Você está na página 1de 2

ARLS

MANOEL TAVARES DE OLIVEIRA n2396 - RM


Fundada em 20.08.86
GOB-GOSP

Conheço a Letra G ?

A letra “G” é o monograma de Geração, de Gravitação, de Geometria, de Gênio e de Gnose.


Esta é a definição que encontramos em nosso Ritual, mas será que sempre foi assim?

Não é raro encontrar em textos profanos que a letra G vem de God, Deus em Inglês. É aceitável tal
interpretação em textos não maçônicos que de certa forma, ainda que involuntariamente, ajudam a
preservar os mistérios da nossa Sublime Ordem ao empregar tão restrita definição à letra G.
No entanto, autores Maçons (sobretudo os Anglo-Saxões) teimam em vislumbrar na letra G a inicial
de God. Em que pese que G é a primeira letra para Deus em diversos outros países: Gott, na
Alemanha; God também na Holanda e Gud, nos países escandinavos, esses autores não parecem
ter percebido que se todas essas palavras começam realmente por G na língua empregada por eles,
traduzem-se por nomes que não se iniciam pela letra G em muitos outros idiomas, inclusive no
nosso.
Fosse assim, nossa Estrela Flamejante poderia muito bem ter em seu interior um “D” como símbolo
máximo do Grau de Companheiro, forjando um significado latino que seria inconcebível para irmãos
de outros países com diferentes culturas e línguas.
Se a Maçonaria pretende a Universalidade, esta definição, no mínimo, fere este tão nobre princípio.

Para o Rito Moderno, não faz nenhum sentido atribuir idéias teístas ou deístas à letra G, por isso, o
ritual, fiel aos princípios agnósticos do Rito, nem cita as interpretações religiosas que lhe são
atribuídas.

Já André Otávio de Assis Muniz, em sua obra “Novo Manual do Rito Moderno - Grau de
Companheiro” afirma que a letra G originalmente está ligada aos ofícios que tinham a Geometria
como fundamento:

“A Maçonaria moderna, tendo se inspirado nos antigos moldes das guildas de pedreiros, se
abeberou nos autores clássicos que costumavam ver a arquitetura como a aplicação prática da
Geometria e, inclusive, equiparavam as duas”.
E completa:
“Em Maçonaria podemos dizer que o método dos geômetras é plenamente aplicável, bem como
algumas idéias de Pascal em que a Geometria é posta como modelo perfeito de raciocínio. Para os
modernistas, tais ensinamentos tem crucial importância. O espírito do Rito Moderno está muito mais
próximo dos axiomas racionais da Geometria do que das teorias improváveis das crenças. A
Geometria, entendida de diversas maneiras, dá um repertório tão vasto de significados que torna-se
desnecessário procurar outras palavras para a letra ou produzir enxertos doutrinários. Utilizando-se
de critérios ortodoxos de historicidade, podemos afirmar que em se tratando de Maçonaria autêntica,
o G só tinha o sentido de Geometria.”

O Ritual de Companheiro Maçom de J.M. Ragon1, na primeira resposta acerca da Letra G parece
corroborar com as afirmações do autor que citamos: “G, a quinta consoante do alfabeto, é a inicial da
quinta ciência, a Geometria. É dela e das matemáticas que provém o brilho dessa verdade luminosa
que deve expandir-se sobre todas as operações do espírito”.
No entanto, na segunda resposta acresce que “Entre diversos povos do Norte, ela é a inicial do
Grande Arquiteto”.

1
J.M.Ragon (1781-1866) Foi iniciado em Bruges, Or∴ da França. Considerado um dos Maçons mais ilustres de sua época
e um dos mais notáveis escritores da Ordem com mais de treze obras publicadas, entre elas a “Coleção de 15 Rituais”.
ARLS
MANOEL TAVARES DE OLIVEIRA n2396 - RM
Fundada em 20.08.86
GOB-GOSP

O próprio Ragon também atribuiu à Letra G o sentido de Gerador, ou Geração Universal. Elifas Levi,
escritor e ocultista francês (1810-1875), atribuiu ao G o significado de Gnose. Mais tarde surgiram
Gênio e Gravitação, sendo este último provavelmente devido ao entusiasmo científico dos maçons
do século XVIII que, em grande parte, estavam envolvidos com o progresso científico e o Iluminismo.
Em outros Ritos, encontramos ainda referências a Glória e Grandeza.

São tantas as palavras que começam com a letra G, então porque nos contentar com meia dúzia
delas atribuídas no decorrer de tantos anos de história da Maçonaria? Só na língua portuguesa são
mais de onze mil, entre simples e compostas, começando com G!

Quem sabe dentro de mais cem ou mesmo mil anos, futuros irmãos possam vir a cunhar novos
significados, compelidos por fatos relevantes de uma sequência de eventos que ainda está por vir.
Vejo a Maçonaria de uma forma muito mais simples, lamentando que muitos ainda fazem (e farão)
do estudo da Maçonaria algo muito mais complexo e esotérico do que jamais foi criado para ser.

Permita-se simplesmente ser Guiado pelo seu próprio “G”, por disposições pessoais e interiores,
para o verdadeiro trabalho da construção universal, para servir de fato às grandes causas humanas,
perseguindo a genialidade para a defesa da justiça e da verdade.

Bibliografia :

 WebSite : http://www.brasilmacom.com.br/pecas/aletrag.htm - “A Letra G” - Arca da Aliança


 WebSite : http://www.dicionarioinformal.com.br/listar.php?pagina=1&letra=G
 Ritual do 2o Grau – Companheiro do Rito Moderno – GOB, Edição 2009
 Novo Manual do Rito Moderno, Grau de Companheiro. Muniz, André Otávio de Assis. Editora
A Gazeta Maçônica – Edição 1, 2007.
 Considerações pessoais.

Rogério Alegrucci - C∴M∴ CIM 247473 01/06/2010 E∴V∴