − 4 = 10
CARIOCA II

x
( ) −1
4

1
( ) x−4+x>9
2

( ) 2x + 1 < 7

( ) x − 1 + 8 = 6x

28
1.° SEMESTRE

14 - Dada a equação 7x − 3 + x = 5 − 2x, responda:

a) Quais são os termos do 1º membro? _______________________________________________

b) Quais são os termos do 2º membro?_______________________________________________

15 - Verifique se 1 é raiz da equação 4𝑥 + 6 = 𝑥 + 8.

_______________________________________________________________________________

16 - Resolva as equações.

a) 6𝑥 = 2𝑥 + 16 b) 3𝑥 − 5 = 𝑥 + 1

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________

c) 5𝑥 + 12 = 𝑥 + 4 d) 5𝑥 + 4 = 3𝑥 − 2𝑥 + 4

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________
CARIOCA II

e) 8𝑥 − 4 = 12𝑥 − 20 f) 7𝑥 + 21 = 45 + 4𝑥

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________

____________________ ____________________

29
1.° SEMESTRE

Agora, você vai compartilhar o que você aprendeu sobre equações com um colega. Para isso,
você poderá usar o WhatsApp, o Skype, o Facebook, Messenger ou o e-mail.

Você sabe o que é um e-mail? Você já escreveu ou já leu um e-mail?

No livro “9 cois@s e-mail que eu odeio em você”, Márcia Kupstas cria mensagens imaginárias
que são trocadas entre os personagens Eduardo e Liliana. Márcia escreveu o livro a partir da
seguinte ideia:

“Depois que um adolescente dá um beijo e começa um namoro, como


seriam os e-mails que ele (ou ela) enviaria à sua (seu) apaixonado(a)?”

Leia uma das mensagens enviadas por Eduardo para Liliana.

Segunda coisa que eu odeio em você


Liliana:
Eu podia começar esse e-mail dizendo que a segunda coisa que eu odeio em você é que você não
respondeu o e-mail que eu mandei sobre a primeira coisa...
Ah-ah. Isso é pra ser piada, viu? Agora vamos ver se você deixa de bobagem, toma jeito e responde meu
e-mail.
Viu que eu escrevi jeito direito? Porque foi muito mal educado hoje de manhã a primeira coisa de vc me
falar era que eu escrevi jeito e bobajem errado no meu e-mail. Poxa, falei tanta coisa sobre a gente, o
jogo de futebol e a segunda–feira e você vem me esculachar só por causa de um jeitozinho mais sem
vergonha?
CARIOCA II

Tá bom, eu concordo que você faça parte do Defenda o Português, o grupo que a profª Anita fundou. É do
caramba, o pessoal que sai por aí copiando e fotografando placa errada e corrigindo. Já ri de montão com
cada absurdo que vcs descobriram e colocaram no mural. (Tinha uma fotografia que era SERVIÇU
DIPRIMEIRA, na porta da borracharia... Imagino um carro com as rodas tortas, estropiadas, saindo de lá...)
Mas vê se não ficam pegando no pé de todo mundo, né, Liliana!
Porque aí o que pode ser engraçado vai ficar um ... (só não escrevo palavrão porque sou educado). Mas...
Só que nada disso eu queria falar, sobre a SEGUNDA COISA QUE EU ODEIO EM VOCÊ.

30
1.° SEMESTRE

Escrever um e-mail é trocar mensagens pelo computador conectado à


Internet. Entre amigos, a linguagem do e-mail pode ser informal. No
entanto, é comum um profissional enviar um e-mail a um superior, nesse
caso, o uso formal da língua é mais adequado.
https://www.google.com.br/search?q=márcia+kupstas

O gênero e-mail admite, em situações informais, alguns códigos, como por


exemplo, vc (para você), qdo (para quando), tc (para teclar)...
Releia o e-mail de Eduardo e responda as questões a seguir.

1 - No e-mail, Eduardo faz uma reclamação à sua amiga Liliana.

a) Do que Eduardo reclama? Justifique sua resposta com uma passagem do texto.

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

b) Que comentário Eduardo fez sobre a placa “SERVIÇU DIPRIMEIRA”?

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

c) Na opinião de Eduardo, as pessoas que escrevem ou usam placas escritas de forma inadequada
também não são bons profissionais. Qual é a sua opinião sobre esse assunto?

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
CARIOCA II

2 - Na CRÔNICA “Meu ideal seria escrever...”, o cronista diz que gostaria de “...escrever uma
história tão engraçada que aquela moça que está doente naquela casa cinzenta quando lesse a
história no jornal risse, risse ...”. Imagine que você é amigo dessa moça doente.

Nas linhas a seguir, escreva um e-mail para sua amiga doente, contando-lhe um fato muito
engraçado que a faça rir, rir muito. Seja criativo (a)!

31
1.° SEMESTRE

____________________________
____________________________
____________________________
____________________________
http://www.unimed.coop.br/pct/index.jsp?cd_canal=49146&cd_secao=49141&cd_materia=400756
____________________________

Vimos na página 7 que, geralmente, as crônicas são publicadas em jornais, revistas e sites da
internet. Que outros textos podemos publicar nesses suportes? Vamos conhecê-los?

NOTÍCIA DE JORNAL é um texto de base narrativa que tem a função de informar sobre um fato,
numa linguagem objetiva. Para produzir um texto jornalístico, o jornalista precisa fazer um
levantamento de informações sobre o fato, respondendo a sete perguntas básicas:

QUEM ONDE

O QUÊ POR QUÊ

QUANDO PARA QUÊ

3 - Leia a notícia e, a seguir, complete o quadro.

HOMEM MORRE DE FOME NO CENTRO DA CIDADE

Um homem de cor branca, 30 anos presumíveis, pobremente vestido, morreu de fome ontem,
no centro da cidade, depois de ter permanecido por setenta e duas horas deitado na calçada. Uma
CARIOCA II

ambulância do Pronto Socorro e uma radiopatrulha, chamadas insistentemente por comerciantes


instalados nas proximidades, nada fizeram, alegando que o caso fugia às suas atribuições, era da
alçada da Delegacia de Mendicância. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal, onde
aguarda identificação.

Fonte: “Português: uma proposta para o Letramento. Livro 7”, de Magda Soares

32
1.° SEMESTRE

QUEM ?

O QUÊ ?

QUANDO ?

ONDE ?

POR QUÊ ?

PARA QUÊ ?

Leia, atentamente, os textos 1, 2 e 3.

TEXTO 1

NOTÍCIA DE JORNAL
(...)
E o homem morre de fome. De trinta anos presumíveis. Pobremente vestido. Morreu de
fome, diz o jornal. Louve-se a insistência dos comerciantes, que jamais morrerão de fome,
pedindo providências às autoridades. As autoridades nada mais puderam fazer senão remover
o corpo do homem. Deviam deixar que apodrecesse, para escarmento dos outros homens.
Nada mais puderam fazer senão esperar que morresse de fome.
E ontem, depois de setenta e duas horas de inanição em plena rua, no centro mais
movimentado da cidade do Rio de Janeiro, um homem morreu de fome.
Morreu de fome.
CARIOCA II

Fernando Sabino. A mulher do vizinho. 17 ed. Rio de Janeiro: Record, 1997.

O texto 1 é uma CRÔNICA em que o narrador se envolve e expressa seus


sentimentos, mostrando a frieza das pessoas diante da morte de um pobre
desconhecido.

33
1.° SEMESTRE

TEXTO 2 – CHARGE

As CHARGES estão sempre


presentes em jornais, em
revistas, em blogs e comentam
assuntos do cotidiano com
crítica, humor e ironia. Utilizam-
se da linguagem não verbal
(desenho), combinada ou não
com a linguagem verbal.

TEXTO 3 - POEMA

O bicho

http://www.eco-business.com/media/_versions/ebmedia/fileuploads/shutterstock_188538842_news_featured.jpg
Manuel Bandeira
Vi ontem um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.
https://literaturaemcontagotas.wordpress.com/2008/11/25/o-bicho-de-manuel-bandeira/

4 - Qual é a semelhança entre os textos 1, 2 e 3? Justifique sua resposta com uma passagem de
cada texto. ____________________________________________________________________
CARIOCA II

_____________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________

5 - Quais são as diferenças (estrutura, linguagem etc.) entre os textos 1, 2 e 3?


_____________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________

34
1.° SEMESTRE

6 - Releia o TEXTO 1, “Notícia de Jornal”, de Fernando Sabino, e complete o quadro abaixo.

“Notícia de Jornal” Elementos básicos da crônica - Texto de base narrativa

Fato (O quê?)

Tempo (Quando?)

Lugar (Onde?)

Personagens (Quem?)

Causa (Por quê?)

Modo (Como?)

Consequência (Desfecho)

QUANTO AO NARRADOR: o narrador de uma história pode ser

 narrador-personagem: aquele que participa das ações; a história é narrada em primeira pessoa.

 narrador-observador: aquele que apenas narra o que aconteceu na história. Narrativa em


terceira pessoa.

7 - Na crônica “Notícia de Jornal”, o narrador participa da história ou apenas narra os fatos?


Justifique sua resposta com uma frase do texto.
_________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

8 - Em um dicionário, pesquise o significado da palavra “escarmento” (texto 1 – Notícia de jornal,


CARIOCA II

4ª linha). ________________________________________________________________________

Atenção! No ano passado, você aprendeu a estrutura do CONTO. Neste ano, você está aprendendo sobre a
CRÔNICA. Ambos possuem narrativas com estruturas semelhantes, sendo que a CRÔNICA narra fatos do dia a dia, o
cotidiano das pessoas e situações que presenciamos; enquanto que o CONTO pode ter um caráter real ou
fantástico, da mesma forma que o tempo pode ser cronológico ou psicológico.

35
1.° SEMESTRE

Leia a letra da canção de Haroldo Barbosa:

Notícia de jornal
Haroldo Barbosa e Luiz Reis
Tentou contra a existência
Num humilde barracão
Joana de tal, por causa de um tal João
Errou na dose
http://2.bp.blogspot.com/-

Depois de medicada Errou no amor 1rP8TJEDHXA/VKv1xEeRQpI/AAAAAAA


AQ9k/_7PK9W7rGKM/s1600/Haroldo%
2BBarbosa2.jpg

Retirou-se pro seu lar Joana errou de João


Aí a notícia carece de exatidão Ninguém notou
Ninguém morou na dor que era o seu mal
O lar não mais existe A dor da gente não sai no jornal
Ninguém volta ao que acabou
Joana é mais uma mulata triste que errou

PRODUÇÃO DE TEXTO:

9 - Observe que a letra da canção “Notícia de jornal” pode ser lida e ouvida como uma crônica do
cotidiano. Imagine que você é o repórter e transforme a letra da canção de Haroldo Barbosa e
Luiz Reis em notícia. Antes de escrever, faça o levantamento dos dados:

Quem? _________________________________________________________________________

O quê? _________________________________________________________________________

Quando?________________________________________________________________________

Onde? __________________________________________________________________________

Por quê? ________________________________________________________________________

Como? _________________________________________________________________________
CARIOCA II

10 - Escreva a notícia, usando os dados que você encontrou na canção. Dê um título.

_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

36
1.° SEMESTRE

11 - Crie uma pequena notícia de jornal para cada uma das fotos abaixo.

Notícia: ___________________________

https://i2.wp.com/nossapolitica.net/wp-content/uploads/2017/07/crianca-
__________________________________

quebrando-coco-trabalho-escravo.jpg?ssl=1
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________ Trabalho infantil

Notícia: ___________________________
http://roraimaemtempo.com/wp-content/uploads/2017/08/CRAS-
Centen%C3%A1rio-Idosos-em-Atividade-F%C3%ADsica.jpg

__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________

Terceira idade __________________________________

Notícia: ___________________________

http://adaoimoveis.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/11/5.jpg
__________________________________
__________________________________
__________________________________
CARIOCA II

__________________________________
__________________________________
__________________________________
Uso do celular

12 - Mostre suas notícias a um/a colega. Juntos, escolham a melhor notícia e escrevam uma
crônica a partir dela. Ilustrem e coloquem o texto de vocês no mural da sala de aula.

37
1.° SEMESTRE

O professor de Matemática Júlio César de Mello e Souza, conhecido como Malba Tahan
(pseudônimo), escreveu uma história inesquecível que vem passando de geração a geração no mundo
todo. É uma história onde o narrador é narrador-observador. Observe que essa história é narrada na
terceira pessoa.

O HOMEM QUE CALCULAVA (Capítulo III – O caso dos camelos)

Era uma vez, no deserto do Saara, um andarilho


Sobre o Autor
chamado Beremiz Samir e que era conhecido como O Malba Tahan: heterônimo.
Júlio César de Melo e Sousa (1895 – 1974) – RJ
Homem que Calculava. Ele fascinava as pessoas com as • Cursou o Colégio Militar e Pedro II,
formou-se professor, depois engenheiro
suas habilidades nos cálculos. Beremiz viajou para
pela Escola Nacional de Engenharia (UFRJ).
• Estudou a cultura árabe e oriental.
Bagdá em companhia de um jovem e, nessa viagem,
• Casou-se e teve três filhos.

aconteceram coisas fantásticas, onde o homem que • Publicou livros de ficção, fábulas, recreação e curiosidades
matemáticas, livros didáticos e sobre educação.
calculava conseguiu realizar cálculos com enorme • Lecionou História, Geografia e Física até fixar-se em
Matemática.
precisão, fazendo com que todos ficassem extasiados • Faleceu em Recife vítima de um ataque cardíaco.
http://slideplayer.com.br/slide/7309513/

com tamanha habilidade de resolução.

Em sua longa viagem, Beremiz deparou-se com três herdeiros, que não conseguiam resolver um
problema. Haviam recebido do pai uma herança de 35 camelos e, a gosto do pai, a partilha deveria ser
assim: ao mais velho caberia a metade dos camelos (35 : 2 que daria 17,5); ao do meio, a terça parte (35
: 3 que é igual a 11,66 ); e ao mais novo a nona parte (35 : 9), tendo como resultado 3,88 camelos).
Impossível! E nem pensar em sacrificar os animais.

O homem que calculava, como num passe de


mágica, pediu um camelo emprestado a um homem que
http://www.elo.pro.br/cloud/uploads/memoria/108/015BD3F5

CARIOCA II

passava naquele momento e acrescentou-o à cáfila


6C9FA37487AA0ED24FB1F904.jpg

(coletivo de camelos):

− Agora temos 36 camelos, disse ele! Com 36


camelos, vamos refazer os cálculos:

− Ao primeiro cabe a metade, 1/2, portanto 18 camelos, ao segundo, 1/3, que serão 12
camelos e ao terceiro a nona parte, 4 camelos. Logo, todos estão em vantagem.

38
1.° SEMESTRE

− Temos, então, um total de 34 camelos, e sobrando 2. Devolvo ao gentil homem o seu


camelo emprestado e seguiremos nossa viagem agora, com o nosso camelo, pois todos lucraram
e, por ter resolvido tamanho problema, me cabe este belo animal.
Adaptado do livro THAN, Malba. O homem que calculava. RJ: Ed Record, capítulo III
Assistam ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=XdSmQ_kBn6I

Vamos debater, agora, em sala de aula, essa tamanha proeza!


Representação algébrica: a partir desta história, utilizaremos letras para representar os valores
desconhecidos. Por exemplo: um terço do total de camelos, se não sabemos esse total,
x
representaremos assim: ou x/3
3

1 - Vamos nos divertir, fazendo a correspondência entre as seguintes sentenças algébricas.


(A) Um terço de um número mais cinco. ( ) x + 3x
(B) Cinco mais um meio de um número. ( ) 2x
(C) O dobro de um número. ( ) x/9 + 6
(D) Um nono de um número mais seis ( ) x/3 + 5
(E) Um número somado com o seu triplo. ( ) 5 + x/2

Expressões algébricas:
São sentenças matemáticas compostas por números, sinais de
operações e letras chamadas de variáveis ou incógnitas.

Tipos de expressões algébricas, também chamadas de POLINÔMIOS:


CARIOCA II

Monômio- polinômio de um termo. Exemplos: 2x, ‒ 3ab², y/3.

Binômio- polinômio de dois termos. Exemplos: 4x + 6, a + 2b, x² ‒ x.

Trinômio- polinômio de três termos. Exemplos: x ‒ 5xy + 3, 3x² ‒ x + y.

De quatro termos para cima, não há nome específico; são todos chamados de polinômios.

(Fonte: Matemática e Realidade: Gelson Iezzi, Osvaldo Dolce e Antonio Machado, Ed Atual, 2.000)

39
1.° SEMESTRE

2 - Traçando linhas, ligue corretamente as sentenças a seguir.


Monômio 3x + y + 5
Binômio x² + 2x + 7y ‒ 2
Trinômio x+3
Polinômio x³

3 - Sabendo que x = 3, determine o valor numérico das expressões algébricas abaixo.


a) x + 6 = ...... Números e letras juntos estão sempre
DICAS!
b) 2x + 3 = ...... se multiplicando. Exemplo:
c) x – 5 = ...... 3x = 3 . x (três vezes x)
d) 4x – 2 = ...... Se x = 4; então: x + 3 = 7
e 5x = 5. 4 = 20

4 - a) Determine, a partir das figuras ao lado, que representam dois quadrados, a expressão
algébrica do perímetro P (soma dos contornos da figura) e área A (produto dos lados da figura).

Y
Do quadrado de lado x: Do quadrado de lado y:
x
P= P= Y
x
A= A=

b) Represente em forma de expressão algébrica o perímetro da figura abaixo, que tem a forma de
um retângulo.
CARIOCA II

x+2

x P=

40
1.° SEMESTRE

5 - Os monômios ou termos algébricos são formados por uma parte literal e uma algébrica, por
exemplo, em 5xy, o 5 é chamado de coeficiente e o xy de parte literal. Então, complete o quadro
abaixo, indicando os coeficientes e suas respectivas partes literais.

Termo algébrico Coeficiente Parte literal

3 xz²

‒2 abc

3x/5

2 ab²c

6 - Adição de termos algébricos Para adicionarmos termos algébricos, basta repetirmos a parte
literal e adicionarmos os coeficientes.

Exemplos:
x + x + x = 3x
a) 2 xy + 5 xy = 7 xy
https://pt.pngtree.com/freepng/camel_420270.html

2x + y + x + 3y = 3x + 4y
b) ‒ ab² ‒ 3 ab² = ‒ 4ab² Só podemos adicionar

c) x² + x + 3x² = x + 4 x² termos semelhantes!

7 - Encontre os pares de redução algébrica nas figuras retangulares correspondentes e pinte-os na


mesma cor, uma cor diferente para cada par.
CARIOCA II

3x – 5x ab² + ab² ‒ 2x

3y + x 4xy + 5 xy

2 ab² 9 xy y+y+y+x

41
1.° SEMESTRE

DESAFIO: Na pirâmide a seguir, some os termos algébricos, de baixo para cima, preenchendo as
colunas, e tente chegar, com o valor correto, ao topo da pirâmide.

x-y

‒2x x ‒y 2y

8 - Escreva os seguintes polinômios, na forma reduzida.

a) 6a – 3a + 2a = _______________________________________________________________

b) ‒ 2y² ‒ 7y² + 5y² = ____________________________________________________________

1 5
c) xy + xy = ________________________________________________________________
4 4

d) 7a + 5b – 9c + 13b + 10c – 5a – 8b + c= ___________________________________________

e) ( 10a – 9b + 2c) + (‒ 7a +c + 4b) = ________________________________________________

f) ( 7m + n + 2p) – ( 2m + 3n – 5p) = _______________________________________________


CARIOCA II

9 - Sabendo que A = 6x² – 3x – 8 e B = 5x² + 4x – 3 , efetue as adições e subtrações entre os

polinômios A e B, conforme solicitado abaixo.

a) A + B = b) A – B =

_________________________ _________________________

42
1.° SEMESTRE

10 - Escreva uma expressão reduzida que represente o perímetro de cada figura.

2x + 6
x+8

3x ‒ 2

x+4

3x ‒ 2

Júlio César de Mello e Souza criou o heterônimo Malba Tahan por acreditar
Curiosidade
que um escritor brasileiro não chamaria atenção escrevendo contos árabes.
CARIOCA II

Você percebeu que os livros escritos por Malba Tahan mostram a matemática de forma
diferenciada e que os contos criados por ele têm origem na cultura oriental?

O oriente sempre fascinou os povos ocidentais pelos seus mistérios e por suas riquezas.

43
1.° SEMESTRE

Você sabia que o primeiro médico na história conhecida é o egípcio Imhotep (2667 – 2648 aC)?
A primeira cirurgia conhecida foi realizada no Egito, em torno de 2750 a.C. O Kahun Gynaecological
Papyrus trata queixas das mulheres, incluindo problemas com a concepção. A medicina egípcia
desenvolveu um uso prático nas áreas de anatomia, saúde pública, e diagnósticos clínicos.

Junto com a medicina egípcia, os babilônios introduziram os conceitos de diagnóstico,


prognóstico, exame físico, e prescrições médicas. O mais extenso texto médico da Babilônia é o
Manual de Diagnóstico escrito pelo médico-Esagil-kin apli de Borsippa (1069- 1046 a.C.).

Você sabia que os níveis de organização do nosso organismo, desde as células a tecidos e órgãos
formam os sistemas? Vamos conhecê-los?

SISTEMA DIGESTÓRIO
Sua função é retirar dos alimentos que ingerimos todos os nutrientes (carboidratos, lipídios,
proteínas, vitaminas e sais minerais), através da “quebra” das partículas dos alimentos, para serem
absorvidos pelo organismo.

https://amandaraphaelabioifes.files.wordpress.com/2011/02/imagem-291.jpg

CARIOCA II

44
1.° SEMESTRE

FORMAÇÃO DO SISTEMA DIGESTÓRIO

TUBO DIGESTÓRIO ÓRGÃOS ANEXOS

Boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado e Glândulas salivares, fígado e pâncreas.
intestino grosso.

A DIGESTÃO OCORRE ATRAVÉS DE PROCESSOS COMPLEMENTARES

MECÂNICO QUÍMICO

Os alimentos são triturados e reduzidos a Os alimentos são decompostos em partículas


partículas menores, mecanicamente. São eles: a menores graças à ação das enzimas (substâncias
mastigação, a deglutição e os movimentos que facilitam as reações químicas) presentes nos
peristálticos. sucos digestórios. São eles: a salivação e
transformação do bolo alimentar em quimo
e quilo.

O QUE ACONTECE COM A COMIDA QUE COMEMOS

As glândulas salivares produzem a saliva, que, além de umedecer o alimento,


possui uma enzima que transforma o amido dos carboidratos em açúcar mais
BOCA simples (digestão química: salivação). Os dentes cortam e trituram os alimentos e,
junto com a língua que os movimenta (digestão mecânica: mastigação), mistura os
CARIOCA II

alimentos com a saliva, formando o bolo alimentar.

É um tubo que conduz o bolo alimentar que estava na boca até o esôfago, por
FARINGE
meio da deglutição (digestão mecânica).

É um tubo que liga a faringe ao estômago por movimentos de contração (digestão


ESÔFAGO mecânica: movimentos peristálticos) que deslocam o bolo alimentar até o
estômago, auxiliado por um muco secretado por suas paredes.

45
1.° SEMESTRE

Órgão em forma de bolsa, apresentando movimentos peristálticos que misturam


o bolo alimentar com o suco gástrico produzido por glândulas encontradas nas
ESTÔMAGO paredes internas. Uma enzima produzida no estômago dá início à digestão das
proteínas. Após a ação do suco gástrico, o bolo alimentar, agora transformado em
quimo (digestão química), é lançado no intestino delgado.

Tubo de 3 a 4m, dividido em 3 partes. A primeira parte, o duodeno, recebe o


quimo do estômago. O suco pancreático, produzido pelo pâncreas, atua na
digestão dos lipídios, carboidratos e proteínas. A bile produzida no fígado e
armazenada na vesícula biliar atua na digestão dos lipídios. A parede interna do
intestino delgado possui glândulas que produzem o suco intestinal, que atua nas
INTESTINO proteínas e carboidratos. Com os movimentos de contração (digestão mecânica) e
DELGADO com a ação dos sucos (pancreático, bile e intestinal), o quimo é transformado em
quilo (digestão química). As últimas partes do intestino delgado, jejuno e íleo, são
formados por um canal longo onde são absorvidos os carboidratos, lipídios,
proteínas, vitaminas e sais minerais, pelas vilosidades intestinais (dobras),
passando para os vasos sanguíneos, pois é através da corrente sanguínea que as
substâncias absorvidas chegam a todas as células do corpo.

Tubo de 1,5m, dividido em 3 partes. O ceco é a primeira parte, que tem como
INTESTINO
função receber o quilo e absorver a água. O colo se subdivide em quatro partes. A
GROSSO
CARIOCA II

última e menor parte, o reto, é responsável por acumular as fezes, até que o ânus
as libere, finalizando o processo da digestão.

Pesquise
Assista aos vídeos: sobre os dentes e sua função;
https://youtu.be/3So8z-Xk4B4 doenças que afetam o sistema digestório;
https://youtu.be/GJGeB5pov24 a importância de hábitos alimentares saudáveis.

46
1.° SEMESTRE

PALAVRAS CRUZADAS

HORIZONTAL:
1 - Primeiro órgão do tubo digestório.
3 - Nutriente de função construtora.
6 - Órgão anexo, produtor da bile.
9 - Órgão onde se produz o suco gástrico.
10 - Órgão anexo, produtor do suco pancreático.
CARIOCA II

VERTICAL:
2 - Principal fonte energética.
4 - Ajuda no transporte das vitaminas A, D, E e K.
5 - Tubo que conduz o bolo alimentar, que estava na boca, até o esôfago.
7 - Tubo que liga a faringe ao estômago.
8 - Nutriente regulador.

47
1.° SEMESTRE

Você se lembra da crônica lida no início deste material?

(...) “Ah, que minha história fosse como um raio de sol, irresistivelmente
louro, quente, vivo, em sua vida de moça reclusa, enlutada, doente.” (...)

Rubem Braga faz uma metáfora quando diz “um raio de sol, irresistivelmente louro, quente, vivo”. Que um raio de
sol é quente, nós sabemos, mas será que ele é louro (amarelo)? A luz branca do Sol é composta de todas as cores. Ao
meio-dia, a luz do Sol atravessa um trecho menor de atmosfera. O violeta, o azul e o anil se espalham pelo céu e os
raios solares chegam amarelos aos nossos olhos. Isso é um fenômeno físico!

O QUE SÃO FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS? Matéria é tudo aquilo


Fenômeno: É o nome dado a toda e qualquer que ocupa lugar no

transformação que a matéria pode sofrer. espaço e possui massa.

FENÔMENO FÍSICO FENÔMENO QUÍMICO

Não modifica a composição da matéria, pois Modifica a composição da matéria, pois há


não há reação química. reação química.

EXEMPLOS:

Condução da corrente elétrica em um fio de Cozimento de ovo; produção de etanol a


cobre; produção da gasolina a partir do partir da cana-de-açúcar; apodrecimento de
petróleo; decomposição da luz solar em um frutas; formação da ferrugem em um portão
prisma; dissolução do chocolate em pó no de aço; comprimido efervescente adicionado
à água.
CARIOCA II

leite.

COMO RECONHECER O FENÔMENO:

Condução de calor ou eletricidade; mudança Mudança de cor; efervescência (formação de


de estado físico; mudança no formato ou no bolhas em um líquido); liberação de energia
tamanho; solubilidade (quando uma matéria na forma de calor ou luz; formação de um
se dissolve em outra). sólido; produção de fumaça.

48
1.° SEMESTRE

na revisão

1 - Explique, com suas palavras, o significado de fenômeno.


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

2 - Como você pode diferenciar fenômeno físico de fenômeno químico?


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

3 - Procure reconhecer, nas situações cotidianas citadas a seguir, quais envolvem fenômenos

http://brasilescola.uol.com.br/upload/conteudo/images/ebulicao.jpg
físicos (F) e quais envolvem fenômenos químicos (Q).

a) ( ) Água fervendo para fazer café.

http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/upload/conteu
do_legenda/ce68c3e66e4bfaad91532cb9bc5e46f3.jpg
b) ( ) Combustão de gasolina no motor de um automóvel.

c) ( ) Funcionamento do motor elétrico de um liquidificador.

http://us01.i.aliimg.com/img/pb/349/136/077/1077136349_455.jpg

d) ( ) Gordura sendo removida com detergente.

http://areademulher.r7.com/wp-content/uploads/2016/05/destaque32.jpg

e) ( ) Prato caindo no chão e se quebrando.


https://cabooseofathoughttrain.files.wordpress.com/2014/05/broken-plate1.jpg
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/
CARIOCA II

aulas/7558/imagens/convec001.png

f) ( ) Resfriamento de alimentos na geladeira.


https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/55/Esquema_d
emonstrativo_sobre_a_fotoss%C3%ADntese_de_forma_geral.JPG

g) ( ) Fabricação da glicose pela planta.

49
1.° SEMESTRE

4 - Quando a matéria sofre uma transformação qualquer, diz-se que ela sofreu um fenômeno, que pode

ser físico ou químico. Neste sentido, considere as seguintes transformações:

es/article/iStock_MeltingGlacierClimateChange.jpg
https://www.depaulnewsline.com/sites/default/fil
Probióticos
I. derretimento das geleiras;
Prebióticos

http://imgsapp.sites.uai.com.br/app/noticia_13389039
4703/2016/06/24/156800/20160613134848506281a.
II. degradação dos alimentos no organismo;

jpg
III. ação de um medicamento no organismo;

http://www.blogdojuares.com.br/images/noticias/img_1
7252_foto_1.jpg

IV. produção de energia solar.

http://real-solar.com/pics/sistema1.jpg
Com relação a essas transformações, é correto afirmar que:

(A) todas são ransformações químicas.

(B) o derretimento das geleiras e a degradação dos alimentos no organismo são fenômenos químicos.

(C) a ação de um medicamento no organismo e a produção de energia solar são fenômenos físicos.

(D) o derretimento das geleiras e a produção de energia solar são fenômenos físicos.
CARIOCA II

5 - A alternativa que apresenta um fenômeno físico é

(A) laminação do aço. (B) revelação de fotografia .

(C) queima de fogos de artifício. (D) combustão da gasolina.

50
1.° SEMESTRE

6 - Os sistemas naturais mantêm parte de sua regulação por meio de desencadeamento de


fenômenos físicos e químicos. Qual das situações abaixo corresponde a um fenômeno químico?

Vapor de água

Água
sólida
http://escolakids.uol.com.br/public/images/legenda/99faf14c2d5e75166a71d100461d1692.jpg

https://cdn.thinglink.me/api/image/751494780894052354/1240/10/scaletowidth
Água líquida

(A) Decomposição da matéria orgânica. (B) Evaporação das águas dos rios, lagos e mares.
http://3.bp.blogspot.com/-nyMlr5yHl4M/TXFHB12ER8I/AAAAAAAACyk/XkR4qroWxUE/s1600/3476folha.jpg
CARIOCA II

(C) Formação do orvalho. (D) Derretimento das calotas polares.

51
1.° SEMESTRE

ASSALTO
Carlos Drummond de Andrade

Fundamental/lingua-portuguesa-01-17
http://sanderlei.me/PT/Ensino-
Na feira, a gorda senhora protestou a altos brados Ele nem escutou. Então os passageiros também
contra o preço do chuchu: acharam de bom alvitre abandonar o veículo, na
— Isto é um assalto! ânsia de saber, que vem movendo o homem, desde a
idade da pedra até a idade do módulo lunar.
Houve um rebuliço. Os que estavam perto
fugiram. Alguém, correndo, foi chamar o guarda. Um Outros ônibus pararam, a rua entupiu.
minuto depois, a rua inteira, atravancada, mas — Melhor. Todas as ruas estão bloqueadas. Assim
provida de um admirável serviço de comunicação eles não podem dar no pé.
espontânea, sabia que se estava perpetrando um — É uma mulher que chefia o bando!
assalto ao banco. Mas que banco? Havia banco — Já sei. A tal dondoca loira.
naquela rua? Evidente que sim, pois do contrário
como poderia ser assaltado? — A loura assalta em São Paulo. Aqui é morena.

— Um assalto! Um assalto! — a senhora — Uma gorda. Está de metralhadora. Eu vi.


continuava a exclamar, e quem não tinha escutado, — Minha Nossa Senhora, o mundo está virado!
escutou, multiplicando a notícia. Aquela voz subindo — Vai ver que está caçando é marido.
do mar de barracas e legumes era como a própria — Não brinca numa hora dessas. Olha aí sangue
sirena policial, documentando, por seu uivo, a escorrendo!
ocorrência grave, que fatalmente se estaria
— Sangue nada, é tomate.
consumando ali, na claridade do dia, sem que
ninguém pudesse evitá-la. Na confusão, circularam notícias diversas. O
assalto fora a uma joalheria, as vitrinas tinham sido
Moleques de carrinho corriam em todas as
esmigalhadas a bala. E havia joias pelo chão,
direções, atropelando-se uns aos outros. Queriam
braceletes, relógios. O que os bandidos não levaram,
salvar as mercadorias que transportavam. Não era o
na pressa, era agora objeto de saque popular.
instinto de propriedade que os impelia. Sentiam-se
Morreram no mínimo duas pessoas, e três estavam
responsáveis pelo transporte. E no atropelo da fuga,
gravemente feridas.
pacotes rasgavam-se, melancias rolavam, tomates
esborrachavam-se no asfalto. Se a fruta cai no chão, Barracas derrubadas assinalavam o ímpeto da
já não é de ninguém; é de qualquer um, inclusive do convulsão coletiva. Era preciso abrir caminho a todo
CARIOCA II

transportador. Em ocasiões de assalto, quem é que custo. No rumo do assalto, para ver, e no rumo
vai reclamar uma penca de bananas meio contrário, para escapar. Os grupos divergentes
amassadas? chocavam-se, e às vezes trocavam de direção; quem
fugia dava marcha à ré, quem queria espiar era
— Olha o assalto! Tem um assalto ali adiante!
arrastado pela massa oposta. Os edifícios de
O ônibus na rua transversal parou para assuntar. apartamentos tinham fechado suas portas, logo que
Passageiros ergueram-se, puseram o nariz para fora. o primeiro foi invadido por pessoas que pretendiam,
Não se via nada. O motorista desceu, desceu o ao mesmo tempo, salvar o pelo e contemplar lá de
trocador, um passageiro advertiu: cima. Janelas e balcões apinhados de moradores, que
— No que você vai a fim de ver o assalto, eles gritavam:
assaltam sua caixa.

52
1.° SEMESTRE

— Pega! Pega! Correu pra lá!


— Olha ela ali!
— É um mascarado! Não, são dois mascarados!
Ouviu-se nitidamente o pipocar de uma Você sabe quem foi

https://www.google.com.br/search?q=Assalto+crônica+Drummond+de+Andrade+imagens
metralhadora, a pequena distância. Foi um deitar-no- Carlos Drummond
chão geral, e como não havia espaço uns caíam por de Andrade?
cima de outros. Cessou o ruído. Voltou. Que assalto
era esse, dilatado no tempo, repetido, confuso?
— Olha o diabo daquele escurinho tocando Carlos Drummond de Andrade foi poeta,
matraca! E a gente com dor-de-barriga, pensando contista e cronista brasileiro, considerado,
que era metralhadora! por muitos, o mais influente poeta brasileiro
Caíram em cima do garoto, que sorveteu na do século XX. Drummond foi um dos
multidão. A senhora gorda apareceu, muito principais poetas da segunda geração do
vermelha, protestando sempre: Modernismo Brasileiro. Nasceu em Itabira,
— É um assalto! Chuchu por aquele preço é um Minas Gerais (1902) e morreu no Rio de
verdadeiro assalto! Janeiro, RJ, em 17 de agosto de 1987.
https://leituramelhorviagem.files.wordpress.com/2013/05/texto-para-leitura_o-assalto-carlos-drummond-de-andrade.pdf
Fonte: Wikipédia

Você já sabe que crônica narrativa é um texto curto, com personagens retratando a vida
cotidiana das pessoas comuns. Um acontecimento do cotidiano dá início ao enredo. O cronista utiliza
a oralidade na escrita e a linguagem coloquial na fala das personagens.

Leia a crônica “Assalto”, de Carlos Drummond de Andrade e responda às seguintes questões:

1 - Que acontecimento deu origem ao enredo?

_______________________________________________________________

_______________________________________________________________
http://deniseludwig.blogspot.com.br/2013/08/arte-em-
CARIOCA II

pinturas-de-feirantes.html

2 - As palavras podem assumir diferentes significados de acordo com o contexto em que estão
inseridas. A palavra assalto, na crônica de Drummond, tem o mesmo significado do início ao final do
texto? Justifique a sua resposta.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

53
1.° SEMESTRE

3 - A crônica é um gênero textual que se caracteriza por utilizar a linguagem espontânea,


descontraída, familiar, informal. Transcreva do texto “Assalto” uma passagem em que o cronista usa
marcas da linguagem informal.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

“Segundo Ziraldo, Drummond tinha muito medo de ser


esquecido. Hoje, no banco que assenta a estátua, o mesmo em
que o poeta costumava ficar nos finais de tarde, lê-se o verso,
“No mar estava escrita uma cidade”. Drummond escreveu a
história de sua vida nesta cidade, e nela será sempre lembrado.”
Referência: www.wikirio.com.br/arquivo:carlos_drummond_de_andrade_2.jpg
https://jb.fm/jb-noticias/estatua-de-drummond-na-orla-de-copacabana-e-novamente-alvo-de-criminosos/

4 - a) A que cidade se refere a última frase do texto acima? __________________________________


b) Imagine que você está em Copacabana, no Posto 6, sentado/sentada no banco, junto à
estátua de Drummond, e, de repente, o poeta ganha vida e lhe diz:

 Bom dia, meu/minha jovem! Você pode me dizer se você gosta de vir aqui contemplar o mar? O
que você pensa quando vê o mar?

Responda ao poeta e continue conversando com ele, perguntando-lhe se ele se sente feliz ali, na
praia, observando as pessoas que vão e vêm sorridentes a caminho do mar. Não se esqueça de
pontuar adequadamente o seu diálogo com Drummond. Seja criativo/criativa!
_____________________________________________________
_____________________________________________________
_____________________________________________________
_____________________________________________________
CARIOCA II

5 - Drummond escreveu a crônica “Assalto” no século XX. Você nasceu no século XXI. Em sua opinião,
é possível acontecerem cenas de confusão como as do texto, nos dias atuais? Justifique sua resposta.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

54
1.° SEMESTRE

Na crônica Assalto, de Carlos Drummond de Andrade, a senhora protestou contra o preço do chuchu.

O chuchu é um fruto de baixa caloria e rico em água. É pobre em


gordura saturada e não contém colesterol. No entanto, chuchu é uma
rica fonte de vitamina C, cálcio, magnésio, fósforo e zinco. O
chuchu também contém antioxidantes como, flavonoides,
polifenólicos, luteolina e apigenina que ajudam a destruir os radicais
livres. O chuchu ajuda na prevenção do câncer e do colesterol, reduz
a pressão arterial, previne a constipação, previne a anemia e ajuda a
emagrecer.

Já estudamos que os alimentos nos fornecem energia para realizarmos todas as funções do dia a
dia. No entanto, para extraírmos a energia contida nos alimentos, é necessário que os sistemas
digestório (página 45), respiratório e circulatório do corpo humano estejam trabalhando em
conjunto.

Sistema Respiratório

Importância: Realizar o transporte de gases no organismo (trocas gasosas), levando gás oxigênio (O2)
às células e eliminando o gás carbônico/dióxido de carbono (CO2).

Funções:
Extrair a energia dos alimentos obtidos na
http://vivermelhonaterra.weebly.com/uploads/5/7/8/4/5784970/7267461.jpg?493
CARIOCA II

alimentação. Para obter essa energia, realizam


o processo de respiração celular que consiste
basicamente no processo de extração da
energia química armazenada nas moléculas de
glicose, com a participação do oxigênio.

55
1.° SEMESTRE
http://www.estudopratico.com.br/wp-content/uploads/2014/10/respiracao-
celular-como-ocorre-fatores-que-interferem-e-nos-vegetais.jpg

Respiração Celular

Esquema Simples

Glicose + O2 CO2 + H2O + energia


Alimento (vapor)

As moléculas de glicose passam para o

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/figuras/Morfofisiologia_vegetal/mitocondria.jpg
interior das células onde serão decompostas
em moléculas orgânicas ainda menores,
que entram nas mitocôndrias, onde ocorre
a respiração celular. Este processo consiste
na oxidação total dessas moléculas com o
gás oxigênio da atmosfera. Neste processo,
é produzido o gás carbônico e energia
química, que as células podem usar.
CARIOCA II

Órgãos:
http://anatomiaunieuro.blogspot.com.br/2013/11/sistema-respiratorio.html

1 - fossas nasais
2 - faringe
3 - laringe
4 - traqueia
5 - brônquios
6 - bronquíolos pulmão
7 - alvéolos pulmonares
56
1.° SEMESTRE

Órgãos:
Fossas nasais
Órgão de entrada para os gases.
Possuem pelos, cílios e duas cavidades, que se comunicam com o exterior através das narinas.

Filtração do ar – pelos e cílios.


Pelos: funcionam como uma barreira contra poeira e microrganismos.
Aquecimento do ar – capilares sanguíneos.

Humidificação do ar – glândulas da mucosa.

Muco: substância pegajosa que se prende a poeira.

Faringe http://www2.eerp.usp.br/Nepien/pcr/Img/AnatomiaFisiologia/Imgs/Faringe.png

Órgão que permite tanto a passagem do ar para a laringe, quanto do bolo alimentar (sistema
digestório) - dupla função controlada por uma abertura conhecida como epiglote.

https://ericasitta.files.wordpress.com/2015/04/cancer-de-garganta-sintomas.jpg?w=584
Laringe

Órgão que permite a passagem do ar com a


presença das cordas vocais (som) e da epiglote, que
impede a entrada do bolo alimentar nas vias
respiratórias.

Traqueia

Possui anéis de cartilagem incompletos na parte posterior e se localiza à frente do esôfago.


CARIOCA II

Revestida por glândulas produtoras de muco (humidificação) e células ciliadas (filtração).

Brônquios

Resultam da bifurcação da traqueia. Formado por anéis de cartilagem completos, sendo


revestidos por uma mucosa lubrificante e ciliada.

57
1.° SEMESTRE

Bronquíolos

http://biologianet.uol.com.br/anatomia-fisiologia-animal/hematose.htm
Resultam da ramificação dos brônquios.

Alvéolos pulmonares
Pequenas câmaras esféricas semelhantes a cachos de uva,
onde ocorrem as trocas gasosas (hematose); formados
apenas por uma camada de células; revestidos por capilares.

Hematose pulmonar x Hematose Celular

São trocas gasosas que ocorrem ao nível dos São trocas gasosas que ocorrem ao nível
alvéolos pulmonares, ou seja, ocorre a troca das células dos órgãos através das quais o
do gás oxigênio pelo gás carbônico nos sangue arterial (rico em gás oxigênio) passa
alvéolos. a sangue venoso (rico em gás carbônico).

http://vidanaspaginasdeciencias.blogspot.com.br/201
http://reocities.com/CollegePark/lab/9707/lveolos.gif

3/03/respiracao-celular-o-que-e-para-que.html

http://cdn.quotesgram.com/img/13/39/2039918062-heart-lung.jpg

Pulmão direito Pulmão esquerdo


Pulmão com 3 lobos com 2 lobos
CARIOCA II

Localizados na caixa torácica, são delimitados


anteriormente pelo esterno, posteriormente pela
coluna vertebral e inferiormente pelo músculo
diafragma.
São divididos em lobos. O pulmão direito possui 3
lobos, enquanto que o esquerdo possui apenas 2
lobos, devido à presença do coração. Coração
58
1.° SEMESTRE

http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/03/pleura.jpg
São revestidos por uma dupla membrana
conhecida como pleura, que facilita a aderência e
o escorregamento dos pulmões na caixa torácica.

Esterno
Costelas
http://www.lifesavers.com.br/ckfinder/userfiles/images/4(3).jpg

Caixa Torácica: formada pela região torácica de


coluna vertebral, osso esterno e costelas.
Diafragma

Coluna Vertebral

A respiração apresenta duas fases: a inspiração e a expiração.


Inspiração: entrada do ar.
Expiração: saída do ar.

Como ocorre a inspiração e a expiração?


Preencha a figura ao lado com relação https://i.ytimg.com/vi/nZvxGKhgF6E/hqdefault.jpg

ao processo de expiração.
CARIOCA II

Dica: processo inverso da inspiração.

Músculos intercostais:
músculos que estão
entre as costelas e
fazem parte
da mecânica
respiratória.

59
1.° SEMESTRE

Observe essas imagens:

http://blogdojosecarlosfarina.blogspot.com.br/2012/11/cigarro-mata-diga-nao-ao-tabagismo.html

http://cienciasnaturezamatematica-ieeba.blogspot.com.br/2013/06/doencas-do-sistema-respiratorio-1-ano.html

http://adrianamoyses.blogspot.com.br/2013_06_01_archive.html
Pesquisa!
Faça um quadro com as principais doenças que acometem
o trato respiratório do ser humano e comente sobre as
principais causas e consequências.

Mostre seu aprendizado respondendo em seu caderno:

1. Por que a respiração é tão importante para o organismo?


CARIOCA II

2. Por que é melhor respirar pelo nariz do que pela boca?

3. Onde se localiza a epiglote e qual a sua importância?

4. Diferencie os processos de inspiração e expiração.

5. A obstrução da traqueia impede que o oxigênio atinja qual órgão?

6. No homem, qual a estrutura mais próxima ao local onde se efetuam trocas gasosas entre o ar
e o sangue?

60
1.° SEMESTRE

FALSA

A crônica “Assalto” de Carlos Drummond de Andrade, registra uma cena do cotidiano, em que
algumas expressões como “dondoca loura”, “uma gorda” e “o diabo daquele escurinho” nos
revelam um preconceito social. A crônica nos mostra, também, que um mal entendido virou um
boato que gerou uma série de falsas conclusões! Observe que o cronista utiliza, de forma crítica,
as expressões para se referir aos personagens e suas atitudes, sem preconceito.

Discuta e reflita com seu/sua professor/professora e sua turma sobre o uso de palavras e
expressões que caracterizam preconceito, afetando o relacionamento e o cotidiano das pessoas.

Você sabia que, na Matemática, não podemos trabalhar com boatos e falsas conclusões?
Pois é, a Matemática é uma ciência exata!

Valor numérico de uma expressão algébrica

Se a = 3; b = - 4 e c = 5, em a + 2b – c, ao substituir os valores teremos: 3 + 2.(‒4) ‒5 = 3‒8‒5 = ‒10


CARIOCA II

Então, com esses dados, resolva as questões 1 e 2 a seguir.

1 - Determine o valor numérico de :

a+c= 4+a= c² – 5 ͣ =

3a = 3 + 2a = b² – 3b =

2b = –b= – b³ =

61
1.° SEMESTRE

2 - Complete a tabela abaixo, lembrando que a = 3, b = ‒4 e c = 5.

a+b+c= 3a + b – c = ... a³– c =...

a + b + 2c = 3a – b = ... b³ = ...

3a + b + c = a + 3b + 2c =... b² – 4ac = ...

b + 2a + c = 0b – c =... c² – 4bc =...

0a + b + c = – b = ... 7a + 2b ‒ c = ...

Desafio 1: SE CURTIR, COMPARTILHE!


85% falham neste teste!
A = – 2² + (– 2)² + 2² – (– 2)²
A = ???
(A) 0 (B) 4 (C) 8 (D) 16

http://s2.glbimg.com/Qckc3ZWo7veztqpyOrHCsFRAaKA=/0x0:695x500
/695x500/s.glbimg.com/po/tt2/f/original/2014/02/19/facebook.jpg
Desafio 2: Os quatro palitos da figura ao lado representam uma taça. Você
deve passar a azeitona da taça para uma nova posição, fora da taça,
movendo apenas dois palitos. Mas você não pode mexer na azeitona e
deve manter o formato exato da taça. (Resposta abaixo da figura.)
CARIOCA II

fora.
Ela estará de ponta cabeça e a azeitona ficará de

Desafio 3- Se curtir, COMPARTILHE!


“direito” da taça para a esquerda da haste da taça.
esquerda. Depois, mova o palito que está do lado
Escorregue o palito da parte inferior da taça para a
1+4=5
2 + 5 = 12
3 + 6 = 21
5+8=?

62
1.° SEMESTRE

Receita: Barquinhos de chuchu


3 - Determine a soma abaixo. Ingredientes: 4 chuchus, 300
gramas de linguiça, 1 cebola, 1
+ + = 30 tomate, 2 dentes de alho, 2
colheres de molho de tomate,
orégano, sal, azeite, caldo de
https://uk.pinterest.com/pin/553731716662881194/
legumes e muçarela.
+ + = 18
Como fazer: Cozinhe os chuchus com o caldo de legumes até
ficarem um pouco macios. Escorra-os e seque-os. Retire um
‒ = 2 pouco do miolo do chuchu. Em uma panela, doure a linguiça
no óleo, coloque o restante dos ingredientes e refogue até
tudo estar cozido. Misture a polpa do chuchu amassada.
Disponha as metades dos chuchus voltadas para cima em
+ + = _______ uma assadeira. Distribua o recheio em cima, regue com um
fio de azeite, polvilhe a muçarela e leve ao forno para
derreter e gratinar.

4 - Adicione os termos semelhantes das expressões algébricas abaixo.

a) 2x² + 3x² – x² = c) y – x² – 3y + 4x² =

b) 5ab³ + 6 b – 2ab³ – 4 b= d) 5 – 4xy² – 8 – xy² =

5 - Determine, respondendo em forma de expressão algébrica, o perímetro da figura abaixo.

2x
P=
CARIOCA II

y ___________________________
2x

3y
2y

4x http://www.mundosimples.com.br/gifs/quiz-matematica1-298.gif

63
1.° SEMESTRE

6 - Na multiplicação algébrica, é muito importante rever as propriedades das potências.


m n
a .a  a
m n
Na multiplicação, repetimos a base e somamos os expoentes.
mn
a :a  a
m n
Na divisão, repetimos a base e diminuímos os expoentes.
m n
(a )  a
m. n
Na potência de potência, repetimos a base e multiplicamos os expoentes.

Então, baseado nas propriedades das potências, efetue as operações algébricas abaixo.

a) 2x² . 3x³ = c) (x²)³ = e) 3xy² ( 5x + y³ – 8) =

b) 4y³ : 2 y = d) 7x ( 9x – 7x²y) =

GEOMETRIA

r//s Atenção!
Vamos, a partir da figura ao lado, apresentar para
Os ângulos alternos
vocês os ângulos alternos internos. Observe: internos são
^c e ^e são ângulos alternos internos. congruentes (têm a
^ ^ mesma medida).
d e f também são ângulos alternos internos.

𝜷 + α + γ = ____°
CARIOCA II

r
Vamos analisar os ângulos 𝜷 γ
internos de um triângulo, α
tendo como base os ângulos r//s
alternos internos. s 
𝜷 γ

Desta forma, demostramos que a soma dos ângulos internos de todos os triângulos é igual a 180°.

64
1.° SEMESTRE

1 - Determine o valor de x e dos ângulos, nas figuras abaixo, sabendo que a soma dos ângulos
internos dos triângulos é sempre igual a 180°.

3x
2x
x

x
2x 2x

x = ______ x = ______ x = ______

2 - Resolva os problemas abaixo.

a) Determine os ângulos de um triângulo retângulo isósceles (dois lados iguais). ________________

b) Os ângulos de um triângulo são, respectivamente, 8x, 6x e 4x. Determine x e os três ângulos desse
triângulo. _______________________________________

c) Observe que o quadrilátero abaixo é formado por dois triângulos.

Ângulo interno
do quadrilátero.

A B Logo:
a b
f
CARIOCA II

abc + def = Si = _____º


c d
e
C D
DICA!
desenhos-animados-da-ilustrao-do-
conferente-do-professor-34508406

A soma dos ângulos internos de


um polígono é indicado por Si .

65
1.° SEMESTRE

3 - A partir das figuras de um hexágono regular (fig. 1 e 2), marque V (verdadeiro) ou F (falso) para as
afirmativas abaixo.

Fig. 1 Fig. 2

a) A figura 1 é formada por seis triângulos congruentes (mesma medida). ( )

b) Cada triângulo da figura 1 possui três ângulos congruentes, tendo 50° cada um. ( )

c) Os ângulos formados pelos vértices dos triângulos, no centro do hexágono, na figura 1, formam,

no total, um ângulo de 360°. ( )

d) Podemos afirmar que se cada triângulo da figura 1 possui três ângulos de 60°, então cada ângulo

do hexágono regular mede 120°. ( )

DESAFIO: Calcule a soma dos ângulos internos de um hexágono regular (polígono que possui todos
os ângulos e lados congruentes). Apresentamos, no exercício anterior, duas figuras que poderão
auxiliá-lo. Justifique a sua resposta, abaixo.

CARIOCA II

66
1.° SEMESTRE

4 - Complete a tabela abaixo.

5 - Chegamos à conclusão que a soma dos ângulos internos de um polígono é:

Si= 180° (n – 2)

Agora, você já é capaz de determinar a soma dos ângulos internos da figura abaixo, que representa
CARIOCA II

um hexágono, e o valor do ângulo 2x-30°.

2x-30° 150°

Resposta 1: _____________ 2x
2x-10°

Resposta 2: _____________ 2x+30º 100°

67
1.° SEMESTRE
Fatoração algébrica

Fatorar uma expressão algébrica significa decompô-la em um produto de fatores. Veja os exemplos:

x² + x , fatorando: x (x + 1) 4 + 2x, fatorando: 2 ( 2 + x )

6 x²y + 9 xy³z, fatorando: 3xy (2x + 3y²z)

DICAS PARA OBTER O FATOR COMUM!

- MDC dos coeficientes (sugerimos uma breve revisão sobre o Máximo Divisor Comum). Exemplo: Qual é
o maior número que divide os números 12 e 18? MDC(12,18)

D(12)= {1,2,3 4,6,12} D(18)= {1,2,3,6,9,18}

Então, de cabeça, qual é o maior número que divide ao mesmo tempo os números 12 e 18?

_____________________

Quanto à parte literal, o fator comum serão as letrinhas que se repetem com o menor expoente.

Exemplos: Em x e x² o fator comum é x. Em a²x³y e ax², o fator comum é ax².

Fatore as expressões algébricas abaixo.

a) x² + x = c) 2b²c + b = e) x² + 2x + 2x + 4 =

CARIOCA II

b) 6x² ‒ 4x = d) 15 x²yz³ + 5xyz ‒ 10x²y²z = f) x² ‒ 2x - 2x + 4 =

68
1.° SEMESTRE

Inequação é uma desigualdade entre duas expressões


Inequações do 1º grau matemáticas, cujo objetivo é determinar os valores
das variáveis que satisfazem a desigualdade.

Trabalharemos agora com os símbolos:

> representa maior que ≥ maior ou igual a


< representa menor que ≤ menor ou igual a

Com eles, trabalharemos as inequações:

x > 3 = {4, 5, 6, 7, 8, ...} x ≥ 3 = {3,4, 5, 6, 7, 8, ...}

x < 2 = {1, 0, ‒1, ‒2, ‒3, ...} x ≤ 2= {2,1, 0, ‒1, ‒2, ‒3, ...}

Observe, nos exemplos acima, que as inequações possuem infinitas soluções.

1 - Escreva como se lê.

a) x > 5 d) 3 < x < 5


______________________________________ x é maior que três e x é menor que cinco

b) x < 3 e) ‒ 4 < x < 4


______________________________________ _______________________________________

c) – 2 < x f) x ≤ 5
_______________________________________ _______________________________________
CARIOCA II

2 - Dê algumas soluções para as inequações em Z, abaixo.

a) x > 5 Resposta: { } c) 3 < x < 7 Resposta: { }

b) x ≤ 2 Resposta: { } d) ‒ 4 ≤ x < 0 Resposta: { }

69
1.° SEMESTRE

3 - Observe 2 x > 5. Quais das opções abaixo são soluções para essa inequação em Z?

x=0( ) x=1( ) x=2( ) x=3( ) x=4( ) Dica:


Basta substituir o valor
de x na inequação.

4 - Dicionário da Língua Matemática - Vamos construir o nosso dicionário de Matemática?

No seu caderno, você escolherá dez palavras ou símbolos matemáticos e os definirá


com as suas próprias palavras, ok? Que tal a turma elaborar um único dicionário
matemático?

5 - Utilize os símbolos matemáticos (<, >, =, +, ‒, x, :, {, ≠, ≤, ≥, ±, ÷, ×, % e muitos outros) para criar


poemas, músicas, etc. Solte a sua criatividade!

6 - Responda ao que se pede:

a) Quais são os números inteiros compreendidos entre ‒ 5 e 0? ______________________________

b) Na desigualdade 2x > 8, x pode ser igual a 4? ___________________________________________

c) Coloque os sinais de desigualdade ( < ou >) em:

7 ___ 0 ‒ 4 ___ ‒ 2 ‒ 3 ___ 1 ‒ 8 ___ ‒ 2 CARIOCA II

expoente
https://doutormatematico.blogspot.com.br/2013/05/propriedades-da-potenciacao.html

Desafio: Qual é o maior número, 2³ ou 3² ? ____________

70
1.° SEMESTRE

b
Observe a inequação do 1º grau ao lado. Em ax > b, x > onde a ≠ 0
a

Seguindo a mesma linha de raciocínio da resolução das equações do 1º grau, temos sempre que
isolar x. Observe as resoluções em Z, abaixo:
8
2x > 8 x> x > 4, conjunto solução, S = 5, 6, 7, 8...
2

a) 3x > 12 S= d) 5 + x > ‒ x + 9 S=

b) 7x < 42 S= e) ‒1 + x < 5 S=

c) 5x < ‒ 25 S= f) 6 + 2x > ‒1 S=

Leia os versos deste poema de Carlos Drummond de Andrade. Ele também usa termos matemáticos.

Canção final
Oh! se te amei, e quanto! É não venerar os códigos
Mas não foi tanto assim. de acasalar e sofrer.
Até os deuses claudicam É viver tempo de sobra

https://amarildocharge.wordpress.com/2015/1
1/20/calos-drummond-de-andrade-caricatura/
em nugas de aritmética. sem que me sobre miragem.
Meço o passado com régua Agora vou-me. Ou me vão?
de exagerar as distâncias. Ou é vão ir ou não ir?
Tudo tão triste, e o mais triste Oh! se te amei, e quanto,
é não ter tristeza alguma. quer dizer, nem tanto assim.
https://www.pensador.com/frase/MTE1OTgwMQ/
CARIOCA II

Você saberia explicar qual é a linguagem usada por Drummond neste poema?

Na página 53, você leu uma breve Você sabia que quando uma geração mais nova
biografia de Carlos Drummond de discorda de uma geração mais velha e com ela se
Andrade. Ele nasceu em 1902, é de desentende, dizemos que há conflito de gerações?
outra época, de outra geração. Você Vamos ler o miniconto a seguir para entender melhor o
já ouviu falar de conflito de gerações? que significa conflito de gerações.

71
1.° SEMESTRE

Leia o miniconto “Conflito de gerações”, de Fernando Bonassi.


www.google.com.br/search?q=figura+de+menino&rlz

Conflito de gerações
 Marquinhos ... Marquiinhos!
 Ô Maaaarrquiiinhooooos!
O filho tentou disfarçar, lá no fundo do quintal, tirando meleca do nariz, mas, quando a mãe
chamava assim, era melhor ir. Na cozinha, a mãe, ao lado da geladeira aberta, com uma garrafa e um
saco plástico vazios nas mãos:
 Você comeu toda a salsicha?!
 Não é bem verdade... Eu só usei as salsichas pra acabar com a mostarda. Já estava até verde!
Alguém ia acabar comendo estragado e ficar doente.
 Como você é bonzinho! E o refrigerante?! O que é que você me diz do refrigerante?! Acabou
também? Hum-hum...Ficou verde?
 Não é bem verdade... Tinha ficado era sem gás e... bom, a senhora e o papai não iam gostar de
beber refrigerante velho.
 Você tem resposta pra tudo, não?!
 Não é bem verdade, é a senhora que sempre pergunta.
 Você é uma gentinha! Só uma gentinha, tá entendendo?
O filho ficou olhando praquela mãe batendo com o pé no chão, bem nervosa mesmo, mais alta
que a geladeira e tudo. Aí foi obrigado a dizer:
 É... isso eu acho que é verdade.
(Referência: Folhinha, São Paulo, 23/nov./2002, nº2044) – AAA2 – Análise Linguística e Análise Literária/PDE.

CARIOCA II

http://cozinhasitatiaia.lti.net.br/?p=3697 http://www.dalci.com.mx/_blog/-Mi-mama-me-pego

72
1.° SEMESTRE

O miniconto é um texto curto que contém todos os elementos do conto


(situação inicial, conflito gerador, clímax e desfecho), mas com linguagem
mais concisa.

1 - Em um miniconto, como no conto, aparecem os elementos que constroem uma narrativa.


Normalmente são ressaltados os seguintes elementos: personagens, tempo e lugar. Que
elemento(s) fica(m) evidente(s) no miniconto “Conflito de gerações”?

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

2 - Na sua opinião, por que o título do texto é “Conflito de gerações”?


________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

3 - Com que sentidos foram usadas as expressões destacadas nos trechos abaixo?
a) “...quando a mãe chamava assim, era melhor ir.”
_________________________________________________________________________________

b) “-Você é uma gentinha! Só uma gentinha, tá entendendo?”


_________________________________________________________________________________
CARIOCA II

4 - O que o menino entendeu quando a mãe o chamou de gentinha? ________________________

_________________________________________________________________________________

5 - Retire do texto “Conflito de gerações” marcas da linguagem coloquial.


_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

73
1.° SEMESTRE

6 - Quando o menino afirma que só tinha comido as salsichas porque estavam estragadas, evitando
que alguém as comesse e ficasse doente, a mãe lhe diz: “Como você é bonzinho!”. Você acha que ela
está dizendo o que realmente pensa? Justifique sua resposta.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

A figura de linguagem que usamos para dizer o contrário do que pensamos é


chamada de IRONIA. Geralmente usa-se a ironia com a intenção de criticar.
IRONIA
Dizer, por exemplo, que alguém que age com grosseria é “uma flor de pessoa”
ou dizer que um menino muito levado é “um anjo”, é fazermos uso da ironia.

7 - Cite outras situações do cotidiano em que se usa a ironia.


___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

Observe a charge ao lado e


discuta com seus colegas a
mensagem que ela quer
nos passar.

http://www.tudojuntoemisturado.info/2017/01/tirinhas-armandinho.html

8 - A figura de linguagem mais comum na nossa fala é a comparação.

A comparação aproxima dois seres pela semelhança, de maneira que


CARIOCA II

as características de um sejam atribuídas ao outro, sempre por meio


COMPARAÇÃO
de um elemento comparativo expresso: como, tal, feito, que nem,
qual, parece, mais...que etc.

Copie do 4º parágrafo da crônica “Assalto” (página 53) uma passagem em que o autor usou uma
comparação. _______________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

74
1.° SEMESTRE
Leia os seguintes textos:

Texto 1
“Na feira, ....
Moleques de carrinho corriam em todas as direções, atropelando-se uns aos outros. Queriam
salvar as mercadorias que transportavam (...) E no atropelo da fuga, pacotes rasgavam-se,
melancias rolavam, tomates esborrachavam-se no asfalto. Se a fruta cai no chão, já não é de
ninguém; é de qualquer um, inclusive do transportador”. ...
(Fragmento de “Assalto”, Drummond)

Texto 2
...
Todas as segundas no fim da feira, um cenário que ninguém gostaria de ver se repete, o “lixo
da feira”, como é chamado, toma conta da praça do mercado. Pedaços de madeiras das barracas,
tomates estourados, restos de verduras, legumes, frutas, resto de comida, sacos plásticos, papéis
e papelões marcam que mais uma vez as mãos calejadas dos garis classificarão tudo num só
pacote, que será entregue ao Meio Ambiente que, pacientemente, aceita a responsabilidade de
exterminar esses dejetos.
Na primeira feira do ano, o repórter Do Carmo acompanhou de perto a movimentação e o
agito de quem ao mesmo tempo vende e compra, mas não esquece a mania desumana de jogar
lixo no chão. ...
Lixo da feira livre. Quem é o culpado?
http://www.portalfolha.com/gerais/lixo-da-feira-livre-quem-e-o-culpado/2

Texto 3 9 - Você percebe alguma relação entre os


três textos? Qual?
CARIOCA II

http://portaleliomar.opovo.com.br/wp-content/uploads/2016/02/clayton-160201.jpg

_________________________________
_________________________________
_________________________________
_________________________________
_________________________________
_________________________________
_________________________________
_________________________________
75
1.° SEMESTRE

10 - a) Quem são os personagens no texto 3? ___________________________________________

b) Por que esses personagens precisam ser combatidos pelo governo? _______________________
_________________________________________________________________________________
c) De acordo com o contexto, o que se pode entender do bate-papo entre os mosquitos?
_________________________________________________________________________________

http://br.depositphotos.com/stock-photos/v%C3%ADrus-de-rna.html
Ao mesmo tempo em que pica para sugar o sangue, o
mosquito Aedes cospe saliva, que tem uma série de
substâncias analgésicas e anticoagulantes que o ajudam a não ser notado e,
assim, conseguir sugar o maior volume possível de sangue. Neste processo,
as partículas de vírus são injetadas na corrente sanguínea da pessoa, junto
com a saliva do mosquito.
(Adaptado de: http://www.ioc.fiocruz.br/dengue/textos/aedesvetoredoenca.html)

Sistema Circulatório

Importância: Permite o transporte e a distribuição de nutrientes,

http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/upload/conteudo_legend
gases (gás oxigênio e gás carbônico principalmente) e hormônios

a/44f91329b28431cd4498e3e99a9582f2.jpg
para as células do corpo. Realiza também a distribuição de
anticorpos, faz a manutenção da temperatura corporal, além de
transportar substâncias que serão eliminadas pelo corpo.

Funções: Realizar a circulação do sangue por todo o organismo.

CARIOCA II

Tipos de Sangue
http://images.slideplayer.com.br/19/6083665/slides/slide_29.jpg

Sangue arterial: sangue rico em gás oxigênio (sangue


oxigenado).
Sangue venoso: sangue rico em gás carbônico
(sangue não oxigenado).

76
1.° SEMESTRE

Órgãos
Coração
Órgão formado por musculatura estriada cardíaca. Possui 4 cavidades, divididas em 2 átrios e 2 ventrículos.
Entre os átrios e os ventrículos, há a presença de válvulas (tricúspide e bicúspide ou mitral).

CVCVC
https://https://www.resumoescolar.com.br/biologia/sistema-circulatorio-
animal-e-humano-coracao-vasos-sanguineos-sangue-e-vasos-linfaticos/

http://3.bp.blogspot.com/-717jBDD3Yss/UCfnIuKfBQI/AAAAAAAABjg/7RpR-
CVCVC V
CVCVCV

5jyARY/s1600/sistema-circulatorio-da-ave-2.jpg
V
CVCVC
V
CVCVC
V

Vasos Sanguíneos
Artérias: vasos que carregam sangue do CORAÇÃO para o CORPO. Geralmente, carregam sangue
arterial, com exceção da artéria pulmonar (que carrega sangue venoso).
Veias: vasos que carregam sangue do CORPO para o CORAÇÃO. Geralmente, carregam sangue
venoso, com exceção da veia pulmonar (que carrega sangue arterial).
Capilares: vasos extremamente finos que se ramificam para facilitar o transporte do sangue.
http://www.cabuloso.com/Anatomia-Humana/SistemaCardiovascular/Vasos-Sanguineos.htm
CARIOCA II

77
1.° SEMESTRE

Funcionamento
Pequena Circulação: também conhecida como circulação
pulmonar, pois compreende a circulação que ocorre entre o
pulmão e o coração.
Grande Circulação: também conhecida como circulação
sistêmica, pois compreende a circulação entre o corpo
(células) e o coração.

Como o sangue é transportado?


A partir da respiração, o corpo absorve o gás oxigênio pela inspiração, que formará o sangue
arterial e será transportado pela veia pulmonar até o átrio esquerdo. Posteriormente, passará do
átrio para o ventrículo pela válvula bicúspide ou mitral. No ventrículo, o coração irá bombear o
sangue arterial pela artéria aorta para todo o corpo (células). As células do corpo, então, realizam
a respiração celular, absorvendo o gás oxigênio e liberando o gás carbônico. Este formará o
sangue venoso, que será transportado pela veia cava até o átrio direito e passará para o
ventrículo direito pela válvula tricúspide. No ventrículo direito, o sangue venoso será bombeado
pela artéria pulmonar até o pulmão, para que o gás carbônico possa ser eliminado pelo corpo
através da expiração.

Pequena Circulação:
http://files.cirvascular.webnode.com/200000005-422d943274/coracao%20pulmao.jpg

ventrículo direito – artéria pulmonar – pulmão – veia pulmonar –


CARIOCA II

átrio esquerdo

Grande Circulação:
ventrículo esquerdo – artéria aorta – corpo – veia cava – átrio direito

78
1.° SEMESTRE

Sangue Glóbulos

https://t2.uc.ltmcdn.com/pt/images/3/9/2/img_2293_apa_1323_600.jpg
vermelhos

Tecido conjuntivo líquido, produzido na medula óssea


vermelha, que flui pelos vasos sanguíneos.
Responsável pelo transporte de substâncias (nutrientes,
oxigênio, gás carbônico e toxinas), regulação e proteção de
Glóbulos brancos

nosso corpo.

Composição do sangue: plasma (55%) e elementos figurados (45%).

Plasma – parte líquida


Sangue Hemácia ou glóbulo vermelho ou eritrócitos
Elementos figurados Células Leucócito ou glóbulo branco
Plaquetas (fragmentos de células)
CARIOCA II

http://images.slideplayer.com.br/11/3178151/slides/slide_31.jpg

79
1.° SEMESTRE

Medula Óssea

http://1.bp.blogspot.com/-QIvED7rjcIg/UpJSRI_wa7I/AAAAAAAAAXI/ooalfuaI1yA/s1600/medula-ossea-sangue.jpg

https://momentofisioex.files.wordpress.com/2013/11/xtensao-
arterial-sistolica-diastolica-gif-pagespeed-ic-p9gkx4aaby.jpg
Movimentos cardíacos
Sístole: contração do coração
Diástole: relaxamento do coração

Retorno Venoso

É a volta do sangue para o coração no interior


http://natun.com.br/wp-content/uploads/2016/09/retorno-venoso.png

das veias.
1 - A pressão sanguínea ao atingir as veias é
baixa.
2 - Há contração dos músculos das pernas.
3 - As veias profundas são pressionadas pelos
músculos.
4 - A válvula proximal se abre.
5 - O sangue passa no sentido do coração.
CARIOCA II

6 - A válvula distal se fecha, evitando que o


http://images.slideplayer.com.br/1/67533/slides/slide_13.jpg

sangue volte.

Agora é com você!

Pesquise e faça um quadro com as principais doenças


relacionadas ao sistema circulatório do ser humano e
comente sobre as principais causas e consequências.

80
1.° SEMESTRE
Sistema ABO

Existem quatro tipos de sangues: A, B, AB e O. São caracterizados pela presença ou ausência


de certas substâncias na membrana das hemácias, os aglutinogênios; assim como pela presença
ou ausência das aglutininas no plasma sanguíneo.

Os aglutinogênios ou antígenos são glicoproteínas As aglutininas são proteínas (anticorpos) que


presentes na superfície de todas as hemácias do sangue reagem com os aglutinogênios, podem provocar
humano e são responsáveis pela determinação do tipo a aglutinação de células quando identificadas
sanguíneo de uma pessoa. como antígeno.

http://s3.amazonaws.com/magoo/ABAAAAfjIAL-2.png
Tipos Sanguíneos

Transfusão Sanguínea

A transfusão de sangue consiste em transferir o sangue de uma pessoa doadora para outra
receptora. Nas transfusões sanguíneas, deve-se saber se há ou não compatibilidade entre o sangue
do doador e o do receptor. Se não houver essa compatibilidade, o organismo reconhece os
aglutinogênios das novas hemácias como um corpo estranho (antígeno) e inicia a produção de
aglutininas (anticorpos). Ocorre então a aglutinação das hemácias que começam a romper suas
membranas (hemólise).
CARIOCA II

http://www.prof2000.pt/users/csilvana/Aglutin.jpg

Exemplo: Se uma pessoa com


tipo sanguíneo A (antígeno A e
anticorpos anti-B) receber
sangue do tipo B, as hemácias
com antígenos B irão se combinar com os anticorpos anti-B,
ocorrendo a aglutinação das hemácias.
http://images.slideplayer.com.br/2/5600484/slides/slide_15.jpg

81
1.° SEMESTRE
Pesquise sobre o Sistema Rh e suas complicações, principalmente
no caso das gestantes.

http://4.bp.blogspot.com/_6LJQxgH_YnA/SwmyYmc
OfzI/AAAAAAAAASM/3SW7ZS3CowI/s1600/3rh.png
A é? Então já que nós
não combinamos, não Ah, desculpe, não
fale mais comigo!!! foi minha intenção!

Agora é com você!!!!


http://profjoscires.blogspot.com.br/

Mostre o que você aprendeu respondendo às perguntas no seu caderno.

1 - Por que, em certo sentido, podemos dizer que temos dois corações bombeando o sangue?

2 - Segundo o que foi noticiado, a morte de Lady Di em 1997, foi provocada por hemorragia
interna, devido ao rompimento da artéria pulmonar. Qual o tipo de sangue conduzido por esse vaso
e qual o sentido do fluxo sanguíneo?

3 - Onde é encontrado o tecido responsável pela formação das hemácias?

4 - Se uma pessoa com tipo sanguíneo A precisasse de uma transfusão e, o banco de sangue tivesse
disponível 5 litros do tipo O, 2 litros do tipo A, 2 litros do tipo B e 4 litros do tipo AB, quantos litros
de sangue estariam disponíveis para doação? CARIOCA II

Encontram-se, abaixo, características dos elementos figurados do sangue.


Associe uma letra a cada característica específica.

a) Hemácias ( ) defesa fagocitária e imunitária


b) Leucócitos ( ) coagulação do sangue
c) Plaquetas ( ) transporte de oxigênio
( ) riqueza em hemoglobina
( ) capacidade de realizar o processo da diapedese.
82
1.° SEMESTRE

Observe, ao lado, a campanha feita pelo governo


do Amazonas contra o mosquito Aedes aegypti.

Qual é a finalidade desse cartaz?


________________________________________
________________________________________

De que forma a linguagem não verbal está


representada?
https://roupanovaral.wordpress.com/2011/02/25/menemoney-cria-campanha-de-combate-a-dengue/

________________________________________

Observe o trecho da mensagem verbal do cartaz


“DENGUE MATA.”
Que efeito de sentido tem o destaque dado à
palavra MATA?
________________________________________
________________________________________

Agora, analise a linguagem dos textos abaixo:

http://evivaafarofa.blogspot.com.br/2015/12/mosquitos-tragedias-e-desleixo.html

O que o mosquito está dizendo?

________________________________________________
CARIOCA II

________________________________________________

________________________________________________

________________________________________________

83
1.° SEMESTRE

Curiosidade!

Evolução dos mosquitos


www.pixabay.com

Os mosquitos surgiram provavelmente no Jurássico, período em que os dinossauros


dominavam a Terra e as florestas tropicais eram mais quentes. Eles são dípteros, ou seja, insetos
que possuem um par de asas, como as moscas, mas sua característica principal é que as fêmeas
têm as peças bucais alongadas, adaptadas para picar e sugar o sangue de animais vertebrados. O
primeiro fóssil conhecido de mosquito data do período Cretáceo, tendo de 90 a 100 milhões de
anos de idade. Ele pertence à espécie Burmaculex antiquus, era uma fêmea e foi descoberto em
Myanmar (antiga Birmânia), em 1999, dentro de um âmbar fossilizado.
De acordo com estudos recentes sobre evolução, o Aedes (Stegomya) aegypti teria surgido na
África e de lá se espalhado por todo o globo. No Brasil, diversos estudos apontam para a existência
de dois grupos diferentes de Ae. aegypti, um deles relacionado aos mosquitos do oeste da África e
outro aos mosquitos encontrados hoje no Quênia, leste da África, introduzidos no país em diversas
levas, antes e depois dos programas de erradicação que aconteceram nas Américas. Isso nos
mostra, mais uma vez, que o Aedes é um mosquito que não é originário daqui e que chegou ao
Brasil junto com o tráfico de escravos no século XVI, que trazia pessoas do Benin, da Costa do
Marfim, de Angola e outros países daquele continente.
http://www.invivo.fiocruz.br/

E os outros seres vivos? Como surgiram?

Acreditou-se, por muito tempo, que os seres vivos surgiam da matéria bruta, de forma
CARIOCA II

espontânea, teoria conhecida como geração espontânea.

Só em meados do século XIX, após diversos experimentos, confirmou-se que os organismos


surgem a partir de outro ser vivo preexistente, teoria conhecida como biogênese.

Os primeiros seres vivos eram bem simples. Com o passar do tempo,


eles evoluíram e novas formas de vida surgiram.

84
1.° SEMESTRE

A vida na Terra e o estudo da evolução dos seres vivos

Como explicar a enorme diversidade dos seres vivos? Durante vários séculos, acreditou-se
que todos os organismos vivos existentes no planeta, extintos ou não, tinham sido criados tais
como eram, sem sofrer nenhum tipo de alteração ao longo das gerações.

O estudioso Jean-Baptiste Lamarck procurou explicar a modificação


dos seres vivos a partir das necessidades desses organismos de se
adaptarem a determinados ambientes. Assim, quando surge uma
necessidade específica, o animal desenvolve características que, de
alguma maneira, são transmitidas para as futuras gerações. Para ele, os
indivíduos mais bem adaptados ao meio sobrevivem e os menos
adaptados acabam desaparecendo.

A partir dos trabalhos sobre evolução, divulgados por


Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, foi possível explicar a
evolução dos seres vivos, encontrando evidências que sugeriam
que as espécies se modificavam ao longo do tempo, através da
seleção natural.

https://world.wng.org
CARIOCA II

As adaptações dos seres vivos não ocorrem por acaso e muito menos ocorreram de uma hora
para outra. Ao longo do processo evolutivo, alguns organismos sofreram transformações que lhes
possibilitaram maiores chances de sobrevivência no meio ambiente, ajustando-se morfologicamente
e fisiologicamente ao ecossistema em que vivem. Assim, uma espécie animal que tenha existido
na Terra em eras passadas pode ter sido a origem de todo um grupo de animais atuais em nosso
planeta. Aquela espécie seria então conhecida como ancestral comum de um determinado grupo.
Essas transformações, selecionadas pelo meio e ocasionadas por mutações, denominamos
adaptação.
85
1.° SEMESTRE

O que é a Evolução?

É o processo através do qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos, ao longo
do tempo, originando novas espécies.

A Teoria da Evolução, proposta por Darwin, não explicava alguns passos do processo. Como
apareciam, dentro de uma mesma espécie, animais ligeiramente diferentes um dos outros? Por que
alguns animais tinham a pelagem mais clara; outros, mais escura; outros, ainda, em tons
intermediários; se que eram todos da mesma espécie?

Essa variabilidade é justamente o que permite a ação da seleção natural. Assim, explicava-se
bem o mecanismo da seleção natural, mas ainda faltavam algumas partes do quebra-cabeça, que só
foi explicado com o aparecimento da genética: estudos de célula, dos genes, dos cromossomos etc.

Hoje, sabemos que as características de um ser vivo estão no DNA, que, por sua vez, se encontra
nos cromossomos, no interior de cada célula de um indivíduo. Chamamos de genes as porções de
DNA que codificam uma determinada característica. Os genes são os mesmos de sua espécie, mas a
combinação de alelos (formas alternativas, gerados por mutações, de um mesmo gene) é própria
para cada indivíduo.

Portanto, os principais fatores evolutivos a seleção natural são a recombinação genética e a


mutação. E é a reprodução sexuada que permite que ocorra uma "mistura" destes alelos, fazendo
com que os descendentes tenham características próprias, ligeiramente diferentes da dos pais.

CARIOCA II

pt.wikipedia.org
86
1.° SEMESTRE

Para pensar! Os ursos polares sempre foram brancos? Não. A mudança ocorreu assim: Ursos polares
de tons mais claros se saíam melhor em ambiente com neve, pois se camuflavam melhor. Os que
tinham coloração do pelo mais escura, não, pois eram facilmente notados. Assim, as fêmeas
passaram a escolher os machos mais claros porque dariam filhotes mais adaptados ao ambiente. O
cruzamento de ursos claros originaram os ursos polares, inteiramente brancos. Isso é o resultado da
recombinação genética que contribui para a evolução no sentido de melhor adaptação de uma
espécie a um determinado ambiente. E essa recombinação genética só acontece pela reprodução
sexuada.

http://internetparatodos.blogs.sapo.pt/750730.html
http://papodeprimata.com.br/dia-das-criancas-animal/
http://papodeprimata.com.br/dia-das-criancas-animal/

Falando em reprodução... Vamos aprender um pouco sobre ela?


CARIOCA II

A reprodução é uma característica de todas as espécies de seres vivos. Ter filhotes é o que vai
garantir a ocupação do ambiente e a existência da espécie; caso contrário, ela desaparece.

Existem duas formas de reprodução da vida: assexuada e sexuada.

Reprodução assexuada

Não há a necessidade de outro indivíduo para gerar descendentes, ou seja, neste tipo de
reprodução um único ser é capaz de gerar outros geneticamente idênticos.

87
1.° SEMESTRE

A- Divisão binária: o B- Brotamento: aparecem C- Esporulação: os esporos


indivíduo se divide e cada brotos no individuo, que originam novos indivíduos.
metade se regenera, formarão novos indivíduos,
formando dois desprendendo-se ou não
descendentes. daquele que o originou.

http://slideplayer.com.br/slide/3328446/
https://estudandoabiologia.wordpress
.com/reproducao-7/

http://www.infoescola.com/biologia/reproducao-assexuada/

Reprodução sexuada

Existe a combinação genética, pois necessita de dois da mesma espécie para ocorrer. Esse
tipo de reprodução é mais vantajosa para a espécie, pois produz indivíduos diferentes dos seus
pais, aumentando a chance de adaptação da espécie a possíveis modificações do ambiente.

http://alunosonline.uol.com.br/biologia/gametogenese.html
A- Fecundação: ocorre a união do gameta masculino
(espermatozóide) com o feminino (óvulo), formando um
novo indivíduo. A fecundação pode ocorrer dentro ou
fora do corpo da fêmea.
CARIOCA II
http://11biogeogondomar.blogspot.com.br/2010/10/a
belhas-partenogenese-e-reproducao.html

B. Partenogênese: quando um óvulo não é fecundado,


mas nele ocorre um desenvolvimento embrionário que,
posteriormente, dará origem a um novo indivíduo.

88
1.° SEMESTRE
DIVISÃO CELULAR E REPRODUÇÃO

DIVISÃO CELULAR

As células apresentam uma característica importante: elas são capazes de se dividir. Nos
organismos pluricelulares, a divisão das células garante o crescimento do organismo, a reposição
de células mortas ou danificadas e também possibilita a reprodução do organismo. Existem dois
tipos de divisão celular:

MITOSE MEIOSE
A célula-mãe divide-se em duas, Na meiose, há duas divisões sequenciais da célula-
originando as células-filhas iguais a mãe que geram quatro células-filhas, cada uma com
ela. metade do material genético da célula-mãe.
Nos organismos pluricelulares, Em muitos organismos pluricelulares, como os
como os seres humanos, a divisão seres humanos, a meiose dá origem aos gametas
celular por mitose é responsável pelo (células reprodutivas), que têm metade do material
crescimento do organismo e pela genético da espécie e possibilitam a reprodução
reposição de células danificadas ou sexuada. No sexo feminino, a meiose ocorre nos
mortas. ovários, dando origem aos gametas femininos; no sexo
masculino, ela ocorre nos testículos e forma os
gametas masculinos.
CARIOCA II

89
1.° SEMESTRE

Células somáticas: são as células responsáveis pelo crescimento, reposição de tecidos, as funções
gerais do corpo. São as que estão em maior número no organismo. São células diploides e se
dividem por mitose, gerando células-filhas idênticas a mãe.

Células germinativas: são as células que originarão os gametas, femininos e masculinos. São
células encontradas nos ovários e testículos. São também diploides, mas diferente das somáticas,
dividem-se por mitose e meiose. A divisão por mitose irá originar novas células germinativas
diploides, e a divisão por meiose irá originar gametas haploides (espermatozoide e óvulos). O
destino desses gametas pode ser a fecundação ou serem eliminados.

SISTEMA GENITAL

Sistema responsável pela reprodução e,


consequentemente, permite a manutenção da
espécie humana. Na puberdade esse sistema
amadurece.

A célula reprodutora masculina recebe o nome


de espermatozoide e a célula feminina é conhecida
como óvulo. Tanto o espermatozoide como o óvulo
caracterizam-se por apresentar somente a metade do
CARIOCA II

número de cromossomos encontrados normalmente


nas células que formam o corpo humano. Os
cromossomos apresentam a função de transmitir os
caracteres hereditários. Admitindo-se que as células
humanas apresentam 46 cromossomos, tanto os
espermatozoide como os óvulos apresentam somente
https://brasilescola.uol.com.br/biologia/sistema-reprodutor.htm

23 cromossomos cada um deles.

90
1.° SEMESTRE

SISTEMA GENITAL MASCULINO

https://brasilescola.uol.com.br/biologia/sistema-reprodutor.htm
GENITAL
DESIGNAÇÃO FUNÇÃO
MASCULINO

Pênis Órgão masculino por onde ocorre a ejaculação e a saída da urina.

Parte Externa
Escroto Bolsa de pele dentro da qual estão os dois testículos.

Testículos
Onde são produzidos os espermatozoides.
(são dois)
Epidídimos
Onde os espermatozoides ficam armazenados.
(são dois)
Ductos deferentes São tubos que conduzem os espermatozoides em direção à próstata
(são dois) no momento da ejaculação.
Canal que conduz tanto a urina quanto o esperma para o meio
Uretra
Parte Interna exterior.
Glândulas seminais Produzem um líquido que faz parte do sêmen e que alimenta os
(são duas) espermatozoides.

Próstata Produz um líquido que também faz parte do sêmen.


CARIOCA II

FIQUE LIGADO!
A “cabeça” do pênis, onde existe a abertura da uretra, se chama glande do pênis e é revestida
por uma pele, chamada prepúcio. Debaixo do prepúcio pode se juntar uma mistura de gordura e
de sujeira, que causa mau cheiro e até infecções. O banho diário é fundamental para remover
essa sujeira. Durante o banho, o prepúcio deve ser puxado e a glande do pênis bem lavada com
água e sabonete.

91
1.° SEMESTRE
SISTEMA GENITAL FEMININO

https://brasilescola.uol.com.br/biologia/sistema-reprodutor.htm
GENITAL
DESIGNAÇÃO FUNÇÃO
FEMININA
Lábios maiores
Duas porções de pele ao redor dos lábios menores.
(são dois)
Lábios menores
Duas porções de pele que ficam de ambos os lados da abertura da vagina.
Parte Externa (são dois)

Clitóris Órgão sensível do organismo feminino.

Órgão bastante elástico e contrátil, o que permite a sua expansão como


canal do parto, por onde sai o bebê; canal de passagem do sangue durante
Vagina
a menstruação e, é através do canal da vagina, que os espermatozóides
iniciam o seu caminho até alcançar o óvulo.

Órgão composto por músculo, com interior vazio e oco. É dentro do útero
Útero
que se desenvolve o embrião/feto durante a gravidez.
Ovários Mensalmente permitem o amadurecimento de somente um óvulo
Parte Interna (são dois) (ovulação) dentro de uma das duas tubas uterinas.
Tubas uterinas Canais que conduzem os ovócitos ao útero. Dentro delas é que ocorre a
(são duas) fecundação.
CARIOCA II

OVULAÇÃO

Desde que nasce, a menina já tem em seus ovários milhares de células reprodutivas, os
ovócitos. A partir da puberdade, um ovócito amadurece a cada mês e é liberado em uma das
tubas uterinas. Até um ou dois dias após a ovulação, esse ovócito estará pronto a gerar uma nova
vida, desde que seja fecundado por um espermatozóide, produzindo o zigoto. Este percorre a
tuba uterina até chegar ao útero, fixar-se em sua parede e continuar seu desenvolvimento.

92
1.° SEMESTRE

MENSTRUAÇÃO

A ação dos hormônios sexuais femininos prepara mensalmente o útero para a chegada do
zigoto que envolve a formação de um revestimento de camadas de células, rico em vasos
sanguíneos. Não havendo a fertilização, todo o revestimento do útero desprende-se e sai pela
vagina na forma de um sangramento.

FIQUE LIGADO!
Após urinar e/ou evacuar, as meninas devem estar atentas ao modo como usam o papel
higiênico. Ele deve ser passado sempre da região vaginal em direção ao ânus; nunca ao contrário,
pois isso pode permitir que eventuais fragmentos de fezes passem para a região da abertura
vaginal, podendo causar infecções na vagina e na uretra.
O banho diário, com boa lavagem da região genital, também é fundamental para evitar mau
cheiro e infecções.

Reúna os colegas de turma e pesquise sobre os métodos contraceptivos e as doenças


sexualmente transmissíveis. Depois, organize com seu/sua professor/professora, a socialização de
seus conhecimentos.

EXERCÍCIOS:

1 - Marque com (M) as estruturas masculinas e com (F) as femininas:

( ) tubas uterinas ( ) útero ( ) canal deferente ( ) testículos ( ) vagina


CARIOCA II

( ) epidídimo ( ) pênis ( ) próstata ( ) ovários

2 - Responda:

a. Local onde se aloja e desenvolve o embrião: __________________________________________

b. Órgão copulador masculino: ______________________________________________________

c. Canal que elimina o esperma: _____________________________________________________

93
1.° SEMESTRE

d. Órgão que tem a função de produzir o óvulo: _________________________________________

e. Processo de amadurecimento e eliminação do óvulo pelo ovário: _________________________

f. Órgão que tem a função de produzir os espermatozóides: _______________________________

g. Processo de eliminação da parede do útero, quando não há fecundação: ___________________

SEXUALIDADE E PUBERDADE

A puberdade é um fenômeno biológico e comportamental. É um período de transição da infância


para a adolescência. Ou seja, mudanças comportamentais, morfológicas e fisiológicas, que se refletem
no modo de pensar, sentir e se comportar. É a fase do aparecimento das características sexuais
secundárias, de acordo com o gênero e é a partir dela que meninas e meninos se tornam fisicamente
capazes de gerar filhos, caso tenham relações sexuais desprotegidas.

Características sexuais secundárias:

Nas meninas: início do ciclo menstrual (a primeira menstruação - menarca); crescimento de pelos nas
axilas e púbis; desenvolvimento das mamas e alargamento dos ossos da bacia e depósito de gordura
nas nádegas, nos quadris e nas coxas.
http://blogmoms2moms.com.br/educacao-sexual-como-lidar-com-puberdade-das-meninas/

http://blogmoms2moms.com.br/educacao-sexual-como-lidar-com-puberdade-das-meninas/

CARIOCA II

94
1.° SEMESTRE

Nos meninos: aumento do peso e da estatura; oscilação da entonação da voz; início da produção
de espermatozoides; aumento dos testículos e do pênis; crescimento de pelos nas axilas, púbis,
peito e barba; alargamento dos ombros; aumento da massa muscular e início da polução noturna
(ejaculação involuntária que acontece durante o sono).

http://saude.hi7.co/fique-sabendo--puberdade-masculina-56665df9b36f1.html

http://www.blogdasppps.com/2017/11/puberdade-precoce-e-suas-consequencias.html
CARIOCA II

Exercício:
1 - Cite 3 características sexuais secundárias que ocorrem nos meninos no período da puberdade.
_________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

2 - Cite 3 características sexuais secundárias que ocorrem nas meninas no período da puberdade.
_________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

95
1.° SEMESTRE
Vamos analisar a linguagem dos textos a seguir.

1 - Qual é o significado de irado e de daora, na


charge ao lado?
___________________________________________
___________________________________________
___________________________________________
https://img.buzzfeed.com/buzzfeed-static/static/2015-11/25/13/enhanced/webdr09/enhanced-20791-1448477358-3.jpg
___________________________________________

2 - Escreva uma frase para cada expressão do quadro ao lado.

___________________________________________________
___________________________________________________
___________________________________________________
___________________________________________________
___________________________________________________ BELEZA
___________________________________________________ http://www.huffpostbrasil.com/2016/02/26/como-seriam-as-reacoes-do-facebook-em-cada-
estado-do-brasil_a_21684702/

“Qualé? Manêro! Sujou! Massa! Tipo assim...!


http://www.cruiser.com.br/giria/Image22.jpg

Oi, bicho! Tô ferrado!”

3 - O que você entende por GÍRIA?


_______________________________________________________________
_______________________________________________________________
CARIOCA II

As GÍRIAS são marcas da linguagem


Os jovens de hoje: informal, variações linguísticas comuns
a determinados grupos sociais,
GÍRIAS principalmente entre os adolescentes,
ajudando a criar uma identidade entre

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/galerias/imagem/0000002106/0000025082.jpg
os falantes desses grupos.

96
1.° SEMESTRE

A gíria funciona como um código próprio que distingue o grupo e, por isso, dificilmente é
entendida por pessoas de fora do grupo que a adota. Muitas vezes, algumas gírias acabam sendo
“adotadas” por um universo maior de falantes, incorporando-se ao vocabulário cotidiano da
população em geral.

4 - Você costuma usar gírias? Quais? Pessoas de idades diferentes da sua usam as mesmas gírias que
você? _____________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

“Vc é noob no mnd das gírias da net?” Não entendeu? Vou traduzir: “Você é novo no mundo das
gírias da internet?” Agora deu para entender não é?
As novas tecnologias de comunicação têm trazido novas abreviações e gírias usadas para acelerar
o tempo de conversação pelo messenger, por email, em bate-papo on-line...

http://www.kbaus.com/2011/06/girias-da-internet-entenda-o-que-seus.html
http://www.variedadesedicas.com/2011/09/a
s-girias-e-abreviacoes-mais-usadas-na.html

Para você não ficar de fora e não pagar mico quando conversar com o amigo ou amiga recém-
CARIOCA II

adicionado aos seus contatos, veja abaixo algumas abreviações e gírias mais usadas na internet.
lol - rindo muito, rindo alto, muito engraçado. noob - novo, novato, inexperiente.
rox - legal, algo bom. SQN - só que não.
kra - abreviação de outra gíria, “cara” - pessoa amiga... aff - Ave Maria! (espanto).
http://www.variedadesedicas.com/2011/09/as-girias-e-abreviacoes-mais-usadas-na.html

5. Em grupos, escrevam mensagens para outros colegas da sala, usando as gírias e a linguagem
rápida da Internet.

97
1.° SEMESTRE

O autor da crônica “Assalto”, Carlos Drummond de Andrade, foi entrevistado pela revista Veja,
em 1980, e falou sobre estar na moda e sobre gírias. Leia.

Veja: A que o senhor atribui o fato de estar tanto tempo na moda?

Drummond: Ao fato de ter trabalhado sempre em jornais de grande circulação. Trabalhei no Correio
da Manhã, que era um jornal heróico, briguento, implicante com a situação. E depois no Jornal do
Brasil, que é um jornal liberal que tem uma certa vivacidade ao criticar o governo e dá muita
liberdade aos seus colaboradores. Também tem o seguinte: não faço concorrência a ninguém, não
ameaço, não pretendo ocupar nenhum lugar, não desejo nada, quero ficar quieto no meu canto,
ouvindo a minha musicazinha, conversando com uns poucos amigos, falando muito ao telefone. Falo
muito ao telefone porque, além do mais, sair à rua no Rio não é muito fácil, eu não tenho carro.
Mesmo tendo, a pessoa já corre risco, imagine então uma pessoa como eu, que não tem defesa, que
é frágil.

Veja: Como o senhor consegue se manter sempre atualizado, inclusive incorporando a gíria dos
jovens?

Drummond: O meu cotidiano é um pouco maroto, sabe? É mais através dos jornais do dia. Sou um
leitor de jornal voraz. Sempre gostei muito de jornal. A única vocação que tive foi a de jornalista, e
não a realizei plenamente.
CARIOCA II

Veja: O senhor gosta de televisão?

Drummond: Gosto muito de algumas coisas em TV. Gosto dos telejornais, naturalmente, porque é
uma maneira que se tem de receber as notícias logo. Gosto de um programa humorístico como o do
Jô Soares, "Planeta dos Homens", e chego a gostar infantilmente dos Trapalhões: rio algumas vezes.
Não tenho preconceito nenhum. Gosto de música popular como gosto de música erudita.

Fonte: http://educarparacrescer.abril.com.br/leitura/homem-qualquer-entrevista-publicada-revista-veja-19-11-1980-691226.shtml
98
1.° SEMESTRE

Complete o quadro abaixo, imaginando, a partir dos trechos de respostas dadas por Drummond, em
1980, como ele, provavelmente, responderia, se a entrevista fosse hoje, em 2019.

Entrevista em 1980 Entrevista em 2019


“...falando muito ao telefone.”

“...sair à rua no Rio não é muito fácil.”

“...telejornais... Maneira de se receber as notícias


logo.”

“O meu cotidiano é um pouco maroto”

Compare suas respostas com a de seus colegas!

Você sabe o que é uma ENTREVISTA?

ENTREVISTA é um texto em que se registra como se desenvolveu o jogo de perguntas e respostas


entre um entrevistador e um entrevistado. O entrevistador estabelece um plano e prepara suas
perguntas, antes do encontro com o entrevistado. No encontro, acontece a conversa, que
geralmente é gravada para, depois, ser publicada em texto impresso, digital, ou mesmo em áudio,
vídeo... Fonte: PDE/Língua Portuguesa: linguagem e cultura/AAA1-Gestar II

Estrutura do gênero textual ENTREVISTA:

Em uma introdução, o entrevistador faz a apresentação do entrevistado.


APRESENTAÇÃO Nesse momento, o leitor já conhece a profissão, a posição social, os
CARIOCA II

conhecimentos que o entrevistado tem sobre o tema que será explorado.

É a parte mais importante da entrevista. O entrevistador estuda o assunto


PERGUNTAS central da entrevista e prepara um roteiro com as perguntas que gostaria
E RESPOSTAS
de fazer. Nessa parte, registra-se as perguntas feitas e as respostas dadas,
destacando umas das outras.

99
1.° SEMESTRE

1 - Observe um trecho da apresentação da entrevista de Drummond à Veja:

Carlos Drummond de Andrade é um poeta, contista e cronista brasileiro, considerado por


muitos o mais influente poeta brasileiro do século XX. Drummond foi um dos principais poetas
da segunda geração do Modernismo no Brasil. É considerado hoje, um dos grandes nomes da
literatura brasileira.

Reúna-se com um colega e escolham alguém para entrevistar. Pode ser alguém da sua sala, uma
antiga professora da sua escola, um aluno que seja bom em futebol ou em outra modalidade de
esporte, alguém que teve dengue... Enfim, defina o tema e quem será entrevistado. Planejem!

• Pesquisem o assunto escolhido em livros, jornais, revistas, internet... Anotem o que acharem
interessante e sobre o que gostariam de obter mais informações.

• Elaborem as perguntas que considerem mais importantes sobre o tema. Com elas, elaborem o
roteiro da entrevista que vão realizar. Passem a limpo as perguntas, escrevendo-as na ordem de
importância decrescente.

• Gravem a entrevista. A partir do material gravado, produzam o texto escrito da entrevista, sem se
esquecerem da apresentação do entrevistado.

Não se esqueçam de que o objetivo da entrevista é levar o entrevistado a expor suas ideias,
opiniões e conhecimentos sobre o assunto. Façam desse encontro um momento agradável!

2 - Releia a crônica “Assalto” (pág. 52) e complete o quadro abaixo:

Estrutura Crônica “Assalto”


CARIOCA II

Apresentação ou situação inicial

Complicação ou conflito gerador

Clímax

Conclusão ou Desfecho

100
1.° SEMESTRE

FOCO NARRATIVO (Figura do narrador)


• Narrador-personagem: faz parte da história como personagem e narra os fatos em 1ª pessoa.
• Narrador-observador: não faz parte da história, apenas narra os fatos observados.

3 - A partir dessas informações, caracterize o narrador de “Assalto”.____________________________


____________________________________________________________________________________

4 - Escreva sua própria crônica narrativa. Procure se lembrar de um fato que envolva uma confusão
e planeje!

Estrutura

Apresentação ou situação inicial

Complicação ou conflito gerador

Clímax

Conclusão ou Desfecho

Escreva sua crônica em seu caderno de Português. Não se esqueça de dar um título para seu texto!

Leia, agora, a crônica As letras na Matemática – culpa dos espanhóis! de Hugo Carrasco
CARIOCA II

A maioria das pessoas não gosta de Matemática. Alguns dizem: “Até não desgosto mas... quando
começaram a misturar letras com números, aí é que foi, deixei de perceber.” Outros também afirmam:
“Nunca percebi aquilo das equações, o x junto com os números, e depois passa para o outro lado …
muito confuso.”

Para desmistificar um pouco a coisa digo sempre que uma equação é um bicho matemático que
tem um sinal de igual e pelo menos uma letra – a incógnita. Essa letra é normalmente o x.

As letras apareceram na Matemática para representar coisas. O matemático é um ser muito


poupadinho, quanto menos escrever melhor.
101
1.° SEMESTRE

Sabia que a escolha do x não teve nada a ver com a Matemática, mas sim com a fonética?

Em 2012, Terry Moore conseguiu resumir tudo numa palestra TED (Tecnologia, Entretenimento,
Design).

Terry descobriu que tudo começou com um problema de tradução. Os espanhóis conseguiram uns
antigos textos árabes nos séculos XI e XII. Alguns sons eram difíceis de pronunciar e, pior, ainda, não
existiam letras para os representar.

Um dos problemas era a letra sheen. Os textos continham abundantemente a expressão al-shalan
que quer dizer “coisa desconhecida”. Como o espanhol não tinha um som correspondente ao “sh”
adotou o som de “ck”, que em grego é escrito com o símbolo “chi” (“χ”). Mais tarde, quando foi
traduzido para latim, o chi foi substituído pelo nosso x latino. (...)

Alguns nomes importantes dinamizaram, posteriormente, a utilização de letras, como o


matemático francês Viète ou ainda Descartes. Este impulsionou a notação simbólica, convencionando
o uso de letras minúsculas do começo do alfabeto para quantias conhecidas (a, b, c) e as da outra
ponta para as desconhecidas (x, y, z). (...)

Ah, e quando ouvir o x como uma incógnita ou algo desconhecido… afinal… a culpa é dos
espanhóis que não sabiam traduzir!

(Adaptado de: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=9290)

Sistemas de equações

Quando duas ou mais equações


O que é um sistema de equações?
possuem as mesmas soluções.
CARIOCA II

Vamos abordar este assunto de forma diferenciada, ok? Então, responda as perguntas abaixo:

1 - Em cada retângulo escreva dois números diferentes cuja soma dê 10.

102
1.° SEMESTRE

2 - Dê valores para x e y de forma que a adição destes valores sempre dê 8.

a) x + y = 8, x = ____ e y = ____ b) x + y = 8, x = ____ e y = ____

Obs.: Existem infinitas soluções.

3 - Agora, de cabeça, cite dois números em que, ao mesmo tempo, a soma entre eles seja 8 e a
diferença 2: _____ e _____

4 - Veja, agora, o mesmo problema anterior escrito de forma algébrica:

{ x+y =8
x–y=2
x = _____ e y = _____

As duas equações estão atreladas e possuem a mesma solução para x e y.

5 - Resolva os sistemas de equações do 1º grau abaixo, de cabeça.

{ x + y = 10
x–y=2
x = ___
y = ___ { 6x + y = 20
x.y=6
x=3
y = ___ { x + y = 15
x:y=2
x = ___
y = ___

Técnica de resolução do sistema de equações do 1° grau – Método da Substituição.

{ xx +–yy==102 (Equação
(Equação I)
II)
CARIOCA II

1º Passo: Isolar x na primeira equação. 2º Passo: Substituir o valor de x pela expressão


encontrada na equação I
Em x + y = 10,
x–y=2
x = (10 – y) (Equação I)
(10 – y) – y = 2
10 – y – y = 2
10 – 2y= 2
– 2y = 2 – 10
– 2y = – 8
y = – 8 : (– 2)
y=4

103
1.° SEMESTRE

3º Passo: Substituir o valor de y em uma das equações. Como y = 4, teremos:


x + y = 10,
x + 4 = 10, x y
x = 10 – 4, Solução: (6, 4)
x=6

6 - Resolva no seu caderno os sistemas de equação abaixo pelo método da substituição.

{ x - y = 4 (I)
x + y = 8 (II) { x+y=7
x–y=3 { x + y = 12
x = 2y

Dica: Siga os seguintes passos:


1º Passo: Isolar x na primeira equação I.
2º Passo : Substituir o valor de x (equação I) na equação II.
3º Passo: Determinar o valor da outra variável y.

1 - Calcule a raiz da equação x + 2x – 10 = 2

2 - Calcule valor numérico da expressão 5x – 10, para x = 2

𝟏
3 - Se a = −3 , b = 2 e c = , determine o valor numérico de:
𝟐

a−b b.c+a b+c c+a


CARIOCA II

4 - Observe as seguintes sentenças: O número de sentenças verdadeiras é


I 2x + 3x = 5 a) 1

II (2x) . (3x) = 6x² b) 2

III (5x) : (5x) = 1 c) 3

IV (x²)³ = x 5 d) 4

104
1.° SEMESTRE

5 - Utilize o modo de substituição para resolver os seguintes sistemas:

a) x + y = 15 b) y – 2x = 1 c) 2x – y = 7
3x – y = 9 y + 3x = 1 x + 3y = –7

6 - Nas figuras abaixo, as retas são paralelas. Determine o valor das medidas de x e y.

46°
47°

122°

7 - Determine, por meio de expressões algébricas, o perímetro (P) de cada uma das superfícies
retangulares representadas abaixo. Em seguida, calcule o valor numérico de cada uma das
expressões para
x= 4 cm e y = 3,5 cm.
CARIOCA II

6x 2x + 1
a) b)

x² x

105
1.° SEMESTRE

Você sabia que uma alimentação equilibrada fornece energia e nutrientes necessários para o
bom funcionamento do organismo?
Hoje em dia, há uma grande preocupação com a nutrição e, para fazer a avaliação nutricional de
uma pessoa, podemos usar o índice de massa corporal (ou simplesmente IMC).
Esse índice é a razão entre a massa (peso), em quilogramas (Kg), e o quadrado da altura, em
metros (m).

massa (Kg) IMC - medida internacional que serve para definir se uma
IMC =
altura . altura (m2) pessoa está em seu peso ideal, abaixo ou acima dele.

1 - Observe a tabela abaixo. Ela mostra o IMC de adolescentes, de acordo com a idade, em “abaixo
do peso”, “peso normal” e “com sobrepeso”.

IMC DOS ADOLESCENTES

MENINOS MENINAS

“abaixo do “peso “abaixo do “peso


Idade “sobrepeso” Idade “sobrepeso”
peso” normal” peso” normal”

menos de mais de menos de mais de


10 16,7 10 17
13,8 19,6 13,9 20,1

menos de mais de menos de mais de


11 17,2 11 17,6
14,1 20,3 14,1 21,1

menos de mais de menos de mais de


12 17,8 12 18,3
14,5 21,1 14,5 22,1

menos de mais de menos de


13 18,5 13 18,9 mais de 23
15,1 21,9 14,8

menos de mais de menos de mais de


14 19,2 14 19,3
15,7 22,7 14,9 23,8
CARIOCA II

menos de mais de menos de mais de


15 19,9 15 19,6
16,2 23,6 15 24,2

Elaborado com base em dados segundo a classificação da Organização Mundial da Saúde


Caderno de apoio e aprendizagem: Matemática / Programa de Orientações Curriculares. São Paulo: Fundação Padre José de Anchieta, 2010.

Avalie o “peso” de cada adolescente, segundo a classificação do IMC, na tabela acima.

a) Menina, 11 anos, IMC = 22: _______________________________________________________

b) Menino, 15 anos, IMC = 19,9: ______________________________________________________

106
1.° SEMESTRE

c) Menina, 14 anos, IMC = 20: _______________________________________________________

d) Menino, 10 anos, IMC = 13,5: ______________________________________________________

e) Para não ser considerada abaixo do peso, uma menina de 13 anos deve ter IMC superior a _____.

f) Para não ser considerado com sobrepeso, um menino de 15 anos deve ter IMC inferior a _______.

g) Para ser considerado com peso normal, um menino de 12 anos deve ter IMC ________________.

2 - A tabela abaixo apresenta dados sobre algumas pessoas, e alguns campos estão em branco.
Complete-os, usando a calculadora e fazendo aproximação de uma casa decimal.

Altura em
https://pt.pngtree.com/freepng/weighed_752530.html

Massa em Kg IMC (kg/m²)


metros
45 1,60 17,6
50 1,57 20,3
53 1,64
60 1,43 29,3
55 1,45

Oba!
Porcentagem!

Para calcular 10% de um número, basta dividir esse número por 10. Observe.
10% de 1250 = 1250 : 10 = 125
https://pixabay.co
m
CARIOCA II

3 - Sabendo calcular 10% de um número, discuta com seus colegas como calcular porcentagens como
20%, 50%, 80% etc. Depois, complete a tabela.

20% de 50 30% de 70 20% de 250 30% de 500

40% de 60 60% de 90 50% de 400 70% de 300

107
1.° SEMESTRE

– Um assalto! Um assalto! (...) Moleques de carrinho corriam em todas as direções, atropelando-se uns aos outros.
(...) Barracas derrubadas assinalavam o ímpeto da convulsão coletiva. Era preciso abrir caminho a todo custo. No rumo
do assalto, para ver, e no rumo contrário, para escapar. Os grupos divergentes chocavam-se, e às vezes trocavam de
direção: quem fugia dava marcha à ré, quem queria espiar era arrastado pela massa oposta.
(Carlos Drummond de Andrade)

Você sabe o que acontece com o nosso corpo quando passamos por uma
situação de perigo? A pupila se dilata, os vasos sanguíneos se contraem levando
o sangue da pele para órgãos internos, os músculos se tensionam, o suor vem
para resfriar o corpo, o coração acelera e o corpo recebe mais oxigênio,
deixando-o preparado para lutar ou fugir se for necessário.
https://clipartimage.com/images/clipart-271458.html

Quando estudamos o Sistema Circulatório, vimos que o sangue pode ser rico em Gás Oxigênio – O2
(sangue arterial) ou em Gás Carbônico – CO2 (sangue venoso).

Você saberia explicar por que esses gases são representados por ”letras” e “números”?
O que seriam essas “letras” e esses “números”?
Se você pensou em átomos e moléculas ... Você acertou!!!!

Átomo
É a menor parte da matéria capaz de
identificar um elemento químico. É
formado por prótons (carga positiva),
nêutrons (sem carga) e elétrons (carga Núcleo

negativa). Todo átomo possui um núcleo e


uma eletrosfera. No núcleo, encontram-se Eletrosfera
CARIOCA II

os prótons e os nêutrons. Já os elétrons, http://4.bp.blogspot.com/-


0BsP4C19kGg/T0TOV9zaTwI/AAAAAAAAAHI/3BizrATzbtQ/s320/imagem%2Batomo%2B2.png

são encontrados na eletrosfera.

Exemplos:
O = átomo de Oxigênio C = átomo de Carbono

108
1.° SEMESTRE

http://alunosonline.uol.com.br/upload/conteudo_le
Molécula - substância formada pela união de dois ou mais átomos.

genda/8b2a8d8cbce7526fdca3d595ca8f4946.jpg
CO2 = gás carbônico ou dióxido
de carbono (substância).

Substância simples e composta

Substância simples - formada apenas por um único tipo de átomo (um elemento químico apenas).
Exemplo: gás oxigênio - O2 (só possui átomos de oxigênio).

Substância composta - formada por diferentes átomos.


Exemplo: gás carbônico - CO2 (possui 1 átomo de carbono e 2 átomos de oxigênio).

Elemento químico

Os átomos, identificados por elementos químicos, foram organizados em ordem crescente


(da esquerda para a direita), de acordo com o seu número de prótons (número atômico), em uma
tabela conhecida como Tabela Periódica. O primeiro elemento que aparece na tabela periódica é
o hidrogênio, com número atômico igual a 1. O próximo é o hélio, com número atômico igual a 2;
o lítio vem em seguida, com número atômico igual a 3 e assim por diante. Esses elementos
também aparecem organizados em linhas verticais, denominadas famílias ou grupos dos
CARIOCA II

elementos. Atualmente, as famílias vão de 1 a 18. Os elementos de uma mesma família possuem
a mesma quantidade de elétrons na última camada eletrônica e, devido a isso, suas propriedades
são semelhantes. Os elétrons são partículas que fazem parte da constituição do átomo.
Cada uma das linhas horizontais forma um PERÍODO. Existem 7 períodos na tabela periódica.
Eles são numerados de 1 a 7 ou de K a Q, de acordo com o número de níveis ou de camadas
eletrônicas. Todos os elementos classificados, num mesmo período, têm o mesmo número de
níveis ou camadas eletrônicas.

109
CARIOCA II

110
1.° SEMESTRE

Os elementos químicos são representados por uma letra maiúscula (a inicial dos nomes, geralmente em latim) ou por duas letras, uma maiúscula e uma
minúscula, no caso dos elementos que possuem a mesma inicial da palavra.
Observe o exemplo: C = Carbono / Ca = Cálcio / Cr = Cromo / Co = Cobalto / Cl = Cloro
1.° SEMESTRE

As famílias podem ser divididas em famílias representativas (A) e de transição (B). As famílias
A são formadas pelas duas primeiras e pelas seis últimas colunas verticais da Tabela. Todas as
famílias representativas possuem uma classificação.

Coluna 1 = Família IA – Família dos Alcalinos ( 1A - 1 elétron na última camada)

Coluna 2 = Família IIA – Família dos Alcalinos Terrosos (2A - 2 elétrons na última camada)

Coluna 13 = Família IIIA – Família do Boro (3A - 3 elétrons na última camada)

Coluna 14 = Família IVA – Família do Carbono (4A - 4 elétrons na última camada)

Coluna 15 = Família VA – Família do Nitrogênio (5A - 5 elétrons na última camada)

Coluna 16 = Família VIA – Família dos Calcogênios (6A - 6 elétrons na última camada)

Coluna 17 = Família VIIA – Família dos Halogênios (7A - 7 elétrons na última camada)

Coluna 18 = Família VIIIA – Família dos Gases Nobres (8A - 8 elétrons na última camada)

EXTERNA
CARIOCA II

ELEMENTOS DE TRANSIÇÃO
INTERNA

Os períodos são representados por sete colunas horizontais, ou seja, sete períodos, que indicam
a quantidade de níveis que um átomo de um elemento apresenta. Se um determinado elemento está
posicionado no 5º período da Tabela Periódica, significa que cada um de seus átomos apresenta
cinco níveis eletrônicos ou cinco camadas eletrônicas.
111
1.° SEMESTRE

Observação: As duas colunas horizontais localizadas do lado de fora da Tabela Periódica


pertencem, respectivamente, à série dos lantanídeos (sexto período) e à dos actinídeos (sétimo
período) da família IIIB. Elas foram posicionadas assim para não descaracterizarem a tabela, já
que cada uma delas apresenta 15 elementos diferentes.

O período que o elemento ocupa na Tabela Periódica é indicado pelo número de


níveis de energia preenchidos com os elétrons do átomo no estado fundamental.

http://alunosonline.uol.com.br/upload/conteudo/images/periodo-do-elemento%20.jpg
Série dos lantanídeos
Série dos actinídeos
http://www.tabelaperiodicacompleta.com/wp-content/uploads/2013/06/niveis-energeticos.png

https://image.slidesharecdn.com/aula2-quimica-atomo-150614215543-lva1-app6892/95/aula-2-o-atomo-9-638.jpg?cb=1434318992

CARIOCA II

Eletrosfera
Átomo
Núcleo

112
1.° SEMESTRE

Classificação dos elementos químicos

Metais
São a maioria dos elementos da tabela, sendo bons condutores de eletricidade e calor,
maleáveis e dúcteis. Possuem brilho metálico característico e são sólidos, com exceção do
mercúrio.
Exemplo: cálcio (Ca), ferro (Fe), cobre (Cu), ouro (Au), entre outros.

Não Metais ou Ametais


São os mais abundantes na natureza. Apresentam características contrárias às dos metais.
Dessa forma, não são bons condutores de calor e eletricidade, não são maleáveis e dúcteis e não
possuem brilho.
Exemplo: cloro (Cl), bromo (Br), iodo (I), flúor (F), oxigênio (O), entre outros.

Gases Nobres
São, no total, 6 elementos, cuja característica comum mais importante é a inércia química. Por
isso, não se ligam a nenhum elemento químico. São estáveis na natureza, pois possuem 8
elétrons na última camada, com exceção do Hélio (estável com apenas 2 elétrons).
Exemplo: hélio (He) ,neônio (Ne), argônio (Ar), criptônio (Kr), xenônio (Xe) e radônio (Rn).

Hidrogênio: O hidrogênio é um elemento considerado à parte por ter um comportamento único.


CARIOCA II
http://images.slideplayer.com.br/2/354984/slides/slide_16.jpg

113
https://pt.slideshare.net/colegiocardeal/substancias-simp-comp-8
1.° SEMESTRE

H2 (H-H) H2O (H-O-H)


2 átomos de hidrogênio 2 átomos de hidrogênio

1 molécula de gás hidrogênio 1 átomo de oxigênio

1 molécula de água

Exemplo 1 Exemplo 2

2 moléculas 3 moléculas
6 átomos de cálcio 9 átomos de cálcio

2 Ca3(PO4)3 Significa 6 átomos de fósforo


3 Ca3(PO4)3 Significa 9 átomos de fósforo

24 átomos de oxigênio 36 átomos de oxigênio

Nesse caso, temos que multiplicar o número de Nesse caso, temos que multiplicar o número de

moléculas (2) pelos índices encontrados na moléculas (3) pelos índices encontrados na

multiplicação feita anteriormente (Ca3, P3, O12). multiplicação feita anteriormente (Ca3, P3, O12).

Total de átomos = 36 átomos Total de átomos = 54


2 Ca3 3 Ca3
átomos

Exercícios
Descubra o número de átomos e o de moléculas nas substâncias abaixo e classifique-as em simples
ou compostas.
a) 3 O3 c) 5 H2
b) 2 H2SO4 d) 4 Na (OH)2

Vamos separar as substâncias representadas abaixo em substâncias simples (SS) ou em substâncias


compostas (SC):
CARIOCA II
https://www.colegioweb.com.br/substa
ncias-e-misturas/ideia-de-material.html

114
1.° SEMESTRE

1 - Pense, procure na tabela e responda:

a) Qual é o nome e o número atômico do elemento que se encontra no 3.º período e na família 2?
________________________________.

b) Na classificação periódica, os elementos Ba, Se e Cl pertencem, respectivamente, às famílias


__________, __________ e _________.

c) Um átomo, cujo número atômico é 13, está classificado na tabela periódica como___________.

d) O ametal do 5.° período e da família 17 da tabela periódica é o _____________ ,e seu número


atômico é igual a __________________.

e) O elemento urânio (Z = 92) é um metal de transição ou representativo? ___________________.

2 - Considere os seguintes átomos neutros: A: Potássio (K) B: Magnésio (Mg) C: Cálcio (Ca)

a) A que famílias e períodos eles pertencem?

A: _______________________ B: ________________________ C:________________________

3 - Por que não podemos classificar o hidrogênio (H) em nenhum grupo de elementos químicos?

_______________________________________________________________________________.

4 - Escreva o nome e o símbolo dos elementos constantes na tabela periódica:

a) Grupo ou família 1 e 4º período - _______________________

b) Grupo ou família 1 e 3º período - _______________________


CARIOCA II

c) Grupo ou família 18 e 2º período - ______________________

d) Grupo ou família 17 e 4º período - _______________________

RELEMBRANDO... Uma substância pode ser simples, quando suas moléculas


são formadas por átomos iguais, e pode ser composta quando suas moléculas
são formadas por átomos diferentes.

115
http://lider-design3d.blogspot.com.br/2012/07/atencao.html
1.° SEMESTRE

Observe a tabela de
nutrientes do chuchu.

http://noticiasdobrunopontocom.blogspot.com.br/2015/06/chuchu-tambem-tem-beneficios.html
Ela apresenta, na primeira coluna, os elementos nutricionais que compõem o chuchu; na segunda a
quantidade de cada elemento em miligramas e, na última coluna, esses valores representados em
porcentagens. As porcentagens estão sempre aparecendo no nosso dia a dia.

Vamos trabalhar as porcentagens de uma maneira prática. Veja os exemplos abaixo:

30
30% = = 0,3 então, 30 % de 40 = 0,3 x 40 = 12
100

Para calcular a porcentagem de um valor, basta dividir a porcentagem por cem e depois multiplicar
o resultado pelo valor.

Outros exemplos: 60 % de 20 = 0,6 x 20 = 12; 45% de 10= 0,45 x 10= 4,5


CARIOCA II

Determine os valores dos percentuais abaixo:

a) 30% de 50= e) 130% de 300=

b) 50% de 90= f) 12,5% de 60=

c) 35% de 200= g) 0,5% de 1000=

d) 11% de 938= h) 23,6% de 200=


116
1.° SEMESTRE

Observe o cartaz e as notícias abaixo.

https://caxias.rs.gov.br/noticias/2018/10/preco-do-chuchu-sobe-49-1
https://www.facebook.com/prefeituradecaxias/photos/a.1899555576934220/2293692600853847/?type=1&theater

Mais uma vez o chuchu é o assunto da semana. O preço


aumentou quase 50%. A alta expressiva se associa à baixa
oferta dele nos mercados e feiras.
Tangerina, mexerica

https://noticias.band.uol.com.br/cidades/minasgerais/noticias/?id=100000804836
Agora, leia a situação-problema abaixo.

Um feirante, vendedor de chuchus, comprou 15 quilos de chuchus na CEASA (Centro de


Abastecimento) por R$ 1,60 o quilo. Ele quer vender por R$ 1,85 o quilo. Qual será seu lucro?

Você sabe o que significa ter lucro? E prejuízo? Lucro e prejuízo são palavras muito usadas
na linguagem financeira.
CARIOCA II

Lucro – ganho ou vantagem na compra ou troca de um produto.


Prejuízo – perda ou desvantagem na compra ou troca de um produto.
Vencimento – prazo em que se deve pagar uma dívida.
Multa – é o que se paga a mais, fora do prazo combinado.
Abatimento ou desconto – é a redução, o que se paga a menos ao efetuar um pagamento.
Comissão – porcentagem que o vendedor recebe sobre as vendas que efetuou.
Imposto – contribuição que se paga ao Estado ou Município sobre serviços, imóveis, produção
industrial, importação etc.

117
1.° SEMESTRE

Vamos resolver essas situações matemáticas de um modo diferente. Nós fornecemos as


respostas dos respectivos problemas e você deverá apresentar ao professor ou professora como
chegou a cada resposta.

1 - Chegou a conta de água!  disse a mulher ao marido. Quanto eles pagaram na conta?

3x +2x + 7x + +

Resposta: R$ 227,50.

2 - Comprei uma televisão nas seguintes condições: paguei R$ 230,00 no ato da


compra e dividi o restante em quatro parcelas iguais. Qual é o valor de cada
prestação? Resp.: R$ 190,50.
R$ 992,00

3 - Uma batedeira e um liquidificador custam, juntos, cento e cinquenta reais. A batedeira custa
CARIOCA II

vinte reais a mais que o liquidificador. Qual é o preço da batedeira? (Dica: monte um sistema de
equações e considere a batedeira como x e o liquidificador como y.)
Resposta: R$ 85,00

Dicas:
Faça um desenho ou um
sistema de equações.
x + y = ..... https://images-
americanas.b2w.io/produtos/01/00/item
/115181/9/115181972_1GG.jpg
x – y = ....

118
1.° SEMESTRE

4 - Comprei um celular no valor de R$ 699,00. Dei R$ 199,00


de entrada e dividi o restante em 4 prestações. Quanto vou
pagar por cada prestação?

Resp.: R$125,00.

5 - João foi ao banco e retirou a importância de

para dividir com os seus quatro sobrinhos. Quanto receberá cada um?
Resp.: R$ 39,50 .

6 - Luciano e sua família residem em São Paulo. Pretendem vir ao Rio de Janeiro e farão a viagem de
carro. Observe a distância entre as duas cidades.

SÃO PAULO 603 km RIO DE JANEIRO

Sabendo que o carro de Luciano consome 9 Km com


1 litro de álcool, e que o litro custa R$ 3,37, quanto
ele gastará?
Resp.: R$ 225,79.
CARIOCA II

7 - Praticar regularmente algum esporte faz bem à saúde. Gabriela, para


http://br.freepik.com/index.php?goto=2&k=correr&order=2&vars=2

participar de uma corrida, precisou comprar roupas apropriadas e tênis. Os


tênis custaram o dobro das roupas mais R$ 20,00. Qual o valor dos tênis,
sabendo que as roupas custaram R$ 94,00?

Resp.: R$ 208,00.

119
1.° SEMESTRE

Você já conheceu as crônicas de Rubem Braga e Carlos Drummond de Andrade. Agora, você vai
conhecer mais um importante cronista da literatura brasileira - Paulo Mendes Campos.

Cronista e poeta dos mais notáveis da


literatura brasileira, Paulo Mendes Campos
nasceu em Belo Horizonte, MG. Sua obra
destacou-se pela simplicidade com que
tratou temas como o mar, a vida carioca,
conversas de bar e futebol. Seu interesse
pela literatura se manifestou muito cedo (...) http://www.ims.com.br/images/92/57/art_imgcapa_1400529257.jpg

Era o terceiro de oito irmãos e sua mãe tinha por hábito ler poesias para os filhos reunidos, inclusive,
em francês. Reprovado nos primeiros anos de estudo, Paulo foi internado no Colégio Dom Bosco, na
cidade de Cachoeiro do Campo. Mais tarde, estudou Direito.
Fontes: http://brasilescola.uol.com.br/biografia/paulo-mendes.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Mendes_Campos

Leia um trecho de “CAMAFEU”, poema de Paulo Mendes Campos:

A minha avó morreu sem ver o mar. Suas mãos, arquipélago de nuvens,

Matavam as galinhas com asseio; o mar também dá sangue quando o peixe

Vem arrastado ao mundo (o nosso mundo); no entanto no mar é muito diferente.

As gaivotas, mergulhando, indicam o caminho mais curto entre dois sonhos

Mas minha avó era feliz e doce como um nome pintado em uma barca.

Sua ternura eterna não temia a trombeta do arcanjo e o Dies lrae:

Sentada na cadeira de balanço, olhava com humor os vespertinos.

Sua figura pertenceu à terra, porém o mar, rainha impaciente,


CARIOCA II

0 mar é uma figura de retórica. No porto de Cherburgo, há muitos anos,

Ouvi na cerração o mar aos gritos, mas minha avó jamais ergueu a voz:

Penélope cristã, enviuvada, fazia colchas de retalhos fulvos.

0 mar é uma louça que se parte contra as penhas, enquanto minha avó

Fechava a geladeira com um jeito suave, anterior às geladeiras.

Igual ao mar, os dedos da manhã a despertavam num rubor macio;

(...)

Fonte: Consultório poético - https://mizebeb.wordpress.com/tag/paulo-mendes-campos/


120
1.° SEMESTRE

1 - Sabemos que Paulo Mendes Campos tratava com simplicidade os temas sobre os quais escrevia.
Em “CAMAFEU”, que tema aparece no trecho do poema que acabamos de ler?

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

2 - No verso “Minha avó era feliz e doce como um nome pintado em um barco”, aparece uma figura
de linguagem bastante comum em nossa linguagem cotidiana. Identifique-a. __________________

Observe o verso em destaque:

O poeta faz uma comparação simplificada,


O mar é uma louça sem o elemento de comparação, do mar com
que se parte contra as uma louça, em que estabelece uma relação
penhas ... entre mar e louça, uma analogia entre as duas
ideias expressas por essas palavras. A esta
figura chamamos METÁFORA.

Você percebeu a diferença entre METÁFORA e COMPARAÇÃO? A metáfora é uma


comparação sem o elemento comparativo, estabelecendo entre as palavras ou
expressões uma relação de semelhança (“o mar é uma louça”). Na comparação, dois
termos (ideias) se aproximam pela semelhança, de modo que as características de um
sejam atribuídas ao outro e, sempre, por meio de um elemento comparativo: como, tal,
qual, que nem... (“minha avó era feliz e doce como um nome pintado em uma barca”).

3 - O que há de semelhança entre as palavras mar e louça no poema


CARIOCA II

Camafeu?
__________________________________________________________
__________________________________________________________
http://www.publicdomainpictures.net/pictures/10000/velka/ocean-waves-hitting-rocks-
14531283637109cTat.jpg

4 - Procure no dicionário os significados das palavras camafeu e penha.


___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

121
1.° SEMESTRE

5 - No verso “Ouvi na cerração o mar aos gritos, mas minha avó jamais ergueu a voz”, observe que o
mar ganha, no poema, uma característica que não lhe é própria: ele grita. Quando em um texto um
ser inanimado realiza ações que são próprias dos seres humanos, dizemos que ocorre uma figura de
linguagem chamada PERSONIFICAÇÃO ou prosopopeia.

a) A que se referem “os dedos da manhã” no poema?______________________________________

b) Podemos dizer que há personificação em “(...) os dedos da


manhã a despertavam num rubor macio”? Justifique sua
resposta.
____________________________________________________

____________________________________________________

b) A quem se refere o pronome a em “(...) os dedos da manhã a


despertavam num rubor macio”?
_____________________________________________________ https://apagarhistoricodotcom.files.wordpress.com/2014/07/avo.jpg

Carlos Drummond de Andrade, cronista, autor de “Assalto”, também é um dos maiores poetas
brasileiros. Leia um de seus poemas:

Cidadezinha qualquer
qDIZatjiJzw/UAByxtAdxyI/AAAAAAAAAHg/y5nxyGe4ySA/s1600/naif-ana-maria-

Casas entre bananeiras


mulheres entre laranjeiras
http://www.nilc.icmc.usp.br/nilc/literatura/cidadezinhaqualquer.ht
http://3.bp.blogspot.com/-

pomar amor cantar.


dias.jpg

Um homem vai devagar.


Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar.
Devagar... as janelas olham.
m

CARIOCA II

Eta vida besta, meu Deus.

METONÍMIA - É a figura de linguagem em que há substituição de uma palavra por outra, desde que
haja uma relação de proximidade entre elas (causa pelo efeito, efeito pela causa; autor pela obra,
obra pelo autor; continente pelo conteúdo, conteúdo pelo continente; o todo pela parte, a parte
pelo todo; a marca pelo produto, o abstrato pelo concreto e vice-versa...). A expressão “Gosto de ler
Carlos Drummond de Andrade” significa que “gosto de ler a obra de Carlos Drummond de Andrade”
e é um exemplo de metonímia.

122
1.° SEMESTRE

6 - Explique a metonímia no sétimo verso do poema. ______________________________________

__________________________________________________________________________________

7 - Qual é o assunto principal (tema) do poema? __________________________________________

__________________________________________________________________________________

8 - a) Observe que, na segunda estrofe, o poeta usou o recurso expressivo da repetição. Que termo

das orações muda nos versos que compõem essa estrofe?__________________________________

__________________________________________________________________________________

b) Qual é o efeito expressivo da repetição nesse poema?________________________________

_________________________________________________________________________________

c) Escreva uma frase dizendo como é a sua cidade, comparando-a com a “cidadezinha qualquer”,

poeticamente descrita por Drummond em seu poema.

__________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________

PRODUÇÃO TEXTUAL
CARIOCA II

Crie um poema com três estrofes,


seguindo o mesmo número de versos
das estrofes de “Cidadezinha qualquer” e
tendo como tema a sua cidade. Mostre a
seus colegas. Coloque seu poema junto
com os da turma no mural da sala de
aula.
https://www.artmajeur.com/en/art-gallery/collections/rocha-maia/city/29818/5807131/favela-tour-welcome

Use sua criatividade!

123
1.° SEMESTRE

MARIDO E MULHER
Paulo Mendes Campos

– Arnaldo, você é o fino: aqui em casa não tem uma gota d’água há cinco

http://images-cdn.impresa.pt/activa/2014-09-19-Amor-Jesse-e-os-Rapazes.jpg/1x1/mw-320
dias e você está uma pilha. Acho perfeitamente normal, meu bem, que você
esteja nervoso… Mas você está com raiva é de mim, você está agindo como
se fosse eu a responsável pelo fato de não ter água no Rio de Janeiro.

– Teresa, vou ser franco com você: você é a responsável pelo fato de não
ter água no Rio de Janeiro. Tá bem?

– Não morei na piada.

– Não tem piada nenhuma. Estou falando português claro: você é a culpada pela falta d’água aqui
em casa.

– Essa, não!

– Mas é claro que você é a culpada: toda mulher é culpada quando falta água em casa.

– Essa é a maior!

– Pois fique sabendo dum princípio banal: a mulher é a responsável pelas coisas que acontecem
dentro de casa. Ela é a secretária administrativa, a gerente do lar!

– Mas o caso é que a água não acontece dentro de casa, a água vem lá de fora dentro dum
cano. Tá?

– Teresa, quando um marido chega e as torneiras estão secas a culpa é exclusivamente da


mulher. Não tenha sobre isso a menor dúvida.
CARIOCA II

– Mas isso é uma injustiça. O que que eu posso fazer?

– Não sei: o problema é seu.

– Você hoje está muito engraçadinho.

http://www.akatu.org.br/Content/Akatu/Arquivos/image/Noticias/tosemaguaOK.png

124
1.° SEMESTRE

– Escute, minha filha: a humanidade é dividida em homens e mulheres, é ou não é? Tanto numa
tribo do Araguaia como no Rio, os homens cuidam dumas tantas coisas, as mulheres de outras. Na
civilização cristã, a mulher toma conta da casa, o homem em geral trabalha fora. Estou certo ou
errado? Logo…

– Mas espera aí…

– Logo, as mulheres são as responsáveis pela falta d’água.

...

– Venha cá. Não seria mais lógico que os homens ficassem encarregados dessa parte do
abastecimento d’água? O que eu não me conformo é com a água…

– Seria se os homens é que ficassem em casa. Aliás, nisso você tem inteira razão: sempre achei
que os homens deviam tomar conta de casa e que as mulheres deveriam sair para trabalhar.
Perfeito.

– Eu não estou dizendo isto…

– Mas eu estou. Não estou brincando, não. A mulher tem muito mais capacidade de trabalhar do
que o homem. Sempre admirei a ordem e a eficiência com que trabalham. Mulher exatamente só
não tem vocação é para tomar conta de casa. São umas caóticas totais. Você vê um homem no
escritório ou na repartição: trabalha chateado, reclamando, esquece as coisas, confunde tudo. E vê a
mulher: mulher trabalha de bom humor! Agora, você quer ver um homem feliz: manda, por
exemplo, ele organizar um almoço. Como é que ele faz tudo direitinho, muito satisfeito, não se
esquece de nada, sai tudo uma beleza! Olhe aqui: um homem dentro duma cozinha é a imagem da
CARIOCA II

felicidade! Mas a mulher vai para a cozinha como se fosse para o inferno.

– Você está ficando biruta.

– Biruta é a minha querida sogra. Estou dizendo uma coisa simples, uma coisa que a gente pode
ver a toda hora. Primeiro: mulher se realiza no emprego; o homem uiva para ganhar a vida. Segundo:
o homem é um frustrado porque gosta e tem jeito para cuidar de casa; mulher não sabe cuidar de
casa, mulher detesta cuidar de casa! Isso ninguém me tira da cabeça.

125
1.° SEMESTRE

– Pois para mim esta sua ideia é novidade.

– Novidade ou não, é a pura verdade. Você já olhou bem a cara dum homem quando ele lá um
dia resolve encerar a casa? É uma cara de absoluta plenitude. E como os homens enceram bem!
Agora, você reparou na cara duma mulher que vai trocar uma lâmpada? É a cara da vítima! A cara do
casamento fracassado! Ela destorce a lâmpada queimada como se estivesse na cadeira elétrica!

– Ah, não, meu filho, isso é porque mulher tem medo de choque.

– Pois é: medo de choque… Mulher tem medo de choque mesmo com a eletricidade desligada…
Não, minha filha, as coisas estão erradas, mas um ponto é indiscutível: o homem é um animal
doméstico e a mulher é um animal social; o homem gostaria de organizar a casa e a mulher gostaria
de organizar as coisas públicas; trabalho em casa devia ser para os homens; trabalho fora, para as
mulheres. É claro.

– Queria ver você lavando as fraldas do Antônio


Henrique…

https://pngtree.com/freepng/cartoon-man-doing-housework_2959172.html
– Lavaria, por que não? Lavar fralda é uma coisa
chata para qualquer sexo, é um ônus… Mas isso não
tem nada a ver com a história.

– Eu ficaria convencida se você fosse lá dentro e


me preparasse uma laranjada bem geladinha, com
pouco açúcar.

– Com o maior prazer!


Crônica retirada do livro Crônicas 3, Coleção PARA GOSTAR DE LER, volume 3. Editora Ática, 2001.

1 - Que fato dá origem à crônica? ______________________________________________________


CARIOCA II

2 - Quais são os personagens da história narrada nessa crônica? ______________________________

3 - Transcreva o argumento do marido para defender a sua ideia, na seguinte passagem do texto:
“Pois fique sabendo dum princípio banal: a mulher é a responsável pelas coisas que acontecem
dentro de casa.” (8º parágrafo).
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

126
1.° SEMESTRE

VOCÊ SABE O QUE É TESE?


É a defesa de uma ideia, normalmente polêmica, por meio de argumentos claros que
convençam o leitor de seu ponto de vista. Os argumentos podem ser exemplos,
citações, comparações, ou seja, tudo o que possa dar credibilidade às ideias expostas.

4 - Na crônica “Marido e mulher”, o marido defende a tese de que “...os homens deviam tomar
conta da casa e que as mulheres deveriam sair para trabalhar”. Complete o quadro a seguir,
indicando passagens do texto que apontem argumentos que defendam a tese do marido.

TESE ARGUMENTOS

________________________________________
________________________________________
Os homens deviam tomar
conta da casa e as ________________________________________
mulheres deveriam sair
para trabalhar. ________________________________________
________________________________________

5 - Você concorda com os argumentos do marido? Justifique sua resposta.


_______________________________________________________________
CARIOCA II

_______________________________________________________________

6 - O que o marido quis dizer com a seguinte resposta à sua mulher:


“Lavaria, por que não? Lavar fraldas é uma coisa chata para qualquer sexo, é
https://c1.staticflickr.com/5/4093/4933513380_1d5b01839e_m.jp
g
um ônus...”?
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

127
1.° SEMESTRE
Parece até que eles falam línguas diferentes

O homem é um ser racional e a mulher um ser emocional. Isso não significa dizer que as
mulheres são menos inteligentes do que os homens; apenas que os homens pensam e agem
diferente. Está provado que elas são tão inteligentes ou mais que os homens. Da mesma forma, não
quer dizer que os homens são seres sem emoções.

http://blogs.universal.org/cristianecardoso/pt/lar-amargo-lar/
O homem é um ser emocional tanto quanto a mulher, mas, na maioria das vezes, é a razão que
guia suas atitudes. Logo, a mulher é um ser racional tanto quanto o homem, mas, na maioria das
vezes, permite que as emoções a controlem.

Veja alguns exemplos: O bebê de dois meses chora intensamente por três dias; cólicas terríveis
fazem o coitadinho se contorcer de dor. A mãe, desesperada, anda pra lá e pra cá, balançando a
criança; ela já tentou de tudo, mas nada parece surtir efeito. O pai dorme o sono dos justos. A
mulher não consegue entender como o marido pode dormir desta maneira; chateada, ela diz para si
mesma: “Ele não me ama, nem liga para o filho; como pode roncar tão profundamente e me deixar
sozinha com o menino? Nesse caso, a atitude do homem nada tem a ver com amor. Ele
simplesmente racionalizou a questão. "Minha mulher está cuidando da criança; ela sabe cuidar
muito melhor do que eu; não há nada que eu possa fazer para ajudar; ela já está acordada e
eu tenho que levantar cedo; portanto, vou descansar! Qualquer coisa que acontecer, ela vai
me chamar".

Suponha que aconteça diferente. O homem, penalizado, se oferece para ficar com o neném. Diz
CARIOCA II

ele: “Já faz duas noites que você não dorme, querida, nesta noite eu fico com o Juninho". A esposa
concorda duvidosa, deita remexendo-se na cama. Sem conciliar o sono, pois não consegue ficar
tranquila com o choro da criança, nem confiar nos cuidados do marido, pensa consigo: "Coitadinho
do João, lá sozinho com o bebê, vou lhe fazer companhia”. João, no mesmo instante que a vê, lhe
entrega o Juninho, aliviado, corre para a cama e dorme como uma criança.

Novamente, as atitudes, nesse caso, nada têm a ver com amor ou irresponsabilidade.
Simplesmente, o homem e a mulher são diferentes.
Silmar Coelho - - adaptação: http://www.midiagospel.com.br/diversos/diferencas-entre-homens-e-mulheres

128
1.° SEMESTRE

http://www.semprefamilia.com.br/reginas/wcontent/uploads/sites
/23/2017/01/16196297_10210329600090813_642182164_o1.jpg
1 - Qual é a tese defendida pelo autor do texto?
__________________________________________________________________________________
2 - Que tipo de argumento o autor usa para convencer o leitor de suas ideias?
__________________________________________________________________________________
3 - a) Transcreva a afirmação que dá início ao texto.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
b) Transcreva a conclusão a que chega o autor.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

Observe a imagem e leia o significado de fato e opinião.

Fato é um ato, um feito, um


Opinião é a definição que
acontecimento; algo que é de
cada pessoa tem sobre um
conhecimento de todos e que
assunto, um fato ou uma
pode ser constatado através de
conversa, emitindo seu
documentos ou de outras formas
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=37096 julgamento de valor.
de registro.
CARIOCA II

Mostre que você distingue, na crônica “Marido e mulher”, o que é fato e o que é opinião, marcando
(F) para fato e (O) para opinião.

( ) “... a água vem lá de fora dentro dum cano.”

( ) “... Você hoje está muito engraçadinho.”

( ) “... a humanidade é dividida em homens e mulheres...”

( ) “... sempre achei que os homens deviam tomar conta de casa e que as mulheres deveriam sair
para trabalhar.”
129
1.° SEMESTRE

Vamos conhecer a estrutura de um texto de base argumentativa?


 Observe que no texto “Parece que eles falam línguas diferentes” o autor apresenta sua tese, seu
ponto de vista logo no primeiro parágrafo do texto. Esse parágrafo é o de INTRODUÇÃO e nele o
autor expõe sua ideia principal ou ideia-núcleo.
Em seguida, o autor acrescenta outras ideias que servem para explicar a ideia principal: são as
ideias secundárias.
 Os três parágrafos seguintes, que chamamos de DESENVOLVIMENTO do texto, são usados para
convencer o leitor, através de argumentos.
 O último parágrafo, que fecha o texto, é a conclusão, em que o autor ratifica seu ponto de vista
apresentado na introdução.

Baseado no texto que você acabou de ler, complete o quadro:

Introdução (tese)

Desenvolvimento
(argumentos)

Conclusão

CARIOCA II

“ Seria se os homens é que ficassem em casa. Aliás, nisso você tem inteira razão: sempre achei que
os homens deviam tomar conta de casa e que mulheres deveriam sair para trabalhar. Perfeito.”
Crônica “Marido e mulher”, Paulo Mendes Campos. (pág. 14)

Você sabia que, segundo dados


do IBGE, as mulheres ainda Vamos pensar um pouco sobre isso...
hoje trabalham cada vez mais
que os homens?

130
1.° SEMESTRE

“Segundo Simões, do IBGE, apesar A representante da ONU Mulheres no Brasil,


de a sociedade estar discutindo a Nadine Gasman, defende que a igualdade de
questão, a mudança no gênero é questão de justiça.
comportamento masculino ainda Por que as mulheres ainda ganham menos do
não surgiu nos números. que os homens?
— A mulher trabalha o dobro em O mundo do trabalho é outra área em que as
comparação aos homens. Não desigualdades de gênero e raça são visíveis
houve resposta a essas discussões devido à ocupação de postos de trabalho,
que estão sendo travadas na oportunidades de ascensão profissional,
sociedade. É cultural. O menino não condições de trabalho, remuneração e
é estimulado a ajudar nas tarefas administração da vida pessoal. As mulheres
domésticas. A menina ganha ainda recebem cerca de 30% menos que os
vassoura, fogão, boneca para cuidar homens. O racismo e o sexismo geram
e o menino, bola para jogar futebol.” situações extremamente cruéis para o

Adaptado de http://oglobo.globo.com/economia/que-horas-ele-chega-
desenvolvimento de carreiras.
mulher-trabalha-cada-vez-mais-que-homem-18718278#ixzz4d8UuBTZf

http://oglobo.globo.com/economia/que-horas-ele-chega-mulher-trabalha-cada-vez-mais-que-
homem-18718278#ixzz4d8WJZM4l

Para Regina Madalozzo, especialista em economia de gênero do Insper, o serviço doméstico é


considerado responsabilidade feminina:

´´... a cultura é que o trabalho doméstico é responsabilidade da mulher. É uma visão até das
próprias mulheres. Prova disso é usarmos o termo “ele ajuda em casa”, como se não fosse
CARIOCA II

uma obrigação.``

A economista diz que a sociedade precisa discutir a intensificação do trabalho da mulher:

— Principalmente no momento em que se discute igualar a idade de aposentadoria. As


mulheres vivem mais, porém têm um trabalho mais intenso.
http://oglobo.globo.com/economia/que-horas-ele-chega-mulher-trabalha-cada-vez-mais-que-homem-18718278#ixzz4d8aTjB8b

131
1.° SEMESTRE

Agora que você já leu os esclarecimentos dos especialistas, reflita sobre o assunto e
apresente suas ideias em sala de aula. Para ajudar na sua reflexão, faça uma análise crítica das
questões a seguir, pensando no contexto social e econômico em que vivemos.

1 - A crônica “Marido e mulher”, de Paulo Mendes Campos, foi escrita em 1962 e faz uma
crítica ao contexto da época. O que mudou de lá para cá?

2 -“A mulher trabalha o dobro em comparação aos homens.” (Simões – IBGE) - O que você
pensa sobre esse fato?

3 - “Desigualdades de gênero e raça são visíveis, e as mulheres ainda recebem cerca de 30% a
menos que os homens.” (Nadine Gasman – representante da ONU Mulheres no Brasil) - Você
considera justa essa desigualdade? Como você acredita que esse fato poderia ser resolvido?

4 - Para você, assim como para Regina Madalozzo, especialista em economia de gênero do
Insper, o serviço doméstico é considerado responsabilidade feminina? Será uma questão
cultural? O que pensa sobre isso?

5 - Concorda que é importante aumentar o debate sobre o trabalho feminino na sociedade,


principalmente no momento em que se discute igualar a idade de aposentadoria? Justifique.

6 - Pesquise quando começou a luta pela emancipação feminina e o que as mulheres


conseguiram ao longo do tempo.

Registre a sua reflexão sobre o assunto.


_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
CARIOCA II

_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

132
1.° SEMESTRE

Na crônica, Arnaldo alega que Teresa seria a responsável pela falta de água em sua casa,
pois os problemas relacionados à casa são de responsabilidade da mulher. Sabemos da
importância da água para o dia a dia das pessoas, inclusive, que ela é considerada uma
substância extremamente importante para o organismo vivo. Está presente em cerca de 70% do
corpo humano e participa na diluição de diversas substâncias tóxicas. Muitas dessas substâncias
são conhecidas como excretas.

Excretas
Substâncias (resíduos) produzidas por reações
celulares, que precisam ser eliminadas do corpo.
Podem ser eliminadas pelo (a):

Sistema Respiratório Pele Sistema Urinário


ar expirado suor urina

Sistema Urinário

Importância:
Filtrar o sangue e eliminar substâncias indesejáveis (tóxicas) do nosso corpo, através da urina.

Funções:
• Produzir, armazenar e eliminar a urina,
liberando resíduos que não são utilizados
CARIOCA II

pelo organismo; regular o volume e


composição química do sangue.
• Auxiliar na produção e regulação das
hemácias (células sanguíneas vermelhas).
• Proporcionar o equilíbrio de minerais
(sódio, cálcio, ferro, fósforo, magnésio,
entre outros).
https://image.slidesharecdn.com/sistemaurinario-150729182118-lva1-app6891/95/sistema-urinario-2-638.jpg?cb=1438194114

133
1.° SEMESTRE

Órgãos do Sistema Urinário


Urina x Hidratação
Quando bebemos pouca água, a urina fica muito
concentrada e apresenta uma coloração amarelo-escura.
1- Rim
Quando bebemos muita água, a urina apresenta uma
2- Ureter coloração amarelo-clara. Por isso, fica a dica:
3- Bexiga Vias urinárias BEBA MUITA ÁGUA!!!

4- Uretra

content/uploads/cor-da-urina.jpg
http://www.mdsaude.com/wp-
Rins
Temos dois rins com formato de feijão,

http://www.anatomiadocorpo.com/wp-content/uploads/2016/06/rins-anatomia-estrutura.jpg
com cor vermelho-escura medindo,
aproximadamente, 10 centímetros de
comprimento.
Órgãos que realizam a filtração do sangue e
produzem a urina. Estão situados na
cavidade abdominal, ao lado da coluna
vertebral (parte dorsal), e possuem uma
margem côncava e outra convexa.

Ureteres
CARIOCA II

Dois tubos musculares compridos e finos, que coletam a urina formada nos rins e as
transportam até a bexiga urinária.
https://www.gudmap.org/Organ_Summaries/Images/LUT/Ureter_TS23.png

MULHERES HOMENS
134
1.° SEMESTRE

http://1.bp.blogspot.com/_FTowXn8FIBQ/TImL1Sh8eOI/AAAAAAAAAAs/ukI07EeHUOQ/s1600/bexiga.jpg
Bexiga Urinária
Bolsa muscular onde desembocam os ureteres.
Localiza-se na cavidade pélvica e realizam o
armazenamento da urina (em média, de 200 a
300 mililitros).

Uretra

https://glitterepurpurina.files.wordpress.com/2016/04/uretra2.png?w=840
Tubo muscular que conduz a urina da bexiga
urinária ao meio externo. A uretra feminina só
conduz a urina, enquanto que a uretra masculina
conduz tanto a urina quanto o esperma.

Agora é com você!


Por que a urina é amarela?
Você sabe a resposta? Saiba mais: Assista ao vídeo sobre o sistema urinário.
Pesquise e esclareça essa dúvida. https://www.youtube.com/watch?v=JXbdkqYMU5k

Na figura abaixo, diga o órgão do sistema urinário correspondente a cada letra e sua respectiva
função.
CARIOCA II

135
1.° SEMESTRE
Formação da urina

Internamente, cada rim contém 1 milhão de néfrons/nefrônios (tubos curvos e


microscópicos). É no interior dos néfrons que a urina é formada.
Túbulo proximal

sxs/ViJ1UMHtTNI/AAAAAAAAAko/mdVyYKIlrzg/s1600/Sem%2Bt%25C3%25ADtulo.png
Tubo coletor
Glomérulo

https://3.bp.blogspot.com/-hdxEVyn-
Túbulo distal

Asa de Henle

Néfron
Apresentam glomérulo, cápsula de Bowman ou cápsula glomerular, túbulo contorcido
proximal, alça de Henle, túbulo contorcido distal e ducto coletor.
A formação da urina nos néfrons acontece em duas etapas: filtração glomerular e
reabsorção renal.

Filtração: saída do filtrado do plasma

bV4RY_FPfIo/UripDFh4WEI/AAAAAAAAQPQ/h55gl3il4AI/Untitled%252520
(sangue) do interior do glomérulo para

1%25255B2%25255D.png?imgmax=800
a Cápsula de Bowman.

http://lh5.ggpht.com/-
Reabsorção: algumas substâncias do
filtrado são reabsorvidas, ou seja,
voltam para o sangue.
Secreção: as substâncias indesejáveis
são retiradas dos capilares e lançadas
CARIOCA II

ao líquido que formará a urina.

O que é infecção urinária e em que órgãos ela pode aparecer? E pedras nos rins? E se os rins de
uma pessoa parassem de funcionar, ela morreria? Como ela poderia sobreviver? Pesquise no
sites: https://www.youtube.com/watch?v=QxQ1BIe0jlQ e https://www.youtube.com/watch?v=Trz8ULNHjZk e
esclareça essas dúvidas. Converse com seus colegas e monte um mural das doenças do
trato urinário.

Saiba mais: Assista o vídeo sobre a formação da urina - https://www.youtube.com/watch?v=JlQ29w--kMg


136
1.° SEMESTRE

Para responder as questões da página anterior, você vai precisar consultar livros específicos
sobre o assunto ou usar a internet no seu computador, ou no seu celular, o que será bem mais
fácil e rápido. Você já ouviu falar de Geração Z? Leia o texto a seguir com atenção.

Conheça a Geração Z: nativos digitais


que impõem desafios às empresas
Exigentes, esses jovens não se
submetem a condições trabalhistas que
não os satisfaçam. Para especialistas, os
nascidos nesse milênio serão chefes da
“Geração Y” em pouco tempo.
http://3.bp.blogspot.com/-VztVRe_llw4/UIVangbNVFI/AAAAAAAAEYk/P3hYnVWngWE/s1600/5rcoorslxkif4ew0ner5cvrib.jpg

Título

Subítulo

https://brasil.elpais.com/brasil/2015/02/20/politica/1424439314_489517.html

Box ou
caixa
CARIOCA II

Eles não conheceram o mundo sem internet, não diferenciam a vida on-line da off-
Cabeça
ou line e querem tudo para agora. São críticos, dinâmicos, exigentes, sabem o que
Lide querem, autodidatas, não gostam das hierarquias nem de horários poucos flexíveis.
São os jovens da Geração Z (...).

137
1.° SEMESTRE

"Eles enxergam o mundo diferente. Sua relação com o tempo é outra, é on-line, a
maneira como lidam com hierarquias e a autoridade, enfim, tudo é diferente para a
geração deste milênio", afirma o doutor em comunicação, Dado Schneider.
Hoje, na opinião do especialista, os jovens não se submetem a condições de
trabalho que não os satisfaçam. "Mas não os considero arrogantes, eles apenas sabem o
que querem. Diferentemente da Geração X (nascidos entre o fim de 1960 e 1980), que
aceita as normas de trabalho, e da Geração Y (nascidos entre 1980 e 1995), que finge
Corpo que aceita; eles são questionadores e possuem bons argumentos. A verdade é que eles
da
notícia são bastante maduros, assertivos e vão ser os chefes da geração Y em poucos anos",
prevê.
A estudante Mariana, de 17 anos, é uma típica nativa digital. Usa o celular o dia
inteiro e, quando qualquer dúvida surge, não pensa duas vezes, consulta logo o Google.
Smartphone, tablet e redes sociais fazem parte da vida dela para se relacionar com os
amigos, assistir a filmes e estudar. Segundo a jovem, apenas dessa maneira consegue
acompanhar a velocidade e a abundância de informações. (...)
Fonte: http://brasil.elpais.com/brasil/2015/02/20/politica/1424439314_489517.html

O texto que você leu é uma reportagem.

1 - Qual é a finalidade do texto? _______________________________________________________

2 - Qual é o título da reportagem? _____________________________________________________

3 - As reportagens podem apresentar subtítulos. Retire o subtítulo desse texto.


__________________________________________________________________________________
CARIOCA II

__________________________________________________________________________________
4 - Como é caracterizada a Geração Z, ao longo da reportagem?

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

5 - Que aspecto da reportagem a foto que aparece no box ilustra?


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
138
1.° SEMESTRE

6 - a) Qual é a opinião do especialista sobre os jovens da Geração Z não se submeterem a


condições de trabalho que não os satisfaçam?

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

b) Você concorda com a opinião do especialista? Justifique.

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

7 - Você se identifica com a estudante Mariana, ou seja, você também é um jovem da Geração Z? Por
quê?_______________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

8 - Na sua opinião, o casal da crônica “Marido e mulher”, lida anteriormente, pertence a que
geração? Justifique sua resposta com uma frase retirada da crônica. ___________________________

________________________________________________________________________________

9 - Dois trechos da reportagem aparecem entre aspas. Por quê? ______________________________

________________________________________________________________________________

10 - Estrangeirismo - s.m. palavra, frase ou construção sintática estrangeira.


(Míni Aurélio-Dicionário da Língua Portuguesa).

Transcreva do texto quatro palavras que podem ser consideradas estrangeirismos.

__________________ / _________________ / ___________________ / ____________________


CARIOCA II

PRODUÇÃO TEXTUAL
• Forme uma dupla e escreva, em uma folha solta, sobre
algumas características da Geração Z que estão presentes
no cotidiano de vocês.
• Por que essa geração é denominada “Geração Z”? Explique
a denominação, dê uma opinião, ou seja, uma ideia
principal sobre essa geração e dois argumentos que
defendam essa ideia.
• Fixe seu texto no mural da sala de aula e aos textos das
https://criancasatortoeadireitos.files.wordpress.com/2016/04/z.jpg

outras duplas.
139
1.° SEMESTRE

Leia a letra da canção “Indiferença”, composição de Bruno Cardoso e Sergio Jr., interpretada pelo
grupo Sorriso Maroto (fragmento).
https://www.letras.mus.br/sorriso-maroto/infiferenca

1 - Aponte o que há em comum entre a letra


Indiferença
Bruno Cardoso / Sérgio Jr da canção “Indiferença” e a crônica “Marido e
Senta aqui pra gente conversar mulher”.
O que está havendo com você, não sei
Já faz um tempo que eu reparei que só me diz ok ______________________________________
...
______________________________________

https://www.midiorama.com/artista/sorriso-maroto
Nem reparou que eu mudei
Puxando assunto, rindo por nada
Fazendo tudo pra alegrar você
...
Diz alguma frase pra me machucar 2 - O que o eu poético está solicitando ao
Mostra que ainda tem alguém aí
Se existe amor pra gente consertar seu amor?
Ou falta coragem pra se despedir
Essa indiferença é como não amar ______________________________________
... ______________________________________

3 - A letra apresenta-se em linguagem coloquial. Justifique a afirmação com um verso do texto.


__________________________________________________________________________________

4 - A que conclusão chega o eu poético? _________________________________________________

__________________________________________________________________________________

5. Na sua opinião, na crônica “Marido e mulher”, o marido foi feliz em seus argumentos, ou seja,
convenceu a mulher? Justifique sua resposta.
___________________________________________________________________________________
CARIOCA II

_________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
content/uploads/sites/70/2017/02/marido-distante.jpg
http://blogs.uai.com.br/pergunteaopsicologo/wp-

140
1.° SEMESTRE

6 - Compare os quadrinhos abaixo com a reportagem sobre a “Geração Z”. Quanto ao tema, qual é a
semelhança entre os dois textos?

https://mirante1.files.wordpress.com/2010/11/tirinha1461.jpg
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________

7 - Complete o quadro abaixo de acordo com o texto em quadrinhos.

PAI FILHO

Geração

Características
CARIOCA II

Uma circunstância de tempo


na fala do PAI, no 1º
quadrinho.

Uma circunstância de negação


na fala do FILHO, no último
quadrinho.

Explique a metonímia, de
acordo com a sequência de
quadrinhos.

141
1.° SEMESTRE

8 - Releia: “Não precisa se diminuir, papai”. De acordo com o contexto, como podemos entender a
fala do filho, no último quadrinho?
__________________________________________________________________________________

9 - Indique a quem se referem as palavras sublinhadas nas seguintes passagens da reportagem


“Conheça a Geração Z”:

a) “Mas não os considero arrogantes, eles apenas sabem o que querem.” ____________________

b) “Sua relação com o tempo é outra, é on-line...” ________________________________________

Essas palavras cumprem, respectivamente, função substantiva e função adjetiva e são chamadas de:
____________________________________.

10 - Retome, agora, a crônica “Marido e Mulher”, de Paulo Mendes Campos (páginas 193, 194 e
195). Reconheça o significado das palavras ou expressões sublinhadas nos trechos abaixo.

a) “ Arnaldo, você é o fino: aqui em casa não tem uma gota d’água há cinco dias e você está uma
pilha.” (1º parágrafo)
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

b) “ Você está ficando biruta.” (8º par., pág. 194) _________________________________________

c) “ Isso ninguém me tira da cabeça.” (9º par., pág. 194) ___________________________________

11 - Explique o uso dos dois pontos na seguinte passagem da crônica: CARIOCA II

 Pois fique sabendo


dum princípio banal: a ______________________________________
mulher é culpada ______________________________________
quando falta água em
casa. ______________________________________
______________________________________

http://ironiasincertas.blogspot.com.br/2015/10/o-ser-humano-reclama-de-tudo-e-nada-o.html

142
1.° SEMESTRE

12 - Reconheça as figuras de linguagem presentes nos trechos abaixo.

( A ) PERSONIFICAÇÃO ( B ) METONÍMIA ( C ) METÁFORA ( D ) COMPARAÇÃO

( ) "Coitadinho do João, lá sozinho com o bebê, vou lhe fazer companhia. João, no mesmo instante
que a vê, lhe entrega o Juninho aliviado, corre para a cama e dorme como uma criança.”

( ) “Essa indiferença é como não amar!”

( )“...um homem dentro de uma cozinha é a imagem da felicidade!”

( ) “A cara do casamento fracassado!”

( ) “A leitura de todos os bons livros é qual uma conversa com as pessoas mais qualificadas dos
séculos passados.”

( ) “O tempo diz o que a razão não pode dizer.”

( ) “Um otimista pode ver uma luz onde não há nenhuma, mas por que o pessimista sempre corre
para apagá-la?”

As três últimas frases do exercício acima são de René


Descartes Cartesio.

Você já ouviu falar nesse nome?

René Descartes foi um importante matemático e filósofo


CARIOCA II

francês.

Ele nasceu em 31 de março de 1596 e faleceu em 1650.

Autor da frase “Penso, logo existo”, é considerado o


criador do pensamento cartesiano, sistema filosófico que
influenciou a Filosofia moderna. Sua preocupação era https://i.ytimg.com/vi/CAjWUrwvxs4/maxresdefault.jpg

com a ordem e a clareza.

Vamos conhecer o plano cartesiano de Descartes?

143
1.° SEMESTRE
O Plano Cartesiano

O plano cartesiano é formado por dois eixos perpendiculares: um horizontal (abcissa),


representado, no caso, por “x”; e o outro, vertical (ordenada), representado por “y”.
As coordenadas cartesianas são representadas pelos pares ordenados (x , y). Em razão dessa
ordem, devemos localizar o ponto, observando, primeiramente, o eixo x e, posteriormente, o eixo y.

Fig. 1 Eixo das ordenadas (y)

1 - Considerando que a
coordenada de um ponto,
Eixo das abcissas (x)

no plano cartesiano, tem o


formato P = (x, y), dê as
coordenadas das letras
abaixo, que estão na fig. 1.

.
A= (2, -3) C= (2 , 3) E= ( ...,...) G= ( ...,...) I = ( ...,...)
B= (-1,0) D= ( ...,...) F= ( ...,...) H= ( ...,...) J= ( ...,...)

2 - Marque, no plano cartesiano ao lado, as


CARIOCA II

coordenadas dos pontos a seguir:


M= (3,2)
N = (3,3 )
O= (2,-4)
P= (-1, 4)
Q =(-4,-2)

144
1.° SEMESTRE

3 - Complete a tabela com as coordenadas dos pontos A, B, C, D e E, que estão sobre a reta “s”, no
plano cartesiano a seguir.

s
( x,y)
A
B A = (-1, ...)
C
. D
E
B = ( 0, ... )

C = ( 1, ... )

D = ( 2, ... )

E = ( 3, ... )

4 - Desenhe, no plano cartesiano ao lado, um


triângulo, ligando os pontos de coordenadas A, B e C,
que serão os vértices do triângulo.
A= ( 4,3 ) B= ( -3,1) C= ( 2,-3 )

.
D
.
5 - Quais são as coordenadas de A, B, C e D, no plano
CARIOCA II

A cartesiano ao lado?
B.
a) A= (4,2) B= (-2,1) C= (-4,-3 ) D= (0,3)

C . b)

c)
A= (-4,2)

A= (4,-2)
B= (-7,1)

B= (-0,1)
C= ( 0,-3 )

C= (-5,+3 )
D= (0,5)

D= (0,1)

d) A= (4,0) B= (-4,1) C= (-4,-4 ) D= (0,7)

145
1.° SEMESTRE

Teresa, a personagem da crônica “Marido e mulher”, de Paulo Mendes Campos, era uma dona de
casa cuidadosa com o bem-estar do seu lar. Sua preocupação com a falta d’água certamente era
porque precisava manter sua casa, sua cozinha sempre limpas. Como lavar a louça sem água? Ainda
mais ela, dona de casa dedicada, que gostava de suas panelas brilhando! Talvez até tivesse, em sua
despensa, uma reserva de Bombril, que comprou porque o produto lembrou-lhe Mona Lisa...

Observe a propaganda ao lado.


É uma propaganda do produto Mon Bijou, da marca
Bombril, de 1998, “estrelado” pela Mona Lisa! Mas
quem é Mona Lisa?

http://www.propagandashistoricas.com.br/2013/10/mon-bijou-bombril-1998.html
Mona Lisa, também conhecida como “A Gioconda”
ou ainda como “Mona Lisa del Giocondo”, é a mais
notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci, um
dos mais eminentes homens do Renascimento
italiano (1503-1505). Fonte: Wikipedia

Observe que a propaganda foi construída a partir


da estrutura da obra de arte. Trata-se de uma
PARÓDIA!

PARÓDIA
http://www.infoescola.com/pintura/mona-lisa/

CARIOCA II

A paródia é um texto produzido com base em


outro, já conhecido. A paródia mantém alguns
dos elementos do texto original, alterando-os ou
acrescentando-lhes elementos, tendo um
caráter, geralmente cômico, humorístico. Muitas
vezes, o efeito cômico é obtido por meio da
ironia ou do deboche.
Fonte: Rosimeire A. Tavares&Tatiane Brugnerotto

146
1.° SEMESTRE

1 - Releia o conceito de PARÓDIA e complete o quadro abaixo.

Mona Lisa – texto original Paródia da Bombril

Elementos comuns

Elementos alterados
e/ou acrescentados

2 - Leia os fragmentos de poemas e a tirinha abaixo.

Canção do exílio Canção do Exílio às Avessas


Gonçalves Dias Jô Soares
Minha terra tem palmeiras, Minha Dinda tem cascatas O meu céu tem mais estrelas
Onde canta o Sabiá; Onde canta o curió Minha várzea tem mais cores.
As aves, que aqui gorjeiam, Não permita Deus que eu tenha Este bosque reduzido
Não gorjeiam como lá. De voltar pra Maceió. Deve ter custado horrores.
Nosso céu tem mais estrelas, Minha Dinda tem coqueiros ...
Nossas várzeas têm mais flores, Da Ilha de Marajó
Nossos bosques têm mais vida, As aves, aqui, gorjeiam
Nossa vida mais amores. Não fazem cocoricó.
...
http://cancaodoexilionasemanadaartemoderna.blogspot.com/2013/09/cancao-doexilio-as-avessas-jo-soares_421.html/
http://atividadesdeportugueseliteratura.blogspot.com.br/20
16/05/proposta-de-producao-de-texto-parodia.html

É possível afirmar que o poema de Jô Soares e a tirinha de Maurício de Sousa são paródias do
poema de Gonçalves Dias? Justifique sua resposta utilizando elementos do texto.
_________________________________________________________________________________
CARIOCA II

_________________________________________________________________________________

3 - O quadrinho abaixo é uma paródia de um conto de fadas. Sua tarefa é escrever o nome do conto
que originou a paródia e, no seu caderno, escrever a paródia dos quadrinhos em forma de conto.

_________________________
_________________________

147
1.° SEMESTRE
https://www.colegiopentagono.com/uploads/files/2015/recuperacao/recupera%C3%A7%

4 - A imagem ao lado é uma paródia de uma famosa história que


C3%A3o/3_bim/rec_3bim_pro_lei_7ano.pdf

foi adaptada para o cinema. Responda que história é essa e


explique de que modo foi elaborada a relação intertextual entre
ela e a história original.
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________

5 - Observe as três imagens abaixo e crie , em seu caderno , um texto para cada uma delas, em que
você deixe bem claro o seu ponto de vista sobre cada tema. Use bons argumentos para comprovar
a sua tese.

A ESPAÇOSO!!! C
http://midias.gazetaonline.com.br/_midias/jpg/
2015/07/04/vid01072015gz094503-

http://www.ivancabral.com/2008_04_01_archive.html
3901000.jpg

B
br.freepik.com

O sangue é um tecido conjuntivo líquido, produzido na medula


óssea vermelha. Nele, encontramos o plasma sanguíneo, as
hemácias, os leucócitos e as plaquetas.

Você sabia que o sangue é neutro, ou seja, não é nem ácido, nem é básico. Porém, diversas
CARIOCA II

substâncias podem deixar o sangue um pouco ácido, tornando-o prejudicial à saúde. A urina,
também, em algumas situações, pode ficar ácida. Vamos conhecer, então, um pouco das funções
químicas e saber as características de cada uma delas.

ÁCIDOS Funções Químicas BASES

ÓXIDOS SAIS
148
1.° SEMESTRE

Íons: átomos que perdem ou ganham elétrons,


Funções químicas: grupos de substâncias
transformando-se em cátions ou ânions.
compostas que apresentam propriedades Cátion: perde elétrons (Ca+2 ou Ca++)
Ânion: ganha elétrons (O-2 ou O--)
químicas e comportamentos semelhantes.

ÁCIDOS
Compostos moleculares que se dissociam em íons, em solução aquosa, sendo capazes de
conduzir corrente elétrica. Apresentam hidrogênio (H+), que é liberado como cátion quando
dissolvido.
Exemplos: ácido clorídrico - HCl, ácido bromídrico - HBr
ácido bórico - H3BO3, ácido sulfúrico - H2SO4 , entre outros.

Principais características:
• sabor azedo (exemplo: limão);
• boa condução da eletricidade quando em solução;
• alteração da cor dos indicadores (substâncias que têm
propriedade de mudar a cor para identificar o caráter ácido
ou básico da solução).
http://mustzee.com/wp-content/uploads/2014/09/alimentos-naturales-propiedades-laxantes-citricos.jpg

BASES
Compostos iônicos que liberam ânion em solução aquosa. Apresentam o grupo hidroxila (OH-)
ligado a metais, sendo chamadas de hidróxidos.
Exemplos: hidróxido de sódio - Na(OH) ou soda cáustica, hidróxido de alumínio – Al(OH)3,
hidróxido de cálcio ou cal hidratada - Ca(OH)2 entre outros.

Principais características:
CARIOCA II

• sabor adstringente ("cica” - exemplo: banana verde);


• boa condução da eletricidade quando em solução, semelhante aos ácidos;
• mudança da cor dos indicadores, assim como os ácidos também.

149 http://www.biologianet.com/upload/conteudo/images/2014/10/exemplos-de-bases.jpg
1.° SEMESTRE

ÓXIDOS
Formados por dois elementos químicos diferentes (compostos binários), sendo um deles o
oxigênio (O--). Para ser um óxido, é necessário a presença do oxigênio ligado a outro elemento
(2 elementos apenas).
Exemplos: água - H2O, gás carbônico CO2, monóxido de carbono – CO, entre outros.

http://files.quimicagabrielpelotas.webnode.com/200000058-d6fefd8f1f/t3hj.jpg
Os ácidos podem reagir com as
bases e produzir sal e água em uma
reação conhecida como reação de
neutralização.

Utilizam-se as escalas de pH e pOH para medir os níveis de acidez e alcalinidade (básico) das
soluções. Medem os teores dos íons H+ e OH- livres por unidade de volume da solução. A
sigla pH significa potencial (ou potência) hidrogeniônico.

ESCALA DE MEDIÇÃO DE PH

CARIOCA II
http://www.mafra-bewater.com.pt/Cache/qualidadeagua-2165.jpg

150
1.° SEMESTRE

SAIS
Formados por compostos iônicos com cátion diferente de (H+) e um ânion diferente de (OH -)
que podem ser obtidos pela união de ácidos e bases.
Exemplos: sal de cozinha (que contém NaCl), o gesso (que contém CaSO4), o mármore (que
contém CaCO3), entre outros.

Principais características:
• sabor salgado;
• boa condução de eletricidade, quando em solução;
• obtidas pelas reações químicas de ácidos com bases (conhecidas como reação de
neutralização ou ainda de salificação.

OBS.: Nenhuma substância deve ser Saiba mais:


experimentada para a identificação nas diferentes Assista ao vídeo sobre funções químicas.
funções químicas, pois muitas podem ser tóxicas! https://www.youtube.com/watch?v=RG2KhqjkhPA

Com relação às Funções Químicas, classifique as substâncias abaixo em ácidos, bases, sais e óxidos.

MgBr2 NO BaO

Cl2O3 HI AuOH

HCN Mg(OH)2 FeSO4

Mn(OH)4 H2S Fe(OH)3

HNO3 H3PO4 AgCl

Cr(OH)2 HClO3 CaSO4

N2O SO2 KBr


CARIOCA II

NaNO3 KOH NO3

“(...) aqui em casa não tem uma gota d’água há cinco dias e você está uma pilha. (...)”

A palavra pilha, falada por Teresa, foi utilizada metaforicamente para expressar que
Arnaldo estava nervoso. Porém, no dicionário, também encontramos o significado da pilha
como aparelho que transforma em energia elétrica a energia desenvolvida
numa reação química.
151
1.° SEMESTRE

Você já imaginou sua vida sem computador, carro, avião, som, televisão, geladeira, banho
quente? E aí, não seria fácil. Todas essas invenções só foram possíveis quando o homem
descobriu a ENERGIA.

Fontes de Energia

Renováveis Não Renováveis

http://4.bp.blogspot.com/_rbAs3H9jZbc/TPQ0UTYF7zI/AAAAAAAAAAk/wk91eIZWKvg/s1600/Fontes+d+energia.gif
http://www.portal-energia.com/wp-content/uploadsthumbs/fontes-de-energia.jpg

Sua utilização e uso é renovável, podendo Têm recursos teoricamente limitados,


se manter e ser aproveitado ao longo do pois o seu processo de formação é
tempo, sendo dessa maneira, inesgotáveis. muito lento comparado ao ritmo de
consumo que o ser humano as utiliza.
Enfim, suas reservas se esgotam.

Energias Renováveis
1 - Energia hídrica: energia obtida através das correntes de água em rios, mares ou quedas
d’água.
2 - Energia eólica: energia gerada pela força do vento.
CARIOCA II

3 - Energia solar: energia captada do Sol na forma de calor ou de luz.


4 - Energia geotérmica: energia obtida a partir do calor proveniente do interior da Terra.
5 - Marés: energia gerada por meio do movimento das marés.
6 - Ondas: energia proveniente do aproveitamento das ondas oceânicas.
7 - Biomassa: energia gerada por meio da decomposição de materiais orgânicos, tais como
esterco, restos de alimentos (vegetais frutas, bagaço de cana etc.), resíduos agrícolas,
entre outros.

152
1.° SEMESTRE

Energias Não Renováveis


1 - Carvão: combustível fóssil que, ao ser queimado, libera altas quantidades de energia.
2 - Petróleo: combustível fóssil que, ao ser queimado, gera energia. Pode ser queimado em
caldeiras, turbinas e motores de combustão interna.
3 - Gás natural: combustível que libera energia ao ser queimado.
4 - Energia nuclear: energia liberada numa reação nuclear (transformação de núcleos atômicos).

Fontes Primárias: Fontes Secundárias:


Ocorrem livremente na natureza, tais São obtidas a partir de outras formas
Fontes de
como o Sol, a água, o vento, o gás Energia de energia, tais como a eletricidade, a
natural, o petróleo bruto, entre outras. gasolina, o petróleo, entre outras.

Na figura abaixo, circule quais as fontes de energia são renováveis e as classifique em fontes
primárias ou secundárias.

Fontes Primárias
________________
________________
________________
________________
________________
________________
CARIOCA II

Fontes Secundárias
________________
________________
________________
________________
________________
________________

153
http://www.portal-energia.com/wp-content/uploadsthumbs/ciclo-da-energia.jpg
1.° SEMESTRE
Outras formas de energia:
Energia térmica: representada na forma de calor.
Energia química: se obtém a partir das ligações químicas ou da quebra dessas ligações.
Energia sonora: associada às ondas sonoras (som).
Energia luminosa: associada à radiação eletromagnética.
Energia mecânica: soma das energias cinética e potencial (movimento dos corpos).
Energia cinética: ligada ao movimento de um corpo (diretamente proporcional à sua
velocidade).
Energia potencial: energia relacionada a um corpo em função da posição que ele ocupa.
Tem a capacidade de ser transformada em energia cinética. Podemos citar a energia
potencial gravitacional, elástica e elétrica.
Energia elétrica: refere-se à diferença de potencial elétrico entre dois pontos, que permite
a passagem de corrente elétrica.

Algumas Transformações de Energia


Energia elétrica em térmica
Exemplo :chuveiro elétrico
Energia elétrica em luminosa (água aquecida), ferro
Exemplo: lâmpada acesa ou a elétrico, aquecedores etc.
luz refletida pela tela do
http://canaldoconstrutor.dishelp.com.br/?paged=4

computador, televisão etc.


l%C3%A2mpada-el%C3%A9trica-161134/
https://pixabay.com/pt/bulbo-luz-

Energia química em luminosa


Exemplo: alguns peixes de http://www.guiadacasa.com/dicas/di
cas-para-usar-o-ferro-de-passar-sem-

águas profundas, algas e nos


estragar-as-roupas

vaga-lumes.
https://pixabay.com/pt/vagalume-
pirilampo-besouro-inseto-147679/

CARIOCA II
http://clickeaprenda.uol.com.br/sg/uploa
ds/materiais/imagens/imagem5427.jpg

Energia química em elétrica


Exemplo: acionamento da bateria de um carro, peixe
poraquê (Electrophorus electricus), que pode emitir até 200
volts de energia elétrica.

154
1.° SEMESTRE

para-aquecimento-de-agua/usando-paineis-solares-para-aquecimento-de-agua-4.gif
http://tecnologia.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/usando-paineis-solares-
Energia solar em elétrica
Exemplo: placas, células
fotovoltaicas.
http://www.freepik.es/index.php?goto=2&k=anatomia%20de%20atletas&order=2&searchform=1&vars=2

Energia cinética em elétrica


Exemplo: queda d’água (obtida
Energia química em mecânica nas usinas hidrelétricas –
Exemplo: qualquer contração geradores mecânicos).
muscular (quando corremos ou
https://novaescola.org.br/conteudo/69/como-a-energia-eletrica-chega-a-nossas-casas
andamos).

Atenção: Nas transformações de energia, há “perda”/liberação sob a forma de calor.


Podemos perceber isso na Lei de Lavoisier:
“Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” .

Observe a figura ao lado e mostre a transformação que ocorre nos aparelhos.


Veja o exemplo:
a) DVD - energia elétrica em energia mecânica e um pouco de calor
b) Máquina de lavar-
http://www.celpe.com.br/Noticias/Documents/consumo.png
CARIOCA II

c) Lâmpada-
d) Ferro elétrico-
e) Computador-
f) Ventilador-
g) Televisão-
h) Geladeira-
i) Chuveiro elétrico-
j) Ar condicionado-

155
1.° SEMESTRE
Cruzadinha:
a) Energia obtida pelo vento.
b) Forma de energia associada a todo corpo em movimento.
c) Aparelho que transforma energia mecânica em energia elétrica.
d) Principal combustível fóssil utilizado atualmente.
e) Seres vivos responsáveis pela fixação da energia solar como energia química.
f) Uma forma de energia obtida pela célula a combustível.
g) Forma mais comum de perda nas transformações energéticas.
https://cdn.slidesharecdn.com/ss_thumbnails/atividades-20complementares-20-20ci-c3-
aancias-130918064453-phpapp02-thumbnail-4.jpg?cb=1379486715

Quer saber mais:


Assista aos vídeos sobre Energia:
https://www.youtube.com/watch?v=r4GvhtYrEo8
https://www.youtube.com/watch?v=ODuVKvCpA1Y
https://www.youtube.com/watch?v=oEU_H73EAdk
http://www.youtube.com/watch?v=mFmKp9a5nzY
http://www.youtube.com/watch?v=1QDosHWmRcM
https://www.youtube.com/watch?v=6QvXRVOm4wU

5- calor, 6- eólica, 7-gerador, 8- cinética, 8- petróleo, 8- vegetais, elétrica

Vimos que todas as substâncias podem ser representadas por elementos químicos.
Mas como um elemento se une a outro? Você saberia explicar essa união? Então, vamos lá!

Ligações Químicas CARIOCA II

As ligações químicas representam interações entre dois ou mais átomos. Podem ocorrer por
doação de elétrons, compartilhamento de elétrons ou ainda deslocalização de elétrons. Cada
um desses processos é caracterizado por uma denominação de ligação química. São elas:

Ligação covalente
Ligação iônica Ametal + Ametal Ligação metálica
Metal + Ametal Ametal + Hidrogênio Metal + Metal
Metal + Hidrogênio Hidrogênio + Hidrogênio

156
1.° SEMESTRE

Ligação iônica: ocorre quando há a doação e o recebimento de elétrons entre dois átomos.
Nessa ligação, predominam as forças eletrostáticas que atraem os íons de cargas opostas, sendo
responsáveis pela formação de compostos iônicos.
Metal: doação de elétrons Ametal: recebimento de elétrons
Ex.: sal de cozinha NaCl
Na = metal - quer doar elétrons (1 elétron que está na última camada)
Cl = ametal – quer receber elétrons (quer receber 1 elétron)
Quando o Na doa o seu elétron, ele fica com 8 elétrons na última camada e torna-se estável. Já
o cloro (CI) possui 7 elétrons na última camada. Por isso, se ele receber 1 elétron, ele também
ficará com 8 elétrons e vai se tornar estável.

http://alunosonline.uol.com.br/quimica/ligaca
Ligação covalente: ocorre quando há o compartilhamento de elétrons, aos pares. Eles possuem o-ionica-eletrovalente-ou-heteropolar.html

a mesma tendência, ou seja, ambos querem ganhar elétrons, por isso não ocorre transferência
de elétrons.
CARIOCA II

Ex.: gás carbônico – dióxido de carbono CO2


C = ametal – quer compartilhar 4 elétrons.
O = ametal – quer compartilhar 2 elétrons.

Ex.: ácido clorídrico HCl


H = hidrogênio – quer compartilhar 1 elétron
Cl = ametal – quer compartilhar 1 elétron

157
1.° SEMESTRE

Nos dois exemplos citados, ambos os átomos querem receber elétrons. Por isso, ocorre ligação
covalente, ou seja, os elétrons são compartilhados.
http://www.fisicanet.com.ar/biologia/introduccion_biologia/ap1/dioxido_carbono01.jpg

http://www.biologianet.com/upload/conteudo/images/2014/09/cloreto-de-hidrogenio-.jpg
O C O

Oxigênio Oxigênio

Ligação Metálica: ocorre apenas entre os átomos de um único metal e, exclusivamente, porque
um metal não pode estabelecer ligação química com outro elemento metálico diferente. Os
átomos envolvidos perdem elétrons das camadas mais externas, que se deslocam mais ou
menos livremente (deslocalizados). Após serem deslocalizados, os elétrons passam a rodear os
cátions, formando um verdadeiro “mar de elétrons''.

CARIOCA II

http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2012/03/ligacao-metalica1.jpg

158
1.° SEMESTRE
Jogo de conhecimentos científicos

Vamos revisar alguns conteúdos de ciências jogando?


Forme uma dupla com um/a colega de sua turma.
Você vai precisar de um dado e de duas fichas ( podem ser duas tampinhas plásticas).
Se acertar a pergunta, você pode avançar o número de casas que o dado mostrar. Caso erre, você
perde uma jogada.

1 - Quais são as
2 – O que são 3 – O que são 4 – O que são
quatro funções
ácidos? bases? óxidos?
químicas?

5 – O que são
sais?

9 – Cite dois 8 – Cite dois 7 – Cite dois 6 – Explique a


exemplos de exemplos de exemplos de reação de
ácidos. bases. óxidos. neutralização.

10 – Cite dois
exemplos de sais.

11 – Qual a 13 – Cite três


diferença entre 12 – O que é exemplos de 14 – O que são
energia hídrica e biomassa? energia não fontes primárias?
CARIOCA II

energia eólica? renováveis.

15 – O que
acontece nas
transformações
de energia?

159
1.° SEMESTRE