Você está na página 1de 19

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAPÁ

COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO


QUÍMICA GERAL

NÍQUEL & CARBONO


Acadêmicos: Farley Ícaro;
Iza de Lima;
Luís Otávio;
Tainar de Oliveira.
Turma: EPR 19.1
Macapá - 2019
NÍQUEL
 Níquel é um metal branco prateado, levemente duro,
maleável, resistente à corrosão.
 O níquel é um metal de transição e pertence ao
grupo 10 da tabela periódica.

 Em 1751, O níquel foi descoberto por Axel


Frederic Cronstedt, na Suécia. Alguns anos depois, em
1775, Torbern Olaf Bergman escreveu experiências sobre o
níquel. Ele mencionou alguns problemas na retirada do arsênio do
metal bruto e obteve sais puro de níquel, demonstrando que o
níquel era um metal distinto.

2
 O níquel é encontrado como um constituinte na
maioria dos meteoritos e muitas vezes serve com
o critério para distinguir um meteorito de outros
minerais.

 Meteoritos de ferro, ou sideritos, podem conter


ferro ligado com cerca de 5% à 20% de níquel.

3
Níquel - Características.
 Nome do Elemento: Níquel​
 Símbolo Químico: Ni
 Número Atômico (Z): 28​
 Peso Atômico: 58,6934​
 Grupo da Tabela: 10 (VIIIB)​
 Configuração
Eletrônica: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d8 4s2
 Classificação: Metal de Transição​
 Estado Físico: Sólido (T=298K)​
 Ponto de Fusão (PF): 1728,0 K​
 Ponto de Ebulição (PE): 3186,0 K​
 Densidade: 8,908 g/cm3​

4
Propriedades físicas:
 O níquel é um metal branco-prateado.​
 Ele tem a superfície brilhante comuns à maioria dos
metais e é dúctil e maleável.​
 Dúctil significa capaz de ser transformado em fios finos.
Meios maleáveis, capazes de ser batido em folhas finas.​
 Seu ponto de fusão é 1555 ° C (2831 ° F) e seu ponto de
ebulição é de cerca de 2835 ° C (5135 ° F).​
 A densidade de níquel é de 8,90 gramas por centímetro
cúbico.​
 O níquel é apenas um dos três elementos de ocorrência
natural que é fortemente magnético. Os outros dois são
de ferro e cobalto.​
 Mas níquel é menos magnético que qualquer ferro ou
cobalto.​

5
Propriedades Químicas​:

 O níquel é um elemento relativamente não


reativo. À temperatura ambiente, não se
combinam com o oxigénio ou água, ou dissolve-
se em mais ácidos.

 A temperaturas mais elevadas, torna-se mais


ativa. Por exemplo, níquel queima em oxigênio
para formar óxido de níquel (NiO).

 Ele também reage com vapor para dar óxido de


níquel e gás de hidrogênio.​

6
Utilização​:

 O níquel é utilizado em processo


de niquelação (recobrimento de uma
superfície com níquel), em ligas metálicas
como: o aço inoxidável,
“metal” monel (constituída de 65% de Ni, 32%
de Cu e 3% de outros), ligas Ni-Cu (usada em
aparelho para desalinizar a água do mar).

 Além disso, ele é utilizado como catalisador na


fabricação de margarinas e em baterias
recarregáveis de telefones celulares e Ni-MH.​

7
CARBONO

 O nome em inglês carbon veio do latim carbo para carvão ou


brasa, onde também vem do francês charbon, que significa
brasa, todos literalmente significam substância de carvão.

 O carbono foi descoberto na pré-história e foi conhecido na


forma de fuligem e brasa nas civilizações humanas mais
antigas. Os diamantes foram conhecidos provavelmente em
aproximadamente 2500 a.C. na China, onde o carbono na
forma de carvão foi feita na civilização romana com o mesmo
processo químico que é utilizado até a atualidade, pela queima
de madeira em uma pirâmide com argila para diminuir a
quantia de ar atmosférico.

8
CARBONO
 O carbono é o 15.° elemento
químico mais abundante na crosta
terrestre e o 4.º elemento mais
abundante no universo depois do
hidrogênio, hélio e o oxigênio.

 Ele está presente em todas as


formas de vida.

 E no corpo humano é o segundo


elemento mais abundante em
massa (cerca de 18,5%) depois do
oxigênio.

9
Propriedades:
 INFORMAÇÕES GERAIS:

 O carbono é um elemento químico,


símbolo C

 Número atômico 6 (6 prótons e 6


elétrons); massa atómica 12 u, sólido
à temperatura ambiente.

 Como um membro do grupo 14 da


tabela periódica, ele é um não-metal e
tetravalente - fazendo quatro elétrons
disponíveis na forma de ligações
covalentes.

10
Propriedades físicas

Estado da matéria sólido

Entalpia de vaporização 355,8 kJ/mol

Volume molar 5,29×10−6 m3/mol

Velocidade do som 18 350 m/s a 20 °C

11
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
Substancias famosas com o elemento
 O carbono é um elemento notável por
várias razões. Suas formas alotrópicas
incluem, surpreendentemente, uma das
substâncias mais frágeis e baratas e uma
das mais rígidas e caras.

 Mais ainda: apresenta uma grande


afinidade para combinar-se
quimicamente com outros átomos
pequenos, incluindo átomos de carbono
que podem formar largas cadeias. O seu
pequeno raio atómico permite-lhe
formar cadeias múltiplas; assim, com o
oxigênio forma o dióxido de carbono,
essencial para o crescimento das plantas
(ciclo do carbono);

12
 Com o hidrogênio forma numerosos compostos
denominados, genericamente, hidrocarbonetos, essenciais
para a indústria e o transporte na forma de combustíveis
derivados de petróleo e gás natural. Combinado com ambos
forma uma grande variedade de compostos como, por
exemplo, os ácidos graxos, essenciais para a vida, e os
ésteres que dão sabor às frutas.

 Além disso, fornece, através do ciclo carbono-nitrogênio,


parte da energia produzida pelo Sol e outras estrelas.

13
Aplicações/Uso:
 O principal uso industrial do carbono é
como componente de hidrocarbonetos,
especialmente os combustíveis como
petróleo e gás natural; do primeiro se
obtém por destilação nas refinarias
gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é
usado como matéria-prima para a
obtenção de plásticos, enquanto que o
segundo está se impondo como fonte de
energia por sua combustão mais limpa.

14
Outros usos são:
 O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de
1940, se usa na datação radiométrica;
 O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna
dos lápis;
 O diamante é empregado para a produção de joias e como
material de corte aproveitando sua dureza;
 Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro);
 Em varetas de proteção de reatores nucleares;
 As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para
absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio
para a flatulência;
 O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e
purificação da água;

15
Outros usos são:
 O Carbono-11, radioativo com emissão de pósitron
usado no exame PET em medicina nuclear;
 O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas,
como produtor de energia e na indústria
farmacêutica (na forma de carvão ativado);
 O favo de carbono, um aglomerado tridimensional de
folhas de carbono, pode prender grandes quantidades
de gás dentro de células com seis lados. A estrutura
descrita pode ser utilizada para armazenar gases ou
líquidos, ou como um material de construção para os
compostos mais complexos.

16
 As propriedades químicas e estruturais dos fulerenos, na
forma de nanotubos, prometem usos futuros no campo
da nanotecnologia

 Os diamantóides são minúsculos cristais com forma


cristalina composta por arranjos de átomos de carbono e
também hidrogênio muito semelhante ao diamante. Os
diamantóides são encontrados nos hidrocarbonetos
naturais como petróleo, gás e principalmente em
condensados (óleos leves do petróleo). Têm importante
aplicação na nanotecnologia.

17
FIBRA DE CARBONO
A principal matéria-prima das fibras de carbono é o polímero de
poliacrilonitrila — obtido a partir da polimerização de uma
variação do acrílico. A vantagem dessa fonte é a alta
concentração de carbono, uma vez que mais de 90% dos átomos
no material são justamente disso. Durante a produção, o polímero
é esticado e se torna paralelo ao eixo das fibras, formando uma
liga bem rígida e resistente.

Ele está nas aeronaves que vemos sobrevoando os céus de todo o


mundo e também está nas bicicletas mais poderosas.

Podemos ver as aplicações em acessórios para esportes — como


tacos, raquetes e vários outros — e nos painéis dos carros. fibra
de carbono é leve e forte, sendo uma excelente opção para o
ferro.
Como ela pode substituir outras ligas e por que isso tem sido
muito importante nos últimos anos.
18
19