Você está na página 1de 22

Comunicação de Decisão ou Pedido de Informação do Supremo Tribunal

Federal e dos Tribunais Superiores

Número Formulário: 1133986/2017


Servidor/Magistrado: e9626972 - Renata Lorrany Aparecida Freitas
Unidade: SEPRAD - SERVIÇO DE PROTOCOLO ADMINISTRATIVO

DADOS DO DOCUMENTO EXTERNO

Espécie Documental : Ofício

Número do Documento : 1154/2017-NUGEP

Código de Rastreabilidade: 3002017391173

DADOS DA COMUNICAÇÃO

Tipo de Comunicação: Decisão

Número no Tribunal Superior: 1629023/MT e 1699851/TO

Número do Processo no TJDFT: [Campo não Preenchido]

Nome(s) do(s) Impetrante(s) / Recorrente(s) : [Campo não Preenchido]

Nome(s) da Parte(s): [Campo não Preenchido]

Nome do(a) Ministro(a) Relator(a) : HERMAN BENJAMIN

Comunicação de Decisão ou Pedido de Informação

Anexo: Anexo: 3002017391173.pdf

SEPRAD-e9626972 em 20/12/2017 13:59:16 SIPADWEB


REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391173
Nome original: AFETAÇÃO TEMA 986_Tribunais de Justiça.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
Superior Tribunal de Justiça

Ofício n. 1154/2017-NUGEP

Brasília, 15 de dezembro de 2017.

Senhor(a) Desembargador(a) Presidente,

Comunico que a Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça na sessão


eletrônica iniciada em 22/11/2017 e finalizada em 28/11/2017, decidiu afetar os
Recursos Especiais n. 1.692.023/MT e 1.699.851/TO e os Embargos de
Divergência em Recurso Especial n. 1.163.020/RS, relator Ministro Herman
Benjamin, com base no § 5º do art. 1.036 do Código de Processo Civil de 2015 e no
parágrafo único do art. 256-I do Regimento Interno do Superior Tribunal de Justiça,
incluído pela Emenda Regimental n. 24, de 28 de setembro de 2016, para uniformizar o
entendimento da matéria neste Tribunal sobre a seguinte questão:

“Inclusão da Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão de Energia


Elétrica (TUST) e da Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição de
Energia Elétrica (TUSD) na base de cálculo do ICMS.”

Nos termos do parágrafo único do art. 256-I do RISTJ, a referida questão foi
cadastrada como “TEMA REPETITIVO N. 986”, na base de dados do Superior Tribunal
de Justiça.

Informo, ainda, que a Primeira Seção determinou a "suspensão de todos os


processos pendentes, individuais ou coletivos, que versem acerca da questão
delimitada e tramitem no território nacional (art. 1037, II, do CPC/2015)".

Ressalto a importância de se dar ampla divulgação da referida decisão no


âmbito desse Tribunal, da primeira instância e do juizado especial e do
acompanhamento do processo pelos magistrados e servidores por meio da página dos
recursos repetitivos no Portal do STJ e sistema PUSH.

A título de colaboração, sugere-se que sejam cadastradas as seguintes


informações nos processos sobrestados no Estado ou Região.

Documento eletrônico VDA18160664 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Paulo de Tarso Sanseverino Assinado em: 18/12/2017 17:58:19
Código de Controle do Documento: 68C240E2-3184-4249-B04D-AAD533899CCA
Superior Tribunal de Justiça

Assunto

Tabelas Processuais Unificadas – CNJ


DIREITO TRIBUTÁRIO (14) / ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias (5946)
/ Impostos (5916)

Movimento

Tabelas Processuais Unificadas – CNJ Complemento


Suspensão ou Sobrestamento (25) / número do tema no STJ que ensejou a
Recurso Especial repetitivo (11975) suspensão do processo (disponível no
Portal do STJ na internet)

Noticio que, conforme disposto no anexo I da Resolução CNJ n. 76/2009, os


processos suspensos nos termos acima são desconsiderados para o cálculo da taxa de
congestionamento líquida (TCL).

Para mais informações, consulte o portal do STJ: quadro à esquerda ou Menu


“Processos” – "Repetitivos e IAC”: http://www.stj.jus.br/repetitivos/temas_repetitivos/

Por fim, coloco à disposição de Vossa Excelência os contatos dos servidores do


Núcleo de Gerenciamento de Precedentes, Marcelo Ornellas Marchiori,
Assessor-Chefe do NUGEP, marcelo.marchiori@stj.jus.br, 61 3319-7100, e Aline
Carlos Dourado Braga, Assessora do NUGEP, alinecar@stj.jus.br, 61 3319-7012.

Atenciosamente,

Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO


Presidente da Comissão Gestora de Precedentes

Documento eletrônico VDA18160664 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Paulo de Tarso Sanseverino Assinado em: 18/12/2017 17:58:19
Código de Controle do Documento: 68C240E2-3184-4249-B04D-AAD533899CCA
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391168
Nome original: REsp 1692023-MT - Acórdão.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.466)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.692.023 - MT (2017/0170364-8)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


RECORRENTE : ESTADO DE MATO GROSSO
PROCURADOR : RODRIGO SANTOS DE CARVALHO E OUTRO(S) -
MT018026A
RECORRIDO : ELTON CARVALHO DA SILVA
ADVOGADO : DORAÍDES JOSÉ DOS REIS - MT018883

EMENTA

RECURSOS ESPECIAIS REPRESENTATIVOS DE CONTROVÉRSIA.


RITO DOS ARTIGOS 1.036 E SEGUINTES DO CPC/2015. RESP
1.699.851/TO, RESP 1.692.023/MT E ERESP 1.163.020/RS. ADMISSÃO.
1. Admitida a afetação da seguinte questão controvertida: "inclusão da Tarifa de
Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica (TUST) e da Tarifa de Uso do
Sistema de Distribuição de Energia Elétrica (TUSD) na base de cálculo do
ICMS".
2. Autorização do colegiado ao Relator para selecionar outros recursos que
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:19 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

satisfaçam os requisitos para representarem a controvérsia.


3. Recursos submetidos ao regime dos arts. 1.036 e seguintes do CPC/2015.
ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima
indicadas, acordam os Ministros da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça:
"A Primeira Seção, por maioria, decidiu afetar o recurso ao rito dos arts. 1.036 e
seguintes do CPC/2015 (art. 256-I do RISTJ), incluído pela Emenda Regimental 24,
de 28/9/2016), nos termos da proposta de afetação apresentada pelo Sr. Ministro
Herman Benjamin". Votaram com o Sr. Ministro Relator os Srs. Ministros Og
Fernandes, Benedito Gonçalves, Assusete Magalhães, Sérgio Kukina, Gurgel de
Faria e Francisco Falcão. Divergiram os Srs. Ministros Napoleão Nunes Maia Filho e
Regina Helena Costa."
Brasília, 28 de novembro de 2017(data do julgamento).

MINISTRO HERMAN BENJAMIN


Relator

HB02
REsp 1692023 Petição : 201700IJ1029 C5424615150=4098221344@ C830881890191047@
2017/0170364-8 Documento Página 1 de 1

Documento eletrônico VDA18121454 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 13/12/2017 17:19:17
Publicação no DJe/STJ nº 2341 de 15/12/2017. Código de Controle do Documento: 50BE456A-680B-4B59-B7F5-68E317E356FC
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391170
Nome original: EREsp 1163020-RS - voto.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.892)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR nos EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 1.163.020 - RS
(2009/0205525-4)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


EMBARGANTE : RANDON S/A IMPLEMENTOS E PARTICIPAÇÕES
ADVOGADOS : GERMAN ALEJANDRO SAN MARTIN FERNANDEZ E
OUTRO(S) - SP139291
MARCOS SPADA ALIBERTI E OUTRO(S) - SC018539
RENATO MARCON E OUTRO(S) - SP222982
EMBARGADO : ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PROCURADOR : HOMERO SO JOBIM NETO E OUTRO(S) - RS020098

RELATÓRIO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


Trata-se de Embargos de Divergência interpostos contra acórdão
proferido pela Primeira Turma deste Egrégio Superior Tribunal de Justiça assim
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:27:57 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

ementado:

TRIBUTÁRIO. ICMS. FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA.


BASE DE CÁLCULO. TARIFA DE USO DO SISTEMA DE
DISTRIBUIÇÃO (TUSD). INCLUSÃO.
1. O ICMS incide sobre todo o processo de fornecimento de energia
elétrica, tendo em vista a indissociabilidade das suas fases de geração,
transmissão e distribuição, sendo que o custo inerente a cada uma dessas
etapas – entre elas a referente à Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição
(TUSD) – compõe o preço final da operação e, consequentemente, a base de
cálculo do imposto, nos termos do art. 13, I, da Lei Complementar n. 87/1996.
2. A peculiar realidade física do fornecimento de energia elétrica revela
que a geração, a transmissão e a distribuição formam o conjunto dos elementos
essenciais que compõem o aspecto material do fato gerador, integrando o
preço total da operação mercantil, não podendo qualquer um deles ser
decotado da sua base de cálculo, sendo certo que a etapa de
transmissão/distribuição não cuida de atividade meio, mas sim de atividade
inerente ao próprio fornecimento de energia elétrica, sendo dele indissociável.
3. A abertura do mercado de energia elétrica, disciplinada pela Lei n.
9.074/1995 (que veio a segmentar o setor), não infirma a regra matriz de
incidência do tributo, nem tampouco repercute na sua base de cálculo, pois o
referido diploma legal, de cunho eminentemente administrativo e
concorrencial, apenas permite a atuação de mais de um agente econômico
numa determinada fase do processo de circulação da energia elétrica
(geração). A partir dessa norma, o que se tem, na realidade, é uma mera
divisão de tarefas – de geração, transmissão e distribuição – entre os agentes
econômicos responsáveis por cada uma dessas etapas, para a concretização do
negócio jurídico tributável pelo ICMS, qual seja, o fornecimento de energia
elétrica ao consumidor final.
HB02
EREsp 1163020 Petição : 201700IJ1030 C5425485518451:0209911@ C=040<5113584155@
2009/0205525-4 Documento Página 1 de 4

Documento eletrônico VDA17943922 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:03
Código de Controle do Documento: A8CD7CC7-7E80-4D14-B602-B90EBE927454
(e-STJ Fl.893)

Superior Tribunal de Justiça


4. Por outro lado, o mercado livre de energia elétrica está disponibilizado
apenas para os grandes consumidores, o que evidencia que a exclusão do custo
referente à transmissão/distribuição da base de cálculo do ICMS representa
uma vantagem econômica desarrazoada em relação às empresas menores
(consumidores cativos), que arcam com o tributo sobre o "preço cheio"
constante de sua conta de energia, subvertendo-se, assim, os postulados da
livre concorrência e da capacidade contributiva.
5. Recurso especial desprovido.

Alega a embargante dissídio jurisprudencial no tocante à inclusão da


tarifa de uso do sistema de distribuição - TUSD na base de cálculo do ICMS devido
nas operações com energia elétrica com os seguintes julgados: REsp nº 960.476/SC,
da Primeira Seção, e REsp nº 1.649.658/MT, da Segunda Turma.
A e. Ministra Maria Thereza de Assis Moura não conheceu do recurso
quanto ao precedente que atraía a competência da Corte Especial (AgRg na SLS nº
2.103/PI).
É o relatório.
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:27:57 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

HB02
EREsp 1163020 Petição : 201700IJ1030 C5425485518451:0209911@ C=040<5113584155@
2009/0205525-4 Documento Página 2 de 4

Documento eletrônico VDA17943922 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:03
Código de Controle do Documento: A8CD7CC7-7E80-4D14-B602-B90EBE927454
(e-STJ Fl.894)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR nos EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 1.163.020 - RS
(2009/0205525-4)

VOTO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


Considero preenchidos os requisitos para admissão dos presentes
Embargos de Divergência.
A matéria em debate vem se apresentando de forma reiterada no STJ,
materializa controvérsia de grande impacto para os Estados e merece, assim, ser
resolvida sob o rito dos recursos repetitivos.
Ressalto que a Corte Especial do STJ admite a afetação de Embargos
de Divergência sob o regime dos recursos repetitivos (EREsp 1.403.532/SC, Rel.
Ministro Napoleão Nunes Maia Filho, Corte Especial, DJe 25.9.2015).
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:27:57 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

Por todo o exposto, proponho que o presente Recurso Especial seja


admitido como representativo da controvérsia, conjuntamente com o REsp
1.699.851/TO e o REsp 1.692.023/MT, nos termos do artigo 1.036, § 5º, do
CPC/2015, observando-se o que segue:
a) a delimitação da seguinte tese controvertida: "questão atinente
à inclusão da Tarifa de Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica
(TUST) e da Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição de Energia Elétrica
(TUSD) na base de cálculo do ICMS";
b) a suspensão de todos os processos pendentes, individuais ou
coletivos, que versem acerca da questão delimitada e tramitem no território
nacional (art. 1037, II, do CPC/2015);
c) a comunicação, com cópia do acórdão, aos Ministros da Primeira
Seção do STJ e aos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais, Tribunais de
Justiça e à Turma Nacional de Uniformização;
d) vista ao Ministério Público Federal para parecer, nos termos do
artigo 1.038, III, § 1º, do CPC/2015.

HB02
EREsp 1163020 Petição : 201700IJ1030 C5425485518451:0209911@ C=040<5113584155@
2009/0205525-4 Documento Página 3 de 4

Documento eletrônico VDA17943922 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:03
Código de Controle do Documento: A8CD7CC7-7E80-4D14-B602-B90EBE927454
(e-STJ Fl.895)

Superior Tribunal de Justiça


É como voto.
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:27:57 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

HB02
EREsp 1163020 Petição : 201700IJ1030 C5425485518451:0209911@ C=040<5113584155@
2009/0205525-4 Documento Página 4 de 4

Documento eletrônico VDA17943922 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:03
Código de Controle do Documento: A8CD7CC7-7E80-4D14-B602-B90EBE927454
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391171
Nome original: REsp 1699851-TO - Acórdão.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.459)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.699.851 - TO (2017/0240899-7)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


RECORRENTE : ESTADO DO TOCANTINS
PROCURADOR : HÉRCULES RIBEIRO MARTINS E OUTRO(S) - TO000765
RECORRIDO : RESTAURANTE DOM VERGILIO LTDA - EPP
ADVOGADOS : WELLITON JULIO CARDOSO - GO034802
PABLO BATISTA RÊGO - GO038856

EMENTA

RECURSOS ESPECIAIS REPRESENTATIVOS DE CONTROVÉRSIA.


RITO DOS ARTIGOS 1.036 E SEGUINTES DO CPC/2015. RESP
1.699.851/TO, RESP 1.692.023/MT E ERESP 1.163.020/RS. ADMISSÃO.
1. Admitida a afetação da seguinte questão controvertida: "inclusão da Tarifa de
Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica (TUST) e da Tarifa de Uso do
Sistema de Distribuição de Energia Elétrica (TUSD) na base de cálculo do
ICMS".
2. Autorização do colegiado ao Relator para selecionar outros recursos que
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:25 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

satisfaçam os requisitos para representarem a controvérsia.


3. Recursos submetidos ao regime dos arts. 1.036 e seguintes do CPC/2015.

ACÓRDÃO

Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima


indicadas, acordam os Ministros da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça:
"A Primeira Seção, por maioria, decidiu afetar o recurso ao rito dos arts. 1.036 e
seguintes do CPC/2015 (art. 256-I do RISTJ), incluído pela Emenda Regimental 24,
de 28/9/2016), nos termos da proposta de afetação apresentada pelo Sr. Ministro
Herman Benjamin". Votaram com o Sr. Ministro Relator os Srs. Ministros Og
Fernandes, Benedito Gonçalves, Assusete Magalhães, Sérgio Kukina, Gurgel de
Faria e Francisco Falcão. Divergiram os Srs. Ministros Napoleão Nunes Maia Filho e
Regina Helena Costa."
Brasília, 28 de novembro de 2017(data do julgamento).

MINISTRO HERMAN BENJAMIN


Relator

HB02
REsp 1699851 Petição : 201700IJ1028 C542461551908113308416@ C830881890407<50@
2017/0240899-7 Documento Página 1 de 1

Documento eletrônico VDA18121432 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 13/12/2017 17:18:29
Publicação no DJe/STJ nº 2341 de 15/12/2017. Código de Controle do Documento: 46C4F75C-EDFD-4291-B6A9-1EC229661E6F
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391172
Nome original: REsp 1699851-TO - voto.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.460)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.699.851 - TO (2017/0240899-7)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


RECORRENTE : ESTADO DO TOCANTINS
PROCURADOR : HÉRCULES RIBEIRO MARTINS E OUTRO(S) - TO000765
RECORRIDO : RESTAURANTE DOM VERGILIO LTDA - EPP
ADVOGADOS : WELLITON JULIO CARDOSO - GO034802
PABLO BATISTA RÊGO - GO038856

RELATÓRIO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


Trata-se de Recurso Especial interposto contra acórdão assim
ementado:

APELAÇÃO. MANDADO DE SEGURANÇA


Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:25 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

INEXIGIBILIDADE DE DÉBITO TRIBUTÁRIO. COBRANÇA DE


IMPOSTO SOBRE CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS E SERVIÇOS -
ICMS COM INCLUSÃO EM SUA BASE DE CÁLCULO DAS TARIFAS
DE USO DE TRANSMISSÃO E DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA
ELÉTRICA (TUST, TUSD). IMPOSSIBILIDADE. PRECEDENTES DO
STJ.
1. O Superior Tribunal de Justiça tem entendimento no sentido
de que não incide ICMS sobre as tarifas de uso de transmissão e de distribuição
de energia elétrica (TUST, TUSD), já que o fato gerador do imposto é a saída
da mercadoria, ou seja, no momento em que a energia elétrica é efetivamente
consumida pelo contribuinte, circunstância não consolidada na fase de
distribuição e transmissão. Incidência da Súmula no 166 do STJ.
2. Recurso PROVIDO.

Embargos de Declaração rejeitados (fls. 386-395, e-STJ).


Alega o recorrente, nas razões do Recurso Especial, que houve
violação aos arts. 2º, I, 13, I e § 1º, I e II, "a" e "b, e 12 da LC 87/1996, de forma que
defende, em síntese, que a Tarifa de Uso do Sistema Transmissão (TUST) e a Tarifa
de Uso do Sistema de Distribuição devem compor a base de cálculo do ICMS.
É o relatório.

HB02
REsp 1699851 Petição : 201700IJ1028 C542461551908113308416@ C=040<51225514<1@
2017/0240899-7 Documento Página 1 de 2

Documento eletrônico VDA17943926 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:45
Código de Controle do Documento: 4E9F5A32-4B5F-4EBB-95AB-C9D7D8F67231
(e-STJ Fl.461)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.699.851 - TO (2017/0240899-7)

VOTO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


A matéria em debate vem se apresentando de forma reiterada no STJ,
materializa controvérsia de grande impacto para os Estados e merece, assim, ser
resolvida sob o rito dos recursos repetitivos.

Por todo o exposto, proponho que o presente Recurso Especial seja


admitido como representativo da controvérsia, conjuntamente com o REsp
1.692.023/MT e os EREsp 1.163.020/RS, nos termos do artigo 1.036, § 5º, do
CPC/2015, observando-se o que segue:
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:25 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

a) a delimitação da seguinte tese controvertida: "questão atinente


à inclusão da Tarifa de Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica
(TUST) e da Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição de Energia Elétrica
(TUSD) na base de cálculo do ICMS";
b) a suspensão de todos os processos pendentes, individuais ou
coletivos, que versem acerca da questão delimitada e tramitem no território
nacional (art. 1037, II, do CPC/2015);
c) a comunicação, com cópia do acórdão, aos Ministros da Primeira
Seção do STJ e aos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais, Tribunais de
Justiça e à Turma Nacional de Uniformização;
d) vista ao Ministério Público Federal para parecer, nos termos do
artigo 1.038, III, § 1º, do CPC/2015.
É como voto.

HB02
REsp 1699851 Petição : 201700IJ1028 C542461551908113308416@ C=040<51225514<1@
2017/0240899-7 Documento Página 2 de 2

Documento eletrônico VDA17943926 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:08:45
Código de Controle do Documento: 4E9F5A32-4B5F-4EBB-95AB-C9D7D8F67231
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391167
Nome original: REsp 1692023-MT - voto.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.467)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.692.023 - MT (2017/0170364-8)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


RECORRENTE : ESTADO DE MATO GROSSO
PROCURADOR : RODRIGO SANTOS DE CARVALHO E OUTRO(S) -
MT018026A
RECORRIDO : ELTON CARVALHO DA SILVA
ADVOGADO : DORAÍDES JOSÉ DOS REIS - MT018883

RELATÓRIO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


Trata-se de Recurso Especial interposto contra acórdão assim
ementado:

APELAÇÃO. MANDADO DE SEGURANÇA


INEXIGIBILIDADE DE DÉBITO TRIBUTÁRIO. COBRANÇA DE
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:19 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

IMPOSTO SOBRE CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS E SERVIÇOS -


ICMS COM INCLUSÃO EM SUA BASE DE CÁLCULO DAS TARIFAS
DE USO DE TRANSMISSÃO E DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA
ELÉTRICA (TUST, TUSD). IMPOSSIBILIDADE. PRECEDENTES DO
STJ.
1. O Superior Tribunal de Justiça tem entendimento no sentido
de que não incide ICMS sobre as tarifas de uso de transmissão e de distribuição
de energia elétrica (TUST, TUSD), já que o fato gerador do imposto é a saída
da mercadoria, ou seja, no momento em que a energia elétrica é efetivamente
consumida pelo contribuinte, circunstância não consolidada na fase de
distribuição e transmissão. Incidência da Súmula no 166 do STJ.
2. Recurso PROVIDO.

Embargos de Declaração rejeitados (fls. 386-395, e-STJ).


Alega o recorrente, nas razões do Recurso Especial, que houve
violação aos arts. 949 e 1.022 do CPC/2015; e 6º, §§ 1º e 2º, e 9º, § 1º, II, da LC
87/1996, de forma que defende, em síntese, que a Tarifa de Uso do Sistema
Transmissão (TUST) e a Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição devem compor a
base de cálculo do ICMS.
É o relatório.

HB02
REsp 1692023 Petição : 201700IJ1029 C5424615150=4098221344@ C=040<5122506191@
2017/0170364-8 Documento Página 1 de 3

Documento eletrônico VDA17943927 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:09:19
Código de Controle do Documento: DDEA041C-A549-49B5-B601-1FCDB45455D3
(e-STJ Fl.468)

Superior Tribunal de Justiça


Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:19 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

HB02
REsp 1692023 Petição : 201700IJ1029 C5424615150=4098221344@ C=040<5122506191@
2017/0170364-8 Documento Página 2 de 3

Documento eletrônico VDA17943927 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:09:19
Código de Controle do Documento: DDEA041C-A549-49B5-B601-1FCDB45455D3
(e-STJ Fl.469)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR no RECURSO ESPECIAL Nº 1.692.023 - MT (2017/0170364-8)

VOTO

O EXMO. SR. MINISTRO HERMAN BENJAMIN (Relator):


A matéria em debate vem se apresentando de forma reiterada no STJ,
materializa controvérsia de grande impacto para os Estados e merece, assim, ser
resolvida sob o rito dos recursos repetitivos.

Por todo o exposto, proponho que o presente Recurso Especial seja


admitido como representativo da controvérsia, conjuntamente com o REsp
1.699.851/TO e os EREsp 1.163.020/RS, nos termos do artigo 1.036, § 5º, do
CPC/2015, observando-se o que segue:
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:39:19 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

a) a delimitação da seguinte tese controvertida: "questão atinente


à inclusão da Tarifa de Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica
(TUST) e da Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição de Energia Elétrica
(TUSD) na base de cálculo do ICMS";
b) a suspensão de todos os processos pendentes, individuais ou
coletivos, que versem acerca da questão delimitada e tramitem no território
nacional (art. 1037, II, do CPC/2015);
c) a comunicação, com cópia do acórdão, aos Ministros da Primeira
Seção do STJ e aos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais, Tribunais de
Justiça e à Turma Nacional de Uniformização;
d) vista ao Ministério Público Federal para parecer, nos termos do
artigo 1.038, III, § 1º, do CPC/2015.
É como voto.

HB02
REsp 1692023 Petição : 201700IJ1029 C5424615150=4098221344@ C=040<5122506191@
2017/0170364-8 Documento Página 3 de 3

Documento eletrônico VDA17943927 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 21/11/2017 20:09:19
Código de Controle do Documento: DDEA041C-A549-49B5-B601-1FCDB45455D3
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
PODER JUDICIÁRIO

MALOTE DIGITAL

Tipo de documento: Administrativo


Código de rastreabilidade: 3002017391169
Nome original: EREsp 1163020-RS - Acórdão.pdf
Data: 19/12/2017 14:01:20
Remetente:
Jéssica Ferreira da Silva
NÚCLEO DE GERENCIAMENTO DE PRECEDENTES
Superior Tribunal de Justiça
Prioridade: Normal.
Motivo de envio: Para conhecimento.
Assunto: Recurso repetitivos - Afetação - Tema 986. Acordão - voto.
(e-STJ Fl.891)

Superior Tribunal de Justiça


ProAfR nos EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 1.163.020 - RS
(2009/0205525-4)

RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN


EMBARGANTE : RANDON S/A IMPLEMENTOS E PARTICIPAÇÕES
ADVOGADOS : GERMAN ALEJANDRO SAN MARTIN FERNANDEZ E
OUTRO(S) - SP139291
MARCOS SPADA ALIBERTI E OUTRO(S) - SC018539
RENATO MARCON E OUTRO(S) - SP222982
EMBARGADO : ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PROCURADOR : HOMERO SO JOBIM NETO E OUTRO(S) - RS020098

EMENTA

RECURSOS ESPECIAIS REPRESENTATIVOS DE CONTROVÉRSIA.


RITO DOS ARTIGOS 1.036 E SEGUINTES DO CPC/2015. RESP
1.699.851/TO, RESP 1.692.023/MT E ERESP 1.163.020/RS. ADMISSÃO.
1. Admitida a afetação da seguinte questão controvertida: "inclusão da Tarifa de
Uso do Sistema Transmissão de Energia Elétrica (TUST) e da Tarifa de Uso do
Documento eletrônico juntado ao processo em 15/12/2017 às 05:27:56 pelo usuário: SERVIÇO DE CONFIRMAÇÃO DO DJ

Sistema de Distribuição de Energia Elétrica (TUSD) na base de cálculo do


ICMS".
2. Autorização do colegiado ao Relator para selecionar outros recursos que
satisfaçam os requisitos para representarem a controvérsia.
3. Recursos submetidos ao regime dos arts. 1.036 e seguintes do CPC/2015.

ACÓRDÃO

Vistos, relatados e discutidos os autos em que são partes as acima


indicadas, acordam os Ministros da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça:
"A Primeira Seção, por maioria, decidiu afetar o recurso ao rito dos arts. 1.036 e
seguintes do CPC/2015 (art. 256-I do RISTJ), incluído pela Emenda Regimental 24,
de 28/9/2016), nos termos da proposta de afetação apresentada pelo Sr. Ministro
Herman Benjamin". Votaram com o Sr. Ministro Relator os Srs. Ministros Benedito
Gonçalves, Sérgio Kukina, Gurgel de Faria e Francisco Falcão. Divergiram os Srs.
Ministros Napoleão Nunes Maia Filho, Og Fernandes, Assusete Magalhães e Regina
Helena Costa."
Brasília, 28 de novembro de 2017(data do julgamento).

MINISTRO HERMAN BENJAMIN


Relator

HB02
EREsp 1163020 Petição : 201700IJ1030 C5425485518451:0209911@ C830881191704320@
2009/0205525-4 Documento Página 1 de 1

Documento eletrônico VDA18121438 assinado eletronicamente nos termos do Art.1º §2º inciso III da Lei 11.419/2006
Signatário(a): MINISTRO Herman Benjamin Assinado em: 13/12/2017 17:17:51
Publicação no DJe/STJ nº 2341 de 15/12/2017. Código de Controle do Documento: AD1FFF22-D42B-4434-80C3-8D3DBEEACDAC