P. 1
Pré_Projeto TCC Software Gestão Escolar Ensino Fundamental

Pré_Projeto TCC Software Gestão Escolar Ensino Fundamental

|Views: 1.737|Likes:

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: Anderson Marques Neto on Jun 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/29/2013

pdf

text

original

INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ

ANDERSON MARQUES NETO FÁBIO DIAS DE SOUZA

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA UMA INSTITUIÇÃO ESCOLAR DE NÍVEL FUNDAMENTAL DO 1º AO 5º ANO

TUCUMÃ 2011

INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ

ANDERSON MARQUES NETO FÁBIO DIAS DE SOUZA

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA UMA INSTITUIÇÃO ESCOLAR DE NÍVEL FUNDAMENTAL DO 1º AO 5º ANO

Projeto de pesquisa apresentado ao Instituto Federal do Pará como requisito avaliativo parcial da Disciplina (...) do Curso (...). Profª. Nayane Caroline Jorge Cardoso, Msc..

TUCUMÃ 2011

2

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ

ANDERSON MARQUES NETO FÁBIO DIAS DE SOUZA

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA UMA INSTITUIÇÃO ESCOLAR DE NÍVEL FUNDAMENTAL DO 1º AO 5º ANO

Projeto de pesquisa apresentado ao Instituto Federal do Pará como requisito avaliativo parcial da Disciplina (...) do Curso (...).

Professor Avaliador 1: ______________________________ ________________________________________________ Professor Avaliador 2: ______________________________ ________________________________________________ Professor Avaliador 3: ______________________________ ________________________________________________

Apresentado em:

/

/2011

Conceito: ______________

TUCUMÃ 2011

3

RESUMO Atualmente o mundo está dominado pela informação, as empresas procuram a tecnologia da informação para permanecerem cada vez mais competitivas e organizadas, pois a informatização nos proporciona tomar decisões rápidas com dados precisos no momento correto. O objetivo deste trabalho consiste em um desenvolvimento de software para gestão escolar, com o intuito de atender as exigências de instituições de ensino fundamental do 1º ao 5º Ano, referente à gerência de matrícula e dados escolares. Para que este objetivo seja alcançado, será proposto a implementação de um protótipo desenvolvido na linguagem JAVA e a persistência dos dados através do Sistema Gerenciador de Banco de Dados MySQL. Espera-se com a realização desse trabalho satisfazer as necessidades escolares administrativas.

Palavras-chave: Desenvolvimento de Software; Gestão Escolar; JAVA.

4

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ..................................................................................................................... 6 2 OBJETIVOS.......................................................................................................................... 8 2.1 OBJETIVO GERAL ........................................................................................................... 8 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS ........................................................................................... 8 3 JUSTIFICATIVA ................................................................................................................... 9 4 PROBLEMA ........................................................................................................................ 10 5 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS ...................................................................... 13 5.1 DELINEAMENTO DA PESQUISA ............................................................................... 13 5.2 MÉTODOS E FERRAMENTAS UTILIZADAS ............................................................ 14 6 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO .................................................................................. 15 REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 16 BIBLIOGRAFIA BÁSICA..................................................................................................... 17

5

1 INTRODUÇÃO Soluções práticas para aperfeiçoar o trabalho nas escolas estão substituindo os métodos convencionais de administração escolar. Máquina de escrever, mimeógrafo, fichário de biblioteca, livro com entradas e saídas no financeiro e recibo feito à mão já não oferecem a agilidade e a eficiência necessária. A gestão escolar precisa de ferramentas que agilizem os processos e facilitem o acompanhamento das rotinas administrativas. A administração não informatizada toma um tempo absurdo, o gestor administra por impulso e pelo “achismo”, ou seja, não tem certeza no que realmente está ou irá fazer, porque não consegue ter noção da realidade nem uma visão ampla da escola. A Escola Marques de Educação Infantil e Ensino Fundamental é uma Instituição Escolar do setor privado, situada na Rua Marechal Cordeiro de Farias, nº 602, município de Xinguara, estado do Pará. Atuante nesta área há 13 anos, possuindo atualmente catorze (14) funcionários e mais de cento e cinquenta (150) alunos. Porém, em pleno século XXI, ainda adota procedimentos “manuais” em seus processos administrativos. E com o aumento de matrículas dos alunos nesta escola no decorrer dos anos, os antigos procedimentos manuais utilizados até então, já não estavam mais sendo tão eficientes. A Secretaria Escolar concentra informações vitais para a gestão geral da escola, pois Estudantes, Professores, Coordenadores, Diretores e Pais mantêm contato constante com esta unidade. Enumerando os principais registros, destacam-se as seguintes atividades como: matrículas, históricos escolares, diários de classe, calendário escolar e horário de atividades, frequência de alunos, frequência de professores, técnicos e funcionários, atas de reuniões, livro de protocolo, dados estatísticos, regimento escolar, projeto pedagógico e demais procedimentos ao bom funcionamento da secretaria da escola.

6

Chaves e Setzer defendem o uso da informática na administração escolar expondo que:

[...] do tempo dos desbravadores da microinformática aos dias de hoje, o número de adeptos de computadores pessoais – os PCs – o cresceu na mesma proporção em que programas e sistemas se tornaram mais amigáveis. E também essenciais. Difícil imaginar o cotidiano de uma instituição de ensino sem o uso de ferramentas tecnológicas, em especial no âmbito da gestão escolar. Conceitos originários do mundo corporativo como agilidade administrativa, eficiência na prestação de serviços (internos ou externos), confiabilidade das informações, avaliação de desempenho, gestão por indicadores e boa comunicação com a clientela - são hoje tão necessários na escola como em qualquer empresa de outra natureza. Embora não seja muito enfatizada nas discussões teóricas, a aplicação de microcomputadores para executar essas tarefas da administração escolar e educacional, ou para auxiliar a executá-las, facilita muito o fluxo das atividades escolares. (CHAVES e SETZER, 1988).

Estamos diante de um novo tempo na organização administrativa escolar, pois o fluxo e a diversidade de documentos aumentam visivelmente e a informática, por meio de sistemas automatizados, está se aprimorando rapidamente para atender essa demanda. Hoje a exclusividade não é mais das grandes instituições de ensino em gerenciar seus dados de forma profissional, porque os gestores das médias e pequenas escolas vêm percebendo essa necessidade de mudança. Entendemos que o uso de ferramentas tecnológicas no âmbito da gestão escolar traz vantagens administrativas e funcionais podendo melhorar a qualidade da empresa. Neste cenário propõe-se fazer um estudo da viabilidade para o

desenvolvimento de uma aplicação desktop de gestão escolar para a Instituição de Ensino Escola Marques. O Software será desenvolvido através de uma linguagem de programação orientada a objetos, JAVA. Todas as informações serão armazenadas em um Banco de Dados Relacional, MySQL. Para que através deste, possa se tornar uma ferramenta indispensável na administração da escola, onde o administrador possa de forma segura, ter acesso de forma confiável, a todas as informações de sua instituição de ensino e de seus alunos, aumentando a produtividade e otimizando os seus resultados administrativos.

7

2 OBJETIVOS 2.1 OBJETIVO GERAL O objetivo deste trabalho é projetar e desenvolver um software para gestão escolar, que atenda as instituições escolares de ensino fundamental do 1º ao 5º Ano.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS     Gerenciamento de Matrícula: Consulta do Aluno, Remanejamento de Aluno, Matrícula e/ou Rematrícula, Relatórios e Manutenção de Matrícula; Gerenciamento acadêmico: Geração de Diário, Lançamento de Notas e Frequência, Ficha Individual e Boletim Escolar; Gerenciamento de dados da Instituição: Cadastro e Manutenção de Escolas, Professores e Turmas; Garantir a segurança das informações.

8

3 JUSTIFICATIVA Através de uma revisão da literatura sobre a introdução da informática na educação, principalmente nas escolas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, verificamos que o computador é uma nova tecnologia presente em vários momentos de nosso dia-a-dia e pode ser aplicado tanto na parte administrativa da escola, quanto servindo de auxílio direto do professor em suas tarefas de avaliação, por exemplo, o diário escolar. Diante da Escola Marques, local onde o estudo será realizado, a necessidade de implantação desse tipo de sistema foi identificada quando os antigos procedimentos manuais já não estavam mais sendo tão eficientes. Desta forma foi constatado que esta instituição de ensino vive um momento paradoxal numa era de transformações rápidas, com profundos reflexos em todas as dimensões da vida social, tornando-se necessário a informatização dessas escolas. Ponderando sobre a existência de outros programas já desenvolvidos e voltados para essa área, apontamos a superioridade desse software robusto que visa à redução de custos, segurança das informações, melhor capacidade administrativa e usabilidade para que o administrador possa satisfazer suas necessidades em curto prazo. Esta implementação faz uso de uma linguagem de programação - JAVA, voltada a utilizar ao máximo as capacidades dos dispositivos utilizados, além de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) - MySQL.

9

4 PROBLEMA A Escola Marques de Educação Infantil e Ensino Fundamental é uma empresa privada, atuante na área da educação, desde 1998, situada no município de Xinguara, estado do Pará. Em seu primeiro ano letivo, havia apenas uma turma, com aproximadamente trinta e um alunos (31). Atualmente está entre as melhores escolas de ensino infantil e fundamental do primeiro (1º) ao quinto (5º) ano deste município, possuindo um quadro de funcionário de catorze (14) profissionais e mais de cento e cinquenta (150) alunos. Devido à expansão da empresa no mercado, surgiu à necessidade de um domínio maior das informações, e os antigos procedimentos manuais adotados pela administração (secretaria) da escola já não estavam mais sendo tão eficientes. O Secretário ou Secretária Escolar tem por responsabilidade organizar, sistematizar, registrar e documentar todos os fenômenos que se processam no âmbito da unidade escolar, tornando viável seu funcionamento administrativo e garantindo sua legalidade e a validade de seus atos (SEDUC-MS, 2005, p. 7). O secretário (a) segue com suas seguintes competências administrativo:
Dirigir os trabalhos da secretaria, administrar os horários escolares, assistir o corpo docente nas rotinas escolares, abrir e manter atualizados os arquivos escolares, estabelecer as rotinas de trabalho de seus auxiliares, administrar o atendimento ao publico externo, administrar o atendimento aos professores e alunos, administrar o expediente do diretor, alimentar os controles de gestão (controle da frequência dos alunos na escola, controle do aluno na sala de aula, controle dos resultados escolares por turma e por segmento, controle dos resultados escolares pela quantidade de exercícios, controle das disciplinas, controle do acompanhamento dos familiares a estudantes), instrumentos indispensáveis de uma secretaria competente (SEDUC-CE, 2005, p. 16).

E com isso, o mesmo terá um curto prazo de tempo, para cumprir suas responsabilidades com eficiência conforme a expansão da empresa, devido à grande demanda (o aumento) no número de alunos matriculados. Após uma visita nesta escola nos dias 11 e 12 de abril deste ano, evidenciamos algumas problemáticas: os procedimentos adotados pela secretaria

10

escolar estavam sendo realizados de forma manual, como relatórios escritos e outros criados de forma mecânica em papel impresso. Há um caderno chamado: “Caderno de notas”, onde estão presentes o nome de todos os alunos incluindo suas notas, frequências e situação da matrícula1 no ano letivo, que são usados além de relatório final de cada turma, uma forma de armazenamento dos dados. A matrícula do aluno nem sempre havia todos os dados obrigatórios exigidos pelo Censo Escolar2 e/ou manter atualizados nos arquivos os dados do mesmo quando necessário. A matrícula é feita por um formulário impresso, escrito de forma manual, o que dificulta o mesmo, caso haja várias matriculas a serem realizadas no mesmo período de tempo. Os “controles de gestão” citados anteriormente pela SEDUC-CE (2005, p. 16) já não estavam sendo alimentados de forma coerente e eficaz, pois em certas situações específicas como, por exemplo, a entrega dos resultados escolares dos alunos, na maioria dos casos, excedia o prazo de entrega. Muitas vezes essas atividades eram realizadas pelo secretário (a) fora de sua carga horária semanal, o que fazia jus, receber em seu salário final horas extras por sua jornada de trabalho, onerando ainda mais a escola. Foi percebida uma dificuldade no Remanejamento de Alunos3. Dependendo do elevado número de matrículas em uma determinada turma, há uma necessidade de ser aberta uma nova turma, da mesma Série ou Ano, para suprir a demanda. Logo, fica caracterizado como: Turma A e B. Neste caso, ao lançarem as notas de um aluno no “Caderno de Notas”, e se o mesmo for preciso ser remanejado para outra turma (às vezes por questões de turno), apresentará rasuras neste caderno. E quando maior for o número de remanejamento, maior será o numero de rasuras.

1

Situação da matrícula do Aluno no ano letivo: Aprovado, Reprovado, Reprovado por Falta,

Cancelado, Transferido e etc.
2

Censo Escolar é um levantamento de dados estatístico-educacionais de âmbito nacional realizado

todos os anos e coordenado pelo Inep. Ele é feito com a colaboração das secretarias estaduais e municipais de Educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país (INEP, 2011).
3

Remanejamento de Alunos é a movimentação do aluno de uma turma para a outra.

11

Dentre esses e demais aspectos tornam-se de forma geral, os trabalhos da secretaria, desorganizado, lento e desatualizado. Como destaca no manual da secretaria escolar, (SEDUC-MS, 2005, p. 14) “O atendimento de qualidade, por parte da Secretaria Escolar, faz toda a diferença, pois é por meio dela que vemos refletido todo o desenvolvimento da unidade escolar. A qualidade da informação e sua disponibilidade imediata significam decisões melhores e mais rápidas”, consta-se necessário e importante, uma boa gerência administrativa. Desta forma surge a questão que norteia o trabalho: Qual a forma mais adequada para que a administração escolar tenha uma gestão eficaz sobre o domínio maior de suas informações, como: organizar, sistematizar, registrar e documentar os trabalhos de sua unidade escolar?

12

5 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS No início do desenvolvimento deste trabalho, será realizado uma pesquisa exploratória, que segundo Andrade (1999, p. 106):
[...] é o primeiro passo de todo o trabalho científico. São finalidades de uma pesquisa exploratória, sobretudo quando bibliográfica, proporcionar maiores informações sobre determinado assunto; facilitar a delimitação de um tema de trabalho; definir os objetivos ou formular as hipóteses de uma pesquisa ou descobrir novo tipo de enfoque para o trabalho que se tem em mente. Através das pesquisas exploratórias avalia-se a possibilidade de desenvolver uma boa pesquisa sobre determinado assunto. Portanto, a pesquisa exploratória, na maioria dos casos, constitui um trabalho preliminar ou preparatório para outro tipo de pesquisa.

Os dados referentes a este trabalho serão levantados por pesquisa bibliográfica, como enfatiza Marconi e Lacatos (1999, p. 27):
[...] é um apanhado geral sobre os principais trabalhos já realizados, revestidos de importância por serem capazes de fornecer dados atuais e relevantes relacionados com o tema. O estudo da literatura pertinente pode ajudar a planificação do trabalho, evitar duplicações e certos erros, e representa uma fonte indispensável de informações podendo até orientar indagações.

A pesquisa bibliográfica deve começar pelas obras de caráter geral: enciclopédias, anuários, catálogos, resenhas, abstracts, que indicarão fontes de consultas mais específicas. (ANDRADE, 1999) Será feita também uma pesquisa documental, que segundo Pádua (2002, p. 65):
[...] é aquela realizada a partir de documentos contemporâneos ou retrospectivos, considerados cientificamente autênticos (não-fraudados); tem sido largamente utilizada nas ciências sociais, na investigação histórica, a fim de descrever/comparar fatos sociais, estabelecendo suas características ou tendências; além das fontes primárias, os documentos propriamente ditos, utilizam-se as fontes chamadas secundárias, como dados estatísticos, elaborados por institutos especializados e considerados confiáveis para a realização da pesquisa.

5.1 DELINEAMENTO DA PESQUISA Pretende-se realizar essa pesquisa na Instituição de ensino, Escola Marques de Educação Infantil e Ensino Fundamental, situada em Xinguara, estado do Pará.

13

Os instrumentos de coleta de dados utilizados no decorrer do projeto serão através de entrevistas com a parte administrativa escolar, sendo eles: Diretor (a), Secretário (a), e Coordenador (a); exames de documentos, como: tipos de relatórios (sendo eles relatório final, ficha individual, boletim, entre outros), documentação escolar, e demais materiais e/ou documentos possam ser examinados a fim de obter dados específicos; e por fim, a observação, que por sua vez será fundamental para o teste de usabilidade do protótipo desenvolvido. 5.2 MÉTODOS E FERRAMENTAS UTILIZADAS Para que o objetivo do trabalho seja alcançado, o projeto será iniciado fazendo um levantamento de dados sobre a Escola Marques, para que assim possa ser entendido o seu funcionamento e, a partir daí serem analisadas as informações colhidas. Para a análise do sistema e modelagem dos dados, será utilização o método UML4. Após ter sido feita a modelagem do sistema, será criado o banco de dados utilizando o banco de dados relacional MySQL. Dá-se início a etapa “implementação”, o paradigma de programação a ser utilizado será a orientação a objetos e a linguagem de programação será Java, devido a alguns aspectos intrínsecos considerados importantes, por exemplo, a portabilidade entre sistemas operacionais (DEITEL e DEITEL, 2005). Terminado a etapa “implementação”, passa-se para a etapa de testes, com uso de exemplos práticos. Caso ocorra algum erro durante os testes, retorna-se á etapa de simulação, e se necessário, retorna-se a etapa de projeto e estudo. Uma vez que o produto de software esteja funcionando satisfatoriamente, passa-se para a fase de testes de usabilidades. Caso os testes não deem resultados positivos, retorna-se a etapa de projeto e estudo. Ao passar pelo teste de usabilidade, passa-se para a fase de finalização, onde será desenvolvida uma documentação referente ao software desenvolvido, e a implantação do sistema na instituição de ensino.
4

UML - é utilizado no mercado de software, como uma linguagem gráfica padrão destinado à

especificação, construção, visualização e documentação de sistemas de software.

14

6 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO 2011 Atividades J Elaboração do Projeto Revisão da Literatura Coleta de Dados Análise de Dados Redação Final F M A M X X X X X X X X X X X J J A S O N D

15

REFERÊNCIAS ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 4ª ed. São Paulo : Editora Atlas, 1999. 153p. ISBN 85-224-2300-8. CHAVES, Eduardo e SETZER, Valdemar W. O Uso de Computadores em Escolas. Editora Scipione, São Paulo, 1988. DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J. Java: como programar. Tradução Edson Furmankiewicz; revisão técnica Fábio Lucchini. 6ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. 1152 p. Título original: Java how to program, 6th. ISBN: 978-85-7605-0193. DZENDZIK , Isolete Teresinha. Processo de Desenvolvimento de Web Sites com recursos da UML. 2005. 183 f. Trabalho Dissertação de Mestrado (Pós-graduação em Computação Aplicada) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, 2005. Disponível em: <http://www.unafiscobsb.org.br/unafisco/atos/53.pdf> Acesso em 07 de abril de 2011. INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Censo Escolar, Ministério da Educação, 2011. Disponível em: <http://www.inep.gov.br/basica/censo/default.asp> Acesso em: 06 abr. 2011. MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Editora Atlas, 1999. 260p. ISBN 85-224-2267-2. PADUA, Elisabete Matallo Marchesini de. Metodologia da Pesquisa. Abordagem Teórico - Prática. 8ª ed. Campinas: Papirus Editora, 2002. 120p. ISBN 85-308-06077. SEDUC-CE, Secretaria da Educação Básica do Ceará. Manual do Secretário Escolar / Secretaria da Educação Básica - Fortaleza, 2005, 104p. Disponível em: <http://www.cec.ce.gov.br/docs/docs2009/Manual%20do%20Secretario.pdf/at_downl oad/file> Acesso em: 06 abr. 2011. SEDUC-MS, Secretaria de Estado de Educação, Manual da Secretaria Escolar, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, 2005. Disponível em: <http://www.sed.ms.gov.br/pv_obj_cache/pv_obj_id_4BE1B5D1EBE5EE483B39BCF D51D703F97CF60800/filename/manual_secretaria_escolar.pdf> Acesso em: 06 abr. 2011.

16

BIBLIOGRAFIA BÁSICA DORES, António Pedro. Mudança social e tecnológica com a informatização das escolas. Lisboa, Portugal, 1994. Disponível em: <http://www.c5.cl/ieinvestiga/ribie94.htm#comunica> Acesso em: 06 abr. 2011. LARMAN, Craig. Utilizando UML e padrões: uma introdução à análise e ao projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento iterativo. Tradução Rosana Vaccare Braga [et al.]. 3ª ed. - Porto Alegre: Bookman, 2007. 696 p. : il. ; 25cm. ISBN 978-8560031-52-8. PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software. 6ª ed. São Paulo: MCGRAW-Hill, 2006. 719 p. ISBN: 85-86804-57-6.

17

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->