Você está na página 1de 171

C<"lewio

ll Cl Crescer
~
'--' a brincar
l'uru o uJuStomento psicolo91co Paulo Moreira

Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental

'iff PORTO EDITORA


" -
indice Página

Olá! Eu sou o sentimento! .................................................. . 6


A famllia dos sentimentos ............................................ ................ . 9
Porque aparecem os sentimentos? ............................................... . 55
A magia do Lupinhas para ajudar os sentimentos ..................... . 61
Álbum dos sentimentos ............................................................. ... . 64
..
Olá! Eu sou o pensamento! ................................................. 67
A famí.lia dos pensamentos .. ... ... .. .. ... .. .... .. ... ... .. ... ... .. ..... ..... ... .. ..... 73
O Pingu e a Pinga.......................................................................... 89
Pensamentos bons e pensamentos maus...................................... 99
Porque aparecem os pensamentos?............................................... 102
Como vencer os pensamentos maus?............................................ 106

Os sacos do Pulo e da Pula ................................................ 11 3

Olá! Eu sou o comportamento! ......................................... 128


Álbum de comportame1tos ........................................................... 143
Porque temos certos comportamentos?........................................ 147
Eu faço porque sinto e penso!....................................................... 15 í

Os estados .................................................................................... 154

20Cll - LNROAIJXIJAR DEP. LE611L209239/04 I SBN 97 8:9[2·-º..:.lj059·3

Este livro foi prodt..1zido na unidade 1ndustri~t do Oloco Gráfico, Ld;:; ., cuj:J "'~
Sistema de Gestãol\mbíental está certificado pela llPCER. com o n.º 2006/AMB.258 t.,.a;:>c:er _~-1
. Net -
Produção d e livros escolares e não E-scol;,res e ou tros mahmêi1S impressos '-..
~1'§.0
,1
Introdução :>

As emoções, desde sempre e a ind a nos d ias de hoje, desempenham um pa pel fundamen-
tal na sobrevivência e no evolução d o Homem. Elas são a resposta que o nosso organismo
dá àquilo que acontece à nossa volta. A partir destas emoções constroem-se e geram-se sen-
time ntos que vão determinar a formo como nos co mportamos. Por exemplo, o co mporta-
, mento de ag redi r verbalmente alguém tem origem, possivelmente, em algum sentimento de
raiva ou mágoa e em algum pensamento ("ela não devia ter feito isto ... ").
Cada vez mais as nossas sociedades, e a escola em particular, estão preocupadas e
empenhadas em que os indivíduos, e as crianças especificamente, tenham comportamentos
adequados. Con tudo, d iariamente, somos confrontados com indivíduos que não conseguem
ter os comportamentos que a sociedade esperaria: perturbam as a ulas, são expulsos, agri-
dem os colegas, desistem da escola, têm um rend imento escolar medíocre, têm comporta-
mentos violentos, tornam-se dependentes de d rogas (seja m lega is ou ilegais), não são produ-
tivos no trabalho, maltratam as famílias, têm práticos parenta is desajustadas, têm doenças
mentais (depressão, ans iedade), etc.
Ai udar as nossas crianças a terem comporta mentos mais o iustados passa por aiudá-las a
compreenderem os razões que as levam a esses comportamentos, de forma a serem autóno-
mas na auto-regulação dos seus procedimen tos.
A função da escola é dotar os indivíduos com competência s que lh es permitam mover-se
adaptativamente no sociedade e contribuir para o seu desenvolvimento. Uma escola q ue não
intencionalize e aiude as cria nças a reconhecer os suas emoções, sentimentos e pensamen-
tos, a perceber a forma como os comportamentos são uma consequência dos seus sentimen-
tos e pensamentos, de modo que a cria nça seio capaz de os gerir e de auto-regular os seus
comporta mentos, não estará a cumprir caba lmente a sua missão e estará a ser responsável
por graves lacunas ao nível do desenvolvimento dos indivíduos.
De que forma o educador e o professor podem promover a diferenciação emocional, cogni-
tiva e comportamental? lntencionalizando e desenvolvendo estas dimensões, da mesma forma
que intencionaliza m e promovem a aprendizag em da Língua Portuguesa e da Matemática.
Este manua l pretende ser um utensí lio na promoção dessa aprendizagem, dando aos pro-
fessores instrumentos prático~, concretos e estruturados para conseguirem aquilo que o Lei de
Bases do Sistema Educativo lhes indico e o que o próprio curriculum escolar define como
objectivos a atingir. Procura ser uma ajuda para os educadores na complexa tarefa de pro-
mover o desenvolvimento da consciência e diferenciação emocional.
Apesar de ser já uma tentativa de suprir a falta de material de a poio para trabalhar estas
áreas, este manual é apenas um pequeno passo poro o que queremos que seio uma revolução
ao nível da educação em Portugal: a alfabetização emocional. Para a exploração destes temas,
bem como para obter a sua fundamentação e as directrizes para a utilização deste manual,
sugerimos o consulto e a uti lização do manual Ser professor: competências básicas ... 2
- Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental. Autoconceito e auto-estima.

3
Olá! Lembras-te de termos andado à procura do corpo?
Foi uma aventura bem divertida, n.ão foi?

o o

No mundo acontecem muitas coisas. Olha à tua volta. Como é que tu sabes o
que se passa? Tu recebes informação do que se passa à tua volta através dos
sentidos, não é?
4
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental

Se fech.ares os olh.os, consegues E se tapares o nariz,


ver o que se passa à tua volta? consegues cheirar?

/
E se tapares os ouvidos, Mas se usares os sentidos, recolh.es
consegues ouvir sons? imagens, sons, sabores, eh.eiras e
sensações.

Fora do teu corpo acontecem muitas Dentro do teu corpo há sentlmentos


coisas, mas dentro d<] teu corpo e pensamentos. Anda dai! Vamos
também, sabias? conh.ecê-los!

5
Olá! Eu sou o sentimento!

sentimento.

E tu, como te chamas?


Escreve aqui o teu nome:

6
Díferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o sentimento !

Sabes o Fora do teu corpo existem sons,


imagens, cheiros ...

E dentro Para onde vão as imagens que tu


do teu vês, os cheiros e os sons?
corpo?

pensaste
nisso?

Tudo isto vai para dentro do teu corpo.


E é no corpo que guardas algumas
coisas que recebes elo exterior. Aos sons,
imagens,
sabores e
sensações
que
guardas
dentro do
teu corpo
chama-se
memóda.

7
É como a memóda de um Os eh.eiras, sons e imagens que
computador ou de um jogo. Podes recebes mexem com o teu corpo ...
guardar as sensações ou esquecê-las!

1
\
1

E o corpo responde aos cheiros, sons Essa resposta do corpo eh.ama-se


e imagens. emoção. Se durar muito tempo, pode
transformar-se em sentimento.

.ll/
,....__,

~
-

r, . . .
.Y

Ora vê!

8
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos sentimentos

A famHia dos sentimentos

Esta é a fotografia de toda a farnfüa! Nas páginas ~


'---==-- s_eg_u_i_n_te_s_,_P_º_d_e_s_c_o_n_h_e_c_ê_
-l_a _rn
_ e_lh_o_r.---====-' ~~ _ ____..

9
1. Culpado 2. Apaixonado 3. Invejoso

4 . Magoado 5. Enojado 6. Surpreendido

7. Rejeitado 8. Aflito q. Desconfiado

10. Calmo 11 . Aliviado 12. Ch.ocado

13. Optimista 14. Indiferente


15. Histérico
?)
. ;J

16. Desapontado 17. Aborrecido 18. Confuso


10
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • A família dos sentimentos

1q_ Esperançoso 20. Amigo 21 . Arrependido

22. Ciumento 23. Amuado 24. Frustrado


~

25. Impaciente 26. Triste 27. Assustado

28. Carinhoso 2q. Zangado 30. Sozinno

31. Feliz 32. Nervoso 33. Envergonhado

34. Orgulhoso 35. Inferiorizado


11
.,
\

Será que tu consegues Observa as jiguras seguintes. Ver~ica qual


saber como é que eu é o sentimento presente nelas e escreve
• me estou a sentir? no quadrado o número correspondente a um
dos sentimentos das páginas anteriores.

A mãe do João não lhe deu o jogo


que ele queria. Por isso ele ficou
amuado e não quis fazer os deveres.

A Maria viu um acidente muito grave


e ficou chocada.

O João sente-se, por vezes,


envergonhado. Por isso não fala muito.

12
Diferenciação emociona\, cognitiva e comportamental • A família dos sentimentos

A Ana empurrou um colega.


Ele caiu e magoou-se.
Ela sente-se culpada.

O João fez uma redacção muito


bonita. A professora ficou muito ((
orgulhosa dele.

A Maria fica assustada com o escuro.

. O João está sempre a escrever


bilhetinhos para a Ana.
Ele está apaixonada.

Os colegas chamaram nomes feios


ao João. Ele ficou zangado.

13
O João e a Maria são muito amigos
um do outro.

A mãe da Maria deixou-a fazer o que


ela queria. Por isso ela ficou muito feliz.

O João não gosta de ver a sua mãe


com outros meninos ao colo. Ele fica
muito ciumento.

A Maria passou uma rasteira ao


colega e ele magoou-se.
Ela sentiu-se arrependida.

O João está nervoso porque nunca o


deixam falar.

14
'o
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos sentimentos

O João está. a fazer festinhas ao seu


irmão mais novo; ele é muito
carinhoso.

A Maria não tem com quem brincar.


Sente-se sozinha.

D
O João acha que os amigos não
gostam dele e que o põem de parte.
Ele sente-se rejeitado.

A Maria viu um rato e ficou histérica.

O João ficou surpreendido com a festa


que os amigos Lhe prepararam.

15
A Maria não gosta de emprestar
coisas aos colegas. Ela fica quase
sempre invejosa.

D
O João não convidou a Maria para
a sua festa de anos. A Maria ficou
magoada.

O João não pode ver cobras, nem na


televisão. Ele sente-se enojado.

Por muito que se esforce, o João


nunca consegue chegar em primeiro
lugar. Por isso, sente-se frustrado.

A Maria acha que as colegas estão


sempre a falar mal dela às
escondidas. Ela está. desconfiada.

16
Diferenciação emocional. cognitiva e comporta menta l • A família dos sentimentos

O João acha que os colegas são


melhores do que ele a jogar futebol.
Ele sente-se inferiorizado.

O João quer ir d casa de banho,


mas o colega nunca mais sai de
lá de dentro. Ele está a ficar aflito.

Nunca mais chega a hora de abrir


os presentes!
A Maria já está a ficar impaciente.

D
--, O João está no sofá a ver o seu
programa de televisão preferido.
Ele está a sentir-se muito calmo.

D
Os pais da Maria disseram-lhe que
se vão separar. A Maria nem sabe
o que pensar; ficou muito confusa.

D 17
CB-AVSP-02
A Maria não sabe se quer ir brincar
para a rua ou ficar em casa a ver
televisão. Ela está indecisa.

O padrinho do João esqueceu-se-


de lhe telefonar no seu aniversário.
O João ficou desapontado.

O João está triste porque a mãe


dele está a chorar.

O João está esperançoso de que a


sua equipa vá ganhar o jogo.

A Maria não tem nada para fazer.


Ela está aborrecida.

18
Diferenciação emocional, c ognitiva e comportamental • A família dos senHmentos

A Maria ach.a que vai conseguir


ganhar uma medalha na corrida.
Ela está optimista (confiante).

O João queria contar à mãe uma


coisa, mas tinha medo. Depois
conseguiu e sentiu-se aliviado.

D
O João ficou indiferente ao jogo do
Sporting-Porto, porque ele é do
Benfica.

Já sabes como é a famiUa dos sentimentos. Gostavas de conhecer melhor


alguns deles? Vamos a isso!

19
O Feliz

Lembras-te deste
sentimento?

Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem! É o Fellz.

Consegues encontrar outro nome para ele? Ora tenta lá!

Estar feliz é fantástico! Quando estamos felizes, sentimo-nos muito bem.


É maravilhoso! E podemos estar felizes de muitas maneiras .

20
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Feliz

As pessoas ficam felizes


por diferentes razões.

E tu? Quais são as coisas


que te fazem feliz?

Assinala com X as situações


que te deixam ~ , .

Brincar o Estudar D Estar sozinho D

Estar com a familia D Estar com os amigos D Estar doente D


21
E como fica o teu cgrpo
quando estás ~'e?
AssLnala com X as tuas 'r
opções.

Fica leve D Com vontade de saltar

Com vontade de dar


Cheio de alegria D beijos e abraços

Estás a ver como ))

é bom estar feliz?

Na págLna seguLnte, faz um


desenho ou escreve sobre
o que te faz sentlr felli.

22
E como fica o teu c?rpo
quando estás .' f'?
Assinala com X as tuas
opções.

Fica leve D Com vontade de saltar L

Com vontade de dar


Ch.eio de alegria D beijos e abraços L.

Estás a ver como


é bom estar fellz?

Na página seguinte, faz um


desenho ou escreve sobre
o que te faz sentir feliz.

22
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Feliz

Eufico ~~ ...
. . . quando vejo ... . . . quando oiço ... . .. quando sinto ...

.. . quando cheiro ... ... quando como ... . .. quando bebo ...

. .. quando fa50 ... . .. quando os meus amigos ...

23
Desenh.a ou escreve. ]

Nesse dia, como se sentiu o teu corpo?

O dia mais feliz


da minh.a vida foi. ..

Pinta ou assinala o modo como


Vou sentir-me muito ficarão as partes do teu corpo
feliz quando ... quando isso acontecer.

~· . + ---· ··--+ ---· - ·· ---------

24
Diferenciação emocional, cognitivo e comportamental• o Amigo

O Amigo

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Amigo.

Assinala com X as situações em que


o Amigo pode aparecer. Quando gostas de alguém. D

Quando fazes uma. rasteira a Quando vês um colega triste e


um colega. O te preocupas com ele. O
25
Quando falas mal de um Quando emprestas um
colega. D brinquedo a um amigo. [
Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma [ Pinta o modo como ficou o teu corpo. )


situação em que te sentiste :Ciil..

26
Diferenciação emocional, cognitiva e comporta mental • O Carinhoso

O Carinhoso

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Carinhoso.

11 /

Assinala com X as situações em


que o Cadnhoso pode aparecer. Quando fazes carinhos. D

Hoje
estás muito bonita,
Mafalda!

Quando dizes uma coisa Quando fazes uma festinha


bonita. D a um animal. D
27
~))
~ ))
Quando empurras um colega. O Quando desculpas o teu colega. [

[ Agora é a tua vez!

[
Conta-me ou desenha uma [ Pinta o modo como ficou o teu corpo. ]-
situação em que te sentiste

28
[
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Arrependido

O Arrependido

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Arrependido.

Assinala com )( as situações em que Quando estragas uma coisa


o Arrependido pode aparecer. de que gostavas muito. D

. Quando tiras má nota num Quando dormes.


teste por não teres estudado. D o 29
Quando jazes carinhos a Quando comes muitas guloseimas
alguém. D e depois te dói a barriga. [

Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma [ Pinta o modo como ficou o teu corpo.


lf .
situação em que te sentiste
-· --:--,
1

30
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Ciumento

O Ciumento

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

))
Muito bem!
É o Ciumento.

Assin.ala com X as situações em que Quando os teus amigos preferem


o Ciumento pode aparecer. brincar com outros meninos. O

, Quando brincas com os teus Quando os teus colegas têm um


colegas. O brinquedo que tu não tens. D
31
e d sr

Quando está escuro. Quando a tua mãe faz carinh.os __


D a outra criança. [

Agora é a tua vez!

))

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo. ]
W.
em que te tenhas sentido

8
i

32
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Amuado

O Amuado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Amuado.

'"::::::.-- \ 1

Assinala com X as situações em que


o Amuado pode aparecer.
Quando te dão o que tu queres. D

Quando o teu colega não te Quando não podes ir ao recreio


empresta um brinquedo. D porque estás de castigo. [J
CB-AVSP-03 33
<l

Quando dormes. Quando te obrigam a fazer o


que não queres . [
Agora é a tua vez! j

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo.
fl.
em que te tenhas sentido

34
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Impaciente

O Impaciente

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Impaciente.

Assinala com X as situações em que Quando queres ir para o recreio


o Impaciente pode aparecer. e nunca mais chega a hora. D
ffl
y

Quando fazes carinhos a Quando tens de esperar para


alguém. D abrir os presentes, no Natal. D
35
Quando dormes. Quando queres dizer alguma
D coisa e não te deixam. [

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo.
ft.
em que te tenhas sentido

36
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Triste

O Triste

Lembras-te deste sentimento? j Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Triste.

Assinala com X as situações em que


o Triste pode aparecer. Quando os teus pais estão
tristes. LJ

,, Quando recebes um presente Quando dormes.


que querias muito. O D
37
Quando alguém de quem tu Quando não te deixam brincar.
gostas se vai embora. D
Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma situação Pinta o modo como ficou o teu corpo.
em que te tenh.as sentido

38
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Sozinho

O Sozinho

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Sozinh.o.

Assinala com X as situações em que Quando estás a conversar


o Sozinh.o pode aparecer. com os teus pais. D

Quando estás a brincar com os


teus amigos. e Quando não te apetece fazer
os trabalh.os de casa. D
39
Quando não tens ninguém com Quando sentes que ninguém
quem brincar. l_ J gosta de ti.

Agora é a tua vez! 1

Conta-me ou desenh.a uma situação Pinta o modo como ficou o teu corpo.
51.
em que te ten.h.as sentido

g. . \

40
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Orgulhoso

O Orgulhoso

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Orgulhoso.

Assinala com X as situações em que


Quando a professora te diz qu~ _te
o Orgulhoso pode aparecer.
portas bem. ~

Quando fazes muito bem um Quando ganh.as um prémio.


trabalh.o. O D
41
Quando fazes asneiras. Quando tiras uma má nota
D num teste. [
-
Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo. ]
em que te tenhas sentido ·~ .

42
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Assustado

O Assustado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Assustado.

Assinala com X as situações em que


o Assustado pode aparecer.
Quando está escuro. D

. Quando um cao vem a. correr Quando te fazem carinhos.


para ti e a ladrar muito. D D
43
Quando estás sozinho em casa
e ouves um barulho. n Quando brincas com os teus
amigos.

! Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma situação !Pinta o modo como ficou o teu corpo. j
em que te tenhas sentido 9 .

\, '

\ I
() '')

44
Diferenciação emocional. cognitivo e comportamental • O Zangado

O Zangado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Zangado.

{ \'

Assinala com , as situações em que Quando um colega. te eh.a.ma


o Zangado pode aparecer. um nome feio. D

((

Quando brincas com os teus Quando recebes um presente.


colegas. D D
45
Quando os teus colegas não te Quando te estragam um
deixam brincar com eles. D brinquedo.

Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo.
em que te tenhas sentido • .

46
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Indeciso

O Indeciso

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Indeciso.

Assinala com X as situações em que Quando não sa.bes que roupa


o Indeciso pode aparecer.
vestir. \ 1

Qua.ndo não sabes bem o que Quando dormes.


é que te apetece fazer. D D
47
Quando tens vários filmes Quando fazes carinh.os
divertidos e só podes ver um. [_J a alguém.

Agora é a tua vez!

Conta-me ou desenha uma SLtuação [ PLnta o modo como fLcou o teu corpo. )
em que te tenhas senüdo ~ .

48
Diferenciação emociona!, cognitiva e comportament al • O Inferiorizado

O Inferiorizado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Inferiorizado.

'
\ 1

Assinala com X as situações em que


Quando os teus pais te dizem
o Inferiorizado pode aparecer. que és feio(a). O

Quando os outros têm um Quando um colega tira melhor


brinquedo melhor do que o teu.
-1
L_j nota do que tu. L_J
C8-AVSP-04 49
Quando dormes. Quando fazes alguma coisa
D melh.or do que um colega.

Agora é a tua vez! 1

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como jicou o teu corpo. ]
5f.
em que te tenhas sentido

50
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Frustrado

O Frustrado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Frustrado.

Assinala com ~ as situações em que Quando estudas e não consegues


o Frustrado pode aparecer. tirar boa nota num teste. D

Quando queres fazer uma coisa Quando fazes uma coisa bem
e não consegues. D feita e os outros não gostam. O
51
\

Quando estás a dormir. Quando consegues tirar uma


D boa nota num teste. D

Conta-me ou desenha uma situação ( Pinta o modo como ficou o teu corpo. ]
em que te tenhas sentido t;O ·.
.....

52
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • O Envergonhado

O Envergonhado

Lembras-te deste sentimento? Qual é o nome dele? Escreve-o.

Muito bem!
É o Envergonhado.

Assinala com X as situações em que


Quando dormes.
o Envergonhado pode aparecer.

o o

Quando tens de fazer alguma Quando calças os sapatos.


coisa à frente de estranhos. O D
53
)) ~~
Quando te enganas em qualquer Quando os teus colegas te
coisa e os outros vêem. O gozam. D

Conta-me ou desenha uma situação [ Pinta o modo como ficou o teu corpo. ]
em que te tenhas sentidoA·

54
Diferenciaç ão emocional. cognitivo e comportamental • Porque aparecem os sentimentos?

Porque aparecem os sentimentos?

Agora que já conneces melh.or Os peixes aparecem no


os sentimentos, por que razão mar porque há água.
achas que eles aparecem?

Com os sentimentos é a mesma


Os ursos aparecem no Pólo Norte
coisa. Eles aparecem porque acontece
porque lá está muito frio.
alguma coisa!

Vamos tentar descobrir por que Assinala com X nos


razão os sentimentos aparecem? locais apropriados .

55
o Arrependido ... magoaste um
aparece porque ... ... fizeste tudo bem. O .. fizeste uma asneira. O colega.

o Carinhoso
aparece porque ...

/
/ //
/;

o Amuado
aparece porque ...

o Orgulhoso ... fizeste um


aparece porque ... desenho bonito. D ... está a chover. O .. marcaste um golo. O
56
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Porque aparecem os sentimentos?

o Feliz ... consegues fazer D ... não te apetece


aparece porque ... uma coisa bem. ir à escola. D

o Assustado
aparece porque ...

<
O Triste
aparece porque ...
... os teus pais estão a
discutir.
O .. . podes brincar. D
... pensas que
não gostam de ti. D
57
Lembra-te do que se
passa com os peixes. Eles
aparecem no mar. Se tu
não queres estar no melo
deles, podes salr do mar
ou do rio. Tu podes fazer
O que será que podemos fazer alguma coisa para estares
quando os " ' aparecem? longe deles, não é?

&
Então, o que é que ~es
fazer quando os •
aparecem e tu queres que .
'
eles vão embora?

Esta pergunta é dgicil,


não é? Por isso vou
dar-te uma ajuda.

Como é que te sentes


quan.do ninguém te liga?
Assinala com X .
-e"; ~ ~

Quando ninguém me llga, sinto-me t'J.D

58
Diferenc iação emocional. cognitiva e comportamental • POfque aparecem os sentimentos?

Claro que todos nós gostamos que nos dêem


atenção e ficamos tristes quando não nos ligam.

[ Por exemplo, imagina que ... ]

... tu tens uma coisa importante


para dizer ao teu colega. Ele
passa por ti e não te liga.

Tu eh.amas pelo nome dele e ele não Se ele te ouvir logo, tu dizes-lh.e o
te ouve. Então, tu vais aHás dele para que queres dizer e depois vais
ver se lh.e consegues falar, não é? embora, não é?

59
Mas, se ele não te ouvir logo, tu vais
andar atrás dele, até ele te ouvir e tu
dizeres o que tens para dizer, não é?

Com os sentimentos é igual. Eles aparecem em várias


situações. Se nós não lhes ligarmos, eles ficam tristes e vão
andar atrás de nós, porque nos querem dizer qualquer coisa.

Se nós não lhes falarmos, eles vão


andar sempre atrás de nós para
tentar falar connosco.

60
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A magia do Lupinhas para ajudar os sentimentos

A magia do Lupinhas para ajudar os sentimentos

Quando aparece um sentimento,


é porque, provavelmente, ele
precisa da tua ajuda.

))

Então, o melhor é ajudá-lo.

Sinto-me

1.º Vê qual é o 2 .º Ouve o que o Tenta ajudá-lo


sentimento e sentimento tem a resolver
trata-o pelo seu nome para dizer e tenta a situação.
(tu também gostas que compreender porque
as pessoas saibam o teu é que ele está. assim.
nome, não gostas?).

61
& _, Aqui estão algumas atitudes que podes tomar para ajudar os sentimentos!
~
1. 0 Podes falar com alguém 2. 0 Podes pedir às pessoas que não
sobre a situação e pedir provoquem mais aquela situação,
ajuda, se precisares. senão o sentimento vai aparecer.

[ 3. 0 Até podes brincar com ele. ]

Que sentimentos encontraste hoje?


Desenha-os e escreve os seus nomes.

62
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A magia do Lupinhas para ajudar os sentimentos

--i
1

1
i
1

---1
!

1
1

~-J ~--J
l

~~ O que fizeste 'para resolver a situação? (Assinala com X.)

Procurei saber o nome do sentimento .......................................................................... D


Tentei perceber porque apareceu ..................................................................................... O
Falei com alguém sobre a situação e pedi ajuda ................................................... D
Pedi às pessoas para não provocarem mais aquela situação, porque
senão o sentimento iria aparecer.................................................................................... D
Brinquei com ele ...................................................................................................................... O
Outra atitude: ................. D
63
Álbum dos sentimentos

No fin.al do livro, encontras autocolantes para


colares nestes espaços e fazeres o teu álbum de
sen.tirnen.tos. Depois, escreve o nome de cada
um deles e escreve ou desenh.a em que situação
~-w~.
-.:):::::.:-::::-\~~- podem aparecer e corno podes ajudá-los.

Nome: () cs~im!n= Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo:

)
Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

64
Diferencioçõo emocional, cognitiva e comportamental • Álbum dos sentimentos

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso aj udá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:


· - -· - ·

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

CB- AVSP-05 65
Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação aparece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

'

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação a.parece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Nome: Em que situação a.parece:

Como posso ajudá-lo: Como posso ajudá-lo:

Nome: Em que situação aparece: Agora, ou quando o teu professor disser,


vai ao fim do livro e recorta o álbum dos
sentimentos. Por detrás de cada
sentimento tens um corpo. Pinta como
ficam as partes do teu corpo quando
Como posso ajudá-lo:
ficas com esse sentimento. Depois, podes
Jazer alguns jogos. Podes, perante os teus
colegas, Jazer a cara e o corpo do
sentimento para eles adivinnarem de qual
se trata, mostrando o cartão respectivo.
66
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o pensamento!

Olá! Eu sou o pensamento!

Olá! Eu

tj e
sou a nuvem
pensamento.

Tu sabes o que é um
pensamento?

É uma pergunta difidl, não Um Q acontece


é? Vou dar-te uma ajuda. dentro da tua cabeça.

67
É uma voz muito baixinha que só Tão baixinha que as outras pessoas
tu consegues ouvir. não conseguem ouvir. Queres ver?

Consegues saber o que o teu Nós não conseguimos ouvir o que


colega está a pensar? os outros estão a pensar.

E mesmo tu, para ouvires os Estás a lembrar-te de algum Ü ? ]


teus pensamentos, tens de
estar muito atento.

É um bocadinho diftcil, não é?

68
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o pensamento!

Eu vou dar-te urna ajuda. Por exemplo, imagina que estás na sala de
aula e vais ter um teste sobre um assunto que tu achas muito dgicil.

Então, se calhar, antes de receberes o teste, há


urna voz que fala muito baixinho que te diz:

Vai ser
muito dgicil. ..

Essa voz é um pensamento. Quando vês o


teste, essa voz pode dizer-te várias coisas:

É mesmo muito Até é fácil!


dgicil!

69
Essa voz só tu a
consegues ouvir.

Mas tu podes ouvi-la e depois contar o que ela disse às outras pessoas.

Queres ver outro exemplo?

Imagina que já acabaste de Então, cá fora, falas com os


fazer um teste e que ele te teus colegas sobre o teu Q.
correu bem. Essa voz diz-te:

Vais
tirar uma boa
nota!

70
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olál Eu sou o pensamento!

Afinal não
foi dqicil!
)\

Se n.ão quiseres tran.sformar os teus Q em con.versa,


então essa voz baixin.h.a con.tinua e só tu a podes ouvir.

Então? Percebeste Eu ach.o que sim. Vamos agora ver se consegues


oqueéum Q ? ouvir o que a tua voz baixinh.a te diz?

71
Eu acho que
consegues!
Desenha três
pensamentos.
Até pode ser o
que estás a
pensar agora!

O que é que a voz


baixinha te diz ...

.. . sobre a escola? ... sobre os teus . . . sobre a tua família?


colegas?

72
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A lamnia dos pensamentos

Nós temos muitos pensamentos ... Aqui estão eles! Queres ver?
A

A familia dos pensamentos

l . O Deita-Abaixo 2. O Derrotado 3. O Preto e Branco 4. O Ai-Jesus!

5. O Chorinhas 6. O Convencido 7. O Relaxado 8. O Positivo

,- ......

~
~
9. O Craque 1O. O Preguiçoso 11 . O Três-Olhos 12. O Esquecido
73
O Deita-Abaixo

Lembras-te deste Muito bem!


pensamento? É o Deita-Abaixo.

O Deita-Abaixo é um Então não deixa que eles


pensamento que só gosta de tenham pensamentos bons.
fazer os meninos ficarem tristes.

Tu fazes um desenh.o, mas o O pensamento ''Está bonito"


Deita-Abaixo não deixa que tu pode aparecer, mas o Deita-
penses que o desenh.o é bonito. -Abaixo põe-no para baixo.

74
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

O Derrotado

O Derrotado é um pensamento Quando há alguma coisa para


que nunca consegue fazer nada. fazer, o Derrotado nem tenta fazê-la.
Ele diz logo que não consegue.

A professora pediu ao João Então o Derrotado disse logo


para desenhar um menino. ao João que ele não conseguia.

O João nem sequer tent0u fazer. Mas O Derrotado apareceu porque não quer
porque será que o Derrotado apareceu? que os meninos tehtem fazer nada.

Mas temos de tentar, não é?

75
O Preto e Branco

O Preto e Bran.co só con.segue ver Então, quando lhe pedem para


duas cores: o preto e o branco. dizer como é uma árvore, ele
Não con.segue ver as outras cores. diz que é preta ou branca.

Imagina que levas Deixas cair o copo, sem


um copo na mão. querer, e ele parte .

Ele vê logo o n.egro. Não cons egue


ver que não foi de propósito.

76
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

O Ai-Jesus!

O Ai-Jesus! é um pen.sarnento Está sempre a dizer aos meninos


que acha que vai acontecer que vai acontecer uma desgraça!
alguma coisa horrivel.

[ A Joan.a caiu no recreio. ) [ Arranhou o joelho. J

0, ~

Ela fica muito assustada: começa


a gritar e a chamar pela mãe.

77
--
O Convencido

O Con.vencido tem a mania de que


sabe tudo e que consegue adivinhar
o que os outros meninos pensam.

Ele faz os meninos acreditarem que


são capazes de ouvir os
pensamentos uns dos outros.

Mas nós não conseguimos ouvir [ O João passou pelo Filipe. ]


o que os outros meninos pensam,
pois não?

O Filipe não viu o João Então o Convenddo disse ao João


e não lhe disse olá. que o Filipe está zangado com ele.

78
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

O Chorinhas

O Chorinhas está Ele diz aos meninos que são uns


sempre a queixar-se. coitadinhos e umas vitimas.

Ele quer que os meninos fiquem como


ele e pensem que são uns coitadinhos. Queres ver?
l '-----r---~

A Joana não conseg'"uiu Então o Chorinhas disse que ela


terminar a ficha de trabalho. é uma coitadinha, uma vitima.
·çi_\ \
\

79
O Relaxado

O Relaxado é um pensamento Quando acontece


que tenta não se preocupar. alg urna coisa, ele diz:

Ele acha que as coisas


vão correr bem.

l
O João partiu, sem querer, Então o Relaxado disse ao João:
a jarra da mãe.

80
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

O Positivo

O Positivo é um pensamento que Então ele diz que vai


acredita sempre que vai conseguir. correr tudo bem. Ele acha
que tudo é bom e bonito.

A Joana nunca tinha


jogado damas.

As suas amigas
convidaram-na para jogar.

Então o Positivo Ela foi jogar e correu


disse-lhe: mesmo bem!

CB·AVSP-06
81
O Craque

O Craque é um pensamento Ele ach.a que quando os meninos


que não se deixa vencer, vai se esforçam conseguem sempre
sempre à luta. bons resultados.

Então ele diz: "Vá lá, tu consegues!",


O João não gostava muito
e os men.~nos acabam sempre por
de jazer contas de dividir.
conseguir! E por isso que eles são uns
verdadeiros craques!

..Então o Craque E agora o João é um autêntico


disse-lhe: craque nas contas de dividir!

82
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

O Preguiçoso

O Preguiçoso não Então também quer que os


gosta de fazer nada. meninos não façam nada.

Por isso, ele diz aos meninos: "Não A Ana tinha os trabalh.os
faças, porque dá muito trabalh.o!" de casa para fazer.
E os meninos que lh.e dão ouvidos
também ficam preguiçosos.

Então o Preguiçoso Depois a professora ralh.ou com ela


começou a dizer-lhe: por ter dado ouvidos ao Preguiçoso.

83
O Três-Olhos

O Três-Olhos é um pensamento que tem O Três-Olhos não se deixa


mais um olho do que os outros. Por isso, enganar pelos outros
vê muito bem e está sempre muito atento. pensamentos. Quando algum
pensamento aparece, ele
pergunta de que outra forma
podia ser. Ele é muito forte e
. consegue vencer os outros
pensamentos maus.
Queres ver como é que ele
aparece?

A Ana não fez os trabalhos de casa Logo apareceu o Chorinhas


porque deu ouvidos ao Preguiçoso. a dizer à Ana:

A professora
Então a professora ralhou-lhe. não gosta de mim!

Mas o Três- Então o Três-Olhos venceu o


Será que a
-Olhos não se Chorinhas e a Ana ficou
projessora ralhou
deixa enganar contente, porque conseguiu
porque não gosta de ti
e disse: pensar de outra forma!
ou porque tu não fizeste
os trabalhos de casa?

84
Diferenciação emocional. cognitivo e comportamental • A família dos pensamentos

O Esquecido

O Esquecido é um Quando acontece alguma coisa,


pensamento que se esquece ele só consegue lembrar-se das
sempre das coisas boas. coisas más, e até parece que não
h.ouve coisas boas.

O João fez anos e a mãe Vieram os seus amigos e


Jez-lhe urna Jesta. teve muitas prendas.
A festa estava muito bonita!

A certa altura começou a chover. Então o João esqueceu-se de


todas as coisas boas. Apareceu
· o Esquecido, que lhe disse:
iF
I
/ 1
I
ó ( /

/ / I
I
d
I;
I ti d
I

/ / I I / /
.1 /

85
Achas que já conheces bem a famfüa dos pensamentos? Sim?
Então, analisa cada situação e escreve o número correspondente
ao pensamento presente. Consulta a página 73.

G l

A professora do João pediu-lhe para


ele fazer uma redacção. Então ele
pensou: "Vai correr bem, tem calma!,,

A mãe da Maria disse-lhe para ela


arrumar o seu quarto. A Maria
pensou: "Oh, não, dá muito trabalho!"

O João não conseguiu marcar um


golo. Então o João pensou: "Eles não
gostam de mim."

_ _O
86
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • A família dos pensamentos

A Maria não gosta de fazer a tabuada.


Quando a professora Lhe diz para ir ao
quadro fazer a tabuada, ela pensa que
não vai conseguir e que todos
se vão rir dela.

O João pediu ao José que Lhe


emprestasse o seu jogo novo. O José
disse que lho emprestava depois,
porque primeiro queria brincar um
bocadinho. Então o João pensou:
"Se não me empresta agora é porque
.
D ~ ,.
nao e meu amLgo.
))

A mãe da Maria ofereceu-Lhe uma saia.


O Ai-Jesus! apareceu e disse-Lhe que
era horr(vel, e que as suas amigas se
ia_m rir dela. Mas depois a Maria
pensou: "Não é assim tão feia.
Até a acho gira!"

O João começou a fazer a redoeção


mas queria desistir.
Então pensou: "Se me esforçar, vou
conseguir!" E conseguiu mesmo!

D 87
A Maria viu o desenh.o que a Joana
fez e disse: "Que desenh.o feio!
Tu não sabes desenh.ar!"

O João entregou um trabalh.o à


professora mas ela não disse nada.
Então o João pensou: "Ela não
11
gostou do meu trabalh.0! Ele não lh.e
perguntou se ela tinh.a gostado, só
tentou adivinh.ar o que ela pensou.

A Maria costuma desenh.ar muito ~


bem, mas hoje fez um desenh.o que .
não estava muito bonito. Então ela
((
pensou que não sabia fazer desenh.os
e esqueceu-se das outras vezes em
que desenhou bem.
D
Muito bem! Parece que já conheces os
pensamentos. Vou agora contar-te uma
história para os conheceres ainda melhor!

88
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Pingu e a Pinga

O Pingu e a Pinga

O Pingu tem uma casa muito bonita feita de gelo, com


muitos espelh.os e um pátio que dá para o lago.

Lá não h.á mais casas, só o


lago à volta, e por isso é tudo
muito calmo; não há barulho ...

}
89
Então, o Pingu fica muito ~ Queres ver? ]1--- ------ -
- atento e consegue ouvir o que
a voz baixinha lhe diz.
- '----" - -- --

sono .. .

Estou com
uma fome!

Queria
tanto pescar um
peixe grande!
o
o

90
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • O Pingu e a Pinga

Entretanto, chegou
a sua amiga Pinga. Como vai
a pesca?

Boa,
Acho que pesquei
consegui! Não é muito
um ... Espero que seja
grande, mas dá para
grande!
matar a fome!

li

Queres Obrigada,
que eu pesque um eu já comi!
para ü?

dar um
mergulho ...

91
Tenh.o
- tanto sono!

- ---
Eu
também.
. Queres vir .
dormLr uma sesta para
-:c:W
-.. . : : :; :
-
__,;
a mLnh.a casa?

92
Diferenciaçõo emocional, cognitiva e comportamental • O Pingu e a Pinga

[ FoL bem divertido, não foi? ]

e
~
1
O Pingu e a Pinga adormeceram.
É melhor irmos embora para não E tu, também gostas muito de peixe,
os acordar! como o Pingu? Ora pensa lá!

Tu podes transformar o que estás a pensar


em conversa, se me disseres a resposta.

-:)~~~~~~~~~~~~~~~---------
[ Queres fazer essa magia? Fá-la aqui! ]

Não! Quero
guardar o pensamento
só para mim.

Sim!
Então, digo-o em
voz alta.

93
O Pingu teve alguns pensamentos
que guardou só para ele, não teve?

Podes escrever um ou desenhá-lo.


Queres dizer um?

E também teve outros que


transformou em conversa, não foi?

Lembras-te de algum?
Ora diz lá!

Agora vou perguntar-te outra coisa... Achas que os pensamentos são todos iguais?

94
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Pingu e a Pinga

Há pensamentos bon.s O e Olha! O Pingu está a


pensamentos maus O· acordar. Vamos até lá!

Anda, Pinga,
vamos fazer os deveres e
depois já podemos brincar
a tarde toda.

Olha! Eles tiveram os dois o


Agora vou Ag~oravou mesmo pensamento. Já viste?
brincar! brincar!

95
[ Mas, espera lá... ]

O Pingu já terminou de Jazer os deveres e a


Pinga não. Ainda lhe faltam duas contas.

Será que são os dois bons?


O que é que tu achas?

O Pingue a Pinga combinaram jazer


É isso mesmo! Um é bom
primeiro os deveres e só no jim é que
e o outro é mau.
iriam brincar, não foi?

96
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • O Plngu e a Pinga

Ele pensou: "Agora vou brincar.",


porque já tinna acabado os deveres.

Ele pensou bem, não pensou?

Ela pensou: "Agora vou brincar.",


mas não tinna acabado os deveres.

Ela pensou mal, não foi?

Quem é que teve o


pensamento mau?

Une a nuvem má
a quem teve o
pensamento mau.

CB ·A VS P -07
97
E quem teve o
pensamento bom?

Une a nuvem boa a quem


teve o pensamento bom.

Já viste o que descobrimos?


Os pensamentos não são
sempre bons ou sempre maus.

Não queres descobrir


mais? Vamos adivinh.ar!

~
o~

~
'------..J...-
-:.--~~- -

98
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Pensamentos bons e pensamentos maus

Pensamentos bons e pensamentos maus

Tenta então adivinhar se os pensamentos


são bons Q ou maus O.

J Liga o pensamento bom à nuvem boa


e o pensamento mau à nuvem má.

99
Vou abdr já
os presentes!

Vou brincar
e não faço os
deveres.

100
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Pensamentos bons e pensamentos maus

Nun.ca mais vou Vou fazer


con.seguir acabar! pouco a pouco.

Vou tirar o
cinto e largar
as mãos.

101
Lembras-te de mais pensamentos? Então escreve-os.

Maus Bons

Porque aparecem os pensamentos?


o
Há pouco vimos que os peixes º 0 E que os sentimentos aparecem
existiam porque havia água! porque acontece alguma coisa!

Ora, com os pensamentos é


e __..._,.., igual! Eles aparecem porque
acontece alguma coisa.

102
Diferenciação emocional. cognitivo e comportamental • Porque aparecem os pensamentos?

Agora, tenta perceber por que razão é que os pensamentos


aparecem, assLnalando com X onde ach.ares melh.or.

)J

o Deita-Abaixo ... também o ... não gosta de ver


aparece porque ... .. . gosta de ti. D deitaram abaixo. D os meninos felizes . D

o Preto e Branco
aparece porque ...

D .. D
o Ai-Jesus! p~nsa que ?con!e- ... fica logo
aparece porque ... . . . está relaxado. cera uma coisa ma. muito nervoso . D
103
D .. D
o Chorinhas ... acha que é um pensa que tudo é
aparece porque ... coitadinho. D .. . é muito forte. uma crítica .

fk?
·C'· '
e, -

I
.. . pensa que consegue ... não pergunto o
o Convencido ler os pensamentos O que os outros estão a ... pergunta o que os D
aparece porque ... dos outros. pensar. D outros estão a pensar.

o Relaxado
O ... consegue dizer ...
acha que vai correr D
aparece porque ... ... estó sempre aflito "tem calma". D tudo bem.

o Positivo ... acha que vai correr O O ... diz


aparece porque ... tudo bem. ... diz ·eu consigo·. "eu não consigo". D
104
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Porq\Je aparecem os pensamentos?

o Craque
aparece porque ...

o Preguiçoso ... não tem vontade .. . diz que dó


aparece porque ... de fazer nada. D . .. quer fazer tudo. muito trabalho . D

. .. não se deixa ... pergunta


o Três-Olhos engarl'ar pelos outros sempre "de que outra
aparece porque ... pensamentos. D forma pode ser" . D .. . vê multo mal. D

o Esquecido ... se lembra dos ... só se lembra das ... quer que te esque-
aparece porque ... coisas boas. D coisas más. D ças das coisas boas. D
105
Como vencer os pensamentos maus?

Lembras-te do Pingu? Ele teve Sabes porquê? No sitio onde ele


muitos pensamentos, mas nenhum mora não há barulho e, por isso,
deles era mau, pois não? ele consegue ouvir o que a voz
baixinha lhe diz.

Assim, quando aparece um pensamento


mau, ele dá logo conta e manda-o embora!

----

106
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Comovencerospensomentosmaus?

Os pensamentos maus querem E quando eles conseguem


que os meninos acreditem no controlá-los, ganham energia e
que eles dizem, porque gostam ficam cada vez mais fortes.
muito de os controlar.

Mas, se eles não conseguirem o que Queres ser tu a controlar os


querem, perdem energia e ficam pensamentos maus?
fracos, e assim podes ser tu a
controlá-los.

Sim? Então primeiro tens


de descobrir quais são os
pensamentos maus.

107
Assim, quando eles
aparecerem, tu já sabes ...

Já sabes que eles gostam muito de


controlar os meninos e que por isso
jicam mais fortes.

))

Pois é! Mas tu podes tirar a ,


energia aos pensamentos maus. E
só não fazeres o que eles querem.

E até podes trocar o pensamento


mau por um pensamento bom.

108
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Como vencer os pensanentos maus?

~ Aqui estão os passos que deves seguir para


~~ '-----v_e_n_c_e_r_e_s_o_s_ p_e_n_s_a_m
_e_n_to_s_ m_a_u_s_:___,

Saber qual é o pensamento Saber o que ele quer.


(se é bom ou mau).

Se for um pensamento mau, Trocar o pensamento mau por um


chamar-Lhe mentiroso. pensamento bom.

109
Alguns pensamentos
são teus inimigos , mas
outros são teus aliados.

Pensamentos maus
o Delta-abaixo O Preto e Branco O Ai-Jesus!

O Chorinhas O Convencido O Preguiçoso O Esquecido

Pensamentos bons
O Relaxado O Positivo

O Craque O Três-Olhos

11 o
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Como vencer 05penscmenlos rTI0.1$?

Verifica agora como deves fazer. Vai ao final do livro


e cola os autocolantes adequados a cada situação!

Este pensamento é o Deita-Abaixo. Ele q uer deitar-te a baixo.

Chama-lhe mentiroso. Troc a -o pelo Positivo.

Este pensamento é o Preto e Branco. Ele q uer ver só um lado.

C hama-lhe mentiroso. Troca-o pelo Três-O lhos.

Este pensamento é o Ai-Jesus!. Ele diz que vai c orrer mal.

C hama-lhe mentiroso. Troca-o pelo Relaxado.

Este pensamento é o Chorinhas. Ele quer fazer de ti um coitadinho.

C hama-lhe mentiroso. Troca-o p elo C raque .

111
Este pensamento é o Convencido. Ele diz que não gostam de ti.

Chama-lhe mentiroso. Troca-o pelo Três-Olhos.

Este pensamento é o Preguiçoso. Ele quer que não faças nada.

Chama-lhe mentiroso. Troca-o pelo Craque.

Este pensamento é o Esquecido. Ele faz-te esquecer do que fizeste bem

Chama-lhe mentiroso. Troca-o pelo Três-Olhos.

112
Diferenciação emocional, cognitivo e comportamental • Os sacos do Pulo e da Pula

Os sacos do Pulo e da Pula

Agora gostava de fazer-te uma


pergunta: será que nós devemos contar
aos outros os nossos ~ e ou O
será que devemos guardá-los para nós
e não contar a ninguém?

))

O Pulo e a Pula são gémeos . São


muito parecidos. Vivem na mesma
floresta e têm os mesmos amigos.

CB·AVSP-08 11 3
Os dois têm . e Q , e possuem dois sacos on.de os guardam.

O Pulo ouve o que os • e o


que os Q lhe dizem, mas n.ão
os con.ta a n.in.guém.

114
Diferenciação emocional, cogniiivo e comportamental • Os sacos do Pulo e da Pula

Mete-os dentro do saco e E então eles tornam-se


aperta-o bem apertado. muito irrequietos.

A Pula também ouve os • e os


Q, mas conta-os aos seus pais ...

115
[ ... e aos seus amigos. ] Ela deixa o seu saco bem aberto
e eles podem sair à vontade.

Como o saco do Pulo está Eles só querem sair daquele


Jech.ado, os • e os Qnão aperto. Começam a mexer-se
vêem nada cá para fora. e a a rrastar o saco.

116
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Os socos do Pulo e da Pula

Então o Pulo vai atrás deles ... ... às vezes perde-se, porque eles
metem-se por caminhos dijkeis.

Então ele anda sempre O Pulo tem de carregar o saco,


zangado com o seu saco. mas este fica muito pesado.

i__ C(
117
Então ele faz muita força, porque os
'4' e Q mexem-se muito e é dgicil
para ele aguentar com o saco sozinho.

Os amigos também não o ajudam a ir buscar


o seu saco, porque não sabem corno fazer.. .

. . . porque ele começa a correr atrás


do saco e não diz para onde vai.

118
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Os socos do Pulo e da Pula

Como os amigos não sabem / l Já com a Pula é diferente.


para onde ele vai, não lhe L Ela não fecha o seu saco. Ela
mostra os seus • eQ
podem dizer se ele pode ir por
aquele caminho ou não. a quem gosta.

Então os . eQ vão com ela. No saco, só vão aqueles mais


Muitos vão a pé e não fazem peso. intimas, que são só dela.

São poucos e, por


isso, o saco é leve.

119
Então os amigos sabem porque é que ela está triste ou contente, porque
vêem os seus • e sabem o que ela pensa, pois mostra os seus Q.

E também quando ela tem algum ~ ou Q a fugir


para algum caminh.o mau, eles correm todos a ajudá-la.

120
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Os sacos do Pulo e da Pula

Assim, a Pula n.ão se can.sa [ O que adtaste do Pulo e da Pula? ]


tanto, porque vê que os amigos
e os pais a ajudam.

Quem é que tu achas que faz melhor?

Porque é que os pais e os E porque é que os pais e os amigos


amigos da Pula a ajudam? do Pulo n.ão o conseguem ajudar?
Porque sabem o que ela está a Porque ele não conta o que está a
pensar e a sentir, não é? pensar e a sentir, e assim eles não
sabem, não é?

121
E tu? Achas que és mais parecido com o Pulo ou com a Pula?
Pinta a figura e o saco que preferes.

122
Diferenciação emocional, cogni1iva e comportamental • Os socos do Pulo e da Pula

Agora vou contar-te um episódio em Quando eu fiz anos, os meus pais


que fui parecido com o Pulo e outro não me iam oferecer o que eu queria.
em que fui parecido com a Pula!

Então eu deixei o saco aberto e eles viram que eu


estava triste e pensava que não gostavam de mim.

Eles viram que os ll\.eus • e Q


estavam errados e ajudaram-me a
perceber que não me davam o que eu queria porque não tinham dinh.eiro.

123
Davam-me agora outra coisa e depois, se
pudessem, davam-me o que eu queria.

((~

Eu fiz bem abrir o saco, porque assim eles puderam ver quais
eram os meus • eQ, e saber o que fazer para me ajudar.

~
) -_;__;

Noutra ocasião, na escola, enganei-me a responder a


uma pergunta. Os meus colegas chamaram-me burro.

124
Diferenciação emocional. c ognitiva e comportamental • Os sacos do Pulo e da Pula

Eu fiquei muito triste, mas não lhes mostrei


os meus pen.sarnentes e sentimen.tos.

Deixei de lhes falar e Eles viram que não lhes falava,


de brincar com eles. mas não sabiam porquê.
\1

Então, eu comecei a ficqr sozinho e senti-me ainda mais


triste, porque pensava que eles não gostavam de mim.

125

L
Eu devia abrir o saco e dizer-lh.es que não gostei que me
eh.amassem nomes. E que não sou burro só porque me enganei.

Assim eles ficavam a conh.ecer os meus


pensamentos e sentimentos e podiam ajudar-me .

126
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Os sacos do Pulo e da Pula

Agora é a tua vez! J

Conta-me uma situação em


que joste parecido com o
Pulo e outra com a Pula.

Desenna a situação em que Desenh.a a situação em que


fizeste como a Pula e completa. fizeste como o Pulo e completa.

Eu fiz bem em abrir o saco, porque ... Eu devia abrir o saco, porque ...

- - -·-·- -- - - - -- - - - - - - -

127
Olá! Eu sou o comportamento!

Olá! Eu Tu sabes o
sou o comportamento que é um
e chamo-me comportamento?
Campas.

Um
comportamento é
o que tu fazes com
o corpo.

Por
exemplo, já ouviste
dizer: ((comportaste-te
muito bem"? 1 r - - -wt::..-""""'-

que isso quer


dizer?

128
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Fiz uma Fiz uma


coisa boa com o coisa má com o
corpo? corpo?

Agora diz-me: Os
quando queres correr, que
parte do corpo utilizas?

São as pernas!

utilizas as pernas
para correr,
correr é ...

. .. um
comportamento ou
um membro do

CB-AVSP-09
129
Vamos Um
ver se consegues comportamento
acertar em mais
adivinhas! Ass[nala
com X .

[ . . . um membro do corpo. ] ... o que eu faço com os


membros do meu corpo.

)ffJll
I ---
.____

) )

))

_ _ _O
-~º
[ . . . um animal. ] um gesto que faço com
membros do corpo.

D
130
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Muito Vamos
bem! Já estás continuar
a ficar um com mais
perito! adivinhas?

Une com uma seta o comportamento à parte


do corpo que se utiliza para o realizar.

Falar Estudar Cantar

Nadar
±J±iL±!±±iJ±

Saltar Dizer adeus

131
Muito bem! Já Achas que os
percebeste! E agora vou fazer-te comportamentos são todos
uma pergunta difícil. iguais?

1)

Sabias que os
Eu vou dar-te comportamentos são como
uma ajuda. a gelatina?

Se meteres a E se a meteres
gelaUna dentro de um dentro de um copo quadrado?
copo redondo, ela fica Ela fica quadrada ...
redonda, não é?

132
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Os comportamentos são como a


gelatina: podem ter várias formas.

Queres ver?

Imagina que fazemos gelatina... Se metermos a gelatina


dentro de uma forma má,
sai uma figura má, não é?

Mas se a metermos dentro


de uma forma boa, sai "'uma
figura boa, não é?

comportamentos é
a mesma coisa!

133
Podem ser bons ou podem ser maus ... Por exemplo, com as tuas mãos podes
fazer várias coisas, não podes? Podes ter vários comportamentos.

Podes dar um murro a um colega. J Ou podes fazer um carinho


a um colega.

Estes dois
comportamentos são iguais? Não são,
pois não? Qual é a di.ferença?

134
Diferenciaç ão emocional. cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Então,
qual será o
comportamento bom?
Pinta-o.

Muito bem! Já sabes que há


comportamentos bons e maus.

135
Assin.ala com X os
comportamen.tos bons.

Magoar os outros. O Jogar futebol no recreio. D

Incomodar os outros. O Dormir na sala de aula.


D

Ajudar os outros. O Estar quieto na sala de aula.


D
136
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Assinala com X os
comportamentos maus.

Jogar futebol na sala de aula. O Ajudar os outros.


D

Deitar lixo para o chão .• D Dormir na cama. D

Chamarnomesaosco~gas. O Dar um beijo. D


137
Muito bem, E sabes o que
já estás a perceber! é fantástico?
Parabéns!

)J

O fantástlco é que tu podes É como uma


transformar os comportamentos! magia ...

podes dar forma aos


)J comportamentos.

Tu podes deddir Quando estás com


se um comportamento é bom um colega, podes ...
ou mau.

13 8
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

· ... eh.amar-lhe [ ... ch.amá-lo pelo nome dele. ]


nomes feios ou ...

))

Estás a ver? Tu és mágico! Tu tens o


poder de transformar os comportamentos.

Estou muito Então já sabes:


orgulhoso de tL

139
Ten.s as partes do corpo. ]

~ffe
Um comportamento é o que fazes com as partes do teu corpo.

Há comportamentos bon.s e maus.

Um comportamento bom é o que Um comportamento mau é o que


fazes com as partes do teu corpo e fazes com as partes do teu corpo e
que ajuda ou alegra os outros. que magoa ou deLxa as outras
pessoas tílstes.

140
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Olá! Eu sou o comportamento!

Tu és muito poderoso e podes escolner


ter comportamentos bons ou maus!

( ~./
/
(
~ \.. _..__,, ·-

Muito bem! Então agora


vamos experimentar!

Pensa qual é a parte do corpo que utilizas


para fazer cada um dos comportamentos
que se seguem. Depois, assinala com X se
esse comportamento é bom ou mau e se
deixa os outros tristes ou contentes.

141
Bom. O D
Deixa os outros t ristes.

Mau O Deixa os outros conten.tes. D

Bom. O D
Deixa os outros tristes. .

Mau O Deixa os outros contentes. D

Bom D Deixa os outros tristes . D


Mau O Deixa os outros contentes . D

Bom. O Deixa os outros t ristes. D


Mau O Deixa os outros contentes. D

Bom D Deixa os outros tristes. D


Mau O Deixa os outros contentes. D

Bom.O Deixa os outros tristes. D


Mau D Deixa os outros con.tentes. D
142
Diferenciação e mocional, cognitiva e comportamental • Álbum de comportamentos

Álbum de comportamentos

Observa os seguLntes comportamentos


em cada uma das situações. Descreve-os
oralmente ou por escrLto no teu caderno
de modo a construires o teu álbum de
comportamentos. AssLnala com X os
comportamentos que costumas ter.

Em casa

143
Na escola

WC

144
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Álbum de comportamentos

Com os amigos

145
A brincar
Diferenciação emoc iona l. cognitiva e comportamental • Porque temos certos comportamentos?

Porque temos certos comportamentos?

Agora que já conheces os


comportamentos, lembra-te do
exemplo dos peixes que aparecem na
água e tenta perceber por que razão
temos certos comportamentos.
Assinala com , a melhor opção.

... alguma coisa te .. . alguém disse uma


Tu sorris porque ... deixou feliz. D coisa engraçada.

Tu dormes porque ... ... tens fome. D .. . é de noite. O ... estás cansado. O

Tu bates num colega ... ele fez uma coisa


porque... ... estás feliz. D .. . estás zangado. D de que não gostaste. D
147
T
.. . tens trabalho..
Tu estudas porque ... . queres aprender. D de casa. O .. tens os dentes sujos. O

Tu brincas porque .. . ... estás a dormir. D . .. estás divertido. D ... tens brinquedos . D

(,,
Tu dás um beijo
porque ...

li

~
... te fizeram algo de
Tu gritas porque ... . .. estás zangado. D .. . estás relaxado . D que não gostas . D
148
Diferenciação emocional, cognitivo e comportamental • Porque temos certos comportamentos?

J ~

~ oc
Estás sossegado
porque ... .. . te sentes bem. D
... não há nada que
te incomode . D
Jr ... está sol. D

1
:-- • , 'I -: : : :
Saltas no recreio .. . estás na
porque ... sala de aula . O .. é hora de brincar. O .. te apetece saltar. O

. .. alguém ralha
Choras porque ... . .. estás triste. D contigo . O .,. estás contente. O

Ficas amuado
porque ... o que querias. . , . estás contente. ... te magoaram . D
149
Corres
porque ... ... tens fome. D ... há comida . D ... tens sono . D

·1
Portas-te mal ... te deram um pre- D .. não sabes como te D
porque ... ... estás zangado. D sente. portar bem.

Portas-te bem
porque ...
.. . te ensinaram como
se faz bem.
D ... tens duas mãos. O ... estás bem. D
150
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Eu faço porque sinto e pensol

Eu faço porque sinto e penso!

Quando tu fazes alguma


coi.sa ou tens algum
comportamento mau, não
é porque és mau ou feio.

São os sentimentos e os
pensamentos que te fazem
ter os comportamentos.

Então vamos estar atentos Descobre porque é que o João e a


às pistas para descobrirmos Maria tiveram os comportamentos
os pensamentos, os sentimentos seguintes. Cola o sentimento e o
e os comportamentos. Está bem? pensamento que tiveram e o que os
fez terem esses comportamentos.

D
D
D

151
O João chamou burro ao Pedro. Então o
Pedro também Lh.e eh.amou burro.

A Maria não conseguiu passar de nivel no


jogo de computador e parti_u o jogo.
..

O João começou a eh.orar porque o pai


dele foi para o estrangeiro.

A Maria estava sozinha no quarto quando


faltou a Luz. Ela ficou a tremer.

O João não conseguiu fazer o exerdcio da


primeira vez. Por isso, sentou-se e disse:
"Eu consigo! Se me esforçar, eu vou
conseguir!" E tentou outra vez!

A Maria está a fazer beicinho porque o pai


não Lne deu o que ela queria.

O João tem um jogo novo, mas o Pedro


disse-Lh.e: "Isso não presta. O meu é
melhor."

A professora pediu aos meninos para


fazerem uma redacção. A Maria disse Logo
que não conseguia.

152
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Eu faço porque sinto e penso!

O João disse ao Pedro que não gostava


dele, porque não lh.e emprestou o
brinquedo.

Como a mãe da Maria não tinh.a ainda


cnegado a casa, ela Ligou logo para o
h.ospital, pensando que tivera um
acidente.

O pai do João não Lne deu o jogo que ele


queria. Então o João foi para o quarto
eh.orar e disse ao pai que não gostava dele.

A Maria tirou uma má nota. Então a mãe


chamou-Lhe burra. A Maria disse que não é
burra, mas que não estudou o suficiente.

O João tem de fazer os trabalhos de casa,


mas preferiu brincar, porque acha que fazer
os deveres dá muito trabalho.

A Maria começou a não querer ir à. escola,


mas depois respirou fundo, relaxou e disse:
"Vai correr bem!", e foi para a escola.

O João não gosta de Ler alto. Hoje a


professora pediu-lh.e para ele Ler alto. Então
ele respirou fundo e disse: "Tem calma. Vai
correr bem!" E até leu muito bem.

153
Os estados

Sabes o que acontece quando E quando um pensamento


um sentimento casa com um casa com outro pensamento?
sentimento? Muito bem! Nasce Nasce um pensamentozinh.o.
um sentimentozinh.o.

Mas, o que acontece E quando um comportamento casa


quando um sentimento com um pensamento? Muito bem!
casa com um pensamento? Nasce um estado também!

154
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Os estados

Vamos ver de que


pensamentos e sentimentos
é que eles são filhos.

[ Anda dai! j

155
O João está preocupado com o seu gato,
mais vou ver o meu porque saiu hoje de manhã para o
gatinho ... monte e ainda não voltou. O João pensa
que não vai voltar a ver o seu gatinho.

-
R '
'
'
+ •

O Preocupado é filho do sentimento Medroso e do pensamento Ai-Jesus!,


que está a pensar "Nunca mais vou ver o meu gatinho ... ".
··- -

Eu consigo! O Mário foi corajoso ao contar aos pais a


asneira que fez. Ele achou que ia conseguir e
que tudo iria correr bem.

+ --
O Corajoso é filh.o do sentimento Optimista
e do pensamento Positivo, que está a pensar "Eu consigo!".

A mãe da Mar ia disse-lhe para ela não


boneca, levo! levar a sua boneca para a escola, mas a
Maria foi teimosa e levou-a.

+ -
O Teimoso é filho do sentimento Indiferente e do pensamento Convencido,
que está a pensar "Levo a boneca, Levo!" .
156
Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental • Os estados

Estou muito A Patrfda está muito vaidosa porque tem


bonita! uma saia nova. Ela pensa que está muito
bonita.

+ -
O Vaidoso é filho do sentimento Orgulhoso
L_ e do pensamento Positivo, que está a pensar "Estou muito bonita!".

Os pais da Lufsa acham que foi ela que partiu


a jarra que estava em cima da mesa, mas ela
está inocente. Não foi ela que a partiu!

+ -
O Inocente é filho do sentimento Triste
e do pensamento Relaxado, que está a pensar "Não fui eu!".

O Pedro deixou o seu irmão mais


Foi o· rneu irmão novo a brincar com o seu jogo.
que partiu o jogo. Mais tarde o jogo apareceu partido.
Ele está inquieto por o irmão lhe ter
partido o jogo.

+ -
O Inquieto é filllo do sentimento Impaciente e do pensamento Convencido, 1

que está a pensar "Foi o meu irmão que partiu o jogo".


157
Isto é muito A Joana está muito atenta ao que a
Lnteressante! professora está a explicar. Ela acha esse
assunto muito interessante.

+
O Atento é filho do sentimento Calmo e do
pensamento Craque, que está a pensar "Isto é muito interessante!".
~-- ···· .. • .. • - ....

Estou todo
partido! O Rodrigo esteve a correr durante 1 hora.
Já está cansado. Diz que lhe doem as pernas.

+ -
O Cansado é filho do sentimento Calmo
e do pensamento Relaxado, que está a pensar "Estou todo partido!".

O que vai O Filipe está muito concentrado a ler


acontecer agora? uma história. Ele quer saber o que vai
acontecer a seguir.

+ -
O Concentrado é filho do sentimento Calmo e do pensamento Três-Olhos,
que está a pensar "O que vai acontecer agora?".
158
Diferenciação emocional. cognitiva e comportamental • Os estados

A melhor amiga da Ana tem novas


Não falo com
amigas e agora, quando passa por ela
outras amigas.
no recreio, não lhe liga. Está a ser
arrogante.

+ -
'
O Arrogante é filno do sentimento Indiferente
'----- - - - e do comport~mento "Nã.o falar com outras pess~_a_s_
"·---··-·___J

O António só é simpático com o Tiago


porque quer brincar com o jogo dele.
O António está a ser interesseiro.

+ --
O Interesseiro é filno do comportamento "Ser simpático" e do pensamento
Craque, que está a pensar "Eu só quero brincar com o jogo!".

A Manuela gostou muito dos óculos de sol da


~~~~~3 Às escondidas, Joana. No intervalo, deixou que todos saissem
ninguém sabe! da sala e, sem ninguém ver, usou-os e voltou
a pô-los no sitio. Ela joi manhosa: pensou que
às escondidas ninguém iria saber.

+ -
O Manhoso é filho do comportamento "Deixar os outros sair" e do pensamento
Preto e Branco, que está a pensar "Às escondidas, ninguém sabe!".
159
O Afonso está muito divertido a ouvir o
Que
Mário a contar anedotas. O Afonso
engraçado!
sente-se feliz e pensa que tudo aquilo
está a ser muito engraçado.

+ - •

O Divertido é filho do sentimento Feliz e do pensamento Positivo,


que está a pensar "Que engraçado!" .
.. - - - - - - -- - -- - - - - - - -- -- - -- - - - - - - -

O filme é muito A Filipa passou pela Joana, mas ela não


interessante! a viu. Estava distra[da a pensar num
filme muito interessante que viu na
televisão.

+ -
O Distraído é filh.o do comportamento "Olh.a.r para. o lado" e do
pensamento Esquecido, que está a. pensar "O filme é muito interessante!".

Espero que ten.has


gostado desta aven.tura.
Até à próxima!

160
Páginas 64, 65 e 66

& Retira ~s sentlmentos e cola-os n~ págin.a,s 64, 65 e 66'. nos locais


~~ apropnados, de modo a constrULres um album de sentLmentos.
Páginas 111 e 112 cola-os nos locms . apropriados,
Retira, o~ au 111 e 112.
tocolan.tes e
nas pagm.as ~:____ ____~ -..:::;;:;:-'- -
Páginas 152 e 153

Lê os comportamentos das páginas 152 e 153. Retira os pensamentos

~
I Ji.111.&
,. ~:~~:n:~~:sa~~~i~ª:~~:n~,::n~:~~~oc:I~l~~~ Pode ser mais
'------ - - -- -- -- -- - - - -- - -- - --___;

§
.]
o

~
0
31

fi fi ' 1 '
J
(Contlrtuação)
Página 66

Recorta cada um destes cartões com os sentimentos e jaz


jogos divertidos com o teu projessor e com os teus colegas.

:?<r------------------------------------------------1----------------------..--------------------------r-------------------------------------------------· ----------------------------------------------------

:: .:
))
Desapontado i Chocado Aflito Magoado

~l~)C).~
·---------------------------------------------------------+---------------------------------------------------------r---------------------------------------------------------1---------------------------------------------------------1.x
Histérico ! Aliviado ! Rejeitado ! Invejoso i
i~~,~~ ! !
: ~_}-; e--== . ~
'' ''
'---------------------------------------------------------t·--------------------------------------------------------l·--------------------------------------------------------\---------------------------------------------------------{>{:
Indiferente 1 Calmo Surpreendido 1 Apaixonado

i ~~
· . ·. J O i é"'---_-- ~---;-
·~---- .
=.r--- 1 :·~
1 V- - . . 1 1

: : : .. '
----------------------------- -- ------------ - -------------1------------------- -- ------------------------------ -------:--------------------------------- - -----------------------t··-·----- - - -- -- ---------- --------- ----------- - --- --------~x

Optimista ( Desconfiado J Enojado J Culpado

~~ ~:JO
x
------------------·······························-····-··J····-····················-------------·-·················J.·························-·········--------·-············L---···············--·----························-------
X X X
><r<~~-~tl~~~ç~~J -- +----- ------- -- r-- ---- - - -____ JL_ ---------- -- --- -
i:
!
:
!
:
'I /

1 1

1 i
></- -------- - - - - - __ ,__ -----
: : -- - - - - - - T --------------- -- -- -- -- --r----- - - - ----------------------

; :
: :

g.<:~---··········· ·· ·· ·· ·······- ---- ---------·---- -- ------ -------------------------------------------·: ------------------------------------------------T·----------------------- -----------------------

g.<:f-·············-----------------------------------1----------·······-------···------------·······----~-------------------------------------------------i-------------------------------------------------

i i 1
Desapontado Chocado Aflito Magoado

Indeciso i Nervoso 1 Carinhoso Frustrado Amigo

i
:
i~~I/~
:~~
~~~
~~
·-l - 1 1 ~ -

------------·······---------·----------------------------i---------·-------·----------------------------·-·-·------f------------·-·-···-·-------------------------------·--·-r····-··----------------------------------------·-·-·-·-+-------------------------·--------------------------·-·-1x
Inferiorizado i Feliz i Assustado ! Amuado ! Esperançoso [

~JOl~ I i ~JO ~lO


! 1 1

-------~~~~;~:~:----------r·- -----------s:~~~~:-- ____ _ _ _


1

j _______ ---- --~;i~~~----------L______ ______c~~~~~~:-- --i------------ c:-~1~~:------------ i

l~ 1 -~
1 1 ' i
1-----------···----------·------------------··-·----------y-------------------------·-···---------------------------r·-·-------------··-------------------··------------------i----------------------

Envergonnado 1 Zangado Impaciente ! Arrependido i Aborrecido

~~~i~~ ~- ~ I ~
~Y-11 -~ bJV ~ ! ç:=:--_:::'~:::::..-

.......................................................... ... .... ......._________ . .....1.............................................................................. .......................................................................................... ............L ...... .. ..... . ................................................. . .. .. .. ............ . . .............t .......... ~ .. ---·~ ---···-··· · · · · ····· ------------ ---·- · · ······•
X X X X X
Colecção
a () Crescer
~ abrincar
para o ajustamento psicológico

Quando for grande .. . eu quero ser feliz!


A questão principal que se coloca a professores e pais é, sem dúvida, "como ajudar as crianças a serem felizesr
Se a escola dos nossos dias não valorizar as variáveis socioafectivas, estará a ser negligente na tarefa de
preparar as crianças para se moverem adaptativamente na sociedade. A qualidade de vida da criança não
depende apenas dos conhecimentos cognitivos, mas também da sua capacidade em lidar adaptativamente com
o seu mundo interno (emoção, cognição, motivação].
A colecção "Crescer a brincar" foi pensada e desenvolvida com a finalidade de a judar o professor nessa tarefa.
Agora que dispõe destes instrumentos, não deixe passar a oportunidade de fazer a diferença na vida das
crianças ... e de investir nas gerações.

Porquê adoptar este Projecto?


A colecção "Crescer a brincar· tem vindo a ser implementada em inúmeras escolas do país, com resultados que
apontam para ganhos significativos, tanto por parte das crianças como dos professores, em todas as variáveis
trabalhadas.

4-8 anos 7-10 anos

Vamos rutdar do corpol Stop! Di5ciplin(I St1:r phlÍtSSot: Aventura dos sen1imentos Eu so u único e espeàal! Ser professor
1> "'"da saú d~ e au1ocontrolo comi básicos 1 e dos pensamentos competencias básicas 2
D1ferencklção emocional,
i:ogrnt1va ecomportam ~nta1

7-10 anos 7-10 anos 5-10 anos

Eu d~ido!
--- ~

, {~
Olá, Obriga do! As emoções Ser profess or Eu decido ! Eu mntrolo mi emoções Ser pto~sor: Porqu e eu mereço!
Competências .so(iQi.s §da no:ÇSas amigas comp etênaas bás.icos. 3 Resolução de problemas G~tií..o dl'. Emoçõ.s comp .,· ' ·fn ·· !Xi" ,.1'F. A Livro de diriomas
easserltvidaáe Emoções positivas e e tomada de decisões pa ra promoção da aulo·estima
reg•ilo ~li.-. emociona!

Aventura dos sentimentos e dos pensamentos


Diferenciação emocional, cognitiva e comportamental
• Potencia o conhecimento das crianças acerca das suas emoções, sentimentos e pensamentos.
• Promove a compreensão, por parte das crianças, de que os seus comportamentos são
influenciados pelo que sentem e pensam.
• Favorece uma maior capacidade de as crianças simbolizarem, diferenciarem e expressarem os
seus diferentes estados emocionais.
• Constituído por jogos e histórias em Banda Desenhada.
• Divertido e atraente para crianças e adultos. fNAC~ 13 28/06/201 ,