Você está na página 1de 6

UN NIPAC – Universiidade Pre esidente

e Antônio
o Carlos
Dissciplina: Físicca II
Proofessor: Alissson R. Santoos

Lista d
de Exerrcícios

1. Termômetros comu
uns são feito
os de uma co
oluna de mercúrio em um
m tubo de viddro. Com base na operaçção

dessess termômetros, qual tem


m o maior ccoeficiente de
d expansão
o linear: o vvidro ou o mercúrio?
m (N
Não

respon
nda a esta qu
uestão olhan
ndo em uma ttabela.)

2. Quand
do o anel e a esfera metálica
m na figura estã
ão

amboss em temp
peratura am
mbiente, a esfera mal

conseg
gue passar pelo
p anel.

a) De
epois que a esfera
e ma chama, ela
é aquecida em um

não passa pelo


o anel. Expliq
que.

b) E se o anel for
f aquecido
o e a esfera
a deixada em

tem
mperatura am a passa pelo anel?
mbiente? Ela

3. Tampa
as de metal em frascos de
d vidro pod
dem ser solta
as passando as. Por que isso
o água quen te sobre ela

funcion
na?

4. Nitrogê
ênio líquido tem ponto 5,51 ºC à pressão atm
o de ebuliçção de -195 mosférica. Expresse
E esssa

temperratura:

a) Em
m graus Fahrrenheit; (Res
sposta: -320 ºF)

m kelvins. (Resposta: 77,3 K)


b) Em

5. O pontto de ebuliçã
ão do hidrogê
ênio líquido é 20,3 K à prressão atmos
sférica. Quall é essa temperatura na:

a) Esscala Celsiuss; (Resposta:: -253 ºC)

b) Esscala Fahrenheit; (Resposta: --423 ºF


F)

6. “Um diia eu acorde arto estava a -20º F”, disse Martin a seu velho amigo Marc
ei e meu qua cos. “Isso não é

nada”, respondeu Marcos. “Meu quarto u C Qual doss quartos estava mais frrio?
uma vez estava a -5º C.”

(Respo
osta: de Marttin)

sta de Exe
Lis ercícios 03 - Termodin
nâmica Página 1
UN NIPAC – Universiidade Pre esidente
e Antônio
o Carlos
Dissciplina: Físicca II
Proofessor: Alissson R. Santoos

7. Como determinar se dois corp


pos estão e
em equilíbrio térmico enttre si, se forr impossívell coloca-los em

contato
o térmico um
m com o outro
o?

8. O pontto de fusão do ouro (Au


u) é 1945,4ºº F. Express
se essa temperatura em
m graus Cels
sius. (Respossta:

1063 ºC)

9. A temp
peratura no interior do So e 107 K. Quall a temperatu
ol é cerca de ura:

a) Na sta: 1 x 107 ººC)


a escala Celssius. (Respos

b) Na sposta: 1,7 x 107 ºF)


a escala Fahrrenheit. (Res

10. O pontto de ebulição do oxigê


ênio a 1 atm
m é 90,2 K. Qual
Q o ponto
o de ebuliçãão do oxigên
nio nas esca
alas

Celsiuss e Fahrenhe
eit? (Respos
sta: -182,8 ºC
C e -297 ºF)

11. Na esccala de temp


peratura Réa
aumur, o pon o da água é 80º
nto de fusão do gelo é 0º R e o pontoo de ebulição

R. Ded
duza a exprressão para converter a
as temperatu
uras que esttão na escaala Réaumurr para a esccala

Celsiuss. (Resposta
a: C = 5R/4)

Temoss que o ponto


o de fusão do
o gelo em am
mbas é de 0ºº. Fazendo a corresponddência, temos
s:

12. A figurra mostra trê


ês escalas de
d temperat uras lineares, com os pontos
p o e ebulição da
de coongelamento

água indicados. Ordene


O as trê
ês escalas d
de acordo com
c o taman
nho do grauu de cada uma,
u em ord
dem

decresscente. (Resp
posta: Z, X, Y)
Y

sta de Exe
Lis ercícios 03 - Termodin
nâmica Página 2
UNIPAC – Universidade Presidente Antônio Carlos
Disciplina: Física II
Professor: Alisson R. Santos

13. a) Em 1964, a temperatura da aldeia de Oymyakon, na Sibéria, chegou a -71º C. Qual é o valor desta

temperatura na escala Fahrenheit? (Resposta: -96ºF)

b) A maior temperatura registrada oficialmente nos Estados Unidos foi 134º F, no Vale da Morte,

Califórnia. Qual é o valor desta temperatura na escala Celsius? (Resposta: 56,7ºC)

14. Em que temperatura a leitura na escala Fahrenheit é igual:

a) a duas vezes a leitura na escala Celsius; (Resposta: 320 ºF)

b) a metade da leitura na escala Celsius? (Resposta: -12,3 ºF)

15. Em uma escala linear de temperatura X, a água congela a -125,0 ºX e evapora a 375,0 ºX. Em uma escala
linear de temperatura Y, a água congela a -70,00 ºY e evapora a -30,00 ºY. Uma temperatura de 50,00 ºY
corresponde a que temperatura na escala X? (Resposta: 1375 ºX)

16. O elemento ativo de um laser é feito de uma haste de vidro de 30,0 cm de comprimento e 1,50 cm de

diâmetro. Suponha que o coeficiente de expansão linear do vidro seja 9,00 x10-6 (ºC)-1. Se a temperatura

da haste aumenta em 65,0 ºC, qual é o aumento em seu:

a) Comprimento; (Resposta: 0,176 mm)

b) Diâmetro; (Resposta: 8,78 μm)

c) Volume. (Resposta: 0,0930 cm3)

17. As seções de concreto de uma autoestrada são desenhadas para ter um comprimento de 25,0 m. Elas

são despejadas e curadas a 10,0 ºC. Que espaçamento mínimo o engenheiro deveria deixar entre as

seções para eliminar encurvamento se o concreto deve atingir uma temperatura de 50,0 ºC? (Resposta:

1,20 cm)

18. Um fio telefônico de cobre não tem folgas entre postes 35,0 m distantes um do outro em um dia de

inverno, quando a temperatura é de -20,0 ºC. Quanto mais longo é o fio em um dia de verão quando a

temperatura é de 35,0 ºC? (Resposta: 3,27 cm)

19. Um arco de ponte, em aço, tem 518 m de comprimento a 0º C. Qual será a variação do seu comprimento

entre os extremos de temperatura -20º C e 35º C? (Resposta: 31,3 cm)

Lista de Exercícios 03 - Termodinâmica Página 3


UN NIPAC – Universiidade Pre esidente
e Antônio
o Carlos
Dissciplina: Físicca II
Proofessor: Alissson R. Santoos

20. Um tub
bo de alumín
nio tem 3,0 m de compriimento a 20ºº C. Qual o seu
s comprim
mento a 100ºº C? (Respossta:

3,0055
52 m)

21. Dentro
o de uma pa
arede de uma casa, uma
a seção em L do cano de
d água queente

consistte em três pa
artes: uma peça
p reta horrizontal h = 28,0
2 cm de co
omprimento,, um

cotove
elo; e uma peça reta verrtical l = 134
4 cm de com
mprimento. Um
U cravo e uuma

tábua no segundo andar da


a casa man
ntêm essa seção do cano de coobre

estacio
onária. Enco
ontre o módu
ulo e direçã
ão do desloc
camento do cano quanddo o

fluxo d
de água é lig
gado, aumen
ntando a tem
mperatura do
o cano de 18
8,0 ºC para 446,5

ºC. (Re
esposta: 0,66
63 m na direção de -78,0
0º com o sem
mieixo positiv
vo dos x)

22. O tanq
que de comb
bustível de um automóve om 45 litros de gasolina, a 10º C. Lo
el é cheio, atté a boca, co ogo

depoiss, o veículo fica


f nado ao sol, a uma temperatura de 35º C. Quaanta gasolina
estacion a transborda do

tanque
e? (Despreza ão do tanque .) (Resposta
ar a expansã a: 1,08 l)

as de temperatura.
que essta não transborde ao soffrer mudança

23. Numa chapa de co e um orifício quadrado (8


obre, abre-se 8,0 cm de la o da área desse
ado). Calculaar a variação

o se a temperratura da pla
orifício aca sofrer um esposta: 0,1009 cm2)
ma elevação de 50 K. (Re

24. Uma e
esfera de aço
o está flutuando na supe
erfície do me
ercúrio contid uponha que por
do em um reecipiente. Su

um pro
ocesso qualq
quer, apenas
s a temperatu
ura da esfera
a seja aumen
ntada.

a) A d
densidade da
a esfera irá aumentar,
a dim
minuir ou nã
ão sofrerá alteração?

b) En
ntão, a fração
o submersa da
d esfera au mentará, dim
minuirá ou nã
ão sofrerá altteração?

mine a variaçção de volum


25. Determ me de uma essfera de alum
mínio com um raio inicia l de 10 cm quando
q a esffera

é aque
ecida de 0,0 ºC
º para 100 ºC. (Respossta: 2,732 cm
m)

26. Um furro circular em


m uma placa
a de alumíni o tem 2,725
5 cm de diâm
metro a 0,0000 ºC. Qual é o diâmetro
o do

furo qu
uando a temp
peratura da placa
p é aume
entada para 100,0 ºC?

sta de Exe
Lis ercícios 03 - Termodin
nâmica Página 4
UNIPAC – Universidade Presidente Antônio Carlos
Disciplina: Física II
Professor: Alisson R. Santos

27. Qual é o volume de uma bola de chumbo a 30,0 ºC se o volume da bola é de 50,0 cm³ a 60,0 ºC?

(Respota: 49,87 cm3)

28. Um frasco volumétrico, feito de Pirex, é calibrado a 20,0 ºC e cheio até a marca de 100 ml com acetona a

35,0 ºC. Depois disso, a acetona esfria e o frasco esquenta, de modo que a combinação é resfriada para

20,0 ºC.

a) Qual é o volume de acetona quando ela esfria para 20,0 ºC? (Resposta: 99,8 ml)

b) À temperatura de 32,0 ºC, o nível de acetona fica acima ou abaixo da marca de 100 ml no frasco?

Explique.

29. Por que a seguinte situação é impossível? Um anel fino de latão tem diâmetro interno de 10,00 cm a 20,0

ºC. Um cilindro sólido de alumínio tem diâmetro de 10,02 cm a 20,0 ºC. Suponha que os coeficientes

médios de expansão linear dos dois metais sejam constantes. Os dois metais são resfriados juntos até

uma temperatura na qual o anel pode ser deslizado sobre a extremidade do cilindro.

30. A 20,0 ºC, um anel de alumínio tem diâmetro interno de 5,0000 cm, e uma barra de latão de 5,0500 cm.

a) Se somente o anel é aquecido, que temperatura ele deve atingir para que deslize sobre a barra?

(Resposta: 437 ºC)

b) Se o anel e a barra forem aquecidos juntos, que temperatura os dois devem atingir para que o anel

deslize sobre a barra? (Resposta: 2,1 x 103 ºC)

c) Esse último processo funcionaria? Explique.

31. Uma amostra de chumbo tem massa de 20,0 kg e densidade de 11,3 x 103 kg/m3 a 0 ºC.

a) Qual é a densidade do chumbo a 90,0 ºC? (Resposta: 11,2 x 103 kg/m3)

b) Qual é a massa da amostra de chumbo a 90,0 ºC?

32. Um cilindro oco de alumínio com 20,0 cm de profundidade tem capacidade interna para 2,000 l a 20,0 ºC e

está completamente cheio de turpentina a 20,0 ºC. A turpentina e o cilindro de alumínio são aquecidos

juntos, lentamente, até 80,0 ºC.

a) Quanta turpentina transborda? (Resposta: 99,4 cm3)

b) Qual é o volume de turpentina que permanece no cilindro a 80,0 ºC? (Resposta: 2,01 l)
Lista de Exercícios 03 - Termodinâmica Página 5
UNIPAC – Universidade Presidente Antônio Carlos
Disciplina: Física II
Professor: Alisson R. Santos

c) Se a combinação com essa quantidade de turpentina é esfriada para 20,0 ºC novamente, a que

distância da superfície a turpentina fica abixo da borda do cilindro? (Resposta: 0,998 cm)

Dados

αacetona = 1,5 x 10-4 (ºC)-1

αaço = 11 x 10-6 (ºC)-1

αchumbo = 29 x 10-6 (ºC)-1

αalumínio = 24 x 10-6 (ºC)-1

αlatão = 19 x 10-6 (ºC)-1

αconcreto = 12 x 10-6 (ºC)-1

αcobre = 17 x 10-6 (ºC)-1

αvidro comum = 9 x 10-6 (ºC)-1

αpirex = 3,2 x 10-6 (ºC)-1

αdiamante = 1,2 x 10-6 (ºC)-1

γgasolina = 9,6 x 10-4 (ºC)-1

γmercúrio = 1,82 x 10-4 (ºC)-1

γturpentina = 9,0 x 10-4 (ºC)-1

Lista de Exercícios 03 - Termodinâmica Página 6