Você está na página 1de 13

0 Emissão inicial.

E 08/10/12 RCS MCLRB


Natureza da Data Visto Aprov. Data Aprov.
Nº Descrição das Revisões
Revisão SONDOTÉCNICA.ENGEVIX.MAGNA MI

A. Preliminar D. Para Cotação G. Conforme Construído


Tipo de Emissão B. Para Aprovação E. Para Construção H. Cancelado
C. Para Conhecimento F. Conforme Comprado I. De Trabalho
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
PROJETO DE INTEGRAÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
COM BACIAS HIDROGRÁFICAS DO NORDESTE SETENTRIONAL

PROJETO EXECUTIVO - LOTE E

ADUTORA DA EBVII-1
AMORTECIMENTO DE GOLPES DE ARIETE
TANQUE DE AMORTECIMENTO UNIDIRECIONAL
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Nº: Empresa Resp. Técnico Nº ART CREA


Elab.: UAP/AB Visto:
1250-EST-5620-80-10-134 Conf.: RCS Sondotécnica HVMC M000088919 2001792638
Nº Cliente:
Visto: RCS Engevix JAS 010880 1700814931 Aprov.:
1250-EST-5620-80-10-134 Aprov.: MCLRB Magna AFG 4829359 22007381
Data: 05/10/2012 Data:
R0
SONDOTÉCNICA.ENGEVIX.MAGNA Ministério da Integração Nacional
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

ADUTORA DA EBVII-1
AMORTECIMENTO DE GOLPES DE ARIETE
TANQUE DE AMORTECIMENTO UNIDIRECIONAL
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ÍNDICE

1. OBJETIVO .............................................................................................................................. 2
2. ESCOPO DO FORNECIMENTO ........................................................................................... 2
3. DESENHO DE REFERÊNCIA ............................................................................................... 2
4. CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS ................................................................................ 2
5. SUPORTES, ESCADA E GUARDA-CORPO ........................................................................ 3
6. MATERIAIS ............................................................................................................................ 3
7. PEÇAS PARA TRANSPORTE ............................................................................................... 4
8. PLACA DE IDENTIFICAÇÃO ................................................................................................. 4
9. FABRICAÇÃO E INSPEÇÃO ................................................................................................. 4
9.1. MATÉRIAS-PRIMAS ................................................................................................. 4
9.2. LIGAÇÕES SOLDADAS ............................................................................................ 4
9.3. ENSAIOS DESTRUTIVOS ........................................................................................ 5
9.4. ENSAIOS NÃO-DESTRUTIVOS ............................................................................... 6
9.5. PROTEÇÃO ANTICORROSIVA................................................................................ 6
9.6. VERIFICAÇÕES DIMENSIONAIS E DE ACABAMENTO ......................................... 7
10. ENSAIOS DE CAMPO ........................................................................................................... 7
11. DOCUMENTOS TÉCNICOS A APRESENTAR COM A PROPOSTA ................................... 8
12. DOCUMENTOS TÉCNICOS A APRESENTAR APÓS A ASSINATURA DO
CONTRATO ........................................................................................................................... 8

ANEXO - CONDIÇÕES GERAIS DO FORNECIMENTO ................................................................. 10


A.1 GERAL..................................................................................................................... 10
A.2 NORMAS TÉCNICAS .............................................................................................. 10
A.3 IDIOMAS E UNIDADES .......................................................................................... 11
A.4 INSPEÇÃO E ENSAIOS DE FÁBRICA ................................................................... 11
A.5 EMBALAGEM E TRANSPORTE ............................................................................. 11
A.6 SERVIÇOS DE CAMPO .......................................................................................... 12
A.7 RESPONSABILIDADES E GARANTIA ................................................................... 12

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 1


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

ADUTORA DA EBVII-1
AMORTECIMENTO DE GOLPES DE ARIETE
TANQUE DE AMORTECIMENTO UNIDIRECIONAL
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

1. OBJETIVO
Estas Especificações apresentam os requisitos técnicos mínimos estabelecidos pelo Ministério
da Integração Nacional para o fornecimento do tanque de amortecimento unidirecional da
Adutora da Estação de Bombeamento EBVII-1 do Ramal do Agreste, que faz parte do Projeto
de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional.
Nestas especificações, CONTRATANTE designa o Ministério da Integração Nacional;
CONTRATADO indica a empresa contratada para fornecer os equipamentos e/ou serviços.

2. ESCOPO DO FORNECIMENTO
O fornecimento deverá compreender:
a) Projeto, fabricação e ensaios de um tanque de amortecimento unidirecional, tag number
5620-TAUN-001 (designado abreviadamente por tanque nestas Especificações), volume
útil 208 m3, Ø 5000 mm, altura total 28,20 m (com os suportes), completo, de acordo com
estas Especificações e com o desenho de referência citado adiante.
b) Desenhos e outros documentos técnicos descritivos da constituição dos equipamentos,
como requerido nestas Especificações.
c) Detecção e, por intermédio do CONTRATANTE, resolução das interfaces dos equipamentos
do CONTRATADO com equipamentos de outros fornecedores.
d) Tinta para pintura de campo.
e) Embalagem e transporte da fábrica ao local das obras.
f) Serviços de campo (supervisão da montagem, dos ensaios e de outras atividades para
colocação em serviço), com responsabilidade final pela construção e operacionalidade
dos equipamentos entregues montados e prontos para funcionar.

3. DESENHO DE REFERÊNCIA
O seguinte desenho é parte inseparável destas Especificações:
1250-DES-5620-80-10-007 – Adutora da EBVII-1 – Amortecimento de Golpes de Ariete –
Tanque de Amortecimento Unidirecional – Arranjo da Instalação

4. CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS
As características construtivas do tanque deverão ser:

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 2


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

Norma......................................................................................... ABNT NBR 8800


Fluido.................................................................................................... Água bruta
Condições ambientais:
- Instalação ........................................................................................ Ao tempo
- Velocidade do vento (de projeto) ..........................................................35 m/s
- Temperatura ambiente máxima-mínima............................................ 40-10 oC
- Umidade relativa do ar a 40 oC ............................................................. ≤ 50%

Volume total útil


(parte cilíndrica, isto é, sem considerar o funil de fundo) ............................ 208 m3
Dimensões e níveis da água no tanque ..............Conforme desenho de referência
1250-DES-5620-80-10-007
Temperatura de operação (TO) e de projeto (TP) ......................................... 35 oC
Espessura da chapa do casco e do funil de fundo ...................................... 16 mm
Sobre-espessura de corrosão .................................................................... 1,5 mm

5. SUPORTES, ESCADA E GUARDA-CORPO


O tanque deverá ser fornecido com os suportes de perfilados de aço, construção conforme
ABNT NBR 8800, como mostrado esquematicamente no desenho de referência.
O tanque deverá ser fornecido com uma escada tipo marinheiro, com guarda-corpo, com
comprimento suficiente para atingir-se o topo do tanque.
A escada e o guarda-corpo deverão ser conforme os padrões Sabesp 0100-400-E66 (escada)
e 0100-400-E65 (guarda-corpo), disponíveis em:
http://www2.sabesp.com.br/dps/_000ZSGX.pdf
http://www2.sabesp.com.br/dps/_000ZUE7.pdf
http://www2.sabesp.com.br/dps/_000ZSU8.pdf

6. MATERIAIS
Os materiais a empregar na construção do tanque deverão ser como relacionado a seguir. O
CONTRATADO poderá propor outros materiais, sujeitos à aprovação do CONTRATANTE.
Casco e funil de fundo .......................................................................... ASTM A36
Bocais (pescoço e flanges) ........................................................ ASTM A283 Gr. D
Placa de orifício ........................................................................................AISI 304
Suportes ............................................................................................... ASTM A36
Escada e guarda-corpo ................................................................ AISI 410 ou 430
Parafusos e/ou estojos ............................................................ ASTM A193 Gr. B7
Porcas ..................................................................................... ASTM A194 Gr. 2H

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 3


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

7. PEÇAS PARA TRANSPORTE


Para facilidade de transporte, o tanque deverá ser entregue nas seguintes peças:
a) Oito anéis de Ø 5000 mm x 1763 mm.
b) Funil de fundo.
c) Suportes.
O CONTRATADO poderá propor uma divisão do fornecimento para transporte diferente da
especificada acima. A divisão proposta estará sujeita à aprovação do CONTRATANTE.

8. PLACA DE IDENTIFICAÇÃO
O tanque deverá ter uma placa de identificação, em local de fácil acesso e perfeitamente
visível, com as seguintes informações:
a) Fabricante.
b) Número de identificação.
c) Ano de fabricação.
d) Volume útil.

9. FABRICAÇÃO E INSPEÇÃO
A fabricação e a inspeção dos equipamentos deverão atender aos requisitos gerais descritos
nas seções seguintes, como aplicável.

9.1. MATÉRIAS-PRIMAS
As características físicas e químicas das matérias-primas (chapas e perfilados, aços
inoxidáveis, fundidos e forjados, como aplicável) deverão ser comprovadas por certificados do
fabricante.
O desvio para menos permissível na espessura das chapas grossas é 0,25 mm, conforme
ANBT NBR 6664.
Salvo onde especificado de outro modo, as matérias-primas de aço-carbono deverão ser
conforme ASTM e os aços inoxidáveis deverão ser conforme ASTM A176, A240 ou
equivalente, de boa soldabilidade por solda elétrica, como os aços AISI tipo 304, 316 e 410.
As especificações dos tratamentos térmicos e termoquímicos deverão constar nos desenhos
das peças ou estruturas metálicas submetidos à aprovação do CONTRATANTE.

9.2. LIGAÇÕES SOLDADAS


Os serviços de solda deverão ser executados por soldadores qualificados de acordo com as
normas ASME e AWS.
O CONTRATADO deverá submeter à aprovação do CONTRATANTE a descrição de cada
procedimento de soldagem a ser adotado, bem como o tipo, diâmetro e material dos eletrodos.
A soldagem deverá ser por arco elétrico.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 4


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

Os eletrodos de aço-carbono deverão atender à ABNT NBR 10614.


Não deverá ser feita emenda de chapa ou de perfil sem a prévia aprovação do CONTRATANTE.
As soldas não deverão apresentar defeitos tais como trincas, penetração incompleta, sulcos e
dobras. As zonas soldadas deverão ter espessura regular, sem apresentar mordeduras,
escórias, porosidades ou outros defeitos. Se ocorrerem zonas defeituosas, as soldas deverão
ser esmerilhadas até o material são, em toda a zona defeituosa, efetuando-se a seguir nova
solda segundo o processo original.
Os componentes que exigirem tratamento térmico de alívio de tensões deverão ser fabricados,
soldados, testados e tratados termicamente na oficina do CONTRATADO.
O pré-aquecimento e o pós-aquecimento, quando necessários, deverão ser aplicados ao longo
de toda a junta soldada. Os meios de pré-aquecimento e pós-aquecimento permitidos são
queimadores a gás e resistência elétrica. Queimadores de chama única não são permitidos.
As soldas no campo, se necessárias, não deverão requerer tratamento térmico de alívio de
tensões.

9.3. ENSAIOS DESTRUTIVOS


Os materiais deverão ser submetidos a ensaios destrutivos como segue.

a) Deverão ser realizados ensaios de tração e de dobramento conforme ABNT NBR 6892 e
6153, respectivamente.
b) Deverão ser realizados ensaios de tração e de dobramento em 5% da quantidade de
chapas e perfilados do lote, se o CONTRATANTE assim determinar, independentemente
dos certificados emitidos pelo fabricante do material.
c) Os ensaios de tração serão considerados satisfatórios conforme os critérios a seguir. Os
limites mínimos de referência deverão ser os especificados por norma aceitável ao
CONTRATANTE.

• Com soldas unindo metais idênticos, o limite de resistência à tração do corpo de


prova deverá ser igual ou superior ao limite mínimo do material base.
• Com soldas de chapas, perfilados, fundidos e cabos de aço, o limite de resistência à
tração do corpo de prova deverá ser igual ou superior ao limite mínimo do material
que deu origem ao corpo de prova.
• Com soldas unindo metais diferentes, o limite de resistência à tração do corpo de
prova deverá ser igual ou superior ao limite mínimo do material base que apresente
menor resistência à tração.
• Com soldas calculadas com resistência à tração menor que a do material base, o
limite de resistência à tração do corpo de prova deverá ser igual ou superior ao limite
mínimo do metal da solda.
• Em qualquer caso, quando o corpo de prova romper-se no metal base, fora da solda
ou exteriormente à linha de fusão, o ensaio será aceito somente quando o limite de
resistência do corpo de prova for igual ou superior ao limite mínimo do material base
que apresente menor resistência à tração.
d) Os ensaios de dobramento serão considerados satisfatórios quando o corpo de prova
ensaiado atender à ABNT NBR 6153.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 5


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

e) A critério do CONTRATANTE, deverá ser feita a análise química dos aços inoxidáveis e
outros materiais resistentes à corrosão, para verificação dos certificados do fabricante.
f) As peças fundidas a submeter a ensaios físicos e químicos deverão ser definidas antes
de iniciada a fundição. As peças que precisarem de enchimento após o recozimento
deverão ser submetidas a novo recozimento.

9.4. ENSAIOS NÃO-DESTRUTIVOS


O CONTRATANTE deverá realizar ensaios não-destrutivos como segue.

a) Deverão ser ensaiados por ultrassom:


• 100% das chapas de aço de espessura igual ou superior a 19 mm, na forma de
matéria-prima, conforme ASTM A435.
• Peças forjadas e/ou fundidas (como aplicável).

b) Deverão ser ensaiados por líquido penetrante ou partícula magnética:


• 100% dos cordões de solda bimetálica e cordões de solda estrutural (de ângulo).
• Chanfros para soldas na obra.
As peças que apresentarem trincas ou porosidades além do permitido pelas normas da
ASME (ou equivalente) deverão ser submetidas a novos ensaios, exceto quando a
extensão ou o tipo da falha for considerado excessivo, caso em que as peças deverão
ser refugadas.

c) Deverão ser realizados controles das soldas de acordo com as classes de solda definidas
nos desenhos do CONTRATADO aprovados pelo CONTRATANTE, conforme a tabela
“Controle das Soldas” a seguir.
Os métodos de ensaio e os critérios de aceitação deverão ser conforme ASME Seção V e
Seção VII, respectivamente.
Os controles da tabela a seguir deverão ser realizados após o último tratamento térmico.
Em caso de falhas, a percentagem das soldas controladas deverá ser aumentada de
acordo com ASME Seção VIII, Parágrafo UW-52.

Controle das Soldas

Percentagem das soldas a ensaiar


Ensaio
Classe 1 Classe 2 Classe 3 Classe 4
Ultrassom ou radiografia 100% 30% --- ---
Partículas magnéticas ou líquido penetrante 100% 30% 20% ---
Verificação visual/dimensional 100% 100% 100% 100%

9.5. PROTEÇÃO ANTICORROSIVA


Os equipamentos deverão ser entregues com a pintura final.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 6


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

As superfícies usinadas deverão ser entregues com uma camada de verniz de proteção
anticorrosivo facilmente removível com solvente antes da montagem.
As partes a pintar deverão estar limpas e isentas de corpos estranhos, tais como crostas de
laminação, ferrugem e graxa, para que se obtenha uma superfície limpa e seca.
As superfícies a pintar deverão ser preparadas por jateamento abrasivo ao metal branco
(padrão Sa 3 conforme SSPC-SP-5).
A pintura deverá ser aplicada de acordo com as recomendações dos fabricantes das tintas.
A pintura interna do tanque deverá ser com duas ou mais demãos de tinta de fundo e
acabamento de epóxi curado com poliamida de alta espessura, bicomponente, isenta de
alcatrão, conforme AWWA C210, até a espessura final da película seca de no mínimo 410 µm,
cor preto Munsell N 1,0.
A pintura externa do tanque deverá ser:
• Uma demão de fundo de primer epóxi fosfato de zinco de alta espessura, conforme
AWWA C218, com espessura final da película seca de no mínimo 150 µm.
• Duas ou mais demãos de tinta de acabamento de poliuretano acrílico alifático (protetor
UV), conforme AWWA C218, até a espessura final da película seca de no mínimo 50 µm,
cor alumínio RAL 9006.
As extremidades das peças a soldar no campo deverão ser entregues com uma demão de
primer de 30 µm de espessura, numa faixa de aproximadamente 100 mm de largura.
O fornecimento deverá incluir tinta para o revestimento das extremidades das peças a soldar
no campo, assim como para reparos dos danos ocorridos durante o transporte e a montagem.
O proponente poderá recomendar esquema de proteção anticorrosiva diferente do
especificado. O esquema proposto deverá ser de eficácia pelo menos equivalente à do
esquema especificado, a critério do CONTRATANTE. O esquema proposto estará sujeito à
aprovação prévia do CONTRATANTE.

9.6. VERIFICAÇÕES DIMENSIONAIS E DE ACABAMENTO


As partes e/ou conjuntos deverão passar por verificação dimensional e de acabamento (depois
das possíveis correções, aprovação das soldas, tratamento térmico e usinagem final).
A espessura das camadas da proteção anticorrosiva deverá ser controlada por medidor
magnético (elcômetro) ou equivalente. A pintura que não tiver a espessura especificada deverá
ser rejeitada. O tempo de cura de cada camada, especificado pelo fabricante da tinta, deverá
ser controlado na presença do CONTRATANTE. A aderência da pintura final deverá ser verificada
conforme as normas aplicáveis.

10. ENSAIOS DE CAMPO


No campo, o CONTRATANTE realizará ensaios de ultrassom nas soldas de campo assim como
um ensaio hidrostático do tanque (enchimento do tanque e verificação da estanqueidade).
Ocorrendo vazamentos durante o ensaio, deverão ser reparados os pontos de vazamento e o
tanque deverá ser submetido a novo ensaio.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 7


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

A carga completa de água deverá ser mantida durante tempo suficiente para permitir a
inspeção das juntas soldadas, porém durante não menos de 30 min.
Só serão permitidos reparos de vazamento das juntas quando o número de reparos for inferior
a 1 para cada 1,50 m de cordão de solda e quando a soma dos comprimentos não exceder
2,5% do comprimento total das soldas.

11. DOCUMENTOS TÉCNICOS A APRESENTAR COM A PROPOSTA


A proposta técnica deverá conter os elementos relacionados adiante (em acréscimo aos outros
elementos requeridos na documentação de solicitação de propostas).

a) Relação de desvios, isto é, lista explícita e descrição detalhada dos desvios dos
equipamentos propostos em relação aos requisitos destas Especificações e documentos
de referência.
Importante:
Os valores e características constantes nestas Especificações que não forem tratados na
relação de desvios serão automaticamente considerados como aceitos/confirmados pelo
proponente.
b) Especificações completas e detalhadas dos equipamentos propostos (tanque, suportes,
escada e guarda-corpo), incluindo:
• Relação e descrição dos componentes do fornecimento.
• Folha de dados do tanque.
• Desenhos preliminares de vistas do conjunto, cotados.
• Descrição dos materiais usados na fabricação.
• Descrição básica do procedimento de preparo e revestimento das superfícies, caso
seja diferente do especificado na seção 9.5.
• Diagrama de içamento e outros dados para verificar a adequação dos meios de
montagem disponíveis no campo.
• Relação das normas adotadas.
c) Relação dos ensaios de fábrica e de campo.

12. DOCUMENTOS TÉCNICOS A APRESENTAR APÓS A ASSINATURA DO


CONTRATO
Após a assinatura do contrato de fornecimento, o CONTRATADO deverá submeter à aprovação
do CONTRATANTE os seguintes documentos técnicos:

a) Cronograma de apresentação de documentos para aprovação, relacionando números,


títulos e datas de apresentação.
b) Cronograma de fabricação.
c) Relação de componentes do fornecimento, completa e detalhada.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 8


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

d) Descrição completa e detalhada da construção dos equipamentos (tanque, suportes,


escada e guarda-corpo).
e) Desenhos de arranjo dos equipamentos (tanque, suportes, escada e guarda-corpo),
cotados e em escala, incluindo vistas frontais, plantas e seções.
f) Plano de fundação (locação dos chumbadores e esquema de cargas sobre a base).
g) Descrição dos materiais usados na fabricação.
h) Descrição detalhada do procedimento de preparo e revestimento das superfícies.
i) Roteiro de inspeção e de ensaios de fábrica.
j) Certificados de ensaio das matérias-primas.
k) Certificados de análise das tintas.
l) Relatórios dos ensaios de fábrica.
m) Roteiro dos ensaios de campo.
n) Manuais de instruções de instalação, operação e manutenção, com informações
especificamente aplicáveis aos equipamentos do fornecimento, com extensão e
detalhamento suficientes para capacitar os técnicos do CONTRATANTE a realizar os
serviços de instalação, operação e manutenção, incluindo:
• Documentos relacionados acima, na revisão mais recente (cronogramas ou roteiros
de fabricação, inspeção e ensaios não precisam ser incluídos).
• Lista de ajustes e folgas de montagem e aperto de parafusos.
• Instruções para manutenção preventiva (periodicidade e descrição dos
procedimentos).
• Instruções sobre medidas de segurança para o pessoal de operação e manutenção.
• Descrição das medidas de segurança no transporte e armazenagem, ilustrada com
desenhos de vistas, diagramas e/ou fotografias, como necessário.
• Descrição dos procedimentos para içamento e manuseio na descarga, montagem e
manutenção, ilustrada com desenhos de vistas, diagramas e/ou fotografias, como
necessário.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 9


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

ANEXO - CONDIÇÕES GERAIS DO FORNECIMENTO

A.1 GERAL
Na proposta, o proponente deverá cotar equipamentos estritamente de acordo com estas
Especificações. Em acréscimo, o proponente poderá sugerir alternativas para os equipamentos
especificados, explicando por que essas alternativas são vantajosas para o CONTRATANTE.
As dúvidas quanto a qualquer aspecto do fornecimento deverão ser eliminadas antes da
apresentação da proposta, mediante pedidos de esclarecimentos dirigidos ao CONTRATANTE
pelo interessado. O CONTRATADO será responsável pelos equívocos em que incorrer por falta
de pedidos de esclarecimentos.
No caso de dúvidas, erros ou omissões nestas Especificações detectados após a apresentação
da proposta, o CONTRATADO deverá atender às retificações apresentadas pelo CONTRATANTE,
sem ônus adicional para este, desde que tais retificações sejam baseadas nas normas
estipuladas nestas Especificações ou nas normas alternativas propostas pelo proponente e
aceitas pelo CONTRATANTE.
Os equipamentos do fornecimento deverão ser fabricados de acordo com o projeto contido nos
documentos do CONTRATADO submetidos à aprovação do CONTRATANTE conforme a seção 12
destas Especificações. As atividades de fabricação realizadas antes da aprovação formal do
projeto pelo CONTRATANTE correrão sob risco do CONTRATADO.

A.2 NORMAS TÉCNICAS


O fornecimento deverá estar de acordo com as normas citadas explicitamente nas várias
seções destas Especificações.
Onde não houver citação específica, os materiais, componentes, conjuntos e acessórios dos
equipamentos do fornecimento deverão estar de acordo com as últimas revisões das normas
das seguintes organizações:

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas


AISI American Iron and Steel Institute
ASME American Society of Mechanical Engineers
ASTM American Society of Testing and Materials
AWS American Welding Society
AWWA American Water Works Association
DIN Deutsches Institut für Normung
HIS Hydraulic Institute Standards
ISO International Organization for Standardization
SSA Swedish Standards Association
SSPC Steel Structures Painting Council

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 10


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

O proponente deverá indicar claramente na proposta as normas que pretende adotar.


Quando os requisitos destas Especificações forem mais rigorosos que os das normas, estas
Especificações prevalecerão.

A.3 IDIOMAS E UNIDADES


Os documentos relativos à proposta e ao fornecimento, tais como correspondência, cotações,
desenhos, listas de materiais, especificações, manuais de instruções e quaisquer outras
informações técnicas ou comerciais, deverão ser em português, exceto os documentos que
não tenham sido preparados especialmente para a proposta ou fornecimento (normas técnicas,
catálogos, folhetos etc.), que poderão ser em inglês.
Sempre que possível, deverão ser usadas as unidades de medida do Sistema Internacional de
Unidades (Sistema SI).

A.4 INSPEÇÃO E ENSAIOS DE FÁBRICA


O CONTRATANTE se reserva o direito de vistoriar as instalações do CONTRATADO e de
acompanhar a fabricação e os ensaios de fábrica dos itens do fornecimento. O CONTRATADO
deverá executar os ensaios de fábrica de acordo com o roteiro de ensaios apresentado pelo
CONTRATADO e aprovado pelo CONTRATANTE. Os relatórios dos ensaios de fábrica deverão ser
submetidos à aprovação do CONTRATANTE.
Na inspeção e nos ensaios o CONTRATANTE usará como referência os documentos do
CONTRATADO submetidos a aprovação de acordo com estas Especificações. Assim, o
CONTRATADO só poderá convocar o CONTRATANTE para realizar inspeções e/ou testemunhar
ensaios depois que os documentos submetidos tiverem sido aprovados.
Caso as inspeções e/ou os ensaios apontem desvios destas Especificações ou defeitos de
qualquer natureza, o CONTRATADO deverá eliminar esses desvios ou defeitos por meios
aceitáveis ao CONTRATANTE, sem ônus para este. No entanto, se os desvios ou os defeitos
forem irreparáveis, a critério do CONTRATANTE, o item será rejeitado e deverá ser substituído
pelo CONTRATADO, sem ônus para o CONTRATANTE.
Nenhum item do fornecimento poderá ser despachado da fábrica para o local de destino antes
que tenha recebido formalmente a liberação para embarque emitida pelo CONTRATANTE.
O CONTRATADO deverá submeter à aprovação do CONTRATANTE, se este assim o exigir, os
relatórios dos ensaios físicos e químicos dos materiais que serão ou que foram usados na
fabricação dos itens do fornecimento.
Os custos dos ensaios correrão por conta do CONTRATADO e deverão estar incluídos nos
preços dos itens propostos.
O CONTRATADO deverá comunicar a data dos ensaios ao CONTRATANTE com a antecedência
mínima de quinze dias corridos.

A.5 EMBALAGEM E TRANSPORTE


O equipamento do fornecimento deverá ser embalado para proteção contra danos durante o
manuseio, transporte, armazenagem e instalação.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 11


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0
MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL
Projeto de Integração do Rio São Francisco – Lote E

A eficácia da embalagem será responsabilidade do CONTRATADO, isto é, este deverá reparar ou


substituir os itens danificados, a critério do CONTRATANTE, caso os danos tenham sido
causados por deficiência da embalagem.
Faz parte do fornecimento o transporte dos equipamentos da fábrica ao local das obras, no
município de Arco Verde, Pernambuco.

A.6 SERVIÇOS DE CAMPO


O CONTRATADO deverá fornecer recursos de pessoal, equipamentos e materiais para permitir
ao CONTRATANTE realizar a montagem dos equipamentos (inclusive a soldagem das peças em
que o tanque for dividido para transporte), os ensaios (inclusive o ensaio hidrostático) e os
demais serviços (verificações, ajustes, calibrações etc.) requeridos para deixar os
equipamentos prontos para funcionar.
O CONTRATANTE providenciará a mão-de-obra não especializada e os equipamentos e materiais
de construção e montagem considerados usuais. O CONTRATADO deverá fornecer o pessoal e
os equipamentos e materiais especializados necessários à realização dos serviços acima
citados, na extensão necessária para que possa assumir a responsabilidade pela adequação
dos equipamentos entregues montados e prontos para entrar em operação.
A proposta deverá conter a descrição detalhada dos recursos que o CONTRATADO fornecerá
para a realização dos serviços de campo, com os respectivos preços e condições, em
separado dos preços dos equipamentos.

A.7 RESPONSABILIDADES E GARANTIA


O CONTRATADO será responsável pelo fornecimento, em todos os seus aspectos,
independentemente da aprovação pelo CONTRATANTE da documentação técnica que o
CONTRATADO vier a submeter.

O CONTRATADO deverá apresentar ao CONTRATANTE a garantia de perfeito funcionamento dos


equipamentos do fornecimento. Na garantia, o CONTRATADO deverá declarar que, sem ônus
para o CONTRATANTE, prontamente reparará os itens defeituosos dos equipamentos,
entendendo-se como tais os materiais, componentes ou conjuntos que apresentarem falhas de
fabricação ou que de qualquer forma se mostrarem insatisfatórios ao CONTRATANTE por motivos
imputáveis ao CONTRATADO.
A garantia deverá também estabelecer que o CONTRATADO substitua os itens defeituosos, sem
ônus para o CONTRATANTE, caso este considere, a seu critério, que os defeitos são irreparáveis.
A garantia deverá ser válida para o prazo que terminar primeiro, entre os dois seguintes:
• 18 meses da data de colocação em serviço;
• 24 meses da data de entrega no campo.

Adutora da EBVII-1 - Amortecimento de Golpes de Ariete - 12


Tanque de Amortecimento Unidirecional - Especificações Técnicas
1250-EST-5620-80-10-134 R0