Você está na página 1de 2

Brazil P rodutos Rolamentos, ... Rolamentos ... Rolamentos ...

Rolamentos para aplicações v ibratórias

Rolamentos para aplicações vibratórias


As aplicações vibratórias, tais como peneiras ou excicatrizes, induzem
acelerações dos rolos e gaiolas nos rolamentos. Essa característica impõe
outras exigências ao projeto do rolamento. Os rolamentos autocompensadores
de rolos da SKF para aplicações vibratórias podem suportar acelerações
consideravelmente maiores do que os rolamentos padrão correspondentes. A
aceleração permitida depende da lubrificação e do tipo de aceleração, ou seja,
linear ou giratória.

Aceleração giratória
O rolamento é submetido a uma carga giratória sobre o anel externo e a um
campo de aceleração giratória. Isso gera cargas cíclicas sobre as gaiolas
provenientes dos rolos sem carga. Exemplos típicos são as peneiras vibratórias
e as engrenagens planetárias. Os rolos compressores estão sujeitos a uma
mistura de acelerações lineares e giratórias (fig. 1).

fig. 1

Os valores individuais das acelerações giratórias permitidas estão indicados na


tabela de produtos e são válidos para rolamentos com lubrificação a óleo. Os
valores são expressos em m/s2 , em que 28 g significa 28 × 9,81 = 275 m/s2 ,
por exemplo.

Aceleração linear
O rolamento é submetido a cargas de impacto e, portanto, a acelerações
lineares. Isto faz com que os rolos sem carga golpeiem as bolsas da gaiola.
Uma aceleração linear típica é gerada quando as rodas giram sobre as juntas
dos trilhos (fig. 2). Situações em que rolos compressores vibram encostados a
uma superfície relativamente rígida constituem aplicações análogas que utilizam
o tipo de rolamento em questão.

fig. 2

Os valores individuais das acelerações lineares permitidas estão indicados na


tabela de produtos e são válidos para rolamentos com lubrificação por óleo. Os
valores são expressos em m/s2 , em que 90 g significa 90 × 9,81 = 883 m/s2 ,
por exemplo.

Projeto do rolamento
Os rolamentos autocompensadores de rolos SKF para aplicações vibratórias
apresentam as mesmas dimensões e valores de desempenho que os
rolamentos pertencentes à série 223; no entanto, possuem a folga interna
radial C 4 como padrão. Eles estão disponíveis com furo cilíndrico ou cônico.
Para facilitar e aperfeiçoar o procedimento de lubrificação, todos os rolamentos
são fornecidos com um canal circular e três furos para lubrificação no anel
externo.

Os rolamentos autocompensadores de rolos SKF para aplicações vibratórias,


dependendo do tamanho, estão disponíveis em um dos projetos descritos
abaixo.

E/VA405 (rolamentos com d ≤ 65 mm)


Duas gaiolas tipo janela com superfície em aço temperado, anel interno sem
flange e anel-guia centrado sobre o anel interno.

E/VA405 (rolamentos com d > 65 mm)


Duas gaiolas tipo janela com superfície em aço temperado, anel interno sem
flange e anel-guia centrado nas gaiolas (fig. 3).

fig. 3

EJA/VA405 e CCJA/W33VA405
Duas gaiolas tipo janela com superfície em aço temperado, modelo EJA (fig 4)
ou C C JA, anel interno sem flange e anel-guia centrado sobre a pista do anel
externo.

fig 4

EJA/VA406 e CCJA/W33VA406
Estes rolamentos apresentam furo cilíndrico revestido com PTFE e possuem as
mesmas características do rolamento VA405. Esses rolamentos são indicados
para a fixação de rolamentos livres em aplicações vibratórias para evitar a
corrosão por contato entre o eixo e o furo do rolamento. Os eixos não
requerem tratamentos térmicos especiais ou revestimentos.

Soluções do sistema para peneiras vibratórias


Além dos rolamentos individuais para peneiras vibratórias, a SKF desenvolveu
sistemas de rolamentos e detecção de falhas que poderão aperfeiçoar o
desempenho, reduzir a necessidade de manutenção e monitorar as condições
da máquina em equipamentos vibratórios.

Interesses relacionados