Você está na página 1de 3

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI

Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres

Aula 5 – A CADEIA DE VALOR NA TI

O Conceito de Cadeia de Valor desenvolvido por Michael Porter considera uma empresa como uma série de atividades
básicas a “cadeia” que adiciona valor a seus produtos e serviços que apóiam uma margem de lucro para a empresa. No
conceito de cadeia de valor, algumas atividades empresariais são atividades primárias e outras são atividades de apoio. Para
cada atividade, o papel dos sistemas de informação estratégica (SIE) pode contribuir significativamente para a contribuição
daquela atividade para a cadeia de valor:

Cadeia de Valor Competindo com Tecnologia da Informação

*Porter 85 Gerenciamento Fluxo Interno Produção


Sistema de
Logística Depósito e Controle de
Recebimento Armazenamento Processo
Matéria
Prima Sistema Sistema de
Monitoramento Controle Estoque
Interno de Matéria Prima

Serviço ao Cliente Armazenamento


Marketing e Logística de Produto Acabado
Sistema de Controle
Vendas Entrega
e Acompanhamento Sistema de
Serviços ao Cliente Sistema de Sistema de Armazenamento e
Planejamento Planejamento Recuperação
de Promoções Distribuição automáticos
Gerenciamento Fluxo Externo

Atividades Primárias.

Estas atividades contribuem diretamente para o processo de transformação da organização.Essas atividades constituem uma
cadeia de suprimentos. À medida que o trabalho avança com a seqüência agrega-se valor ao produto ou serviço em cada
atividade.

1. Logística de Entrada (insumos).


Papel dos SIE: Armazenamento Automatizado, JIT. Os materiais entram e são processados na recepção,
estocagem, etc, e durante esse processamento agrega-se valor a eles na chamada logística de entrada.
2. Operações (produção e teste).
Papel dos SIE: Fabricação Auxiliada por Computador. Em seguida os materiais são usados em operações,
em que novo valor é agregado na produção de bens e mercadorias.
3. Logística de Saída (Estocagem e Distribuição).
Papel dos SIE: Entrada de Dados Online. Os produtos precisam ser preparados para a entrega
(acondicionamento, estocagem e remessa) pela logística de saída, sendo-lhes assim agregado mais valor.
4. Marketing e Vendas.
Papel dos SIE: Análise de Mercado. Marketing e Vendas encarregam-se das vendas, aumentando o valor
do produto pela criação de demanda.
5. Atendimento ao Cliente (Serviços).
Papel do SIE: Sistema Especialista de Diagnóstico. Finalmente o serviço pós-venda é prestado ao cliente,
agregando-lhe mais valor.
Atividades de Apoio.
As atividades de apoio criam a infra-estrutura interna que fornece direção e suporte para o trabalho especializado das
atividades primárias:
1. A infra estrutura da empresa (contabilidade, financeiro, administrativo)
O papel fundamental dos SIE neste caso está nos sistemas de colaboração empresarial, sistemas
automatizados de escritório.
2. Administração de Recursos Humanos.
Papel dos SIE: Bancos de Dados de Qualificações e Habilidades dos Funcionários.
3. Pesquisa e Desenvolvimento de novas tecnologias (P&D).
Papel dos SIE: Projeto Auxiliado por Computador (CAD).
4. Aquisições ( obtenção de Recursos)
Papel dos SIE: EDI com fornecedores.

O Conceito de Cadeia de Valor desenvolvido por Michael Porter entende uma empresa como uma série de atividades básicas
a cadeia adiciona valor a seus produtos e serviços, os quais contêm uma margem para a empresa. No conceito de cadeia de
valor, algumas atividades de negócios são processos primários, enquanto outros, processos de apoio. Para cada atividade, o
papel dos sistemas de informação estratégica (SIE) pode favorecer significativamente a contribuição do processo à cadeia de
valor:

A Cadeia de Valor Competindo com Tecnologia da Informação

Coordenação Administrativa e Serviços de Apoio


(Sistemas de trabalho Colaborativo)
Processos va
Apoio Administração
Administração de
de Recursos
Recursos Humanos
Humanos
titi
(Sistemas
(Sistemas DB
DB de
de qualificação
qualificação dos
dos Funcionários)
Funcionários)
m pe

Desenvolvimento
Desenvolvimento Tecnológico
Tecnológico
Co

(Engenharia
(Engenharia Produtos
Produtos ee Projeto
Projeto Assistidos
Assistidos Computador)
Computador)

Compra
Compra de
de Recursos
Recursos
(EDI
(EDI com
com fornecedores)
fornecedores)

Logística
Logística Atendimento
Atendimento
Marketing
Marketing ao
Operações
Operações Externa
Externa ao Cliente
Cliente
Logística ee
em

Logística Produção Pontos


Interna Produção Pontos de
de Vendas
Interna Vendas
ag

flexível
flexível Venda
Venda ee
Armazenamento Sist
nt

Armazenamento Assistida Process Sist


Assistida Process
Va

Automatizado
Automatizado Interativo
Interativo
computador
computador Pedidos
Pedidos Direcionado
Just
Just in
in Time
Time Direcionado
On
On line
line

Processos
Empresariais

O modelo de cadeia de valor pode ser igualmente usado na elaboração da análise de um setor econômico como o das
companhias de aviação comercial. Da mesma forma que na análise da empresa, uma vez identificadas as várias atividades,
torna-se possível procurar sistemas de informação específico para facilitar essas atividades. O EDI por exemplo, pode
facilitar tanto a logística de entrada quanto a de saída, a realidade virtual pode auxiliar tanto a publicidade quanto o
desenvolvimento de produtos.

O Exemplo abaixo refere-se a uma empresa de Aviação.


A C a d e ia d e V a lo r – s e t o r A v ia ç ãCoo m p e tin d o co m T e c n o lo g ia d a In fo rm a ç ã o
In fra
E stru tu ra F in a n ç a s C o n ta b ilid a d e A d m in is tra tiv o J u ríd ic a
TTre
rein
inaamm .. TTre
rein
inaamm .:
.: TTre
rein
inaamm .:
.: TTre
rein
inaamm .:
.:
TTre
reininaam
m .:
Atividades de Apoio

G estã o d e A .:
Annaalis
lista
tass ddee V
Vôôoo,, PPilo
iloto
toss,, MM aannuusseeio
io R
PPro
rocceeddim
imeenn--
RH R Reeppre
resseenntatannte
tess T o s e m V ô o
Roota
tass ee LLuuccro
ross SSeegguura
rannççaass B Baaggaaggeemm Tos em Vôo
D esen v o l- S istem a s d e R ese rv a s p o r C o m p u ta d o r; D esen v o lv im en - S istem a d e
v im en to d e P ro ced im en to s d e V ô o ; P ro g ra m a çã o d e V ô o s; to d e P ro d u to s R a str ea m en -
T ecn o lo g ia G er en cia m en to d e R esu lta d o s. P esq u isa to d e
M erca d o s B a g a g em
M a n u seio d e M a n u ten çã o
A q u isiçã o A q u isiçã o E letrô n ica , A rm a z en a m en to
M a teria is
G estã o d e E sto q u es
Atividades Primárias

L o g ística O p era çõ es L o g ística M a r ke tin g e S er v iço s


E n tra d a S IE S IE S a íd a V en d a s
* B a ga ge m
*S e leç ão d e * O p e r d o B alc ão * B a ga ge m ; *P ro m o çõ e s; E x travia d a;
R o ta s; * Se rv iç o s P a ssa ge n s; *O p er * C o n ex õ e s *P u b lic id a d e;
ao P assa geiro ; P o rtã o E m b a rq u e; V ô o s; *P a ssa ge iro *A com panha-
*P rec ifica çã o ; * O p e r A e ro n a ves; * R e servasn H ab itu a l; m en to
* C o m b u stíve l; * Ser viç o s d e H o tel; R e cla m a çõ e s
* V e n d as p G ru p o s;
*P ro gra m aç ão B o rd o ; *M an u se io * L o c aç ã o
* B ilh e te s
V ô o s; B a ga ge m ; A u to m ó veis
E letrô n ic o s.
*P ro gra m aç ão * A g ê n cia s V en d a s
B o rd o ; P a ssa ge n s
Cadeias de valor podem ser utilizadas para posicionar estrategicamente as aplicações que se apóiam em Internet de uma
companhia para ganhar uma vantagem competitiva.
Competindo com Tecnologia da Informação

Cadeias de Valor Baseadas na Internet


Marketing Vendas e Suporte e
Capacidades Distribuição Feedback do
Pesquisa de
da Internet Cliente
Produto
Dados para •Baixo custo •Acesso a
pesquisa de de distribuição comentários
Benefícios mercado, •Atinge novos online do cliente
para a estabelece clientes •Resposta
Empresa respostas do •Multiplica os imediata a
consumidor pontos de problemas do
Sondagem contato cliente
Ambiental •Catálogo
eletrônico
Oportunidade
de Aumento da Menores Maior
Vantagem participação margens satisfação
de mercado de custo do cliente

1. Este modelo de cadeia de valor define diversas formas pelas quais as conexões de Internet de uma empresa com seus
clientes podem propiciar vantagens e oportunidades empresariais para uma vantagem competitiva.
Exemplo: Grupos de notícias controlados pela companhia na Internet, salas de bate-papo, e website de e-commerce são
ferramentas potentes para pesquisa de mercado e desenvolvimento de produtos, vendas diretas e para apoio e feedback do
cliente.

2. As conexões de Internet de uma companhia podem ser utilizadas para a vantagem competitiva.
Exemplo: Leilões e compras online em websites de e-commerce de fornecedores e informação online sobre a situação da
programação e do embarque num portal de e-commerce que dá acesso imediato aos funcionários a informações atualizadas
de diversos fornecedores. Isso pode reduzir substancialmente os custos, reduzir os tempos de espera e melhorar a qualidade
de produtos e serviços.

Conclusão:
O conceito de cadeia de valor pode ajudar você a decidir onde e como aplicar as potencialidades estratégicas da tecnologia da
informação.
A cadeia de valor mostra os diversos tipos de tecnologias da informação que poderiam ser aplicados a processos de negócios
específicos para ajudar uma empresa a obter vantagens competitivas no mercado.

EXERCÍCIOS PARA PESQUISA (individual).

1. Pesquisar últimas reportagens (Jornais, Isto É, Exame, etc) que envolveram empresas aéreas e seus problemas/
dificuldades. Após leitura apontar as falhas na Cadeia de Valor com suas explicações identificando-as se falhas
primárias qual? Se falhas atividades de apoio qual?
2. Ler Study Case TI em Ação “Os Chips Frito-Lay ignoram concorrentes” e desenvolver:
a. Após Leitura preencher a Cadeia de Valor com as atividades de apoio e as atividades primárias, indicando
nas atividades primárias os SIE?
b. Pesquisar o site da PepsiCo no Brasil http://www.pepsico.com.br/home.html e responder as questões:
i. Quais são seus produtos? Quem são seus clientes? Concorrentes de menor porte poderiam utilizar
um sistema igual?

BIBLIOGRAFIA
James A. O. Brien. Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na era da Internet. 2a. edição. São Paulo: Saraiva.
2004. capítulo 2.
Turban, etal. Tecnologia da Informação para Gestão. 3ª ed. Porto Alegre. Bookman.2004.Cap3.p.100.
Laurindo, etal.Gestão Integrada de Processos e da TI. São Paulo. Atlas. 2006. P.76-78.
Laudon, etal. Sistemas de Informação com a Internet. 4ª ed.R.J. LTC. 2004. P.45-46.