Você está na página 1de 286

MANUAL DE FORMAÇÃO

50H

UFCD 9209 - E-marketing – princípios gerais

Teresa Pereira
JANEIRO de 2019
OBJETIVOS

•Identificar os conceitos e princípios gerais


do marketing.
•Reconhecer a terminologia relacionada
com marketing.
•Identificar os conceitos e princípios do e-
marketing.
•Identificar e analisar as principais
variáveis do e-marketing-mix.
•Explicar as etapas e os pressupostos para
a elaboração de um plano de e-marketing.
FORMADORA - TERESA CHINOPA 2
Conteúdos
• Marketing – princípios gerais • Operacionalização do plano de marketing

• Conceitos básicos • Etapas do desenvolvimento do plano operacional de Marketing

• Terminologia de marketing • - Etapa 1 - análise da situação interna e externa

• Marketing estratégico • - Etapa 2 - definição dos objetivos do plano

• Marketing operacional • - Etapa 3 - definição da estratégia de marketing mix

• Evolução histórica • - Etapa 4 - afetação de recursos para a operacionalização do plano

• Mercados - categorização, evolução e variáveis • - Etapa 5 - estabelecimento do plano de ação

• - Os clientes - segmentação • - Etapa 6 - concretização do plano de ação

• - Estudos de mercado - objetivos e técnicas • - Etapa 7 - controlo das ações desencadeadas

• Marketing – principais variáveis • Marketing digital

• Teoria dos 4 P do marketing • Evolução histórica

• - Produto • Conceitos básicos

• - Preço • Comportamento dos e-consumidores

• - Distribuição • Principais estratégias do marketing digital

• - Comunicação • Integração do marketing mix digital no marketing convencional

• Valor do produto, preço e preço psicológico • Marketing nas redes sociais

• Plano de marketing • Conceitos básicos

• Principais necessidades de um plano de marketing • As redes sociais enquanto estratégia de marketing

• - Avaliar a situação do mercado e do meio • Vantagens e potencialidades

• - Avaliar a competitividade da empresa e seus princípios • Ferramentas de análise e gestão

• - Planificar os objetivos e meios e adaptação das ações de desenvolvimento e das ações corretivas • Referenciais de Formação

FORMADORA - TERESA CHINOPA 3


PRINCÍPIOS GERAIS DE MARKETING

1. Evolução no conceito de Marketing -


2. Conceitos centrais do marketing
3. Funções do Gestor de Marketing
4. Segmentação de Mercado
5. Posicionamento de mercado

FORMADORA - TERESA CHINOPA 4


1 - EVOLUÇÃO DO CONCEITO MARKETING

• Fonte: Bovée; Houston; Thill; “Marketing”, 2nd edition.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 5


1 - A Evolução do Conceito de marketing

• A orientação para a produção.


• Foi no século XVIII que se iniciou a separação entre
produto e consumo, onde os consumidores diziam aos
produtores o que se queria consumir; os bens eram
produzidos por encomenda, sendo vendidos antes de
serem produzidos.
• O conceito predominante era de que um produto bom
se venderia por si mesmo.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 6


1 - A evolução dos Conceito de marketing

• A orientação para as vendas

• Na primeira metade do século XX as técnicas de produção dos


países industrializados tornaram-se mais sofisticadas e houve um
aumento na produção de bens.
• A filosofia da produção foi substituída pela das vendas no início
dos anos 20, quando a tecnologia da produção em massa, criada
pela Revolução Industrial, produziu mais produtos do que os
mercados podiam absorver com eficácia .

FORMADORA - TERESA CHINOPA 7


1 - A evolução do conceito de marketing

Orientação para o Marketing


• Ao término da Segunda Guerra Mundial as
indústrias pararam de produzir bens bélicos e
voltaram a produzir bens de consumo. Com o
aumento do mercado vendedor começou a haver
sobra de bens produzidos; só o esforço de venda
não era suficiente para escoar toda a produção.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 8


1 - A evolução do conceito de marketing

• Orientação para o Marketing

• Neste momento as empresas perceberam que era


necessário algo mais para atrair o consumidor. Tem-
se então o início da era do marketing, onde a
orientação principal deveria ser dada ao
consumidor.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 9


1 - A evolução do Conceito de marketing

• Para Bonne e Kurtz , a aplicação da orientação para o marketing


ocorreu efectivamente a partir de 1952, através do relatório anual
da General Electric - Annual Report quando a mesma anuncia que:
(O conceito) introduz (o profissional de marketing) no início e não
no final do ciclo de produção, integrando o marketing em cada fase
do negócio. Assim, o marketing, por meio de estudos e pesquisas,
estabelecerá para o engenheiro, o designer e o fabricante o que o
consumidor deseja de um determinado produto, que preço está
disposto a pagar e onde e quando deseja dispor do produto. O
marketing terá autoridade sobre o planeamento do produto, o
escalonamento da produção e o controle do stock, bem como sobre
as vendas, distribuição e manutenção do produto.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 10


1 - A evolução do Conceitos de marketing

• O actual conceito de marketing dá prioridade à


total satisfação do consumidor, diante disso,
entendemos que o esforço de marketing não deve
ser só da área de marketing ou produção, mas de
todos os seus funcionários e parceiros de negócios.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 11


MARKETING

• O que é o Marketing ?

Organização Mercado
Troca

Atingir Satisfazer
Objetivos Necessidades

FORMADORA - TERESA CHINOPA 12


O QUE É O MARKETING?

“Marketing é o conjunto dos métodos/técnicas e


dos meios de que uma organização dispõe para
promover, nos públicos pelos quais se interessa, os
comportamentos favoráveis à realização dos seus
próprios objectivos.”

in Mercator - Teoria e Prática do Marketing , Publicações Dom Quixote

FORMADORA - TERESA CHINOPA 13


2 - Conceitos Centrais de marketing

• Marketing é um processo social por meio do qual


pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo de que
necessitam e o que desejam com a criação, oferta e
livre negociação de produtos e serviços de valor
com outros (KOTLER, 2000).

FORMADORA - TERESA CHINOPA 14


2 - Conceitos Centrais de marketing

• Marketing é a entrega de satisfação para o cliente


em forma de benefício (KOTLER e ARMSTRONG,
1999).

FORMADORA - TERESA CHINOPA 15


2 - Conceitos Centrais de marketing

• Marketing é o conjunto de operações que


envolvem a vida do produto, desde a planificação
de sua produção até o momento em que é
adquirido pelo consumidor (Dicionário Michaelis).

FORMADORA - TERESA CHINOPA 16


2 - Conceitos Centrais de marketing

• Marketing é o conjunto de estratégias e acções que


provêem do desenvolvimento, lançamento e da
sustentação de um produto ou serviço no mercado
consumidor (Dicionário Novo Aurélio).

FORMADORA - TERESA CHINOPA 17


2 - Conceitos Centrais de
marketing
• Marketing é entregar os bens certos às pessoas
certas no lugar certo e no tempo certo a um preço
certo com a comunicação e a promoção certas.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 18


Diferenciação entre marketing estratégico
e operacional

MARKETING Estudo de Mercado


Escolha do mercado
ESTRATÉGICO Concepção e desenvolvimento do produto
Fixação de preços
Escolha do canal de distribuição
Elaboração da estratégia de comunicação

MARKETING Publicidade e promoção


Ação dos vendedores
OPERACIONAL Marketing direto
Distribuição dos produtos
Merchandising
Serviço pós-venda

FORMADORA - TERESA CHINOPA 19


MARKETING OPERACIONAL

• O Marketing Operacional:
Marketing Mix
PRODUTO
COMUNICAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO
PREÇO

Organização Mercado Alvo

FORMADORA - TERESA CHINOPA 20


O meio ambiente de marketing
• O meio ambiente de marketing pode ser
classificado em dois tipos:
• microambiente de marketing;
• macroambiente de marketing.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 21


Meio Ambiente

MACRO AMBIENTE
Contexto Contexto
Económico MICRO AMBIENTE Tecnológico

Clientes Concor-
Organização rentes

Fornecedores Comunidade
Contexto Contexto
Sócio-Cultural Político Legal
FORMADORA - TERESA CHINOPA 22
FREIRE, Adriano, Estratégia - sucesso em Portugal, pág. 66
4 - CONHECER o mercado?

FORMADORA - TERESA CHINOPA 23


MARKETING

• Como funciona o Marketing ?

Organização Mercado
Troca

Atingir Satisfazer
Objectivos Necessidades

FORMADORA - TERESA CHINOPA 24


Públicos Intervenientes
Clientes finais Consumidores
Utilizadores
Utentes

O mercado Compradores aquele que


efectivamente realiza a
identifica: compra.

Influenciadores aquele que tem poder


de influenciar a decisão
Prescritores de compra

Distribuidores Pessoas que asseguram


a chegada do produto ao
consumidor

FORMADORA - TERESA CHINOPA 25


Factores que influenciam o
comportamento de compra.
• FATORES CULTURAIS
• Cultura; Subcultura; Classes sociais.
• FATORES SOCIAIS
• Família; grupos de referência; papéis sociais e posições do
consumidor.
• FATORES PESSOAIS
• Ocupação; renda; estilo de vida; idade e ciclo de vida;
personalidade e auto-estima.
• FATORES PSICOLÓGICOS
• Motivação, percepção; aprendizagem; crenças e atitudes.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 26


SEGMENTAÇÃO DO MERCADO
Um segmento de mercado é um bocadinho de mercado

Marketing de Massa

nichos
Segmento
nichos
nichos
Segmento

nichos

FORMADORA - TERESA CHINOPA

27
SEGMENTAÇÃO
Base de Segmentação de Mercados
opção: simples ou combinado

Geografia:
Nações, regiões, cidades, concelhos, freguesias, bairros;
Sociodemográfica:
Idade, sexo, dimensão familiar, rendimento, ocupação, educação,
religião, etc.;
Perfil Psicográfico:
Classe social, estilo de vida, personalidade, afiliação a um grupo;
Comportamento do Cliente:
Reação à inovação, hábitos de utilização, hábitos de compra, fidelidade;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 28


Requisitos para uma boa segmentação de
mercado.
• Mensuralidade: tamanho e poder de
compra dos segmentos.
• Acessibilidade: grau pelo qual os segmentos
podem ser alcançados ou atingidos.
• Substancialidade: Grau pelo qual os
segmentos são amplos ou lucrativos.
• Operacionalidade: Grau pelo qual um
programa eficaz pode ser projetado para
atrair e atender os segmentos.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 29


Nicho de mercado
• É uma segmentação de mercado para um determinado
produto ou serviço;
• Compradores possuem uma combinação especial de
características;
• Ex.: Aluguer de limusines ;
• Venda de produtos para pessoas com alta estatura;
• 3% da população > 1,90 m;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 30


Mercados de nicho
• São mercados com oportunidade que podem ser
bastante lucrativas;
• Deve ser grande o suficiente para gerar lucros;
• Exige alta especialização;
• É em geral mais protegido da concorrência.

31
MERCADO-ALVO
• Marketing de massa
• Mix adequado a todo o mercado
• Segmentação de mercado
• Procura atrair grupos (idade, sexo, €,
interesses, benefícios desejados, etc)
• Marketing de nicho
• Procura atingir um pequeno e definido
segmento
• Marketing sob medida
• Necessidades específicas dos
consumidores

FORMADORA - TERESA CHINOPA 32


Exemplo de segmentação
-> perfil do cliente
• Comprador de carro desportivo:
• sexo masculino;
• idade de 30 a 45 anos;
• classe AA;
• moradores em Lisboa;
• possui hábito de viagem no final de semana.

33
Posicionamento

“É a definição clara de como o produto ou o


serviço serão apresentados ao mercado.
A quem serão dirigidos,
Como serão apresentados,
De que forma serão percebidos.”

FORMADORA - TERESA CHINOPA 34


Posicionamento
• Posicionamento de um produto é a forma como o
produto é definido pelos consumidores quanto aos
seus atributos mais importantes – é o lugar que ele
ocupa na mente do consumidor com relação aos
seus concorrentes.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 35


Estratégias de posicionamento.
• Atributos específicos do produto: preços, desempenho,
qualidade, garantia, etc.
• Ocasiões de uso: a bebida do verão, a manteiga do seu
pequeno almoço, o seu café de toda hora, etc.
• Contra um concorrente: utiliza-se muito a publicidade
comparativa.
• Em contraste com o concorrente: o refrigerante natural
sem gás…

FORMADORA - TERESA CHINOPA 36


Exemplos de posicionamento:
• Carros Volvo : segurança;
• Ferrari: exclusividade
• Minipreço: sempre o menor preço;
• Continente: o que rende
• Olá : sabor o ano inteiro
• SIC : televisão independente
• MEO: o comando é meo

FORMADORA - TERESA CHINOPA 37


Exemplos de marcas bem
posicionadas
• Refrigerante cola é COCA COLA;
• Lâmina de barbear é GILETTE;
• Caramelos de fruta é SUGOS;
• Caldos de galinha é KNORR;
• Relógio Suíço é SWATCH;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 38


MARKETING MIX

FORMADORA - TERESA CHINOPA 40


POLÍTICAS DE MARKETING
• Política de Produto:
• Características, padrão de qualidade, extensão da gama, estilo, marca,
embalagem, tamanhos, garantias, serviço pós-venda.
• Política de Preço:
• Tarifa, descontos, reembolsos, condições de pagamento, crédito.
• Política de Comunicação:
• Publicidade, promoção de vendas, relações públicas, equipa de
vendas.
• Política de Distribuição:
• Canais de distribuição, entrepostos próprios, prazo de entrega, modo
de entrega.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 41


VARIÁVEIS DO MARKETING

PRODUTO

FORMADORA - TERESA CHINOPA 42


3 etapas chave na formulação do
marketing de produtos:
“Targeting” : seleção do público alvo - escolha do
segmento.
Carros de luxo

Posicionamento: estratégia de marketing para


identificação do nosso produto de forma única.
• Carros seguros.

43
MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

CARATERÍSTICAS INTRÍNSECAS DO PRODUTO:


São os seus atributos reais, objectivos e
observáveis. Classificam-se em 3 grandes
categorias:
o A fórmula do produto;
o As performances – caraterísticas observáveis
pelos clientes quando os estão a consumir;
o Design – aspecto visual exterior;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 44


MARKETING MIX: PRODUTO
• Um produto é o conjunto de atributos
tangíveis e intangíveis apresentados por algo
que satisfaz a necessidade dos clientes que o
adquirem ou utilizam.

(PIRES, Aníbal; Marketing – Conceitos, Técnicas e


Problemas de Gestão)

Ou seja
Tudo o que a organização vende ou propõe aos
seus clientes

FORMADORA - TERESA CHINOPA 45


Tipos de produtos.
• Produtos tangíveis: bens físicos.
• Duráveis: automóveis, vestuário, imóveis.
• Não duráveis: cerveja, sabonete, alimentos.
• Produtos intangíveis:
• Serviços: corte de cabelo, consulta médica.
• Pessoas: Cristiano Ronaldo, David Carreira.
• Locais: Termas de Monchique, Praia da Rocha
• Organizações: APAV
• Idéias: planeamento familiar, vacinação, SIDA

FORMADORA - TERESA CHINOPA 46


MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

O QUE É UM BOM PRODUTO:

Deve possuir 4 características importantes:


• Corresponder a uma verdadeira expectativa dos clientes;
• Facilmente percebido pelos clientes;
• Não provoque aumento de preços;
• Que não seja facilmente copiado pelos concorrentes;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 47


MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

• Imagem
EMBALAGEM CONCEPÇÃO
Elementos da embalagem utilizados devem ter
em conta:
Os materiais utilizados: plástico, vidro, cartão,
metal;
A forma da embalagem unitária ou de
agrupamento
O sistema de fecho: tampa fixa, rolha de cortiça,…

FORMADORA - TERESA CHINOPA 48


Embalagem/Acondicionamento/P
ackaging
• Os três níveis de embalagem
• A embalagem primária
• contém cada unidade de consumo do produto e está portanto
em contacto directo com ele (caixas, potes, garrafas, saquetas,
ex.. Tetra Brick)
• Embalagem secundária ou de reagrupamento
• Agrupa várias unidades de consumo do produto para fazer
uma unidade de venda (pack de 12 garrafas)
• Embalagem terciária ou de manutenção
• Permite transportar um certo número de unidades do produto
da fabrica para os pontos de venda (palettes agrupando várias
dezenas de packs
RÓTULO
• Informações sobre o produto:
• Marca nominal/logotipo;
• Nome, endereço e CGC do fabricante;
• Número de registro (Ministério da Saúde);
• Composição;
• Tamanho e peso;
• Usos recomendados / cuidados ao usar;
• Informações adicionais (ofertas...);
• Código de barras.
• QR code e Layar…

FORMADORA - TERESA CHINOPA 50


MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

EMBALAGEM FUNÇÕES:

Comunicação:
Proteção
Impacto visual;
Reconhecimento;
Identificação;
Expressão de posicionamento;
Informação ao consumidor;
Impulsos de compra.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 51


MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

• Imagem (cont.)
MARCA
Um nome, um termo, um símbolo ou um
desenho (ou combinação de todos) que
pretende designar o conjunto de bens ou
serviços de um determinada organização e
que pretende diferenciar dos concorrentes.
Ex.: DELTA – marca do grupo, submarcas
Cubano, Camelo, Delta – Grupo Nabeiro
Nestlé – marca da empresa – submarcas:
Nescafé; Nesquick, Nestum,…

FORMADORA - TERESA CHINOPA 52


Criando Produtos para consumidores em mercados globais

FORMADORA - TERESA CHINOPA 53


FORMADORA - TERESA CHINOPA 54
Pirâmide do Conhecimento
MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

TIPOS DE MARCA:
• Marca institucional (Procter&Gamble, Unicer)
• Marca produto (Carlsberg, Cristal, Frutis, Vitais)
• Marca Umbrella (Bic, Nivea)
• Marca Família (Nescafé, Nesquick, Nestum, Nestea...)
• Produto marca (Lego, Tetra Pak, Post-it...)

FORMADORA - TERESA CHINOPA 56


ESCOLHA DOS NOMES DAS MARCAS

• O nome deve sugerir alguma coisa sobre os


benefícios e qualidades do produto.
• Deve ser fácil de ser pronunciado, reconhecido
e lembrado; nomes curtos ajudam bastante.
• Deve ser original.
• Deve ser facilmente traduzível em outra
línguas.
• Deve ser registrado e protegido legalmente.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 57


MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

Ciclo de vida dos produtos:


Instrumento útil para a tomada de decisões quanto
à estratégia a desenvolver nas várias fases do ciclo
de vida

FORMADORA - TERESA CHINOPA 58


Características das etapas do
Ciclo de Vida de Produto
INTRODUÇÃO CRESCIMENTO
• Lento crescimento nas • Vendas sobem muito
VENDAS/
vendas • Entrada de novos
LUCRO
• Poucos pontos vendendo concorrentes
VENDAS
o produto • Novidades
• Versões limitadas do incorporadas ao produto
produto • Luta por pontos de
• Esforços de vendas para distribuição
compradores de renda • Preços estáveis
mais elevada tendendo p/ baixo
LUCRO
• Preços tendem a ser mais • Comunicação estável ou
elevados decrescente
• Maior lucro
0 TEMPO
CRESCIMENTO MATURIDADE DECLÍNIO
ESTRATÉGIA
DE
DESENVOLV.
MATURIDADE DECLÍNIO
• Vendas diminuem
DE PRODUTO INTRODUÇÃO

• Vendas em baixa
• Estadio mais demorado • Concorrência menor
PERDAS/ • Alta concorrência • Baixa cominicação
INVESTIMENTO
• Alto investimento em •Decrescimo (quebra
comunicação na procura)
• Muita pesq. e desenv. • Lucro diminui
(diversificação)
• Lucro
• Vantagem competitiva
MARKETING MIX: PRODUTO (cont.)

Ciclo de Vida dos


Produtos

Vendas

Introdução Crescimento Maturidade Declínio

Tempo

FORMADORA - TERESA CHINOPA 60


MARKETING MIX: PREÇO

PREÇO

FORMADORA - TERESA CHINOPA 61


MARKETING MIX: PREÇO (cont.)
Questões fundamentais

• Cobrir os Custos Totais

• Proporcionar Lucro
• Ser entendido pelo mercado como
um valor efectivo do produto/serviço

FORMADORA - TERESA CHINOPA 62


MARKETING MIX: PREÇO

Depende de 4 factores:

o O preço que o cliente está disposto a pagar pelo


produto;
o O preço dos produtos diretamente concorrentes;
o As leis do país;
o O preço do custo do produto e as margens
pretendidas pela empresa

FORMADORA - TERESA CHINOPA 63


MARKETING MIX: PREÇO

O preço que o cliente está disposto a pagar


pelo produto:

Estamos a vender um benefício ao cliente, ao qual


ele atribuí um determinado valor
Por isso não podemos pedir mais $ pelo bem do
que o benefício que o cliente julga que ele vale;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 64


MARKETING MIX: PREÇO

O preço dos produtos directamente


concorrentes;

A escolha de um produto faz-se muito pela


comparação, características do produto, preço,
vantagens e desvantagens que traz ao cliente;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 65


MARKETING MIX: PREÇO

As leis do país:
A ter em conta a Lei da Concorrência (Dec. Lei 422/83, de 3 Dez.–
salvaguarda os direitos do consumidor, liberdade de acesso ao
mercado, regras do mercado e competitividade dos agentes
económicos.
Dec. Lei 253/86 de 25 de Agosto – não é permitido a venda com
prejuízo
Dec. Lei 533/75, de 26 de Setembro – que obriga à afixação dos
preços nas mercadorias destinadas à venda a retalho

FORMADORA - TERESA CHINOPA 66


MARKETING MIX: PREÇO (cont.)

O preço do custo do produto e as margens


pretendidas pela empresa:

Embora o mercado (clientes e concorrência)


tendam a empurrar o preço para baixo, existe um
limite para baixar os preço, que é o da
rentabilidade da empresa.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 67


MARKETING MIX: PREÇO (cont.)
Factores condicionantes
• Internos (controláveis):
• Produção - Qualidade - Marketing - Cálculo dos Custos
• Políticas de funcionamento - Organização
• Controlo da Produtividade e das Atividades

FORMADORA - TERESA CHINOPA 68


MARKETING MIX: PREÇO (cont.)
Factores condicionantes

Externos (não-controláveis):
• Procura (o que querem os clientes)
• Ambiente Competitivo (diferenciação/serviços)

• Salários (grupos e pressão, conjuntura)

FORMADORA - TERESA CHINOPA 69


MARKETING MIX: PREÇO
1. Estratégias de preços
a) Preço de um produto novo
Política de desnatação (preço elevado baseado na inovação,
ex. Telemóveis);
Política de penetração (preço baixo, vender grande
quantidade e tomar grande parte da quota de mercado
b) Preço de produto antigo
Redução;
Aumento
c) Preço diferenciado por cliente
Descontos e Rappel - preço por quantidade
comprada; EDP, PT - Tarifas por horário de uso.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 70


Análise da Análise dos Clientes
Competitividade
DIFERENCIAÇÃO SEGMENTAÇÃO

POSICIONAMENTO
do Produto no
Mercado

Estratégia de
Marketing
PRODUTO
COMUNICAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO

Criação de Valor
Concorrência Perceptível p/ Cliente
Produtos e Preços

PREÇO CUSTOS

LUCROS

FORMADORA - TERESA CHINOPA 71


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO

DISTRIBUIÇÃO

FORMADORA - TERESA CHINOPA 72


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO (cont.)

Distribuir produtos é:
• entregá-los no local certo,
• em quantidade suficiente,
• com as características pretendidas,
• no momento exacto
• com os serviços necessários à sua venda, consumo,
• e em alguns casos manutenção.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 73


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO (cont.)

Circuito de distribuição é o itinerário percorrido por


um produto ou serviço, desde a produção ao seu
consumo.

• Este itinerário pode ser constituído por um


conjunto de indivíduos e/ou de empresas
denominadas intermediários.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 74


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO
Circuito de Distribuição:
Grossistas/ Retalhistas
Armazenistas
PRODUTOR

Agentes

Consumidores
CIRCUITO LONGO

CIRCUITO CURTO

CIRCUITO EXTRA-CURTO

FORMADORA - TERESA CHINOPA 75


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO (cont.)

Circuito Extra-Curto:
Ex.: Venda de fruta à beira da estrada, Cristais da
Marinha Grande.
Circuito Curto:
Ex.: Venda de Peixe no mercado local
Circuito Longo:
Ex.: produtos alimentares de grande consumo

FORMADORA - TERESA CHINOPA 76


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO (cont.)

MIX DA DISTRIBUIÇÃO:
• Localização
• Política do sortido (largura e profundidade)
• Política de marcas dos distribuidores
• Política de preços
• Política de serviços
• Política de comunicação

FORMADORA - TERESA CHINOPA 77


As funções da distribuição:
• Transporte -
• O fraccionamento –
• O sortido - consiste reunir num mesmo intermediário várias
espécies de produtos, de maneira a apresentar uma escolha
diversificada adaptada às necessidades do consumidor.
• A armazenagem - retenção do produto para rectificar o
desfasamento entre os períodos de produção e os momentos de
consumo.
• A informação - que circula nos dois sentidos. Do distribuidor para o
consumidor e do consumidor para o produtor.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 78


MARKETING MIX: DISTRIBUIÇÃO (cont.)

Decisões a tomar:
• As funções e objectivos dos canais de distribuição;
• O tipo de canais de distribuição;
• O número de pontos de distribuição a nível grossista e
retalhista;
• As regras de gestão dos canais.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 79


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO

FORMADORA - TERESA CHINOPA 80


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO
(cont.)
• Objectivo último:
• Influenciar o comportamento do consumidor

• Outros Objectivos Intermédios :


• fornecer informação
• estimular a procura
• diferenciar o produto
• lembrar a existência de produtos
• contra-atacar a concorrência
• responder a publicidade negativa
• suavizar flutuações da procura
• influenciar o comportamento público

FORMADORA - TERESA CHINOPA 81


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO
(cont.)
Condições de uma boa comunicação:
1. Não querer dizer demais: existe saturação de
informação e mensagens, o cliente tem de reter a
mensagem;
2. A repetição e a redundância;
3. Continuidade e a duração;
4. Coerência global;
5. A obrigação da verdade.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 82


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)

Mix da Comunicação:

1 - Publicidade
2 - Promoção de Vendas
3 - Relações Públicas/Relações com
Imprensa
4 - Força de Vendas
5 - Marketing directo
6 - Patrocínio / Mecenato

FORMADORA - TERESA CHINOPA 83


in Kotler, Philip- Marketing Management
MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)

PUBLICIDADE
Forma paga de comunicação que tem como
objectivo transmitir mensagens orais ou visuais
para relembrar ou persuadir o público

FORMADORA - TERESA CHINOPA 84


FORMADORA - TERESA CHINOPA 85
outdoor

FORMADORA - TERESA CHINOPA 86


outdoors 3 dimensões

FORMADORA - TERESA CHINOPA 87


FORMADORA - TERESA CHINOPA 88
FORMADORA - TERESA CHINOPA 89
FORMADORA - TERESA CHINOPA 90
Novas formas de publicidade nos pontos de
venda: carros de compras, sacos plásticos...

FORMADORA - TERESA CHINOPA 91


FORMADORA - TERESA CHINOPA 92
FORMADORA - TERESA CHINOPA 93
FORMADORA - TERESA CHINOPA 94
FORMADORA - TERESA CHINOPA 95
FORMADORA - TERESA CHINOPA 96
MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO(cont.)

RELAÇÕES PÚBLICAS (Relações com a Imprensa)


Envolve um esforço deliberado, planeado, coeso e
contínuo da organização para estabelecer e manter
o melhor entendimento mútuo com o seu público

FORMADORA - TERESA CHINOPA 97


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO(cont.)

• RELAÇÕES PÚBLICAS (Relações com a Imprensa)


• Notícias;
• Discursos;
• Eventos;
• Materiais audiovisuais;
• Serviços de utilidade pública;
• Comunicação Interna.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 98


Maria João (Impresa) com a Francisca (Relações Públicas d'O
Boticário
MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)

PROMOÇÃO DE VENDAS
Conjunto de métodos e técnicas geridas com vista à
apresentação e avaliação dos produtos no local de
venda, cupões, amostra grátis.

VISA OBJECTIVOS DE CURTO PRAZO;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 100


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)
• Amostras;
PROMOÇÃO DE VENDAS

• Cupões;
• Abatimentos ou ofertas de devolução de dinheiro;
• pacotes promocionais;
• Prémios/brindes;
• Recompensas pela preferência do produto;
• Concursos, sorteios e jogos.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 101


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)

FORÇA DE VENDAS
conjunto de pessoas que têm como missão
principal vender ou fazer vender os produtos da
empresa, por meio de contactos com potenciais
clientes

VISA OBJECTIVOS DE CURTO PRAZO;

FORMADORA - TERESA CHINOPA 102


FORÇA DE VENDAS
FUNÇÃO DOS VENDEDORES
• Venda
• Prospecção
• Informação
• Preparação de uma proposta específica
• Serviço pós venda
• Apoio à revenda

FORMADORA - TERESA CHINOPA 103


FORÇA DE VENDAS
ATITUDE DOS VENDEDORES
• Postura de conselheiros
• Orientados para os resultados
• Treino contínuo
• Optimistas
• Persistentes
• Compromisso com a excelência

FORMADORA - TERESA CHINOPA 104


MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO (cont.)

MARKETING DIRECTO
Visa tocar directa e individualmente um cliente em
perspectiva, tendo em vista a obtenção de uma
reacção imediata, venda

FORMADORA - TERESA CHINOPA 105


MARKETING DIRECTO
DIRECT MAIL
Objectivos:

o Promover boas relações;


o Divulgar (produtos, serviços)
o Angaria fundos ou sócios
o Informar
o Testar mercados ou produtos
o Apoiar a força de vendas
o Vender
o Atingir mercados internacionais

O Direct mail não tem limites de forma, conteúdo ou


criatividade
FORMADORA - TERESA CHINOPA 106
MARKETING DIRECTO
A BASE DE DADOS: FONTES PARA A SUA CONSTRUÇÃO

Criação pela própria empresa

Recurso ao serviço de terceiros

107
MARKETING DIRECTO
ELEMENTOS ESSENCIAIS

Base de dados

Meios de comunicação

Produto, serviço ou ideia

Meios de resposta fornecidos aos destinatários

FORMADORA - TERESA CHINOPA 108


MARKETING DIRECTO
DIRECT MAIL – PACKAGE

FORMADORA - TERESA CHINOPA 109


MARKETING DIRECTO
DIRECT MAIL – BROCHURA OU FOLHETO

110
MARKETING DIRECTO
DIRECT MAIL – SOBRESCRITO

111
MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO
(cont.)
Patrocínio:
É o ato ou efeito de patrocinar, ajudar, apoiar,
subsidiar ou financiar um evento, produto, uma
ação específica, cuja contrapartida é a referência
explicita à entidade financiadora;
Ex.: Samsung Eletrónica Portuguesa é o novo
patrocinador oficial da Liga Portuguesa de Futebol
Profissional (2016/2017)

FORMADORA - TERESA CHINOPA 112


FORMADORA - TERESA CHINOPA 113
MECENATO
• Objectivos de longo prazo são transmitidos
conceitos.

• Há um benefício fiscal para quem contribui com o


donativo.

114
FORMADORA - TERESA CHINOPA 115
FORMADORA - TERESA CHINOPA 116
MARKETING MIX: COMUNICAÇÃO
(cont.)
Mecenato
pode definir-se como a protecção, mais ou menos
desinteressada, dada às artes, à cultura em geral e
também à ciência;
Ex.: campanha do Modelo com oferta de 500
computadores;
Vantagens:
Regalias fiscais relativamente aos valores investidos

117
CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – elementos da mensagem

ELEMENTOS VERBAIS
PALAVRA
ELEMENTOS NÃO VERBAIS

ILUSTRAÇÃO
MOVIMENTO
TIPOGRAFIA
COR
ESPAÇOS EM BRANCO
ESTRUTURA GRÁFICA
2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


VERMELHO

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Paixão Guerra
Dinamismo Sangue
Revolução Fogo
Sexo Morte
Demónio
MARKETING
• Aumenta a frequência cardíaca;
• Cria um senso de urgência muitas
vezes visto em liquidações;
• Usado para atrair os compradores
impulsivos;
• Restaurantes usam para dar fome nos
clientes.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 121


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


LARANJA

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Energia Não tem associações


Actividade negativas, mas pode dar imagem
Generosidade de "barato"
Convívio
Ambição
MARKETING
• Representar amigável, alegre;
• Cria chamada à ação: Compre!;
• Encontrado em compradores
impulsivos;
• Transmite confiança à marca.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 124


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


AMARELO

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS


Sol
Verão Cobardia

Luz celeste Traição

Inteligência/Ciência Dúvida

Acção Fome

Realeza Doença

Expansão
FORMADORA - TERESA CHINOPA 126
MARKETING
• Representa otimismo e juventude;
• Usado para atrair a atenção de clientes na
montra;
• Desperta a alegria;
• Em conjunto com o vermelho desperta o
apetite.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 127


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


VERDE

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Vegetal
O verde azulado é frio,
Natureza/Primavera
agressivo e violento
Vida/Esperança
O verde acinzentado é doentio
Fertilidade
Segurança
Satisfação/repouso
Marketing
• Usado para relaxar nas lojas;
• Associado à saúde;
• Símbolo de fertilidade;
• Trabalhadores em um ambiente
verde têm um menor número de
dores de estômago.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 129


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


AZUL

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS


Espiritualidade
Fé Valores introvertidos

Sobrenatural Secretismo

Masculinidade Penumbra

Justiça/racionalidade
Seriedade/tranquilidade
Limpeza/higiene
MARKETING
• Cria um sensação de segurança e
confiança na marca;
• Cor preferida da maioria dos
homens;
• Usada em escritórios para
aumentar a produtividade;
• Em excesso pode causar
depressão.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 132


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


VIOLETA

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Nobreza
Inconsciente
Realeza
Mistério
Dignitários da igreja
Opressão
Poder
Superstição
Misticismo
Decadência
Morte
MARKETING
• Usado frequentemente em
produtos de beleza;
• Usado para acalmar;
• Representa criatividade,
imaginação;
• Transmite sabedoria à marca.

FORMADORA - TERESA CHINOPA 136


2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


PRETO

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Luxo
Morte
Distinção
Desespero
Rigor
Desconhecido
Dimensão artística
2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


BRANCO

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Inocência/pureza
Vazio
Virgindade
Silêncio
Perfeição/verdade
Inatingível
Sabedoria
2. CONCEPÇÃO DA CAMPANHA

2.1 ELABORAÇÃO DAS MENSAGENS PUBLICITÁRIAS

B. Criação publicitária – as cores


CINZENTO

ASSOCIAÇÕES POSITIVAS ASSOCIAÇÕES NEGATIVAS

Tecnologia
Impessoalidade
Ciência
Cor usada para aquilo que não
deve ser visto
obrigadograciasthanksdhanyvad
dankegraziedhanyvadpassibomerci
obrigadodhanyvadthanksdanke
graciasthanksdankegraziedanhyvad
spassibomerciobrigadograciasthanks
obrigadodhanyvadgraciasthanks
dankegrazie
spassibomerciobrigadograciasthanks...

FORMADORA - TERESA CHINOPA 141


ERA DAS REDES SOCIAIS
Social significa interação de pessoas com pessoas. Significa
relacionamento, conquista, engajment, ética, respeito e transparência,
fazer parte de algo, distribuir o controle.

O modo como ocorre o relacionamento entre pessoas e de pessoas


com empresas/instituições tem mudado sensivelmente e impactado
todos os aspectos deas nossas vidas, sobretudo o Marketing.

O Facebook supera o Google no tráfego de acesso semanal dos


Estados Unidos.

Consumidores e sociedades online exercem uma influência


profunda na economia e nos negócios que nela operam.

Formador Teresa Pereira


FORMADORA - TERESA CHINOPA 143
Panorama das Redes Sociais em Portugal e no
Mundo
Redes Sociais onde os utilizadores têm perfil ou possuem
conta

|7
Panorama das Redes Sociais em Portugal e no
Mundo

A nível internacional é curioso que o Youtube


ocupa a 2ª posição no ranking das redes
sociais.

Fonte: https://www.smartinsights.com/social-media-marketing/social-media-strategy/new-globCaUlR-SsOoGcEiaSTl-ÃmO
Panorama das Redes Sociais em Portugal
e no Mundo
O Facebook tem perdido utilizadores mais jovens, especialmente os pré-
universitários.

|10
Panorama das Redes Sociais em Portugal e no Mundo
24.3% dos portugueses passam entre 1 a 2 horas nas redes sociais.

*Fonte: Estudo Marktest 2017 “Os portugueses e as Redes |16


Sociais.”
Social Media
Facebook
• Toda a gente está no Facebook – isso já todos sabemos – e publicar uma mensagem
no Facebook leva uma fração de segundos. Mas o Facebook já afirmou que o alcance
orgânico de mensagens simples é cada vez menor – logo ao fazê-lo está chegar a um número
diminuto dos seus fãs. E por isso, é preciso pensar sobre as diferentes formas de alcançar o
público-alvo.
Facebook
• Perfil da
audiência

O Facebook tem em PT cerca de


6 M de utilizadores.

O Facebook tem 2.1 B de


utilizadores a nível mundial.

Nos EUA a faixa etária mais


importante é a dos 24-34 anos
(58.3%) seguida da dos 35-44
anos
(42.4%).
Configuração da página
• Sobre da página
Os primeiros 90 caracteres da página são cruciais pela indexação orgânica
pelo Google. Identifique o que diferencia a E.M.P. e qual a proposta de
valor na página Facebook.
Configuração da página
Verificar se a sua página com o selo cinzento
Se a sua página tiver na seção sobre uma morada e telefone pode pedir para
verificarem a página. Faça isso nas definições, verificação de página.

Fonte: https://www.facebook.com/vinha.pt/
Configuração da página
Imagem de perfil
Em algumas páginas já existe a opção de introduzir um vídeo na imagem de
perfil.
A imagem de perfil tem o formato de 160x160px mas habitualmente importa-se
no formato 180x180px.

https:// https://www.facebook.com/soniaaraujo.oficial/
Configuração da página
Introduzir as regras de funcionamento da página
Tenha em atenção o novo regulamento de proteção de dados caso realize na página
captação de leads.
Configuração da página
Críticas
As críticas têm um papel muito importante na prova social e credibilidade dos
produtos e serviços comercializados. Todas as críticas devem ser respondidas mesmo
as menos positivas.

Para ativar as críticas vá às definições Editar página, adicionar críticas.

Pode e deve responder publicamente mas


também Pode responder a uma crítica através
de mensagem. No entanto é importante que o
público em geral veja que a página respondeu.

Fonte: https://www.facebook.com/villagefitness.net/
Tipos de publicação
Vídeo Live
O vídeo live é a publicação que gera maior alcance orgânico e um maior n.º de
comentários com a página e entre utilizadores.
Comece por definir o conceito de um live que se possa replicar semanalmente à
mesma hora/no mesmo dia.

Programa Luis Machado Quinta feira, 22:00


https://www.facebook.com/chefluismachado/videos/1768479986
529150/
Algumas indicações para a realização de Lives

Facebook live

• Crie um conceito de programa semanal com, a partir de 20 minutos


• Divulgue a realização do live com 2-3 dias de antecedência
• Use outros canais para chamar a atenção para o live (ex. email
marketing)
• Interaja com os participantes dando-lhes as boas vindas (usando 1º
nome) e respondendo a questões
• Assegure que tem o equipamento correto para que o som esteja nas
bons condições bem como conexão internet (4G)
Estrutura do live

Um live muito curto não chega a surtir o seu efeito


Tipos de publicação
Atualmente existem 5 tipos de publicação relacionadas com
foto/vídeo. É importante que diversifique e não aposte apenas
num formato.
A importância de criar um
“copy conversacional”
Criação do texto das publicações
O seu objetivo ao criar o texto de uma publicação é que a sua comunidade
interaja nos comentários.
• Peça opinião à Comunidade
• Faça perguntas interessantes dentro de um contexto
Vídeos nativos
Características ideias dos vídeos para o Facebook
• Em média os utilizadores vêm 6-7 segundos de um vídeo.
• A maioria das pessoas vê os vídeos sem som.
• Uma visualização são 3 segundos do vídeo que foram mostrados em
“auto- play”.

Recomendações :
- Crie vídeos curtos, até 1 minuto
- Introduza legendas
- Coloque o branding da sua marca nos primeiros 3-6 segundos
- Crie uma boa imagem de destaque para o vídeo
Como funciona o
remarketing Instalado o pixel do Facebook
• Publicação (orgânica/e ou paga) (código html) que informa o Facebook que o
utilizador esteve na página web específica

Vistante visita página


website

Quando o utilizador volta ao Facebook


poderá ver um anúncio pago sobre o(s)
produto(s) que visitou no website
Captação de leads clássica
Existe uma oferta relevante para a persona que incentiva à disponibilização de
dados pessoais para receber a oferta (e-book, vale de desconto, assistir a uma
série de vídeos, etc).
Peça menos dados obterá mais leads.
Publicação no Landing
Facebook page
Página de agradecimento na landing page

https://www.facebook.com/vistaalegreofficial
Criação de Grupos
Objetivo:
Discussão genuína sobre temas
Interação com a Comunidade
Soft selling esporadicamente

Vantagens:
A probabilidade de ver uma
publicação no feed de notícias de
um grupo é muito maior do que
a de uma Página de acordo com
as mais recentes alterações no
algoritmo

Fonte: https://www.facebook.com/groups/restaurantesdelivery/
Objetivos de Publicidade no Facebook

Promover publicação

Objetivo prioritário: forma simples de


promover o conteúdo da página nos feeds
de notícias do Facebook.
Otimização realizada: interação com
conteúdo

Neste caso a publicação está visível na


página.

Use esta opção de forma tática para


promover publicações para fãs e/ou amigos
de fãs durante 1-2 dias.

Existem várias opções de segmentação


disponível para além destas:
Públicos previamente guardados ou a criar
por exemplo baseados em interesses.

https://www.facebook.com/eureka.portimao/
Objetivos de Publicidade no Facebook
Objetivos de Publicidade no Facebook

Divulgação
O sistema vai maximizar o n.º de pessoas que se vão lembrar de ver um
anúncio em consequência da campanha.

Especialmente importante para lançamento de novos produtos e para


pequenos negócios.

Otimização da publicação do anúncio: aumento da evocação do


anúncio.
Criar campanhas de publicidade no Facebook

Aceda ao gestor de anúncios

https://www.facebook.com/ads/manager
A estrutura da Campanha de publicidade no Facebook
O processo de criação de uma campanha tem 3 níveis: campanha,
conjunto de anúncios, anúncio

https://www.facebook.com/adsmanager/creation?act=339396497&business_id
=403581250112508
O que acontece em cada nível da campanha ?

• Campanha
Aqui escolhe o objetivo da campanha (divulgação, consideração,
conversão).

• Conjunto de anúncios
Aqui escolhe o público-alvo, locais onde vai ser mostrado o anúncio,
orçamento e periodicidade da campanha (agendamento).

• Anúncio
É o momento para selecionar o formato (vídeo, foto, etc) e texto do
anúncio. Decide aqui se vai ou não ativar o pixel do Facebook nesta
campanha.
Apenas pode avançar se todos os níveis estiverem completos.
Selecionar o objetivo dacampanha
Apenas pode selecionar um objetivo

CURSO GESTÃO DE PÁGINA FACEBOOK E


INSTAGRAM
Objetivo Divulgação
Exemplos campanhas de divulgação

• https://www.facebook.com/ads/creativehub/gallery/11487340552
70095/

• https://www.facebook.com/ads/creativehub/gallery/19348619667
30928/
Objetivo tráfego
• Dirigir os utilizadores para o website, app ou
messenger.
Campanha detráfego

• As campanhas de tráfego são muito populares quer com o propósito


de captação de leads quer para realização de remarketing junto dos
visitantes do website ou qualquer outra propriedade digital.

GESTÃO DE PÁGINA NO
FACEBOOK E
Objetivo tráfego

•Existem formatos de anúncios imersivos exclusivos


para o feed mobile e que permitem uma experiência
mais absorvente por parte dos utilizadores.

Canva(no exemplo) permite combinar foto, vídeo,


ligação, texto.
Objetivo tráfego

Coleção (no exemplo) permite ter uma imagem ou


vídeo em destaque.
Por baixo 4 produtos que podem ser expandidos. O
clique numa imagem individual leva o utilizador
para a página do produto no site.
Objetivo tráfego

Carrossel em vídeo (no exemplo)


Pode introduzir entre 2 a 10 cartões com foto ou
vídeo. Cada um pode ter o mesmo link ou
diferentes links.

https://www.facebook.com/business/ads-guide

https://www.facebook.com/1185806248148829/vi
deos/1238248236237963/
Campanha detráfego

• Exemplo
Exemplo campanha de tráfego

•https://www.facebook.com/ads/creativehub/gallery/1418189708212441

•https://www.facebook.com/1185806248148829/videos/12306832836611
25/?t= 0
Objetivo Consideração: geração deleads

Captação de dados que constam do perfil pessoal


e/ou outros sem sair do Facebook
Objetivo Consideração: geração de leads

A captação de leads dentro do Facebook através de


anúncio que inclui formulário pré-preenchido com
os dados que constam do perfil.

Vantagens:
•Formulário de abertura imediata e pré-preenchido
•Boa probabilidade de os utilizadores serem reais
•Possibilidade de integração com CRM ou sistema
de gestão de emails
•Acesso aos leads em tempo real e por um período
de 90
dias.
Objetivo Consideração: geração deleads

Anúncio Cartão de contexto Formulário com campos


prévio à apresentação pré- preenchidos
do formulário pré-
preenchido
Objetivo Consideração: geração deleads

Os dados só são submetidos ao anunciante após o


utilizador clicar em enviar.
Social Media
Instagram
O Instagram é uma das redes sociais que enfrentou maiores mudanças nos últimos anos. Com
a adição do Stories, o app ganhou uma cara completamente diferente, concorrendo com o
Snapchat, que apresentou o formato de mensagens com auto-destruição alguns anos antes (e já
estava caindo no gosto da população).
O Instagram é hoje a melhor rede social para trabalhar com produtos como roupas, calçados,
fotografia, maquiagem e tudo o que dependa fortemente do visual para ser promovido.

Dominando o Instagram você estará muito mais perto do sucesso dentro de uma estratégia de
marketing de conteúdo nas redes sociais.
Social Media

Instagram Stories

O Instagram Stories foi recentemente adicionado ao Instagram como uma atualização para
concorrer com o Snapchat.

Existe uma timeline paralela à do Instagram tradicional, e nela é possível adicionar fotos e
imagens que tenham a duração prevista de 24 horas.

Assim como o Snapchat, essa funcionalidade é ideal para a postagem de making of e


bastidores da criação de produtos, eventos, festas e tudo mais que acontece no dia a dia de
sua empresa.

Também os Stories podem ser aproveitados para fazer também reviews, entrevistas curtas e
rápidas e mostrar novidades no negócio que não necessitem um post inteiro para isso.
Social Media
Saiba utilizar as #Hashtags

Hashtags são usadas, principalmente, para a categorização de fotos dentro do Instagram, facilitando na
descoberta de conteúdo dentro de uma temática específica e auxiliando na exibição e busca por aumento
de tráfego orgânico na sua rede.
Saber usar as hashtags é fundamental para quem quer fazer sucesso no Instagram, uma vez que
será essa a sua primeira porta de entrada para novos usuários e interessados nas fotos e conteúdos
postados.

Cuidado com o excesso. Entupir suas fotos com hashtags aumentará o alcance na rede, mas aumenta
também as chances de que usuários não relacionados ao seu negócio venham a curtir a sua página,
desperdiçando um potencial que poderia ser melhor aproveitado pela correta disposição das tags.

Aproveite também de hashtags de discussões para acrescentar conteúdo personalizado. Essas são
aquelas tags relacionadas a assuntos específicos (e do momento), que sobem no Instagram para reunir
grupos de interesse.

Na eleição presidencial americana, por exemplo, a tag #election2016 foi altamente compartilhada, e
todos que postavam utilizando esse marcador engajavam em discussões a respeito do tema.

É possível inserir o seu negócio em discussões relevantes e fazer contribuições para que o tema cresça e
sua a empresa se posicione de maneira positiva para a sua imagem.
Como está a performance da sua página

• Vista geral
De uma forma simplista pode sempre consultar o super resumo que o Facebook
disponibiliza na seção estatísticas>vista geral.

Dados mais importantes:

Alcance
O número de pessoas a quem apareceu uma publicação da página
no seu Ecrã, discriminadas por total, orgânico e pago.

Interações com as publicações

O número de vezes e que as pessoas interagiram com as


publicações através de gostos, comentários, partilhas e
outras ações.

Comparação entre gostos e seguidores


Como está a performance da sua página

• Vista geral
De uma forma simplista pode sempre consultar o super resumo que o Facebook
disponibiliza na seção estatísticas>vista geral.
Dados mais importantes:

Videos
N.º total de vezes que os vídeos de uma página foram vistos
durante mais de 3 segundos.

Ações na página:
O número de cliques nas informações de contacto e no botão de
apelo de ação da página.

Visualizações da página
O número de vezes que o perfil de uma página foi
visualizado

ESTÃO DE PÁGINA FACEBOOK E


INSTAGRAM
A métrica mais importante!

Taxa de interação
A métrica mais importante que
demonstra o Interesse dos fãs e
seguidores pelo conteúdo que
publicamos (orgânico ou pago).

Forma de cálculo
O n.º de pessoas que a publicação
alcançou e que gostaram, comentaram,
partilharam ou clicaram na publicação.
CONVERTER PERFIL
CONVERSÃO PARA PERFIL PROFISSIONAL

VANTAGENS:

BOTÕES CONTACTOS

CRIAR SINERGIAS COM A PÁGINA FB

ESTATÍSTICAS DAS PUBLICAÇÕES E


HISTÓRIAS

OPÇÃO DE PROMOVER
PUBLICAÇÃO

UTILIZAR VÁRIOS FORMATOS


PUBLICITÁRIOS

PODE SEMPRE REVERTER A


CONVERSÃO NOVAMENTE PARA PERFIL
PESSOAL.
DIRECT RESPONSE -AÇÃO
• INCENTIVA AO CLIQUE NA LINK NA BIO

• @MENÇÃO À MARCA (CRIADORA FOTO)


DIRECT RESPONSE -AÇÃO
• CHAMADA DE AÇÃO PARA IDENTIFICAR
AMIGO @
• INTRODUÇÃO DA REFERÊNCIA DO
ARTIGO
CONFIGURAÇÃO PERFIL PRO
NOME E USERNAME
CONFIGURAÇÃO
NOME E USERNAME SÃO OS ÚNICOS CAMPOS
QUE O IG CONSIDERA NAS PESQUISAS
CONFIGURAÇÃO
BIO - 150 CARACTERES

EXPLIQUE O QUE É O SEU NEGÓCIO E O QUE


FAZ. PODE USAR EMOJI´S.
O QUE
MÓDULO 4 O SEPARA DA CONCORRÊNCIA 30
CONFIGURAÇÃO
BIO - PALAVRAS CHAVE

AS PALAVRAS CHAVE NA BIO NÃO SÃO


PESQUISÁVEIS

NO ENTANTO SÃO MUITO IMPORTANTES


PARA COMPREENDER QUAL A SUA ÁREA
DE ATUAÇÃO

RESPONDA ÀS QUESTÕES:
QUEM É, O QUE TEM PARA OFERECER?
IDENTIFIQUE O SEU FATOR DE
DIFERENCIAÇÃO

NO FIM QUER GERAR UMA RELAÇÃO


COM OS SEUS SEGUIDORES
CONFIGURAÇÃO
#HASHTAG PRINCIPAL

UTILIZE PRIORITARIAMENTE O #DA


SUA MARCA/EMPRESA

SE FIZER SENTIDO FACE AO


POSICIONAMENTO DA MARCA
CRIE OU USE UM #HASHTAG CRIATIVO

DÊ-LHE DESTAQUE NA BIO

UM #HASHTAG SERVE PARA ENCONTRAR


SEGUIDORES QUE SE INTERESSAM POR
UM TEMA E SER ENCONTRADO POR ELES
NAS PESQUISAS
CONFIGURAÇÃO
BIO - PROMESSA

CRIE UMA BIO QUE CONVENÇA


POTENCIAIS NOVOS
SEGUIDORES
BIO CRIATIVA
INVISTA ALGUM TEMPO A CONFIGURAR A BIO

QUAL VAI SER A SUA CHAMADA DE AÇÃO PRINCIPAL


?

VAI IDENTIFICAR O QUE O DIFERENCIA ? A SUA


PROMESSA DE VALOR ?

QUAL A ESTRATÉGIA DE LINKS ? VAI REMETER PARA


OUTRA REDE SOCIAL, PARA O SITE DE E-COMMERCE
?

VAI IDENTIFICAR O SEU #PRINCIPAL ?


BIO CRIATIVA
USE OS EMOJI´S PARA FORMATAR
AO FORMATAR A BIO.
CONFIGURAÇÃO
LINK NA BIO

NO IG EXISTEM OS SEGUINTES LINKS


PARA FORA:

1.LINK NA BIO

2.LINK NAS HISTÓRIAS COM + 10.000


SEGUIDORES

3.LINKS NOS ANÚNCIOS

O ALGORITMO DO IG JÁ NÃO MOSTRA OS


POSTS POR ORDEM CRONOLOGICA E UM
POST MAIS ANTIGO COM MAIS
INTERAÇÃO PODE SER MOSTRADO
AGORA
DEFINIÇÕES
DESCOBRIR CONTACTOS
MUDANÇA ENTRE PERFIS

EDITAR PERFIL

CONVITE DE AMIGOS
CONTA/DEFINIÇÕES DA
EMPRESA
DEFINIÇÕES, ETC…
DEFINIÇÕES
UTILIZADORES
BLOQUEADOS
DEFINIÇÕES
DEFINIÇÕES DAHISTÓRIA
✔ É POSSÍVEL OCULTAR AS HISTORIAS DE CERTAS PESSOAS

✔ PERMITIR AS RESPOSTAS ÀS HISTÓRIAS POR MENSAGEM


(TODOS)

✔ PERMITIR ÀS PESSOAS QUE PARTILHEM HISTÓRIAS POR


MENSAGENS

✔ GUARDAR AUTOMATICAMENTE AS HISTÓRIAS NO ARQUIVO


DEFINIÇÕES
APROVAÇÃO DE CONTEÚDOS DA MARCA

NÃO HÁ MUITO
INTERESSE EM ATIVAR
ESTA OPÇÃO PORQUE
QUEREMOS QUE UM
MAIOR NÚMERO DE
UTILIZADORES NOS
IDENTIFIQUE
DEFINIÇÕES
DEFINIÇÕES DA EMPRESA

PAGAMENTOS- INFORMAÇÃO QUE VEM DA


CONTA DE ANÚNCIOS
DEFINIÇÕES
CONTAS ASSOCIADAS

A ASSOCIAÇÃO À CONTA
DO FACEBOOK NÃO PODE
SER ALTERADA DEPOIS DE
DEFINIDA.TERIA DE
PASSAR NOVAMENTE
PARA PERFIL PESSOAL
DEFINIÇÕES
NOTIFICAÇÕES

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES
CONSOANTE A SUA
CAPACIDADE DE
ATENÇÃO A TODAS
ESTAS INFORMAÇÕES

SUGIRO QUE ATIVE:


• COMENTÁRIOS
• NOVOS SEGUIDORES
• AMIGOS NO IG
• INSTAGRAM DIRECT
• ANÚNCIOS
• VÍDEOS EM DIRETO
DESCOBRIR PESSOAS
SEGUIR MAIS PESSOAS

1.SUGESTÕES DO IG

2.AMIGOS NO FACEBOOK
3.ASSOCIAÇÃO AOS CONTACTOS
TELEFÓNICOS (SINCRONIZAÇÃO)
AMIGOS NO FACEBOOK
CAPTAÇÃO DIRECTA DE SEGUIDORES

1.CONVIDAR AMIGOS NO FACEBOOK

2.SEGUIR PESSOAS NA EXPETATIVA DO


FOLLOW BACK
MENCIONAR LINK NA BIO
MENÇÃO DO LINK NA DESCRIÇÃO
DA FOTO

COMO FUNCIONA ?
MENCIONAR NAS DESCRIÇÕES DOS POSTS
CLIQUE NO LINK EM CIMA
CLIQUE NO LINK DA BIO
COERÊNCIA NO TRATAMENTO IMAGEM
COERÊNCIA NO TRATAMENTO IMAGEM
@homelover
s @garyvee
@casalmistér
io
TIPO DEPOSTS
FOTOS
QUADRADO: 1080x1080px LANDSCAPE: 1080x607px VERTICAL: 1080x1350px

Fonte: https://dustn.tv/instagram-sizes/
OPÇÕES DISPONÍVEIS
4 ALTERNATIVAS
FOTOS
TRANSFORMA FOTO AO BAIXO EM
VERTICAL

BOOMERANG- CRIA VÍDEO A PARTIR FOTOS

COMPOSIÇÃO DE FOTOS A PARTIR DE


TEMPLATES DO IG

CRIE ALBUM DE FOTOS/VÍDEOS


FILTROS NATIVOS
OS FILTROS ENTRARAM
UM POUCO EM DESUSO
PORQUE SÃO MAIS
BANAIS

EM ALTERNATIVA APPS DE
TRATAMENTO DE IMAGEM
APPS TRATAMENTOIMAGEM
FILTROS PARA IMAGENS

TRATAMENTO DA IMAGEM

TRATAMENTO DA IMAGEM

FACETUNE

COLOCAÇÃO DE LOGOTIPO EM MARCA DE ÁGUA


Menos recomendado colocar logotipos nas fotos para o Instagram
ALBUM DEFOTOS/VÍDEOS
PODE SELECIONAR ATÉ 10
FOTOS OU VÍDEOS

A ORIENTAÇÃO DE FOTO
QUE ESCOLHE PARA UMA
CONDICIONA TODAS AS
OUTRAS
(QUADRADO, VERTICAL,
HORIZONTAL)

A LEGENDA A ADICIONAR
É PARA TODA A
PUBLICAÇÃO.

É POSSÍVEL IDENTIFICAR
PESSOAS @ EM CADA
FOTO INDIVIDUAL.
OS COMENTÁRIOS E
GOSTOS SÃO
APRESENTADOS NA
PUBLICAÇÃO INTEIRA E
NÃO EM CADA FOTO.
VÍDEO NO IG
GRAVAR VÍDEO COM APP NATIVA

CLIQUE NO SINAL + E ESCOLHA VÍDEO

PODE GRAVAR VÁRIOS CLIPS DE VÍDEO


ATÉ 60 SEGUNDOS

PARA GRAVAR PRESSIONE O CIRCULO E


LIBERTE O DEDO PARA CADA CLIP

PODE ELIMINAR UM CLIP QUE NÃO


GOSTE
AS HISTÓRIAS
O QUE SÃO E COMO SE CRIAM ?

SEQUÊNCIA DE FOTOS E/OU VÍDEOS QUE FICAM VISÍVEIS DURANTE 24 HORAS E


DEPOIS DESAPARECEM. PODE CRIAR HISTÓRIAS NO MOMENTO OU CARREGA-LAS A
PARTIR DE IMAGENS E VÍDEOS QUE JÁ TEM NO SMARTPHONE.

• CLIQUE NO ICON DA MAQUINA


FOTOGRÁFICA OU

• NO SINAL + QUE ENCONTRA


NA SUA FOTO
• FORMATO DA IMAGEM:
• 1080X1920 PX
AS HISTÓRIAS
DIVERSOS BOTÕES

3 CÂMARA
4 VIRAR A CÂMARA PARA
1 PODE IR BUSCAR SI
FOTOS, VÍDEOS AO
ROLO DA CÂMARA
3 5 MÁSCARAS
REALIDADE
1 2 4 5 AUMENTADA
2 FLASH
AS HISTÓRIAS
LÁPIS

EXISTEM 4 TIPOS DE
CANETAS/LÁPIS

O CONTA GOTAS
PERMITE-LHE
SELECIONAR UMA
AMOSTRA DA COR QUE
PRETENDE UTILIZAR
AS HISTÓRIAS
OPÇÕES DO LÁPIS

EXISTEM 4 TIPOS DE
CANETAS/LÁPIS

A BORRACHA
PERMITE APAGAR
PARTES DO LÁPIS
AS HISTÓRIAS
STICKERS

OS MAIS IMPORTANTES
SÃO:
•OS DA LOCALIZAÇÃO
•#HASHTAG
•SONDAGEM
PODE CRIAR UM
STICKER COM A SUA
CARA, OPÇÃO ÍCON DA
MÁQUINA
AS HISTÓRIAS

OPÇÃO Aa

PARA ESCREVER
NA IMAGEM
AS HISTÓRIAS
LINKS NAS HISTÓRIAS
OS LINKS OU LIGAÇÕES NAS HISTÓRIAS SÓ
APARECEM PARA OS PERFIS COM + DE 10.000
SEGUIDORES

ESTA É UMA DAS FUNCIONALIDADES MAIS


IMPORTANTES E QUE PERMITE GERAR TRÁFEGO
PARA ONDE PRETENDA NAS HISTÓRIAS!
AS HISTÓRIAS
IDENTIFICAR UTILIZADORES

NAS HISTÓRIAS PODE E DEVE


IDENTIFICAR UTILIZADORES COM @

ESTES SERÃO NOTIFICADOS


IG LIVE NASHISTÓRIAS
LIVE NAS HISTÓRIAS

•PODE CONVIDAR OUTRO PERFIL PARA


REALIZAR O LIVE

•O LIVE FICA DISPONÍVEL PARA ASSISTIR MAIS


TARDE

•PODE GUARDAR O LIVE E DAR-LHE OUTRA


UTILIZAÇÃO
FOTOS VERTICAISHISTÓRIAS
CRIE FOTOS VERTICAIS EM DETRIMENTO DAS HORIZONTAIS.

@revolve
LINKS NAS HISTÓRIAS
PARA CONTAS PROFISSIONAIS COM MAIS DE 10.000 SEGUIDORES.
IG LIVE NASHISTÓRIAS
COMEÇAR DIRETO

CLIQUE NO ICON DA
MÁQUINA FOTOGRÁFICA
PARA COMEÇAR UM
DIRETO
DEFINIÇÕES LIVE
O LIVE PODE FICAR DISPONÍVEL PARA ASSISTIR NAS 24 HORAS SEGUINTES.

• O IG AINDA NÃO GUARDA O SEU LIVE MAS JÁ PODE GUARDA-LO NO TELEMÓVEL

Fonte imagens: https://techcrunch.com/2017/03/20/you-can-now-save-your-instagram-live-streams-to-your-camera-roll/


NOTIFICAÇÕES LIVE
OS SEGUIDORES SÃO NOTIFICADOS DE QUE ESTÁ EM DIRETO

Fonte da imagem: http://www.socialmediaexaminer.com/how-to-use-instagram-live/


UTILIZAÇÕES LIVE NOIG

• LANÇAMENTO DE PRODUTO/SERVIÇO, NOVIDADE

• MOSTRAR OS BASTIDORES

• PERGUNTAS E RESPOSTAS (Q&A)

• ENTREVISTA COM ESPECIALISTAS, CONVIDADO

• CELEBRAÇÃO DE UMA CONQUISTA, VITÓRIA


ANATOMIA DE U M POST NO IG
• Cada vez as fotos e vídeos são mais trabalhadas e menos realistas

• Descrição (caption) 1-2 linhas

• Emoji´s

• Hashtags. Pode usar até 30 # na


descrição. O IG recomenda 5-7 no
máximo
CHAMADA DEAÇÃO
• Incentive os utilizadores a clicarem no link da bio e a identificarem
amigos nos comentários
PARTILHAS - USER GENERATED CONTENT

• “UGC”= conteúdo criado pelos


utilizadores, tendo utilizado o #hashtag
da marca

• #repost ou #regram equivale à partilha


no IG

• Pode fazer #repost usando uma app


específica de repost ou manualmente
guardando a foto e dando crédito ao
@utilizador mencionado-o

APP REPOST
ESTATÍSTICAS IG
• Atualmente disponíveis para as
publicações e para as histórias (novo)

• Ainda não é possível a exportação dos


dados
ESTATÍSTICAS IG
• IMPRESSÕES
O n.º total de vezes que todas as publicações
foram visualizadas (dados semanais)

• ALCANCE
O n.º de perfis individuais que viram qualquer
uma das publicações (dados semanais)

• VISUALIZAÇÕES DO PERFIL
O n.º de vezes que o perfil foi visualizado

• CLIQUES PARA O SITE


O n.º de cliques no site que se encontra
indicado na bio
• CLIQUES DE EMAILS

O n.º de cliques para enviar um email


ESTATÍSTICAS IG
• SEGUIDORES
O horário em que os seguidores mais utilizam
o IG, por dia da semana e faixa horária

• PERFIL DEMOGRÁFICO DOS


SEGUIDORES
Género, faixa etária, localizações principais,
ESTATÍSTICAS IG
ESTATÍSTICAS DAS HISTÓRIAS
•IMPRESSÕES
O NÚMERO DE VEZES QUE A FOTO OU VÍDEO
FOI VISTA NA HISTÓRIA.

•ALCANCE
O NÚMERO DE CONTAS INDIVIDUAIS QUE VIRAM
A FOTO OU VÍDEO NA TUA HISTÓRIA

•TOQUES PARA AVANÇAR


O NÚMERO DE TOQUES PARA VER A PRÓXIMA
FOTO OU VÍDEO

•TOQUES PARA RETROCEDER


O NÚMERO DE TOQUES PARA VER FOTO OU
VÍDEO ANTERIOR.

•SAÍDAS
O NÚMERO DE VEZES QUE A PESSOA SAIU DA
TUA HISTÓRIA.
ESTATÍSTICAS IG
ESTATÍSTICAS DAS HISTÓRIAS
•RESPOSTAS
O NÚMERO DE RESPOSTAS A ESTA FOTO OU
VÍDEO NA TUA HISTÓRIA.

•PASSAGENS COM O DEDO


O NÚMERO DE PASSAGENS COM O DEDO
NESTA FOTO OU NESTE VÍDEO PARA SALTAR
PARA A PRÓXIMA HISTÓRIA.

PODE ANALISAR AS ESTATÍTICAS DAS


ÚLTIMAS 24 HORAS, 7 DIAS OU 14 DIAS.
FERRAMENTAS

ESTATÍSTICAS IG

https://pro.iconosquare.com

https://minter.io

AGENDAMENTO DE POSTS

https://later.com
FREQUÊNCIA DEPUBLICAÇÃO

✔ PUBLIQUE 1X DIA NA SUA MELHOR HORA

✔ FAÇA A DISTINÇÃO ENTRE DIAS DE SEMANA E FSM EM TERMOS DE


HORÁRIO

✔ SE NÃO TIVER POSTS EXCLUSIVOS, CRIATIVOS E COM MUITA


QUALIDADE … NÃO PUBLIQUE
CAPTAR SEGUIDORESORGANICAMENTE
DIVULGUE O(S) SEU(S) #HASHTAG(S) EM LOCAIS ESTRATÉGICOS
CAPTAR SEGUIDORESORGANICAMENTE

DIVULGUE O PERFIL DO IG NO FACEBOOK


CAPTAR SEGUIDORESORGANICAMENTE
INVISTA EM BONS INFLUENCIADORES
ASSEGURE QUE USAM O #DAMARCA E QUE A IDENTIFICAM @
ASSEGURE COERÊNCIA
#HASHTAGS
SEGUIDORES CONCORRÊNCIA
SIGA COM ÉTICA OS SEGUIDORES QUE INTERAGEM
COM OS SEUS CONCORRENTES

CLIQUE EM
CIMA DOS
GOSTOS DE
CADA POST
CAPTAR SEGUIDORES ORGANICAMENTE
CONCORRÊNCIA

ANALISE CADA
SIGA AS PESSOAS PERFIL
QUE INTERAGIRAM E DECIDA SE
EM CADA POST VAI SEGUI-LO
CAPTAR SEGUIDORESORGANICAMENTE
CONCORRÊNCIA
MAS SEGUIR O PERFIL NÃO É SUFICIENTE
PARA QUE O SIGAM DE VOLTA

TEM DE COMENTAR EM ALGUNS POSTS E


FAZER COMENTÁRIOS COM ALGUM
INTERESSE

COMENTE ALGUNS POSTS DE


CADA PERFIL NA EXPETATIVA
QUE SIGAM DE VOLTA
CAPTAR SEGUIDORESORGANICAMENTE
INTERAJA COM OS SEUS SEGUIDORES
CRIE A ROTINA DE CLICAR NO CORAÇÃO PARA VER AS NOTIFICAÇÕES
SEMPRE QUE POSSÍVEL INTERAJA COM UM COMENTÁRIO OU APENAS CORAÇÃO
RESPOSTA A SEGUIDORES
INTERAÇÃO COM COMUNIDADE
RESPONDA PUBLICAMENTE OU ATRAVÉS DE MENSAGEM (DIRECT
MESSAGE)
#HASHTAGS
PARA QUE SERVEM

1. AGRUPAR UMA FOTO/VIDEO NUM TEMA


ESPECÍFICO

1.DAR A CONHECER OS POSTS A UMA


AUDIÊNCIA MAIOR

3.ATRAEM NOVOS SEGUIDORES

4.CAPTAM GOSTOS NOS POSTS

5.AUMENTAM A INTERAÇÃO NOS POSTS


COMO SELECIONAR#HASHTAGS
QUAIS OS # QUE SEGUIDORES OU POTENCIAIS SEGUIDORES USAM ?

QUAIS OS # QUE OS SEUS CONCORRENTES USAM ? QUAIS OS # QUE

INFLUENCIADORES USAM ?

QUAIS OS # RELACIONADOS COM OS PRINCIPAIS ?


PESQUISA NO IG
PODE SER
SIMPLESMENTE O NOME
DA MARCA OU
EMPRESA
#HASHTAGS DA MARCA
#HASHTAG PRINCIPAL

PODE SER
SIMPLESMENTE O NOME
DA MARCA OU
EMPRESA

UMA EXPRESSÃO
CRIATIVA QUE
CONCRETIZE OS
VALORES OU O
POSICIONAMENTO DA
MARCA

105
HIERARQUIA DE
#HASHTAGS
① USE O #MARCA OU #EMPRESA
CRIE #CRIATIVO/CONCEPTUAL PARA USAR EM CAMPANHAS,
② PASSATEMPOS, COMO ASSINATURA DA MARCA

#HASHTAGS UTILIZADOS NO NICHO/MERCADO


③ POR UTILIZADORES, CONCORRENTES E INFLUENCIADORES

④#GENÉRICOS DESDE QUE MUITO RELEVANTES PARA OS SEGUIDORES


GRUPO DE#HASHTAGS

USE O BLOCO DE NOTAS NO


TELEMÓVEL PARA SER MAIS FÁCIL
COPIAR E COLAR OS #HASHTAGS

PODE E DEVE TER MAIS DO QUE 1


GRUPO DE #HASHTAGS QUE
UTILIZA NAS DIFERENTES
RUBRICAS DE POSTS
FORMATAÇÃO DOS#HASHTAGS
QUANTOS #HASHTAGS UTILIZAR NA
DESCRIÇÃO ?

• COLOQUE 3-5 #HASHTAGS NO TOPO DA


DESCRIÇÃO (CAPTION) DO POST.

• PODE COLOCAR ATÉ 30 #HASHTAGS EM CADA


POST.

• SE QUISER COLOQUE PONTOS, PARA DAR


ESPAÇOS E O GRUPO DE #HASHTAGS MAIOR
NÃO FICAR VISÍVEL
CRIAR O SEU LOCAL
Para adicionar um local ao Instagram tem de o fazer no Facebook no seu perfil pessoal.
Depois o novo local ficará disponível para o Facebook e Instagram.
ADICIONE LOCAL ÀS SUAS PUBLICAÇÕES

Introduza sempre o local às suas publicações e histórias. Cada cidade


tem uma história da cidade.
Ao introduzir o local na sua história pode aparecer na história da cidade.
O nome do utilizador aparece no canto superior esquerdo.
USAR AS HISTÓRIAS
TUDO FICOU MAIS FÁCIL PARA CRIAR HISTÓRIAS PORQUE PODE UTILIZAR FOTOS
E VÍDEOS QUE ESTÃO NO SMARTPHONE

PODE COMBINAR FOTO, VÍDEO, EFEITOS (EX. BOOMERANG), HASHTAGS,


STICKERS, EMOJI´S, TEXTO

@JosefinasPortugal
PASSATEMPOS
• OFEREÇA OS SEUS PRODUTOS, SERVIÇOS
OU UMA EXPERIÊNCIA RELACIONADA COM
ELES

• O VENCEDOR “NÃO DEVERIA” SER


SELECIONADO À SORTE MAS EXISTIR
UM QUALQUER CRITÉRIO DE TALENTO
ASSOCIADO

• CRITÉRIOS DE SELEÇÃO: SEGUIR PERFIL


PROFISSIONAL, IDENTIFICAR UM AMIGO
(?), USAR O #HASHTAG DO PASSATEMPO

• INCENTIVAR À CRIAÇÃO DE FOTO/VÍDEO


COM #HASHTAG NA DESCRIÇÃO

• PUBLICAR AS REGRAS DO PASSATEMPO


NAS NOTAS DO FB
PASSATEMPO EXEMPLO
ENVOLVER INFLUENCIADORES NO
PASSATEMPO (DIVULGAÇÃO, CO-
ORGANIZAÇÃO)
PUBLICIDADE NO IG
REALIZE PUBLICIDADE NO INSTAGRAM COM CRIATIVIDADE
PUBLICIDADE NO IG
D
U
A
L
é Social Media
u
m
Como fidelizar os seus clientes pelas redes sociais
s
e Estreitar o relacionamento entre os seus clientes e sua empresa através dos perfis sociais pode
r trazer inúmeras vantagens – especialmente para as suas vendas.
v
Com os perfis sociais, o acesso ao seu público ficou mais fácil. E as plataformas ainda fornecem
i dados que permitem conhecê-lo melhor e trazem oportunidades de negócios, especialmente
ç quando você observa estes pontos:
o
1) Esteja presente
d
a Com certeza o seu público tem uma rede social preferida (você pode consultar as buyer personas
C de sua empresa).
â
Dica: diversifique os seus investimentos e use estratégias diferentes para cada rede social. Assim
m fica mais fácil entender onde a sua empresa obtém mais retorno.
a
r
a
d
e
D
U
A
L
é Social Media
u
m
2) Adapte o seu conteúdo
s
e É importante ter em mente que cada uma das redes sociais funciona de uma maneira. Por isso, não
r adianta criar apenas um conteúdo ou post e replicá-lo igualzinho no Facebook, no Twitter, no
v Instagram, no LinkedIn… Cada rede possui uma linguagem específica que precisa ser respeitada.
Entenda melhor a seguir:
i
ç •Facebook: a linguagem é mais informal. É possível compartilhar textos, links, imagens e vídeos.
o
•Twitter: a linguagem também é informal e é importante usar hashtags para indicar o assunto
d principal. Como o limite de cada post é de 140 caracteres, essa rede funciona para mensagens
a mais curtas e objetivas.
C
â •Instagram: o foco está nas imagens. Trabalhe bem as fotos e montagens – e use legendas curtas,
já que a plataforma não exibe textos longos.
m
a •LinkedIn: o tom é mais formal e os conteúdos são na sua maioria voltados para temas ligados a
r carreira, empreendedorismo, capacitação profissional e superação. Esse é o tipo de rede que exige
um bom marketing de conteúdo, já que apenas replicar o conteúdo de outra rede fará a postagem
a parecer deslocada – e pouco interessante.
d
e
D
U
A
L
é Social Media
u
m
3) Segmente o seu público
s
e Com as constantes mudanças de algoritmo feitas nas redes sociais, as suas postagens só serão
r exibidas para toda a sua base de fãs se forem patrocinadas. Isso pode ser feito através do
v Facebook Ads e Linkedin Ads.
i Ao programar os posts patrocinados, é fundamental segmentar o público que deseja alcançar em
ç cada campanha.
o
Isso ajuda a garantir o conteúdo específico para cada tipo de consumidor, a cada etapa do funil de
d vendas.
a
C E também para não desperdiçar verba falando com quem não é seu público em potencial.
â
4) Avalie os resultados
m
a Asplataformas já disponibilizam, em tempo real, o alcance – orgânico
r ou pago – da cada postagem. Assim é possível verificar quais os temas e tipos de
conteúdo geram mais acessos.
a Aproveite todos os dados, fornecidos pelas plataformas de redes sociais e pelo Analytics do seu
d site.
e
D
U
A
L
é Social Media
u
m
5) Seja acessível
s
e Uma marca deve ouvir seus seguidores através dos seus perfis sociais.
r Então se alguém deixar comentários negativos em seu perfil, aquela postagem ficará visível para os
v outros usuários.
i A melhor estratégia nesses casos é oferecer uma resposta e uma solução para o problema.
ç O tempo nesse momento também é crucial: empresas que deixam dúvidas e reclamações
o “penduradas” prejudicam a sua imagem. Lembre-se: interação é a chave do sucesso para uma
boa gestão de redes sociais.
d
a Tudo isso fará que com que seus leitores se sintam especiais e ouvidos
C pela sua empresa – aumentando cada vez mais suas chances de fazer negócios nas
â redes sociais. Ou fora dela!
m
a
r
a
d
e
D
U
A
L
é Social Media: Questões finais
u
m
Gestão das redes sociais para a construção de uma relação de fidelização com o cliente
s
e Estar presente nas redes sociais já não é mais um diferencial para nenhuma empresa. Atualmente,
r quem se destaca nas mídias sociais são empresas que sabem o valor destas ferramentas, e as
v utilizam como canal de comunicação com os seus clientes e como canal de promoção, tanto da
marca, como dos produtos/serviços e conteúdos.
i
ç Obviamente, não é fácil para uma empresa que está iniciando nas mídias sociais definir que tipo de
o conteúdo será publicado, se terá uma abordagem mais leve ou mais séria, com qual frequência
deve postar nas redes sociais, quais as métricas a analisar etc.
d
a
C
â
m
a
r
a
d
e
D
U
A
L
é Social Media: Questões finais
u
m
Uma boa Gestão das redes sociais
s
e Gerir as redes sociais é muito mais que simplesmente fazer publicações. Uma gestão de mídias
r sociais envolve diversas etapas, que incluem desde a definição da estratégia e do
v posicionamento, o planeamento de publicações e a execução até à monitorização e o
levantamento dos resultados.
i
ç Para que tudo isso seja bem feito, é necessário ter uma pessoa responsável exclusivamente
o por esse canal, pois assim ele será visto como um processo importante e necessário para a
empresa e não somente como uma obrigação que não traz benefícios reais.
d
a
C
â
m
a
r
a
d
e
D
U
A
L
é Social Media: Questões finais
u
m
Quais as redes sociais que devo estar presente?
s
e
r O primeiro passo é definir em quais redes sociais faz sentido o seu negócio estar presente.
v
Algumas redes sociais, como o Facebook, por sua abrangência de públicos, exige que boa parte
i das empresas, independentemente do tipo de negócio, esteja presente. Já outras, como o
ç Instagram, pode ser que tragam muito mais resultados para um e-commerce de roupas do que
o para uma empresa de serviços corporativos.
d No fim, o que vale é descobrir onde o seu público está. E, muitas vezes, a única forma de
a descobrir isso é testando.
C
â Sugestão: Criar um perfil em cada rede social e descobrir que a sua persona está ou não está lá.
m
a
r
a
d
e
D
U
A
L Social Media: Questões finais
é
u Como montar a minha estratégia nas mídias sociais?
m
Importante: Sem uma estratégia bem definida, a sua empresa terá um perfil nas redes sociais mas
s não saberá o que fazer com ele. É aqui que muitas empresas erram, acabam não vendo o real
e benefício desse investimento e desanimam.
r
É muito importante definir qual o objetivo de estar presente nas mídias sociais. Existem
v
i diversos objetivos que podem estar atrelados à sua estratégia. Por exemplo: Divulgação da marca;
ç Ser um canal de comunicação com os clientes; Criar uma comunidade fã da sua empresa;
o Educação através da divulgação de conteúdo; Vendas.
d O essencial é que apenas um objetivo seja o impulsionador da sua estratégia – para ter foco
a – e que o objetivo esteja atrelado com o momento da sua empresa.
C
â E o mais importante: essa estratégia pode – e deve – variar conforme o tempo. Se você constatar
que sua empresa chegou ao seu objetivo e que a divulgação da marca não é mais tão importante, o
m próximo passo pode ser começar a focar em vendas.
a
r
a
d
e
D
U
A
L
é Social Media: Questões finais
u
m
O que devo publicar nas redes sociais?
s
e Esse tópico depende essencialmente do anterior. Para definir o que será
r publicado, é muito importante saber qual o seu objetivo.
v
i Depois das publicações voltadas diretamente para o nosso objetivo principal devemos fazer outros
ç tipos de publicações que não estejam diretamente relacionadas apenas aos nossos conteúdos.
o
Por exemplo:
d
a Vídeos institucionais;
C
Posts relacionados a datas comemorativas (como o Dia das Mães e o Dia da Mulher);
â
m Imagens e GIFs divertidos para interagir com os nossos seguidores;
a
r Eventos…
a
d
e
D
U
A
L Social Media: Questões finais
é
u Com que frequência devo publicar nas redes sociais?
m
s É muito importante manter um calendário de publicações para que isso não se perca com o tempo.
e
r Por exemplo, um post publicado no blog é divulgado nas redes sociais no mesmo dia às 20h e
v mais três vezes: daqui a uma semana às 9h, daqui a duas semanas às 13h e daqui a um mês às
15h. Assim, públicos que acessam as redes sociais em horários diferentes terão as mesmas
i
chances de ver a publicação.
ç
o O mesmo acontece com os materiais ricos, que, após lançados e publicados pela primeira vez, por
d exemplo, em uma terça-feira, são publicados novamente 29 dias depois, em uma quarta-feira, e
depois de mais 29 dias em uma quinta-feira.
a
C
â
m https://www.quintly.com/
a
r
a
d
e
D
U
A
L Social Media: Questões finais
é
u
m
Qual o melhor horário para publicar nas redes
s sociais?
e
r Essa é a pergunta de um milhão de euros. E querem
v saber qual é a resposta? Não existe um horário único
para todos. Cada público comporta-se da sua forma e
i você precisa descobrir qual o horário que a sua persona
ç costuma estar online para visualizar a sua publicação.
o
d
a
C
â
m
a
r
a
d
e
D
U
A
L Social Media: Questões finais
é
u
m
Devo utilizar uma ferramenta para fazer as publicações?
s
e Uma ferramenta de agendamento de publicações não é totalmente indispensável, ou seja, não se
r vai deixar de fazer as publicações porque não se tem uma ferramenta para automatizar isso, mas,
v ao mesmo tempo, ela facilitará muito esse trabalho, principalmente quando se está a aumentar a
frequência de publicações.
i
ç Sugestão: Automatização via IFTTT
o
Pretende fazer a internet trabalhar por você. A plataforma conecta, pela internet, diferentes
d serviços (apps e dispositivos que você usa diariamente) por meio de comandos.
a Assim, você pode ter uma experiência nova, prática e automatizada.
C
â
m
a
r
a
d
e
Webgrafia
Facebook
https://blog.hootsuite.com/facebook-marketing-tips/
https://blog.hootsuite.com/how-to-generate-leads-on-social-
media/ https://blog.hootsuite.com/how-to-write-effective-
ctas/

Instagram
https://later.com/blog/instagram-stories-for-
business/
https://blog.gleam.io/instagram/location/
https://www.instagram.com/instawithalex/
Links oficiais
Facebook
https://www.facebook.com/page_guidelines.php
https://www.facebook.com/ads/tools/text_overlay
https://www.facebook.com/business

Instagram
http://blog.instagram.com
Canal de Youtube Facebook:
https://www.youtube.com/user/theofficialfacebook
Bloggers, influencers
Facebook
https://www.marismith.com
https://www.andreavahl.com
https://blitzmetrics.com
https://www.jonloomer.com
http://www.amyporterfield.com

Instagram
https://suebzimmerman.com
https://www.jennstrends.com
https://pegfitzpatrick.com