Você está na página 1de 3

MODELO DE RECURSO EM SENTIDO ESTRITO

EXCELENTSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ... VARA DO JRI DO ESTADO DE ....................

........................ (nome completo), j devid mente !" li#ic do no$ "to$ do p%oce$$o c%ime !"e l&e move D. '"$ti( )*+lic , po% $e" ,dvo- do, vem, %e$peito$ mente . p%e$en( de /o$$ E0cel1nci , tempe$tiv mente, %e!"e%e% $e di-ne RECONSIDER,R %. deci$2o !"e o p%on"ncio", o" $e e$$e n2o #o% o entendimento de /o$$ E0cel1nci , !"e %ece+ como RECURSO EM SENTIDO ESTRITO no$ te%mo$ do %ti-o 345, I/ do C6di-o de )%oce$$o )en l, p%e$ent ndo de$de lo-o $ % 78e$ do incon#o%mi$mo. Termos em que Pede Deferimento.

............., ...... de .................... de .......... (local e data) .................................. Advogado (nome) OAB/.... n ................ RAZES DE RECURSO PROCESSO N ..........

RECORRENTE:........... RECORRIDO: JUSTIA PBLICA

EGRGIO TRIBUNAL, COLENDA CMARA, DOUTOS JULGADORES.

O Reco%%ente, n2o $e con#o%m ndo com deci$2o p%o#e%id pelo MM '"i7 d / % do '*%i d ........., vem, %e$peito$ mente, . &on%o$ p%e$en( de /o$$ $ E0cel1nci $, imp"-n % !"e $e di-nem de RE9ORM,R %. deci$2o, pel $ % 78e$ de # to e de di%eito !"e p $$ e0po%:

I O !ecorrente foi "ronunciado "elo #ui$ da %ara do #&ri de......., "or infra'(o ao artigo )*), caput, do +,digo Penal.
Con$t do$ "to$ !"e o Re!"e%ente #oi +o%d do po% ........., !"e tem v $t #ol& de ntecedente$ c%imin i$, $endo $"+j"- do p % ent%e- % o din&ei%o !"e c + % de %eti% % d -1nci + nc%i . -egundo as testemun.as, ............. conseguiu tomar a arma de .........., ocorrendo o dis"aro que ocasionou sua morte. -egundos a",s ser desarmado, ......., ainda sacou de um estilete que "ortava, vindo em dire'(o de ........... II "erigo. 0sou moderadamente dos meios numa rea'(o imediata, visando defender e "roteger seu "atrim1nio e sua "r,"ria vida. As testemun.as dos fatos vieram a fortalecer a atitude do recorrente em leg2tima defesa. Desse modo, nas circunst3ncias em que ocorreram os fatos, o com"ortamento de ................ 4 totalmente at2"ico em ra$(o de uma condi'(o que e5clui a ilicitude. Tanto 4 verdadeira essa ace"'(o dos fatos que, 6 lu$ do +,digo Penal, ela n(o 4 tida como crime, como di$ o artigo *78 ;No h crime quando o agente pratica o fato: O !ecorrente agiu re"elindo in/usta agress(o, "ois se encontrava em

I ........... II em legtima defesa; II .............

9 mais, a lei "enal vigente "receitua no artigo *:8 ;Entende-se em legtima defesa, quem, usando moderadamente dos meios necessrios, repele injusta agresso, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem. Assim, v;<se que est(o "resentes os requisitos o=/etivos que autori$am a a"lica'(o do "receito legal da e5clus(o da ilicitude "ela condi'(o da leg2tima defesa. >o mesmo sentido, tem entendido a /uris"rud;ncia8 ;..................... ??????........@. (copiar jurisprudncia aplic el)

III Diante do e5"osto, requer se/a dado "rovimento ao "resente recurso, reformando in totum a decis(o ora im"ugnada, "ara fins de AB-OA%9! -0BA!IAB9>T9 o !equerente com fundamento no artigo C)C do +,digo de Processo Penal, como medida de inteira #usti'aD

>estes Termos, Pede deferimento.

........., .... de ................ de ......... (local e data)

...................................... Advogado (nome)......... OAB/.... n .....................