claudney@terra.com.

br

T E X T O

Elementos estruturais do texto

Elementos estruturais do texto
O que é texto?? O Texto é um tecido verbal estruturado de tal modo que as idéias formam um todo coeso, uno, coerente. Todas as partes devem estar interligadas e manifestar um direcionamento único. Assim, um fragmento que trata de diversos assuntos não pode ser considerado texto. Da mesma forma, se lhe falta coerência, se as idéias são contraditórias, também não se constitui texto

Todo texto tem um tema: qual perspectiva o texto foi construído? .Referência e Tema Do que trata o texto? Todo texto trata de um assunto: a referência.

as provas.Elementos Estruturais do texto Os elementos estruturais do texto são: o saber partilhado. . a conclusão. a informação nova.

.saber partilhado: É a informação antiga.O autor considera a informação nova como não sendo do conhecimento da maioria da pessoas. e por isso deve apresentá-la. expandi-lo. informação nova: É uma necessidade para a existência do texto. já conhecida. A informação nova serve para desenvolver o texto. do conhecimento da comunidade.

à informação nova e às provas o autor junta seus objetivos. tem uma intenção que precisa ser cumprida . Conclusão: Ao saber partilhado. pois todo texto visa chegar a algum lugar.As provas: São as afirmações que vão sustentar e dar credibilidade às informações novas.

disforme. feio. a miséria social. E acrescente-se: há manifestação em prol de processos judiciais contra costumes que ofendem a moral e agridem a religiosidade popular. está tornando-se desgracioso. o desequilíbrio que se estabelece entre o morro e a Sapucaí. mas mascara. Embora todos possam reconhecer os méritos de artistas plásticos que ali trabalham. com o seu luxo. o povo samba na avenida como herói de uma grande jornada. o caos político. O carnaval carioca. porque se afasta de sua tradição.‡ O carnaval carioca é uma beleza. .

o saber partilhado + a informação nova + as provas + a conclusão t e x t o .

o saber partilhado a informação nova as provas ‡ Introdução (Começo) ‡ Desenvolvimento (meio) ‡ Conclusão (fim) a conclusão .

o saber partilhado a informação nova ‡ Introdução (Começo) ‡ Desenvolvimento (meio) as provas a conclusão ‡ Conclusão (fim) .

feio. a miséria social. porque se afasta de sua tradição. E acrescentese: há manifestação em prol de processos judiciais contra costumes que ofendem a moral e agridem a religiosidade popular. mas mascara. com o seu luxo.‡ ³O carnaval carioca é uma beleza. o desequilíbrio que se estabelece entre o morro e a Sapucaí. disforme. o povo samba na avenida como herói de uma grande jornada.´ . o caos político. O carnaval carioca. Embora todos possam reconhecer os méritos de artistas plásticos que ali trabalham. está tornando-se desgracioso.

Para compreender o texto não basta somente a leitura dele.Contexto: São informações que acompanham o texto. é preciso retomar os elementos do contexto. aqueles que estiveram presentes na situação de sua construção. .

.. literárias..Contexto: acrescenta informações históricas. . geográficas. sociológicas. e outras.

Seria ofensa à memória do Mestre qualquer comemoração que destoasse da sobriedade e do recato que ele imprimiu a sua vida. 2003.12). já que o bruxo de Cosme Velho continua vivo entre nós" (Folha de S. Paulo. de 1989 apud FÁVERO.Exemplo : "Comemora-se este ano o sesquicentenário de Machado de Assis. 4 de fev. p. As comemorações devem ser discretas para que dignas de nosso maior escritor. .

.Intertexto: ‡ Um texto pode ser produto de relações com outros textos.

criando uma unidade de sentido.Qualidades do texto: ‡ Unidade: clareza das ideias apresentadas. ‡ Coesão: ligação. . relação. ‡ Coerência : relação entre as diversas partes do texto. conexão entre as palavras de um texto através de elementos formais que mostram o vínculo entre elas.

.Atenção!!!! A distinção entre os dois conceitos não é unânime na área há um intenso debate sobre as interrelações que conectam esses dois termos. havendo inclusive quem defenda se tratar de um só fator da textualidade.

. Isso porque. segundo a autora. pode "haver um sequenciamento coesivo de fatos isolados que não têm condição de formar um texto".11). também pode poder haver textos destituídos de coesão mas cuja textualidade se dá [no âmbito] da coerência" (2003. a coesão e a coerência textuais constituem níveis diferentes de análise... Para Leonor Fávero.. p. Por outro lado. .M A S .

. (Irving Copi).Coesão O raciocínio correto do incorreto para distinguir usados a lógica dos métodos e princípios é o estudo .

.Coesão A lógica é o estudo dos métodos e princípios usados para distinguir o raciocínio correto do incorreto (Irving Copi).

. ‡ A lógica é o estudo dos métodos e princípios usados para distinguir o raciocínio correto do incorreto (Irving Copi).Coesão ‡ O raciocínio correto do incorreto para distinguir usados a lógica dos métodos e princípios é o estudo . (Irving Copi).

Coesão ‡ O conceito de coesão se refere à ligação correta entre os elementos de um texto. ‡ Um texto é coeso quando emprega corretamente as conjunções. os pronomes relativos etc. ‡ O que garante a coesão textual é o uso adequado dos elementos estruturais formadores de um texto (verbal ou não). . as preposições.

A cozinha tem as paredes com azulejos. Coesão??? Coerência?? . Maria está na cozinha. mas o leite vem da vaca.Exemplo : . As nuvens também são brancas. Também o leite é branco. Os azulejos são brancos.

. ‡ Refere-se ao nexo entre os elementos argumentativos ou narrativos de um texto. ‡ Trata-se do princípio de inteligibilidade.Coerência ‡ A coerência está ligada ao sentido decorrente da organização das ideias. isto é. aquilo que garante a compreensão da mensagem.

‡ 1. O homem construiu uma casa na floresta. ‡ 5. ‡ 4. O trabalhador acompanhou o noticiário criticamente.O pássaro fez o ninho. A árvore está grávida. ‡ 6. ‡ 3. O lenhador derrubou a árvore. As árvores estão plantadas no deserto. . 2 .

a) Todo mundo destrói a natureza menos eu. b) Todo mundo destrói a natureza menos todo mundo .

B) Todo mundo viu o mico-leão.A) Todo mundo viu o mico-leão. . mas eu não. mas eu não ouvi o sabiá cantar.

a floresta sobrevive. .A) Apesar de estarem derrubando muitas árvores. a floresta não tem muitas árvores. B) Apesar de estarem derrubando muitas árvores.

3. Dicionário de termos literários. KOCH. Leonor Lopes. Ingedore.fcsh. Disponível em: http://www2. KOCH. (Série Princípios).2009. Carlos. 1989. Coesão e coerência textuais. Texto e Coerência. 2005. Ingedore. .pt/edtl/verbetes/C/coerencia_coesao. 1989.ed. Acesso em: ago. CEIA. São Paulo: Cortez.Referências bibliográficas: FÁVERO. São Paulo: Contexto. A Coesão Textual.unl. TRAVAGLIA. C. São Paulo: Ática. Luís. 1995.h tm.