Você está na página 1de 15

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ITUVERAVA - FEI

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE ITUVERAVA - FFCL

HISTÓRIAS EM
QUADRINHOS COMO
FERRAMENTA PARA
INCENTIVAR A LEITURA
Discente: Jordana Regina Pistore Ribeiro
Orientador (a): Profa. Dra. Lisângela A.
Guiraldelli

ITUVERAVA
2020
INTRODUÇÃO

 Histórias em Quadrinhos (HQs) como ferramenta pedagógica;


 A busca de novas estratégias para incentivar a leitura;
JUSTIFICATIVA

 As HQs, utilizadas de maneira pedagógica e lúdica, trazem inúmeros benefícios para os alunos. Além
de ser uma grande aliada em outros processos na sala de aula.
OBJETIVOS

 OBJETIVO GERAL: O presente trabalho tem como finalidade analisar o desenvolvimento das práticas docentes
para incentivar a leitura e inserir as histórias em quadrinhos como ferramenta para auxiliar a formação de futuros
leitores.

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS: observar o uso das histórias em quadrinhos na educação; pesquisar o uso das
histórias em quadrinhos como recurso didático; e analisar como as práticas docentes podem ser utilizadas em sala
de aula para incentivar a leitura
SEÇÕES

 SEÇÃO 1: OS GÊNEROS TEXTUAIS E SUA DIVERSIDADE DE CARACTERIZAÇÃO.

 SEÇÃO 2: O SURGIMENTO DAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS DESDE OS PRIMÓRDIOS DA


HUMANIDADE E SUA ORIGEM NO BRASIL.

 SEÇÃO 3: AS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NO ÂMBITO ESCOLAR.


METODOLOGIA

 O presente trabalho teve início a partir da revisão bibliográfica e dos materiais necessários para elaboração
do projeto. Após a leitura e coleta das fontes e obtenção de dados para contribuição no projeto foi feita uma
análise e organização dos materiais para facilitar a escrita das seções I, II e III, além de uma pesquisa com
professoras para análise dos resultados.
QUESTIONÁRIO

 1) Qual a importância das Histórias em Quadrinhos para você enquanto professor? E enquanto leitor?
 2) De acordo com a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), as HQs devem ser usadas em sala de aula. Como é
seu trabalho dentro da sala de aula com as histórias em quadrinhos? E se não usa, justifique o motivo.
 3) Como você vê a produtividade do trabalho com HQs? Como são os resultados desses trabalhos quando se usa
Histórias em Quadrinhos?
 4) Você conhece a importância das Histórias em Quadrinhos no processo de ensino-aprendizagem? Ou usa as HQs
como passa tempo?
 5) Os materiais que você usa em sala de aula apresentam com bastante frequência as HQs? E como professor você
inclui as HQs na rotina de seus alunos?
ANÁLISE

 Observa-se que os resultados desta pesquisa mostram que podemos trabalhar as HQs em sala de aula, e
ressalta-se a qualidade desse gênero discursivo para o trabalho do professor com o aluno.
PROPOSTA DE TRABALHO

 Pensando em tornar a leitura e a escrita um hábito para os alunos, além de incluir literatura em sua rotina, a
proposta de trabalho aqui elaborada sugere a organização e adaptação de obras literárias brasileiras em
histórias em quadrinhos, como já existem com algumas obras. Este trabalho pode ser visto como uma forma
de contribuir para o processo de ensino-aprendizagem dos alunos.

Mauricio de Souza Produções


CONSIDERAÇÕES FINAIS

 Esse trabalho tem a intenção de contribuir para que as histórias em quadrinhos sejam reconhecidas em
diversas circunstâncias por professores, para que sejam utilizadas em sala de aula como um material que faz
com que os alunos se sintam interessados em desenvolver o hábito da leitura e escrita, além de as HQs
poderem ser aplicadas em conteúdos interdisciplinares.
REFERÊNCIAS

 ALVES FILHO, Francisco. Gêneros jornalísticos: notícias e cartas de leitor no ensino fundamental. São Paulo: Cortez,
2011.
 BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Brasília: MEC/SEF, 1998. 
 BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: MEC, 2017. 
 BAKHTIN. Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Maria Emsantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins
Fontes, 1997. 
 CARVALHO, Juliana. Trabalhando com quadrinhos em sala de aula. CECIERJ – Educação Pública, publicado em
19/05/2009. 
 IANNONE, L.R; IANNONE, R.A. O mundo das histórias em quadrinhos. 1. ed. São Paulo: Moderna, 1994. 
 LOBATO, Monteiro. Você Sabia?: Quem descobriu o Brasil? GLOBO 2001. Figura 4. Disponível em:
https://www.espacoeducar.net/2009/04/descobrimento-do-brasil-com-turma-do.html.. Acesso em: 21 out. 2020. 
 MARCUSCHI, L.A. Gêneros textuais: Configuração, dinamicidade e circulação. In: KARWOSKI, A.M; GAYDECZKA,
B; BRITO, K.S (Org.). Gêneros textuais: Reflexões e ensino. 4. ed. São Paulo: Parábola editorial, 2011. p. 17-31.
REFERÊNCIAS

 MENDONÇA, Márcia Rodrigues de Souza. Um gênero quadro a quadro: a história em quadrinhos. In: DIONISIO,
A.P; MACHADO, A.R; BEZERRA, M.A (Org.). Gêneros textuais e ensino. 4. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.
p. 194-207.
 PESSOA, Alberto Ricardo; UTSUMI, Luciana Miyuki Sado. A formação do professor e as histórias em quadrinhos
na sala de aula. Revista Academos.
 RAHDE, Maria Beatriz. Origens e evolução da história em quadrinhos. Revista FAMECOS, n. 5, p. 103-106, nov.
1996. Acesso em: 15 nov. 2019. 
 RAMOS, Paulo. A leitura dos quadrinhos. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2010. 
 RAMOS, Paulo. Literatura e quadrinhos: o cisne e o (censurado) patinho feio. Ponta Grossa, 2015. Conferência
sobre Literatura e Outras Linguagens, realizada no I Ciel (Congresso Internacional de Estudos da Linguagem) –
Universidade Estadual de Ponta Grossa – Paraná, em 19 jun. de 2015.
 SAIDENBERG, Ivan. A história dos quadrinhos no Brasil. [S. l.]: Marsupial Editora, 1980. 59 p. E-book.
REFERÊNCIAS

 SILVÉRIO, Luciana Begatini Ramos. Histórias em quadrinhos: gênero literário e material pedagógico-Maurício
de Sousa em foco. 2012. 162f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, Comunicação e Artes,
Universidade Estadual de Londrina/UEL, Londrina, 2012.
 SILVÉRIO, Luciana Begatini Ramos; REZENDE, Lucinea aparecida de. O valor pedagógico das histórias em
quadrinho no percurso do docente de língua portuguesa. In: I JORNADA DE DIDÁTICA - O ENSINO COMO
FOCO e I FÓRUM DE PROFESSORES DE DIDÁTICA DO ESTADO DO PARANÁ, p 218-234. ISBN 978-85-
7846-145-4
 SOUSA, Erivan Coqueiro. A formação do leitor contemporâneo a partir do conto machadiano “o enfermeiro”
em hq. [S. l.: s. n.], 2011. Disponível em:
http://www2.eca.usp.br/jornadas/anais/1asjornadas/q_literatura/erivan_sousa.pdf. Acesso em: 16 nov. 2020.
 SOUSA, Mauricio de. Turma da Monica. Figura 1. Disponível em: Imagem retirada do site:
http://parcimoniadna.blogspot.com/2014/04/recursos-textuais-das-historias-em.html.
REFERÊNCIAS

 SOUSA, Mauricio de. Turma da Monica. [2020]. Figura 2. Disponível em: https://www.google.com.br/imgres?
imgurl=https://franquia.piticas.com.br/wp/wp-content/uploads/2019/04/Segundo_Banner-
560x550.jpg&imgrefurl=https://franquia.piticas.com.br/colecao/turma-da-
monica/&h=550&w=560&tbnid=XmhexJMwXcLPXM&tbnh=222&tbnw=227&usg=AI4_kQglvOho6SqrqmY72F
ScbKOPfeBPg&vet=1&docid=cjJP8X_izLCPkM&hl=pt_BR. Acesso em: 20 maio 2020.
 VALOIS FILHO, DJALMA O que é software livre? 2004. Figura 3. Disponível em:
https://inspiradanacomputacao.wordpress.com/2014/05/16/fundamentos-do-software-livre-em-quadrinhos-como-
voce-nunca-viu/. Acesso em: 16 nov. 2020. 
 VERGUEIRO, Waldomiro. Panorama das histórias em quadrinhos no Brasil. São Paulo: Peirópolis LTDA,
2017. 208 p.
 VERSLOOT, Jack. Upper Paleolithic Art Lascaux Cave. 2008. Figura 5. Disponível em:
https://www.thoughtco.com/lascaux-cave-170323. Acesso em: 13 jun. 2020.
MUITO OBRIGADA!

Imagem retirada da internet