P. 1
Fichamento - Saberes Profissionais...

Fichamento - Saberes Profissionais...

4.0

|Views: 2.419|Likes:

More info:

Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/05/2013

pdf

text

original

SABERES

PROFISSIONAIS

DOS

PROFESSORES

E

CONHECIMENTOS

UNIVERSITÁRIOS Autor: Maurice Tardif Estagiária: Mariana Gonçalves Pereira de Oliveira FICHAMENTO QUESTÕES ABORDADAS 1. Quais os saberes profissionais dos professores; 2. Em que e como esses saberes profissionais se distinguem dos conhecimentos universitários elaborados por pesquisadores da educação. 3. Que relações deveriam existir entre os saberes profissionais e os conhecimentos universitários no que diz respeito à profissionalização do ensino e à formação de professores. CONJUNTURA SOCIAL → A profissionalização do ensino e da formação para o ensino → movimento quase que internacional. → A questão da epistemologia da prática profissional → cerne do movimento de personalização. → Características principais do conhecimento profissional nos últimos vinte anos. → Em sua prática, os profissionais devem-se apoiar em conhecimentos especializados e formalizados. → Esses conhecimentos especializados devem ser adquiridos por meio de uma longa formação de alto nível, de natureza universitária ou equivalente. → Em princípio, só os profissionais possuem a competência e o direito de usar seus conhecimentos. → Só os profissionais são capazes de avaliar, em plena consciência, o trabalho de seus pares → auto gestão do conhecimento, bem como um auto controle da prática pelos seus pares.

→ Conhecimentos profissionais → “a construção do problema” em oposição à “resolução instrumental do problema”, que seria baseada na aplicação de teorias e técnicas prévias. → Tanto em suas bases teóricas, quanto em suas conseqüências práticas, os conhecimentos profissionais são evolutivos e progressivos e necessitam, por conseguinte, uma formação contínua e continuada. → os profissionais podem ser considerados responsáveis pelo mau uso de seus conhecimentos, causando, desse modo, danos a seus clientes. → Se esses esforços e reformas forem bem sucedidos, o ensino deixará de ser um ofício para tornar-se uma verdadeira profissão. → A crise do profissionalismo – a perícia profissional está sendo cada vez mais percebida hoje em dia de acordo com o modelo de uma racionalidade limitada, improvisada, na qual o processo reflexivo, a improvisação, a criatividade, na qual o processo reflexivo, a improvisação, a indeterminação, a criatividade, a intuição, o senso comum desempenham um grande papel, apoiando-se ao mesmo, em rotinas próprias a cada tradição profissional. A EPISTEMOLOGIA DA PRÁTICA PROFISSIONAL: tentativa de definição → Definição: chamamos de epistemologia da prática profissional o estudo do conjunto dos saberes utilizados realmente pelos profissionais em seu espaço de trabalho cotidiano para desempenhar todas as suas tarefas. → “ Saber” – engloba os conhecimentos, as competências, as habilidades ( ou aptidões) e as atitudes. → Finalidade da epistemologia da prática profissional – revelar os saberes, compreender como são integrados concretamente nas tarefas dos profissionais e como estes os incorporam, produzem, utilizam, aplicam e transformam em função dos limites e dos recursos inerentes às suas atividades de trabalho. → Conseqüências teóricas e metodológicas decorrentes da epistemologia da prática profissional e que estão relacionadas com a pesquisa universitária:

• •

Postura da pesquisa- processo centrado no estudo dos saberes dos atores em seu contexto real de trabalho, em situações concretas de ação; Não se devem confundir os saberes profissionais com os conhecimentos transmitidos no âmbito da formação universitária – a prática profissional é um processo de filtração dos conhecimentos universitários que os dilui e os transforma em função das exigências do trabalho;

Se os pesquisadores universitários querem estudar os saberes profissionais da área do ensino, devem sair dos seus laboratórios e ir diretamente aos lugares onde os profissionais do ensino trabalham;

Parar de considerar os professores “idiotas cognitivos” – é preciso que a pesquisa universitária se apóie nos saberes dos professores a fim de compor um repertório de conhecimentos para a formação dos professores;

ALGUMAS CASACTERÍSTICAS DOS SABERES PROFISSIONAIS SEGUNDO ESSA DEFINIÇÃO → Os saberes profissionais dos professores são temporais. → Os saberes dos professores são plurais e heterogêneos. →Os saberes profissionais são personalizados e situados. O OBJETO DE TRABALHO DO DOCENTE SÃO SERES HUMANOS E, POR CONSEGUINTE, OS SABERES DOS PROFESSORES CARREGAM AS MARCAS DO SER HUMANO. → Os seres humanos têm a particularidade de existirem como indivíduos – esse fenômeno da individualidade está no cerne do trabalho dos professores, pois embora eles trabalhem com grupos de alunos, devem atingir os indivíduos que os compõe. → O saber profissional comporta sempre um componente ético e emocional – as práticas profissionais que envolvem emoções suscitam questionamento e

surpresa na pessoa, levando-as a questionar suas intenções, seu valores e suas maneiras de fazer. → Os estudantes, os alunos, são seres humanos cujo assentimento e cooperação devem ser obtidos para que aprendam e para que o clima da sala de aula seja impregnado de tolerância e de respeito pelos outros. CONCLUSÃO: formação dos professores e saberes profissionais. → Problemas epistemológicos no modelo universitário de formação: • O modelo universitário é idealizado segundo uma lógica disciplinar e não segundo uma lógica profissional centrada no estudo das tarefas e realidades do trabalho dos professores; • Esse modelo trata os alunos como espíritos virgens e não leva em consideração suas crenças e representações anteriores a respeito do ensino. → Possibilidades promissoras e campo de trabalho para os pesquisadores universitários .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->