Você está na página 1de 1
Universidade Presbiteriana Mackenzie DESENVOLVIMENTO DE UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO APLICADO À CAPTURA DE IMAGENS

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Universidade Presbiteriana Mackenzie DESENVOLVIMENTO DE UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO APLICADO À CAPTURA DE IMAGENS
DESENVOLVIMENTO DE UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO APLICADO À CAPTURA DE IMAGENS
DESENVOLVIMENTO DE UM VEÍCULO AÉREO NÃO
TRIPULADO APLICADO À CAPTURA DE IMAGENS

Aluno(s): Tiago Barrence Crepaldi, Leonardo Rodrigues da Silva, Marco Raposo Righi e Eduardo Sagae Ferreira Ramos

Orientador: Marco Stipkovic Filho Universidade Presbiteriana Mackenzie Curso de Engenharia Mecânica

Introdução

Os veículos aéreos não tripulados (VANTs) são

aeronaves, que vem conquistando cada vez mais espaço e

reconhecimento na esfera civil e científica.

mais espaço e reconhecimento na esfera civil e científica. Suas aplicações são as mais diversas, sendo

Suas aplicações são as

mais diversas, sendo em sua grande maioria plataformas concebidas com o intuito de embarcar sensores e

equipamentos remotos para

obtenção de imagens e dados

da superfície terrestre.

O
O

desenvolvimento de um veículo para tais atividades é

determinado por diversos fatores, tais como: formato da

missão, tamanho, necessidades de voo, materiais de

construção, etc.; além da adoção de uma adequada

metodologia, capaz de nortear sua criação.

O objetivo deste trabalho é projetar um protótipo aplicando e adaptando uma metodologia de concepção de

aeronaves. Realizando o seu desenvolvimento teórico, com

elaboração do projeto conceitual, projeto preliminar,

anteprojeto e projeto detalhado; para posteriormente

executar o desenvolvimento prático, através da construção e

realização de ensaios estáticos e dinâmicos (teste de voo).

Metodologia

A metodologia utilizada foi desenvolvida e proposta com o intuito de ser aplicada a projetos de aeronaves leves

subsônicas. Esta metodologia, além de estar fundamentada em outras já consagradas na indústria aeronáutica, agrega

uma série de inovações e modificações que a tornam a mais

indicada a ser usada na elaboração de projetos de pequeno

porte, como é o caso da aeronave proposta.

A metodologia de projeto propriamente dita, divide-se

em quatro grupos principais: Requisitos, Projeto Preliminar,

Anteprojeto e Projeto Detalhado, e estes por sua vez

subdivide-se em diversas atividades (passos), que devem

ser realizados de forma sequencial e sistemática, a fim de se

evitar o conflito de informações ao longo do projeto.

Metodologia Aplicada Especificações e Requisitos Estudos Projeto Anteprojeto Preliminar Detalhado
Metodologia
Aplicada
Especificações
e Requisitos
Estudos
Projeto
Anteprojeto
Preliminar
Detalhado
5 atividades
5 atividades
16 atividades
16 atividades
11 atividades
11 atividades
10 atividades
10 atividades

Resultados

Em Requisitos e Especificações definiu-se o escopo,

metas e principais diretrizes do projeto desenvolvido, além de

se adotar uma filosofia de trabalho, visando garantir uma

aeronave com características espartanas, sendo esta denominada “Solução Mínima”.

No Projeto Preliminar realizou-se o benchmarking de aeronaves existentes, buscando assim, estimar a configuração, dimensões, pesos, dentre outras características gerais da aeronave desenvolvida.

outras características gerais da aeronave desenvolvida. A permitiu, execução do Anteprojeto inúmeras as do

A

permitiu,

execução

do

Anteprojeto

inúmeras

as

do

iterações, elaborar

e

esboços

com

dimensões

detalhes

finais

protótipo,

atendendo

escolhas

as

definidas até esta fase do projeto.

atendendo escolhas as definidas até esta fase do projeto. O Projeto Detalhado relaciona de maneira sistemática

O Projeto Detalhado relaciona de

maneira sistemática todas as áreas de conhecimento aeronáutico,

realizando análises de diversos

parâmetros intrínsecos ao

desenvolvimento da aeronave.

por

meio

de

ao desenvolvimento da aeronave. por meio de Conclusão A utilização da metodologia adotada no

Conclusão

A utilização da metodologia adotada no desenvolvimento do protótipo se apresentou adequada e de extrema importância, uma vez que conseguiu nortear de forma encadeada todas as etapas e atividades ao longo do projeto.

A confecção do protótipo, permitiu avaliar de forma qualitativa seu comportamento em operação. Apresentando boa manobrabilidade em solo, facilidade em alçar voo,

ganhar altitude de forma estável e controlável, capacidade de operar em condição

de planeio

responder de forma

rápida aos comandos

do piloto, atendendo

assim, ao que foi proposto no início do projeto.

e

planeio responder de forma rápida aos comandos do piloto, atendendo assim, ao que foi proposto no
planeio responder de forma rápida aos comandos do piloto, atendendo assim, ao que foi proposto no