Você está na página 1de 64

FOTOPROTETORES

SOLARES
Histórico

• Início século XX
– Roupas menos decotadas
– Menor exposição ao sol
• Década de 30
– Primeiros protetores solares (EUA, Austrália e França)
• 1944
– Fundação da Coopertone
Histórico
• Década de 50
– EUA: produção de protetores solares
• 1984
– J&J lança o Sundown
• Década de 90
– Legislação específica
– Bronzeamento artificial
– Aceleradores e simuladores do bronzeamento
– Estudos relacionando câncer de pele e exposição solar
Espectro solar terrestre

UVA (320-400nm); UVB (280-320 nm) e UVC (100-280 nm). Visível (400-700 nm)
Radiação ultravioleta
• Maior poder energético do espectro solar
• Atinge a epiderme
• Níveis ambientais da radiação UV dependem da latitude,
estação do ano, correntes de ar, poeira, horário
Radiação ultravioleta
• Classificação:

• UVA  longos – 320-400 nm


• UVB  médios – 290-320 nm
• UVC  curtos – 100-290 nm
Radiação Solar X Pele
Radiação Solar X Pele

ULTRAVIOLETA A  320 – 400 nm


Praticamente constante durante o ano todo e ao longo
do dia
• Atinge a derme
• Lesiva para elastina e colágeno
• Potencializa ações do UVB
• Poder cancerígeno
• Bronzeamento imediato, sem eritema
Radiação Solar X Pele
ULTRAVIOLETA B  290 – 320 nm
a radiação UVB tem sua incidência aumentada durante o
verão, especialmente entre 10 e 16 horas, quando a
intensidade dos raios atinge seu máximo.
• Atinge estrato córneo e a epiderme
• Provoca queimaduras, edema e bolhas
• Deficiência imunológica
• Transforma ergosterol em vitamina D
• Poder carcinogênico
• Bronzeamento tardio, com eritema
Radiação Solar X Pele

ULTRAVIOLETA C  100 – 290 nm


• Eritematogênica
• Carcinogênica
• Totalmente absorvida e filtrada pela camada de ozônio
(?)
• Bronzeamento imediato, sem eritema
LUZ VISÍVEL X Pele

LUZ VISÍVEL-FORMADA PELAS CORES VIOLETA,


ANIL,AZUL,VERDE, AMARELO, LARANJA E
VERMELHA  400 – 800 nm

•44% dos raios solares na terra


•Poucos efeitos sobre a pele.
Eritema e queimadura solar
• Eritema:
– Vasodilatação
– Aumento do volume sangüíneo na derme
– Reação transitória
– Latência de 1 a 24 horas

• Queimadura solar
– Inflamação cutânea causada pela exposição solar
– Clínica: eritema, edema, dor, bolhas, descamação
– Histológica: danos as membranas celulares e ao
DNA
Efeitos da Radiação solar na Pele
Efeitos Agudos
- Queimaduras solar;
- Reações de fotossensibilização (alergia ou
tóxica)
Efeitos Crônicos
- Fotoenvelhecimento
- Câncer de pele
- Diminuição da imunidade cutânea
Bronzeamento

• Aumento da pigmentação cutânea


• Bronzeamento imediato: UVA – 36 horas
• Bronzeamento tardio: UVB e UVA – 48 a 72 horas
Fotoenvelhecimento
• Extrínseco – Fotoenvelhecimento

–Alterações clínicas, histológicas e funcionais na pele de


pessoas cronicamente expostas ao sol
Fotocarcinogênese

•Exposição solar excessiva


•Idade dos 10 a 20 anos
•Exposição solar cumulativa
–DNA epidérmico atingido: descamação
–DNA dérmico atingido: fotoenvelhecimento e
fotocarcinogênese
•Melanoma
Mecanismos de proteção da pele

• Naturais
– Absorção e dispersão de energia
– Espessamento da camada córnea
– Pigmentação (produção de melanina)

• Proteção externa
– Roupas e acessórios (bonés, óculos)
– Filtro solar
Mecanismos de proteção da pele
Proteção Natural
•Queratina produzida pelos queratinócitos, promove
espessamento da camada córnea com objetivo de absorver
parte da radiação incidente
Mecanismos de proteção da pele
Proteção Natural
•Suor  ácido urocânico- possui alta capacidade de
absorção de energia nesta mesma faixa de UV,
fotoproteção.

•Melanina  principal mecanismo de defesa produzida a


partir da tirosina pelos melanócitos. Absorvem nas faixas
do UV, visível e infravermelho
Filtros Solares

•Substâncias incorporadas em formulações adequadas para


reduzir os efeitos deletérios das radiações UV sobre a pele

•Mecanismos: absorção seletiva, reflexão ou espalhamento


da luz incidente
CARACTERÍSTICAS DE UM FILTRO
Um bom filtro solar deve apresentar as seguintes propriedades:
· Resistência à água e a transpiração
· Boa penetração e fixação na epiderme
· Estabilidade a luz, ao ar, a umidade e ao calor
· Boa tolerância pela pele
· Não originar fotossensibilização
· Boa absorção ou reflexão de radiações nocivas.

Além disso, fatores econômicos (baixo custo), estéticos (inodoro, incolor)


e antialergênico são levados em conta para a aceitação pelo consumidor.

Os filtros solares exercem efeitos de proteção sobre a pele através de


ação física ou química.
FILTROS SOLARES

Classificação:
Filtro solares químicos – UVA e UVB
Filtros solares físicos
Filtros solares de origem vegetal
Filtros Orgânicos
Compostos orgânicos que absorvem seletivamente
radiações UVB e UVA ( 290 a 400nm), impedindo sua
ação na pele

Exemplos:
•Benzimidazol
•Cânfora
•Octildimetil-Paba
•Benzofenona
•P-Metoxicinamato De Octila
Filtros Orgânicos
Mecanismo de ação: absorvem os comprimentos de onda
curtos altamente energético e converte em radiações de baixa
energia
Filtros Inorgânicos
Mecanismo de ação:
•Refletem e espalham a luz formando um filme protetor
que impede a ação dos raios UV
•Tamanho da partícula determina a reflexão e o
espalhamento da luz: uso de pós micronizados
Exemplos:
•Óxido de zinco
•Dióxido de titânio

•Talco
Recomendações
• Registro do produto no ministério da saúde-Registro
ANVISA: teste de eficácia
• Produto manipulado – FPS
• Forma de aplicação
• Reaplicação do produto
•Escolha do FPS (hábito de vida; tipo de pele; objetivo;
presença de dermatose; uso de drogas fotossensível)
• Produto de aplicação diária = FPS 15 a 25
• Protetores para crianças - KIDS
DEFINIÇÕES:

Dose Mínima Eritematosa (DME): dose mínima de radiação


ultravioleta requerida para produzir a primeira reação eritematosa
perceptível com bordas claramente definidas, observadas entre 16
e 24 horas após a exposição à radiação ultravioleta, de acordo
com a metodologia adotada.

Dose Mínima Pigmentária (DMP): dose mínima de radiação UVA


requerida para produzir um escurecimento pigmentário
persistente da pele com bordas claramente definidas, observado
entre 2 e 4 horas após a exposição à radiação UVA.
DOSE ERITEMATOSA MÍNIMA
(DEM)

• Depende do tipo de pele, espessura, quantidade de


melanina
• UVB – é mais eficiente em causar eritema e queimadura
solar
• UVA – pode contribuir em 10-15% da resposta eritematosa
(Potencialização)
Fator de Proteção Solar (FPS): valor obtido pela razão
entre a dose mínima eritematosa em uma pele protegida
por um protetor solar (DMEp) e a dose mínima
eritematosa na mesma pele quando desprotegida
(DMEnp).
FPS= DMEp /DMEnp
FPS = DEM da pele protegida com filtro solar
DEM da pele desprotegida

DEM: dose eritematógena mínima = tempo necessário


para surgir eritema

Exemplo: a DEM em uma pele tratada com fotoprotetor


ocorreu após 180 minutos da exposição solar. A DEM na
mesma pele desprotegida, sob as mesmas condições,
ocorreu após 15 minutos de exposição 
FPS requerido = FPS = 180 = 12
15

Fotoprotetor FPS = 12  Indivíduo pode se expor à luz solar por


o período 12 vezes maior do que o necessário para produzir
eritema na pele desprotegida
Fator de Proteção Solar (FPS)

•Determinação do FPS: Produto acabado


•Teste in vivo:
• relação entre o tempo necessário para o surgimento do
eritema, na pele protegida com um fotoprotetor (2mg/cm2),
em relação ao tempo de surgimento do eritema na pele
desprotegida, em um mesmo indivíduo, sob as mesmas
condições experimentais.
Fator de Proteção Solar (FPS)

•Determinação do FPS: Produto acabado


•Um dado FPS é resultante da média de 20 indivíduos
expostos sob radiação artificial (método americano) ou por
radiação solar natural (método europeu).
Fator de Proteção Solar (FPS)
-FPS 15: filtra 94% de UVB
- FPS 30: filtra 97% de UVB
- FPS 50: confere proteção de 98%
Fator de Proteção Solar (PPD)
A sigla PPD (Persistent Pigment Darkening) mede o
bronzeamento que a pele sofre após a exposição ao raio
UVA, responsável por causar câncer de pele e
envelhecimento precoce.

"A conceituação do PPD é feita através de cruz (+).


Um bom protetor solar deve ter 3 símblos (+++)“.
Fator de Proteção UVA (FPUVA): valor obtido pela razão
entre a dose mínima pigmentária em uma pele protegida
por um protetor solar (DMPp) e a dose mínima
pigmentária na mesma pele, quando desprotegida
(DMPnp).
FPUVA= DMPp /DMPnp
Fator de Proteção Solar (PPD)

O PPD é medido duas horas após a aplicação de UVA


nas doses entre 6 e 25 J/cm2 e mede a oxidação da
melanina após a exposição à UVA.
- PPD 2 a 4: baixa proteção contra UVA
- PPD 4 a 8: moderada proteção contra UVA
- PPD ≥ 8: alta proteção contra UVA
Recomendações
Recomendação proposta pela AAD (American Academy of
Dermatology) para uso diário de protetores solares:

FPS recomendado para uso diário subiu de 15 para 30.

Esse aumento ocorreu porque pesquisas indicaram que a


grande maioria da população usa uma quantidade
inadequada de filtro solar, aplicando uma camada fina,
correspondente a 25 a 50% da quantidade sugerida.
Recomendações
 O ideal é que sejam aplicados 2 mg/cm2 de protetor, mas
as pessoas utilizam de 0,8 a 1 mg/cm2.

 Nesta quantidade, o fator de proteção de um produto 15


diminui para FPS 7 a 8.
Quantidade de Protetor Solar
•De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a
quantidade de protetor solar indicada para cada parte do
corpo é:
•uma colher de chá de protetor solar no rosto, no pescoço e
na cabeça
•uma colher de chá de protetor para a parte da frente do
tronco e outra para a parte de trás
•uma colher de chá para cada braço
•uma colher de chá para a parte da frente de cada perna e
outra para a parte de trás de cada perna.
Resolução nº 30, de 01 de junho de 2012

PROTETOR SOLAR:
qualquer preparação cosmética destinada a entrar em
contato com a pele e lábios, com a finalidade exclusiva
ou principal de protegê-la contra a radiação UVB e UVA,
absorvendo, dispersando ou refletindo a radiação.

a) FPS de no mínimo 6;
b) FPUVA cujo valor corresponda a, no mínimo, 1/3 do
valor do FPS declarado na rotulagem
Resolução nº 30, de 01 de junho de 2012

PRODUTOS MULTIFUNCIONAIS:
qualquer preparação cosmética destinada a entrar em contato
com a pele e lábios, cujo benefício de proteção contra a
radiação UV não é a finalidade principal, mas um benefício
adicional do produto.
O valor de FPS mínimo comprovado não deverá ser
menor que FPS 2 e a proteção UVA mínima deverá ser
FPUVA 2.
A resolução RDC nº 30 DE 01 de julho de 2012- proíbe que
produtos sejam vendidos como bloqueadores.
FILTROS SOLARES

VERDES OU NATURAIS:
Alguns óleos absorvem a radiação UVB a 290-320nm
São eles: óleo de coco, amendoim , algodão, gergelim, urucum
Extratos vegetais: aloe, camomila, hamamélis, calêndula, própolis, chá
verde

Não existem dados inerentes à sua estabilidade frente a radiação


UV, podem ser usados como filtros secundários, usados em
associação com filtros sintéticos
FILTROS FÍSICOS,
INORGÂNICOS OU REFLETORES

DIÓXIDO DE TITÂNiO: Pigmento branco com alto poder de


cobertura e alto índice de Reflexão .Reflete
predominantemente UVB e pouca UVA.

ÓXIDO DE ZINCO : Absorve principalmente na região


do UVA e parte do UVB- produtos infantis
T-lite SFS

Benefícios/Características:
Dióxido de titânio micronizado recoberto com silicone, sílica
e alumina, resultando em maior transparência, mínimo
impacto na viscosidade do produto final (indicado para
produtos muito fluidos e em spray), proporcionando
superior dispersabilidade durante processo, melhor
solubilidade em ésteres e solvente, menor gasto em energia
e tempo.
Z COTE HPI

Z -COTE HP1 é um óxido de zinco micronizado revestido


com um revestimento hidrofóbico que lhe permite ser
facilmente incorporado na fase de óleo de uma formulação .
FILTROS QUÍMICOS OU
ORGÂNICOS
PABA E ÉSTERES DE PABA:
ÁCIDO PARA AMINOBENZÓICO
PEG-25 PABA
OCTIL DIMETIL PABA

SALICILATOS
SALICILATO DE HOMOMETILA
SALICILATO DE 2-ETILHEXILA

CINAMATOS
CINOXATO
OCTOCRILENO
METOXINAMATO DE 2-ETILHEXILA
METOXINAMATO DE ISOPENTILA
FILTROS QUÍMICOS OU
ORGÂNICOS
DIBENZOIL METANO
BENZOFENONA
BUTIL METOXIDIBENZOIL METANO
BENZOFENONA-2
BENZOFENONA-3
BENZOFENONA-4
BENZOFENONA-8
DERIVADOS DA CÂNFORA
METIL BENZOLIDENO CANFÔRA
BENZELIDENO CANFÔRA
ANTRALINATOS
ANTRALINATO DE METILA

OUTROS
ÁCIDO FENILBENDILIMIDAZOL SUFÔNICO
OCTIL TRIAZONA
METILENO BIS-BENZOTRIAZONIL
TETRAMETILBUTILFENOL
FILTROS AZUIS OU MARINHOS
PHYCOCORAIL
carollina officinalis
thermus thermophillus

ALGAS COM ABSORÇÃO IR


BASES COSMÉTICAS
ÓLEOS
EXCELENTE
ESPALHAMENTO
FILME PROTETOR FINO
NÃO OTIMIZA FPS
EMULSÃO
MAIORES FPS
FILME PROTETOR DENSO E
UNIFORME
EMULSÃO A/O OFERECE MAIOR
PROTEÇÃO

GEL
NÃO OTIMIZA FPS
FILME DESCONTÍNUO E TRANSPARTENTE
BAIXO FPS MESMO COM ALTAS CONCENTRAÇÕES
DE FILTROS
BASES COSMÉTICAS
SPRAY OU AEROSSOL
CUSTO ALTO
FORMA FILME DESCONTÍNUO
ÁLCOOL RESSECA A PELE

BASTÃO OU STICKS
PRODUTOS LABIAIS
MAQUIAGEM EM PÓ
COMPOSIÇÃO BÁSICA DE UM
FOTOPROTETOR

1- FILTRO SOLAR UVB PRINCIPAL


2-FILTRO UVB SECUNDÁRIO (OU MAIS DE 1)
3- FILTRO UVA
4-FILTRO IV
COMPOSIÇÃO DA BASE
COSMÉTICA
6- AGENTES ESTABILIZANTES:CONSERVANTES, QUELANTES
E ANTIOXIDANTES
7-SOLVENTES EMOLIENTES E UMECTANTES
8-HIDRATANTES
9-AGENTES POTENCIALIZADORES DE FILTRO
10- AGENTES HIDROREPELENTES/FILMÓGENOS
11- AGENTES DE CONSISTÊNCIA
12-AGENTES ALCALINIZANTES
13-MODIFICADORES DE CARACTERÍSTICAS
ORGANOLÉPTICAS
14-VEÍCULO
BRONZEADORES

BRONZEADORES
Autobronzeadores: Apenas coram a pele,não possuem
efeito sobre a melanina

Ativadores do bronzeado: Estimulam a síntese de


melanina.
Ativadores do Bronzeado

•Mecanismo: aumento do substrato para a enzima tirosinase,


importante na síntese de melanina (Tirosina  Melanina)

Exemplos:
•Derivados do 5-metoxipsoraleno, Tyrosilane C®
(acetiltirosinato de metilsilanol) (2 a 5%)
Biotan (tirosina, silício orgânico, peptídeos de colágeno),
Extratos de urucun, Camomila, Cavalinha, Ginseng e Aloe vera,
Colágeno, Vitaminas A, C e E, Avobenzona, Methoxycinamato de
octila.
Autobronzeadores
Exemplos:
•DHA:A dihidroxiacetona (DHA) é uma molécula capaz de
reagir com aminoácidos,peptídeos e proteínas, segundo a
reação de Maillard, resultando em compostos corados,
normalmente de tom escuro.
•A reação com a DHA ocorre de forma muito rápida e,muitas
vezes, a aplicação errada do produto leva a manchas. Ainda,
observa-se grande ressecamento da pele após aplicação
Coloração se desenvolve de 2 a 6 horas permanecendo por
4 a 6 dias
Autobronzeadores

Exemplos:

•Eritrulose:reage (reaçãode Maillard) com as proteínas da


pele, formando compostos escuros que simulam o
bronzeado. para a eritrulose a reação de Maillard acontece
de forma mais lenta, o que permite que o bronzeado obtido
seja mais uniforme, livre de manchas, com tonalidade mais
próxima à natural e de duração mais prolongada.
Modificadores de Bronzeado

•Modificadores do bronzeamento  substâncias coloridas


capazes de depositarem nos tecidos após a ingestão (-
caroteno e urucum) ou facilitar o bronzeamento tópico (óleo
de urucum, óleo de cenoura)
Modificadores Bronzeado

Exemplos:
•-caroteno, urucum, óleo de urucum, óleo de cenoura
•Substâncias coloridas capazes de depositarem nos tecidos
após a ingestão
Produtos Multifuncionais
Produtos que acumulam duas ou mais funções:
Maquiagem + filtro solar
Hidratante + filtro solar
Gel brilho molhado + filtro solar

Exemplos:
Batom: Proteção solar + coloração + emoliência
Base líquida: Proteção solar + hidratação + coloração
Emulsões hidro-repelentes : Resistência à água + hidratação +
proteção solar
Hidratantes: Hidratação + proteção solar
Gel: Hidratação + proteção solar
Cuidados Pós Sol

Pele após a exposição solar:


•processo inflamatório
•eritema + calor + dor + desidratação

“A pele fica sensível e requer cuidados para repor seu nível


hídrico normal e tratar os danos”
Cuidados Pós Sol
Formulações pós sol:
•Hidratar e minimizar os efeitos provocados pelo sol
•Preparações com muita água: cremes O/A, loções, géis
hidrofílicos
•Uso de ativos com propriedades antiinflamatória,
epitelizante, hidratante, emoliente. Exemplos: extratos de
camomila, azuleno, alantoína, Aloe vera, vitamina A, D-
Pantenol, ácido glicirrízico, -bisabolol