Você está na página 1de 95

Segurança na Içamento e Movimentação

de Cargas

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 1
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
■ Existem dois conceitos de acidentes
do trabalho.
■ O primeiro destacamos o Conceito “LEGAL”, este definido
pelo artigo 2º. da Lei nº. 6.367/76 e Decreto nº. 70.037/76.
■ “Acidente do trabalho é aquele que ocorre pelo exercício
do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão
corporal, funcional ou doenças que cause a morte, ou
perda, ou redução permanente ou temporária da
capacidade para o trabalho”.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 2
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
■ Esta Lei foi alterada pelo artigo 131
do Decreto Lei 2.171 de 05/03/97.

“Acidente do trabalho é aquele que ocorre


pelo exercício do trabalho a serviço da
empresa, provocando lesão corporal,
funcional ou doenças que cause a morte,
ou perda, ou redução permanente ou
temporária da capacidade para o trabalho”.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 3
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes

O segundo conceito é o do
( PREVENCIONISTA)
PREVENCIONISTA

■ “Acidente do trabalho é uma ocorrência


não programada que interrompe uma
atividade normal de trabalho, provocando
em conjunto ou separadamente, lesão,
danos materiais e/ou perda de tempo”.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 4
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
A prevenção de acidentes do trabalho e no lar
tem por objetivos a mudança de comportamento
do ser humano, através de correções das falhas
humanas, que poderão ser amenizadas pela
educação, treinamento e motivação. Os acidentes
do trabalho têm como causas três fatores
fundamentais;

■ Atos inseguros;
■ Condições inseguras; e...
■ Fator pessoal de insegurança.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 5
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes

Atos inseguros
São todos aqueles praticados pelo trabalhador, devido à sua atividade no
trabalho. É o comportamento do trabalhador, consciente ou inconsciente,
que pode levá-lo a sofrer uma lesão pessoal causada por uma exposição
a um determinado risco.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 6
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes

Condições inseguras

São aquelas que comprometem de alguma forma


a segurança do trabalhador, devido a defeitos de
máquinas, equipamentos, processos de trabalho
ou riscos ambientais não controlados. e...

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 7
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
Fator pessoal
de insegurança

É a característica mental ou
física que ocasiona o ato
inseguro.
São fatores pessoais predominantes : atitude imprópria
(desrespeito às instruções, má interpretação das normas,
nervosismo, strese, fadiga, excesso de confiança), falta
de conhecimento das práticas seguras, e incapacidade
física e mental para o trabalho.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 8
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes

■ Todo trabalho a ser realizado, por mais


simples que seja, deve ser feito de uma
maneira correta e segura.

■ O trabalho correto é uma das definições de


segurança, mas para tanto há necessidade
de que o homem seja treinado.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 9
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
■ Os acidentes se caracterizam de três
formas:

Trajeto

ACIDENTES Típico

À Serviço

E ainda as doenças profissionais e do trabalho.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 10
Prevenção de Acidentes
Conceitos de Acidentes
■ A NBR 14.280/1.999 (Antiga NB 18)
■ Publicada em 01/02/2.001.

■ CADASTRO DE ACIDENTES DO
TRABALHO.
■ PROCEDIMENTOS E CLASSIFICAÇÃO.

■ AS AGRESSÕES???
■ CONSIDERAMOS ACIDENTE???

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 11
Prevenção de Acidentes
Custos com Acidentes

■ Há dois tipos de custos com


acidentes do trabalho:

Custos
diretos;

Custos indiretos; SEGURANÇA NO IÇAMENTO E


MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 12
CUSTOS DIRETOS COM ACIDENTES

■ CUSTOS DIRETOS:
■ São aqueles que o empregador consegue
contabilizar.
 Pagar o salário do empregado durante o seu
afastamento sem o funcionário produzir.
 Atrasar a produção, devido ao afastamento do
empregado.
 Maquinas, produtos e equipamentos destruídos
durante o acidente.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 13
CUSTOS DIRETOS COM ACIDENTES

■ Redução da produção, devido ao abalo psicológico dos


outros funcionários.

 Má imagem da empresa perante a opinião pública.

 Há ainda uma série de prejuízos que aqui não foram


narrados.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 14
CUSTOS INDIRETOS COM ACIDENTES
■ Horas paradas durante o acidente e para
socorrer o acidentado.
 Os custos médicos, incluindo medicamentos e
treinamentos para recuperação/retorno.
 O transporte do acidentado.

 Trabalho com o SESMT e a CIPA para a discussão


do acidente.
 Horas gastas com chefias para discussão do
acidente.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 15
PREJUÍZOS PARA O EMPREGADO
(COLABORADOR)
■ A dor física resultante das lesões do acidente.
 A redução do seu salário (média dos últimos 36
meses).
 A incapacidade para o trabalho.
 O abalo psicológico do empregado
e familiares, amigos e colegas.
 PREJUÍZOS PARA A SUA FAMÍLIA;
 As mesmas privações que passa
o acidentados, toda sua família
passa junto.
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 16
PREJUÍZOS PARA O EMPREGADO
(COLABORADOR)
 LEI Nº 8.213, DE 24 / JUL / 91.
SEÇÃO VIII – ARTIGO 118.
 (O segurado que sofreu acidente do
trabalho tem garantia, pelo mínimo de
12 meses, a manutenção do seu contrato
de trabalho na empresa, após a cessação
do auxilio-doença acidentário,
independente de percepção do
auxilio-acidente).

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 17
Prevenção de Acidentes
PIRÂMIDE DE BIRD / 1.969. Diretor de Segurança de Serviços de Engenharia da Insurance
Company North America – Frank Bird Jr.

Lesão gravíssima ou fatal


1

Lesões graves ou
10 menores
Acidentes leves com
danos à propriedade
30
Incidentes sem
600 lesões ou danos
visíveis
Cerca de 2.000
Não Comunicados
acidentes

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 18
Objetivos do Treinamento
■ Sensibilizar os operadores de Pontes
Rolantes quanto a necessidade de neutralizar
ao máximo a possibilidade de provocar
acidentes.
■ Adoção de procedimentos de rotina pautadas
pelas normas de segurança.
■ Cumprimento ao disposto na NR-11 da
Portaria 3214/78 MTbE.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 19
O QUE É PONTE ROLANTE???
■ É um equipamento de transporte de pesos e
volumes, dentro de suas especificações e
capacidades, QUE SE MOVE SOBRE TRILHO nos
sentidos vertical e longitudinal até os limites de
segurança..
■ Os trilhos são fixados nas suas extremidades sobre
vigas.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 20
COMO É COMPOSTA UMA PONTE???
■ DE TRAVES;
•TRILHOS;
•VIGAS;
•TRUQUES;
•PASSADIÇOS;
•PARA-CHOQUES;

•E, MECANISMO DE ACIONAMENTO.


SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 21
COMO É COMPOSTA UMA PONTE???

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 22
COMO É COMPOSTA UMA PONTE???

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 23
TIPOS DE PONTES
PONTE ROLANTE APOIADA
DUAS VIGAS

PONTE ROLANTE APOIADA


SOBRE DOIS TRILHOS
(PÓRTICO)

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 24
TIPOS DE PONTES
PONTES ROLANTES APOIADAS
DUAS VIGAS

PONTE ROLANTE APOIADA


EM DUAS VIGA

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 25
TIPOS DE PONTES
PONTES ROLANTES APOIADAS
DUAS VIGAS

PONTE ROLANTE APOIADA


EM UMA VIGA

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 26
TIPOS DE PONTES
PONTES ROLANTES APOIADAS
DUAS VIGAS

PONTE ROLANTE APOIADA


EM UMA VIGA

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 27
TIPOS DE PONTES
PONTES ROLANTES APOIADAS
DUAS VIGAS

PONTE ROLANTE APOIADA


EM UMA VIGA

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 28
Porque? - PONTES
■ A necessidade da indústria de transportar
peças de grandes áreas, sem prejudicar o
trânsito de veículos, estocagem de materiais e o
posicionamento de máquinas e equipamentos,
confere á ponte rolante um papel importante no
aproveitamento de toda área útil para o
transporte, nas suas dimensões.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 29
Ponte Rolante - Conceito
■ Equipamento de elevação e transporte de
carga, que se movimenta assentado sobre
trilhos fixado em vigas laterais do edifício.
•Os três movimentos da ponte rolante são
obtidos através de seus componentes
fundamentais, que são: ponte, trole ou
carro e guincho.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 30
Ponte Pórtico - Conceito
■ Equipamento de movimentação
de cargas executado com uma ou
duas vigas, próprio para translação
sobre trilhos fixos ao nível do piso.
■ Dimensões e capacidades de
acordo com as necessidades do cliente.
■ Com capacidades múltiplas de elevação, altura de elevação e
velocidade, conforme o produto a ser transportado.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 31
Pontes de Processos - Conceito
■ As pontes rolantes de processo são soluções
específicas para aplicações especiais.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 32
Ponte de Processo - Conceito
■ Na indústria automobilística, na
indústria de papel, na indústria
aeronáutica, na produção de aço, etc.
existem muitas particularidades que
só podem ser atendidas com pontes
rolantes com características
construtivas específicas, feitas sob
medida.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 33
PONTE: Seus Movimentos
■LONGITUTINAL;

■TRANSVERSAL;

■E DE, ELEVAÇÃO;

■Devido à sua rapidez, segurança e


versatilidade de operações.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 34
Ponte Rolante - Atividades
■ Deslocamento de cargas e materiais, no sentido
vertical, horizontal e longitudinal .

•Movimenta-se livremente;
•Dispõe de freio mecânico e servofreio
automático e hidráulico;
•Que são acionados pelo operador para
fazê-la parar.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 35
Ponte Rolante - Equipamentos
Os quatros cantos da ponte rolante são
dotados de:
•Pára-choques de Molas;
•De Borrachas;
•De Madeiras;
•Que são equipamentos de segurança para proteger
as extremidades dos edifícios ou outra ponte de
esteja nas mesmas vigas de rolamentos.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 36
Ponte Rolante - Equipamentos

•Esses Pará-choques não devem ser


usados para parar a ponte, e sim como
segurança.
•Os truques, formados pela estrutura e
pelas rodas, ligadas por um eixo comum em
cada um dos extremos da ponte rolante ou
motores.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 37
Ponte Rolante - Equipamentos
•TROLE; é o componente mobilizado que sustenta o mecanismo de
elevação e se desloca longitudinalmente sobre as traves até os
limites de segurança..
•O trole assim como a ponte, se
movimenta livremente e deve
possuir chave-limite nas
extremidades dos trilhos para
fazê-lo parar.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 38
Ponte Rolante - Equipamentos
•GUINCHO; é um equipamento motorizado fixado no trole e exerce a
força necessária para elevar ou baixar a carga até o limite de
segurança.

•Através do mecanismo de elevação


composto de:

Motor, freio de motor, redutor do eixo, freio


de carga, tambor (dromo) cabos de aço,
polias, suporte, caixa de gancho e mancais
e ganchos.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 39
Ponte Rolante - Equipamentos
• Além desses componentes, a ponte rolante
possui um local destinado ao operador;
• A cabine.
• De onde, ele a comanda em todos os seus
movimentos, através de chaves , alavancas e
botões.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 40
Filme

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 41
Ponte Rolante – Equipamentos de Proteção

• Considerada como um dos equipamentos importantes na


cadeia de produção, e por ser de altíssimo custo, a ponte
rolante e equipada com alguns componentes a seguir:

FREIO – é acionado pelo operador diretamente da cabine,


agindo sobre as rodas dos truques.
Para ponte tipo pórtico, usa-se o freio hidráulico, em outros
casos, freio eletro-magnético (opcional para as demais
pontes).

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 42
Ponte Rolante – Equipamentos de Proteção
•PARÁ-CHOQUES:
Localizados nos extremos dos truques, são
compostos de molas para amortecer choques da
ponte.

•CHAVE GERAL;
Localizada na cabine ou parte superior da ponte,
quando ligada paralisar totalmente a ponte.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 43
Ponte Rolante – Equipamentos de Proteção

•Limitador automático (chave-limite)


Localizado no guincho, permite sua paralisação
na posição de elevação máxima, geralmente está
ligado ao guincho.

•Batente do barramento
Fixado nos trilhos das traves da ponte,
funciona com limitador do movimento do trole.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 44
Ponte Rolante – Equipamentos de Proteção

•Extintor de incêndios de
Gás Carbônico (CO.2)
Geralmente encontrado na cabine do operador:

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 45
Acessórios Individuais

■ Holofotes auxiliares;
■ Buzina ou sirene;
■ Megafone;
■ Extintor;
■ Tenaz;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 46
Manutenção
■ A manutenção de Pontes Rolantes deve ser executada
por profissionais especializados, e antes de qualquer
serviço desta natureza o equipamento deve ser
desenergizado e instalado sinalização de alerta no
quadro de energia e de comando. A manutenção
preventiva deve visar sempre:

✓ Basculamento / Elevação
✓ Cabos e seus acessórios
✓ Trilhos e Roldanas
✓ Lubrificação geral
✓ Freios e Elétrica / Comandos
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 47
Manutenção

ATENÇÃO

NÃO LIGUE
EQUIPAMENTO
EM
MANUTENÇÃO
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 48
Inspeções Diárias
➨Visuais: Realizadas antes de ligar o
equipamento: (cabos, ganchos, cabos
auxiliares, fiação, estado da botoeiras, travas,
vazamentos, etc...).
➨ Funcionais: Realizadas durante o
funcionamento do equipamento
(comandos, freios, trepidações, sirenes, etc...)

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 49
Operador
PONTE

■Pessoa habilitada e treinada, com


conhecimento técnico e funcional do
equipamento.
■ É o responsável direto pela segurança da
operação, pessoas e demais bens interligados a
ela.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 50
Normas de Segurança para Operadores de Ponte
Rolante
As normas constantes deste manual foram
preparadas para orientar os operadores de Pontes
Rolantes, estabelecendo procedimentos
necessários no desenvolvimento de um trabalho
correto e seguro.
O seu cumprimento contribuirá para prevenção de
acidentes nesta atividade, e é obrigatório para todos
os operadores de Pontes Rolantes.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 51
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante

Lembre-se sempre,
segurança é
responsabilidade de
todos !!!
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 52
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
1. Procure chegar na área pouco antes do início de seu turno;
2. Faça rápida inspeção visual das situações gerais;
3. Procure o operador que deixou o turno para um breve diálogo;
4. Informe-se sobre as condições da máquina que irá operar;
5. Verifique as fichas de entrada e saída da ponte;
6. Faça a leitura da ficha de saída deixada pelo operador anterior;
7. Procure contatar seu supervisor;
8. Verifique se o barramento esta ligado;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 53
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
9. Aguarde a autorização da supervisão para iniciar a jornada;
10. Faça uma inspeção visual ao longo do barramento, certificando-
se da inexistência de algo ou alguém na área de movimentação
da ponte e do carro;
11. Inspecione a caixa de comando da botoeira;
12. Em ponte com cabine, faça inspeção na escada de acesso;
13. Use a escada normal de acesso à cabine de comando;
14. Inspecione a cabine de comando;
15. Inspecione os acessórios dispostos na máquina
(cabos, correntes, cintas, etc.).
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 54
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
16. Inspecione as condições gerais de limpeza;
17. Inspecione o maquinário e painéis de comando;
18. Posicione-se na cabine para o comando das operações de forma
a facilitar o acesso ao painel e movimentar melhor os comandos;
19. Ligue a chave geral da cabine de comando da ponte;
20. Ligue a chave geral da botoeira;
21. Ligue o interruptor de contadores do painel de comando e teste
os movimentos do guincho e trole;
22. Teste o sistema de freio;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 55
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
23. Teste e inspecione os pantógrafos e sapatas;
24. Verifique a situação e o espaçamento dos para choques;
25. Verifique a situação das rodas;
26. Inspecione a situação da trave e do passadiço;
27. Inspecione as guias do sistema de guincho da botoeira;
28. Confira a posição da prancheta de anotações;
29. Verifique a situação do batente do barramento;
30. Inspecione a existência de trincas de soldas na estrutura geral;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 56
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
31. Sincronize-se com o sinaleiro, receba-o bem e colabore com
todas do piso;
32. Comunique imediatamente à supervisão qualquer anormalidade
encontrada na ponte;
33. Conheça, divulgue e pratique o uso de sinalização convencional
com o pessoal do piso, em especial o sinaleiro;
34. Conheça e integre-se no sistema de movimentação da área em
atividade;
35. Se houver dúvidas sobre as atividades a cumprir, pergunte à
supervisão ou a quem conheça a área;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 57
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
36. Só efetue comunicações necessárias ou prioritárias por escrito
usando cópias para arquivo;
37. Colabore sempre e procure colaboradores para suas jornadas;
38. Conscientize-se da localização parta içamento e arriamento de
cargas em movimento;
39. Teste os sinalizadores de emergência;
40. Analise a melhor maneira e a mais segura para move a cargas;
41. Antes de efetuar o içamento da carga, faça uma verificação
confirmando se o sistema de guincho comporta no peso;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 58
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
42. Procure deslocar a carga, sempre que possível, o mais próximo
do piso(um metro aproximadamente);
43. Todas as cargas devem ser acomodadas no local determinado e
de modo suave, fácil de serem removidas, com segurança, sem
risco de quedas;
44. Só faça o içamento da carga se o gancho, o cabo e/ou cintas
estiverem no prumo com o sistema de guincho;
45. Ao levantar uma carga, por mais leve que seja, faça-o sempre de
modo suave, sem brusquidão;
46. Verifique a disposição da escada de emergência, se está correta
e segura, e teste-a;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 59
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
47. Não suba para a ponte se não estiver bem de saúde;
48. Não pratique reversão no mecanismo tradicionário da ponte,
mesmo que seja para teste;
49. Não pratique quaisquer movimento da ponte se houver pessoa
na faixa operacional;
50. Caso o sistema de alimentação elétrica do barramento esteja
bloqueado por algum motivo, só o energize depois de informar-
se da razão;
51. Faça movimentos completos nos cursos da ponte e do trole
sobre o caminho de rolamentos para inspecionar os trilhos,
prisioneiros dos dormentes e faces de apóio da estrutura e da
edificação;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 60
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
52. Verifique a situação do varal da guia e prumo do comando da
botoeira;
53. Trabalhos com botoeiras se complementam com o uso de EPI
específico e necessários a cada caso;
54. Para acomodar cargas sobre carrocerias, mezaninos, cavaletes,
dispositivos, faça a operação lenta e segura;
55. Pare totalmente de operar a máquina se alguém do piso estiver
gritando para lhe chamar a atenção;
56. Acompanhe as revisões ou manutenções da máquina;
57. Evite conflito com o pessoal do piso;
58. É dever do ponteiro manter sincronismo com o sinaleiro na
mesma linguagem;
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 61
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
59. Não pratique, não aceite, não permita, não acompanhe outras
pessoas leigas ou não autorizadas ao trabalho na ponte;
60. Acompanhe, alerte e insista na programação prevista para
revisões coordenadas da máquina. Cobre da manutenção e/ou
supervisão;
61. Cabos, correntes, cordas, argolas com problemas ou suspeitas
exigem manutenção e testes indicados pelo fabricante;
62. Todos os acessórios intermediários entre ponte e a carga são
obrigatoriamente inspecionados e testados periodicamente;
63. Nunca exceda o peso máximo indicado na própria ponte;
64. Cargas delicadas, perigosas ou de riscos devem receber
operações específicas que devem ser
praticadas pelo operador;
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 62
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
65. O sinaleiro tem por obrigação conhecer e praticar todas as
regras de segurança e normas específicas;
66. Ponte rolante, guindaste, talhas elétricas são máquinas com
riscos de acidentes fatais e grandes perdas. Por isso mesmo,
são condicionadas a certas condições, que são fornecidas após
testes de segurança técnica;
67. Nunca improvise nas operações da ponte rolante;
68. Procure a colaboração de supervisão e colabore com ela;
69. Mantenha seu supervisor informado das condições reais da
máquina;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 63
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
70. Não faça refeições nem use aparelhos de som em quanto opera
a ponte. Não se distraia;
71. Siga rigorosamente as instruções regulamentares da área;
72. É da responsabilidade do operador responder pela máquina em
quando em operação em seu turno de trabalho;
73. No caso de os imantados desarmarem-se, não volte a armá-los,
pois há indícios de problemas de manutenção elétrica;
74. Mesmo que seja do conhecimento do operador, a manutenção
da máquina só poderá ser realizada pela assistência técnica
responsável;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 64
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
75. Se a máquina não oferecer condições de trabalho, não assuma
responsabilidades, a não ser autorizado por escrito pelo
supervisor de maior hierarquia;
76. Verifique na situação de cada extintor de incêndio instalado na
máquina e procure conhece-los tecnicamente para poder utilizá-
los em caso de emergências;
77. Faça contatos constantes com o pessoal da segurança industrial
e patrimonial, procurando informar-se sobre as novidades
recentes;
78. Só eleve a carga quando estiver pendurada bem presa ao
sistema de guincho e em total segurança;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 65
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
79. O içamento da carga só pode ser efetuado quando o sinaleiro
estiver afastado, pelo menos, um metro de distância;
80. Nunca deixe a carga suspensa pela ponte ao sair (troca de turno,
almoço ou outras situações como, ir ao banheiro ou tomar café;
81. Mantenha-se atento à carga em movimento, caso tenha perdido
a visão do sinaleiro;
82. Os sinais convencionais usados em trabalhos com ponte
rolante, guindastes, são oficiais e devem ser aplicados por uma
só pessoa. Não aceite sinais de outra pessoa, mesmo que tenha
nível supervisão;
83. Não opere a ponte rolante sozinho, antes de ser liberado
oficialmente da fase de treinamento como operador prático;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 66
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
84. Na área de atuação da ponte rolante não é permitida a
movimentação da veículos com empilhadeira, caminhão, trator,
etc. se necessário, esses veículos devem se movimentar em
corredores demarcados;
85. Evite as´[idas e paradas bruscas, pois causam danos às rodas,
trilhos, redutores, alinhamentos e edificações;
86. Os trabalhos com ponte rolante, guindaste instaladas acima de
08 metros do solo, a aplicação da sinalização de ser
precisamente,entre no operador e o sinaleiro;
87. Em trabalhos em áreas abertas, esteja atento para as
intempéries: proteja a carga e a si próprio;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 67
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
88. Não dificulte nem abandone as revisões previstas e
regulamentadas nos programa de manutenção prevista;
89. Manuseie a ponte da botoeira posicionando-se sempre defronte
à caixa de comando;
90. Ao operar a ponte rolante de botoeira, não ande de costas nos
corredores e nem posicione na frente da carga;
91. Em pontes de botoeiras, ao iniciar as operações, certifique-se de
que as indicações dos botões correspondem aos movimentos
marcados na simbologia do comando;
92. Nas pontes rolantes de botoeiras a circulação do operador deve
ser em corredores adequados e seguros;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 68
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
93. O operador deve ser elemento conhecedor, preparado e
autorizado para avaliar operacionalmente o profissional, a área, a
maquina e a carga envolvida na jornada de trabalho;
94. Poderá ocorrer o bloqueio dos botões de comando nas guias de
contatos, fique atento à chave geral;
95. Ao mover cargas, utilize equipamentos de segurança adequados;
96. Ao utilizar-se do eletroímã, a carga deve ser movida o mais
próximo possível do solo, esteja atento à alimentação elétrica,
pois sem energia o equipamento não funcionará e a carga cairá;
97. Cabos para sustentação e transporte da carga devem ser dotados
de chumbada ou sapatilha protetora de extremos;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 69
Normas de Segurança para Operadores de
Ponte Rolante
98. A ponte rolante deve receber lubrificação geral semanalmente,
para manutenção;
99. Programe uma previsão diária das operações no setor e preencha
sempre os relatórios de entrada e saída da ponte;
100. Observe sempre as normas de segurança, para sua proteção e do
equipamento.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 70
Qualificação e Treinamento
● Somente pessoas habilitadas, treinadas
e aprovadas nos testes específicos
podem ser autorizadas a operar Pontes
Rolantes.
● Todos os operadores de Pontes
Rolantes devem ser submetidos à
exames médicos específicos, e só
poderão operar tais equipamentos se
considerados aptos pelo médico.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 71
Identificação do Operador
● Todos os operadores de equipamentos móveis de
transporte (guinchos, empilhadeiras, pontes-
rolantes) serão identificados por um crachá
específico, que deverá constar nome, foto, tipo de
equipamento autorizado a operar, prazo de validade,
data e assinatura do emitente;

O operador deverá ostentar o seu crachá em


local visível para facilitar sua identificação.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 72
Movimentação de Cargas
➪ Aproxime-se da carga;
➪ Avalie peso e demais condições da carga;
➪ Conheça a capacidade da Ponte Rolante;
➪ Selecione o cabo de aço auxiliar de acordo com o tipo de
carga e peso. Verifique ângulo dos cabos. Consulte a
tabela de pesos e capacidade dos cabos;
➪ Fixe a carga adequadamente;
➪ Proceda o içamento lentamente e com cuidado;
➪ Use velocidade reduzida;
➪ Redobre a atenção ao operar da cabine e com ajudante.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 73
Elevação de Cargas
● Certifique-se que há espaço suficientemente para
levantar a carga;
● Tome cuidado especial com as instalações aéreas, tais
como, tubulações de água, gás, elétricas, etc...
● Observe se a carga está segura, especialmente no caso
de peças soltas;
● Levante a carga um pouco, se ela inclinar para um dos
lados, abaixe-as e acerte o balanceamento;
● Não passe com a carga sobre pessoas e nem permita
que elas passem sob a carga.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 74
Emergências / Incêndios
✙ Saiba como agir em casos de emergência;
✙ Ao ouvir alarme de incêndio, desligue a Ponte Rolante,
deixando-a em local que não obstrua a passagem;
✙ Não obstrua os equipamentos de emergência, tais como
hidrantes, extintores, macas e corredores;
✙ Conheça o manejo dos extintores de incêndio;
✙ Nos casos de princípio de incêndio, peça ajuda e inicie
o combate às chamas utilizando o extintor adequado;
✙ Evite incêndios, não fume durante a operação;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 75
Individual Equipamentos de Proteção -
E.P.I.
● A empresa fornece, orienta, treina e exige o uso de
todos os EPI necessários à função. Use-os
corretamente. Os tipos mais comumente utilizados por
operadores de Pontes Rolantes são:
➪ Capacete;
➪ Luvas;
➪ Óculos;
➪ Protetores Auriculares;
➪ Botinas com biqueira de aço;
● O não uso do EPI constitui falta, passível portanto de
punição.
SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 76
Regras Gerais
● Antes do início da jornada de trabalho, o
operador da Ponte Rolante deverá realizar uma
inspeção visual no equipamento, devendo ser
observados os itens a seguir descriminados.
Toda e qualquer anomalia observada, nesta
inspeção ou durante a operação, deverá ser
comunicada de imediato à chefia. Comunique
também a existência de outras situações de
riscos, mesmo que fora de sua área de
atuação:

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 77
Regras Gerais - Check
➨ Cabos e Correntes:
✓ Sinais de corrosão
✓ Fios ou elos partidos, quebrados ou trincados
✓ Amassamentos
✓ Sinais de desgastes anormais

➨ Parte Elétrica:
✓ Estado das botoeiras de comando
✓ Sinalização das botoeiras de comando
✓ Fios sem isolação.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 78
Regras Gerais - Check
➨ Polias:
✓ Canais desgastados e/ou desgastados desigualmente.

➨ Freios:
✓ Atuação firme e absolutamente segura.

➨ Aspectos Gerais:
✓ Sinais de corrosão no equipamento e/ou acessório
✓ Capacidade de carga não definida;
✓ Trava de segurança do gancho em más condições.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 79
Regras Gerais - Operação
➨ É vedado emendar ou prolongar correntes, utilizando
parafusos ou outras formas rudimentares de conexão;

➨ Antes de levantar a carga, verifique sempre se os


cabos ou correntes não estão cruzados;
➨ Não forçar correntes e/ou cabos presos ou dobrados;
➨ Não permita pessoas na área em que estiver sendo
movimentada a carga;
➨ Use sempre calços quadrados para apoiar a carga no
piso;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 80
Regras Gerais - Operação
➨ Não posicione as mãos / pés debaixo da carga;
➨ Nunca suspenda ou desça pessoas com a ponte;
➨ Nunca estique repentinamente cabos ou correntes;
➨ É terminantemente proibido ultrapassar a capacidade
máxima de carga estabelecida no equipamento;
➨ Manter distância mínima de 2 metros entre as cargas
suspensas por pontes rolantes que trabalhem no mesmo
trilho;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 81
Regras Gerais - Operação
➨ Usar protetores para os cabos quando estes se
apoiarem em cantos vivos da carga;
➨ É fundamental o conhecimento do peso e do centro
de gravidade da carga a ser suspensa;
➨ Não utilize a ponte rolante para o transporte de
tambores e recipientes pressurizados;
➨ Informe seu superior imediato sempre que seu EPI
estiver danificado e solicite a troca.
➨ Evitar o esmagamento de correntes / cabos ao
abaixar a carga;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 82
Conclusão
✼ Lembre-se:
“Qualquer um pode operar Pontes Rolantes,
mas somente operadores treinados consegue
faze-lo com segurança”.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 83
Sinalização convencional de
PONTES ROLANTES

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 84
Sinalização Convencional
PARADA

■ Com o braço estendido e a palma da mão voltada para baixo, manter a


postura rigidamente.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 85
Sinalização Convencional
SUBIR
DESCER

■ Com o antebraço na vertical e o


dedo indicador apontado para
cima, mover a mão em pequeno
círculo horizontal.
■ Mover a mão com o indicador
estendido para baixo, mantendo o
braço caído.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 86
Sinalização Convencional
PARADA DE EMERGÊNCIA
PARADA

■ Braço estendido, palma da mão


voltada para baixo , mover a mão
rapidamente para a direita e a
■ Com o braço estendido e a palma esquerda.
da mão voltada para baixo,
manter a postura rigidamente.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 87
Sinalização Convencional
PARADA TOTAL DESLOCAMENTO DA PONTE

■ Com o braço estendido e a mão


aberta e um pouco levantada,
■ Estender os braços na vertical, fazer movimento de empurrar,
com os dedos voltados para
direção do deslocamento.
cima, e se colocar imóvel.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 88
Sinalização Convencional
DESLOCAMENTO DO TROLE MOVIMENTOS CURTOS

■ Com o braço estendido na


■ Com o corpo lateral ao operador, vertical, dedos unidos com a mão
frente para o gancho, com a fechada, abri-los e fechá-los
palma da mão para cima, braço simultaneamente.
estendido, dedos fecha dos e o
polegar em direção ao
deslocamento, sacudir a mão na
horizontal.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 89
Sinalização Convencional
MOVER LENTAMENTE ENCERRAR

■ Cruzar e descruzar os braços


rapidamente, mantendo o braço na
vertical e o antebraço na horizontal e as
■ Dar sinal de movimento com palmas das mãos para baixo.
uma das mãos e colocar
outra parada adiante.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 90
Portaria 3214 - NR 11 - Transporte, Movimentação,
Armazenagem e Manuseio
de Materiais
■ 11.1.5. Nos equipamentos de transporte, com força motriz própria, o operador deverá
receber treinamento específico, dado pela empresa, que o habilitará nessa função.

■ 11.2.7 Quando não for possível o emprego de processo


mecanizado, admite-se o processo manual, mediante a utilização
de escada removível de madeira, com as seguintes características:
a) lance único de degraus com acesso a um patamar final;

b) a largura mínima de 1,00m (um metro), apresentando o patamar as dimensões


mínimas de 1,00m x 1,00m (um metro x um metro) e a altura máxima, em relação ao
solo, de 2,25m (dois metros e vinte e cinco centímetros);

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 91
Portaria 3214 - NR 11 - Transporte,
Movimentação, Armazenagem e Manuseio
de Materiais
c) deverá ser guardada proporção conveniente entre o piso e o
espelho dos degraus, não podendo o espelho ter altura superior a
0,15m (quinze centímetros), nem o piso largura inferior a 0,25m
(vinte e cinco centímetros);
d) deverá ser reforçada, lateral e verticalmente, por meio de
estrutura metálica ou de madeira que assegure sua estabilidade;
e) deverá possuir, lateralmente, um corrimão ou guarda-corpo na
altura de 1,00m (um metro) em toda a extensão;

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 92
Portaria 3214 - NR 11 - Transporte,
Movimentação, Armazenagem e Manuseio
de Materiais
f) perfeitas condições de estabilidade e segurança, sendo substituída imediatamente a que
apresente qualquer defeito.

■ 11.2.9. Deve ser evitado o transporte manual de sacos em pisos escorregadios ou molhados.

■ 11.2.10. A empresa deverá providenciar cobertura apropriada dos locais de carga e descarga
da sacaria.

■ 11.3. Armazenamento de materiais.

■ 11.3.1. O peso do material armazenado não poderá exceder a capacidade de carga calculada
para o piso.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 93
Portaria 3214 - NR 11 - Transporte,
Movimentação, Armazenagem e Manuseio
de Materiais
■ 11.3.2. O material armazenado deverá ser disposto de forma a evitar a
obstrução de portas, equipamentos contra incêndio, saídas de
emergências, etc.

■ 11.3.3. Material empilhado deverá ficar afastado das estruturas laterais do


prédio a uma distância de pelo menos 0,50m (cinqüenta centímetros).

■ 11.3.4. A disposição da carga não deverá dificultar o trânsito, a iluminação,


e o acesso às saídas de emergência.

■ 11.3.5. O armazenamento deverá obedecer aos requisitos de segurança


especiais a cada tipo de material.

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 94
FINALIZAÇÃO

SEGURANÇA NO IÇAMENTO E
MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS 95

Interesses relacionados