Você está na página 1de 2

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA

1 IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO: 

1.1 PROFESSORA: 1.3. DATA:

1.2 DISCIPLINA: PARASITOLOGIA N° 01

1.3 CURSO: ANÁLISES CLÍNICAS

2 INTRODUÇÃO 
A parasitologia é a ciência que estuda o parasitismo. O parasitismo ocorre
quando um organismo (parasita) vive em associação com outro organismo
(hospedeiro), do qual retira os meios para sua sobrevivência, causando
prejuízos. Ou seja causando doenças para o hospedeiro.

Doença parasitária ou parasitose é uma doença infecciosa causada por um


parasito protozoário ou metazoário. Um exemplo. A esquistossomose:
infecção causada por verme parasita da classe Trematoda.

A microbiologia é o estudo científico de microrganismos, aqueles sendo


unicelulares, multicelulares ou acelulares. A microbiologia abrange várias sub-
disciplinas, incluindo virologia, bacteriologia, protistologia, micologia,
imunologia e parasitologia.

3 METODOLOGIA 
Técnica de Sedimentação Espontânea
3.1 MATERIAIS
Para a realização da técnica utilizou-se:
● Amostra de fezes;
● Tubo falcon;
● Galeria ou suporte;
● Palito de madeira; 
● Canudo;
● Coletor estéril;
● Mini filtro para tubos;
● Lugol;
● Lâmina de vidro;
● Lamínula.

3.2 PROCEDIMENTOS:
Para início dos procedimentos os alunos encontravam-se devidamente
equipados com jaleco, luvas, touca e máscara.
● Foi acrescentado ao coletor com a amostra de fezes um pouco de
água e posteriormente feita a homogeneização com um palito de
madeira.
● Transferimos as fezes homogeneizadas para uma mini peneira,
acoplada a um tubo falcon e deixando descansar por 1 hora.
● Após 1 hora vertemos o tubo falcon na pia jogando toda a água fora e
deixando apenas o sedimento de fezes presente no final do tubo.
● Após feito isso, colocamos o sedimento na lâmina de vidro
acrescentamos duas gotas de Lugol forte e logo depois a lamínula para
em seguida fazer a análise microscópica.

4 EXAME MICROSCÓPICO DO SEDIMENTO (100 X)


Presença de ovos Trichuris Trichiura.

5 CONCLUSÃO
Na aula prática pudemos ver compreender a importância de estarmos
devidamente equipados para a nossa proteção e também a importância de
realizar os procedimentos corretamente para evitar contaminação tanto dos
alunos quanto da amostra. Foi possível também aprender como se realiza o
exame de fezes através da Técnica de Sedimentação Espontânea.