Você está na página 1de 36

APARELHO ESTOMATOGNÁTICO

Profa: Rinna Rocha

Sistema Estomatognático CONCEITO

É um conjunto de estruturas bucais com funções comuns, ligado aos sistemas nervoso, circulatório, digestivo, respiratório e metabólico-endócrino.

COMPONENTES DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO

O Sistema Estomatognático é uma região anátomo funcional que engloba estruturas da cabeça, face e pescoço e que compreende estruturas ósseas, dentárias, musculares, glandulares, nervosas e articulares, envolvidas com a função da cavidade oral

COMPONENTES DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO

Ossos fixos da cabeça

Maxilar

Mandíbula

Hióide

Clavículas

Esterno

COMPONENTES DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO

Músculos

- da mastigação

- deglutição

- expressão facial

- posteriores do pescoço

Periodonto

Articulação temporomandibular

- deglutição - expressão facial - posteriores do pescoço • Periodonto • Articulação temporomandibular

COMPONENTES DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO

Ligamentos

Sistema vascular, nervoso

Dentes, língua, lábios, bochechas e glândulas salivares

ATM´S

ATM´S OCLUSÃO DENTÁRIA INDIVÍDUO UNIDADE BIOLÓGICA FUNCIONAL PERIODONTO SISTEMA NEUROMUSUCLAR

OCLUSÃO DENTÁRIA

INDIVÍDUO

UNIDADE

BIOLÓGICA

FUNCIONAL

ATM´S OCLUSÃO DENTÁRIA INDIVÍDUO UNIDADE BIOLÓGICA FUNCIONAL PERIODONTO SISTEMA NEUROMUSUCLAR

PERIODONTO

SISTEMA NEUROMUSUCLAR

ARTICULAÇÃO

TEMPOROMANDIBULAR

A Articulação

Temporomandibular é

a articulação da mandíbula com o crânio, especificamente o processo côndilar da mandíbula com o osso temporal.

Articulação do tipo sinovial, espaço sinovial entre os ossos.

ATM- VÍDEO

ATM- VÍDEO

OCLUSÃO

Estudo das relações estáticas e dinâmicas

entre as superfícies oclusais e entre estas e

todos os demais componentes do sistema estomatognático.

Oclusão dentária

É o contato dos dentes superiores com os inferiores ao fechar a boca.

Normal: os dentes superiores devem encobrir

ligeiramente os inferiores. O arco dentário superior deve ser um pouco maior que o

inferior. Qualquer alteração nesse mecanismo

pode trazer danos nas estruturas adjacentes

como dentes, gengivas, ossos, músculos,

ligamentos e articulações.

OCLUSÃO

Os sintomas de má oclusão dentária são:

Desgaste dos dentes;

Perda de um ou mais dentes pela perda óssea ou por fraturas dos dentes;

Retração da gengiva deixando uma parte do dente

mais sensível e exposta, causando desconforto ao

ingerir alimentos frios e doces;

Dores de cabeça, dor e zumbido nos ouvidos;

Problemas na articulação têmporo-mandibular;

Desvios de postura

Tipos de oclusão dentária

Tipos de oclusão dentária

Tipos de oclusão dentária Angle

Classe I: oclusão normal onde o arco dentário

superior encaixa-se perfeitamente com o arco

dentário inferior;

Classe II: o indivíduo parece não ter queixo pois o

arco dentário superior é muito maior que o arco

inferior.

Classe III: o indivíduo parece ter um queixo grande pois o arco dentário superior é bem

menor que o inferior, havendo uma grande

desproporção entre os arcos.

OCLUSÃO- VÍDEO

OCLUSÃO- VÍDEO

PERIODONTO

A principal função do periodonto é inserir o dente no

tecido ósseo dos maxilares e manter a integridade da

superfície da mucosa mastigatória da cavidade oral.

O periodonto é formado pelos seguintes tecidos: a

gengiva, o ligamento periodontal, o cemento radicular

e o osso alveolar (Lindhe,1997)

formado pelos seguintes tecidos: a gengiva, o ligamento periodontal, o cemento radicular e o osso alveolar

Periodonto saudável

Periodonto saudável

Periodonto não saudável

Periodonto não saudável

SISTEMA NEUROMUSCULAR

O Sistema muscular excitado pelo nervoso,

constitui-se na parte ativa que origina as

forças necessárias ás funções que se

destinam.

A capacidade de diminuir seu comprimento a

partir de uma contração provocada pelo estímulo nervoso gera a movimentação.

SISTEMA MUSCULAR

O excesso de função ou a função indevida

pode gerar fadiga durante uma parafunção ou

mesmo na função mastigatória, ou de

deglutição, oclusão, podendo gerar desconforto muscular intolerável,

precipitando uma patologia.

FUNÇÕES DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO

SUCÇÃO

DEGLUTIÇÃO

MASTIGAÇÃO

FONAÇÃO

RESPIRAÇÃO

SUCÇÃO

A sucção é um reflexo de alimentação, rítmico e simples, sob controle de medula e ponte. É

um reflexo de alimentação que se inicia já na

28ªsemana de gestação, estando desenvolvida a partir da 32ª semana.

Na 34ª semana, ocorre a coordenação entre a sucção, deglutição e a respiração.

SUCÇÃO

No momento da amamentação, a criança

recebe vários estímulos que proporcionam o

seu desenvolvimento. São estímulos tátil-

cinestésicos, térmicos, olfativos, visual, auditivo e motores.

proporcionar o

desenvolvimento das funções básicas de

sucção, mastigação, deglutição e respiração.

Estes

impulsos

irão

O bebê que suga o peito da mãe mantém os

lábios vedados, postura correta de língua,

desenvolve funções corretas do aparelho

estomatognático e estabelece o padrão correto

de respiração, isto é , tem respiração nasal.

Na mamadeira, a língua praticamente atua como suporte, sustentando o bico e impedindo que o

leite caia em grande quantidade. Ela é colocada

para frente , projetando-se entre as gengivas.

Posteriormente, quando o bebê estiver maior,

esta língua poderá, inclusive, projetar-se contra

os dentes incisivos, e isto, mais o bico de

borracha constante, poderão transformar-se num

mecanismo criador de problemas, principalmente

para a articulação da mandíbula (luxação ou sub-

MASTIGAÇÃO

Movimentos rítmicos e bem-controlados de abertura e fechamento da mandíbula, o qual

este último é dividido em fase de amassar e

triturar.

Cerca

de

78%

das

pessoas

têm

preferencial para mastigar.

um

lado

MASTIGAÇÃO

A mastigação é a função mais importante para o

equilíbrio das estruturas orofaciais.

Ela mantém a força dos músculos do rosto,

modela a forma dos ossos e a posição dos dentes, além de ser a primeira fase da digestão dos

alimentos.

Durante a mastigação, os lábios devem estar

ocluídos, a mandíbula deve movimentar-se para

cima e para baixo e fazer movimentos rotatórios,

e o alimento deve ser mastigado do lado direito e

esquerdo da boca.

DEGLUTIÇÃO

É uma série de contrações musculares

coordenadas que move o bolo alimentar da

cavidade oral até o estômago.

Durante a deglutição os lábios se fecham,

selando a cavidade oral. Os dentes são levados

até sua posição de máxima intercuspidação estabilizando a mandíbula.

DEGLUTIÇÃO

O processo de deglutição pode ser dividido em três

estágios:

1 estágio Preparatória ou Bucal

Estágio voluntário, começa a divisão seletiva do alimento mastigado numa massa ou bolo alimentar.

Feita principalmente pela língua

O bolo alimentar é colocado no dorso da língua, e

ligeiramente pressionado contra o palato duro, lábios

se fecham dentes se juntam.

Inicia onda reflexa de contração na língua que

pressiona o bolo para trás, sendo levado á faringe.

2 Estágio= Faríngea

Um movimento causado pela contração do

músculo constritor da faringe carrega o bolo até o esôfago.

O palato mole eleva-se fechando a passagem

nasal. A epiglote bloqueia a passagem de ar

faringeal até a traquéia e o alimento no esôfago.

Estima-se que os 2 primeiros estágios durem,

juntos, cerca de 1 segundo.

3 Estágio= Esofágica

Consiste na passagem do bolo alimentar

através do esôfago até o estômago. Movimentos peristálticos levam o bolo até o

esôfago entre 6 e 7 segundos.

DEGLUTIÇÃO- VÍDEO

DEGLUTIÇÃO- VÍDEO

Os pacientes com alterações no sistema estomatognático podem

apresentar

persistente desconforto na face, cabeça,

articulações temporomandibulares (ATMs) e

pescoço,

fadiga muscular

limitação dos movimentos mandibulares.

OBRIGADA