P. 1
SUS - Normas Operacionais

SUS - Normas Operacionais

|Views: 1.711|Likes:
Publicado porPriscila Reis

More info:

Published by: Priscila Reis on Aug 11, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/16/2013

pdf

text

original

Universidade Gama Filho Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Núcleo Integral de Saúde Coletiva - NISC

Políticas de Saúde do Brasil
Normas Operacionais Básicas Pacto pela Saúde

Prof. Ana Maria Florentino e Adriana Leite 2010.1

AMF

1

O SUS E AS NORMAS OPERACIONAIS
NOBs: São portarias do Ministério da Saúde que representam instrumentos de regulação definindo os objetivos e estratégias do processo de descentralização da política de saúde, tratando especialmente: da divisão de responsabilidade das relações entre os gestores e critérios de transferência de recursos federais para estados e municípios não previstos nas leis 8080/90 e 8142/90 (http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/LEI8080.pdf) e (http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/Lei8142.pdf) Ao editar as Normas Operacionais Básicas, o MS reforça o poder e a função do governo federal na regulamentação da direção nacional do SUS. Quatro Normas Operacionais Básicas foram editadas nos anos 90 (NOB 91, NOB/92, NOB/93, NOB/96)  Atualmente em vigência a Norma Operacional de Assistência à Saúde (NOAS) de 2002

AMF

2

NORMAS OPERACIONAIS
Histórico das NOB’s:

JANEIRO DE 1991
FEVEREIRO DE 1992

NOB-SUS 01/91
NOB-SUS 01/92

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/Resolu%C3%A7%C3%A3o%20258_07_01_1991.pdf)

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/Portaria%20234_07_02_1992.pdf)


MAIO DE 1993
AGOSTO DE 1996

NOB-SUS 01/93
NOB-SUS 01/96

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/Portaria%20545_20_05_1993.pdf)

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/NOB%2096.pdf)


JANEIRO DE 2001
FEVEREIRO DE 2002
AMF

NOAS 01/2001
NOAS 01/2002
3

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/Noas%2001%20de%202001.pdf)

(http://siops.datasus.gov.br/Documentacao/NOAS%2001%20de%202002.pdf)

NOB 91
 Normatiza

o Sistema de Informação Hospitalar/SUS e Sistema de Informação Ambulatorial/SUS  Define o quantitativo de Autorização de Internação Hospitalar para os estados  Define os critérios de transferências da Unidades de Consulta Ambulatorial aos estados e municípios
AMF
4

NOB 91 - INSTRUMENTOS
 Conselhos

de saúde  Fundos de saúde  Consórcios intermunicipais  Relatório de gestão  Programação e Orçamentação  Planos de Aplicação  Prestação de Contas
AMF
5

NOB 92
 INÍCIO

DO MOVIMENTO MUNICIPALISTA  PRECURSORA DO DOCUMENTO “OUSADIA DE CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A LEI”

AMF

6

NOB 93 - TIPOS DE GESTÃO
 INCIPIENTE

 PARCIAL
 SEMIPLENA

AMF

7

NOB 93 RESPONSABILIDADES
Autoriza, cadastra e contrata  Programa, autoriza AIH e procedimentos ambulatoriais  Controla e avalia  Gerencia rede pública  Desenvolve ações de vigilância e saúde do trabalhador  Recebe diferença entre teto e serviços prestados

AMF
8

NOB 93 - REQUISITOS
Manifestar à Bipartite interesse em assumir responsabilidades  Conselho Municipal de Saúde  Fundo Municipal de Saúde  Encaminhar à Bipartite proposta de incorporação das unidades estaduais e federais  Médico para emissão de AIH

AMF

9

NOB 96 - TIPOS DE GESTÃO
 Gestão

Plena da Atenção Básica  Gestão Plena do Sistema Municipal Incentivo ao Programa Saúde da Família (PSF) e ao Programa de Agentes Comunitários de Saude (PACS)

AMF

10

NOAS 2001 - TIPOS DE GESTÃO
GESTÃO

AMPLIADA GESTÃO PLENA DO SISTEMA MUNICIPAL Instrumentos: REGIONALIZAÇÃO - Elaboração do PDR Plano Diretor de Regionalização

PLENA

DA

ATENÇÃO

BÁSICA

Ampliação das ações básicas: controle de tuberculose, eliminação de hanseníase, controle de hipertensão arterial, controle de diabetes, saúde da criança, saúde da mulher e saúde bucal.
AMF
11

NOAS 2002  Atualiza

as prerrogativas da NOASSUS 01/2001  Aprofunda descentralizacao com equidade no acesso

AMF

12

PACTO PELA SAÚDE
• PORTARIA

Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006: Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. • Articula um conjunto de mudanças em 3 dimensões: * Pacto em Defesa do SUS; * Pacto de Gestão; * Pacto pela Vida. Reconhece a autonomia dos entes e considera que todos os gestores são plenos.
AMF
13


-

Pacto de Defesa do SUS
Reforcar o SUS como politica de Estado e defesa dos principios basicos (inscritos na CF 88)

As prioridades do Pacto em Defesa do SUS são:
IMPLEMENTAR UM PROJETO PERMANENTE DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL COM A FINALIDADE DE: Mostrar a saúde como direito de cidadania e o SUS como sistema público universal garantidor desses direitos; Alcançar, no curto prazo, a regulamentação da Emenda Constitucional nº 29, pelo Congresso Nacional; Garantir, no longo prazo, o incremento dos recursos orçamentários e financeiros para a saúde, aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas de gestão, explicitando o compromisso de cada uma delas e ELABORAR E DIVULGAR A CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS

* CARTA DE DIREITOS DOS USUARIOS DO SUS (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/carta_direito_usuarios_2ed2007.pdf)

AMF

14


-

Pacto de Gestão
Diretrizes operacionais para os processos de gestão, definindo as responsabilidades sanitárias dos três gestores

Pacto pela Vida
– Prioridades pactuadas nacionalmente entre os três entes podendo ser acrescidas outras de relevância sanitária estadual e loco-regional. – Definição de objetivos, metas e indicadores nacionais e em cada município e estado.

AMF

15

PACTO PELA VIDA
• Eixos do Plano Nacional de Saúde que definem a orientação estratégica para a construção desse Pacto:
– A redução das desigualdades em saúde; – Ampliação do acesso com qualificação e humanização da atenção; – Redução dos riscos e agravos; – Aprimoramento dos mecanismos de gestão, financiamento e controle social.

AMF

16

PACTO PELA VIDA: prioridades
1. Redução da mortalidade materna e infantil, com a efetivação do pacto já firmado entre os gestores, garantindo o acesso ao atendimento humanizado e de boa qualidade, ao pré-natal, parto e puerpério e as ações de vigilância.

2. Eliminação da Hanseníase e controle da Tuberculose, Dengue, Malária, DST/AIDS, doenças imunopreviníveis e outras doenças controláveis de grande incidência regional ou local, com redução progressiva dos níveis de incidência, tomando por referência mínima, em todos os estados e municípios, as metas nacionais estabelecidas.
3. Controle de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes. 4. Redução da desnutrição e de outros distúrbios nutricionais, com a implantação da vigilância nutricional e alimentar em populações em situação de risco.

AMF

17

5. Redução dos riscos à saúde relacionados com as desigualdades étnicas, raciais, regionais e sociais e grupos populacionais em situação de risco e maior vulnerabilidade, com ênfase na melhoria de indicadores de saúde desfavoráveis a determinados grupos populacionais. 6. Garantia de acesso à atenção básica universal e de boa qualidade, com a oferta do conjunto de ações integrais, resolutivas e humanizadas e com incorporação e realização das ações de saúde bucal, mental e saúde dos trabalhadores, estas na atenção básica e especializada. 7. Garantia das ações de vigilância em saúde – ambiental, epidemiológica e sanitária - para redução dos principais riscos e agravos à saúde da população.

AMF

18

8. Promoção da qualificação do atendimento integral, reorganizando o modelo de atenção com a incorporação das diretrizes da política nacional de humanização, assegurando vínculo, acolhimento e responsabilização dos profissionais e das equipes.

9. Garantia do acesso aos medicamentos e outros insumos, com base em protocolos do SUS.
10.Redução da morbi-mortalidade por causas externas e garantia do acesso imediato às urgências e emergências.

AMF

19

PACTO PELA VIDA: prioridades pactuadas

Saúde do idoso.
Controle do câncer do colo do útero e da mama.


Redução da mortalidade infantil e materna.
Fortalecimento da capacidade de reposta às doenças emergentes e endemias, com ênfase na dengue, hanseníase, tuberculose, malária e influenza. Promoção da saúde.

 

Fortalecimento da atenção básica.
AMF
20

Pacto pela Vida e a agenda do MS
PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MS Aumentar a capacidade para interferir na determinação social do processo saúde x doença Garantir acesso integral, universalizado e equânime da população a todos os níveis de atenção, com foco em: PACTO PELA VIDA DISCURSO DE POSSE DO MINISTRO PROMOÇÃO DA SAÚDE Fortalecer, expandir e qualificar a atenção básica como estratégia central de reordenamento de sistema de saúde.

FORTALECIMENTO DA ATENÇÃO BÁSICA

Fortalecer a Política Nacional de Direitos Sexuais e Reprodutivos, ressaltando a atenção obstétrica, o combate ao câncer • Agravos e Doenças ginecológico, o planejamento familiar, a – Controle do câncer de colo de CONTROLE DO CÂNCER DO COLO atenção ao aborto inseguro, o combate à útero e da mama DO ÚTERO E DA MAMA violência doméstica e sexual, e incluindo aí – Redução da mortalidade infantil e REDUÇÃO DA MORTALIDADE também a prevenção e tratamento de materna MATERNA E INFANTIL mulheres vivendo com DST/AIDS. – Doenças emergentes e endemias, FORTALECIMENTO DA CAPACIDADE com ênfase na dengue, hanseníase, DE RESPOSTA ÀS DOENÇAS Enfatizar a prevenção de doenças tuberculose, malária,influenza, EMERGENTES E ENDEMIAS, COM prevalentes como as cardiovasculares, leishimanioses, DST-AIDS e hepatites ÊNFASE NA DENGUE, HANSENÍASE, câncer, as que resultam de acidentes de TUBERCULOSE,MALÁRIA E – Diabetes e Hipertensão trabalho e de trânsito, uso de drogas INFLUENZA – Violências e causas externas psicoativas e álcool, hábitos alimentares, (trauma) tabagismo etc. • Grupos de Intervenção – Idoso – Homens – Mulheres – Crianças – Portador de Deficiência SAÚDE DO IDOSO SAÚDE DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Desenvolver abordagens inovadoras em relação a grupos mais vulneráveis da população como os idosos e o binômio mãebebê no 1º ano de vida. Dar continuidade e aperfeiçoar a reforma psiquiátrica brasileira. 21

SAÚDE MENTAL AMF SAÚDE DO TRABALHADOR

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->