Você está na página 1de 8

1

OSTEOLOGIA DO CRANIO

1. INTRODUÇÃO

A cabeça é a mais complexa e especializada parte do esqueleto. Ela aloja e confere

proteção ao encéfalo e armazena órgãos sensoriais para audição, equilíbrio, visão,

olfação e paladar, enquanto promove sustentação dos dentes, da língua, da laringe e uma serie de músculos faciais e da mastigação. Nos animais a cabeça é o principal órgão de preensão, de defesa e de ataque, além da emissão de sons característicos, recepção de alimentos e ar.

A base óssea da cabeça é formada pelo crânio e pela mandíbula, que são formadas pela

união de vários ossos pares ou ímpares, na mairio planos e chatos, constituindo uma “caixa oca” rígida para abrigar e proteger as estruturas da cabeça. Pode-se dividir o crânio em duas partes: uma parte caudal que envolve o encéfalo (Neurocrânio) e uma parte rostral que sustenta as estruturas da face (Viscerocrânio). Na maioria das espécies a parte facial do crânio é maior que a parte neural. Contudo a proporção varia entre as espécies, raças, idade e conformação individual. Os cães apresentam uma maior variação no crânio que outras espécies (grande variedade de raças). Conforme diferenças relacionadas com as dimensões do crânio, temos as seguintes classificações:

Raças Dolicocefálicas – apresentam o comprimento da cabeça longo. Ex.:

Dobermann, Pastor Alemão, Pointer.

Raças Braquiocefálicas – apresentam a cabeça curta. Ex.: Buldogue Inglês, Pequinês.

Raças Mesaticafálicas – apresentam um comprimento intermediário. Ex.:

Beagle, Labrador.

2. OSTEOLOGIA DO CRÂNIO

2.1.VISTA DORSAL DO CRÂNIO: Possui uma forma aproximadamente triangular, com o vértice dirigido em sentido rostral.

OSSO NASAL Alongados formando a parede dorsal da cavidade nasal. Unidos entre no plano mediano por uma sutura plana, apresentam-se lateralmente unidos aos ossos maxilar e lacrimal e caudalmente articula-se com o osso frontal.

Incisura nasoincisiva

OSSO FRONTAL Maior osso do crânio formando a parede dorsal da cavidade craniana. O perfil dos ossos frontais pode variar de acordo com a raça dentro de uma mesma espécie (reto ou convexo). Nos animais que possuem chifre, no ângulo caudolateral do frontal projeta-se uma expansão pontiaguda denominada processo cornual (base óssea do chifre). Cada lado do osso frontal constitui a parede dorsal e lateral da órbita óssea. Forma o seio frontal entre as duas lâminas de osso compacto.

Processo zigomático do frontal

Forame supraorbitário

2

OSSO PARIETAL Formam o a parede dorsal da cavidade craniana, apresentando na linha mediana crista sagital.

Fossa temporal

OSSO INTERPARIETAL Localizado entre o osso occipital e o parietal

2.2.VISTA CAUDAL DO CRÂNIO.

OSSO OCCIPITAL Forma a parede caudal da cavidade craniana.

Côndilo do occipital

Forame magno

Processo paracondilar

Protuberância occipital

Parte basilar do occipital

2.3.VISTA LATERAL DO CRÂNIO: Encontram-se os ossos da face, da órbita e da parede lateral da cavidade craniana.

OSSO INCISIVO

Situa-se rostralmente a maxila, formando a base óssea da extremidade rostral do palato. Nos ruminantes não estão presentes os alvéolos para os dentes incisivos superiores.

Corpo do incisivo

Processo nasal do incisivo

Processo pala tino do incisivo

OSSO LACRIMAL Pequeno osso intercalado entre os ossos nasal e frontal dorsalmente e maxilar e zigomático ventralmente. Forma parte da parede rostral da órbita óssea.

Fossa do osso lacrimal

Forame lacrimal

OSSO MAXILAR Osso mais desenvolvido da face, unido dorsalmente ao osso nasal e caudalmente aos ossos lacrimal e zigomático. Rostralmente une-se ao osso incisivo. Forma o seio maxilar entre as duas lâminas de osso compacto

Forame infraorbitário

Crista facial

Tuberosidade facial

Alvéolos na borda ventral

Processo palatino do maxilar

OSSO ZIGOMÁTICO Forma parte da parede ventral da órbita óssea

Processo temporal do zigomático

3

OSSO TEMPORAL Possui parte escamosa dorsal e parte petrosa mais ventral

Parte escamosa: forma a parede lateral da cavidade craniana

o

o

Processo zigomático do temporal

Fossa temporal

Parte petrosa

o o Processo zigomático do temporal Fossa temporal • Parte petrosa o o Meato acústico externo

o

o

Meato acústico externo

Bula timpânica

2.4.VISTA VENTRAL DO CRÂNIO: Possui duas partes bem distintas, uma rostral que se apresenta como uma superfície relativamente simples e uma caudal bastante irregular apresentando uma serie de .depressões saliências e forames.

2.4.1. PORÇÃO ROSTRAL: Caracterizado pelo palato ósseo que é formado pela união do processo palatino do incisivo, processo palatino do maxilar e osso palatino.

OSSO PALATINO

Lâminas ósseas horizontais e verticais. Entre as duas lâminas ósseas verticais constitui a abertura caudal da cavidade nasal denominada coana. OSSO VÔMER Estende-se rostralmente de modo a constituir a parte ventral septo nasal.

2.4.2. PORÇÃO CAUDAL: Forma o assoalho da cavidade craniana.

OSSO PTERIGÓIDE

Duas faixas óssea estreitas unidas em diagonal com à face medial da lâmina perpendicular do osso palatino OSSO ESFENÓIDE

Pré-esfenóide

Basisfenóide

Corpo

o

o

Asas

3. OSTEOLOGIA DA MANDÍBULA

As mandíbulas, uma de cada lado, estão unidas na rostralmente, na região do mento ou queixo, por uma sínfise mandibular ou mentoniana.

Corpo

o

Borda dorsal

o

Borda ventral

Ramo

o Processo coronóide

o Processo condilar

o Incisura mandibular

4

Face lateral

o

o

Fossa mesentérica

Forame mentoniano

Face medial

o o Fossa mesentérica Forame mentoniano • Face medial o o Fossa pterigoide Forame mandibular

o

o

Fossa pterigoide

Forame mandibular

Ângulo da mandíbula

Processo angular (carnívoros)

5

5

6

6

7

CrânioCrânioCrânioCrânio LegendaLegendaLegendaLegenda 1- Crista nucal. 2- Fossa temporal. 3- Meato acústico
CrânioCrânioCrânioCrânio
LegendaLegendaLegendaLegenda
1- Crista nucal.
2- Fossa temporal.
3- Meato acústico externo.
4- Arco zigomático.
5- Forame supra-orbitário.
6- Processo zigomático do osso frontal.
7- Órbita.

8- Fossa do saco lacrimal. 9- Osso nasal. 10- Incisura naso-incisiva. 11- Arcada dentária dos incisivos superiores. 12- Corpo do incisivo. 13- Dente canino superior. 14- Processo nasal do osso incisivo. 15- Arcada molares superiores. 16- Osso maxilar. 17- Forame infra-orbitário. 18- Crista facial. 19- Tuberosidade facial. 20- Arco zigomático.

21 Parte basilar do occiptal.

22- Bula timpânica. 23- Côndilos do occiptal. 24- Processo paracondilar. 25- Protuberância occiptal externa

8

8 MANDÍBULAMANDÍBULAMANDÍBULAMANDÍBULA LegendaLegendaLegendaLegenda –––– vistavistavistavista

MANDÍBULAMANDÍBULAMANDÍBULAMANDÍBULA

LegendaLegendaLegendaLegenda –––– vistavistavistavista crâniocrânio-crâniocrânio--lateral-laterallaterallateral

1.

Processo coronóide.

2.

processo condilar

3.

incisura mandibular.

5.

ramo da mandíbula.

6.

fossa massetérica.

7.

ângulo da mandíbula.

8.

parte molar do corpo da mandíbula.

9.

forame mentoniano.

10. arcada alveolar.

11. dente incisivo.

12. dente incisivo.

13. parte incisiva do corpo da mandíbula.

14. dentes pré-molares.

15. dentes molares.

16. forame mandibular.

17. fossa pterigóidea.