Você está na página 1de 6

Simione Carlos Mhula

Analise do Sistema De Governo De Moçambique

Cadeira de Ciências Politicas

Bacharelato e Licenciatura em Historia Politica e Gestão Pública

Universidade Pedagógica
Delegação de Gaza
Xai-Xai, 20 de Maio de 08
Sistema de governo

Em ciência política, o sistema de governo é a maneira pela qual o poder político é


dividido e exercido no âmbito de um Estado. O sistema de governo varia de acordo com
o grau de separação dos poderes, indo desde a separação estrita entre os poderes
legislativo e executivo,o sistema presidencialista de que é exemplo o sistema de governo
dos Estados Unidos da América, até a dependência completa do governo junto ao
legislativo (parlamentarismo), caso do sistema de governo do Reino Unido.

O sistema de governo adotado por um Estado não deve ser confundido com a sua forma
de Estado (Estado unitário ou federal) ou com a sua forma de governo (monarquia,
república etc.).

Principais sistemas de governo

Repúblicas presidencialistas, sistema presidencialista pleno neste sistems o prisidente tem


poderes,legislativo ,Executivos ,e judiciais, isto é ,o presidente é todo poderoso de referir que nos
em Moçambique tivemos um governo prisidencialista em que o presidente condenava tou falar
do caso de Samora Machel que de certa forma chegava a condenar individous a morte por ter
cometido uma certa infração contra a coisa pública .
Repúblicas presidenciais, presidência executiva ligada a um parlamento este o parlamento pode
ser dessolvido pelo prisidente da república , alias esse mesmo parlamento depende inteiramente
do presidente podendo este mesmo presidente negar a vigorisação de uma lei pela qual ele não vê
asua impartancia tambem este sistema não defere muito do 1º pela sua caracteristica e divisão de
poderes .
Repúblicas Semi-presidenciais, sistema semi-presidencialista este é um governao em que o chefe
de governo é geralmente primeiro ministro e chefe do estado tem o titulo de presidente nota-se a
quei um partilha de poder neste caso o executivo, participando os dois na administração da coisa
pública ou do bem público.

Repúblicas parlamentaristas o poder executivo tem uma ligação perpetua com o parlamento no
exercicio do poder politico e este é feito por mei de um voto de confiança não havendo desta feita
uma clara separação de poderes entre o executivo e o legislativo embora este seja mais flexivel
que o presidencialista este estabelece diferenças nitidas entre o chefe do governo e do estado
podendo ser uma figura eleita ou um monarca Hereditario com ou sem poderes neste o primeiro
ministro é o responsavel pelo governo perante o parlamento Entretanto, alguns sistemas
parlamentaristas possuem chefes de Estado eleitos e, por vezes, com alguns poderes
políticos. Em geral, as monarquias constitucionais adotam sistemas parlamentaristas de
governo.

Monarquias constitucionais parlamentaristas nas quais o monarca não exerce opoder político
pessoalmente

Monarquias constitucionais nas quais o monarca exerce o poder político pessoalmente,


em geral ao lado de um parlamento fraco este tem o poder consentrado nas sua mão e o
parlamento serve de um instrumento de consulta que por vezes com menos relevancia .
Monarquias absolutas este é um sitema puramente absolutista emque o monarca é debntentosr de
todos o poderes neste nem se quer fala-se da ceparação de poderes
Estados cujas constituições outorgam a um único partido político o direito de governar
Ditaduras militares

Os sistemas de governo mais adotados no mundo são:

• parlamentarismo
• presidencialismo
• semi-presidencialismo

Parlamentarismo
O parlamentarismo é um sistema de governo no qual o poder executivo de um Estado
depende do apoio direto ou indireto do parlamento, usualmente manifestado por meio de
um voto de confiança. Assim, não há uma clara separação dos poderes entre os poderes
executivo e legislativo.

Embora alguns critiquem o parlamentarismo por não adotar os freios e contrapesos


encontrados no presidencialismo, outros argúem que o sistema parlamentarista é mais
flexível do que o presidencial, pois enquanto neste último uma crise política poderia levar
a uma ruptura institucional, naquele o problema seria resolvido com a queda do governo
e, eventualmente, a dissolução regular do parlamento.

Os sistemas parlamentaristas costumam adotar uma diferença clara entre o chefe de


governo e o chefe de Estado, sendo este uma figura simbólica eleita indiretamente ou um
monarca hereditário com pouco ou nenhum poder, e aquele, um primeiro-ministro
responsável pelo governo perante o parlamento. Entretanto, alguns sistemas
parlamentaristas possuem chefes de Estado eleitos e, por vezes, com alguns poderes
políticos. Em geral, as monarquias constitucionais adotam sistemas parlamentaristas de
governo.

Presidencialismo

O presidencialismo é um sistema de governo no qual há uma nítida separação dos


poderes entre o executivo e o legislativo, de maneira que o poder executivo é exercido
independentemente do parlamento, não é diretamente responsável perante este e não pode
ser demitido em circunstâncias normais.

A noção de separação estrita de poderes surgiu de forma clara na obra de Montesquieu,


como resultado de suas observações da história dos sistemas políticos da França e dos
Estados da Grã-Bretanha, e foi primeiramente adotada de maneira sistemática pela
constituição dos EUA, ao instituir o cargo de presidente.

Embora em tese o sistema presidencialista não seja exclusivo de repúblicas, uma


monarquia presidencialista é absoluta.
Semi-presidencialismo

O semi-presidencialismo é um sistema de governo no qual o chefe de governo


(geralmente com o título de primeiro-ministro) e o chefe de Estado (geralmente com o
título de presidente) compartilham em alguma medida o poder executivo, participando,
ambos, do quotidiano da administração pública de um Estado. Difere do parlamentarismo
por apresentar um chefe de Estado, geralmente eleito pelo voto direto, com prerrogativas
que o tornam mais do que uma simples figura protocolar; difere, também, do
presidencialismo por ter um chefe de governo com alguma medida de responsabilidade
perante o legislativo.

Analise Do sistema de Governo De Moçambique

Mais indo mais ao cerne da questão da analise do sistema de governo Moçambicano


podemos dizer que este é um sistema misto iste porque encontramos uma separação de
poderse nitida ,mas em contrapartida vemo-nos numa situação do prisidente ter o poder
de divolver e reprovar uma lei aprovada pelo parlamento ,mas doutro lado da moeda
verifica-se que o mesmo parlamento mesmo com a devolução da lei o mesmo tem o
poder de a tornar plublica e a mesma vigorar sem que o presidente a aprovecaracteristica
esta que peculiar ao sitemas parlamentaristas.Tambem encotramos uma caracteristica do
semi-prisidencialita em que o chefe do estado e do governo compartinha o poder
executivo, logo só estes aspectos trazem –nos a compreenção da existencia de um sistema
misto logo é nos trazido no Artigo 137 nos seus capitulo 1,2 e 3 na constituição da
republica uma imensidão de incompatibilidades de cargos “Os cargos de Presidente da
República, Presidente da Assembleia da República,Primeiro-Ministro, Presidente do
Tribunal Supremo, Presidente do Conselho Constitucional, Presidente do Tribunal
Administrativo, Procurador-Geral da
República, Provedor de Justiça, Vice-Presidente do Tribunal Supremo, Vice-Procurador
Geral da República, Deputado, Vice-Ministro, Secretário de Estado,Governador
Provincial, Administrador Distrital e Militar no activo são incompatíveis entre si.
A qualidade de membro do Governo é igualmente incompatível com os cargosreferidos
no número anterior, exceptuando-se o de Presidente da República e o Primeiro ministro”

"http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_de_governo"
Constituição da republica de Moçambique 1994 Revisada em 2007