Você está na página 1de 44

- Usinagem

Ernandes José Corrêa


• Introdução à disciplina;
• Definição de usinagem;

• Usinagem dentro dos processos de fabricação;

• Importância da usinagem na industria metal mecânica;

• Limites dos processos de fabricação;

• Classificação dos processos de usinagem;

• Evolução histórica;

• Cinemática geral dos processos;

• Grandezas do processo;
Definição de usinagem

Definição - segundo a DIN 8580, aplica-se a todos os


processos de fabricação onde ocorre a remoção de material
sob a forma de cavaco.
Usinagem - operação que confere à peça forma,
dimensões ou acabamento, ou ainda uma combinação
qualquer desses três, através da remoção de material sob a
forma de cavaco.
Cavaco - porção de material da peça retirada pela
ferramenta, caracterizando-se por apresentar forma
irregular.
O Estudo da usinagem é baseado na mecânica (Atrito,
Deformação), na Termodinâmica (Calor) e nas propriedades
dos materiais.
Usinagem
Importância da usinagem na industria metal mecânica

A maior parte de todos os produtos industrializados em


alguma de suas etapas de produção sofre algum processo
de usinagem
Importância da usinagem na industria metal mecânica
• 80% dos furos são realizados por
usinagem,

• 100% dos processos de melhoria da


qualidade superficial são feitos por
usinagem

O comércio de máquinas-ferramentas
representa uma das grandes fatias da
riqueza mundial

• 70% das engrenagem para transmissão


de potência

• 90% dos componentes da industria


aeroespacial;

• 100% dos pinos médico-odontológicos.


Importância da usinagem na industria metal mecânica

Outros produtos usinados

• 70% das lentes de contatos


extraoculares

• 100% das lentes de contatos


intraoculares

• Lentes para CD player ou suas matrizes


Classificação dos processos de usinagem
Usinagem com Ferramenta de Geometria Definida

• Tornear;
• Fresar;
• Furar;
• Rosquer;
• Alargar;
• Brochar;
• Serrar;
• Plainar;
• Outros.
Classificação dos processos de usinagem
Usinagem com Ferramenta de Geometria não Definida

• Retificar;
• Brunir;
• Lapidar;
• Lixar;
• Polir;
• Jatear;
• Tamborear;
• Outros.
Classificação dos processos de usinagem
Usinagem por Processos Não Convencionais

• Remoção térmica;

• Remoção Química;

• Remoção Eletroquímica;

• Remoção por ultra-som;

• Remoção por jato d'água;

• Outros.
Evolução Histórica

Ferramentas de pedras
Evolução Histórica

Plaina Neolítica de 6000 A.C.


Evolução Histórica

Furadeira a arco egípicia – 1500 A. C.


Evolução Histórica

• 1.000 A.C. - Surgem os primeiros tornos - Idade do Bronze


– metais predominantes Cu, Zn, Sn;

• 700 A.C. - processamento do ferro;

• SÉC. XIV - Desenvolvimento das primeiras armas de fogo


na Europa;

• SÉC. XVI - Torneamento ornamental - Jaccques Benson.


Evolução Histórica

Torno a arco – 1565


Evolução Histórica

Ensaios de Leonardo D´Vinci sobre máquinas-ferramentas - Séc. XV


Evolução Histórica
• SÉC. XVII – Melhoria nos processos de fabricação de ferro e aço;
• SÉC. XVIII - Primeiras obras conhecidas sobre torneamento –
Jacques Plumier - L’ART DE TORNEURS.

Senot primeiros tornos de concepção modernos.

Torno de Senot - 1795


Evolução Histórica
• SÉC. XIX – Revolução industrial;

Desenvolvimento da máquina a vapor – James Watts


Primeiras Máquinas-Ferramentas projetadas segundo
princípios modernos.

Tornos de Maudslay – 1800 e 1848


Evolução Histórica
• SÉC. XIX – Revolução industrial;
Fabricação em série.
Aço ferramenta é o principal material de ferramentas de usinagem.

Furadeira de Willkinson – Acionada a roda d'água


Evolução Histórica
• SÉC. XX – Século da tecnologia
1900 – Taylor apresenta o Aço Rápido.
1930 – Vanner Bush inventa o primeiro computador analógico.
1935 – é desenvolvido o Metal Duro.
1946 – é desenvolvido o primeiro computador eletrônico digital – o
ENIAC.
1947 – é desevolvido o primeiro transistor nos Laboratórios Bell.
1950 – Primeira máquina-ferramenta numericament controlada, MIT.
1960 - Primeira LASER foi construído por Theodore Maiman,
Laboratórios de pesquisa Hugues.
1968 - Borroughs produz os primeiros computadores utilizando
circuitos integrados
'70 - BRIAN – Primeiras Pesquisas sobre usinagem de ultraprecisão.
'70 – Primeiras ferramentas Cermets – Japão.
'80 – Primeiras pesquisas sobre usinagem de alta-velocidade,
'90 – Ferramentas cerâmicas.
'90 – Ferramentas CBN, Diamante
Evolução Histórica

• SÉC. XXI – Mais tecnologia.


´10 - Máquinas Flexíveis.
´10 – Integração total por computadores.

Tendências para a usinagem no século XXI


Grandezas do Processo

Tudo aquilo que irá


Local onde será fixada sofrer uma operação de
a peça usinagem
Tudo o que realiza uma
Dispositivo destinado operação de usinagem.
a fixar a ferramenta
Elemento que
proporcionará os
movimentos,
velocidade, avanço e a
força necessária ao
processo de usinagem.
Cinemática Geral dos Processos de Usinagem
Os processos de usinagem necessitam de um movimento
relativo entre peça e ferramenta.

Mov
Cinemática Geral dos Processos de Usinagem
Os processos de usinagem necessitam de um movimento
relativo entre peça e ferramenta.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Torneamento:
Destinado a obtenção de superfícies de revolução com auxílio de uma
ou mais ferramentas monocortantes. Para tanto, a peça gira em torno do
eixo principal de rotação da máquina e a ferramenta se desloca
simultaneamente segundo uma trajetória coplanar com o referido eixo.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Furação :
Destinado a obtenção de um furo geralmente cilíndrico numa peça,
com auxílio de uma ferramenta geralmente multicortante. Para tanto, a
ferramenta ou a peça giram e simultaneamente a ferramenta ou a peça
se deslocam segundo uma trajetória retilínea, coincidente ou paralela ao
eixo principal da máquina.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
REBAIXAMENTO :
O rebaixamento é um processo mecânico de usinagem destinado à
obtenção de uma forma qualquer na extremidade de um furo.
Neste processo, geralmente, a ferramenta gira e desloca-se
simultaneamente segundo uma trajetória retilínea, coincidente com o
eixo de rotação da ferramenta.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Aplainamento :
Destinado a obtenção de superfícies simples, geradas por um
movimento retilíneo alternativo da peça ou da ferramenta. O
aplainamento pode ser horizontal ou vertical.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Fresamento:
Destinado à obtenção de superfícies quaisquer com o auxílio de
ferramenta multicortante. Para tanto, a ferramenta gira e a peça ou a
ferramenta se deslocam segundo uma trajetória qualquer.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Mandrilhamento:
Destinado à obtenção de superfícies de revolução com auxílio de uma
ou várias ferramentas. Para tanto a ferramenta gira e a peça ou a
ferramenta se deslocam simultaneamente segundo uma trajetória
determinada.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Retificação:

Processo de usinagem por abrasão destinada à obtenção de


superfícies com auxílio de ferramenta abrasiva de revolução.
O abrasivo é constituído de grãos cortantes que removem cavacos
muito pequenos de material, motivo pelo qual o acabamento superficial
da peça é melhor que o obtido nos demais processos de usinagem, por
exemplo, torneamento e fresamento.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
BRUNIMENTO:

Processo mecânico de usinagem por


abrasão empregado no acabamento de furos
cilíndricos de revolução no qual os grãos
ativos da ferramenta abrasiva estão em
constante contato com a superfície da peça e
descrevem trajetórias helicoidais. Para tanto, a
ferramenta ou a peça gira e se desloca
axialmente com movimento alternativo.

LAPIDAÇÃO:

Processo mecânico de usinagem por


abrasão executado com um abrasivo
aplicado por porta-ferramenta adequado,
com o objetivo de se obter dimensões
específicas das peça.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
POLIMENTO: Com um disco Conglomerado de discos

Processo mecânico de
usinagem por abrasão no qual
a ferramenta é constituída por
um disco ou conglomerado de
discos revestidos de
substâncias abrasivas.

LIXAMENTO:
Lixamento com folhas Lixamento com fita
Processo mecânico de abrasivas abrasiva
usinagem por abrasão
executado por abrasivo aderido
a uma tela que se movimenta
com uma pressão contra a
peça
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
SUPERACABAMENTO:

Processo mecânico de usinagem por abrasão empregado no


acabamento de peças, no qual os grãos ativos da ferramenta abrasiva
estão em constante contato com a superfície da peça.
Nesse processo a peça gira lentamente enquanto a ferramenta se
desloca com movimento alternativo de pequena amplitude e freqüência
relativamente grande.

Super-acabamento cilíndrico Super-acabamento cilíndrico


Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Alargamento:
Utilizado para calibrar um furo e melhorar o acabamento superficial
originados pela furação com broca helicoidal.
Os alargadores de desbaste e acabamento são ferramentas
multicortantes, geralmente de forma cilíndrica ou cônica, que através
dos movimentos de corte (rotativo) e de avanço (axial), servem para
alargar e acabar os furos.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Brochamento:
Denomina-se brochamento a operação que consiste na usinagem
linear e progressiva da superfície de uma peça mediante uma sucessão
ordenada de arestas de corte.
A ferramenta que executa este trabalho denomina-se brocha e a
máquina correspondente é a brochadeira.
Seções internas executadas por brochamento.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
Serramento:
Destinado ao seccionamento ou recorte com auxílio de ferramentas
multicortantes de pequena espessura.
Serramento alternativo Serramento circular

Serramento contínuo (seccionamento)

Serramento contínuo (recorte)


Principais Processos Mecânicos de Usinagem
LIMAGEM:
A limagem é um processo mecânico de usinagem destinado à
obtenção de superfícies quaisquer com auxílio de ferramentas
multicortantes (elaboradas por picagem) de movimento contínuo ou
alternado.
Principais Processos Mecânicos de Usinagem
RASQUETEAMENTO:
Processo manual de
usinagem destinado à
ajustagem de superfícies com
auxílio de ferramenta
multicortante.

TAMBOREAMENTO:

Processo mecânico de
usinagem no qual as peças são
colocadas no interior de um
tambor rotativo, junto ou não de
materiais especiais, para serem
rebarbados ou receberem um
acabamento