LEIA AS INSTRUÇÕES ANTES DE INICIAR OS TRABALHOS

INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO Este manual tem como finalidade familiarizá-lo com os equipamentos Danfoss Maneurop. Através dele, você receberá informações que lhe permitirão reconhecer e utilizar corretamente seu equipamento. Para que você possa obter o máximo de proveito, sem comprometimento da segurança, do bom desempenho e da garantia do seu equipamento, pedimos para que leia atentamente este manual, onde você encontrará, entre outros esclarecimentos, a maneira correta e segura de instalar seu equipamento dentro das normas de segurança e manutenção. As instruções são de caráter ilustrativo e entendemos que a sua execução deva ser feita sempre por uma pessoa tecnicamente capacitada. Para assegurar um equipamento em perfeitas condições, a Danfoss do Brasil possui pessoal capacitado para melhor atendê-lo e orientá-lo. Fale com nosso serviço de atendimento ao cliente através do telefone 0800 701 0054, teremos prazer em ajudá-lo. Sugestões referentes ao desenvolvimento dos equipamentos serão sempre bem-vindas.

IMPORTANTE: Quaisquer trabalhos nos compressores devem ser executados por pessoal QUALIFICADO!
3

ÍNDICE

ITEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

DESCRIÇÃO ....................................................................................................PÁG. Faixa de aplicação das unidades condensadoras Blue Star, Compact Line ................................ 5 Instruções gerais sobre segurança .................................................................................................. 6 Etiquetas de identificação............................................................................................................ 7 a 9 Limites de aplicação..................................................................................................................10 a 11 Instalação ..............................................................................................................................................12 Procedimentos para instalação e substituição de compressores ................................ 13 a 30 Instalação da válvula de expansão ........................................................................................ 31 a 33 Uso de equipamentos ou acessórios opcionais de segurança ...................................... 34 a 38 Diagramas elétricos ................................................................................................................ 39 a 42 Análises de defeitos ................................................................................................................ 43 e 44 Planilha de manutenção preventiva................................................................................................ 45 Principais problemas que afetam os compressores e como preveni-los .................... 46 a 49 Termo de garantia.............................................................................................................................. 50 Ficha de Start up ................................................................................................................................51 Solicitação de garantia........................................................................................................................53

4

1

FAIXA DE APLICAÇÃO DAS UNIDADES CONDENSADORAS BLUE STAR, COMPACT LINE E BOCK STAR:

IMPORTANTE: Estes são os fluídos refrigerantes mais utilizados pelo mercado. Nossos compressores são compatíveis com outros fluídos refrigerantes. Consulte nossa engenharia através do SAC 0800 701 00 54 para obter as recomendações específicas de aplicação para cada fluido.

5

2

INSTRUÇÕES GERAIS SOBRE SEGURANÇA:

A instalação e manutenção dos equipamentos devem sempre ser feitas por pessoal treinado e qualificado. Tenha certeza de que toda a instalação elétrica está de acordo com os requisitos do equipamento e de acordo com as normas locais. Assegure-se de que qualquer fonte de energia esteja desligada antes da realização de qualquer serviço no equipamento. IMPORTANTE: Compressores para refrigeração são equipamentos que operam em pressões da ordem de 30 atmosferas, por isto, estas instruções devem ser cuidadosamente seguidas por qualquer pessoa trabalhando com as unidades. As pessoas a cargo de instalar e operar as unidades condensadoras devem ser treinadas e habilitadas, possuindo conhecimento pertinente das normas para executar adequadamente os serviços e detectar eventuais riscos.

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA: • Apenas pessoal qualificado deve manusear compressores para refrigeração. • Recomendações de segurança e prevenção de acidentes devem ser respeitadas, assim como normas técnicas e outras especificações (ABNT). • O instalador deve providenciar todas as proteções elétricas e mecânicas necessárias para o tipo de sistema, e interligar corretamente todos os dispositivos. • É obrigatório o uso correto de pressostatos, para proteger o compressor de pressões excessivas. • A pressão máxima de operação não deve ser excedida, nem mesmo para propósitos de teste. • Compressores novos são pressurizados com um gás inerte (Nitrogênio) e devem ser despressurizados antes de interligá-los ao sistema de refrigeração. • Antes de ligar a máquina, verifique o aperto de todos os terminais elétricos, verifique também a integridade de todos os componentes e assegure-se que o conjunto não tenha sofrido nenhum dano durante o transporte. • Abra as válvulas de sucção e descarga antes de partir o compressor. • Jamais ligue o compressor se este estiver em vácuo. O sistema deve ser operado somente depois que todo o sistema tiver sido carregado com o refrigerante apropriado. • Verifique se a alimentação elétrica da rede está apropriada para o equipamento adquirido.

6

o mês e o ano de fabricação.3 ETIQUETAS DE IDENTIFICAÇÃO Antes da instalação do equipamento. 7 .COMPRESSORES DANFOSS-MANEUROP 1 2 3 4 5 1 . 3. observe as etiquetas coladas na embalagem e no próprio equipamento.1 .Número de Série 3 .Pressão de Teste Alta / Baixa (bar) 5 . todos os compressores Danfoss-Maneurop comercializados pela Danfoss do Brasil terão uma etiqueta indicando através de furos. Para verificação do modelo de seu equipamento.Tipo do Refrigerante 6 . Exemplo: K=1999 2000 a 2009 Letra L até V.Tensão (V) / Fases / Freqüência (Hz) / Corrente Máxima de Serviço (A) / Corrente do Rotor Bloqueado (A) 4 .Tipo de Óleo 6 IDENTIFICAÇÃO DO ANO E MÊS DE FABRICAÇÃO DO COMPRESSOR MT(Z) LT(Z) Ano de Fabricação Mês de Fabricação Origem de Fabricação Seriais de Fábrica Código do Ano 1990 a 1999 Letra A até K. omitindo a letra “O” (o).Modelo 2 . omitindo a letra “I” (i). Exemplo: Q=2004 Código do Mês Letras de A até M omitindo a letra “I” (i). certifique-se de que o mesmo encontra-se em perfeitas condições e dentro das especificações corretas. Exemplo: B=Fevereiro Furo indicando o Ano de fabricação Furo indicando o Mês de fabricação A partir de agosto/2003.

1~60Hz Ventilador 230 V. 1~60Hz Compressor 380 V.3. 3~60Hz Ventilador 230 V.Unidade Compact Line G .Semi-herméticas Códigos elétricos Descrição * * ** * ** Código Q V Compressor 230 V.Herméticas 155 a 650 .2 .Unidade Black Star C .Para altas e médias temperaturas de evaporação C M 064 B 40 Q Códigos elétricos Lubrificante M . 3~60Hz Ventilador 230 V.DESIGNAÇÃO DE UNIDADES CONDENSADORAS (10 dígitos) H Aplicação L . 1~60Hz Compressor 230 V.Para baixas temperaturas de evaporação H .Unidade Bock Star A . 1~60Hz N Para unidades com compressores herméticos e semi-herméticos Somente para unidades com compressores herméticos 8 .Óleo Mineral Z .Unidade Blue Star Tamanho da Unidade 010 a 160 .Óleo Polioléster Configuração do produto conforme tabela de códigos na próxima página (acessórios) Indicadores de origem Tipo da Unidade S .

As principais variações construtivas aplicáveis aos produtos de série estão listadas abaixo.Tipo do Refrigerante 1 2 3 6 4 5 9 .Modelo 2 . Tabela de Opções de Unidades Condensadoras Unidades Condensadoras Maneurop HCM Opções Elétricas B20 B21 B39 B40 B20 HGM B21 B39 B40 Pressostato ajustável de alta e baixa pressão (KP15) Pressostato de alta selado tipo cartucho Pressostato de baixa pressão (KP1) Caixa elétrica standard (Régua de Bornes) Caixa elétrica completa (Disjuntor + Contactor + Sensor Falta de Fase) Opções Mecânicas x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x Filtro secador Visor de líquido Carenagem x x x x x x x x x x x x x x x x Etiqueta de identificação das unidades condensadoras 1 .Pressão de Teste Alta / Baixa (bar) 6 .Número de Série 3 .Compressor:Tensão (V) / Fases / Freqüência (Hz) 4 .Ventilador:Tensão (V) / Fases / Freqüência (Hz) 5 .Configuração do produto Esta informação é dada através de uma opção de três dígitos que define as variações construtivas aplicadas aos modelos de série.

1 .COMPRESSORES DANFOSS-MANEUROP MT R-22 MTZ R-134a MT R-402B (HP81) MTZ R-404A / R-507 MTZ R-407C LT R-402B (HP81) LTZ R-404A / R-507 10 .4 LIMITES DE APLICAÇÃO Limites de aplicação Nota SH = Superaquecimento 4.

• Os dispositivos de proteção do sistema.: Um programa de manutenção preventiva deve ser elaborado para assegurar o bom desempenho do sistema.Pressostato de alta = 21 bar (55°C) Proteções de corte reguladas dentro do envelope de aplicação. 11 . um dispositivo de proteção de alta temperatura de descarga (DGT) deverá ser utilizado.2 .EXEMPLO DE ENVELOPE PARA APLICAÇÃO E PROTEÇÃO DE COMPRESSORES • O exemplo acima mostra os limites de aplicação e proteção de um compressor em função do fluido refrigerante. pressostatos de alta e baixa e o termostato de controle. não é necessário o uso do DGT.Pressostato de baixa = 1. • A seguir. devem ser regulados para atuarem dentro do envelope de aplicação do compressor. A máxima temperatura no tubo de descarga não pode ultrapassar 125°C. Obs.4. = 11 K) LP1 . PROTEÇÃO DE MÁXIMA TEMPERATURA DO GÁS DE DESCARGA . = 11 K) LP2 . Esta proteção adicional protege o compressor contra temperaturas excessivas na descarga. qualquer aplicação fora dos limites específicos de cada compressor.A. Exemplo 2 (R22.Pressostato de alta = 25 bar (62°C) Proteções de corte reguladas fora do envelope de aplicação. o exemplo 1 mostra que é necessário usar uma proteção adicional quando os pressostatos de segurança são ajustados fora do envelope de aplicação.Pressostato de baixa = 2.A.DGT Exemplo 1 (R22. deve ser analisada com a Engenharia da Danfoss do Brasil. S.9 bar (-7°C) HP2 . S.8 bar (-17°C) HP1 . o que corresponde a uma temperatura do gás de descarga de 135°C.

úmida ou inflamável.CASA DE MÁQUINAS Observe as seguintes recomendaçõe antes de instalar a unidade condensadora: 1. • Local onde não exista nada que possa impedir a circulação de ar e com espaço suficiente para manutenção.As unidades condensadoras e compressores não devem operar em ambientes cuja atmosfera seja corrosiva. 3. 5. Para otimizar as condições de operação da unidade. 4. • Nos trechos verticais. na qual o fluxo de ar não deve ser restringido. prever sempre uma ligeira queda (1/2%) em direção ao compressor (cerca de 5 mm por metro linear de tudo). 6. Correto Área de abertura de escape = 2 vezes área de face dos condensadores Corte Vertical 12 . o aletado do condensador deve ser limpo regularmente. IMPORTANTE: • Compressores novos são pressurizado em fábrica com gás inerte (nitrogênio). 5.Verifique a rotação adequada do ventilador (ar em direção ao compressor). A unidade condensadora deve estar localizada em uma área bem ventilada. 1 x altura do condesador Espaço livre mínimo: 2 x comprimento da unidade Sem janelas de saída O exaustor funciona com qualquer compressor ligado. Abertura de escape Ventilação com janelas de saída (sem ventilação adicional) Ventilação com janelas insuficientes (com ventilação adicional) O exaustor funciona quando a temperatura interna atingir o nível ajustado para o termostato. Observe a disposição da tubulação para evitar rigidez e conseqüente quebra de componentes.2 . • A linha de sucção deve sempre ser isolada termicamente para manter o superaquecimento adequado para o compressor.EQUIPAMENTO A instalação do equipamento deve ser feita em: • Piso nivelado (inclinação máxima 3%). Certifique-se de que a unidade esteja protegida contra intempéries. • Ambiente onde não exista acúmulo de sujeira. • Despressurize o equipamento abrindo as válvulas de sucção e descarga do compressor antes de conectá-lo ao sistema de refrigeração. Sujeira e pó também são prejudiciais à correta operação do equipamento. ácida. • Nos trechos horizontais.5 INSTALAÇÃO 5. e que a temperatura do ar ambiente esteja sempre em conformidade com a seleção da unidade condensadora. É importante verificar que não haja recirculação do fluxo de ar do condensador. 7. 2.1 . prever a instalação de um sifão a cada 3 metros.

Partida do sistema (start up).Procedimentos de detecção de vazamentos e vácuo 6. ligados externamente a um módulo eletrônico (Kriwan) incorporado à caixa elétrica destes compressores.090 . possuem o mesmo dispositivo de proteção interna (Klixon) dos compressores recíprocos.Dimensionamento e instalação correta dos componentes elétricos 6. possuem um termostato interno de rearme automático. instalado no bobinado do motor. SM e SZ 084 . • Os compressores Scroll Danfoss-Maneurop. podem funcionar com rotação invertida durante um período máximo de 2 horas. possuem 3 (três) sensores PTC internos localizados no bobinado do motor um em cada fase.110 .: Estes compressores Scroll acima citados.Processo de solda 6.120 .185. DIMENSIONAMENTO E INSTALAÇÃO CORRETA DOS COMPONENTES ELÉTRICOS: • Dimensionar os componentes elétricos conforme normas da ABNT e recomendações do fabricante do compressor. possuem um dispositivo interno de proteção elétrica bi-metálico (Klixon) de rearme automático instalado no bobinado do motor que interrompe todas as fases.Dimesionamento de proteções elétricas externas 6.Limpeza e descontaminação do sistema 6. MTZ. 13 .Dimensionamento e instalação correta das tubulações e componentes do sistema 6.2 .Sobrecarga de corrente Obs.9 . 6.6 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DE COMPRESSORES Para assegurar a integridade e o perfeito funcionamento dos compressores.175 .Rotor bloqueado . as seguintes recomendações devem ser seguidas: 6.Carga e troca de óleo 6. portanto. • Os compressores Scroll Danfoss-Maneurop.300. • Os compressores Scroll Danfoss-Maneurop.100 .160 .4 .Carga de fluido refrigerante 6. SM e SZ 115 .8 .6 .125 .10 .5 .148 161. dispositivos externos de proteção devem ser obrigatoriamente instalados para proteger o compressor de: . MT. SY e SZ 240 .7 .Casa de máquinas 6. LT e LTZ.1 . produzindo alto ruído e falta de compressão. Este termostato deve estar ligado no circuito de segurança do sistema que deve ser de rearme manual e quando devidamente instalado protege o motor apenas por alta temperatura.3 . • Todos os compressores recíprocos Danfoss-Maneurop.1.

.O relé deve atuar se uma das fases falhar. sifões.Facilitar a manutenção do sistema. curvas. • Disjuntor . Recomendações para instalação de tubulação 14 .A corrente nominal de trabalho é a corrente de operação do compressor durante o regime determinado de trabalho. .6. podem ser obtidos nos catálogos dos compressores ou neste manual. • Falta de fase .Garantir que o óleo que migra para o sistema retorne para o compressor. Estes valores de corrente podem ser obtidos nos catálogos ou programa de seleção de compressores. Obs.Reduzir as perdas de carga para garantir a capacidade e eficiência térmica de projeto. Obs.Não permitir a migração de fluido refrigerante no estado líquido para o compressor.: 1 . 6.Devem ser selecionados baseados na corrente nominal de trabalho acrescida de no máximo 25%.Eliminar os vazamentos provenientes de vibração. O relé também deve desarmar antes de 10 segundos na corrente de rotor bloqueado. etc) tem por finalidade: .DIMENSIONAMENTO E INSTALAÇÃO CORRETA DAS TUBULAÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA: • A tubulação do sistema deve ser dimensionada pela velocidade do fluido refrigerante e não pelo diâmetro dos tubos do compressor (sucção e descarga) ou componentes. 2 . O relé de sobrecarga deve desarmar se o motor trabalhar por até 2 minutos com uma corrente 10% maior que a máxima corrente de trabalho. .Os esquemas recomendados de ligação dos compressores.DIMENSIONAMENTO DE PROTEÇÕES ELÉTRICAS EXTERNAS: • Contactora – Devem ser selecionadas baseadas na corrente nominal de trabalho (em regime) mais 20% (esta é a menor capacidade admissível). • Os máximos valores de desbalanceamento são:Tensão = 2% e Corrente = 10%.2 . . • Relé de sobrecarga . principalmente na linha de sucção. • O correto dimensionamento e instalação das tubulações (tubos.3 .: Um bom isolamento térmico das tubulações. rigidez e dilatação.Devem ser selecionados baseados na corrente nominal de trabalho acrescida de no máximo 40%. é fundamental para o rendimento do sistema e a vida útil do compressor.

• Para montagens de compressores em paralelo consultar a Danfoss para obtenção do procedimento para esta configuração. causando baixo retorno de óleo.• Os componentes do sistema. separador de óleo. a velocidade do refrigerante na tubulação será reduzida. Obs. ATENÇÃO A falta de óleo pode causar o travamento do compressor. Em instalações onde há mais de um evaporador operando com temperatura de evaporação abaixo de -10ºC.: É importante lembrar que o correto serviço de solda dos tubos e componentes é vital para o bom funcionamento do sistema. se faz necessária a instalação de um separador de óleo. devem ser dimensionados pela capacidade do sistema e não pelo diâmetro da tubulação. etc. isto por que a miscibilidade do refrigerante diminui com a queda da temperatura e se um dos evaporadores parar. Figura 1 Obs. 15 . filtro.: O retorno do óleo poderá ser feito pela linha de sucção ou diretamente no cárter do compressor. válvula de expansão termostática. (veja figura 1 e 2).

Para o selecionamento correto das tubulações deve-se seguir as tabelas 1.Sistemas mais críticos exigem recursos de proteção adicionais. 3.O diâmetro das conexões das unidades condensadoras e dos evaporadores não poderão servir de parâmetro para o selecionamento dos diâmetros do restante do sistema. os seguintes pontos devem ser observados: . particularmente o evaporador e a válvula de expansão. Para evitar golpes de líquido.A máquina deve atingir um estado de equilíbrio após a partida (observar intervalos de funcionamento e ciclagem). . acumuladores de sucção. 4 e 5. . ATENÇÃO Golpes de líquido podem danificar o compressor.Todos os componentes devem ser compatíveis em capacidade. 3.O superaquecimento na saída do evaporador deve ser da ordem de 7 a 10 K (conforme projeto). inclusive a tubulação. . 2. 4 e 5 nas páginas seguintes.Consulte nossa engenharia para obter orientações sobre o dimensionamento dos tubos para refrigerantes não citados nas tabelas 1.Todo o sistema deve ser cuidadosamente calculado e balanceado.Instalação do Separador de Óleo Figura 2 IMPORTANTE: . etc. 16 . como separadores de óleo. 2. . recolhimento de gás. .

R-22 temperatura de evaporação temperatura de evaporação 5ºC -7ºC Comprimento Equivalente (m) Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 Diâmetro da Linha de sucção .National Refrigerants .R-22 temperatura de evaporação temperatura de evaporação -18ºC -23ºC Comprimento Equivalente (m) Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 temperatura de evaporação -12ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 13/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 21/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 temperatura de evaporação -29ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 13/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 21/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 4000 1008 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 4000 1008 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Obs.2nd Edition .Tabela 1: Diâmetro da Linha de sucção .1997 17 .: Os diâmetros que estão em negrito indicam que os tubos no sentido vertical devem ser reduzidos uma bitola a menos. Tabela Extraída do Refrigerant Reference Guide .

2nd Edition .National Refrigerants .Tabela 2: Diâmetro da Linha de líquido .R-22 Do tanque de líquido para válvula de expansão Comprimento Equivalente (m) 8m 15 m 23 m 30 m 45 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 Btu/h 1000 3000 4000 6000 9000 12000 15000 18000 24000 30000 36000 42000 48000 54000 60000 66000 72000 78000 84000 90000 120000 150000 180000 210000 240000 300000 360000 480000 600000 Capacidade Frigorífica Kcal/h W 252 293 756 879 1008 1172 1512 1758 2268 2637 3024 3516 3780 4395 4536 5274 6048 7032 7560 8790 9072 10548 10584 12306 12096 14064 13608 15822 15120 17580 16632 19338 18144 21096 19656 22854 21168 24612 22680 26370 30240 35160 37800 43950 45360 52740 52920 61530 60480 70320 75600 87900 90720 105480 120960 140640 151200 175800 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 Tabela Extraída do Refrigerant Reference Guide .1997 18 .

1997 19 .National Refrigerants .: Os diâmetros que estão em negrito indicam que os tubos no sentido vertical devem ser reduzidos uma bitola a menos. Tabela Extraída do Refrigerant Reference Guide .R-404A e R-507 temperatura de evaporação temperatura de evaporação -29ºC -34ºC Comprimento Equivalente (m) Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 4 1/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 5 1/8 temperatura de evaporação -23ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5 /8 4 1/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 temperatura de evaporação -40ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 5 1/8 Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 4000 1008 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 4000 1008 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Obs.2nd Edition .Tabela 3: Diâmetro da Linha de sucção .R-404A e R-507 temperatura de evaporação temperatura de evaporação -7ºC -12ºC Comprimento Equivalente (m) Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 1/2 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5 /8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/s8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 Diâmetro da Linha de Sucção .

1997 20 .National Refrigerants .2nd Edition .R-404A e R-507 Do tanque de líquido para válvula de expansão Capacidade Frigorífica Comprimento Equivalente (m) Kcal/h W 8m 15 m 23 m 30 m 45 m 252 293 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 756 879 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1008 1172 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1512 1758 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 2268 2637 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3024 3516 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3780 4395 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 4536 5274 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 6048 7032 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 7560 8790 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 9072 10548 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 10584 12306 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 12096 14064 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 13608 15822 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 15120 17580 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 16632 19338 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 18144 21096 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 19656 22854 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 21168 24612 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 22680 26370 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 30240 35160 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 37800 43950 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 45360 52740 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 52920 61530 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 60480 70320 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 75600 87900 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 90720 105480 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 120960 140640 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 151200 175800 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 Btu/h 1000 3000 4000 6000 9000 12000 15000 18000 24000 30000 36000 42000 48000 54000 60000 66000 72000 78000 84000 90000 120000 150000 180000 210000 240000 300000 360000 480000 600000 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 Tabela Extraída do Refrigerant Reference Guide .Tabela 4: Diâmetro da Linha de líquido .

National Refrigerants .R-134a temperatura de evaporação temperatura de evaporação -12ºC -18ºC Comprimento Equivalente (m) Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 3 1/8 3 5/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 5 1/8 3 1/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 Do tanque de líquido para a válvula de expansão Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 Obs.R-134a temperatura de evaporação -1ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 temperatura de evaporação -7ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 1/2 1/2 1/2 1/2 5/8 1/2 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 3 1/8 3 5/8 4 1/8 4 1/8 5 1/8 5 1/8 Diâmetro da Linha de líquido R-134a Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 1008 4000 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Capacidade Frigorífica Btu/h Kcal/h W 1000 252 293 3000 756 879 4000 1008 1172 6000 1512 1758 9000 2268 2637 12000 3024 3516 15000 3780 4395 18000 4536 5274 24000 6048 7032 30000 7560 8790 36000 9072 10548 42000 10584 12306 48000 12096 14064 54000 13608 15822 60000 15120 17580 66000 16632 19338 72000 18144 21096 78000 19656 22854 84000 21168 24612 90000 22680 26370 120000 30240 35160 150000 37800 43950 180000 45360 52740 210000 52920 61530 240000 60480 70320 300000 75600 87900 360000 90720 105480 480000 120960 140640 600000 151200 175800 Diâmetro da Linha de Sucção .2nd Edition .: Os diâmetros que estão em negrito indicam que os tubos no sentido vertical devem ser reduzidos uma bitola a menos. Tabela Extraída do Refrigerant Reference Guide .1997 21 .Tabela 5: Diâmetro da temperatura de evaporação 5ºC Comprimento Equivalente (m) 8 m 15 m 23 m 30 m 45 m 61 m 3/8 3/8 3/8 3/8 3/8 1/2 3/8 1/2 1/2 1/2 5/8 5/8 1/2 1/2 5/8 5/8 5/8 5/8 1/2 5/8 5/8 5/8 7/8 7/8 5/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 5/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 7/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 7/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 1/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 1/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 3/8 1 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 1 3/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 1 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 2 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 2 1/8 2 5/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 2 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 2 5/8 3 1/8 3 1/8 3 1/8 3 5/8 3 5/8 Linha de sucção .

Limpar trecho a trecho. e a válvula solenóide.Ter espaço para manutenção .FALHAS MECÂNICAS • Recolher o fluido refrigerante do sistema (utilizar uma recolhedora) que somente será reaproveitado depois de descontaminado. • Sem equipamento para bombeamento de R-141B: .Limpar trecho a trecho ou colocar um tubo no local do filtro. • Remover o compressor. • As varetas de solda devem conter no mínimo 5% de prata. repita este procedimento até que o R-141B saia totalmente claro.4 . injetando R-141B pressurizado com N2. o tempo e condições de processo.Ser limpa . para evitar a oxidação (carepa) dentro dos tubos. • Utilizando equipamento para bombeamento de R-141B: . 22 .: Verificar a capacidade mínima da bomba. deve-se verificar o filtro da linha de líquido.CASA DE MÁQUINAS • A casa de máquinas é o local da instalação do compressor ou unidade condensadora. Após o término desta operação remover o R-141B com N2 (nitrogênio).5 .Ter fácil acesso . da válvula de expansão e da válvula solenóide para limpeza do sistema completo. 6. As válvulas solenóide devem ser energizadas ou removidas.Facilitar a troca de calor do condensador e do compressor (boa circulação de ar com temperatura dentro dos valores de projeto) 6. o filtro novo na linha de líquido. e deve: . a válvula de expansão.6. deve-se trocar o óleo dos demais compressores. • Em sistemas com dois (Tandem) ou mais compressores em paralelo. Obs. • Instalar o compressor. ou colocar um tubo no local do filtro. • Remover os filtros e a válvula de expansão. caso este esteja sujo.: Limpar o filtro da válvula de expansão caso ela possua.6.PROCESSO DE SOLDA (BRASAGEM) • O processo de solda deve ser realizado sempre com a passagem de um gás inerte (nitrogênio) dentro da tubulação. Obs.1 . mantenha este procedimento até que o R-141B saia totalmente claro. • Para a limpeza do evaporador e do condensador. o fluxo de R-141B deve ser no sentido da gravidade (de cima para baixo) para auxiliar na remoção de impurezas.LIMPEZA E DESCONTAMINAÇÃO DO SISTEMA 6. remova todo o R-141B com o N2.6 . principalmente em sistemas que utilizem gases HFC. da válvula de expansão e da válvula solenóide para limpeza do sistema completo.

7.QUEIMA DO MOTOR DO COMPRESSOR • Em sistemas com dois ou mais compressores. sempre haverá o risco iminente de uma nova queima. Esta acidez causa cobreamento interno do compressor e assim diminui as folgas entre as partes móveis prejudicando a lubrificação. • Para acelerar o processo de limpeza. até que o sistema esteja totalmente livre de acidez. este fenômeno pode provocar tanto falhas mecânicas quanto elétricas no compressor. • Ar e umidade também aumentam o risco de acidez no sistema. é recomendável utilizar um filtro super-dimensionado na linha de líquido.DETECÇÃO DE VAZAMENTOS Existem 2 métodos para a detecção de vazamentos: • 10 método .7 .7.6. • 20 método . Após 72 horas com o sistema em funcionamento verifique o nível de acidez e. Este procedimento deve ser feito a cada 2 semanas. • Repetir os procedimentos de limpeza citados no item 6. 6.Por pressurização do sistema. 23 . Além disso a acidez também danifica o isolamento do motor elétrico. o valor mínimo medido deve ser 20 MΩ. ou seja. ou seja. comprometendo as propriedades lubrificantes do óleo e a vida útil do compressor. São equipamentos adequados para este processo: detector de hélio ou detergente líquido ou água e sabão ou espuma. 6. caso este valor seja menor. deve-se trocar o compressor.FINALIDADE DO VÁCUO • Remoção de umidade e gases incondensáveis do sistema. executar o teste de continuidade e isolamento elétrico dos demais compressores.: Se o filtro selecionado for um DML 164.2 . No caso de compressores aprovados nestes testes deve-se trocar o óleo e efetuar a limpeza dos mesmos.1 . Os gases incondensáveis aumentam a pressão de condensação causando temperatura excessiva na descarga.PROCEDIMENTOS DE DETECÇÃO DE VAZAMENTOS E VÁCUO 6. com um tamanho de carcaça superior. Para o teste de isolamento elétrico utilizar um Megahomímetro aplicando 500V entre uma fase e o terra da carcaça do compressor. deve-se instalar um filtro pós-queima na linha de sucção (pode-se utilizar um filtro tipo DAS ou um filtro DCR com núcleo tipo 48 DA). pois a presença destes compromete o bom funcionamento do compressor e de todo o sistema de refrigeração.2 . Nunca use oxigênio ou ar seco devido ao risco de explosão. Não se deve utilizar reagentes químicos para esta finalidade pois podem provocar contaminação no óleo.1. Ex.Através do vácuo. trocá-lo por um DML 304.6. se necessário troque novamente o filtro do sistema. O procedimento de vácuo descrito abaixo informa como detectar vazamentos através deste método.6. • Para descontaminar o sistema. ATENÇÃO Se a acidez não foi corretamente removida do sistema. através de nitrogênio ou hélio.

• Feche o registro nº1 e verifique a estanqueidade do equipamento. lacrar os tubos. 1º Passo:Teste do equipamento de vácuo (bomba de vácuo e acessórios) • As ligações do equipamento de vácuo deverão ser como no fluxograma acima.7. 6. o compressor deve ser isolado do sistema e as mangueiras do manifold conectadas nas respectivas válvulas de sucção e descarga. Se o sistema tiver válvulas de serviço. • Se a pressão aumentar rapidamente. • Com os registros do manifold e o registro nº3 fechados e os registros nº1 e 2 abertos. após o processo de evacuação. o sistema possui vazamentos. certifique que o sistema esteja totalmente sem pressão. Reinicie este procedimento até que o equipamento esteja estanque.6. faça os reparos e recomece o processo de evacuação.7. É recomendado o uso de mangueiras de 3/8” a 3/4” de diâmetro para minimizar as perdas de pressão.PROCEDIMENTO DE VÁCUO Fluxograma 1: OBSERVAÇÕES: 1. 2. caso a pressão aumente. Não é recomendado o uso de válvulas schrader. será necessário adaptar uma válvula ou tubos nas linhas de sucção e descarga para conexão do equipamento de vácuo e. 2º Passo: Evacuação do sistema • Abra os registros nº1 e 2 e os do manifold. então efetue o vácuo até atingir 500µHg. Caso o sistema não possua válvulas de serviço.BOMBA DE VÁCUO • Deve-se usar uma bomba de vácuo de duplo estágio com “GAS BALLAST” e capacidade compatível com o volume do sistema. Localize-os.: Antes de iniciar o processo de vácuo.3 .4 . para não danificar o vacuômetro. deve-se primeiro efetuar o vácuo no compressor e depois no sistema. pois elas provocam grande perda de pressão resultando em falsas leituras. Obs. 24 . • Feche o registro nº 1 e verifique o comportamento da leitura no vacuômetro por 30 minutos no mínimo. ligue a bomba de vácuo até atingir o valor de vácuo (no vacuômetro) recomendado pelo fabricante da bomba (este valor não deve ser superior a 150µHg). localizar o vazamento e reparar. • No caso de sistemas com válvulas de serviço.

• Se a pressão aumentar vagarosamente. 25 . observe o nível de óleo por algumas horas até o sistema se estabilizar. • Recomece o processo de evacuação. conforme o exemplo do gráfico a seguir.CARGA E TROCA DE ÓLEO ATENÇÃO Ao partir o equipamento. quando houver. O nível de vácuo deve ser o mesmo. ou diretamente na linha de líquido. em qualquer dos casos. depende do tipo de fluido refrigerante usado. A falta de óleo pode causar o travamento do compressor. • Caso o sistema requeira uma carga adicional de óleo. Os tempos do exemplo acima servem de referência para instalações relativamente pequenas. • Feche todos os registros do equipamento de vácuo e inicie o processo de carga de fluido refrigerante. A forma de carga. sistemas de maior capacidade e dimensões apresentarão intervalos significativamente maiores. com ele ligado.CARGA DE FLUIDO REFRIGERANTE • Toda a carga de fluido refrigerante deve ser efetuada pelo tanque de líquido. 6. carga líquida nos blends ou vapor nos demais refrigerantes. das recomendações do fabricante do equipamento/instalação e do tipo de fluido refrigerante usado. • Utilizar sempre o óleo apropriado para o fluido refrigerante do sistema e recomendado pelo fabricante do compressor.8 . independente da capacidade do sistema. • O complemento da carga de fluido refrigerante deve ser feito pela sucção do compressor. 6.9 . então o sistema contém umidade e/ou gases incondensáveis. respectivamente. • A quantidade e a forma de carga (líquida ou vapor) depende. repita esta operação até que a leitura se estabilize. a quantidade a ser acrescentada deverá obedecer às recomendações do fabricante do equipamento. este processo deve ser feito lentamente para não injetar grandes quantidades de fluido refrigerante líquido no compressor. Feche os registros nº 1 e 2 e abra o registro nº 3. Quebre o vácuo com N2 (Nitrogênio).

recomenda-se observar o nível de óleo por 2 horas no mínimo. não será necessário efetuar a troca do óleo. completar lentamente a carga de óleo através da sucção do compressor e com o auxílio de uma bomba de óleo. para que estes não comprometam os novos compressores instalados. TIPO DE ÓLEO Compressor MT .R-404A 160PZ 160P Compressores Scroll SZ 160SZ SY R-22 320SZ 26 . após a partida do sistema. 7754001 (2 litros) 7754002 (5 litros) Compressores Recíprocos MTZ LTZ (serial Nº ≤ 2419719) LTZ (serial Nº ≥ 2419720) SM 160PZ 7754019 (1 litro) 160PZ 7754025 (1 litro) 7754026 (2 litros) 7754001 (1 litro) 7754002 (5 litros) 7754023 (1 litro) 7754024 (2 litros) 7754121 (1 litro) 7754122 (2 litros) R-404A .R-507A R-404A . após o sistema em funcionamento. para que o nível não ultrapasse 3/4 do visor. deve-se observar o nível de óleo no visor do compressor (deve ficar entre 1/4 e 3/4) e.R-404A R-134a . no caso da queima de um dos compressores. • Tipo de óleo e carga de óleo para compressores Danfoss-Maneurop (Consultar tabelas na página 28) Obs. se o sistema estiver ajustado para operar em condições apropriadas de trabalho. deve-se seguir os procedimentos de limpeza do sistema e verificar as condições elétricas e mecânicas dos compressores restantes quanto a possíveis danos.402B R-134a . O tempo deste processo depende do tamanho da instalação. • Em sistemas que possuam compressores em paralelo ou “booster”. • No caso de sistemas com tubulações longas.R-507A Tipo de óleo 160P Cód. • O óleo tem a vida útil relacionada com as condições gerais do sistema. / Quant. se necessário.: Consulte a Engenharia da Danfoss ou a tabela de lubrificação para outras opções.R-407C .R-507A R-22 R.• A carga de óleo deve ser feita antes do vácuo e diretamente no cárter do compressor.LT Refrigerante R-22 R-402B R-407C . Recomenda-se monitorar a qualidade do óleo a cada ano em busca de sinais de degradação e substituí-lo se não estiver em condições.

100 084 .40 22 . Em geral. a temperatura do gás superaquecido menos a temperatura de saturação é igual ao superaquecimento no evaporador.CARGA DE ÓLEO Série MT/MTZ LT/LTZ MT/MTZ LT/LTZ MT/MTZ LT/LTZ SM/SZ SM/SZ SM/SZ SM/SZ SZ/SY Modelo 18 .125 .O nível de óleo .50 100 .Obter a pressão na saída do evaporador e transformar em temperatura através de uma régua ou tabela.50 .185 240 . como sendo a diferença de temperatura do gás no estado saturado (líquido + vapor) e o gás superaquecido (apenas vapor).3 3.2 8.100 . o valor obtido não pode ser inferior a 3K.O sub-resfriamento .125 160 175 . devemos seguir os procedimentos abaixo: .80 40 .Medir a temperatura na saída do evaporador no local onde está instalado o bulbo da válvula de expansão termostática (no tubo de sucção na mesma direção do bulbo porém do lado oposto).SUPERAQUECIMENTO Define-se "superaquecimento". Para uma leitura precisa desta temperatura.22 . deve-se instalar o sensor devidamente encostado no tubo e isolá-los termicamente do contato com o ar. o superaquecimento do evaporador e o superaquecimento na sucção do compressor (superaquecimento total do sistema): • O superaquecimento do evaporador é o superaquecimento medido na saída do evaporador e para monitorá-lo.A tensão de alimentação 6. ou seja.Para garantir que exista superaquecimento.9 3. o que pode causar sérios danos ao compressor.110 .72 .As pressões de alta e baixa .A corrente elétrica . Esta é a temperatura do gás superaquecido.32 .10 .O superaquecimento . A ausência de superaquecimento indica que o compressor está succionando refrigerante em estado líquido (fenômeno conhecido por "retorno de líquido"). 27 .64 .28 44 .44 .PARTIDA DO SISTEMA (START UP): • A partida do equipamento deve ser monitorada até o sistema entrar em regime temperatura de operação.A temperatura de descarga do compressor .0 6. deve-se monitorar dois tipos de superaquecimento em um sistema de refrigeração. durante este período deve-se monitorar: .120 -161 115 .28 .8 4.300 Quantidade (litros) 0. . .1 . A diferença será o valor do superaquecimento no evaporador.95 1.10. .8 3. Esta é a temperatura de saturação (quando há líquido + vapor).36 .144 .160 88 .Subtrair da temperatura obtida pelo sensor o valor de temperatura convertido da pressão.0 6.090 .56 .

.Falta ou excesso de fluido refrigerante no sistema. • Os fatores que podem alterar o superaquecimento são: .Obter a pressão na sucção do compressor e transformar em temperatura através de uma régua ou tabela. . e não deve ser superior ao valor máximo de superaquecimento encontrado no envelope de aplicação do compressor para a condição de trabalho do sistema.: O superaquecimento de um sistema depende de seu projeto. A diferença será o valor do superaquecimento na sucção do compressor.Para garantir que exista superaquecimento.Bulbo da válvula de expansão instalado em local errado. a temperatura do gás superaquecido menos a temperatura de saturação é igual ao superaquecimento total do sistema. Esta é a temperatura do gás superaquecido na sucção do compressor.Exemplo com R-22: Pev= 1.Selecionamento incorreto da válvula de expansão ou do orifício.Troca térmica insuficiente ou bloqueio do evaporador.Isolamento térmico incorreto ou ausência de isolamento térmico na tubulação.Válvula instalada na posição errada. Obs. o valor obtido não pode ser inferior 3. com mau contato no tubo ou sem isolamento térmico.0 K. deve-se instalar o sensor devidamente encostado no tubo e isolá-los termicamente do contato com o ar. . .0 bar Tev = -25º C T bulbo = -20º C DTsa = -20°C .Medir a temperatura na sucção do compressor (no tubo de sucção a cerca de 10 cm do compressor). Esta é a temperatura de saturação (quando há líquido + vapor).Subtrair da temperatura obtida pelo sensor na sucção do compressor o valor de temperatura convertido da pressão. Para uma leitura precisa desta temperatura. . . . . . ou seja. 28 .Ruptura eventual do capilar ou do bulbo da válvula.(-25°C) = 5 K (Superaquecimento no Evaporador) • Superaquecimento do sistema é o superaquecimento medido na entrada do compressor e para monitorá-lo devemos seguir os procedimentos abaixo: .

As duas situações causarão danos ao compressor. 29 . Um superaquecimento excessivo pode deteriorar o óleo lubrificante.(-25°C) DTsa = 10 K (Superaquecimento total do Sistema) ATENÇÃO Cuidado com as leituras de superaquecimento.Exemplo com R-22: Psuc= 1bar Tev= -25º C T suc= -15º C DTsa = -15°C . enquanto que um superaquecimento muito baixo pode acarretar retorno de líquido ao compressor.

• Os fatores que podem alterar o sub-resfriamento são: . pois há líquido + vapor.Obter a pressão de condensação e transformar em temperatura através de uma régua ou tabela.0 K.31°C = 5 K (sub-resfriamento) 30 .Problemas de troca térmica na condensação.Para garantir que exista sub-resfriamento. Para uma leitura precisa desta temperatura. A diferença. será o valor do sub-resfriamento na saída do condensador. . Esta é a temperatura do líquido sub-resfriado na saída do condensador. .SUB-RESFRIAMENTO Define-se "sub-resfriamento".Falta ou excesso de fluido refrigerante no sistema. Obs.2 . como sendo a diferença de temperatura do fluido refrigerante no estado saturado (líquido + vapor) e o fluido sub-resfriado (apenas líquido). Exemplo com R-22: Pcd= 13bar Tcd= 36ºC TLL= 31º C DTsr = 36°C . .Medir a temperatura no tubo de saída do condensador. ou seja. . deve-se instalar o sensor devidamente encostado no tubo e isolá-los termicamente do contato com o ar.10. • O sub-resfriamento é medido na saída do condensador e para monitorá-lo devemos seguir os procedimentos abaixo: .Subtrair do valor de temperatura convertido da pressão de descarga.: O sub-resfriamento de um sistema depende de seu projeto.6. Esta também é uma temperatura de saturação. .Regulagem da válvula de expansão. a temperatura de saturação menos a temperatura da saída do condensador é igual ao sub-resfriamento. a temperatura obtida pelo sensor na saída do condensador. o valor obtido não pode ser inferior 3.

Superaquecimento 31 .: O bulbo da válvula deve ser isolado termicamente.7 INSTALAÇÃO DA VÁLVULA DE EXPANSÃO Variação do superaquecimento em função do ajuste Identificação do Bulbo Posição do Bulbo Isolamento do Bulbo Posição da válvula do distribuidor Obs.

5 27.5 27.5 B 27.5 27.TE 12.5 27.TE 5.5 27. Os valores de “Y” para cada orifício estão nas tabelas abaixo: Orifício para TE 5 Y = ±1 mm Nº do Orifício 01 02 03 04 Nº do Código 068B2089 068B2090 068B2091 068B2092 N 26 26 26 26 R-22 Faixa B 26 26 26 26 R-134a Faixa N 27 27 27 27 R-404A Faixa N 27. devem ter o comprimento da mola “Y” ajustado.5 Nº do Orifício 01 02 01 02 01 02 Y = ±1 mm Nº do Orifício 01 02 03 04 Nº do Código 068B2005 068B2006 068B2007 068B2008 N 35 35 35 35 R-22 Faixa B 35 35 35 35 R-134a Faixa N 35 35 35 35 N 36 36 36 36 R-404A Faixa B 36 36 36 36 Nº do Código 068G2001 068G2002 068G2005 068G2006 068G2011 068G2012 N – – 32 32 – – R-22 Faixa B – – 34 34 – – Orifício para TE 55 Y = ±1 mm R-134a Faixa N 31 31 – – – – N 33 33 – – – – R-404A Faixa B 33 33 – – – – Orifício para TE 12 Orifício para TE 20 Y = ±1 mm Nº do Orifício 01 01 01 Nº do Código 068B2170 068B2172 068B2175 N – 33.5 27.TE 20 e TE 55.Identificação Ajustes de Fábrica Instalação Faixa N = -40 ➔+10ºC (-40ºF ➔50ºF) Faixa B = -60 ➔-25ºC (-75ºF ➔15ºF) IMPORTANTE: Os orifícios das válvulas de expansão maiores.5 – R-22 Faixa B – 36 – R-134a Faixa N 32 – – N – – 35 R-404A Faixa B – – 35 32 .

Correta posição do bulbo Instalação do distribuidor Montagem Isto gera maior perda de carga e acúmulo de óleo. Montagem 33 .

a resistência do cárter deve estar permanentemente energizada. A seguir. está a ilustração e explicação detalhada do funcionamento deste sistema. • Sistemas que operem com degelo a gás quente. a resistência do cárter deve ser energizada por 12 horas no mínimo antes da partida. No acionamento inicial ou após um período sem funcionar. 8. 8. A sua utilização é obrigatória em: • Aplicações onde exista mais de um evaporador para uma única unidade.2 .1 . uma possível quebra do compressor. Dessa forma o compressor deverá succionar o fluido refrigerante até que o pressostato desarme. 34 .RESISTÊNCIA DO CÁRTER A resistência de cárter é uma proteção contra a presença de pequenas quantidades de fluido refrigerante no estado líquido acumulado no cárter do compressor. A chave elétrica na posição “desligada” deve fechar a válvula solenóide. • Sistemas onde a distância do evaporador supera os 15 metros.ACUMULADOR DE SUCÇÃO Este componente oferece proteção contra retorno de refrigerante para o compressor durante a operação.3 .8 USO DE EQUIPAMENTOS OU ACESSÓRIOS OPCIONAIS DE SEGURANÇA 8. Ela evapora esse fluido evitando assim. Durante a operação normal. Ver abaixo as referências destes acessórios: Modelo HGM / HCM / HGZ / HCZ LGZ SCROLL Compressor MT(Z) 18 / MT(Z) 160 LTZ 22 / LTZ 100 SM (Z) 084 / 160 SM (Z) 084 / 160 SM (Z) 185 SM (Z) 185 SY (Z) 240 / 300 SY (Z) 240 / 300 Tipo 35 W PTC 230V / 600V 50W-400V 50W-230V 75W-400V 75W-230V 130W-230V 130W-400V Resistência Código 7773001 7773009 7773003 7773011 7773007 7773122 7773123 As resistências de cárter podem ser fornecidas para cada modelo de compressor.CICLO DE PARADA POR RECOLHIMENTO DO REFRIGERANTE (PUMP DOWN) Esta é a maneira mais eficaz de proteção na parada do equipamento.

Em virtude do fechamento da válvula.) Ajuste (psig) R-22 22 320 R-134a 20 290 R-404A 23 335 R.4 .REGULAGEM DO PRESSOSTATO HP/LP O pressostato de alta e baixa Danfoss KP 15 (rearme manual). Para sistemas sem ciclo de recolhimento (Pump down). Observar atentamente a regulagem da pressão “desliga”. uma causa em potencial de falhas devido à formação de centelhamento.1 bar (2 psig). o qual desligará o compressor. Obs. Refrigerante Ajuste (bar g. a válvula solenóide será fechada (figura A). 8. a pressão do lado de baixa cairá até o ponto de corte do pressostato. Quando a temperatura ambiente diminuir até o ponto de desligamento do termostato. Certifique-se de que o ajuste de alta pressão não exceda a pressão máxima de operação do compressor. Segurança em alta pressão O pressostato de alta pressão é necessário para parar o compressor se a pressão de descarga exceder os valores mostrados na tabela abaixo.402B 23 335 Segurança em baixa pressão O pressostato de segurança de baixa pressão protege o compressor contra a operação em vácuo. 35 .Instalação da Válvula Solenóide Típico circuito de refrigeração ▲ Figura A Figura B Seqüência para recolhimento do refrigerante (Pump down) A válvula solenóide na linha de líquido é controlada por um termostato ambiente.: Este sistema deve ser aplicado em todas as condições de funcionamento. O corte de segurança de baixa pressão nunca deve ser ajustado abaixo de 0. não é pré-ajustado em fábrica. o sinal de contato do pressostato LP deverá ser utilizado para energizar um alarme de segurança de baixa pressão. O pressostato de alta pressão pode ser ajustado conforme a aplicação e as condições ambientais. ajustada para garantir o mínimo resíduo de refrigerante líquido saturado no evaporador.

Ajuste a faixa para o valor de desliga (cut-out) 2.7 bar) = (1.: 11 (e) Fig.5 bar) (14 bar) - diferencial = liga 58 psi = 145psig (4 bar) = (10 bar) Fig. Ajuste a faixa para o valor de liga (cut-in) 2.1 bar) Ajuste Exemplo: diferencial = desliga desliga + 10 psi = 20psig 12psig + (0.: 11 (b) Máxima pressão de teste Conexões Fig.: 11 (h) 36 .: 11 (a) Local de instalação Fig. Diferencial fixo marcado na escala Exemplo: liga 30psig (2.: 11 (f) LP (baixa pressão) 1.: 11 (d) Fig. Ajuste o dif para o valor desejado LP (baixa pressão) 1.4 bar) (0.7 bar) = (1. Diferencial fixo marcado na escala HP (alta pressão) 1.Instalação do Pressostato Alta/Baixa Formato Montagem Fig. Ajuste a faixa para o valor de desliga (cut-out) 2.8 bar) + Exemplo: desliga diferencial = liga 10 psi = 22psig 203psig (0.: 11 (c) Fixação Fig.

com ajuste do diferencial em 1. Um pressostato de controle de alta pressão.5 .6 . Tanto os motores monofásicos quanto os motores trifásicos utilizados em unidades Blue Star. são adequados para o controle de velocidade.CONTROLE DE PRESSÃO O projeto com dois ventiladores no condensador torna fácil o controle de pressão de condensação. O controle contínuo de velocidade dos ventiladores é um método alternativo para manter constante a temperatura de condensação sob condições de flutuação.Pressostato de baixa PO .Contato auxiliar normal aberto K1 8.PRESSOSTATO DE ÓLEO Em compressores semi-herméticos Bock. Os controladores de velocidade dos ventiladores geralmente utilizam a alimentação de voltagem do motor para controlar sua velocidade em função da temperatura ou pressão de condensação. NA K1 . deve-se utilizar o pressostato diferencial de óleo Danfoss tipo MP 55. pois se consegue um ajuste com grande precisão.Fusível proteção 4 amp. Diagrama Elétrico do Pressostato de Óleo MP55: PH . Isto também melhora a confiabilidade operacional do compressor.Pressostato de óleo K1 . para impedir grandes flutuações da temperatura de condensação. pode ser utilizado para acionar e parar ventiladores.Contactor F1 .Pressostato de alta PL .8. o nível de ruído e consumo de energia.5 bar e 90 segundos para desarme. 37 . A utilização da válvula KVR+NRD é uma excelente opção. Danfoss tipo KP 5.

Evite contato com o óleo ou a borra ácida proveniente da queima. Instalação da Válvula KVL: 8. se estiver. Cuidado para não inalar grandes quantidades de refrigerante. 38 . Deve-se inspecionar as linhas e os componentes. • Verifique se o compressor está excessivamente aquecido. Para evitar a redução da vida útil do compressor recomenda-se utilizar uma válvula de expansão com MOP ou instalar na linha de sucção.PROCEDIMENTOS PARA VERIFICAÇÃO DE SISTEMAS APÓS QUEIMA DE COMPRESSOR Após a queima do motor de compressores herméticos e semi-herméticos. principalmente após uma queima. aguarde algumas horas para realizar novo teste. sistema de partida ou problemas mecânicos no compressor. o sistema deve passar por um processo de limpeza para a remoção total dos contaminantes. Se forem encontrados depósitos de carbono. • Purgue uma pequena quantidade de fluido refrigerante. Procedimentos: • Certifique-se que o compressor esteja realmente queimado. será facilmente percebida através do odor característico de queima. é sinal de contaminação. para evitar a queima de outros compressores.7 . 2. ATENÇÃO 1. próximo ao compressor. uma válvula reguladora de pressão tipo KVL. 3. use luvas de borracha. • Verifique se o protetor térmico está aberto. pois há grandes quantidades de produtos tóxicos decompostos. pois em caso de queima severa. • Verifique os comandos externos e realize testes nos mesmos.Verifique se não há problemas na alimentação elétrica.Controle de Pressão no Compressor Em sistemas que operam em baixas temperaturas (menos de -20ºC) deve-se utilizar proteção contra altas pressões na sucção no momento da partida do equipamento.

9 DIAGRAMAS ELÉTRICOS 9. CAIXA ELÉTRICA F C CS CR A+C Fusível Capacitor do ventilador Capacitor de partida Capacitor de marcha Capacidade de marcha K1 A1/A2 L1/L2/L3 N Chave contatora Bobina do contator Fases da rede Neutro Protetor térmico 39 .DIAGRAMAS ELÉTRICOS PARA COMPRESSORES DANFOSS-MANEUROP 1.1 . COMPONENTES DA UNIDADE CONDENSADORA Comp Compressor Vent Ventilador KP 61 Termostato KP 15 Pressostato de baixa pressão KP-TE Pressostato 2.

40 .

• Verifique sempre se a tensão do compressor é a mesma de alimentação e se as • • conexões elétricas estão feitas de forma correta. AWG mm2 Corrente máxima admissível (A) 14 12 10 8 6 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 250 300 350 400 500 1.5 4 6 10 16 25 50 70 70 95 120 120 150 185 240 15. Na aplicação com compressores MT 100.9. 160 com motor código 9 (380 Volts / 3 fases / 60Hz) deverá ser previsto um relé de sobrecarga (relé térmico) junto à contatora.5 21 28 36 50 68 89 134 171 171 207 239 239 272 310 364 Comprimento do circuito (m)-max 110 V 6 8 9 11 19 21 25 - 220 V 12 15 18 21 38 42 50 60 63 63 68 70 70 70 70 70 380 V 65 73 86 103 109 109 117 120 120 120 120 120 440 V 75 84 99 119 127 127 136 140 140 140 140 140 IMPORTANTE: • O equipamento deve ser instalado utilizando circuito de alimentação independente e protegido por fusíveis ou disjuntor do tipo retardado. Quando estiver dimensionando os cabos elétricos para unidades condensadoras. 144. lembre-se de acrescentar as correntes dos motores dos condensadores.2 . 41 . Para dimensionamento correto siga a tabela abaixo.5 2. previne principalmente contra problemas de funcionamento do equipamento. 125.ELÉTRICA O correto dimensionamento dos cabos elétricos. • O equipamento deve ser aterrado.

entre L1 e L2 = 220-215 = 5V entre L2 e L3 = 221-220 = 1V entre L3 e L1 = 224-220 = 4V Cinco volts é o desequilíbrio máximo.27% ATENÇÃO: O desequilíbrio excessivo entre as fases pode causar a queima do motor elétrico. enquanto o compressor está operando. caso contrário a garantia poderá ser prejudicada. Por exemplo: entre L1 e L2 = 215 V entre L2 e L3 = 221 V e entre L3 e L1 = 224 V. Fase L1 para L2 L2 para L3 L1 para L3 Leitura 215V 221V 224V Diferença Para a Média 220-215=5V 221-220=1V 224-220=4V 220 V MÉDIA % DESEQUILÍBRIO = 5 220 x 100 = 2.27% (máximo permitido = 2%) 220 percentual de desequilíbrio = Este desequilíbrio de tensão é maior que 2% e portanto não é aceitável. O cliente deve ser avisado. de Distribuição. Use-o na fórmula: 5 x 100 = 2. Após calcule o desequilíbrio para cada fase tomando a diferença entre a leitura de tensão (VOLTS) e a média.9. para que o mesmo entre em contato com a Cia. a média é de 215+221+224 dividido por três.DESBALANCEAMENTO DE TENSÃO ENTRE FASES Para checar o desequilíbrio de voltagem tome as leituras entre as fases no contator do compressor.3 . 42 . ou 220 V.

curtos-circuitos ou queima Reaperte os terminais Verifique a regulagem da válvula de expansão.10 ANÁLISE DE DEFEITOS POSSÍVEIS CAUSAS Disjuntor desligado Fusível queimado PROBLEMA Compressor não funciona AÇÕES CORRETIVAS Ligue o disjuntor Verifique os circuitos elétricos contra possíveis curtos.Verifique o equipamento no momento em que volte a funcionar Repare ou troque o contador Determine o tipo e causa do sistema ter sido desligado e corrija antes de religá-lo Verifique a existência de cabos soltos.Troque os fusíveis após detectar o problema O protetor térmico rearma automaticamente.Verifique o nível do óleo Refaça ou mude-as de posição Remova os não condensáveis Remova o excesso Abra a válvula Verifique o circuito elétrico Ajuste pressostato Limpe o condensador Ajuste a válvula de expansão Protetor térmico “aberto” Defeito no contator do compressor Sistema desligado por algum controle de segurança Problemas com o motor elétrico Cabos elétricos soltos Compressor barulhento ou vibrando Compressor inundado de líquido ou óleo Fixações impróprias das tubulações de sucção e líquido Alta pressão de descarga Não-condensáveis no sistema Excesso de refrigerante no sistema Válvula de descarga parcialmente fechada Ventilador(es) parado(s) Regulagem do pressostato Sujeira no condensador Alta temperatura de descarga Superaquecimento acima de 25ºC 43 .

PROBLEMA Baixa pressão de descarga Alta pressão de sucção Baixa pressão de sucção POSSÍVEIS CAUSAS Baixa pressão de sucção AÇÕES CORRETIVAS Verifique o item baixa pressão de sucção Reduzir a carga térmica ou acrescentar um outro compressor Verifique a posição do bulbo e regule o superaquecimento Verifique. repare os vazamentos e complete a carga de refrigerante Verifique o pressostato de baixa Mantenha o superaquecimento correto Corrija as tubulações Ajuste as faixas de controle do compressor Verifique o tamanho do separador e substitua Verifique o motivo e faça as modificações para o correto funcionamento Abra a válvula Limpe Retire o excesso Compressor perde óleo Falta de refrigerante Operando em vácuo Retorno de líquido para o compressor Tubulação imprópria Ciclagem excessiva Separador de óleo inadequado Protetor térmico do compressor “aberto” Operação fora das condições de trabalho Válvula de descarga parcialmente fechada Condensador sujo Excesso de refrigerante 44 . repare os vazamentos e complete a carga de refrigerante Limpe Troque o filtro Carga térmica excessiva Válvula de expansão totalmente aberta Falta de refrigerante Evaporador sujo ou congelado Filtro secador da linha de líquido bloqueado Mau funcionamento da válvula de expansão Temperatura de condensação muito baixa Válvula de expansão incorreta Verifique e regule o superaquecimento Verifique alternativas para regulagem da temperatura de condensação Verifique o selecionamento da válvula e do orifício e substitua o que for necessário Verifique.

45 .11 ITEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 PLANILHA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS Fazer inspeção geral do equipamento Verificar a instalação elétrica Medir tensão e corrente Verificar aperto de todos os terminais elétricos Verificar possíveis obstruções no condensador Verificar o funcionamento dos acessórios Verificar o nível do óleo do compressor Verificar a existência de ruídos ou vibrações Verificar a limpeza do equipamento Medir as pressões e temperaturas de alta e baixa do compressor Verificar a regulagem dos relés térmicos Fazer a limpeza do condensador Teste de acidez e troca do óleo (usar kit CS 370) Reapertar parafusos dos cabeçotes e cárter Reapertar conexões FREQÜÊNCIA RECOMENDADA Mensal/ ou a cada 1000 horas Diariamente Mensal Diariamente Mensal/ ou a cada 1000 horas Anual/ ou a cada 8000 horas Mensal ATENÇÃO Antes de efetuar qualquer serviço no compressor. desligue a chave-geral.

durante sua instalação Verificar possíveis vazamentos nos trocadores de calor Limpeza do sistema Correto vácuo Limpeza do sistema Correto processo de soldagem Gases incondensáveis Alta pressão de descarga Perda de rendimento Degradação do óleo Desgaste das parte móveis Perda de rendimento Travamento Queima do motor Falha na lubrificação Falha na lubrificação Travamento Queima Impurezas Contaminação do óleo Óleo incorreto Deficiência de lubrificação Contaminação Utilizar óleo indicado pelo fabricante Nunca misturar diferentes tipos de óleo Não utilizar produtos químicos dentro do sistema para localizar vazamento Efetuar a troca do compressor conforme orientação do fabricante (limpeza e descontaminação) Produtos químicos Contaminação do óleo Falha na lubrificação Compressores Contaminação do óleo quebrados/queimados (impurezas e/ou acidez) Falha na lubrificação Perda de rendimento Travamento Queima do motor Degradação do óleo Desgaste das partes móveis 46 .12 PRINCIPAIS PROBLEMAS QUE AFETAM OS COMPRESSORES E COMO PREVENI-LOS CONTAMINAÇÃO ORIGEM Umidade Água Alta temperatura de descarga EFEITO Cobreamento Acidez CONSEQÜÊNCIA Falha na lubrificação Perda de rendimento Travamento Queima do motor (ataque do verniz) Degradação do óleo AÇÃO PREVENTIVA Correto vácuo Uso de filtros adequados Evitar o compressor aberto para a atmosfera por mais de 30 min.

ALTA TEMPERATURA DE DESCARGA ORIGEM Alto superaquecimento Alta pressão de condensação Baixo sub-resfriamento Compressor trabalhando fora do envelope de aplicação Deficiência na troca de calor no condensador EFEITO Degradação do óleo Carbonização / Impregnação do óleo nas partes de alta pressão do compressor CONSEQÜÊNCIA Falha na lubrificação Desgaste prematuro das partes móveis Travamento Queima do motor AÇÃO PREVENTIVA Regular corretamente o superaquecimento Manter o sistema de condensação em perfeito estado Regular corretamente o sub-resfriamento Dimensionar corretamente o compressor Regular corretamente os pressostatos de alta e baixa Verificar regularmente as pressões de alta e baixa Utilizar um dispositivo de desuperaquecimento quando necessário FALTA DE ÓLEO ORIGEM Vazamento Recolhimento Ciclagem Dimensionamento / Montagem incorreta das tubulações Longos períodos de carga mínima EFEITO Baixa velocidade de retorno do óleo Grande volume de óleo deslocado para o sistema CONSEQÜÊNCIA Queima do motor Desgaste prematuro das partes móveis Ruído Perda de rendimento AÇÃO PREVENTIVA Completar o óleo em instalações com linha superior a 20m. que utilize sifões ou que tenha controle de capacidade Correto dimensionamento e instalação das tubulações Utilização do óleo correto Evitar ciclagem do compressor Utilizar separador de óleo Regulagem correta do pressostato de baixa Perda de óleo do sistema Travamento 47 .

DILUIÇÃO DO ÓLEO ORIGEM Retorno de refrigerante no estado líquido (sistema em funcionamento) EFEITO Diluição do óleo Remoção da película lubrificante CONSEQÜÊNCIA Desgaste prematuro das partes móveis Calço hidráulico Travamento (pode ocorrer na partida ou pelo desgaste) AÇÃO PREVENTIVA Correto dimensionamento e instalação das tubulações Uso de resistência de cárter Regulagem correta do superaquecimento Dimensionamento correto da válvula de expansão termostática Utilizar acumulador de sucção Inundação do cárter Migração de refrigerante Formação de espuma para o compressor (sucção / descarga) (sistema desligado) CALÇO HIDRÁULICO ORIGEM Retorno de óleo e/ou refrigerante no estado líquido em grande quantidade e/ou com velocidade muito alta Ciclagem excessiva do compressor Evaporador com insuficiente troca térmica EFEITO Óleo e/ou refrigerante no estado líquido na câmara de compressão Óleo e/ou refrigerante no estado líquido inundando o cárter CONSEQÜÊNCIA Quebra das válvulas de sucção e descarga e/ou pistão e/ou biela e/ou virabrequim Empenamento do virabrequim Travamento Queima do motor AÇÃO PREVENTIVA Instalação de acumulador de sucção Dimensionamento e instalação corretos da linha de sucção Regulagem do superaquecimento Uso de resistência de cárter Verificar as condições do evaporador Verificar o número de partida do compressor por hora (ciclagem) ELÉTRICA ORIGEM Falta de fase Desbalanceamento de fase Sub / Sobre tensão Falta / Incorreta proteções e acionamentos Mau contato nas partes de conexão Uso de capacitador e/ou relé incorreto EFEITO Alta corrente CONSEQÜÊNCIA Queima do motor Aquecimento do motor AÇÃO PREVENTIVA Dimensionamento / Instalação correta dos dispositivos de proteção e acionamento Verificar e manter bem fixos os contatos das conexões Utilizar capacitor e/ou relé recomendado pelo fabricante para compressores monofásicos 48 .

PROJETO / MONTAGEM / INSTALAÇÃO ORIGEM Projeto e/ou seleção incorreta dos equipamentos Montagem e/ou instalação fora das especificações EFEITO Compressor trabalhando fora de seus limites Contaminação Falta de óleo Retorno de líquido Problemas elétricos CONSEQÜÊNCIA Ver relação de conseqüências nos itens anteriormente relacionados com os efeitos citados ao lado AÇÃO PREVENTIVA Projeto e/ou seleção correta dos equipamentos Ver relação de ações corretivas nos itens relacionados com os efeitos citados ao lado MANUTENÇÃO ORIGEM Falta de limpeza dos trocadores de calor Falta de um plano de manutenção preventiva EFEITO Vazamento Alta pressão de descarga retorno de refrigerante no estado líquido Curto circuito CONSEQÜÊNCIA Ver relação de conseqüência nos itens anteriormente relacionados com os efeitos citados ao lado AÇÃO PREVENTIVA Ver relação de ações corretivas nos itens anteriormente relacionados com os efeitos citados ao lado ERRO DE DIAGNÓSTICO ORIGEM Procedimento de teste inadequado do equipamento EFEITO Diagnóstico errado CONSEQÜÊNCIA Substituição errônea de um compressor sem defeito AÇÃO PREVENTIVA Seguir as recomendações de teste do fabricante 49 .

26 . instalação e ajuste constam no manual de instalação que acompanha o produto e devem ser rigorosamente observados de forma a não comprometer a validade desta garantia. tensão de alimentação inadequada ou desgaste normal pelo uso. A perícia em compressores herméticos implica na eventual execução de testes destrutivos que os inutilizarão definitivamente. Rua Nelson Francisco. Procure nosso Serviço de Atendimento ao Cliente através do telefone 0800 701 0054 tendo em mãos o modelo e número de série que constam na etiqueta do compressor e solicite a respectiva “Autorização de Recebimento” antes da remessa. aos danos de transporte e manuseio. Limitações e exclusões Esta garantia não se aplica aos produtos adquiridos fora do Brasil ou que tenham sido inapropriadamente instalados. O compromisso de garantia não se aplica se o pagamento do produto não estiver em dia ou integralmente quitado. Da mesma forma. Qualquer falha resultante de acidentes. está excluída desta garantia. Em nenhuma circunstância a Danfoss do Brasil se responsabilizará por danos colaterais. descargas atmosféricas. porém nestes casos o cliente não se beneficiará deste compromisso.A Danfoss do Brasil reserva-se o direito de usar a comprovação de envio do laudo para o endereço eletrônico ou número de fax fornecidos pelo cliente como prova da remessa do mesmo.A Danfoss do Brasil entregará o produto à transportadora do cliente na região da grande São Paulo desde que esta transportadora seja previamente informada pelo cliente. sem que seja emitido o respectivo laudo técnico de análise.Danfoss do Brasil Ltda. negligência. Serviço de Garantia Em caso de solicitação de garantia o produto deverá ser enviado à Danfoss do Brasil para ser submetido à perícia técnica de forma a comprovarmos a origem do defeito e validarmos este termo. A informação incorreta destes dados. surto elétrico. ou ainda à manutenção incorreta ou insuficiente. aplicação. Os produtos repostos em garantia deverão ser preferencialmente retirados no posto Danfoss em São Paulo. Compromisso Danfoss de Pronto Atendimento na Análise Técnica de Compressores A Danfoss do Brasil se compromete a emitir o laudo técnico dos compressores enviados para análise em até 5 (cinco) dias úteis após o recebimento dos mesmos.SP CERTIFICADO DE GARANTIA DANFOSS A Danfoss do Brasil garante os compressores Danfoss-Maneurop contra todos os defeitos de fabricação e compromete-se a substituir por outro compressor idêntico ou equivalente ao produto que apresentar defeito de fabricação no período de 30 meses à partir da data de produção. Nos casos em que os compressores eventualmente permaneçam em nosso poder por mais de 5 (cinco) dias úteis à partir da data de recebimento dos mesmos em nossas instalações.São Paulo . Os cuidados de seleção. sujeitos à utilização para a qual não foram projetados. ao uso abusivo ou inadequado. O transporte nestes casos será de responsabilidade e risco do remetente do produto e a Danfoss do Brasil reserva-se o direito de não receber produtos remetidos com frete à cobrar. 50 . diretos ou indiretos resultantes de eventuais falhas no compressor. a alteração sem prévio aviso dos mesmos ou a indisponibilidade dos meios poderá resultar em atraso no envio dos laudos. a garantia perderá sua validade se o produto sofrer quaisquer alterações ou reparos sem supervisão ou aprovação prévia da Danfoss do Brasil. serão automaticamente repostos por compressores novos em garantia.

51 .

Oxidação interna Modificações externas Compressor aberto Compressor sem óleo Fora de garantia Sem identificação Veja a seguir os detalhes de garantia 53 .15 SOLICITAÇÃO DE GARANTIA Todas as informações deverão ser preenchidas para o processo de solicitação. Distribuidor ou fabricante Nome da empresa: Endereço: Contato: Telefone: 2. Referência Cliente: 1. Compressor Retornando Modelo: Número de série: Data de start up: Número nota fiscal: Data da nota fiscal: Indicações do cliente Não funciona Não comprime Falha elétrica 3. Comentários: 5. Componentes de Unidade Condensadora: Componente: Número de série da Unidade: Alto ruído Fuga Data: / / Contratante ou analista Nome da empresa: Endereço: Contato: Telefone: Compressor em Reposição Modelo: Número de série: Número nota fiscal: Reposição Observação: 1º 2º 3º 4. Laudo realizado pela Danfoss do Brasil.

a Danfoss buscará atender aos clientes. BR10012800 Impresso no Brasil 05/2004 . mesmo aqueles que já tenham encomendado produtos.As contínuas evoluções tecnológicas de nossos produtos podem fazer com que certos dados constantes este catálogo sejam alterados sem prévio aviso. Caso isso ocorra. desde que não ocorram alterações funcionais dos mesmos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful