SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO BAIXO TOCANTINS/CAMETÁ PLANO DE AULA

1 – IDENTIFICAÇÃO: PROFESSORA: Maria Domingas Ferreira de Sales ASSUNTO: Língua oral e língua escrita no ensino do português TEMPO DE AULA: 60 minutos

2 – OBJETIVOS 2.1 GERAL: Abordar questões concernentes ao tratamento da oralidade e suas relações com a escrita no ensino da língua materna, considerando-as como atividades interativas e complementares. 2.2 ESPECÍFICOS:

Considerar as propostas dos PCNs no que se refere aos objetivos da Língua Portuguesa, especialmente, no uso da língua oral e escrita, como referências para um trabalho pedagógico eficiente;

Distinguir as duas dimensões de relações no tratamento da língua falada-língua escrita e oralidade-letramento, como fundamento para a prática dessas modalidades da língua;

Relevar as várias tendências dos estudos que se ocupam das relações entre fala e escrita, identificando formas diferentes de conceber essas relações;

Refletir sobre as práticas de ensino voltadas para a oralidade e para a escrita.

4 Oralidade e escrita: implicações pedagógicas 4 – PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Esta aula compõe-se de três partes: 1) A primeira parte compõe-se da apresentação do tema. . propõe apresentar os pressupostos básicos através dos quais se expõem observações e questionamentos a respeito do assunto.3 – CONTEÚDOS 3. 2) A segunda. bem como sua relevância para a disciplina em questão e da apresentação do plano de atividades. KATO(2001). constitutiva do desenvolvimento teórico do tema.2 Oralidade versus letramento ou fala versus escrita? 3. tomados por alguns estudiosos da área.3 A fala e a escrita em diferentes perspectivas 3. 3) A terceira parte prevê uma retomada dos assuntos levantados. em estreito diálogo com ANTUNES(2003).1 PCNs: Objetivos gerais de língua portuguesa para o ensino: provocações 3. FÁVERO (2005) e as propostas dos PCNs da Língua Portuguesa(1998). Utilizaremos como leitura principal MARCUSCHI (2003). com proposta de atividade avaliativa a respeito do tema em relevo.

apresentando reflexões pertinentes ao assunto em questão. 2006. 7 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: BRASIL (1998). Rosa Helena (orgs. Propõe-se que.).5 – CRONOGRAMA/ METODOLOGIA/ RECURSOS DIDÁTICOS: PARTES ATIVIDADES METODOLOGIA I INTRODUÇÃO RECURSOS TEMPO* Apresentação do tema e Exposição do Plano de aula • Material impresso 10 minutos 40 minutos II DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento teórico do tema • Material impresso • Data show III CONCLUSÃO Resumo do tema Proposta de atividades avaliativas Material impresso 10 minutos * Tempo aproximado 6 – ATIVIDADE DE AVALIAÇÃO A atividade de avaliação (em grupo) propõe a leitura crítica de um dos textos integrantes do segundo capítulo “Os modos orais de comunicação e sua tradição cultural” da coletânea “Práticas de Leitura e Escrita” produzido pelo Programa Salto para o Futuro (MEC). . Práticas de Leitura e Escrita. Brasília: Ministério da Educação. o grupo elabore uma exposição oral para promover um debate na turma. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental: Língua Portuguesa. MENDONÇA. Brasília: MEC/SEF. Maria Angélica Freire de. 1998. CARVALHO. a partir da leitura de um dos artigos.

7 ed. Leonor Lopes. de Oliveira. Aula de Português: encontro e interação. São Paulo: Parábola Editorial. ANTUNES. Ática. São Paulo: Cortez. ANDRADE. ed. . Irandé. Oralidade e escrita: perspectivas para o ensino de língua materna. MARCUSCHI. São Paulo: Cortez. 4 ed. KATO. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 2001. Mary . No mundo da Escrita: uma perspectiva psicolinguística. 5. 2003. Maria Lúcia da Cunha V. Luiz Antônio.FÁVERO. São Paulo. 2003. Zilda Garpar Oliveira de (orgs). AQUINO. 2005.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful