Você está na página 1de 21

”TIPOS DE PESQUISA”

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar
projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo:
Atlas, 2002

O que é pesquisa?

Procedimento racional e sistemático
que tem como objetivo proporcionar
respostas aos problemas que são
propostos.

. Quais os tipos de pesquisa? As pesquisas podem ser classificadas de acordo com seus objetivos ou com seu delineamento (desenho da pesquisa).

Classificação de pesquisa de acordo com seus objetivos: 1. Descritivas 3. Exploratórias 2. Explicativas .

com vistas a torná-lo mais explícito ou a construir hipóteses. (c) análise de exemplos que “estimulem a compreensão”. . (b) entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema pesquisado. Seu planejamento é bastante flexível e. na maioria dos casos são feitos: (a) levantamento bibliográfico. Exploratórias Têm como objetivo proporcionar maior familiaridade com o problema. 1.

. Descritivas Têm como objetivo a descrição das características de determinada população ou fenômeno e o estabelecimento de relações entre variáveis. 2.

o porquê das coisas. É o tipo de pesquisa que mais aprofunda o conhecimento da realidade. 3. porque explica a razão. . Explicativas Têm como preocupação a identificação dos fatores que determinam ou que contribuem para a ocorrência dos fenômenos.

2. Estudo de campo. Estudo de coorte. Pesquisa-ação. Pesquisa Participante. Experimental. Classificação de pesquisa de acordo com seu delineamento: 1. . 7. 10. Levantamento. Ex-post facto. 5. Bibliográfica. 6. 9. Estudo de caso. Documental. 8. 4. 3.

Publicações Periódicas: jornais. . constituído principalmente de livros e artigos científicos. de referência (informativa ou remissiva – dicionários. Livros: de leitura corrente (obras literárias e de divulgação). enciclopédias). revistas. Pesquisa Bibliográfica Desenvolvida com base em material já elaborado. Impressos diversos. 1.

. contudo. A pesquisa documental se vale de materiais que não receberam ainda um tratamento analítico. 2. Pesquisa Documental Assemelha-se à pesquisa bibliográfica. a diferença está na natureza das fontes.

php?script=sci_arttext&pid=S0104- 59702003000400019&lng=pt&nrm=iso .scielo. No Real Gabinete Português de Leitura. índices. e os resultados podem ser consultados no site http://www.br/scielo.org. A pesquisa integra o acervo da International Leprosy Association Global Project on the History of Leprosy. Disponível em: http://www. realizada em diversas instituições da cidade do Rio de Janeiro. No Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC-FGV) foram consultados diversos arquivos. destacando-se as informações referentes à política de saúde adotada durante o primeiro governo Vargas (1930-45). ofícios e fotografias sobre administração de leprosários e artigos sobre o tratamento da doença. Exemplo “Pesquisa documental sobre a história da hanseníase no Brasil” RESUMO Este trabalho apresenta resultados parciais de uma pesquisa sobre fontes relativas à lepra. no Arquivo Nacional e na Biblioteca Nacional foram pesquisados livros.leprosyhistory.

selecionar as variáveis que seriam capazes de influenciá-lo. definir as formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto. 3. . Pesquisa Experimental Consiste em determinar um objeto de estudo.

Variáveis são as dimensões que o pesquisador elege na realidade como importantes para sua pesquisa. Variáveis? Definição matemática: “Algo que varia” – designa um atributo que pode assumir diversos valores e posições. .

provavelmente. a VI é a propriedade manipulada pelo pesquisador e que. Variável Independente: ao buscar uma função de causa-efeito. provavelmente. será alterada pelo experimento (efeito). será responsável pela modificação em outra propriedade observada. contudo não foi manipulada ou deliberadamente incluída pelo pesquisador . Variável Interveniente: influencia na variabilidade dos dados assumidos pela variável dependente. Variável Dependente: é a propriedade observada pelo pesquisador e que. Tipos de variáveis: Variável genérica: quando as variáveis não descrevem nenhuma função e as dimensões estudadas não serão relacionadas entre si.

. Ex-post facto “A partir do fato passado” – a pesquisa é realizada após a ocorrência de variações na variável dependente no curso natural dos acontecimentos. Diferencia-se das pesq. Propósito: verificar a existência de relações entre as variáveis´(mesmo das pesquisas experimentais). 4. Experimentais porque na ex-post facto o pesquisador não tem o controle da variável independente.

Estudo de coorte Refere-se a um grupo de pessoas que têm alguma característica comum. 5. constituindo uma amostra a ser acompanhada por certo período de tempo. .

Censo: quando o levantamento recolhe informações de todos os integrantes do universo pesquisado. 6. Levantamento por amostra . Levantamento Caracterizam-se pela interrogação direta das pessoas cujo comportamento se deseja conhecer.

Estudo de campo Apresenta semelhanças com o levantamento. 7. Pesquisa desenvolvida por meio da observação direta das atividades do grupo estudado e de entrevistas com informantes. além de análise de documentos. de onde se originou. . com maior profundidade. contudo. filmagem e fotografias. Modelo clássico de investigação no campo da antropologia.

8. . dentro de seu contexto real. É considerado como o delineamento mais adequado para a investigação de um fenômeno contemporâneo. Estudo de caso Consiste no estudo profundo e exaustivo de um ou poucos objetos.

Pesquisa-ação “(.14) .. 9.) um tipo de pesquisa com base empírica que é concebida e realizada em estreita associação com uma ação ou com a resolução de um problema coletivo e no qual os pesquisadores e participantes representativos da situação ou do problema estão envolvidos de modo cooperativo ou participativo” (Thiollent. 1985. p..

É considerada como sinônimo da pesquisa ação. 10. Pesquisa Participante Caracteriza-se pela interação entre pesquisadores e membros das situações investigadas. .

Interesses relacionados