Você está na página 1de 11

1

Lucas 17.11-19
Jarbas Hoffimann, 10 de novembro de 2009.

1. Traduções (na ordem em grego [2 versões para ver variáveis], RA e NTLH)


As variáveis significativas (em grego) – para análise usei o primeiro texto.

11
Kai. evge,neto evn tw/| poreu,esqai eivj VIerousalh.m kai. auvto.j dih,rceto dia. me,son Samarei,aj kai.
Galilai,ajÅ
11
Kai. evge,neto evn tw/| poreu,esqai auvto.n eivj ~Ierousalh,m( kai. auvto.j dih,rceto dia. me,sou
Samarei,aj kai. Galilai,ajÅ
11De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia.
11Jesus continuava viajando para Jerusalém e passou entre as regiões da Samaria e da Galiléia.

Crítica textual:
poreuesqai sine additam cum a01 B03 L019 ... j Ln Ti add auton cum A02 D05 X033 unc rell al omnvid (it vg
sch hr hr
cum iret, dum vadit; aeth dum irent et pergit transierunt); syr et , dum iret Iesus (syr domin. Ies.) | kai
autoj (ita a e s; q et tantum, it vg om kai aut)) dihrceto (D*037 dierc), M021 g ist Evv 71. hn
rell scr

diercomenoj): X033 om | dia meson cum a01 B03 L019 , item per medium Samariae d e s, D05 meson, item
1.1. 13.13. 69.69. 124.124. 131.131. 346.346. ana meson ... j Ti dia mesou cum A02 X033 G036 D037 L039 P041
unc al pler (al pauc dia meshj( dia thj( dia | samariaj cum a01 A02 B*03 E07 F09 L019 X033 D037 etc (:: ut
9

3
ubique edidimus) ... j Ln Ti -reiaj cum B 03C2 D05 G011 H013 K017 M021 U030 G036 L 039 P041 al plu |
2.
galilaiaj: a b c e ff i l q s add et hiericho ( S028 -co, a c e ierich.). Similiter 28.28. habet dihrcet) thn
iericw kai dia mes) sam) k) gal)
12
Kai. eivsercome,nou auvtou/ ei;j tina kw,mhn avph,nthsan Îauvtw/|Ð de,ka leproi. a;ndrej( oi] e;sthsan
po,rrwqen
12
Kai. eivsercome,nou auvtou/ ei;j tina kw,mhn( avph,nthsan auvtw/| de,ka leproi. a;ndrej( oi] e;sthsan
po,rrwqen\
12Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,
12Quando estava entrando num povoado, dez leprosos foram se encontrar com ele. Eles pararam de longe

Crítica textual:
kai eiserc) autou: X033 k) eiselqwn, S028 et intrans, a ingrediens autem | tina: A02 157.157. thn, L019
thnana | uphnthsan cum a01 L019 1.1. 13.13. 69.69. 131.131. 157.157. 209.209. 346.346. al10 fere Baseth275
par 520 9
Dam ... j Ln Ti aphnthsan cum A02 B03 X033 G036 D037 L039 P041 unc al pler | uphnt) (aphnt)) autw
cum a 01 A02 X033 G036 D037 L 039 P041 unc al pler f vg cop (exierunt obviam ei, sed
9 petr 2 utr hr
om obv. ei) syr et
2.
go etc ... Ln om autw cum B03 L019 ... D05 c opou hsan ... a b c ff i l q s et ecce | leproi andrej: D05
utr hr 2. p hr wi
157.157. it vg syr (tol syr non exprim andr)) andr) lepr) | oi] et. f ff vg syr aeth; syr oi de): D05 cop
om | esthsan: B03 F09 157.157. anesthsan) Praeterea a*01
schw dz sch petr 2
et ex syr kai ... a b c e i l q s cop
Dam
par
om oi est) porrwq), suppl ac01C2
13
kai. auvtoi. h=ran fwnh.n le,gontej\ VIhsou/ evpista,ta( evle,hson h`ma/jÅ
13
kai. auvtoi. h=ran fwnh,n( le,gontej( VIhsou/( evpista,ta( evle,hson h`ma/jÅ
13que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!
13e gritaram: – Jesus, Mestre, tenha pena de nós!

pastorjarbas@gmail.com
2

Crítica textual:
autoi: D05 Dampar 520 om, nec exprim it vg syrsch arm aeth | hran fwnhn (a01 thn fw)) legontej: D05 e
ekraxan fwnh megalhn (e add dicentes)
14
kai. ivdw.n ei=pen auvtoi/j\ poreuqe,ntej evpidei,xate e`autou.j toi/j i`ereu/sinÅ kai. evge,neto evn tw/|
u`pa,gein auvtou.j evkaqari,sqhsanÅ
14
Kai. ivdw.n ei=pen auvtoi/j( Poreuqe,ntej evpidei,xate e`autou.j toi/j i`ereu/sinÅ Kai. evge,neto evn tw/|
u`pa,gein auvtou,j( evkaqari,sqhsanÅ
14Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.
14Jesus os viu e disse: – Vão e peçam aos sacerdotes que examinem vocês. Quando iam pelo caminho, eles foram curados.

Crítica textual:
idwn: D05 13.13. 61*61. 69.69. 124.124. 346.346. 44ev it vg syrsch arm aeth add autouj (b e f ff2. i l q vg quos
ut vidit, s quos cum vidisset. e et ut vidisset illos; a vero et cum audisset illos) | eip) autoij (autoij a c f s;
2. 2
om b e ff i l q vg): D05 add teqerapeuesqe (D 05 -peusqe), d eurati estis | toij iereusin: e cop aeth
sacerdoti | kai egeneto ( L*039 om eg)): D05 egen) de | ekaqarisqhsan: A02 X033 tisch* 2.2. 235.235. 433.433.
3 scr
al ekaqerisq) Cf huc Epiphmarc 315 et339 ote sunhnthsan oi deka leproi) apekoye de polla kai
epoihsen\ apesteleilen autouj legwn\ deixate eautouj toij iereusi) kai alla ant (anti) allwn
epoihse( legwn oti polloi hsan en hmeraij elissaiou tou profhtou( kai ouk ekaqarisqh ei mh
Neeman o Zuroj) Quae postrema intrusa fuisse etiam Tertmarc 4,35 haud obscure significat.
15
ei-j de. evx auvtw/n( ivdw.n o[ti iva,qh( u`pe,streyen meta. fwnh/j mega,lhj doxa,zwn to.n qeo,n(
15
Ei-j de. evx auvtw/n( ivdw.n o[ti iva,qh( u`pe,streyen( meta. fwnh/j mega,lhj doxa,zwn to.n qeo,n\
15Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,
15E, quando um deles, que era samaritano, viu que estava curado, voltou louvando a Deus em voz alta.

Crítica textual:
eij de: D05 Baseth275 add tij | iaqh (et. a c e ff2. i q s cop syrp arm): D05 al6 b f l vg go syrsch ethr aeth
ekaqarisqh | fwnhj megalhj: D05 b c ff2. i l q vg cop meg) fwnhj ... G036 fobou megalou
16
kai. e;pesen evpi. pro,swpon para. tou.j po,daj auvtou/ euvcaristw/n auvtw/|\ kai. auvto.j h=n Samari,thjÅ
16
kai. e;pesen evpi. pro,swpon para. tou.j po,daj auvtou/( euvcaristw/n auvtw/|\ kai. auvto.j h=n Samarei,thjÅ
16e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.
16Ajoelhou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu.

Crítica textual:
epi proswpon: L039 44*44. 69.69. ff2. l om | para: D05 proj | autou: 157.157. syrsch aeth tou ihsou, 28.28.
tou kuriou ... L039 autw | eucaristwn autw: D05 om, L039 a c e f ff2. i l s (non item b q) vg om autw
(242.242. tw qew) | kai aut) (a e ipse, it vg hic) hn: D05 hn de | samarithj cum a01 A02 D05 L*019 al ... j
rell

2
Ln Ti -reithj cum B03 L 019 X033 G036 D037 L039 P041 unc rell al plu
17
avpokriqei.j de. o` VIhsou/j ei=pen\ ouvci. oi` de,ka evkaqari,sqhsanÈ oi` de. evnne,a pou/È
17
VApokriqei.j de. o` VIhsou/j ei=pen( Ouvci. oi` de,ka evkaqari,sqhsanÈ Oi` de. evnne,a pou/È
17Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?
17Jesus disse: – Os homens que foram curados eram dez. Onde estão os outros nove?

Crítica textual:
apokriq) de: 1.1. 131.131. kai apokr) ... L039 om de | eipen: D05 add autoij | ouci oi dek) cum a01 E07
int4,493
G011 H013 K017 M021 U030 V031 X033 G036 D037 L 039 P041 al omn fere f l vg Or (hi Latt omn nonne) go
utr hr eth275 par 520 scr
cop syr et rell Bas Dam ; item Ln ouc oi dek) cum B03 L019 S028 131**131. (*131. ou oi) g ist
2. 3 scr
Evv 71. ... D05 a b c e ff i q s outoi deka) Ex iis vero qui ouci oi L039 P041 27.27. 42.42. 254.254. al add
outoi post deka | A02 L019 L039 al aliq ekaqerisqhsan | oi ennea cum A02 D05 435.435. al3 scr a b c ff2. blan i l q
sch int4,493
s (ex his pler novem ubi sunt, sed vide sqq; i add ex illis; s novem ex his ubi sunt) cop syr Or (ubi sunt

pastorjarbas@gmail.com
3

2. sab
17,17 lin. 9 ante aeth adde vgaeth et novem ... j Ti oi de enn) cum
illi novem) ... f ff a01 B03 L019 X033
G036 D037 L039 P041 unc8 al pler go syrhr etp Baseth Dampar ... e om oi enn) pou
18
ouvc eu`re,qhsan u`postre,yantej dou/nai do,xan tw/| qew/| eiv mh. o` avllogenh.j ou-tojÈ
18
Ouvc eu`re,qhsan u`postre,yantej dou/nai do,xan tw/| qew/|( eiv mh. o` avllogenh.j ou-toj(
18Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?
18Por que somente este estrangeiro voltou para louvar a Deus?

Crítica textual:
ouc eureqhsan etc: D05 ex autwn oudeij eureqh upostrefwn oj dwsei doxan tw qew) Similiter a ex
his non est inventus qui reversus honorem daret deo, l ex illis non est qui rediret inventus et gratias ageret
2. 2. cain 1,9
deo, b c ff q ex illis non est( e ff erat) qui rediret et gratias ageret deo, item Amb sed ab initio non fuit
lat
ex illis qui, item i non est qui rediret ex illis (ex illis igitur bis habet, vide ante) etc ... f s vg (et. 130 130. )
int4,493 int
Or non est inventus qui rediret (f s reverteretur) et daret gloriam (s honorem dare, Or et gratias ageret)
deo; e et nemo ex eis reversus est qui daret claritatem deo
19
kai. ei=pen auvtw/|\ avnasta.j poreu,ou\ h` pi,stij sou se,swke,n seÅ
19
kai. ei=pen auvtw/|( VAnasta.j poreu,ou\ h` pi,stij sou se,swke,n seÅ
19E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.
19E Jesus disse a ele: – Levante-se e vá. Você está curado porque teve fé.

Crítica textual:
poreuou: D05 a b c e f ff2. l q s (non item i) vg arm add oti | h pist) sou seswken se (et. Tertmarc 4,35
eth275 par 520
Bas Dam ): B03 om ... X033 add poreuou eij eirhnhn

pastorjarbas@gmail.com
4

2. Formas mais significativas



v. 11
evge,neto – “ser”, “estar”, “tornar-se”.
dih,rceto – “passar por”.

v. 12
eivsercome,nou – “entrar”.
avph,nthsan – “encontrar”.
de,ka leproi. a;ndrej – “dez homens leprosos”.
e;sthsan – “ficar”.
po,rrwqen – “de longe”, “a uma distância”. Para o conceito judaico da lebra, veja Lv 14.1-32. O judaísmo esperava a
remoção desta enfermidade nos tempos da salvação messiânica.

v. 13
h=ran – “levantar”.
evle,hson – “ter misericórdia de”, “compadecer-se de”.

v. 14
ivdw.n – “ver”.
poreuqe,ntej – “ir”, “avançar”.
evpidei,xate – “mostrar”.
evkaqari,sqhsan – “purificar”.

v. 15
iva,qh – “curar”.
u`pe,streyen – “dar meia-volta”, “voltar”.
doxa,zwn – “estimar”, “glorificar”, “louvar”.

v. 16
e;pesen – “cair”.
euvcaristw/n – “estar grato”, “dar graças”. Particípio de modo.

v. 17
avpokriqei.j – “responder”.

v. 18
eu`re,qhsan – “achar”.
u`postre,yantej – “retornar”, “voltar”.
do,xan – “dar”.
eiv mh. – “exceto”.
avllogenh.j – “um de outra raça”, “estrangeiro”.

v. 19
avnasta.j – “levantar”.
poreu,ou – “ir”, “avançar”
se,swke,n – “livrar”, “salvar”, “curar”. O perf. indica o estado ou condição.

pastorjarbas@gmail.com
5

3. Estilo literário
Evangelho.

4. Contextos
V. A narrativa de viagem (no caminho para Jerusalém) 9.51-19.28
Os samaritanos não recebem Jesus 9.51-56
Algumas pessoas que queriam seguir Jesus 9.57-62
A missão dos setenta e dois 10.1-12
As cidades que não creram 10.13-16
A volta dos setenta e dois 10.17-20
A alegria de Jesus 10.21-24
A parábola do bom samaritano 10.25-37
Jesus visita Marta e Maria 10.38-42
Jesus ensina a orar 11.1-13
O poder de Jesus para expulsar demônios 11.14-23
A volta do espírito mau 11.24-26
A verdadeira felicidade 11.27-28
O pedido de um milagre 11.29-32
A luz do corpo 11.33-36
Jesus, os fariseus e os mestres da Lei 11.37-54
A respeito da falsidade 12.1-3
De quem devemos ter medo 12.4-7
Confesar e negar a Cristo 12.8-12
O rico sem juízo 12.13-21
Confiança em Deus 12.22-31
Riquezas no céu 12.32-34
Os empregados alertas 12.35-40
O empregado fiel e o empregado infiel 12.41-48
Divisão por causa de Jesus 12.49-53
Os sinais dos tempos 12.54-56
A paz com o inimigo 12.57-59
Arrepender-se ou morrer 13.1-5
A figueira sem figos 13.6-9
Uma cura num sábado 13.10-17
A semente de mostarda 13.18-19
O fermento 13.20-21
A porta estreita 13.22-30
O amor de Jesus por Jerusalém 13.31-35
Outra cura num sábado 14.1-6
Humildade e hospitalidade 14.7-14
A parábola da grande festa 14.15-24
As condições para ser seguidor de Jesus 14.25-33
Sal sem gosto 14.34-35
A ovelha perdida 15.1-7
A moeda perdida 15.8-10
A parábola do filho perdido 15.11-32
A parábola do administrador desonesto 16.1-13
Algumas afirnações de Jesus 16.14-18
A parábola do rico e de Lázaro 16.19-31
O pecado e o perdão 17.1-4
A fé 17.5-6
O dever do empregado 17.7-10

pastorjarbas@gmail.com
6

Jesus cura dez leprosos 17.11-19


A vinda do Reino 17.20-37
A viúva e o juiz 18.1-8
O fariseu e o cobrador de impostos 18.9-14
Jesus e as crianças 18.15-17
O moço rico 18.18-30
Jesus anuncia outra vez a sua morte e a sua ressurreição 18.31-34
Jesus cura um mendigo cego 18.35-43
Jesus e Zaqueu 19.1-10
As dez moedas de ouro 19.11-28

4.1. Contexto Anterior


No contexto imediatamente anterior Jesus tinha acabado de proferir diversas parábolas. E falou do pecado e do
perdão. Ao pedido dos discípulos, Jesus disse para eles que a fé, por menor que seja, moveria montanhas. E logo antes
de nosso texto, Jesus lembra que se, como empregados, fazemos o mínimo, somos, de fato, inúteis empregados.

4.2. Nosso Contexto


Jesus está viajando no caminho para Jerusalém, ora acompanhado de muitos, ora só dos discípulos, então
encontra 10 leprosos. Cura todos, mas apenas um volta para lhe render louvores. Naquela ocasião, como nos lembra o
texto bíblico, o Senhor andava por Samaria e Galileia.

4.3. Contexto Posterior


Depois de curar os leprosos, o Senhor volta a ensinar sobre a vinda do Reino. Uma vez que a cura da lepra era
esperada como sinal messiânico, faz muito sentido este texto posto logo a seguir da cura.

5. Reflexão exegética
v. 11
• Em sua viagem Jesus passa agora perto de Samaria. E os samaritanos não eram bem vistos pelos judeus. Esta
animosidade aparece muitas vezes na Bíblia, mas uma muito importante aparece numa parábola, onde Jesus, falando
aos judeus sobre o próximo, exalta a atitude de um samaritano em detrimento aos judeus que ali passaram.

v. 12
• O curar da lepra era marca messiânica.

v. 13
• Pela lei, era dever dos leprosos avisar que estavam ali, para que as outras pessoas não chegassem perto. Mas
aqueles homens clamam pela misericórdia do Senhor.

v. 14
• Jesus os vê e manda ao Sacerdote, que segundo a Lei, deveria cumprir certos rituais para declarar aqueles homens
livres da lepra. (Lv 141-32).

vv. 11-14
• Kretzmann: A purificação, V. 11) De caminho para Jerusalém passava Jesus pelo meio da Samaria e da Galiléia. 12)
Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, 13) que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus,
Mestre, compadece-te de nós! 14) Ao vê-los disse-lhes Jesus: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo
eles, foram purificados. Jesus não viajou pela rota mais curta para Jerusalém, mas seguiu por etapas ao longo dos
limites entre a Galiléia e a Samaria, dirigindo-se, como a ocasião o favorecia, ora a uma e ora a outra província, e
encontrou povoações que ainda não haviam ouvido o evangelho do reino. Na ocasião, quando estava por entrar num
povoado desta região, dez leprosos saíram para encontrá-lo. Observando as severas leis sobre alguma contaminação,
não vieram até perto de Cristo, mas pararam a certa distância, contudo tão próximos, que sua voz rouca podia ser

pastorjarbas@gmail.com
7

ouvida. E em uníssono clamaram, para aumentar a força arrebatadora de sua oração: Jesus, Senhor, tem misericórdia
de nós! Foi uma oração de fé. Conheciam Jesus por meio das maravilhosas histórias que se contava dele. A mensagem
a respeito de Cristo operara fé em seus corações. O seu rogo por misericórdia foi uma expressão desta fé. “Isto é
testemunhado pelas palavras deles, quando dizem: Tem misericórdia de nós! Aquele que busca misericórdia,
certamente, não a comprará ou barganhará, mas tão só busca graça e misericórdia, como quem dela é indigno, e, mas
apropriadamente, merece algo inteiramente diferente” Jesus, vendo-os e estando plenamente consciente de seu rogo
infeliz, ordenou-lhes que se mostrassem aos sacerdotes. Fora ordenado na lei de Moisés, que pessoas tais que
supunham estarem curadas de sua enfermidade opressora da lepra, ou que realmente haviam sido curadas, deviam
apresentar-se a um dos sacerdotes a serviço no santuário, para que sua condição fosse atestada. Pois, caso tivessem
sido curados de sua enfermidade, eram requeridos a trazer certos sacrifícios prescritos e ligados à sua alegação, Lv. 13.
2; 14. 2. Jesus não curou os homens doentes no mesmo instante, porque não queria provocar, indevidamente, a
oposição dos sacerdotes, visto que estes tinham o poder, caso em oposição a ele assim o quisessem, de declarar que
os homens ainda eram leprosos. Jesus combinava tato e discrição com bondade e misericórdia. Foi por isso que
aconteceu que os homens ficaram limpos só depois que deixaram sua presença e enquanto estavam no caminho ao
santuário. Notemos, que nestas circunstâncias sua ida foi um ato de fé. Sem ver o milagre, creram que ele ocorreria. E
assim foi.

v. 15
• Ainda no caminho um dos homens percebe que está curado. Ele é o samaritano. Este dá meia-volta e se dirige ao
Senhor. Nada mais importa, pois ele está curado. Terá sua vida de volta, mas antes precisa voltar ao Salvador, para lhe
agredecer. E volta clamando em voz alta, louvando a Deus pelo milagre acontecido.

v. 16
• Se joga no chão de joelhos e agradece ao Senhor Jesus.

vv. 17-18
• Jesus então pergunta pelos outros nove. Mas pelo seguimento do texto percebe-se que é uma pergunta reflexiva, pois
logo Jesus dá continuidade ao assunto, alertando que apenas o estrangeiro voltou para agradecer. Os judeus que,
inclusive, tinham o conhecimento da implicância messiânica da cura da lepra, simplesmente ignoraram o Senhor depois
de curados.

v. 19
• Então Jesus despede aquele homem que teve fé e ficou curado.

vv. 15-19
• Kretzmann: O samaritano grato, V. 15) Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,
16) e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano. 17) Então Jesus lhe
perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove? 18) Não houve, porventura, quem voltasse para
dar glória a Deus, senão este estrangeiro? 19) E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou. Dez leprosos haviam
evidenciado fé; dez leprosos haviam sido curados. Mas de todo este número tão só um sentiu a obrigação da gratidão.
Somente um, vendo o grande milagre operado em seu caso, sentiu a necessidade de voltar e dar graças ao que o
curara. Este homem buscou ao Senhor, que, provavelmente, continuava no povoado, e agradeceu, já pelo caminho, em
voz plenamente restaurada, por isso, em alta voz a Deus. E quando encontrou Jesus, caiu sobre seu rosto diante dele,
aos pés dele, em total entrega, significando sua disposição para ser eternamente um servo do Senhor. Enquanto isto,
sua boca transbordava palavras de gratidão. Este homem, contudo, que com sua atitude envergonhou seus antigos
companheiros de miséria, era um samaritano, sendo um membro da raça que era desprezada pelos judeus e galileus. O
incidente fez profunda impressão em Jesus. Disse, em amarga exclamação, sobre a ingratidão dos antigos leprosos:
Não é assim que dez foram limpos? Mas, e os nove, onde estão? Não se encontrou pessoas reconhecidas, que
voltassem para dar glória a Deus, se não só este estrangeiro, este homem de raça diferente, e um que comumente é
desprezado pelos judeus? “Este é o verdadeiro culto a Deus, a saber, voltar e agradecer a Deus em alta voz. Este é a
maior obra no céu e na terra, e também a única que podemos mostrar a Deus. Pois de outras ele não necessita, e nem
as recebe: o que somente lhe agrada é ser amado e louvado por nós.... Isto, porém, é terrível, que o Senhor sabe que
dez foram limpos, o que foi um fato com o qual não mais podiam contar; ele, porém, não se satisfaz com isto, mas

pastorjarbas@gmail.com
8

pergunta por eles e os busca: Onde estão os nove? Quão terrível será quando, no devido tempo, sentirão a pergunta e
terão de responder o lugar para onde foram quando não deram honra a Deus!... Todos temos jurado no Batismo seguir
Cristo e sua doutrina; ninguém jurou seguir ao papa, bispos e clérigos. Por conseguinte Cristo rejeitou totalmente e
proibiu a doutrina de homens”. Esta é uma pergunta muito importante e séria para todos os cristãos. Os dons de Deus
que dele temos recebido pelos meios da graça em toda nossa vida avultam em muito mais do que numa limpeza de
lepra corporal. Temos recebido, e recebemos continuamente, domingo após domingo e dia após dia, as riquezas do
amor e da graça imerecidos de Deus. Somos, porém, muito dilatórios quanto à gratidão que lhe devemos em
pensamentos, palavras e atos. O Senhor terá consideração mui terna a nosso respeito pela demonstração mínima de
apreciação, assim como ele o demonstrou nesta instância. Pois ele despediu ao samaritano com as palavras: Levanta-
te, e vai; a tua fé te sarou e te salvou. Jesus não se refere á fé dos outros, que fora extinta em meio à nova felicidade
que haviam encontrado. E só louva a fé daquele que permaneceu fiel. Aos que se esquecem de sua gentileza, a esses
ele também esquece. Muita pessoa já chegou à fé, aprendeu a orar quando em aflição e a confiar na ajuda de Deus;
porém, mais tarde, a mesma pessoa, por vil ingratidão, sufocou a tenra planta da vida espiritual. Fé por algum tempo,
que é seguida por apostasia, resulta na perda de fé e também da misericórdia de Deus. Somente a fé duradoura e
agradecida proverá amparo duradouro e salvará de corpo e alma a pessoa.

6. Sistematização do conteúdo

6.1. Lc 17.11-19
6.1.1. Aspectos de Lei
a) As doenças nos lembram da morte (12).
b) Muitos não louvam ao Senhor por suas maravilhas (17).
c) Falta de humildade diante do Senhor (16).
d) Ingratidão diante daquele que nos cuida (17-18).
e) O Senhor nos dá a fé e nos salva pela fé (19).

6.1.2. Aspectos de Evangelho


a) Jesus pode nos socorrer mesmo na doença (13).
b) Jesus atende quando o buscamos (14).
c) Aquilo que pedimos pode vir antes que possamos imaginar (14).

7.1. Objetivo 1 – Lc 17.11.19


Cognitivo: Que meus ouvintes reconheçam que todas as bênçãos materiais e espirituais vêm do Senhor.
Afetivo: Que meus ouvintes apreciem ainda mais as bênçãos que vêm do Senhor.
Psicomotor: Que meus ouvintes recebam com gratidão tudo que o Senhor nos dá diariamente.

8. Analogia da Escritura
v. 11 mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a ARA 2Rs 5.27 Portanto, a lepra de Naamã se pegará
ARA Jo 4.4 E era-lhe necessário atravessar a mim, pecador! a ti e à tua descendência para sempre. Então, saiu
província de Samaria. ARA Lv 13.45 As vestes do leproso, em quem está a de diante dele leproso, branco como a neve.
ARA Lc 9.51 E aconteceu que, ao se completarem os praga, serão rasgadas, e os seus cabelos serão ARA 2Rs 7.3 Quatro homens leprosos estavam à

dias em que devia ele ser assunto ao céu, desgrenhados; cobrirá o bigode e clamará: Imundo! entrada da porta, os quais disseram uns aos outros:
manifestou, no semblante, a intrépida resolução de Imundo! 46 Será imundo durante os dias em que a Para que estaremos nós aqui sentados até
ir para Jerusalém praga estiver nele; é imundo, habitará só; a sua morrermos?
ARA Lc 9.52 e enviou mensageiros que o habitação será fora do arraial. ARA 2Cr 26.20 Então, o sumo sacerdote Azarias e

antecedessem. Indo eles, entraram numa aldeia de ARA Nm 5.2 Ordena aos filhos de Israel que lancem todos os sacerdotes voltaram-se para ele, e eis que
samaritanos para lhe preparar pousada. para fora do arraial todo leproso, todo o que padece estava leproso na testa, e apressadamente o
fluxo e todo imundo por ter tocado em algum morto; lançaram fora; até ele mesmo se deu pressa em
v. 12 3 tanto homem como mulher os lançareis; para fora sair, visto que o SENHOR o ferira. 21 Assim, ficou
ARA Lc 5.12 Aconteceu que, estando ele numa das do arraial os lançareis, para que não contaminem o leproso o rei Uzias até ao dia da sua morte; e
cidades, veio à sua presença um homem coberto arraial, no meio do qual eu habito. morou, por ser leproso, numa casa separada,
de lepra; ao ver a Jesus, prostrando-se com o rosto ARA Nm 12.14 Respondeu o SENHOR a Moisés: Se porque foi excluído da Casa do SENHOR; e Jotão,
em terra, suplicou-lhe: Senhor, se quiseres, podes seu pai lhe cuspira no rosto, não seria seu filho, tinha a seu cargo a casa do rei, julgando o
purificar-me. envergonhada por sete dias? Seja detida sete dias povo da terra.
ARA Lc 18.13 O publicano, estando em pé, longe, fora do arraial e, depois, recolhida.
não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, v. 13

pastorjarbas@gmail.com
9
ARA Lc 18.38 Então, ele clamou: Jesus, Filho de falou e lhe deu um sinal. 25 Mas não correspondeu ARA Jo 5.23 a fim de que todos honrem o Filho do
Davi, tem compaixão de mim! 39 E os que iam na Ezequias aos benefícios que lhe foram feitos; pois o modo por que honram o Pai. Quem não honra o
frente o repreendiam para que se calasse; ele, seu coração se exaltou. Pelo que houve ira contra Filho não honra o Pai que o enviou.
porém, cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem ele e contra Judá e Jerusalém. 26 Ezequias, porém, ARA At 10.25 Aconteceu que, indo Pedro a entrar,

misericórdia de mim! se humilhou por se ter exaltado o seu coração, ele lhe saiu Cornélio ao encontro e, prostrando-se-lhe
ARA Mt 9.27 Partindo Jesus dali, seguiram-no dois e os habitantes de Jerusalém; e a ira do SENHOR aos pés, o adorou. 26 Mas Pedro o levantou,
cegos, clamando: Tem compaixão de nós, Filho de não veio contra eles nos dias de Ezequias. dizendo: Ergue-te, que eu também sou homem.
Davi! ARA Sl 30.1 Salmo de Davi. Cântico da dedicação da ARA Ap 4.10 os vinte e quatro anciãos prostrar-se-ão
ARA Mt 15.22 E eis que uma mulher cananéia, que casa Eu te exaltarei, ó SENHOR, porque tu me diante daquele que se encontra sentado no trono,
viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de livraste e não permitiste que os meus inimigos se adorarão o que vive pelos séculos dos séculos e
Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está regozijassem contra mim. 2 SENHOR, meu Deus, depositarão as suas coroas diante do trono,
horrivelmente endemoninhada. clamei a ti por socorro, e tu me saraste. proclamando:
ARA Mt 20.30 E eis que dois cegos, assentados à ARA Sl 30.11 Converteste o meu pranto em ARA Ap 5.14 E os quatro seres viventes respondiam:

beira do caminho, tendo ouvido que Jesus passava, folguedos; tiraste o meu pano de saco e me cingiste Amém! Também os anciãos prostraram-se e
clamaram: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de alegria, 12 para que o meu espírito te cante adoraram.
de nós! 31 Mas a multidão os repreendia para que se louvores e não se cale. SENHOR, Deus meu, ARA Ap 19.4 Os vinte e quatro anciãos e os quatro

calassem; eles, porém, gritavam cada vez mais: graças te darei para sempre. seres viventes prostraram-se e adoraram a Deus,
Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! ARA Sl 103.1 Salmo de Davi Bendize, ó minha alma, que se acha sentado no trono, dizendo: Amém!
ARA Mc 9.22 e muitas vezes o tem lançado no fogo e ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao Aleluia! 5 Saiu uma voz do trono, exclamando: Dai
na água, para o matar; mas, se tu podes alguma seu santo nome. 2 Bendize, ó minha alma, ao louvores ao nosso Deus, todos os seus servos, os
coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. SENHOR, e não te esqueças de nem um só de que o temeis, os pequenos e os grandes.
seus benefícios. 3 Ele é quem perdoa todas as tuas ARA Ap 19.10 Prostrei-me ante os seus pés para

v. 14 iniqüidades; quem sara todas as tuas adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso;
ARA Lc 5.14 Ordenou-lhe Jesus que a ninguém o enfermidades; 4 quem da cova redime a tua vida e sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o
dissesse, mas vai, disse, mostra-te ao sacerdote e te coroa de graça e misericórdia; testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o
oferece, pela tua purificação, o sacrifício que ARA Sl 107.20 Enviou-lhes a sua palavra, e os sarou, testemunho de Jesus é o espírito da profecia.
Moisés determinou, para servir de testemunho ao e os livrou do que lhes era mortal. 21 Rendam
povo. graças ao SENHOR por sua bondade e por suas ARA Lc 9.52 e enviou mensageiros que o
ARA Lv 13.1 Disse o SENHOR a Moisés e a Arão: 2 maravilhas para com os filhos dos homens! 22 antecedessem. Indo eles, entraram numa aldeia de
O homem que tiver na sua pele inchação, ou Ofereçam sacrifícios de ações de graças e samaritanos para lhe preparar pousada. 53 Mas não
pústula, ou mancha lustrosa, e isto nela se tornar proclamem com júbilo as suas obras! o receberam, porque o aspecto dele era de quem,
como praga de lepra, será levado a Arão, o ARA Sl 116.12 Que darei ao SENHOR por todos os decisivamente, ia para Jerusalém. 54 Vendo isto, os
sacerdote, ou a um de seus filhos, sacerdotes. seus benefícios para comigo? 13 Tomarei o cálice da discípulos Tiago e João perguntaram: Senhor,
ARA Lv 14.2 Esta será a lei do leproso no dia da sua salvação e invocarei o nome do SENHOR. 14 queres que mandemos descer fogo do céu para os
purificação: será levado ao sacerdote; Cumprirei os meus votos ao SENHOR, na presença consumir? 55 Jesus, porém, voltando-se os
ARA Mt 3.15 Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por de todo o seu povo. 15 Preciosa é aos olhos do repreendeu e disse: Vós não sabeis de que espírito
enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda SENHOR a morte dos seus santos. sois. 56 Pois o Filho do Homem não veio para
a justiça. Então, ele o admitiu. ARA Sl 118.18 O SENHOR me castigou destruir as almas dos homens, mas para salvá-las.
ARA Mt 8.4 Disse-lhe, então, Jesus: Olha, não o severamente, mas não me entregou à morte. 19 E seguiram para outra aldeia.
digas a ninguém, mas vai mostrar-te ao sacerdote e Abri-me as portas da justiça; entrarei por elas e ARA Lc 10.32 Semelhantemente, um levita descia

fazer a oferta que Moisés ordenou, para servir de renderei graças ao SENHOR. por aquele lugar e, vendo-o, também passou de
testemunho ao povo. ARA Is 38.19 Os vivos, somente os vivos, esses te largo. 33 Certo samaritano, que seguia o seu
louvam como hoje eu o faço; o pai fará notória aos caminho, passou-lhe perto e, vendo-o,
ARA 2Rs 5.14 Então, desceu e mergulhou no Jordão filhos a tua fidelidade. 20 O SENHOR veio salvar- compadeceu-se dele. 34 E, chegando-se, pensou-
sete vezes, consoante a palavra do homem de me; pelo que, tangendo os instrumentos de cordas, lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e,
Deus; e a sua carne se tornou como a carne de nós o louvaremos todos os dias de nossa vida, na colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o
uma criança, e ficou limpo. Casa do SENHOR. 21 Ora, Isaías dissera: Tome-se para uma hospedaria e tratou dele. 35 No dia
ARA Is 65.24 E será que, antes que clamem, eu uma pasta de figos e ponha-se como emplasto seguinte, tirou dois denários e os entregou ao
responderei; estando eles ainda falando, eu os sobre a úlcera; e ele recuperará a saúde. 22 hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se
ouvirei. Também dissera Ezequias: Qual será o sinal de alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei
ARA Mt 8.3 E Jesus, estendendo a mão, tocou-lhe, que hei de subir à Casa do SENHOR? quando voltar.
dizendo: Quero, fica limpo! E imediatamente ele ARA Jo 5.14 Mais tarde, Jesus o encontrou no ARA Jo 4.9 Então, lhe disse a mulher samaritana:

ficou limpo da sua lepra. templo e lhe disse: Olha que já estás curado; não Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que
ARA Jo 2.5 Então, ela falou aos serventes: Fazei peques mais, para que não te suceda coisa pior. sou mulher samaritana (porque os judeus não se
tudo o que ele vos disser. ARA Jo 9.38 Então, afirmou ele: Creio, Senhor; e o dão com os samaritanos)?
ARA Jo 4.50 Vai, disse-lhe Jesus; teu filho vive. O adorou. ARA Jo 4.21 Disse-lhe Jesus: Mulher, podes crer-me

homem creu na palavra de Jesus e partiu. 51 Já ele que a hora vem, quando nem neste monte, nem em
descia, quando os seus servos lhe vieram ao v. 16 Jerusalém adorareis o Pai. 22 Vós adorais o que não
encontro, anunciando-lhe que o seu filho vivia. 52 ARA Lc 5.8 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos conheceis; nós adoramos o que conhecemos,
Então, indagou deles a que hora o seu filho se pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque a salvação vem dos judeus.
sentira melhor. Informaram: Ontem, à hora sétima a porque sou pecador. ARA Jo 4.39 Muitos samaritanos daquela cidade

febre o deixou. 53 Com isto, reconheceu o pai ser ARA Gn 17.3 Prostrou-se Abrão, rosto em terra, e creram nele, em virtude do testemunho da mulher,
aquela precisamente a hora em que Jesus lhe Deus lhe falou: que anunciara: Ele me disse tudo quanto tenho
dissera: Teu filho vive; e creu ele e toda a sua casa. ARA Mt 2.11 Entrando na casa, viram o menino com feito. 40 Vindo, pois, os samaritanos ter com Jesus,
ARA Jo 9.7 dizendo-lhe: Vai, lava-te no tanque de Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, pediam-lhe que permanecesse com eles; e ficou ali
Siloé (que quer dizer Enviado). Ele foi, lavou-se e abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas dois dias. 41 Muitos outros creram nele, por causa
voltou vendo. ofertas: ouro, incenso e mirra. da sua palavra, 42 e diziam à mulher: Já agora não é
ARA Jo 11.10 mas, se andar de noite, tropeça, ARA Mc 5.33 Então, a mulher, atemorizada e pelo que disseste que nós cremos; mas porque nós
porque nele não há luz. tremendo, cônscia do que nela se operara, veio, mesmos temos ouvido e sabemos que este é
prostrou-se diante dele e declarou-lhe toda a verdadeiramente o Salvador do mundo.
v. 15 verdade. ARA Jo 8.48 Responderam, pois, os judeus e lhe
ARA 2Cr32.24 Naqueles dias, adoeceu Ezequias disseram: Porventura, não temos razão em dizer
mortalmente; então, orou ao SENHOR, que lhe que és samaritano e tens demônio?

pastorjarbas@gmail.com
10
ARA At 1.8 mas recebereis poder, ao descer sobre v. 18 27 Ela,contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os
vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas ARA Sl 29.1 Salmo de Davi Tributai ao SENHOR, cachorrinhos comem das migalhas que caem da
tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e filhos de Deus, tributai ao SENHOR glória e força. 2 mesa dos seus donos. 28 Então, lhe disse Jesus: Ó
Samaria e até aos confins da terra. Tributai ao SENHOR a glória devida ao seu nome, mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como
ARA At 8.5 Filipe, descendo à cidade de Samaria, adorai o SENHOR na beleza da santidade. queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou
anunciava-lhes a Cristo. ARA Sl 50.23 O que me oferece sacrifício de ações sã.
de graças, esse me glorificará; e ao que prepara o ARA Mt 19.30 Porém muitos primeiros serão últimos;

v. 17 seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de e os últimos, primeiros.


ARA Gn 3.9 E chamou o SENHOR Deus ao homem e Deus. ARA Mt 20.16 Assim, os últimos serão primeiros, e os

lhe perguntou: Onde estás? ARA Sl 106.13 Cedo, porém, se esqueceram das primeiros serão últimos porque muitos são
ARA Sl 106.13 Cedo, porém, se esqueceram das suas obras e não lhe aguardaram os desígnios; chamados, mas poucos escolhidos.
suas obras e não lhe aguardaram os desígnios; ARA Is 42.12 dêem honra ao SENHOR e anunciem a
ARA Jo 8.7 Como insistissem na pergunta, Jesus se sua glória nas terras do mar. v. 19
levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver ARA Ap 14.7 dizendo, em grande voz: Temei a Deus ARA Lc 7.50 Mas Jesus disse à mulher: A tua fé te
sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra. 8 E, e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; salvou; vai-te em paz.
tornando a inclinar-se, continuou a escrever no e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e ARA Lc 8.48 Então, lhe disse: Filha, a tua fé te

chão. 9 Mas, ouvindo eles esta resposta e acusados as fontes das águas. salvou; vai-te em paz.
pela própria consciência, foram-se retirando um por ARA Lc 18.42 Então, Jesus lhe disse: Recupera a tua

um, a começar pelos mais velhos até aos últimos, ARA Mt 8.10 Ouvindo isto, admirou-se Jesus e disse vista; a tua fé te salvou.
ficando só Jesus e a mulher no meio onde estava. aos que o seguiam: Em verdade vos afirmo que ARA Mt 9.22 E Jesus, voltando-se e vendo-a, disse:
10 Erguendo-se Jesus e não vendo a ninguém mais nem mesmo em Israel achei fé como esta. Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou. E, desde
além da mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão ARA Mt 8.12 Ao passo que os filhos do reino serão aquele instante, a mulher ficou sã.
aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? lançados para fora, nas trevas; ali haverá choro e ARA Mc 5.34 E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou;
ARA Rm 1.21 porquanto, tendo conhecimento de ranger de dentes. vai-te em paz e fica livre do teu mal.
Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe ARA Mt 15.24 Mas Jesus respondeu: Não fui enviado ARA Mc 10.52 Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te

deram graças; antes, se tornaram nulos em seus senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 25 Ela, salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a
próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre- Jesus estrada fora.
coração insensato. me! 26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom
tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.

pastorjarbas@gmail.com
11

9.1. Esboço – Lc 17.11-19


Versículo Base:
17Onde estão os outros nove?

Tema: Agradecidos vamos a Deus


Encontramos o Senhor que nos dá a fé.
Encontramos o Senhor que nos dá alimento.

1. J
1.1. ...e
1.1.1. “18J
1.2. ...p
1.2.1. “P
2. J
2.1. ...e
2.1.1. “M
2.2. o
2.3. o
2.3.1. Ilustração: A
2.4. M
2.4.1. “21—F
2.5. A
2.5.1. “S
2.5.2. “m

pastorjarbas@gmail.com